« Abobrinhas | Entrada | "Bandeide" »

November 19, 2008

Paradoxo da democracia

O sistema democrático baseia-se na representação popular, o famoso bordão do governo do povo, pelo povo e para o povo. Um dos fundamentos básicos da democracia é o respeito e direito a todas as manifestações ideológicas e sua convivência no campo democrático. Não há veto ou censuras ao livre pensar e a manifestação, desde que não atentatórias a própria existência da democracia ou aos princípios fundamentais consagrados em todo o texto constitucional.

E aí está um ponto fundamental: como permitir que a democracia respeite o direito daqueles que obram para acabar com essa mesma democracia? Lembro dos tempos da ditadura militar em que em um dos quartéis de Porto Alegre se lia: "Nego em nome dos vossos princípios, os princípios que me exigis em nome dos meus".

O sentido da frase é claro e insofismável. Como conceder liberdade para os que tramam contra essa mesma liberdade? Caso de vários grupos que defendem sistemas cujo primeiro objetivo ao tomar o poder é acabar com a a mesma democracia que os levou ao poder.

Isso sem falar nas outras características básicas da democracia: liberdade de imprensa, pluralismo político, liberdade de expressão, liberdade de ir e vir, etc. Quem pode negar que nos sistemas comunistas essas liberdades simplesmente evaporam?

Publicado por Renato Souza às November 19, 2008 09:14 AM

Trackback pings

TrackBack URL para esta entrada:
/g/tb/176233

Comentários