« MEMORÁVEL | Entrada | CONVITE »

julho 13, 2004

ATEÍSMO NA NET

Como em tudo na vida uns partem, uns ficam, uns surgem. Também nos blogues. O pensamento ateísta já está representado na blogosfera há alguns meses através do Diário de Uns Ateus, um blogue colectivo que conta com a colaboração do nosso bem conhecido comentador e itálico ocasional Ricardo Alves. Vão lá ver.

Publicado por Filipe Moura às julho 13, 2004 12:52 PM

Comentários

Obrigado pela referência, Filipe.
Para quando a adição do «Diário de uns Ateus» à lista de referências ali em baixo?

Publicado por: Ricardo Alves em julho 13, 2004 01:55 PM

E não é que vale a pena?

Dê uma vista de olhos, não seja descrente!

Publicado por: Vale de Soure em julho 13, 2004 03:47 PM

Espectacular.
E eu que pensava que andava a lutar com moínhos de vento sózinho.Afinal não são moínhos de vento nem estou sózinho."Blog" de visita obrigatória.
É preciso desmascarar a "padralhada".

Publicado por: carlos em julho 14, 2004 01:34 AM

Já agora...
Quem estiver interessado em conhecer a única associação portuguesa dedicada à defesa da herança republicana e à promoção da laicidade do Estado deve ir a:
www.laicidade.org

Publicado por: Ricardo Alves em julho 14, 2004 01:08 PM

O Carlos diz tudo: não é um blogue de ateus. É contra a padralhada. E pobreza mais "franciscana" - passe a boca aos incréus! - não pode haver!

Publicado por: Marujo em julho 14, 2004 06:16 PM

O Marujo tem uma embirração incontrolável contra o «Diário de uns Ateus». Porque será?

Publicado por: Ricardo Alves em julho 15, 2004 01:06 PM

Sr Marujo.
Não percebí o porquê da "pobreza mais franciscana".Desconfio que o Sr. anda pouco atento aos actos e avanços destes srs. Deixe-me que lhe diga que já não é obrigatório o crucifixo nas escolas, o nosso estado é laico e já ninguém é preso por não pactuar com a ICAR. Não tenho nada contra as pessoas com convicções religiosas, católicas apostólicas romanas(é esta a religião predominante no Ocidente);Tenho contra os dirigentes religiosos que, aproveitando-se da boa fé das pessoas, escravizam-nas e impôem as suas regras, na maior parte das vezes tirânicas, prepotentes e sem o minimo respeito pela Dignidade Humana, indo ao ponto de decidir sobre a vida e a morte de cada Ser Humano.Foram tornados públicos, principalmente nos últimos anos, (porque se começou aperder o medo)centenas ou mesmo milhares de casos pouco dignos de tal instituição(Ao ponto de haver quase uma falência da ICAR nos EUA, relacionado com os casos Portland e não só).
É só um pequeno esclarecimento.

Publicado por: carlos em julho 15, 2004 10:45 PM

Não tinha percebido que a resposta do Marujo era dirigida ao "Diário de uns Ateus", com "dioternidades", coisas antigas.Só percebí a sua posição quando lí um seu "post" sobre a ausência de representantes do topo da hierarquia da ICAR portuguesa no enterro de Maria de Lurdes Pintassilgo.

Publicado por: carlos em julho 15, 2004 11:19 PM