« GESTOS (2) | Entrada | QUEM VÊ TV... »

julho 16, 2004

... SOFRE MAIS QUE NO WC

Queremos dominar o nosso tempo e fazer o que achamos importante, mas logo vem a ditadura da televisão e enfraquece-nos a vontade. Fica ligada a debitar coisas, umas atrás das outras e a trazer mundos que não são os mundos que queremos. Mas fragilizam-nos tanto que a única coisa que conseguimos fazer como atitude subversiva é mudar freneticamente de canal. E nunca mais vem o nosso mundo.
Marta Lança

Publicado por José Luís Peixoto às julho 16, 2004 01:25 PM

Comentários

Vem o nosso mundo quando a desligas, mas depois ficas com vontade de ver outros mundos. Eu perdi essa vontade à anos.

Publicado por: cachucho em julho 16, 2004 01:39 PM

Sempre que pôde a esquerda governou (ou governa )sózinha . Vide Coreia do Norte , China ou Cuba!
Felizmente são cada vez menos.

A esquerda não é confiável.
A esquerda devora-se a ela própria.
Viu-se com a urss que se enganou no caminho do socialismo.
Do vosso lado devem gostar da Coreia do norte , lá não há fome, eles comem-se uns aos outros !!
Aquilo sim é que é uma sociedade no caminho do socialismo, como diz o vosso amigo fidel.

Sempre que há progresso e liberdade é porque há intervenção da direita.
Mas o progresso é muito mais rápido sem a esquerda , vidé USA.

Atenção, não façam confusão ,eu meto no mesmo saco o Salazar e o Cunhal.
Eu gosto é de liberdade e de independência, por causa da liberdade até com a minha mãe andei à porrada

Publicado por: Afonso Henriques em julho 16, 2004 01:52 PM

Estás safa, em Cabo Verde o telecomando não tem canais. Para mudar de vista, tens mesmo de ir à janela.

Publicado por: Nuno Ramos de Almeida em julho 16, 2004 02:16 PM

Hoje, vejo muito menos televisão que há 15-20 anos atrás porque a televisão tem perdido a magia, já não é mais a "caixinha mágica". E é pena. Perde-se assim um veículo priveligiado de levar a cultura aos portugueses.
Num mundo televisivo em que o horário nobre é exclusivo das telenovelas,a televisão pública com uma programação diferente, bons filmes, bons programas de entretenimento, de informação e de divulgação, poderia ter um share bastante interessante e como consequência obter receitas para melhorar a sua produção, reduzir a dependência dos governos e obrigar os canais privados a alterar a política de programação.
Mas, isso iria pôr em risco a rentabilidade dos canais privados...assim temos um nivelamento por baixo e uma televisão pública subserviente aos interesses dos grupos eonómicos que dominam os media media.

Publicado por: David Gonçalves em julho 16, 2004 02:16 PM

Refere um comentador deste post que a esquerda não é confiável porque se devora a ela própria. Pois, mas em contrapartida a direita devora socialmente aqueles que trabalham e lutam pela sobrevivência o que é bem pior. Mas não é de estranhar este tipo de leitura própria de quem vê muita televisão, essa caixa estupidificante deste povo.

Publicado por: congeminações em julho 16, 2004 05:14 PM

Convaginacoes agora vai "trabalhar" para a Albania, alem de simpatizar com o sistema ainda tem a vantagem de nao ter TV.

Deve ser o Paraiso, para ele e para o Louca.

Publicado por: Jaquim do Bachil em julho 17, 2004 01:20 PM