« outubro 2004 | Entrada | dezembro 2004 »

novembro 30, 2004

Prazer natalício a não perder

O Expresso partilha connosco nos três próximos sábados histórias de Natal. Como denominador comum dos três livros temos as ilustrações de Danuta Wojciechowska; os escritores das histórias são Manuel António Pina, Inês Pedrosa e Jacinto Lucas Pires.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 03:30 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 23, 2004

Nova colecção nas livrarias: PÚBLICO lança "os poemas da minha vida"

Vale a pena citar toda a notícia e reflectir sobre a iniciativa editorial de que ela dá conhecimento:
"Mário Soares, Miguel Veiga, Freitas do Amaral e Urbano Tavares Rodrigues são as personalidades que escolheram os poemas da sua vida para a nova colecção do PÚBLICO, hoje apresentada pela ensaísta Maria Alzira Seixo na fundação do ex-Presidente da República. A sessão inicia-se às 21h30 e incluirá intervenções dos quatro antologiadores, bem como uma leitura de poemas por Inês Meneses.

Estes livros destinam-se exclusivamente às livrarias, onde estarão disponíveis a partir do próximo dia 25.

Dirigida pelo editor José da Cruz Santos, a colecção "Os Poemas da Minha Vida" - que será igualmente lançada no Porto no dia 27, na Biblioteca Almeida Garrett -, tem concepção gráfica de Armando Alves. Entre as personalidades que foram já convidadas a escolher os "seus" versos, contam-se Nuno Grande, Ramalho Eanes, Vasco Gonçalves ou Marcelo Rebelo de Sousa. Cada volume inclui ainda a reprodução de uma obra de arte.

Os volumes da colecção são introduzidos por um prefácio em que cada convidado explica sucintamente as razões das escolhas. Freitas do Amaral nota que nunca lhe teria ocorrido "publicar um livro antológico de poemas alheios" por si escolhidos; contudo, o desafio levou-o a seleccionar as poesias que o fazem pensar, sentir e vibrar: "Possa este livro despertar idênticos sentimentos em alguns dos seus leitores e já terá valido a pena fazê-lo". Urbano Tavares Rodrigues tem a esperança de que quando o livro chegue a outras mãos cause tanto prazer como o experimentado por si ao fazê-lo: "A poesia espalha entre os seres humanos que a procuram e a entendem uma luz de amor".

Num texto memorialístico, Miguel Veiga recorda a forma como a poesia se tem cruzado com a sua vida, desde a infância -tempo em que "'flor' conjugava-se com 'amor', 'beicinho' com 'passarinho', 'cantar' articulava-se com 'mar', 'farol' fazia par com 'girassol'" - até ao tempo no qual os versos se lhe tornaram tão necessários "como o pão de cada dia para a boca", passando por Coimbra, onde descobriu, entre outros, "o Eugénio, o Rilke, o Pessoa, o Cesário, o Herberto, o Aragon (...)". Finalmente, Mário Soares, com a maior das antologias e com a curiosidade de acrescentar notas pessoais sobre cada um dos poetas escolhidos. O ex-Presidente da República revela ter sido Urbano Tavares Rodrigues quem lhe lançou o desafio, "um tanto insólito", de elaborar o livro agora editado. Os poemas incluídos no volume representam o seu gosto pessoal: "Alguns sei-os de cor. Poucos. Por regra, apenas sei versos esparsos mais impressivos".

Entre algumas curiosidades pode destacar-se o facto de Herberto Hélder, que, por vontade própria, raramente surge em antologias, ter aceite figurar em três das escolhas: a de Mário Soares, que considera o poeta "uma das personalidades mais ricas e perturbantes da nossa poesia contemporânea", a de Miguel Veiga e a de Urbano Tavares Rodrigues. Refira-se ainda que o ex-Presidente da República foi o único a elaborar uma selecção apenas com autores portugueses: de D. Sancho I a José Carlos Ary dos Santos.

Além dos volumes inaugurais de "Os Poemas da Minha Vida", o PÚBLICO irá lançar também para as livrarias a colecção "Duas Horas de Leitura", que assumidamente recupera a série homónima criada por José da Cruz Santos, nos anos 70, para a editora Inova. No próximo dia 25, estarão já nas livrarias os dois primeiros títulos: "Folhas Vermelhas e Outros Contos Americanos" e "Homenagem ao Papagaio Verde e Outros Contos de Jorge de Sena"."

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 04:55 PM | Comentários (0) | TrackBack

Porto - Promoção da leitura


O IRICUP - Instituto de Recursos e Iniciativas Comuns da Universidade do Porto, com o apoio da Civilização Editora, vai promover, de 25 de Novembro a 19 de Maio, a iniciativa Distância Mínima. Ver e Ler. Ler e Ver. Trata-se de "uma proposta de sensibilização à leitura através da articulação entre a obra de escritores e artistas contemporâneos.
Sobre a iniciativa, destaco as seguintes palavras do Pró-Reitor da Universidade do Porto Manuel Laranjeira:

"Desde muito cedo nas nossas vidas que nos habituamos a seguir imagens para aprender a ler. As próprias letras sugerem-nos figuras, desenhos, elementos vivos do nosso mundo e as imagens despertam-nos para breves e mágicas narrativas. Seguimos uma história pelas suas ilustrações e gostamos de confirmar ou desafiar o que o texto diz das imagens e o que estas ensinam acerca daquele. Estamos perfeitamente adaptados a este vaivém permanente entre o dado lido e o dado visto, embora ao longo da vida ele seja progressivamente abandonado.
Este ciclo de sessões propõe retomar este elo de ligação e:
Ø falar de escritores e artistas contemporâneos e de outros tempos; . recuperar a distância mínima entre escrita e imagem;
Ø promover o diálogo entre dois domínios criativos e descobrir uma matriz de origem e desenvolvimento comum.
Porque é viável continuar a narrar a arte visual e visualizar a escrita, em cada sessão serão lidos textos do autor apresentado e observadas peças do artista ou do período seleccionado.
As sessões com a duração de 1 hora a decorrer às 5ªs feiras às 18:00h, com:
Ø Apresentação do escritor e do artista por um especialista;
Ø Palestra explicitando os valores que aproximam obra literária e obra visual;
Ø Leitura de trechos expressivos do escritor e observação de uma selecção de obras de arte relacionadas.

O Programa é o seguinte:
25 NOV
LER - Ritmo e dicidência no conto de Ruben A
VER - Vanguarda das primeiras décadas do séc. XX
ACTOR/LEITOR - António Durães
COMENTADOR - Dália Dias
13JAN
LER - Desígnios de Ordem: Apropriações pictóricas nalguns poemas em Inglês
VER - Pintura flamenga
ACTOR/LEITOR - António Durães
COMENTADOR - Rui Carvalho Homem
17 FEV
LER - Algumas reflexões a partir da obra poética de Manuel Gusmão
VER - Movimentos da imagem: poesia é cinema
ACTOR/LEITOR - António Durães
COMENTADOR – Rosa Maria Martelo
10 MAR
LER - Manuel de Freitas
VER - Pintura
ACTOR/LEITOR - António Durães
COMENTADOR - Silvina Rodrigues Lopes
21 ABR
LER - Pedro Tamen
VER - Pintura
ACTOR/LEITOR - Pedro Tamen
COMENTADOR - Rosa Alice Branco
19MAI
LER - Mário Cesariny
VER - Mário Cesariny
ACTOR/LEITOR - António Durães
COMENTADOR - Bernardo Pinto de Almeida

OBS.: No fim de cada sessão será passado um certificado.
Inscrições para o IRICUP, Diana Vaz Pedro. dpedro@iric.up.pt ou 226 073 523.

Para mais informações, veja aqui.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 04:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

Ynari, de Ondjaki e Danuta


Pela mão de Danuta Wojciechowska, chega-nos o convite de Ondjaki para a sessão de lançamento do seu livro Ynari: a menina das cinco tranças (Editorial Caminho); passo a citar:

"A Editorial CAMINHO, a RDP-AFRICA e a Biblioteca Municipal ORLANDO RIBEIRO
têm o prazer de o(a) convidar para a apresentação do livro


"Ynari: a menina das cinco tranças"

de ONDJAKI, com ilustrações e imaginação de DANUTA Wojciechowska
[é possível que circulem bons comes-e-bebes...
é possível que seja imaginação do autor...]


A sessão terá lugar no próximo dia
30 DE NOVEMBRO, às 18:30h

na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

[antigo Solar da Nora, estrada de telheiras, Lisboa]
TRANSPORTES: metropolitano LINHA VERDE - Saída de TELHEIRAS (para o lado do Colégio Alemão/Estrada de Telheiras)
Maximbombo: 47, 67, 78 (carris)."

Se está por perto, aproveite o convite, pois oportunidades como esta não aparecem todos os dias!

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 10:53 AM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 22, 2004

Muppets are back on-line!

É verdade, estão de volta! Mate saudades aqui, neste magnífico site.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 04:56 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 15, 2004

Congresso de Teoria da Literatura

História(s) da Literatura - I.º Congresso Internacional de Teoria da Literatura e Literaturas Lusófonas é a designação de um congresso que iré ocorrer na Universidade do Minho, de 2 a 4 de Dezembro próximo. Pode consultar aqui o interessante Programa, bem como ter acesso a demais informações. Enquanto espaço privilegiado para reflectir sobre os estudos literários, inevitavelmente virão à baila questões relevantes também no domínio da literatura para crianças e jovens...

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 02:15 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 10, 2004

Nova colecção da Campo das Letras

No âmbito dos X Encontros Luso-Galaicos do Livro Infantil e Juvenil (ver entrada de 22 de Outubro), será apresentada, no dia 11 de Novembro, 5ª feira, às 16h30, por Emílio Remelhe, a colecção NOVOS ILUSTRADORES, editada pela Campo das Letras. Esta colecção oferece novas versões de contos tradicionais portugueses, num espaço onde os novos ilustradores podem mostrar o seu trabalho. Aqui vai uma amostra:

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 03:47 PM | Comentários (0) | TrackBack

Almedina - Atrium Saldanha


A Almedina e Luísa Araújo organizam um Ciclo de Pedagogia/Educação. No dia 12 de Novembro, pelas 19:00 horas, na livraria do Atrium Saldanha, "Educação e literatura infanto-juvenil" será o tema de uma conversa com Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada. Pode encontrar aqui mais informações.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 10:17 AM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 09, 2004

CRILIJ: Solta Palavra


Tive ontem o prazer de receber na minha caixa do correio o Boletim nº 5 do CRILIJ - Centro de Recursos e Investigação sobre Literatura para a Infância e Juventude. Como nos diz no editorial Henrique Barreto Nunes (também director da Biblioteca Pública de Braga), o Boletim "cresceu e ganhou direito a ter nome próprio. A partir de agora passará a chamar-se SOLTA PALAVRA." Em foco, neste número, está a obra de José Jorge Letria, objecto de diversos ensaios, além de um significativo conjunto de textos nas secções "Contextos", "Testemunhos e Opiniões", "Bibliotecando", "Favoritos", "Novas Tecnologias", "Museus" e "Notícias".
Aproveito para lembrar que no site é possível aderir ao CRILIJ, bem como subscrever a assinatura de Solta Palavra. E olhem que vale mesmo a pena, sobretudo se pensarmos que no mercado editorial português, além desta, só temos mais uma revista especializada em literatura para crianças e jovens, a Malasartes. Só conheço estas duas, mas não deixo de desejar, caros leitores, que tomem a iniciativa de me informar acerca doutras...

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 03:11 PM | Comentários (0) | TrackBack

Os Meus Livros


Após um interregno de alguns meses, a revista Os Meus Livros volta a estar de novo nas bancas. A revista mantém a mesma linha editorial de divulgação de livros, sendo dominantes as recensões críticas, além de nos oferecer também entrevistas e pré-publicações. Algum espaço é ainda reservado à literatura infantil e juvenil.
Às editoras Tereza Coelho e Leonor Pinhão, votos de um auspicioso recomeço!

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 02:48 PM | Comentários (0) | TrackBack

7ª Festa do Livro 2004

A APEL irá realizar de 20 a 28 deste mês a 7ª Festa do Livro. Esta decorrerá em Lisboa, no pavilhão 2 da FIL - Parque das Nações. Encontra aqui informações mais detalhadas, das quais destaco actividades de animação de leitura para os mais pequenos.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 11:41 AM | Comentários (0) | TrackBack

O Bichinho de Conto

A editora O Bichinho de Conto e a Livraria a ela associada Histórias Com Bicho divulgaram agora a sua agenda de Novembro. Convido-vos a prestarem-lhe atenção.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 10:48 AM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 06, 2004

Angoulême 2005

De 27 a 30 de Janeiro de 2005 decorrerá a 32ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême. Não deixe de visitar o site deste evento e aproveite para se inscrever na newsletter, mantendo-se assim informado.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 02:00 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 05, 2004

Homenagem a Sophia, na Figueira da Foz

O grupo O Contador de Histórias montou um espectáculo de homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen. Realiza-se amanhã na Biblioteca Municipal da Figueira da Foz e pode encontrar aqui mais informações.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 04:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

Poemas ditos por Germana Tânger, na Assírio e Alvim

A Assírio & Alvim acaba de editar o audiolivro Poemas de Almada Negreiros, Mário de Sá-Carneiro, Fernando Pessoa, ditos por Germana
Tânger
. Caso ainda não o tenham feito, aconselho-vos veementemente a visitarem o belíssimo site desta editora e a aí efecturarem o vosso registo, para que também possam receber regularmente a newsletter com novidades, nomeadamente as da magnífica colecção Assírinha. Se vos choca, perdoem-me os adjectivos, mas há casos em que eles não são excessivos...

Sobre o audiolivro de Germana Tânger, aproveito para destacar a apresentação de José-Augusto França divulgada na newsletter da Assírio:
Uns poetas falam, outros não, só escrevem e para eles, por silêncio necessário. Os que falam cantam também, às vezes, como os mais antigos faziam. A voz que têm ou tenham é a pró-pria — mas nem sempre apropriada, porque a palavra escrita soa-lhes diferente, e eles têm dificuldade, ou impossibilidade, de a igualarem depois, em sonoro.
Era má, de falsete, a voz do Sá-Carneiro, sabe-se e andou escrito e roçado na Brasileira — mas tanto precisava dela, por desafio e desgraça! Pessoa murmurava, delicadamente, sobre chávenas de café e era só com ele próprio as mil folhinhas que escrevinhava para a arca que depois lhe abrissem — pandora de nós todos, seus filhos de geração…
Caeiro era de pé que escrevia, a eito, soube-se; Álvaro ouvia, ao mesmo tempo, as máquinas da sua engenharia ou o mar violento batendo, mas a imitação era-lhe toda interior, pulmonar, se diria. Soares via-se e desejava-se sem desejo de palavras de comunicação; Ricardo, como seria? E o Almada? Todos ainda o ouvimos, ou vimos, abrindo grandes olhos de menino e grandes braços de oráculo, para martelar verdades decimais. Como teria ele lido «A Invenção do Dia Claro», no ano de todos os embustes? Disse-se que de smoking e barrete de campino — pátria para que o quisemos nós?… Mas era o silêncio astral que lhe convinha ao fim do
«Nome de Guerra», ultrapassando o ódio de certo dia de Maio. Esse, gritou-o ele, decerto, à mesa do seu quarto, quando escrevia. Como berrou uma tarde, à ventania, à porta do Martinho do Terreiro do Paço, Pessoa atrás, escondido debaixo da mesa. Ao fim — só desenhava e isso bastava, sem precisar de texto, enigma, cálculo ou opinião. E esse fim era o «Começar». Assim comecemos nós, algum dia…
Mas é preciso emprestar voz aos poetas para os ouvirmos do lado de fora que tenham.
Ainda se usará recitar? Na escola primária ou depois, já não digo na Universidade, era bom fazê-lo, para memória e inteligência dos textos. Há meio século? Ou antes, havia «diseuses» (e o signatário jura que ouviu, menino, a Berta Singerman, e depois a Manuela Porto), e
«diseurs» — e também o Villaret, bate-batendo ritmos. A Maria Germana é claro que sim, por amizade antiga da Faculdade tumular do Convento de Jesus. E agora, em disco — tão presente, em pessoa e enleio que nos prende de verso em verso adivinhando e escondendo o seguinte que depois é sempre revelação, como deve ser — e para o poeta foi. Ela sabe como ela sabe, do Mário, do Fernando e dos outros, e do Zé Almada — ao ter-lhe encenado, tão bem e tão certa, por dentro, o seu «Nome de Guerra». Foi a última vez que a aplaudi ao vivo, e o lembro agora, por distância mais de espaço que de tempo.

Assírio & Alvim
Colecção: Sons
Poemas seleccionados e ditos por Germana Tânger
Apresentação: José-Augusto França
Livro + CD
ISBN: 972-37-0884-1
P.V.P.: 28 €

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 11:07 AM | Comentários (0) | TrackBack

Directório de blogs sobre literatura infanto-juvenil

Na plataforma de recursos sobre literatura infanto-juvenil que construí para os meus alunos, criei recentemente um directório de blogs. Convido-vos a visitá-lo e agradeço todas as informações que me possam dar sobre blogs que eu desconheça.

Publicado por Maria do Sameiro Pedro às 10:39 AM | Comentários (0) | TrackBack