« De volta | Entrada | Novo cartaz »

dezembro 20, 2005

O não acordo

A UGT manifestou o seu apoio ao pré-acordo da Autoeuropa, rejeitado pelos trabalhadores.

"O plenário de trabalhadores reprovou o acordo porque algumas organizações sindicais estiveram contra, sem o manifestarem publicamente".
(João Proença)

Como se perde uma bela oportunidade para estar calado !

Publicado por rpx às dezembro 20, 2005 07:00 PM

Comentários

há plenários bons e plenários maus....depenede das conveniências....

Publicado por: luikki às dezembro 20, 2005 09:53 PM

Portugal podia exportar uma coisa que há cá muito: LATA!
Ha gente que tem uma lata do caraças, senão vejamos:
A Autoeuropa é uma empresa prospera com milhoes e milhoes nos seus lucros. É a propria empresa e o nosso governo também que divulgam estes dados.
Os trabalhadores quando, apenas não estão de acordo, com os salários que a empresa e uns ugetês lhes querem impor, ameaça-se de imediato o fecho da empresa com a agravante do ministro da tutela se por LITERALMENTE ao lado da empresa e contra os trabalhadores.
Em que é que ficamos Sr ministro, a empresa é lucrativa ou deficitária?
Não acredito que os trabalhadores sejam ingénuos...
Só não bê quem não quer ver. Os portugueses para além de serem explorados pelas multinacionais ainda vão ser explorados e roubados pelo governo que eles proprios elegeram?
Que porcaria de investimentos são estes que não têm em conta o factor humano?
É assim que quererão estes senhores fazer o tal invertimento macrocefalo em Sines, À custa de mais precariedade?
Parece-me que não é esse o caminho correcto, digo eu!
ARRE!

Publicado por: trapizomba às dezembro 20, 2005 10:46 PM

Se os Alemães fecharem a porra da fábrica, qual será aqui a linha de pensamento?

Publicado por: canzoada às dezembro 21, 2005 06:42 PM

Comente




Recordar-me?