julho 19, 2008

tudo...

agora não te vou dizer tudo...nem sei sequer tudo o que te queria dizer...
mas se te apetecer ouvir-me encontras-me sempre e onde quiseres...

Publicado por checoturco em 11:59 PM | Comentários (0) | TrackBack

a saudade é invisivel...

descobri no bolso alguns minutos daqueles que se usam para contemplar um
melro ou observar o brilho que a cidade lança na noite lodosa do rio e as
minhas mãos não escaparam à tentação de te escrever na ilusão de poder
dizer com estas letras todas juntinhas a fingir de sorriso o bom que
ter-te como nova variável dos meus dias.

Publicado por checoturco em 11:58 PM | Comentários (0) | TrackBack