novembro 11, 2003

Para Além...

Esforço-me além dos meus limites
Noites infindáveis sem descanso
Gastas num sonho utópico
A derrota, assumida à nascença

Devora-me as entranhas o estado de culpa
Por nem sequer ter tentado;
Poderia ter conseguido, mas...
Para quê esforçar-me se começo o jogo a perder?

Pensava eu que seria, talvez, o caminho mais fácil
No entanto, forças inexplicáveis impliam-me para a luta..

Apenas para sofrer mais?
Talvez...
Ou então, aprender coisas tais
Para não cometer os mesmos erros,
Outra vez...

Águas passadas, histórias nunca contadas
Voltam para atormentar o meu presente
Acontecimentos esquecidos no baú das memórias
Agora realidades latentes, ameaças ao futuro...

Bebo da fonte do desespero,
Afogo-me no mar das esperanças
À espera de uma oportunidade
Que, se chegar... Será sempre tarde demais.

Publicado por aShBuRn em novembro 11, 2003 09:55 PM
Comentários

Está melhor assim. Já consigo manter a página aberta sem ter de fechar os olhos. :)

Afixado por: blond girl em novembro 11, 2003 11:08 PM

Mas isto não estava assim tão agressivo... Bah, vocês é que têm os monitores demasiado claros!!! =P

Afixado por: aShBuRn em novembro 11, 2003 11:10 PM