« POLÍTICA GINSENG | Entrada | SOPA DE LETRAS »

julho 12, 2004

A NOVA DESCENTRALIZAÇÃO

Num rasgo de puro génio, Pedro Santana Lopes avançou já com uma das suas famosas ideias peregrinas e decidiu marcar o início da trajectória enquanto primeiro-ministro com uma medida estrutural (chamemos-lhe assim): a "descentralização" do Governo. Uma coisa linda. Um ovo de Colombo. Um achado.
Funciona mais ou menos assim:

«É no Algarve que há mais turismo? Então transfira-se a Secretaria de Estado para Faro.»
«Sempre ouvi dizer que é no Norte que se trabalha a sério, não é? Nesse caso, ala com o Ministério da Economia para o Porto, a ver se isto entra nos eixos.»
«E os agricultores? Isso tem a ver com campinos, touros e coisas dessas, certo? Hmmm, sendo assim, Santarém é que é. Ouviram? Ribatejo é que é. Ponham lá o Ministério da Agricultura perto das terras lavradas...»

Confesso que estou mortinho para conhecer a futura localização dos outros ministérios. Quanto ao Conselho de Ministros, caso se mantenha a lógica descentralizadora, calculo que se passe a realizar todas as quintas-feiras, de manhã, no rochedo mais exposto ao vento do arquipélago das Selvagens.

Publicado por José Mário Silva às julho 12, 2004 11:57 AM

Comentários

O Ministério dos Negócios Estrangeiros nas Ilhas Caimão?

Publicado por: BJR em julho 12, 2004 12:32 PM

E o Ministério da Educação ? Pode-se escolher países estrangeiros?

Publicado por: dave em julho 12, 2004 12:37 PM

A capacidade de alguns para desconversar é de génio!
Custará assim tanto perceber que a ideia de descentralizar o Governo, alem de simbólica, tem de facto vantagens para as cidades que poderão receber os Ministérios ou secretarias de Estado?
Tal como Castelo Branco retira mais vatangens que a Covilhá por ser capital de distrito, também a descentralização de um Ministério para uma outra cidade pode favorecer essa cidade e as suas próprias actividades económicas.
Mas, alguns só veem Lisboa à frente...

Publicado por: Peixoto em julho 12, 2004 01:41 PM

O ex presidente do scp,ex autaca da figueira e de lisboa,ex comentador desportivo,ex jurista,ex docente universitário e futuro p.m. deste pais á beira mar plantado podia criar o ministério do jet-set com sede nas docas

Publicado por: e.s. em julho 12, 2004 01:58 PM

Eu não fui tão longe, sou menos criativa , mas também disse lá no Afixe a minha opinião. É natural que o Peixoto pense assim, que ainda nunca ouvi aquele senhor criticar uma única medida, tomada ou a tomar por o actual governo. Mas se há coisa descabelada é esta. Já agora o Peixoto podia dar uma olhadela Abrupto, que não é que não é exactamente da extrema esquerda...

Publicado por: Emiéle em julho 12, 2004 02:12 PM

Sem querer sabotei o link do Abrupto. Desculpem. Foi mal feito e não abre. Tenho de corrigir : Abrupto. Deve ser assim.

Publicado por: Emiéle em julho 12, 2004 02:21 PM

o harakiri do s.paio com efeito duplamente penetrante já que o ferrinho estava as cavalitas, deixou-me extasiado!!!!!!

Que grande jogada a do durao
ahahahaahhahahahahhahahahahahhaha

Publicado por: Afonso Henriques em julho 12, 2004 02:57 PM

o harakiri do s.paio com efeito duplamente penetrante já que o ferrinho estava as cavalitas, deixou-me extasiado!!!!!!

Que grande jogada a do durao
ahahahaahhahahahahhahahahahahhaha

Compensou o campeonato ahahahahahahahaha

Publicado por: Afonso Henriques em julho 12, 2004 03:30 PM

Só mesmo o Santana para achar que descentralizar é mudar os ministérios de sítio. O gajo até podia ter dito que descentralizar era pintar as paredes dos ministérios que o bovino jornalista da SIC teria acenado com a cabeça que sim. Quanto ao comentador Peixoto, vejo que tem a cartilha Alberto João bem aprendida. Para mim é óbvio que o problema da "centralização" não se prende com a localização dos ministérios mas sim com os processos de tomada de decisão dentro da administração pública. Mudar os ministérios de sítio é a conversa de "mudar as moscas". O engraçado é que um jornal de hoje apresenta uma medida deixada por durão que consiste em juntar vários ministérios na Ajuda!!

Publicado por: bruno em julho 12, 2004 03:36 PM

Lembrei-me de outra coisa... a falta de justificação para as mudanças dos ministérios ( tirando os motivos "PSL acha que...") encontra paralelo no legado de PSL a Lisboa: o túnel do Marquês. tb a ideia do túnel surgiu do nada, sem algum tipo de estudo e rapidamente pegou e criou adeptos.

Publicado por: bruno em julho 12, 2004 04:41 PM

A ideia nem é original, já Soares pai fez o mesmo, e não resultou.

Publicado por: provocador em julho 12, 2004 05:03 PM

Tudo acertado.
...
As pescas vão prás Berlengas.
O Turismo prás Malvinas
A Educação prá Curraleira
A Defesa prá Terceira
.....
O Conselho de Ministros prós Prazeres.

Publicado por: Pirolito em julho 12, 2004 05:24 PM

Qual será o ministério que vai para bragança?

Publicado por: cachucho em julho 12, 2004 05:32 PM

finanças prá madeira já!

Publicado por: ricardinho em julho 12, 2004 07:26 PM

Os lisboetas começa a demonstrar o seu verdadeiro caracter: Egoismo face a Portugal !

Continuem, até se começar a contar cabeças... e ver quem manda...

Afinal sempre pensam na vossa barriga em primeiro lugar... E nos que pensavamos que a Capital era para gerir Portugal, afinal anda a gerir-se...

Francamente, bloquistas, não vos julgava tão farisaicos...

Publicado por: Paulo em julho 13, 2004 12:42 AM

para contentar aqui o paulo eu descentralizava o ministério das corporações com o dr félix à frente para aquela urbanização clandestina que devorou Castelo Branco

Publicado por: tchernignobyl em julho 13, 2004 12:52 AM