« UMA VERIFICAÇÃO (À ENTRADA DO SENADO) | Entrada | MA FIN EST MON COMMENCEMENT »

julho 02, 2004

O BANQUETE

Banquetes de conferências de físicos são, como bem nota o meu orientador, locais em que as pessoas mais bem vestidas são os empregados de mesa. Ele não me decepcionou e, fiel à sua indumentária tradicional, apresentou-se de chinelos. Só faltaram os calções. E ele a coçar a barriga (e outras partes do corpo) enquanto se espreguiça e faz questões nos seminários.
De resto, foi bom ver mais de 500 físicos (grande parte dos quais americanos ou a trabalharem nos EUA) a darem uma boa lição a estes comedores de queijo. Contavam-se pelos dedos de um pé (sem exagero) os participantes do banquete que tinham fato e gravata. (Basicamente, eram os organizadores da conferência.) Num banquete no Senado da República Francesa. Quinhentos e tal físicos conseguiram o que os sonhadores do Maio de 68 tanto queriam, sem sucesso. Só faltou mesmo o caviar no menu do banquete.

Publicado por Filipe Moura às julho 2, 2004 02:24 AM

Comentários