« TRÊS ANOS DEPOIS (COM RIMA E TUDO) | Entrada | TEORIA DOS TRÂNSFUGAS »

julho 11, 2004

ATENÇÃO, SEQUÊNCIA E RIGOR

«Sempre a poesia foi para mim uma perseguição do real. Um poema foi sempre um círculo traçado à roda de uma coisa, um círculo onde o pássaro do real fica preso. E se a minha poesia, tendo partido do ar, do mar e da luz, evoluiu, evoluiu sempre dentro dessa busca atenta. Quem procura uma relação justa com a pedra, com a árvore, com o rio, é necessariamente levado, pelo espírito de verdade que o anima, a procurar uma relação justa com o homem. Aquele que vê o espantoso esplendor do mundo é logicamente levado a ver o espantoso sofrimento do mundo. Aquele que vê o fenómeno quer ver todo o fenómeno. É apenas uma questão de atenção, de sequência e de rigor.»

Arte Poética III, Sophia de Mello Breyner Andresen

Publicado por José Mário Silva às julho 11, 2004 11:46 PM

Comentários

o harakiri do s.paio com efeito duplamente penetrante já que o ferrinho estava as cavalitas, deixou-me extasiado!!!!!!

Que grande jogada a do durao
ahahahaahhahahahahhahahahahahhaha

Compensou o campeonato ahahahahahahahaha

Publicado por: Afonso Henriques em julho 12, 2004 03:16 PM