« EM JEITO DE SLOGAN | Entrada | TOMARA-QUE-FIQUEM (MUITOS ANOS) »

julho 15, 2004

DA PORTA PARA DENTRO

Os sites das imobiliárias oferecem, na maior parte dos casos, completíssimos portfolios dos apartamentos que tentam vender (oito a dez imagens, em média, captadas com as cada vez mais democráticas câmaras digitais). Esses acervos são úteis para quem procura casa, diga-se. O problema é que são também, ao mesmo tempo, esteticamente perigosos. Isto porque revelam um dos mais bem escondidos pecados portugueses. Escreve-se com três palavras: decoração de interiores.

Publicado por José Mário Silva às julho 15, 2004 11:28 PM

Comentários

Há duas coisas determinantes:
Assegurar que há isolamento termico e como funciona o sistema de exaustão de fumos,

Publicado por: Real em julho 15, 2004 11:40 PM

e assegurar que não faltam os lambrins em azulejo espanhol nos corredores. isso é essencial.

Publicado por: tchernignobyl em julho 16, 2004 12:22 AM

Cherne, são lambris e não lambrins,

Publicado por: Real em julho 16, 2004 12:38 AM

Havias de ver as fotos na imobiliária da amadora. É outro mundo, irresistivel. Mas o melhor mesmo é verificar a diferenças entre a foto de apresentação das casas nas diferentes zonas de Lisboa: no centro temos sempre amplas salas, na periferia (linha de sintra) amplas cozinhas. Diferentes públicos, diferentes prioridades (eu estou quase mais inclinada para as cozinhas).

Publicado por: ju em julho 16, 2004 01:16 AM

Só há duas formas de vender uma casa: ou de paredes nuas ou decorada tipo apartamento-modelo. Tudo o resto é a exposição visceral de compromissos orçamentais acumulados ao longo de vidas. E nem a consulta ocasional das 'el mueble', 'casa cláudia' ou o que as novelas impingem permitiu aliviar esse mau gosto generalizado.
É um susto!

Publicado por: Estupe Facto em julho 16, 2004 01:34 AM

são piores que estas?

http://www.omodern.com/Eurobad/euro5.html

ou como as deste grande mito da decoração de interiores britanica?

http://www.llb.co.uk/

Publicado por: lebre em julho 16, 2004 03:36 AM

Real obrigado pela observação.
Por uma qualquer razão sempre chamei àquilo lambrim e tinha os meus preconceitos contra o lambril.
De qualquer modo, no meu Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, 6ª edição, encontro logo abaixo da entrada de "lambril", uma para "lambrim" que transcrevo: "s.m. o m. q. lambril".
Vá-se lá entender o que quererá isto dizer.

Publicado por: tchernignobyl em julho 16, 2004 07:10 AM

Zé Mário, calma, andas mesmo obcecado pelas casas! Isso em Campo de Ourique não vai bem? É um bairro tão simpático! Ainda ontem à noite estive por aí e continuo a gostar... É que viver em Campo de Ourique e preferir ir para a periferia, só mesmo uma casa que valha a pena. Sou muito radical, mas prefiro estar claramente longe, ou então viver por aqui. O que conheço de periferias não é lá muito simpático (e não falo dos transportes)
* nota de prevenção: há excepções!

Publicado por: Emiéle em julho 16, 2004 09:40 AM

no domingo à noite ainda dei uma volta pelo bairro a ver se encontrava o zémário a meditar num banco no jardim da parada mas o que deu para ver é que é um bairro invulgarmente parado e algo lúgubre quando se sabe da sua localização priveligiada e do "cachet" que o rodeia.

Publicado por: tchernignobyl em julho 16, 2004 09:49 AM

Emiéle:
Eu gosto muitíssimo do bairro, mas o problema é encontrar um T3 em Campo de Ourique a um preço acessível para quem trabalha por conta de outrem...

Publicado por: José Mário Silva em julho 16, 2004 11:24 AM

De repente lembrei-me da sra. Castella e das suas decorações felizes (penso que a personagem se chamava assim, já não me lembro...).

Quanto aos preços das casas e até das rendas, a relação entre os salários médios e as despesas médias com a habitação, torna praticamente impossível residir em Portugal, sobretudo em locais com um mínimo de qualidade de vida. E isso também é terceiro mundo.

Publicado por: MBP em julho 16, 2004 12:04 PM

Sempre que pôde a esquerda governou (ou governa )sózinha . Vide Coreia do Norte , China ou Cuba.
Felizmente são cada vez menos.

A esquerda não é confiável.
A esquerda devora-se a ela própria.
Viu-se com a urss que se enganou no caminho do socialismo.
Do vosso lado devem gostar da Coreia do norte , lá não há fome, eles comem-se uns aos outros !!
Aquilo sim é que é uma sociedade no caminho do socialismo, como diz o vosso amigo fidel.

Sempre que há progresso e liberdade é porque há intervenção da direita.
Mas o progresso é muito mais rápido sem a esquerda , vidé USA.

Atenção, não façam confusão ,eu meto no mesmo saco o Salazar e o Cunhal.
Eu gosto é de liberdade e de independência, por causa da liberdade até com a minha mãe andei à porrada

Publicado por: Afonso Henriques em julho 16, 2004 12:58 PM


Lambrins?

Ah ah ah.

Publicado por: Anhuca em julho 17, 2004 05:46 PM


Podiam por aqui aqueles anuncios a vender barracas na Musgueira.

Que depois usam para se inscreverem nos programas de realojamento.

Estava ao nivel do Blog.

Publicado por: Anhuca em julho 18, 2004 01:51 AM

Se não gostam, por que é que voltam? Por que é que insistem em poluir este espaço com as vossas provocações grosseiras? Por que é que não desamparam a loja de uma vez por todas?
Não há pachorra para vos aturar.

Publicado por: José Mário Silva em julho 18, 2004 03:35 PM