« CICLOTIMIA | Entrada | SANTANETES E SANTANISMOS »

julho 19, 2004

FOI HORRÍVEL, NÃO FOI?

Também assisti à invasão de campo que acabou com o jogo-treino do Benfica, algures na Suíça. Imagens difíceis de esquecer: o pobre segurança deitado no relvado, careca reluzente pontapeada pelos hirsutos espectadores em fúria; os outros vigilantes de negro tratando de colocar o lombo a bom racato, sem um olhar para o companheiro caído; o povo correndo em busca de vingança, desafiando as bastonadas dos "seguranças".
Enfim, foi uma cena lamentável, exemplo do pior que a justiça popular nos pode oferecer, quando cavalga a onda do instinto da turba.
Eu sei que não devia; mas adorei. E não consigo reprimir um sorrisinho sádico a cada vez que repetem a cena na TV.

Publicado por Luis Rainha às julho 19, 2004 12:18 AM

Comentários

Mas ao menos tem vergonha de si proprio??

Publicado por: Armando em julho 19, 2004 12:24 AM

Montes.

Publicado por: Luis Rainha em julho 19, 2004 12:28 AM

O bófia empurrava-me e dizia para desandar. Eu não podia compreender porquê. Quis-lhe perguntar. O bófia sacou do casse-tête e deu-me com ele uma, duas, três vezes nos costados. Senti um choque eléctrico percorrer-me o corpo. E uma humilhação que não podia ficar impune. Não percebia por que é que ele me batia. Quis-lhe perguntar. Mas o gajo continuou a dar-me cacetadas e já outros bófias se aproximavam de casse-tête na mão. Não ia ficar para ali, especado, feito bombo da festa. Uma raiva surda trepava-me à cabeça. Ah, que raiva! Quando dou conta, mandava-lhe uma joelhada aos tomates. Senti-os a espalmar de encontro ao joelho. Já os outros bófias descarregavam sobre mim os seus casse-têtes virados ao contrário. Senti uma dor de vertigem quando um me acertou na cara. Percebi que a carne se rasgava e que um esguicho de sangue me inundava os olhos. Já me acertavam por todos os lados. Mas não interessava. Já nada interessava.

Sede de sangue!
Sede de sangue!
Sede de sangue!
Sede de sangue!

Já nada interessava. A não ser aquele bófia agarrado aos tomates. Num último esforço disparo-lhe um pontapé à cara. Assim, de baixo para cima - pás! Senti a biqueira da bota entrar-lhe pelas fuças dentro. Os ossos a quebrar. Os dentes a saltar numa baba de cuspe e sangue. Senti o olho a esborrachar-se sob a biqueira da bota. Os outros bófias continuavam a descarregar sobre mim os seus casse-têtes virados ao contrário. Mas eu já nada via. Só sangue. Dor. Senti-me dobrar. Cair. Aaaaaaaaaahhh!...


BÓFIA
[Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses - Miguel Pedro]

Publicado por: cachucho em julho 19, 2004 12:40 AM

calma cachucho, isso é que é testosterona pá ;)

Publicado por: tchernignobyl em julho 19, 2004 12:45 AM

Não , é apenas uma música do meu grupo preferido de sempre. Mão Morta.
Como foi parecido com o que se passou, passei aqui a letra, espero que não tenha feito mal :)

Publicado por: cachucho em julho 19, 2004 12:51 AM

Rainha estás perdoado, estou completamente solidário. Vi a cena em directo enquanto jantava aqui perto de casa numa tasca com mais dois compinchas e chegámos mesmo a gargalhar. Ainda por cima tinhamos falado há minutos atrás nas figuras de antologia de cariz emigrante que nos visitam todos os verões, com os seus automóveis de matrícula estrangeira e o brilho do tinto a resplandecer nas pupilas oculares. Premonitório.

Publicado por: Pedro Vieira em julho 19, 2004 12:55 AM

Vai desculpar a minha ignorância ou falta de capacidade de entendimento ou interpretação das suas palavras, mas a verdade é que não consigo perceber porque diz: "Eu sei que não devia; mas adorei. E não consigo reprimir um sorrisinho sádico a cada vez que repetem a cena."
Confesso que li e reli este último parágrafo vezes sem conta mas... nada! Não entendo mesmo!

Publicado por: Catarina em julho 19, 2004 01:33 AM

Sinal da época futebolística que se avizinha, ou "Portugal no seu Pior"?
:-/

Publicado por: Marco Oliveira em julho 19, 2004 09:53 AM

Ah, ah, ah! Giríssimo! Muito engraçado! Ou então, não...

UM DOS SEGURANÇAS FERIDOS EM CAROUGE PODE FICAR PARAPLÉGICO
Em estado crítico

Os graves incidentes que mancharam o final do jogo Étoile Carouge-Benfica levaram ao internamento de quatro seguranças do estádio, um dos quais em estado bastante grave, já que apenas ontem, ao início da tarde, deixou de estar em perigo de vida.

O agente suíço que foi pontapeado durante mais tempo pelos adeptos enfurecidos sofreu traumatismo craniano e, além de ter fracturado um braço e uma perna, arrisca-se a ficar paraplégico já que sofreu lesões na zona cervical.
in Record, hoje.

Publicado por: Manuel em julho 19, 2004 09:57 AM

Luis Rainha:
De acordo, é uma síntese inquestionável deste espírito dos nossos tempos: uma fascização das mentes frágeis da MAIORIA, que leva ao poder certos fascistas encobertos... Infelizmente, a sua síntese é incompleta, ou melhor, parcial: falta-lhe a inclusão nessa MAIORIA dos «seguranças» que começaram por agredir sadicamente um homem (um patusco) já manietado (a cobardia da força), tal como fazem os seguranças das nossas discotecas, os polícias em bando, os empregados dos cafés, os funcionários públicos ao guichet, os heróis dos filmes de acção americanos, quem quer que considera que tem algum «poder» e que logo o aproveita para espezinhar quem é ou está mais fraco... É este o ovo de víbora mais eficaz para a criação dos fascismos.

Publicado por: jm em julho 19, 2004 10:26 AM

é grave, mas que tipo de seguranças eram aqueles que para além de imobilizarem um adepto que estava a perturbar o espectáculo necessitaram de usar os bastões daquela forma quando ele se encontrava no chão?
Houve ali, infelizmente para eles, erro de cálculo dos seguranças quanto à legitimidade que lhes assiste neste tipo de situação.
A "mensagem" que tem sido insistentemente passada nos últimos tempos de que em segurança "vale tudo", pode ter os seus efeitos perversos.
Quantas pessoas não ficam em estado grave sem quaisquer consequências em situações em que esse tipo de abuso ocorre sem ser à vista e nas barbas de uma multidão sobre-excitada?
O reverso da medalha é o estado de "entusiasmo" histérico com que as pessoas continuam a assistir a este tipo de "eventos".

Publicado por: tchernignobyl em julho 19, 2004 10:26 AM

Discordo do comentário: acho que os seguranças (atenção, que não eram polícias) mereceram a sarabandada, porque a sua intervenção foi desmedida e totalmente despropositada. O próprio presidente do clube local até apresentou desculpas ao Benfica e adeptos pela actuação dos seguranças que contrataram. MAs acabei de ler que um dos seguranças que foi agredido está em estado crítico e corre o risco de ficar tetraplégico... isso sim, é muito grave.

Publicado por: António Mesquita em julho 19, 2004 10:48 AM

eu não vi. pelo que li, nos comentários, fiquei com uma ideia do que se passou. mas acho o texto idiota: olho por olho, dente por dente, ficamos todos cegos e desdentados.

Publicado por: Alexandre Monteiro em julho 19, 2004 11:09 AM

Não há crise, Alexandre. Eu também tenho ideia que todos os textos no teu blogue são mais ou menos idiotas. Até aqui ficamos quites.

Publicado por: Luis Rainha em julho 19, 2004 11:28 AM

"Mais ou menos"?! Os textos do Monteiro são EXTRAORDINARIAMENTE idiotas. Ou não fosse o Monteiro um campeão do retardamento mental! E os poeminhas do gajo? Ah, ah, ah!

Publicado por: Silvério em julho 19, 2004 11:32 AM

Deviam é comparar a reportagem (e sobretudo os comentários) da TV portuguesa com a TV suiça (TV5). Querem saber qual é a diferença? Entre um rio asseado e um cano de esgoto, quem tem a TVcabo pode sempre escolher.

Publicado por: o belga melga em julho 19, 2004 11:41 AM

Gostei.Aquilo não foi justiça popular.Foi direito de defesa.Aqueles energumenos estavam a pedi-las.

Publicado por: A.Mello-Alter em julho 19, 2004 02:14 PM

A intervenção dos seguranças foi desproporcionada.
Basta comparar com a reacção da segurança a situação idêntica na final do europeu.
A intervenção desajustada deu origem à situação de descontrole que acabou por se abater sobre os seguranças.
Parece-nos que o ensinamento a tirar desta triste história é a de que a segurança tem que ser desempenhada por profissionais altamente preparados. Senão dánisto.

Publicado por: xavier em julho 19, 2004 02:54 PM

Ó Luis, quem não te conheça que te deixe na loja. Que coisa feia. Mau menino!

Publicado por: Rogério da Costa Pereira em julho 19, 2004 03:41 PM

"Gostei.Aquilo não foi justiça popular.Foi direito de defesa.Aqueles energumenos estavam a pedi-las."

Sim. Foi lindo. Ver adeptos a espancarem - dando pontapés na cabeça - uma pessoa inconsciente...é realmente de um heroismo incrível. Enfim. É uma situação onde TODOS foram culpados. Do maluco que invadiu o campo aos seguranças, passando pelos adeptos. Sorrisinho sádico por uma demonstração da barbaridade do comportamento de massas? Não, obrigado.

Publicado por: Nuno Cruz em julho 19, 2004 08:03 PM

Mito de Sísifo

Condenado pelo Olimpo a empurrar para toda a eternidade uma rocha pela montanha acima, vê-la descer e empurrá-la de novo.

É este o destino dos Comunas!

Publicado por: Jorge Monhé em julho 19, 2004 10:32 PM

Eu não gostei nada. Não vi essa lamentável parte do jogo, só alguns bocados na 1ª parte. Acho que os seguranças tiveram uma atitude irresponsável e desadequada. Mas achar divertido e "bem feito" que um tipo seja espancado por uma multidão em fúria e corra agora o risco de ficar tetraplégico
é de uma falta de senso, de uma parvoíce, de um desejo de vingança(de quê, Santo Deus, de quê?)incrível, e estou a ser muito comedido. O último parágrafo deste post torna-o sem dúvida no mais deplorável e abjecto conjunto de linhas deste blog. Se é uma piada, é de muito mau gosto. Ou então mostra como alguns elementos da esquerda radical sempre olharam para a polícia como se se tratasse de seres horríveis, de espírito assasino, com o cassetete pronto a desancar o mais pacífico dos manifestantes anti-capitalismo.
Já agora, também leio o blog do Alexandre Monteiro, e embora discorde de muita coisa não vi lá nada de imbecil ou chocante a nível de afirmações. Tomara à maioria dos bloggers ou comentadores escrever com a mesma sensibilidade e inteligência. Não é, obviamente, o caso do Luís Rainha. Pelo menos nos tempos mais recentes.É bom que pense em algumas decalarações que faz.

Publicado por: João Pedro em julho 19, 2004 11:34 PM

JP: ninguém vai ficar tetracoisanenhuma. Já saíram todos do hospital. A atitude daquelas bestas não foi "irresponsável e desadequada"; foi uma demonstração abjecta de brutalidade e desrespeito pelo próximo. Eles não eram polícias. E o que eu digo não "mostra" coisa nenhuma do que a "esquerda radical" pensa ou não. Conheces-me a mim e às minhas ideias políticas de onde, pá?

Publicado por: Luis Rainha em julho 20, 2004 12:39 AM

Também estou como outro "comentador": não percebo este último parágrafo.

a actuação dos polícias é lamentável, tal como é a do público. A questão é: quem colocaria cobro à situação se o público não interviesse? Como foi possível tal comportamento ter lugar?

Por outro lado, se se compreende a fúria do público, não se compreende o quase linchamento que ocorreu. Há limites que foram ultrapassados, pois acabaram a fazer aos seguranças o mesmo que estes faziam antes. É o problema da mentalidade "deviam-lhes fazer o mesmo", que advém obviamente de um défice civíco.

Será que o Luís Raínha equacionou estas questões ao escrever (julgo que não o fez), o famoso padeiro do BE era mais literal (para alguns bloquistas) do que se fez crer?

Publicado por: Nuno Pinho em julho 20, 2004 01:35 AM

"A atitude daquelas bestas não foi "irresponsável e desadequada"; foi uma demonstração abjecta de brutalidade e desrespeito pelo próximo."

E a das pessoas que agrediram os seguranças, foi o quê?

Publicado por: Nuno Cruz em julho 20, 2004 02:49 AM

Nas últimas notícias que ouvi, o homem estava em riscos de ficar tetraplégico. Se saíu do hospital folgo com isso. O que não invalida que as agressões de que foi alvo tenham sido tão abjectas como as que aplicaram ao adepto que entrou em campo. Lá por que são seguranças não têm de ser espancados à bruta com risco de vida. A alusão àpolícia foi uma mera comparação. Quanto ao radicalismo, é verdade que não conheço a fundo as tuas ideias, mas já li de alguns posts teus, logo faço uma ideia (e isto que eu saiba é o Blog de ESQUERDA). E os sorrisinhos sádicos querem dizer alguma coisa, senão não tinham vindo à baila, ou não será?

Publicado por: João Pedro em julho 20, 2004 03:21 AM

Entenda-se isto: claro que sei que aquilo não se faz. Limitei-me a confessar ser humano e não conseguir reprimir um sorriso malévolo por ver aquelas bestas provar um pouco do seu próprio veneno. Será politicamente incorrecto? Azar.
MAs entenda-se também: eles não foram espancados "por que são seguranças". Aquilo aconteceu devido ao seu comportamento animalesco; mas aposto que a tentação de puxarem do bastão só porque podem já lhes passou de vez.

Publicado por: Luis Rainha em julho 20, 2004 11:44 AM

és um gajo feio Luis, a tua primeira resposta ao João Pedro demostra-o bem.

Publicado por: u em julho 20, 2004 01:48 PM

Queria dizer Alexandre Monteiro.

Publicado por: u em julho 20, 2004 01:53 PM

O "u" além de não saber ler, é BURRO!
E pedir desculpa ao homem? Vocês são sempre os mesmos. Ladram antes de se informarem.

Publicado por: Jorge Monhé em julho 20, 2004 02:16 PM

Lá estão os meninos armados em intelectuais de "esquerda".

Continuam na idade do armário.

Querem ter sempre razão, primeiro começam muito amiguinhos, agora já está tudo à estalada.

Publicado por: canzoada em julho 20, 2004 05:30 PM

bem, deixem-me dizer que os textos não valem nada. para além do mau gosto com que os mesmos são escritos, estes são redigidos de maneira pouco interessante. quanto ao facto dos bloguistas discutirem os comentarios feitos pelos visitantes isso também demonstra mau gosto e falta de bom senso. desejo-vos boa sorte, pois bem vão precisar!

Publicado por: PM em julho 22, 2004 11:35 PM

bem visto PM.

o luís rainha ainda não conseguiu distanciar-se da situação, do cronómetro, e só pensa o espancamento do segurança depois de relembrar a empatia que sentiu pelo rapaz que foi para o relvado, perdão, o rapaz que foi espancado.

é ele também que é espancado pelos homens de farda.

também me pareceu estranho uma pessoa ficar tetraplégica depois de sair do campo pelo seu pé.
acho que foi sensacionalismo aldrabado do jornal.

Publicado por: gonçalo em julho 23, 2004 12:07 PM