« ORGULHO SELECTIVO | Entrada | 22 mm »

julho 12, 2004

OVER REACTING

Este gajo está a passar-se e alguém tem de inculcar-lhe algum juízo na cabeça.
Custa-me a compreender como as pessoas assumem estas reacções desesperadas como se tivessem ainda grandes ilusões sobre a forma como funciona o nosso sistema político, ou qualquer sistema político.
Onde pára a lucidez?
Sabemos que a conjuntura é favorável, e que se a Esquerda ou Esquerdas souberem agir com competência e lucidez, de nada valerão as piruetas previsíveis do Santana ainda speedado com o balão de oxigénio fornecido pelo Sampaio.
Mas para isso, pelo amor de deus, deixemos de encarar o Santana como o monstro que não se pode enfrentar, caraças.
Não levou ele traulitada forte e feia e acabou derrotado em todos os disparates em que se meteu em Lisboa? E foi como? Com a desistência dos Presidentes de Junta, sobretudo da CDU, e os movimentos de opinião e os cidadãos que lhe fizeram frente.
É um político com capacidades de comunicação que chega a um certo tipo de eleitorado? Sim, mas o que há de novo nisto?
Cuidado apenas com a excessiva fixação, mesmo se negativa, no personagem.
Fora isso eu estaria deprimido se tivesse havido uma vitória eleitoral brutal da direita e se as sonsagens lhes dessem vastas maiorias.
Agora assim?
Depender da tibieza de um personagem?
Encurralados?
Metem medo a quem?
É agora que o pessoal "desiste"?
Porque "deixou de ter espaço"?
AGORA????

Franchement... J, toma um duche frio e repensa-me essa coisa por favor.

Publicado por tchernignobyl às julho 12, 2004 10:56 PM

Comentários

Pois é, é o que dá vontade, de desistir!
Desistir de ter opinião, de ser uma pessoa activa neste país. Dá vontade de não votar, de desaparecer daqui para bem longe.
Não contamos para nada, isso já sabiamos à muito, agora negar a possiblidade de voto porque dizem que causamos instabilidade política é forte, muito forte.

Publicado por: cachucho em julho 13, 2004 02:33 AM

olha outro...
sem ofensa mas a vocês parece que vos falta apanhar muito na cabeça.
se estivessemos numa situação do tipo antes do 25A o que é que faziam?
Ficavam debaixo da cama?
Metam na cabeça que estas coisas são mesmo assim.
1º- esta desilusão é relativa
2º- o sentimento de derrota é francamente exagerado e levado no sentido mais negativista que parece tirado a papel quimico do triunfalismo da direita que afinal não ganhou nada sabe que o pais não pode com eles e está no seu natural elemento neste tipo de situações.
4º- ter opiniões e manifestá-las é uma necessidade para além de ser um direito acima deste tipo de circunstâncias
5º- para a frente é que é o caminho

Publicado por: tchernignobyl em julho 13, 2004 07:43 AM

Eu estive vai, nao vai para voltar a Portugal.
Este foi o prego no caixao do retorno.
Nao acredito em Portugal, nao acredito no seu povo (o povo da cunha), nao acredito nas suas elites (onde esta a meritocracia nas nossas elites? Na esperteza a fugir aos impostos?). E agora nao tenho esperancas nenhumas na politica.
Mesmo que o Santana perca daqui a 2 anos, qual e a alternativa? Um PS que nao e diferente da ala esquerda do PSD? Pior que isso: Um PS que volta a ter lideres que se dao bem com caciques?

Nao acredito em Portugal. Merda para isto.

Publicado por: Jean-Luc em julho 13, 2004 09:11 AM

...e a busca da justiça continua ...

Desistir nunca! Resistir sempre!

Com tanto para fazer, não pode haver pachorra para choramingas.

Publicado por: Patty em julho 13, 2004 09:56 AM

1º Não posso estar mais de acordo contigo. O que tenho escrito no Afixe vai exactamente nesse sentido. 2º Puxando um pouco para a área que conheço melhor, considero que as pessoas tão exageradamente desanimadas, têm um muito baixo limiar de resitência à frustração. Mas será que a vida lhes tem corrido sempre como gostavam? E por acaso não se pode fazer oposição nesta terra? E ainda por cima com este tipo que até dá gosto fazer oposição! A minha opinião é que "se passaram" todos. É que com estas reacções emocionais primárias, ainda bem que não houve eleições.

Publicado por: Emiéle em julho 13, 2004 10:06 AM

Nao e choramingas (da minha parte): Nao tenho pachorra. Quem ca fique que se desenrasque.

Parece mal? Pois parece.

Publicado por: Jean-Luc em julho 13, 2004 10:07 AM

Que "traulitada" é que ele levou em Lisboa? Ministradas por que presidentes de juntas? Que movimentos?
Que eu saiba, só pararam o túnel - tarde demais, ainda por cima- graças à teimosia de um indivíduo isolado. Quanto ao resto... acho que é hora de acordares e abrires os olhos para os perigos claros do populismo: é só ver os índices de aprovação que a "acção" do cromo ainda tem em Lisboa.
"Conjuntura favorável"?? Mas onde, meu Deus? O tipo tem dois anos pela frente para "comprar" todos os votos que precisa, sem sequer pensar em quem irá depois pagar as despesas associadas. Aliá, o processo já começou com a ideia peregrina de instalar ministérios a eito pelo país afora.
Não acordes a tempo, não...

Publicado por: Luis Rainha em julho 13, 2004 11:35 AM

Acontece que vivo e moro em Lisboa, e oiço muito o que se diz, que não reproduz o que se depois se lê escrito nos jornais, ou em reportagens da TVI. Quem anda nos transportes públicos, faz compras no Minipreço, pára em quiosques de jornais ou vai às lojas de 300 conhece outra camada da população. E o que se ouve, é mesmo que este tipo não cumpre nada do que disse. E citam exemplos para além do túnel. Não se esqueceram que o Parque Mayer está na mesma. Que agora nem sequer têm Feira Popular. E fazem troça das ruas onde as fachadas foram arranjadas e por detrás está tudo na mesma. É raro, mas muito raro, durante estes 2 anos ter ouvido gabar uma acção deste homem. Ora demagogo foi-no o tempo todo, ou não? As pessoas são mais desconfiadas do que podem imaginar. E estão muito fartas de promessas.

Publicado por: Emiéle em julho 13, 2004 01:23 PM

outro dia ouvi dizer que predominantemente os mais pobres votam no ps.
então eu pensei , burro e pobre como sou, para o ps e o pc quantos mais pobres mais votos !

se houver mesmo muitos pobres o ps ganha a maioria.

viva a pobreza bamos comelos

Deus Vitorino expilica pra mim ?

Publicado por: Afonso Henriques em julho 13, 2004 01:37 PM

Emiéle, podes ouvir isso tudo , mas eu também oiço o contrário. Tenho uma amiga que trabalho num hotel e diz que as mulheres só falam do santana, o homem é um playboy tá tudo dito , isso conquista votos.
A política não passa disso mesmo, de operações de charme, não é o que interessa, mas e´dos requisitos principais. Daqui a 2 anos veremos...

Publicado por: cachucho em julho 13, 2004 03:04 PM

luis estás a avisar-me a mim para os perigos do populismo?
estás a dizer-me que o homem é um taumaturgo invencível e que o que o pessoal tem de melhor a fazer é arrumar as botas e ir para casa?
e dizes-me para acordar?

Publicado por: tchernignobyl em julho 13, 2004 05:30 PM

cachucho haverá sempre gente a dizer isso, mas o que eu sei é do resultado das eleições europeias e o que dizem as sondagens mesmo num período de especial projecção do governo num sentido positivo ao aparecer como grande patrocinador do euro.
de qualquer modo este post nem era uma análise do que é do que significa dos medos e repulsas que provoca e dos meios de preservar a lucidez sem cair na histeria que acaba no demissionismo, era um apelo para que um blog fundamental como o cruzes canhoto não acabe.

Publicado por: tchernignobyl em julho 13, 2004 05:34 PM

Tchern,
Claro que não disse que ele é invencível. Só perguntei onde estavam essas "traulitadas" que ele teria levado em Lisboa. E adverti para os perigos enormes de subestimar os adversários perigosos. É para isto que devemos acordar.

Publicado por: Luis Rainha em julho 14, 2004 11:56 AM

E o Chouriço do Vitorino que espetou com cara de mau a brutal nega ao PS !!!!!?????!!!!!
Ia meter-se na mixórdia ?
Sabe Deus o que saberá ele !!!

A esquerda resvala inexoravelmente .
No futuro ,( sei lá daqui a uns 200 anos) só vai haver PP e PSD.
Depois aparece o PS, uma sombra esqualida , uma curiosidade.
E o PC e o BE não passarão de fósseis há muito extintos.

Publicado por: Afonso Henriques em julho 14, 2004 07:13 PM

Luís a traulitada que levou em Lisboa, com episódios uns mais outros menos mediáticos bloqueou o processo do parque mayer/casino, alertou para a questão das torres de alcântara, dos planos para o Alvito e outras "animações" previstas para Monsanto e provocou o que se sabe ao túnel no marquês. Estas as que me foram mais evidentes.
Quanto ao resto estou absolutamente de acordo e por isso encaro como uma certa reserva uma certa atitude catastrofista que me parece auto-bloqueadora como é evidenciado nas "desistências" de que aqui e ali temos notícia.
Levar o adversário a sério não é escorregarmos para uma atitude de diabolização estéril cujo expoente máximo até hoje em portugal foi o ódio da direita ao Eanes depois do primeiro mandato e que não lhes trouxe grandes resultados.

Publicado por: tchernignobyl em julho 15, 2004 09:46 AM