« abril 2011 | Entrada | junho 2011 »

maio 29, 2011

Equilibrismos…

Na próxima sexta-feira, finalmente, poderemos respirar de alívio, pelo fim de uma campanha eleitoral cheia de ruídos e de troca de mimos, dirigida fundamentalmente ao acessório e que pouco ou nada tem contribuído para esclarecer os portugueses sobre o pacote de medidas que aí vem e os tempos difíceis que se avizinham. Isto para não falar de toda aquela avalanche de sondagens diárias com que nos têm brindado as nossas televisões e outros órgãos de comunicação social - do pára, arranca, trava, olha que isto não anda quase nada, que afinal vai resvalar para o empate – e que só serve para confundir os eleitores e pôr os políticos à defesa e a questionar a credibilidade das ditas… sondagens. Enquanto isso, a situação financeira do país só não resvalou para a bancarrota porque chegou aí a 1ª tranche do FMI e a conjuntura económica e social anda pelas ruas da amargura, com empresas e famílias a testar o seu precário equilíbrio na corda bamba e o desemprego sempre a subir. Desemprego, esse - é bom não esquecer -, cuja taxa de 2010 se situou, em média, nuns inacreditáveis 10,8%, bem próxima da fasquia dos 11% como se pode ver.

Publicado por Conceição Pereira às 10:54 PM | Comentários (0)

maio 25, 2011

A rapariga do café

É simples, simpática e despachada
de estatura mediana e roliça
e veste roupas justas e escuras
como que à procura de alguma elegância

Solícita, ela costuma antecipar
o pedido do cliente regular
É um abatanado e uma água…?
E gosta de lançar as novidades
que vão introduzindo na ementa
O que me diz antes a esta empada?
E que tal experimentar esta trança
feita com um pouco de mel e noz
e por certo alguma esperança?
E olhe que aqui poderei pôr, se desejar
mais um toque leve de canela…

E depois, se consumada a rendição
(sim, por vezes é difícil dizer não)
ainda vem e pergunta interessada
se foi aprovada a iguaria degustada

Conceição Pereira
Lisboa, 26 de Janeiro de 2011

Publicado por Conceição Pereira às 10:52 AM | Comentários (0)

maio 22, 2011

Escrever

Escrever liberta-me
Das angústias e dos medos
É como se passasse para o papel
Todos os tormentos
Ficando solta e liberta
Para voar outros abismos
E procurar outros alentos

Conceição Pereira
Lisboa, Maio 2009

Publicado por Conceição Pereira às 01:22 PM | Comentários (0)

maio 16, 2011

A chegada do verão

O bom tempo que se tem feito sentir por estes dias, com temperaturas médias a rondar os vinte e dois graus, sugere que o verão está a chegar mais cedo este ano. Ainda bem. Este tempo quente e luminoso traz consigo a promessa dos dias mais longos e das noites amenas, das brisas mornas e suaves do vento, da frescura reconfortante do mar e das sombras extensas e protectoras que se formam ao entardecer…

Publicado por Conceição Pereira às 07:07 PM | Comentários (0)

maio 11, 2011

Do país...

Ficámos a conhecer já há algum tempo os cabeças de lista dos principais partidos. E, além de alguns nomes sonantes que constam dessas listas e de vagas intenções programáticas, a ideia com que ficamos é que os partidos do arco governativo pouco mais têm para oferecer ao país. O programa efectivo para governar Portugal, esse, ficou, como bem sabemos, a cargo da Troika, como garantia de um empréstimo cujo juro irá situar-se, pelos vistos, acima do esperado. Sendo certo que a taxa de juro que o Estado português tem que pagar actualmente para conseguir financiar-se no mercado é sensivelmente o dobro dos 5,5% que terá que pagar pela fatia de empréstimo da UE, há que reconhecer que os responsáveis partidários podiam - eventualmente poderão ainda - ter procurado negociar melhores condições de financiamento, de forma a não comprometer o crescimento do país a médio prazo.

Publicado por Conceição Pereira às 06:40 PM | Comentários (0)

maio 05, 2011

Nunca te esqueças

Na ânsia da procura
Na expectativa do encontro
Na angústia do desencontro e da solidão
Não te esqueças nunca de olhar o mar
De sentir o perfume e o pulsar das estações
De escutar as falas e os risos que se entrecruzam no ar
De estender a mão e o olhar
E de todas as pequenas coisas da vida
Que te farão sentir menos só
E te ajudarão a enfrentar
Todas as marés que hão-de vir

Conceição Pereira
Lisboa, Maio de 2009

Publicado por Conceição Pereira às 09:18 PM | Comentários (0)

maio 04, 2011

Maio

Quinto mês do calendário gregoriano, cujo nome surge associado à deusa romana Bona Dea, da fertilidade, e também à deusa grega Maya, mãe de Hermes. Mês de intensidades e compassos que nos despertam os sentidos. Retenho, desde que me lembro, memórias de um tempo diverso e vivo, de serras e vales verdes a perder de vista salpicados de perfume e cor. E em cada primavera reencontro o vermelho vivo das papoilas, o amarelo luminoso das maias, o perfume inconfundível e inquietante das mimosas e o canto impetuoso dos pássaros. Desde a primeira hora.

Publicado por Conceição Pereira às 09:10 PM | Comentários (0)