dezembro 19, 2003

Cast Away Saddam Hussein

Bom, já que não consigo publicar imagens aqui, apesar de já ter feito tudo o que vem explicado nos tutoriais do weblog, deixo-vos um link para poderem disfrutar de uma brincadeirinha que fiz no Photoshop no dia 19, mal vi as primeiras imagens da detenção de Saddam Hussein.
Ok, o link é http://www.geocities.com/toylette2002/saddam.htm.
Se quiserem comentar, façam-no aqui em baixo.
Inté!

Publicado por Toy em 12:47 AM | Comentários (0) | TrackBack

Nota de Abertura

Todos os textos aqui publicados, foram devidamente registados no IGAC, ou seja, podem plagiar à vontade que eu e o meu advogado agradecemos!!!

Publicado por Toy em 12:04 AM | TrackBack

Mais Cenas

EXT. JARDIM DA ESTRELA - DIA.
Um Jovem Pai, vestido de uma forma descontraída e o seu Filho de dois anos dão milho aos pombos, estando rodeados de dezenas deles. O plano é fixo, sem nunca se mexer ao longo da cena.

PAI
Vês filhote? Tantos pombinhos!

Dá uma mão cheia de milho ao Filho.

PAI
Toma. Atira, vá...isso.
Olha tantos...

Um Indivíduo de meia - idade, vestido de uma forma conservadora aproxima-se, mostrando-se insatisfeito com as dezenas de pombos que se aglomeram no seu caminho.

INDIVÍDUO
Pois é, são tantos que eu nem consigo passar como deve ser.

O Jovem Pai limita-se a olhar para o recém-chegado.

INDIVÍDUO
Não esteja a olhar para mim com essa cara. Então? Acha bem, andar a icentivar a criancinha a alimentar esta praga?

O Jovem Pai está incrédulo.

PAI
Desculpe, mas...

INDIVÍDUO
Nem mas, nem meio mas! Mas o que vem a ser isto? Acha que isso é maneira de estar a educar uma criança?

PAI
Eu só estava a...

INDIVÍDUO
A meter o seu filho em maus caminhos, é o que é. Começam assim e acabam uns vândalos e depois os pais não querem assumir a responsabilidade.

O Jovem Pai desiste de tentar retorquir. Limita-se a olhar para o lado.

INDIVÍDUO
O senhor não sabe que os pombos são responsáveis por uma data de doenças?

PAI
Oiça, eu só estava a tentar passar uma tarde agradável com o meu filho e estava a conseguir até o senhor aparecer.

O Indivíduo perde a cabeça.

INDIVÍDUO
E com tanto sítio que tinha para onde ir, tinha logo que vir para aqui ajudar a que estes ratos com asas viessem conspurcar o parque, não é?

O Miúdo começa a a encostar-se ao Pai com medo.

PAI
O senhor importa-se de parar? Está a assustar o meu filho!

INDIVÍDUO
Ah, agora a culpa é minha! Voçê é que anda a deseducar o miúdo e eu é que estou a assustá-lo! Essa é boa...

PAI
Vai continuar, é?

O Indivíduo levanta os braços com um ar de troça.

INDIVÍDUO
Pronto, pronto. Já cá não está quem falou. Vou deixá-lo em paz e deixar que você continue a sua acção de infestação à vontade.

O Indivíduo começa a sair, dando pontapés no ar para afastar os pombos.

INDIVÍDUO
Aposto que lá na cocheira onde vive, até alimenta as ratazanas!

O Indivíduo sai do enquadramento. O Pai furioso dá um bocadinho de milho ao filho e sussura-lhe algo ao ouvido. Ambos atiram milho na direcção em que o Indivíduo saíu, indo os pombos atrás. Ouvem-se gritos tresloucados em Off do Indivíduo, enquanto Pai e filho saem na direção oposta.

Publicado por Toy em 12:03 AM | Comentários (1) | TrackBack

Táxi!!!

Fade In.

EXT. RUA - DIA

Uma rua cheia de trânsito. Os carros apitam. Um Táxi está parado no meio.

INT. TÁXI - DIA

Um Táxista de meia idade, palito ao canto da boca, ouve fado no auto rádio. Vê um Passageiro, vestido de executivo, de cerca de trinta anos que o manda parar. Ele obedece ao sinal e encosta o Passageiro entra.

Táxista
Bom dia!

O Passageiro não responde. O Táxista sente-se incomodado, mesmo assim mantém a sua postura.

Táxista
Para onde vai, amigo?

O Passageiro diz qualquer coisa que ele não percebe.

Táxista
Desculpe?

Passageiro
SE BAIXAR ESSA COISA JÁ OUVE!!!

O Táxista baixa o volume do autorádio.

Táxista
Desculpe lá, oh amigo... é para aonde?

O Passageiro faz um ar incomodado por ter de repetir a direcção.

Passageiro
Para a Rua Alfredo Soares, nas Torres do Restelo.

O Táxista arranca. Olha para o banco de trás.

Táxista
Desculpe... mas, a Rua Alfredo Soares... não estou bem a ver qual é.

O Passageiro revira os olhos e suspira.

Passageiro
Limite-se a ir até às Torres do Restelo, e quando lá chegarmos eu dou-lhe as indicações.

Táxista
Pronto! É que eu de facto até conheço a rua de nome e tenho ideia de já lá ter ido levar um cliente, mas agora assim de repente...

Passageiro
LIMITE-SE A IR ATÉ ÀS TORRES DO RESTELO QUE EU DEPOIS INDICO-LHE O CAMINHO, PERCEBEU???

O Táxista cala-se. Começa a conduzir o seu veículo.

Passageiro
Desculpe, está a ir por onde?

Táxista
Vou ali apanhar o eixo Norte-Sul e depois entramos pela autoestrada do Monsanto.

O Passageiro olha para ele desconfiado.

Passageiro
Não é melhor ir pela CREL?

Táxista
Pela CREL?

Passageiro
Sim, pela CREL! Você sabe perfeitamente aquilo de que eu estou a falar! Não se faça de parvo que de parvo você não tem nada.

Táxista
De parvo?

Passageiro
Sim, eu sei muito bem que o que você quer é ganhar o seu!!!

Táxista
Mas por aqui é mais rápido.

Passageiro
É? Olhe que não adianta andar para aí com voltinhas turísticas, porque eu sei muito bem quanto é que costumo pagar.

Táxista
Vai ver por aqui paga menos.

Passageiro
Tá bem! Tá bem! Vamos lá a ver. Olhe que eu conheço muito bem isto aqui.

Cai um silêncio profundo. O Táxista vai olhando pelo retrovisor e observa o Passageiro que olha indiferente pela janela. O ambiente está pesado e Táxista sente-se incomodado com a situação e decide quebrar o gelo.

Táxista
Isto parece que o tempo vai melhorar...

O Passageiro olha para ele e sorri maliciosamente.

Passageiro
Para hoje prevêem-se períodos de céu muito nublado. Vento geralmente fraco (inferior a 20 km/h), tornando-se moderado (20 a 35 km/h) de sul no litoral. Descida de temperatura, em especial da mínima. Neblina ou nevoeiro matinal, persistindo até tarde em alguns locais do interior Norte.

O Táxista fica calado.

Táxista
Trabalha no Instituto da Metrologia?

O Passageiro ri-se para dentro.

Passageiro
METEOROLOGIA!!! E não, não trabalho lá, decoro todos os dias o Boletim só para irritar Táxistas chatos.

O Táxista fica calado e muito incomodado.

Passageiro
E antes que tenha ideias, digo-lhe já que não discuto política e detesto futebol.

EXT. EIXO NORTE-SUL – DIA.
O Táxi vai a sair do eixo e de repente: A estrada está cortada devido a obras!

INT. TÁXI – DIA.

O Táxista fica impávido a olhar para o Polícia que o manda dar a volta.

Táxista
Afinal, parece que vamos ter de dar uma volta maior...

O Passageiro explode de raiva.

Passageiro
VOCÊ SABIA!!! VOCÊ SABIA!!! VEIO POR AQUI DE PROPÓSITO SÓ PARA TER DESCULPA PARA DAR UMA VOLTA MAIOR!!!

O Táxista fecha os olhos.

Fade Out.


Publicado por Toy em 12:00 AM | Comentários (2) | TrackBack