« FEVER | Entrada | O TEMPO TODO INTEIRO »

julho 03, 2004

POESIA

A morte de uma mulher bela é o tema mais poético do mundo.
Marta Lança

Publicado por José Luís Peixoto às julho 3, 2004 03:03 PM

Comentários

Qualquer morte é poética. Seja ou não de mulher. E a beleza, Marta, não existe por si, é inventada pelo entendimento dos seres humanos. A beleza é uma invenção ou uma convenção.

Publicado por: Afonso Correia em julho 3, 2004 04:04 PM

Apelo Aberto:

Se apoias Santana Lopes mete uma Bandeira Nacional na janela de tua casa ou no teu carro!

www.riapa.no.sapo

Publicado por: Alhi em julho 3, 2004 05:38 PM

O que significa exactamente o sujeito "mulher bela"? A permissa "mulher bela" obriga a existência da "mulher feia". A morte de uma mulher feia no meu ponto de vista é bem mais poético do que a morte de uma "mulher bela" simplesmente porque a beleza que está aqui subentendida é a que menos poesia comporta. O sublime pode ser feio. Ou não!?

Publicado por: ericka hutton em julho 3, 2004 10:27 PM

...e a morte de um homem belo como Marlon Brando não é também poética?

Publicado por: amelia em julho 3, 2004 10:40 PM

Então, bora lá matar todas as mulheres belas para termos poesia no mundo!

O Uno e o Múltiplo

Publicado por: Anátema em julho 3, 2004 11:02 PM

não compreenderam a poesia do belo. coitados.

Publicado por: fernando esteves pinto em julho 3, 2004 11:17 PM

quem te manda a ti sapateiro querer tocar rabecão...
como tentativa de fazer poesia este comentário foi um fracasso.

Publicado por: fernando costa em julho 4, 2004 12:23 AM

já dizia edgar allan poe

Publicado por: grim em julho 4, 2004 01:35 AM

se a poesia é isto, brilhar no blogue da malta, que aliás está um espanto e onde os umbigos já abrangem dos pés à cabeça, com uma frase oca com laivos de tirada gira, se a poesia é isto, puta que pariu a poesia. Morreu a velha que nunca se calou, deixou poesia da melhor, deixou um filho que é figura pública e também não se cala (embora seja arrogante e tantas vezes não se concorde com ele, mas, porra, morreu-lhe a mãe, sejamos solidários)... Deixemo-nos de hipocriasias poéticas: morreu Sofia e já não tinha 30 anos, a nossa tristeza é relativa, tntemos divulgar-lhe a poesia e deixemos o grande sentimento da dor para a família e os amigos. Abaixo a hipocriasia, viva a poesia.

Publicado por: poetabiscateiro em julho 4, 2004 08:16 AM

MORTE DE MULHER BONITA NAO É POETICO NAO!!É TRAGICO!!MULHER FEIA QUE TEM QUE MORRER!!NAO POSSO FALAR ISSO,PQ SENAO NAO SOBRA UMA VIVA AÍ EM PORTUGAL!!

Publicado por: O GOSTOSAO em julho 4, 2004 09:48 AM

... e é igualmente indubitável que os lábios mais apropriados a tal tópico são os de um amante enlutado.

Publicado por: Luis Rainha em julho 4, 2004 12:36 PM

mulher bela, homen sensivel, tão diferentes tão iguais.

Publicado por: antonietapaulo em julho 7, 2004 10:15 AM