março 31, 2007

FUTEBOL LOCAL

POR UM PONTO APENAS SANTIAGO MAIOR PERDE OPORTUNIDADE DE DISCUTIR A SUBIDA À DIVISÃO DE HONRA.
EMPATE COM ARCOENSE (1-1) FOI DESASTROSO.
A VITÓRIA DO ROSÁRIO FRENTE AO VERA CRUZ (3-1), PERMITIU A FUGA AO ÚLTIMO LUGAR.

(saiba amanhã aqui todos os resultados, e quais as equipas apuradas)

Publicado por tata em 06:39 PM | Comentários (77) | TrackBack

março 30, 2007

O ALANDROAL A CRESCER

prno.jpg

Foto:f.tata

Publicado por tata em 07:06 PM | Comentários (21) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Britânicos aprendem agricultura no Alentejo

O equilíbrio entre a preservação dos recursos naturais e a actividade agrícola no Alentejo tem estado a ser mostrada a alunos da Universidade de Bangor, do País de Gales, que terminam sexta-feira uma visita à região.
A visita de trabalho envolve 20 estudantes que frequentam um mestrado internacional em Desenvolvimento dos Recursos Naturais daquela universidade, incidindo, desde domingo, no distrito alentejano de Beja, explica a agência Lusa.
http://www.portugaldiario.iol.pt/

Centro de estudos jacobeus pode nascer no Alentejo

Santiago do Cacém ligado a Santiago de Compostela.
O protocolo envolve a "convergência de objectivos em torno da divulgação e valorização patrimonial do Caminho de Santiago à escala internacional". Fruto desse projecto, estará patente na Igreja Matriz de Santiago do Cacém, entre Julho e Outubro, a exposição "Caminhando sob as Estrelas - Santiago e a Peregrinação a Compostela". Reunirá 110 obras de arte, provenientes do Tesouro da Catedral de Compostela e de diversos museus galegos, bem como de igrejas, colecções e museus do Alentejo.
http://www.fatimamissionaria.pt/

Milhões para as zonas raianas

As regiões que vão ter verbas consignadas são cinco, nomeadamente, Galiza/Norte de Portugal, Castela e Leão/Norte de Portugal, Castela e Leão/Centro, Alentejo/Extremadura, Alentejo, Algarve/Andaluzia. Neste conjunto, a área geográfica que recebe a maior fatia dos fundos comunitários é Alentejo/Extremadura, enquanto que Castela e Leão/Norte de Portugal ficam com a menor afectação de dinheiros de Bruxelas.
http://www.mdb.pt/noticias/

Educação : Autarcas e pais protestam contra fecho de três escolas em Arraiolos

Sexta, 30 Março 2007
Autarcas, pais e encarregados de educação de três escolas do ensino básico de Arraiolos entregaram hoje um abaixo-assinado nos serviços regionais do Ministério da Educação como forma de protesto contra o encerramento dos estabelecimentos.
A comitiva, que se deslocou de Arraiolos até à sede da DREA, em Évora, era composta por cerca de cem pessoas, entre alunos, pais e outros familiares, encarregados de educação e autarcas das diferentes freguesias do concelho.
Em declarações à agência Lusa, no final da reunião, o presidente da Câmara de Arraiolos, Jerónimo Lóios, não se mostrou satisfeito com os resultados, uma vez que as escolas continuam sinalizadas para eventual encerramento.
http://www.dianafm.com/

Publicado por tata em 07:01 PM | Comentários (0) | TrackBack

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

O filme recomendado para esta semana:

O ULTIMO REI DA ESCÓCIA

ultimo rei escocia.jpg

De: Kevin Macdonald
Com: Forest Whitaker, James McAvoy, Kerry Washington

O filme mostra os acontecimentos reais na Uganda durante os anos 70, quando o ditador Idi Amin (Forest Whitaker, ganhador do Globo de Ouro e indicado ao Oscar por este papel) exercia seu poder. A história é narrada por meio do ponto de vista de seu médico pessoal.
“””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””
Nicholas Garrigan (James McAvoy) é um elegante médico escocês, que deixou recentemente a faculdade. Ele parte para Uganda em busca de aventura, romance e alegria, por poder ajudar um país que precisa muito de suas habilidades médicas. Logo após sua chegada Nicholas é levado ao local de um acidente bizarro, onde o líder recém-empossado do país Idi Amin (Forest Whitaker), atropelou uma vaca com seu Maserati. Nicholas consegue dominar a situação, o que impressiona Amin.

Saiba mais em : http://www.castellolopesmultimedia.com/oultimorei/

Publicado por tata em 06:52 PM | Comentários (0) | TrackBack

CORRIDA DE TOIROS NO ALAMDROAL

toada.jpg

foto de F.Tata obtida no muro do Estádio 1º de Maio em Montemor.
Ou "quem não tem cão caça com gato" .

Publicado por tata em 06:20 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 29, 2007

O ALANDROAL EM DESTAQUE

Vídeo premiado
Luta contra a Hidatidose

Fui há pouco tempo surpreendido com a minha falta de comunicação à Academia do prémio que foi atribuído ao Grupo de Luta contra a Equinococose - Hidatidose dos concelhos de Elvas e do Alandroal venceu no VideoMed - Certame Internacional de Cinema Médico, Saúde e Telemedicina, que decorreu em Badajoz de 20 e 25 de Novembro, e do envolvimento da Universidade de Évora na realização do vídeo "História de um voluntariado alentejano contra a hidatidose". Veja o vídeo aqui.

In. http://www.ueline.uevora.pt/

Publicado por tata em 07:59 PM | Comentários (1) | TrackBack

PÁGINA DESPORTIVA

FUTEBOL DISTRITAL

Jogos a realizar no fim-de-semana 31/03 e 01/04

DIVISÃO DE HONRA

01/04 – 16 horas

Portel – Alandroalense
Torre de Coelheiros – Redondense
Escouralense – Calipolense
Canaviais – União
Bencatelense – Valenças
Estremoz – Oriola
Borbense – Monte Trigo.

1ª DIVISÃO SÉRIE A

01/04 – 16 horas

Sporting de Viana – Giesteira
Fazendas do Cortiço – Brotense
Aguiar – Arraiolense
Santana do Campo – Alcaçovense
Luso Morense – Cabrela.

1ª DIVISÃO SÉRIE B

31/03 – 15 horas

Corval – São Manços
Rosário – Vera Cruz
Santiago Maior – Arcoense

Aldeense – Amieira
São Romão – Azarujense.

O Sorteio das Equipas apuradas para a fase final realiza-se dia 3 de Abril.

JUVENIS

31/03 – 15 horas

Rio de Moinhos – Sport Lisboa Évora
Lusitano – Terena
Sporting de Viana – Calipolense
Portel – Canaviais
União – Atlético
Estrela – São Pedrense.

Na última jornada : Terena 1 Rio de Moinhos 1

DISCIPLINA:

Alandroalense: João Leal: 1 jogo de suspensão.
Rosário: Joaquim Pandeiro: advertência,
Santiago Maior: nada consta.
Terena: (Juvenis) Luís Godinho: repreensão por escrito.

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com

curs trei.jpg

r.jpg

RUGBY C.MONTEMOR JOGA NO ESTÁDIO NACIONAL CONTRA O TÉCNICO

Os seniores do Rugby Clube de Montemor-o-Novo, deslocam-se no próximo domingo às 15:30 ao Estádio Nacional A, onde vão defrontar o Técnico de Lisboa, jogo inserido nas finais para apurar a classificação final do campeonato nacional da 2ªdivisão; jogos estes que vão ter lugar este fim-de-semana no Estádio Nacional.

resudo.bmp

DERBY NO NACIONAL DE JUNIORES-DOMINGO
U.MONTEMOR RECEBE NO ESTÁDIO 1.ºMAIO O JUVENTUDE

Na fase final do Nacional de Juniores o derby entre as duas equipas
participantes do distrito nesta competição acontece no domingo às 15:00h no relvado do Estádio 1.ºde Maio na cidade de Montemor-o-Novo. Na 1.º fase as equipas já se encontraram por duas vezes; na 1ªvolta o U.Montemor venceu por 3-1 e empatou a 1 bola em Évora.

am.JPG



Publicado por tata em 07:34 PM | Comentários (236) | TrackBack

CRÓNICAS DA RÁDIO DIANA/FM

Colaboração da : http://www.dianafm.com/

Jovens bota-de-elástico? - Eduardo Luciano

Quinta, 29 Março 2007
A propósito de um concurso televisivo, mais ou menos intelectualmente indigente, assistimos a uma verdadeira onda de recuperação da imagem de um ditador, que governou este nosso rectângulo durante mais de quatro décadas.
Eu diria que foi apenas o último impulso de um processo de branqueamento do que foi a nossa vida colectiva de 1926 a 1974.
Os arautos do passado têm, durante os últimos 30 anos, conseguido passar paulatinamente a sua mensagem. Primeiro suavizando as expressões, passando o regime de fascista a autoritário e o seu líder máximo de ditador a homem forte. Depois criando uma imagem idílica desses tempos, em que supostamente não haveria crime, nem divórcios, nem greves, nem agitações. Onde toda a gente sabia qual o seu lugar na escala social e se contentava com ele. Claro que tudo isto sempre apresentado como a antinomia do presente.
O resultado de tão persistente e apoiada acção acabou por ser a criação de um conjunto de sentimentos saudosistas por parte de quem não viveu esses tempos.
Vemos hoje jovens que não suportariam viver sob aquela terrível ditadura, afirmarem-se dela saudosos.
Isto foi possível essencialmente pela demissão de quem tem o dever lembrar com rigor, se empenhar arduamente no apagamento da memória histórica. O sistema educativo e os meios de comunicação social.
E não se pediria que adjectivassem a acção desses governos opressivos. Bastaria que recordassem com a mesma convicção, tempo de antena e promoção publicitária que atribuem a alguns eventos do passado, os factos historicamente comprovados.
Que lembrassem a existência de presos políticos sujeitos a tortura e alguns assassinados, da censura que tinha como tarefa apenas deixar publicar o que os esbirros do regime permitiam, de um elevado número de analfabetos como condição essencial para manter a maioria da população acrítica, da existência da PIDE, da Legião, da Mocidade, da imensa rede de bufos e informadores, da inexistência de actos eleitorais livres e justos, do número de portugueses que se viram obrigados a emigrar, da guerra colonial.
Mas não é assim. Aborda-se o passado com um misto de saudosismo por este ou aquele artista, por este ou aquele evento, sem a preocupação de um rigoroso enquadramento histórico.
A ajudar à construção deste cenário, temos ainda alguns fazedores de opinião a pintarem o homem como um ditador em versão soft, realçando um conjunto de aspectos que consideram positivos.
Acreditem meus amigos. A ditadura que vigorou em Portugal de 1926 a 1974, foi tudo menos soft. O nosso país era tudo menos um sítio idílico para se viver.
Não há hoje o risco de se voltar a esse passado. Mas é nossa obrigação, como cidadãos, demonstrar que, por muito que o regime democrático se tenha desvirtuado, está a léguas de distância do que se viveu em 48 anos de ditadura fascista.
Quanto ao resto, mais concurso menos concurso, mais museu menos museu, há um facto que, felizmente, não pode ser alterado. O velho bota-de-elástico está morto e bem morto, por muito que o tragam agora para as primeiras páginas de jornal.

Publicado por tata em 06:49 PM | Comentários (0) | TrackBack

DIVULGAÇÃO

for.gif

Famosa Corrida dos Pablo Romero em Montemor-o-Novo

É já no dia 5 de Maio de 2007 que o Grupo de Montemor, na praça da sua terra, enfrenta os famosos toiros da Ganadaria Partido de Resina (Antiga Pablo Romero).
Com um cartel de luxo (António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol, Ana Batista e os grupos de forcados de Montemor e Évora) espera-se uma corrida animada e cheia de emoções fortes.
Reserve já o seu bilhete e não falte.
Reservas em 917610443.

Saiba mais... ckick no link abaixo, veja o curro e a escolha se gosta da Festa Brava.

Grupo de Montemor-o-Novo pleno de actividade durante o mês de Março
Montemorenses animados e cheios de vontade para a época que se avizinha.
Durante o mês de Março, de tudo um pouco fez o Grupo de Montemor vibrar. Desde treinos a ferras, garraiadas e treinos de cernelhas, convívios e festas de campo, tudo contribuiu para o aperfeiçoamento e preparação da recheada época que se aproxima, de forma a elevar cada vez mais alto o nome e o orgulho de pertencer a um grupo como o é o de Montemor.

Festa de Campo na Herdade da Machoa

Tarde dos Amadores na praça de Montemor

Treino de cernelhas na praça de Montemor


Saiba mais » http://www.forcadosdemontemor.com/

Publicado por tata em 06:39 PM | Comentários (0) | TrackBack

O ALANDROAL NOUTROS BLOGUES

No : http://viveiros-zefiro.blogspot.com/

carvalhossobreiros.jpg

No dia 22 de Março foram plantados 8 Carvalhos e 8 Sobreiros de 1 ano, junto à Rocha da Mina, Alandroal.

No: http://osvinhos.blogspot.com/

II Prova do Blog Os VINHOS (Mar/2007)

No passado dia 28/03/2007 nas instalações da Garrafeira Adivinho em Lisboa, teve lugar a II Prova de Vinhos organizada pelo Blog Os VINHOS.
Esta prova foi efectuada com base na região do Alentejo, talvez a mais emblemática das regiões demarcadas portuguesas.

Prova comentada pela Enóloga Marie-Aude Do Rosario.
Pontual Reserva 2004 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah
Produtor: PLC, Companhia de Vinhos do Alandroal, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Paolo Fiúza Nigra
Nota de Prova: Exuberante no nariz, aromas florais e leves notas a caramelo, a acidez é equilibrada embora a madeira esteja bem presente, taninos polidos e final persistente médio/alto
Classificação Pessoal: 17

Publicado por tata em 06:19 PM | Comentários (0) | TrackBack

"BRINCAR ÀS GUERRAS"

quatro.JPGtres.JPG

um.JPG
dois.JPG

Publicado por tata em 06:01 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 28, 2007

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

dianafm_1.jpg

Crónica de 28 de Março de Hélder Rebocho

Quarta, 28 Março 2007
A celeuma em torno da construção do novo aeroporto de Lisboa que está instalada na opinião pública é um significativo sinal dos tempos, que ilustra a preocupação dos Portugueses em relação a obras públicas susceptíveis de absorver avultadas quantias de um erário público em crise evidente.
Muito se tem debatido e questionado a necessidade de construção do novo aeroporto, sobretudo tendo em conta a relação custo/benefício que pode resultar desta obra de monta.
Não tenho dúvidas que o aeroporto da Portela poderá a médio prazo atingir o colapso, porque o crescimento urbanístico que se verificou na sua periferia impede, desde logo, que se equacione qualquer projecto que passe pela sua expansão para além dos seus limites, que refira-se, nem sequer foram ainda atingidos.
A previsível asfixia do actual aeroporto de Lisboa nem sequer é um tema de hoje, pois desde o início dos anos 70 que é objecto de debate, chegando, inclusive, a ser equacionada a construção de um novo aeroporto, curiosamente em Rio Frio, localidade que foi destronada pela Ota como opção para a fixação daquela infra-estrutura.
Será, assim, inevitável a construção de um novo aeroporto que sirva Lisboa no futuro.
Não me parece no entanto, devidamente ponderada a necessidade de avançar, de imediato, para esta obra pública, sobretudo tendo em consideração a actual conjuntura económica do País.

Falamos de um investimento cujos custos finais poderão rondar, segundo algumas estimativas mais recentes, cerca de 3.000 milhões de euros e que apenas será comparticipado numa pequena percentagem.
Por muito menos, poderiam realizar-se obras na Portela que prolongariam a vida útil deste aeroporto por mais dez ou quinze anos.
O actual aeroporto está condicionado pela falta de segurança, dada a sua localização no perímetro urbano de Lisboa, mas será que a Ota será mais segura?
Tendo em conta os estudos já realizados, quer quanto à morfologia do terreno, quer no tocante à previsível expansão urbanística, provavelmente não será o melhor local para instalar o futuro aeroporto, que a breve prazo poderá revelar-se menos seguro que o actual.
Por outro lado, a evolução do tráfego no aeroporto da Portela tem crescido abaixo das previsões que foram feitas no início dos anos 70, quando se projectou para a década de 80 uma média de nove milhões de passageiros, que apenas foi atingida no final dos anos 90.
Significa isto, que o actual aeroporto ainda tem capacidade para se manter em funcionamento para além do final da década, restando saber se não se manterá em funcionamento mesmo depois da construção do novo aeroporto, pois o projecto Ota apenas comporta duas pistas - curiosamente as mesmas de que dispõe a Portela - o que segundo alguns especialistas será insuficiente para o crescimento do tráfego projectado para os próximos anos.
Não me parece, assim, que a construção imediata do novo aeroporto fosse um imperativo ou uma prioridade, para um país em crise económica, pelo menos enquanto se pedirem sacrifícios aos Portugueses.
É um contra-senso pedir constantemente aos Cidadãos e Instituições mais um aperto no cinto e continuar a investir milhões de euros em obras de urgência e utilidade imediata duvidosa.
Este país onde existem listas de espera nos hospitais, doentes a percorrer dezenas de km para obter assistência médica, tribunais obsoletos e sem condições de trabalho e universidades sem meios financeiros para assegurar o seu funcionamento, já para não falar nos reformados que sobrevivem com 150,00 €. de pensão mensal, é o mesmo que no espaço de menos de dez anos investiu milhões de euros na organização da Expo 98, do Euro 2004 e que se prepara agora para construir um novo e moderno aeroporto, que nem sequer é absolutamente necessário.
O nosso governo pretende colocar Portugal nos bicos dos pés às costas dos Portugueses, é um País pobre com a mania das grandezas que é capaz de passar fome para aparentar prosperidade e que no essencial caminha cada vez mais para a cauda da Europa.
Já sabemos que o sonho dos nossos governantes é deixar obra feita, desafortunadamente é só obra de betão, porque de outras obras e medidas mais urgente e valorosas nem a ponta aparece e não é difícil perceber porquê.
São bonitas as declarações de amor pelo ensino e pela justiça social ou as promessas dos benefícios do inovador choque tecnológico, mas estas obras não dão garantias de resultados, ao passo que a obra de betão é bem visível, tão visível que parece funcionar como manto para tapar a estagnação e a crise económica em que o País está mergulhado.
Enquanto se discute se avança ou não a construção do novo aeroporto, se fica na Ota ou em qualquer outro sítio, 100 mil milhões de euros já voaram dos bolsos dos contribuintes só para os estudos prévios.

Por isso questiono-me se não será por estas e por outras que 33 anos depois do 25 de Abril, Salazar se perfile nos lugares cimeiros para a eleição de Português do Século.

Publicado por tata em 05:41 PM | Comentários (10) | TrackBack

VELHAS GLÓRIAS

Futebolistas que mereceram "cromo"

reinaldo.jpg

Reinaldo

rendeiro.bmp

Rendeiro

Uma amabilidade de : http://cromodoscromos.blogspot.com/

Publicado por tata em 05:18 PM | Comentários (0) | TrackBack

O QUE CANTA O ALANDRO AL

Divulgação da Musica Tradicional Portuguesa – A nossa música
AINDA E SEMPRE EM ALENTEJANO

Se fores ao Alentejo

(Popular – Alentejo)

O mar deixou o Alentejo
Donde trouxe canções de oiro
Mas volta a matar saudades
Nas ondas do trigo loiro

Se fores ao Alentejo
Vai vai vai vai vai
Não te esqueças dá-lhe um beijo
Ai ai ai ai


Nas capelas e nos montes
Há sorrisos de brancura
Onde fala a voz de Deus
Na voz da cal e da alvura

Sobe o sol e abrasa a terra
A fecundar as espigas
À sombra das azinheiras
Na dolência das cantigas

Por lonjuras e planuras
Oh solidão, solidão
Eu quero paz no trabalho
P'ra poder ganhar o pão

Trigueira de raça

(Popular – Alentejo)

No nosso Alentejo
É tão lindo ouvir
Cantar as ceifeiras
Ver as mondadeiras
No campo a sorrir

Trigueira de raça
Quem te fez assim
Ceifando os trigais
Ouvindo os teus ais
Com pena de mim

Eu por ti chorando
Alegre e cantando
Sinto o teu desejo
Linda trigueirinha
Linda alentejana
Dá-me cá um beijo

À sombra da silva
É que eu adormeço
Sonhando contigo
Linda alentejana
Eu não te mereço

Moreninha Alentejana

(Popular – Alentejo)

- Moreninha alentejana,
quem te fez, morena, assim?
- Foi o sol da Primavera
que caía sobre mim.

Que caía sobre mim,
que andava a ceifar o trigo.
- Moreninha alentejana,
por que não casas comigo?

Por que não casas comigo?
Por que não casas com ela?
- Quem te fez, morena, assim?
- Foi o sol da Primavera.

Publicado por tata em 05:05 PM | Comentários (0) | TrackBack

AS APARÊNCIAS ÀS VEZES ILUDEM...

quldoa.jpg Publicado por tata em 04:57 PM | Comentários (0) | TrackBack

MUSEU DA “POUCA-SORTE” DO ALANDRO AL

doisabril.jpg

Publicado por tata em 04:54 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 27, 2007

MORTO POR TER CÃO... E MORTO...

DE CAVALOS A BURROS…

Será estranho, para aqueles que se tornaram assíduos frequentadores deste espaço, e refiro-me mais aos Alandroalenses não residentes, o facto de desde há tempo, aqui não constar a rubrica “NOTÍCIAS C.M.A. enviadas pelo Gabinete de Imprensa.”

A estranheza não é só daqueles (e foram alguns), que tiveram a amabilidade de por mail, me perguntarem qual o motivo, tendo em conta que alguns eventos dignos de chegarem ao conhecimento de todos os que se interessam pelo Alandroal, nos quais tambem me incluo.
Motivo, pelo o qual me permiti enviar e-mail perguntando se, eu, (que assino Xico Manel), teria cometido algum “pecado” digno de expiação.
Ingenuidade da minha parte, pois, o que esperava…: Resposta zero.

Talvez até não houvesse nada digno de ser transmitido aos curiosos que sempre rejubilam com as notícias da sua terra, o que me levou a consultar outras fontes e ficar assim a saber que várias notas de imprensa foram distribuídas e ilustradas por diversos meios de comunicação (Festa da Boa – Nova, Futebol de Rua, Comemorações do Dia Internacional da Mulher, Comemorações do dia Mundial da Poesia, Nova Escola EB1).
Em face disto, e no corte abrupto de uma colaboração que se vinha mantendo, e que se saudava, tudo me leva a pensar que algo “ofendeu” quem gere o espaço mandante das notícias.
Pese embora tenha feito tal pergunta, a mesma não mereceu qualquer resposta.
Como tenho a consciência tranquila, porque desde sempre aplaudi e dei conhecimento de todos os actos e feitos que valorizaram o Alandroal na presente gestão, assim como educadamente critiquei os que não me pareceram à altura, sou levado a pensar que pelo facto de dar aqui a palavra (como aliás os verdadeiros democratas me ensinaram) a dissidentes, levaram o Alandro al e a todos aqueles que nos leiam. a serem proibidos de saber mais sobre a nossa terra.
Ou será que aqueles que se escondem no anonimato, conseguiram levar a água ao moinho? Se assim é… há muito a lamentar.
Uma coisa é certa… o Alandro al (al)… não se verga aos poderosos. Foi criado para dar a conhecer o Alandroal, os seus costumes, as suas gentes, o que de bom e mau se fez, se faz, ou se espera que se faça.
É de todos e tenta ser para todos…

Boa tarde…

Xico Manel

Publicado por tata em 07:16 PM | Comentários (17) | TrackBack

CENAS DA VIDA REAL

caarto.jpg

mmeds.jpg

rgas.JPG

jeimosua.jpg

Publicado por tata em 07:03 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Portugal e Espanha recebem mais de 354 milhões de euros para cooperação transfronteiriça

A comissária europeia para a Política Regional elogiou hoje a cooperação que tem sido desenvolvida entre Portugal e Espanha, que nos próximos sete anos vão beneficiar do maior programa transfronteiriço no espaço comunitário, no âmbito do qual vão beneficiar de mais de 354 milhões de euros para as zonas raianas.
A maior fatia dos mais de 354 milhões de euros será absorvida por Espanha, cabendo a Portugal cerca de 60 milhões.
O programa abrange ainda a região Centro e Castela, Alentejo e Centro de Portugal e a Estremadura espanhola e Alentejo e Algarve e Andaluzia.
http://www.publico.clix.pt/

Évora: Deputado do PCP questiona Governo sobre encerramento de postos da GNR

O grupo parlamentar do Partido Comunista Português (PCP), através do deputado João Oliveira, apresentou um requerimento questionando o Governo acerca da intenção de encerrar oito postos da Guarda Nacional Republicana (GNR) no distrito de Évora.
De acordo com o plano de reestruturação das forças de segurança, no distrito de Évora deverão encerrar os postos de Azaruja, Bencatel, São Miguel de Machede, Escoural, Alcáçovas, Telheiro, Vimieiro e Pavia.
http://www.noticiasalentejo.pt/

Um terço dos portugueses utiliza a Internet

A taxa de utilização da Internet é de 32 por cento de acordo com o estudo «o Observador Cetelem» realizado pela Cetelem.
Para estes valores destaca-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com uma taxa de utilização de 40,9%, sendo que a região centro apresenta a taxa mais baixa com 24,3%.
Por outro lado, a não utilização da Internet está fortemente associada ao facto de não se possuir o equipamento necessário para realizar o acesso (66,6%). É na Região do Alentejo (90,9%), designadamente face às Regiões Norte, Lisboa e Vale do Tejo e Algarve (62,4%, 64,4% e 66,6%, respectivamente) e nas classes sociais mais baixas que este factor é referido de forma mais significativa.
HTTP://WWW.AGENCIAFINANCEIRA.IOL.PT/

Faialenses já solicitaram mais de mil Cartões de Cidadão

Em Julho, o documento de identificação chega ao continente. A primeira região a poder fornecer o documento é o Alto Alentejo.
HTTP://TEK.SAPO.PT/

Publicado por tata em 06:56 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Amabilidade da : http://www.dianafm.com/

Crónica de 27 de Março de Domingos Cordeiro

Terça, 27 Março 2007
Nasceu do caos aquilo a que hoje chamamos União Europeia.
Num continente física e economicamente destrocado pela II Guerra Mundial, desenhava-se a repartição dos despojos entre as duas potencias emergente, Estados Unidos e União Soviética, já que a presença britânica em Ialta foi pouco mais que simbólica.
A base do tratado de Roma, cujo cinquentenário se comemorou no passado domingo em Berlim, foi a Comunidade Económica Europeia do Carvão e do Aço (CECA), ideia lançada pelo ministro francês Robert Schuman e criada, em 1951, pela Alemanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, França e Itália.
Tendo por escopo a questão da produção de material bélico, colocava as industrias pesadas do carvão e do aço dos países signatários sob uma autoridade comum, firmando o compromisso de nenhum desses países fabricar armamento de guerra para atacar os restantes, como sucedera no passado.
Foram os países que em 1951 criaram a Comunicade Económica do Carvão e do Aço (CECA) que, em 1957, aprofundando a ligação existente e alargando-a a ao sector económico, preconizando a livre circulação de pessoas, mercadorias e serviços, criaram a Comunicade Económica Europeia.
Como se alcança dos tratados referidos, o que motivou os estados signatários foi a ideia de paz, estabilidade e prosperidade.
Ora, decorridos que são cinquenta anos sobre a outorga do Tratado de Roma podemos afirmar, sem qualquer margem para dúvidas que, no que se refere à paz, o objectivo do tratado foi totalmente atingido.
Com efeito, depois de duas grandes guerras mundiais, num espaço de pouco mais de 20 anos, a Europa conhece agora o mais longo período da sua história sem registar qualquer conflito bélico.
Só por este resultado já teria valido a pena.
Contudo, outros objectivos do Tratado de Roma foram alcançados.
A Europa conheceu nestes últimos cinquenta anos um período de prosperidade sem precedentes.
A par, a Comunidade Europeia foi abrindo as portas a novos aderentes, entre os quais Portugal, sempre num espírito de solidariedade que vem marcando o processo de integração de quem entra.
Os Portugueses conhecem, por experiência própria, que o país está hoje infinitamente melhor do que se encontrava em 1986, data em que Portugal aderiu à comunidade pela mão de Mário Soares.
A Europa enfrenta, no entanto, novos problemas, muito por força da globalização da economia e aos quais não pode ser dada resposta eficaz sómente através da acção exclusiva dos Estados-membros.
Importa, por isso saber, se o modelo institucional de 1957 se compagina com a enorme diversidade e heterogeneidade em que vivemos.
Daí que os estados-membros, reunidos em Berlim, tenham acordado ser necessário, até às eleições para o Parlamento Europeu de 2009, dotar a União de uma base comum e renovada.
A incumbência de Durão Barroso a José Sócrates no sentido de tentar convencer os seus pares, durante a presidência portuguesa, sobre um novo tratado constitucional, não é tarefa fácil.
Façamos votos para que seja bem sucedido, como o foi Guterres, a quando da sua presidência europeia, ao colocar na agenda politica da Europa a questão do crescimento e do emprego que viria a ficar conhecida pela Agenda de Lisboa.
È que, como bem referiu Ângela Merkel, a Europa é o nosso bem comum e a não haver um novo tratado constitucional até 2009, será um desastre histórico para a Europa, logo, também, para os Portugueses.

Publicado por tata em 06:46 PM | Comentários (0) | TrackBack

SABIA QUE?

No passado dia 25 de Março se completaram 50 anos sobre a fundação da actual União Europeia. Foi no dia 25 /03 /1957 que em Roma foi assinado um tratado pela Holanda, França, Alemanha Ocidental, Bélgica, Luxemburgo e Itália, que seria o primeiro passo para a actual U.E. que conta presentemente 27 Estados membros.

Publicado por tata em 06:34 PM | Comentários (0) | TrackBack

PROFISSÕES EXTINTAS (OU EM VIA)

coveiro.png

Coveiro

engraxador.PNG

Engraxador

Publicado por tata em 06:32 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 26, 2007

COMENTÁRIOS EM DESTAQUE

Porque colocado em “post” já há muito em arquivo, porque é digno de ser lido, porque honra todos os Alandroalenses, permito-me trazer para primeira página este comentário recentemente colocado:

Nunca escrevi nada sobre ninguém. Talvez no meu egoísmo, escrevo sobre mim, as minhas memórias, a minha vivência e especialmente sobre a saudade.
É pois por aqui então que começo. A meio dos anos 90, aparece em Lamego para frequentar o 99º Curso de Comandos, o 2SAR INF Roma Pereira. Um rapaz com vontade de homem, de postura irrepreensível e com uma voluntariedade inarrável.
O camarada Roma Pereira mostrou-se sempre como um exemplo para todos nós. A vontade de mostrar a saudável camaradagem, a intocável proficiência no serviço, a aplicação de todas as suas energias para ajudar sempre o próximo, a tranquilidade de espírito, o valor humano, a confiança, a permanente boa disposição que já nos vinha habituando, tornou-o num modelo de vida para os Comandos.
Voltei a encontrá-lo, alguns anos depois, como Instrutor do Curso de Comandos e, já como 1SAR INF "Cmd". A postura mantinha-se, que mais se poderia dizer? Era o Roma Pereira.
Ministrámos, instrução aos "novos" Comandos. Muitas vezes eu em tom de brincadeira dizia quando estávamos em grupo e ele surgia por perto: "Aí vem o melhor Sargento do Exército Português". Ele esboçava um simples sorriso e distribuía ao pessoal presente um sentido e forte abraço de amizade.
Finalmente tive o orgulho de lhe "passar a pasta" do tiro de combate quando fui em missão para Angola em Março de 2005. Antes de ir dei-lhe os meus conselhos de camarada Comando mais velho. Ele decidiu honrar a Pátria numa Zona de Conflito - o Afeganistão. Esperei sempre que ele me passasse a instrução do tiro de combate novamente mas, infelizmente assim não foi, esse dia nunca chegou.
Vou tentar pelo menos recordá-lo para que fique na nossa memória...
"Povo do Alandroal, nunca esqueçais, gente desta é que faz a nossa bandeira. Estes é que são os nossos verdadeiros Heróis, que tudo dão e nada recebem em troca".
Amigo Roma Pereira, muitas vezes, penso em ti e continuamos a caminhar juntos...

Para sempre do camarada e amigo
Sargento Ajudante Comando Costa Silva

Publicado por tata em 07:03 PM | Comentários (1) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Colaboração da : http://www.dianafm.com/

Aeroporto na Ota - José Faustino

Segunda, 26 Março 2007
Como habitualmente, no nosso país, sempre que se aproxima uma obra pública, com algum significado, gera-se grande confusão e grande controvérsia.
O aeroporto da Ota, portanto, não é excepção.
Apesar de não ser especialista na matéria como, aliás, a grande esmagadora dos portugueses incluindo a maioria dos analistas da comunicação social, também tenho opinião sobre este empreendimento.
Desde logo, parece-me inevitável a construção de um novo aeroporto na zona de Lisboa, as minhas dúvidas começam em saber se deve ser construído um novo e demolir-se o existente.
Num país de fracos recursos, como o nosso, talvez não fosse má ideia construir um novo aeroporto, continuando a operar em conjunto com o da Portela. O novo iria evoluindo gradualmente até que o antigo deixasse de ser necessário só sendo desactivado nessa altura.
Em relação à localização também não me parece ser a Ota a melhor opção. Basta olhar para um simples mapa das estradas e facilmente se percebe que a zona da Ota, como aliás toda a área a norte de Lisboa, está demasiadamente ocupada.
Parece-me que um aeroporto, sempre que possível, deve ser construído num terreno seco e sólido, o mais plano possível, numa zona desafogada e livre de obstáculos, naturais ou artificiais.
Se olharmos para o mapa com alguma atenção, verificaremos que existem vários sítios com essas características do outro lado do Tejo.
Por exemplo o campo de tiro de Alcochete poderia ser uma boa opção, mas há muitos outros sítios provavelmente melhores.
Custa-me compreender como é que se escolheu uma zona com diversas linhas de água, encravada no meio de cabeços e de outras estruturas já existentes no local.
É desejável que os aeroportos fiquem a uma distância razoável da cidade que servem, mas com o andar dos tempos há a tendência para que a malha urbana se vá aproximando, o novo aeroporto de Lisboa não será excepção.
Há muitos anos que estou convencido de que a expansão natural, e lógica, de Lisboa será para a margem sul do Tejo. Se repararmos a chamada Zona da Grande Lisboa está encravada entre o Tejo e o mar e, devido às características do terreno a norte, o crescimento faz-se no pior local, ao longo do Tejo.
A localização de Lisboa é de tal modo complicada que se um dia houver uma catástrofe as saídas da cidade rapidamente ficarão bloqueadas. Por todos estes motivos o aeroporto devia ser na margem sul.
Finalmente o projecto. Dos desenhos e esquemas que tenho visto acho tudo aquilo esquisito e diferente de outros aeroportos. Faz-me alguma confusão a localização das edificações entre as pistas e aquele túnel de acesso, onde também passará o TGV, com os aviões a atravessarem por cima.
Mas como, disse e repito, eu não percebo nada de aeroportos e a minha opinião não conta para nada. Confiemos na capacidade dos nossos engenheiros e tenhamos esperança que se tome a opção mais acertada e melhor para o país.
Mas lá que gostava de ver o aeroporto numa zona desafogada e com outra configuração isso eu gostava.

Publicado por tata em 06:12 PM | Comentários (0) | TrackBack

CINEMA DO PERRY

Em homenagem ao primeiro a dar a conhecer o cinema no Alandroal

cantando a chuva.jpg

Publicado por tata em 06:01 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

FUTSAL: SP.TOMAR 2-GD.MONTEMOR-11
JUNIORES MONTEMORENSES SÓ DEPENDEM DE SI

Em jogo atrasado do Distrital de Santarém de Futsal, a equipa do G.D.Montemor deslocou-se a Tomar onde venceu o Sporting local por claros 11-2. Com esta vitória a equipa montemorense dependente só de si para ganhar o campeonato quando só faltam 3 jornadas para o termo do campeonato. Os juvenis do GDMontemor estão no 3ªlugar no mesmo distrital. Estas duas equipas montemorenses jogam em Santarém pela razão de em Évora não haver competição nestes escalões por falta de equipas.

RUGBY C.MONTEMOR 27-A.COIMBRA-13

Os seniores do RC.Montemor recebiam a formação da Agrária de Coimbra na 2ªmão da Meia-Final do campeonato e tinham tarefa difícil que era a de recuperar os 39 pontos que traziam de desvantagem do jogo em Coimbra. A vitória sorriu aos de Montemor por 27-13, mas insuficiente para repetir a final do ano passado e regressar à 1ªDivisão; foi uma meia-final "amarga" e soube a pouco derivado à má exibição da 1ªvolta onde tudo correu mal à equipa montemorense.

Publicado por tata em 05:44 PM | Comentários (0) | TrackBack

AO CORRER DO TECLADO

Humoristas, estarão a ser imitados!

É democrática a bajulação com que muitos Senhores são tratados por alguns jornais, televisão ou outros órgãos da comunicação, leva a que estes tenham o desplante de se armar em imitadores, como de ilusionistas defensores do cultivo do piripiri, fisgando tentativas para chegar á caça das bruxas em directos - Quem não tens cães, caça com gatos, atirando furtivamente piropos a tudo e a todos, minimizando a função dos deputados e sem qualquer tentativa de apelo á simpatia para as suas causas, preferindo as graçolas arrepiantes, onde os assuntos sérios da Nação são discutidos á mistura com calinadas e desaforos de circunstancia, num circulo da travadinha e minimização, pela opinião de outrem.

Como veículo de boa disposição, o humor não é para todos, está quase esquecido como modo de viver, ou é praticado de modo depreciativo, sem gosto e á revelia dos cânones, neste reino sem rock nem stock da música das mudança, das causas perdidas e dos paradigmas, para não repetir a receita, ao afirmar que muita gente, já está por tudo… o que lhes possa acontecer á vida, sem predisposição para ser feliz, ainda que finja, balbuciando com humor negro.

Ao invés do disfarce, o propósito de alguns, investidos em doutos sem qualificações auditadas, fazendo fé e aproveitando os seus discursos, para dar calinadas e pontapés de todo o género, onde o provérbio colide com o advérbio e o verbo não se conjuga com todas as pessoas, debitam ideias para que os seus apaniguados esbracejando de contentes, sendo desejável que os restantes o façam igualmente mas, indignados com os rufias democráticos.

Se isto é triste e indigno para os políticos? Certamente o povo anónimo, verá preocupado tais atitudes, não tendo certezas abalizadas, pela semelhança com á roda dos alimentos, que com o ego fazem parte da vida e se complementam - (agora é a vez de consumir o alho, de seguida a cenoura, na sequencia os feijões de bico, etc. etc., onde nabo e a nabiça têm a primazia e comandam os ciclos), medite quem quiser e souber, fazendo-o á distância e sem colocar de lado qualquer pormenor.

Esforçados na vida, estes homens sérios, os humoristas legítimos, não enganam ninguém e são acarinhados sem desdém ou apupos, verifica-se que o Zé não foge deles, muito pelo contrário, acarinha-os e enaltece o seu papel nato de bem dispostos, seja qual for o lugar onde apareçam.

Estes profissionais com a concorrência desleal, por quem, para alem do seu ofício curto e chorudo, entram em áreas para as quais não estão habilitados nem legitimados e, diga-se de passagem com um ridículo jeito e presunção para graçolas, alfinetadas indignas de mau gosto, cada um enchendo o saco e ego sem limites, convencidíssimos do bom desempenho.

Porque se ganha a vida de várias maneira, muitos escolheram trabalhar com os pés no chão, sem palpites nebulosos, nem nubianos, com a humildade do falar sério em qualquer circunstância, renegando o faz de conta, a crendice e a fama.

Assim irei terminar este novelo e retórico que, da metafórico nada tem, desde que o ensino/aprendizagem e compreensão estejam lá e, sem presunção digo eu «Quem tem cu… tem medo», não das maldades ou invenções de mau olhado aqui transcritas, mas sim receoso dos instintos malfazejos, da insegurança e do carácter maldoso de muito figurão empoleirado, quando lhe interessa opina na liberdade individual dos portugueses, com a mesma facilidade dos empecilhos da justiça, custas e incertezas.

Humorista sério, não necessita de ser político, deve estar motivado para a vida, deve sabe dar conselhos e, tomar atitudes para provocar a felicidade e promover o riso dos outros, deve ter inteligência espiritual suficiente e, aplicá-la com a criatividade de um mundo amplo e não de regedor circunscrito, onde a ética tenha um lugar primordial nos estados de espírito, metodologias e propícios virados para flexibilidade de novas ideias que, entusiasmam o sorriso de muita gente, independentemente do Club, do lugar, do nível ou da altitude em que se coloque.

Publicado por tata em 05:34 PM | Comentários (0) | TrackBack

Dia 7 há toiros no Alandroal

A bonita vila alentejana do Alandroal, será palco no próximo dia 7 de Abril dum festival taurino.
Assim, no Sábado de Páscoa vão pisar a arena do Alandroal, os cavaleiros João Paulo, José Manuel Duarte, Gilberto Filipe, Manuel Telles Bastos, Marcelo Mendes e Vany, que irão lidar reses de Irmãos Dias.
Nas pegas estará o Aposento do Alandroal, que vão pegar os seis toiros da tarde.
Lembramos que o Alandroal, será palco do Congresso de Cidades e Vilas Taurinas, a realizar em Julho, por ocasião da ExpoGuadiana.

Hugo Calado - http://toureio.no.sapo.pt/

Publicado por tata em 05:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

DIVULGAÇÃO

sal.jpg

tocaouv.bmp

noctu passeio.bmp

(retirado do "site" da C.M.A.)

Publicado por tata em 05:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

O MAIOR PORTUGUÊS DE SEMPRE

FOI ONTEM A DECISÃO FINAL.
EU VI...
AINDA ESTOU A PENSAR SE HEI-DE RIR SE HEI-DE CHORAR.

Xico Manel

Publicado por tata em 05:06 PM | Comentários (2) | TrackBack

março 25, 2007

COMENTÁRIOS EM PÉ DE PÁGINA - RUBRICA DE ANTÓNIO BERBÉM

O PAÍS LOCAL

1. Comecemos por dizer que a cimeira dos principais líderes e actores políticos nacionais na forma deste último debate mensal em teatro e acto parlamentar já conhecido, deixou uma vez mais uma penosa impressão e marca fundamental: ninguém sai das posições politicas que previamente definiu do “tudo ou nada pelo défice”, percebido e utilizado, como é fácil de ver, apenas como utilitária e preciosa arma de arremesso. Á semelhança, de resto, com o que já aconteceu várias vezes com a Educação.
E muito embora pela televisão pareça o contrário, o certo é que não está quase ninguém dentro do hemiciclo. Basta ir lá assistir, ver as bancadas quase vazias e o desinteresse de grande parte dos deputados. O país que se vá resignando e mais uma vez, ano após ano, o futuro que espere. Assim é, assim será.
2. As consequências são preocupantes. Em Portugal, passamos a vida a distrair-nos da realidade, achando normal que o país esteja continuamente a viver mal, senão pior, sem a aplicação de uma estratégia de sucesso e sem melhorias à vista em qualquer dos prazos que as considerarmos.
Daqui decorre um postulado: se o défice é a obsessão central, então, a obsessão por viver mal nunca estará em défice. A juventude e os mais idosos que se tramem como avisou um célebre economista do século passado. Até porque, afinal, a classe politica e todos os altos quadros empresariais ganham, acumulam cargos e governam demasiado bem a vida para o país em que vivemos. Recorde-se, aliás, que o governador do Banco de Portugal ganha bastante mais do que o Presidente da Reserva Federal Americana. Um dado que foi rapidamente escamoteado e ocultado.
3. Recorrendo, de passagem, a meia dúzia de dados concretos que ao Alentejo dizem respeito, vamos tendo em conformidade com o país, e já sem surpresas, um cenário que toca as raias do pior (sur)realismo:
“ O Alentejo ao chegar a 2006, tornou-se uma região desvitalizada: perdeu 33% da população nos últimos 50 anos (caiu de 802 mil habitantes para 535 mil em 2001); 48% da população vive de uma pensão; 10% dos trabalhadores estão desempregados e 30% (180 mil pessoas) da população vive na pobreza.
Foi este um dos resultados, quantificado sobre o Alentejo, apresentado na conferência “Alentejo: Desigualdades, Pobreza, Solidariedade, realizada em Beja (In Revista “Mais Alentejo”, 68/ Dezembro 2006).
4. Relacionando estes números com alguns dos diversos problemas do Concelho do Alandroal, cabe perguntar o seguinte: a nossa terra é efectivamente uma área viva ou desvitalizada? Quantos milhares de alandroalenses é que daqui saíram? A maioria da população vive de pensões? Qual é a percentagem e quantos dos nosso concidadãos vivem permanentemente na pobreza?
A democracia que por cá elegeu os autarcas em exercício, obriga-os a estarem atentos a estes problemas e a responderem a este tipo de questões? Sim ou não?...
5. Dito isto quase apetece perguntar, se será necessário fazer uma vez mais a releitura de Eça de Queiroz que esteve por Évora (e será que conheceu mesmo o Alandroal?...) para nos revermos uma vez mais, num certo olhar pessimista, desencantado e irónico sobre o país que temos e o Alentejo local que somos? Continuaremos a acreditar que aquilo que nos separa de um sério desenvolvimento local, vai basear-se apenas no «milagre do Alqueva» com meia dúzia de «óbvios campos de golfe» somente para passeio e devaneio de turistas ricos? Ou será que o Alqueva vai transformar-nos numa Colónia de férias para os europeus do norte endinheirados? Dois Políticos economistas à cabeça do Estado português, mais uns tantos presidentes locais das autarquias, conseguirão superando os limites do seu próprio alcance e mentalidade economicista, assumir uma visão diferente do grande Alentejo que desejamos? Socialmente justo e abrangente colocando-nos finalmente no trilho de um sólido desenvolvimento Autosustentado e com futuro?
6. Importa lembrar que segundo os últimos dados que se conhecem, em 2005 emigraram 100.000 portugueses; em 2006 cerca de 90.000. E aqui do Concelho, são já conhecidos minimamente alguns números? A autarquia mantém-se alheia a esta problemática e não é capaz de se pronunciar? E também não é capaz de se envolver directamente na área de Formação Profissional, apoiando, por exemplo, a criação/especialização dos primeiros técnicos ligados ao Turismo que de Juromenha parece soar? Que interesses vão estar verdadeiramente em jogo?
7. Ou, Infelizmente, continuamos com e sem o Alqueva, condenados à crise. Se assim for, pergunta-se, Portugal e o Alentejo transfronteiriços resistirão quantas mais décadas? Quantas, meus senhores?
A tecnocracia sem rosto e sem pátria já planeou e irá rapidamente tomar conta, à distância, da vida da nossa planície?
O Concelho do Alandroal corre o risco de se transformar num “sub-concelho” sem gente e sem trabalho qualificado para os jovens e para os que já cá estão, ficam e vão resistindo?
Ou estaremos a ser demasiado pessimistas e a visão apresentada, não serve para alertar, criticar e dirigir-se aos políticos locais, investidores e gestores económicos citadinos que apenas vão planeando e gostando mais de lucros do que dos países e províncias com as Gentes que os produzem?
Os números da decadência que apresentámos, são para serem corajosamente conhecidos e invertidos? Ou para serem escondidos e conduzir-nos a uma rápida insignificância total? Existe algum protocolo ou estudo específico que se tenha debruçado sobre a urgência de conhecer, debater e prever estes problemas e situações?...
Em que ficamos? Qual é, e como deve ser feito o ponto da situação?

António Neves Berbém
Mar. XXIV/ MMVII

P.S. - Como já afirmei tem sido um prazer colaborar no blog Alandro al.
Conto fazê-lo mais vezes. Acontece que por necessidades inadiáveis da minha vida de Formador e Professor do E. Superior, vou começar um curso de Pós graduação de ousada exigência.
Sendo assim permito-me pedir a elevada compreensão para o facto de ter de suspender Sine Die a minha colaboração no blog. Não se trata de uma qualquer desistência. Só que o tempo não é elástico.
Logo que possa voltarei a colaborar. Até lá resta-me agradecer aos que porventura leram os meus Comentários, as criticas e elogios que lhe fizeram valorizando-o.
Acredito que o único objectivo que deve mover-nos, é ter uma Vila e um Concelho cada vez melhor.
O Alandroal merece tudo de todos os que verdadeiramente lhe querem bem.

Um forte abraço,
António Neves Berbém

Publicado por tata em 08:40 PM | Comentários (1) | TrackBack

FUTEBOL DISTRITAL

Jogos realizados no fim-de-semana de 24 e 25/03/07

União volta a golear; destaques para os empates dos “aflitos”: Alandroalense fora (excelente); Redondense contra o terceiro classificado, em casa (muito bom); Valenças, último classificado, a tentar safar-se (bom).

DIVISÃO DE HONRA

Monte Trigo 2 – Alandroalense 2
Redondense 0 – Portel 0
Calipolense 3 – Torre de Coelheiros 0
União 6 – Escouralense 2
Valenças 1 – Canaviais 1
Oriola 3 – Bencatelense 1
Borbense 1 – Estremoz 0

1ª DIVISÃO SÉRIE A

Com a vitória do Cabrela frente ao Santana do Campo, e apenas a uma jornada desta fase, está tudo em aberto para a classificação para a fase seguinte: três equipas candidatas, Cabrela (42 pts), Viana (41) e Santana (40)

Brotense 0 – Sporting de Viana 3
Arraiolense 1 – Fazendas do Cortiço 1
Alcaçovense 3 – Aguiar 1
Cabrela 2 – Santana do Campo 1
Bairro Santo António 4 – Luso Morense 1

1ª DIVISÃOI SÉRIE B

Luta renhida para a passagem à fase seguinte. Santiago Maior, hoje goleado (32 pts), Arcoense, que goleou o Rosário (33) e Aldeense, vitória fora (33)

Vera Cruz 6– Corval 1
Arcoense 6 – Rosário 2
Amieira 5 – Santiago Maior 1

Azarujense 0 – Aldeense 1
Perolivense 2 – São Romão 1.

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com

Publicado por tata em 06:45 PM | Comentários (1) | TrackBack

março 23, 2007

c rugbi juromenha.JPG

Sábado, ás 18.30h em directo na Sport TV 2 podemos assistir a um feito histórico para o Rugby português, e para o desporto nacional no geral. Com efeito, os valororos Lobos estão a 80 minutos duma qualificação histórica para a fase final do Campeonato do Mundo, defrontando em Montevideu a selecção do Uruguai, equipa que venceram em Lisboa, no passado dia 10 de Março, por 12-5.
O Clube de Rugby de Juromenha associa-se a toda a família do Rugby , que sábado se concentrará em vários locais, dispersos por todo o País, para apoiar a nossa Selecção. O nosso ponto de encontro será na Casa Mateus, em Juromenha
Um abraço.

vva.jpg

De pequenino é que se começa...

Paulo Jaleco

E DEPOIS... JÁ AGORA...

baile pinha.bmp


Publicado por tata em 06:05 PM | Comentários (1) | TrackBack

JUROMENHA HISTÓRICA

umh.jpg

maen.jpg

Fotos: P. Jaleco

Publicado por tata em 04:50 PM | Comentários (2) | TrackBack

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

O filme desta semana

Patrocinado por

intelliflix online dvd rentals!

VÉNUS

venusxl.jpg

Maurice (Peter O'Toole) e Ian (Leslie Phillips) é uma dupla de actores veteranos.
A sua rotina diária é interrompida com a chegada da sobrinha-neta de Ian, Jessie (Jodie Whittaker).
Maurice logo se apega à adolescente, protegendo-a e descobrindo o pouco que ele sabia sobre sua própria vida.

Realização: Roger Michell
Elenco: Peter O'Toole; Leslie Phillips; Beatrice Savoretti; Philip Fox; Lolita Chakrabarti; Carolina Giammetta; Jodie Whittaker; Kellie Shirley; Cathryn Bradshaw; Joanna Croll; Liam McKenna; Sam Spruell
venus.jpg

Site oficial : http://www.venus-themovie.com/

Publicado por tata em 04:35 PM | Comentários (0) | TrackBack

O JULGAMENTO NA TV
o julgamento natv.jpg


ENTÃO AGORA É ASSIM...

moder.jpg

Não deixe de ver o Alegrias Mágoas e Mangações . há lá mais...

Publicado por tata em 04:24 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 22, 2007

PÁGINA DE DESPORTO

FUTEBOL DISTRITAL

Jogos a realizar no fim-de-semana de 24 e 25/03/07

Atenção: todos os jogos principiam às 15 horas

DIVISÃO DE HONRA

Dia 25/03

Monte Trigo – Alandroalense
Redondense – Portel
Calipolense – Torre de Coelheiros
União – Escouralense
Valenças – Canaviais
Oriola – Bencatelense
Borbense – Estremoz

1ª DIVISÃO SÉRIE A

Dia 24/03

Brotense – Sporting de Viana
Arraiolense – Fazendas do Cortiço
Alcaçovense – Aguiar
Cabrela – Santana do Campo
Bairro Santo António – Luso Morense

1ª DIVISÃOI SÉRIE B

Dia 25/03

Vera Cruz – Corval
Arcoense – Rosário
Amieira – Santiago Maior

Azarujense – Aldeense
Perolivense – São Romão.

JUVENIS

Dia 24/03

Terena – Rio de Moinhos
Calipolense – Lusitano
Canaviais – Sporting de Viana
Atlético – Portel
São Pedrense – União
Borbense – Estrela.

Na última jornada: Sport Lx Évora 3 – Terena 1.

DISCIPLINA

Alandroalense : Ricardo Vacas, Ricardo Santos e João Leal :repreensão por escrito.
Santiago Maior : Joaquim Conceição e Nelson Martins 1 jogo de suspensão.
Terena (Juvenis) : Miguel Nunes: advertência.

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com

c rugbi juromenha.JPG

A equipa de veteranos do Clube de Rugby de Juromenha, participou no passado dia 17 de Março num torneio internacional em Puerto de Santa Maria, Cádiz.
Depois duma brilhante participação em Málaga, em Outubro passado, onde conseguiu o 1º.lugar, a equipa do C.R.J. obteve mais uma óptima prestação neste torneio, ao classificar-se no 2º. lugar final.Isto fruto de 2 vitórias sobre Badajoz e CAURozas, de Madrid, 2 empates com Académica de Coimbra e CRAPortuense e 1 derrota, por apenas um ensaio, com Arquitectura de Madrid, equipa que viria a vencer o torneio.

jurug.jpg

Paulo Jaleco

DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR-O-NOVO

crus.bmp

FUTEBOL: GRANDE DERBY EM MONTEMOR-O-NOVO

Grande derby este domingo em Montemor-o-Novo, o líder no campeonato recebe no relvado do 1.ºde Maio a forte e sua vizinha equipa do Escouralense.
Adivinha-se um jogo com emoção e difícil para as duas equipas onde a vitória pode cair para qualquer lado. O jogo é no Domingo às 15:00 horas...a não perder...

r.jpg

RUGBY CLUBE DE MONTEMOR RECEBE A A.COIMBRA
PARA TENTAR O REGRESSO À 1ªDIVISÃO

A equipa sénior do Rugby Clube de Montemor, recebe a formação da Agrária de Coimbra no sábado às 15horas para a 2ªmão da meia-final do campeonato. A tarefa não é fácil mas também não é impossível já que têm de recuperar os 39 pontos de desvantagem da 1ªmão para repetir a presença na final como aconteceu no ano passado. Na outra meia-final encontram-se V.Setúbal-Técnico.

Publicado por tata em 06:41 PM | Comentários (19) | TrackBack

O QUE CANTA O ALANDRO AL

Divulgação da Musica Tradicional Portuguesa – A nossa música

Sol de Março

Letra e música: Mafalda Veiga
Intérprete: Mafalda Veiga* (in CD "Pássaros do Sul", EMI-VC, 1987)



Dos laivos brancos que há no céu p'ra enfeitar
descendo à fruta já madura do pomar
e arrufando nas varandas
asas negras como as tranças
das meninas que à janela se vão pentear

há campos verdes onde cresce o malmequer
branco, amarelo com o bico o vai colher
e voltando prás varandas
com a flor enfeita as tranças
das meninas que à janela se vão recolher

um sol de Março
um vento fresco
e o canto alegre de fazer o ninho nos beirais
um campo verde
um sol aceso
e as meninas de outros tempos com seus aventais

de telha em telha saltitando sem voar
no espaço aberto agitando o seu cantar
trazem cor para as varandas
trazem laços para as tranças
das meninas que à janela se vão encantar

o sol demora no calor que faz dormir
o canto é lento é lindo é calma a descobrir
e as meninas nas varandas
os cabelos já sem tranças
debruçadas para os laços que viram cair

um sol de Março
um vento fresco
e o canto alegre de fazer o ninho nos beirais
um campo verde
um sol aceso
e as meninas de outros tempos com seus aventais

um sol de Março
um vento fresco
e o canto alegre de fazer o ninho nos beirais

Publicado por tata em 05:57 PM | Comentários (0) | TrackBack

LOCAIS DE "CULTO" NO ALANDROAL

zedoalto.bmp

landroalum.jpg

piramides.jpg

Creio que foram todos destacados ( se faltou algum... queiram dizer...)

Publicado por tata em 05:49 PM | Comentários (3) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Uma cortesia da : http://www.dianafm.com/

Notas Soltas - Eduardo Luciano

Quinta, 22 Março 2007
O debate mensal com o Governo na Assembleia da República, realizado ontem, proporcionou alguns momentos de diversão e muitos momentos de reflexão.
O partido que nos governou acusa o partido que nos governa e que já nos tinha governado antes, de não diminuir os impostos.
O partido que nos governa responde ao partido que nos governou, que quando estava no governo fez exactamente o mesmo, retorquindo o partido que nos governou que quando o partido que nos governa estava na oposição também fez as mesmas propostas que agora recusa. Baralhados? Confusos? Ou apenas fartos desta alternância de actores numa peça já gasta e esfarrapada?
Sugiro que, para simplificar, se fundam e nos deixem de fundir a paciência.
Coisa mais clara, mais cristalina, até pela quantidade de água envolvida, foi a inauguração do Fluviário de Mora.
Um exemplo de como uma autarquia de um pequeno concelho do interior, com trabalho, perseverança e imaginação, consegue instalar uma estrutura única no país, que irá atrair visitantes, promover a educação ambiental e contribuir para o desenvolvimento daquele bocadinho de território.
Parece que a inauguração não teve a presença de nenhum membro do governo que terá delegado na senhora Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo a sua representação. Alguns maldosos viram nessa ausência, desinteresse pelo trabalho de uma autarquia onde o partido do governo não tem o poder.
Eu não acredito. A ser verdade que não apareceram, só pode ter sido por cortesia. Afinal, já tinha sido anunciada a existência no Fluviário de espécies igualmente perigosas.
E por falar em animais mais ou menos ferozes, passaram 4 anos sobre o início da guerra do Iraque. Passaram 4 anos sobre a data em que 3 mentirosos e um mordomo se juntaram na Base das Lages, para anunciar ao mundo a existência de arsenais de armas de destruição massiva na posse do ditador Sadam Hussein. E como consequência dessa verdade que entrava pelos olhos dentro, só restava uma solução: a invasão do Iraque.
Quatro anos e seiscentos mil mortos depois, a verdade incontornável transformou-se numa mentira hedionda e o território iraquiano é hoje palco de uma guerra que todos sabemos quem começou e ninguém arrisca um palpite sobre como irá acabar.
Uma guerra muito mais suave é a do Ministro da Agricultura com os critérios de atribuição dos subsídios comunitários. Perante o franzir de sobrolho da CAP às medidas anunciados pelo ministro, teve este necessidade de afirmar que não se tratava de tirar aos grandes para dar aos pequenos.
Sr. Ministro, pode ficar tranquilo. Ninguém no seu perfeito juízo irá acusar este governo de fazer política à Robin dos Bosques. O pessoal tem mais tendência para identificar as opções do executivo com a figura do Xerife de Nottingham.
E como ontem se comemorou o Dia Mundial da Poesia, faz todo o sentido deixar aqui as palavras de Sophia de Mello Breyner:
Perdoai-lhes Senhor
Porque eles sabem o que fazem

Até para a semana

Publicado por tata em 05:36 PM | Comentários (0) | TrackBack

A VISITA...

cavmleso.jpg

CIGANICES...

ciganices.jpg

Clik aqui e sorria (vai ver que lhe faz bem)


Publicado por tata em 05:29 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

«Ensino de espanhol triplica no Alentejo»

Há cada vez mais alunos do secundário a escolher o castelhano em vez do francês. Tendência é nacional e está relacionada com a crise do mercado de trabalho
http://www.portugaldiario.iol.pt/

VMER em todos os distritos do Continente

Depois de idêntica viatura ter entrado em funcionamento a 9 de Março em Évora, fonte do Hospital Distrital de Portalegre garantiu que a VMER disponibilizada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) começou a funcionar ontem para reforçar a assistência médica de urgência no distrito
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/

Saúde : Alentejo é região com menos unidades privadas de saúde licenciadas

Todos os laboratórios de análises clínicas, consultórios de medicina física e reabilitação e clínicas com internamento em actividade no Alentejo estão a operar sem licença. Segundo um estudo da Entidade Reguladora da Saúde, avançado hoje pelo Público, o Alentejo é a região do país com mais sectores de saúde sem qualquer unidade privada licenciada.

Agricultura : Ministério avança com a venda de património

A herdade da Revilheira, no concelho de Reguengos de Monsaraz, é uma das que faz parte da lista de quatro que já estão para venda.
Segundo o Diário de Notícias, que cita o ministro da agricultura Jaime Silva, no total as herdades deverão render 20 milhões de euros.
http://www.dianafm.com/

Caminhos de Santiago no Alentejo

Evento de carácter inédito no Alentejo Litoral promete ser um dos grandes atractivos do Verão deste ano na região
A Câmara Municipal e o Departamento do Património da Diocese estão a preparar a realização, entre Julho e Outubro de 2007, na Igreja Matriz de Santiago do Cacém, de uma exposição sobre a repercussão internacional do culto de Santiago e a importância de que se revestiram, outrora, os segmentos do Caminho de Santiago que atravessavam o Alentejo.
http://www.agencia.ecclesia.pt/

PS: Federação do Baixo Alentejo reuniu em Beja

O secretariado da Federação do Baixo Alentejo do Partido Socialista reuniu em Beja para analisar a situação política nacional e local e marcou um “Encontro Distrital Autárquico” para o dia 14 de Abril, em Moura.
http://www.vozdaplanicie.pt/

Quem trabalhar a terra paga menos imposto

(extracto da entrevista do M.A. Jaime Silva)

Hoje ninguém se pode candidatar directamente às ajudas e o paradoxo é tal que a Direcção Regional de Agricultura do Alentejo - que gere as herdades que o ministério tem no Alentejo, onde tem animais que têm direito a prémio - não se pode candidatar dentro do ministério. Tem de ir a uma associação e pagar para esta lhe preencher o papel. Isto tem de acabar. O agricultor hoje vai à associação e paga e ainda se obriga o INGA a fazer uma externalização de serviços com as confederações e pagar mais de cinco milhões de euros por ano.
http://dn.sapo.pt/

Preços dos combustíveis são mais elevados em Lisboa e Vale do Tejo

Para a gasolina sem chumbo 95, a maior amplitude de variação de preços foi registada no Alentejo (cerca de 18 por cento) e a região com menor amplitude de variação foi o Algarve (com cerca de 11%).
Já no que diz respeito ao gasóleo, o Alentejo registou uma maior amplitude (17%)
http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

Publicado por tata em 05:01 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 21, 2007

A POESIA NO ALANDRO AL

No dia mundial da poesia, e no dia que começa a Primavera...

Ode à Primavera

botticelli primavera.jpg

(Botticelli, Primavera, c. 1478, Galleria Degli Uffizi, Florença)

A vida anda possessa de Poesia!
Anda prenha de mosto!
Ou é da luz do dia,
Ou é da cor do rosto,
Ou então quer abrir-se, neste gosto
De pão com todo o sal que lhe cabia!

Tem narcisos de amor no coração,
Folhas de acanto nos sentidos!
E carícias na mão
A espreitar dos tendões adormecidos!

Toca-se numa pedra, e ela treme!
Murmura-se uma prece, e a boca grita!
A rabiça do arado é como um leme
Sobre a terra que ondula e ressuscita!
Quem avoluma a sombra, ou quem a teme?
Cada presença é um hino que palpita!
E se na estrada alguém discorda e geme,
Ninguém que vai no sonho o acredita!

Serás tu, Primavera?
Tu, com frutos na rama do futuro,
Com sementes nos pés
E flores inúteis sobre cada muro,
Contentes só da graça que tu és!

Colaboração:lugar-ao-sul@grupos.com.br

Publicado por tata em 05:14 PM | Comentários (0) | TrackBack

FOTOS COM HISTÓRIA

pelos campos forabem contentes.JPG

"pelos campos fora
lá vão bem contentes..."

QUEM SÃO?

Publicado por tata em 05:07 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

dianafm_1.jpg

Crónica de 21 de Março de Hélder Rebocho

Quarta, 21 Março 2007
Segundo dados estatísticos recentes, Portugal é um dos países da Europa com níveis de literacia mais baixos.
O número de Portugueses com o 12º ano completo fica muito aquém da média dos países da OCDE e até dos países da Europa de Leste recentemente integrados na União Europeia.
Para estes índices contribuem factores como o insucesso escolar, o absentismo, o divórcio com a cultura e sobretudo o facto do ensino ser encarado pelos governantes como uma prioridade, quase sempre estéril.
O actual governo estabeleceu a qualificação dos Portugueses como uma das prioridades para a segunda metade da legislatura, resta saber a que preço, porque começa a ser tradição no nosso país combater os fracos índices de escolaridade e de qualificação com medidas que apostam mais na quantidade que na qualidade.
Não é novidade que a principal fonte de criação de riqueza de um país são as pessoas, e nomeadamente os seus conhecimentos e qualificações. O nível de escolaridade de uma população é precisamente a infra-estrutura básica que permite, facilitando ou dificultado, a aquisição permanente de novos conhecimentos e competências tão necessária no mundo actual. E isto porque os conhecimentos estão em rápida mudança, e necessitam de ser continuamente actualizados.
O baixo nível de escolaridade constitui, por isso, um sério obstáculo a essa actualização permanente tão necessária.
Parece-me, no entanto, que em Portugal se continua a apostar na vertente estatística, em que interessa mais elevar os índices de escolaridade e qualificação em abstracto que em concreto, ou seja, é mais importante contar com elevado número de cidadãos que sendo qualificados no papel não o são na realidade, porque não dispõem do manancial de conhecimentos, nem das competências necessárias para atingir níveis mínimos de qualidade.
Medidas como o Programa Novas Oportunidades vão precisamente nesta linha e têm como objectivo oferecer habilitações literárias com o propósito de engordar o saco das estatísticas, por isso não é difícil em Portugal obter o 9º ano ou até o 12º sem quase saber ler nem escrever, porque o que importa são os números, mesmo que esses técnicos qualificados não tenham qualidade.
O facilitismo que está instalado a nível do ensino e da formação profissional tem sido insuficiente para combater o insucesso escolar e os baixos níveis de literacia dos Portugueses.
Não é difícil perceber porquê.
Se uma licenciatura, o 12º ano ou mesmo a formação profissional fossem garantia de fácil inserção no mercado de trabalho pela via de emprego compatível com a qualificação de cada um, seguramente que não se “saldavam” habilitações.
Os jovens Portugueses começam a sentir que não vale a pena queimar as pestanas durante anos, para receber como recompensa um lugar nas listas do desemprego ou para fazer trabalhos que nada têm a ver com a sua qualificação.
Ver licenciados a executar trabalhos de recurso que não exigem qualificação é um factor de desmotivação para quem gosta de estudar e um incentivo para quem não gosta.
Perante esta realidade bem pode o governo continuar a criar programas e cursos com o único objectivo de oferecer habilitações e qualificações profissionais, que a clientela será sempre escassa porque ninguém sobrevive apenas com “sopa de letras”.

O combate ao insucesso escolar e o incentivo à formação só será eficaz se for acompanhado de uma política de emprego adequada que dê a cada um a possibilidade de fazer aquilo para que foi formado e que melhor sabe fazer.
Basta olhar para o número de licenciados desempregados ou com emprego precário para perceber a razão, pela qual, a baixa escolaridade continua a proliferar em Portugal.
Aquilo que gera riqueza e competitividade para um país não é o número de trabalhadores qualificados, mas o trabalho de qualidade realizado por trabalhadores qualificados, o que é bem diferente.
Pensar que o aumento da produtividade em Portugal se alcança, de forma sustentada, apenas com o nível de escolaridade da população, é tomar o desejo pela realidade, é enganar-se e enganar os portugueses.

Publicado por tata em 04:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

LOCAIS QUE DEIXARAM MARCAS NA MINHA JUVENTUDE

POR DETRÁS DOS CELEIROS

Meia-noite. Acabou a má-língua na Arca da Fonte. Uns vão para a cama. Outros procuram outros locais pensando que “a gente não sabe nada” Mas a gente sabe: se não se vão “enroscar” vão pelo menos tirar a “aproximação”. Outros, e era o meu caso, fingem que seguem as pisadas dos primeiros mas raspam-se para detrás dos Celeiros.
Os Celeiros como o nome indica são grandes casões, situados no alto da Vila, onde na altura e se a memória não me falha a expensas do Grémio da Lavoura se armazenavam os cereais, mais tarde mudaram-lhe o nome e chamaram-lhe EPAC. Vem tudo a dar no mesmo. Agora nem Grémio nem EPAC, também já não há “semente”.
Certo é que a Vila acabava ali. Por detrás e separado por uma barreira em terra, estavam os Olivais, a Cova dos Ginetes, o Poço da Morte e mais lá à frente S. Bento, para nos livrar da “peste” .
O “ESTURRICA”, já lá estava, os BICHOS MAUS também, às vezes até aparecia um “graduado”, depois chegava o JOÃO REGATÃO, e nos dias de mais “embrulho” o FITAS.
O silêncio era sagrado. Nem um pio. Roda para cá, roda para lá e às tantas “já cá está”! (percebem agora porque a primeira rádio local se chamou de CÁTÁ?)... RÁDIO MOSCOVO... A VERDADE SOBRE PORTUGAL! Os cuidados eram redobrados, a partir de então só a alguns era permitida entrada...

P.S. Não sou comunista... Mas presto homenagem àquilo que fizeram....

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 04:49 PM | Comentários (0) | TrackBack

OS BONECOS DO SERGEI

Uma parceria do Alandro al com:



Cartoons, Caricatures, Comic Strips & much more!

gordo.jpg

Está na hora do "engordarmos" (digo eu...)

Publicado por tata em 04:27 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Mora : Fluviário é hoje inaugurado

Quarta, 21 Março 2007
O terceiro Fluviário mundial, e primeiro na Europa, é inaugurado esta quarta-feira, no Parque do Gameiro, em Mora.
A obra, orçada em mais de seis milhões de euros, recria o percurso de um rio português, da nascente até à foz, através de uma exposição de habitats naturais, aquáticos e terrestres, entre outros atractivos.
O Fluviário alberga espécies em vias de extinção, e exemplares exóticos de outros sistemas aquíferos, como a Bacia Amazónica e os Lagos Africanos.
A infra-estrutura está equipada com laboratório e salas multimédia, bem como uma sala de aula com um professor disponível para desenvolver temas em estudo.

Évora : Concentração apelou à Paz no Iraque

Quarta, 21 Março 2007
Dezenas de pessoas juntaram-se ontem na Praça do Giraldo, para exigir o fim da "ocupação" e da guerra no Iraque e assinalar a "resistência" do povo iraquiano, quatro anos após o início da intervenção no país.
http://www.dianafm.com/

Monsaraz: Junta de Freguesia contra encerramento de posto da GNR

O presidente da Junta de Freguesia de Monsaraz, Jorge Nunes, insurgiu-se contra a possibilidade de encerramento do posto da GNR do Telheiro. «Levantar a possibilidade de retirar da Freguesia de Monsaraz o efectivo da GNR vai completamente contra todo o trabalho quer de desenvolvimento na área do turismo de qualidade quer de promoção da zona, que nesta altura que está a ser feito por diversas entidades», disse, em declarações ao Notícias Alentejo.pt.

Festa com Livros em Portel

Começa esta quarta-feira a 2ª Edição da Festa com Livros em Portel. A data é sugestiva, “dia Mundial da Poesia”, e que melhor poeta para a assinalar – Luís de Camões. A performance poética a realizar no Auditório Municipal de Portel, “Camões é um Poeta Rap”, marca o arranque deste evento.
http://www.noticiasalentejo.pt/


Publicado por tata em 04:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

NÃO PERCA...

smackdown.bmp

COMBATE TAG TEAM

Vale tudo... até tirar olhos

ppbatista.gif

P P Batista

e

telmo ashey.jpg

Telmo King Booker

CONTRA

ribeiro chavo guerrero.jpg

Ribeiro Chavo Guerrero

e

maria ashey.jpg

Maria Ashey

«A NÃO PERDER»


Publicado por tata em 04:10 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 20, 2007

SECÇÃO DE PESCA DO J.S.A. “OS MARUJOS”

baner marujos.bmp

A Secção de Pesca do Juventude Sport Alandroalense, - OS MARUJOS, organizou neste Domingo, o seu III Concurso de Nacional de Pesca. A prova realizou-se na Barragem do Maranhão ( Avis ).

Prova a contar para o ranking de regularidade da 1ª ARPDR e que contou com 127 participantes de 23 clubes.

Principais classificações:

Zona A
1º José Pombo AP Abrantes 18,780kg.
2º António Simões Eborense PD 18,400kg.
3º João Branco Pesquévora PC 17,520kg.
8º Ricardo Simões JS Alandroalense 15,280kg.
14º Adriano Rosado JS Alandroalense 10,600kg.

Zona B
1º Pedro Lopes Eborense PD 20,740kg.
2º José Pinto Pesquévora PC 15,020kg.
3º José Rufino CAP Ribatejo 13,660kg.

Juvenis
1º Fábio Figueiredo Eborense PD 1,660kg.

Senhoras
1ª Leonor Freira Eborense PD

Equipas
1º Clube Eborense PD 46 pts.
2º CAPD Estremoz 59 pts.
3º CAP Ribatejo 63 pts.

De salientar que os restantes Marujos não se classificaram, dai resultando uma prestação modesta este fim-de-semana.

equipa os marujos.jpg

Equipa "Os Marujos" - 2007

Publicado por tata em 04:52 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Empregabilidade : Universidade de Évora regista 85%

Um estudo do departamento de economia sobre empregabilidade na Universidade de Évora mostra que cerca de 85% dos diplomados consegue encontrar emprego, 6 meses após a conclusão da licenciatura.
57% dos alunos encontrou emprego em Évora, enquanto que 50% obteve no Alentejo, segundo dados revelados à DianaFM por Conceição Rego.
“Os dados obtidos permite mostrar que muitos alunos fixaram a sua actividade profissional, quer em Évora, quer no Alentejo”, explicou a responsável pelo estudo.
Conceição Rego considera que se trata se um sinal muito positivo.
“Significa que a universidade está a contribuir para melhorar a qualidade de recursos humanos da região”, disse.
http://www.dianafm.com/

Sub-20 portugueses disputam torneio no Alentejo

José Couceiro definiu os objectivos da selecção portuguesa para o Torneio Internacional Campos Verdes, a ter lugar de 22 a 25 de Março, no Alentejo.
Neste torneio, que é uma estreia no calendário futebolístico das selecções, Portugal terá jogos em Moura (Cabo Verde, 22 de Março), em Castro Verde (Jordânia, a 24 de Março) e em Beja (Japão, a 25 de Março).
http://sportugal.pt/

As vantagens da agricultura com marca registada

As azeitonas de conserva de Elvas e Campo Maior e o azeite do Alentejo passaram a ter Denominação de Origem Protegida (DOP).
A chouriça de carne, o chouriço de abóbora, a sangueira, o salpicão e a alheira de Barroso-Montalegre, o cordeiro de Barroso, a batata de Trás-os-Montes, o paio de Beja e a linguiça do Baixo Alentejo foram reconhecidos com Identificação de Origem Protegida (IGP).
http://sol.sapo.pt/

Agradecer ajuda que nunca chegou

A Associação de Agricultores do Concelho de Serpa (AACS) reconheceu, ontem, publicamente a solidariedade dos seus colegas franceses da Solagro - associação de agricultores da região de Toulose - aquando da grave seca que assolou o Alentejo em 2005. Os agricultores franceses disponibilizaram, de forma gratuita, toda a forragem dos seus campos, numa área de 5.000 hectares. Uma ajuda, no entanto, que nunca chegou a Serpa, por falta de verbas para o transporte, mas que, ainda assim, mereceu o reconhecimento por parte dos portugueses.
A forragem gaulesa nunca chegou porque a AACS não dispunha de meios financeiros para a transportar. Na altura foi solicitada ajuda à Direcção Regional e, posteriormente, ao Ministério da Agricultura, mas Jaime Silva não disponibilizou ajuda extraordinária, além das "linhas de crédito", então anunciadas.
"Mesmo gratuita, mas, sendo nós a pagar o transporte, a forragem francesa ficaria mais cara", referiu ao JN, Manuel Godinho, dirigente da AACS, lembrando que a solução de recurso, à falta de ajuda do Governo, foi comprar a Espanha.
No "Verão quente" de 2005, centenas de cabeças de gado pereceram nos campos do Alentejo. Serpa foi das regiões mais castigadas. Os mais de 350 agricultores e as suas associações do concelho e, também de Mértola e Moura, estimaram em cerca de 1,5 milhões de euros, os prejuízos então registados.
http://jn.sapo.pt/

GNR : Operação “Noite Segura” faz 61 detenções

A operação levada a cabo na madrugada de sábado pela Brigada Territorial nº3 da GNR, resultou na detenção de 61 pessoas.
Segundo as autoridades, 19 foram detidas por permanência ilegal em território nacional, 37 por condução sob influência de álcool, um por suspeita de tráfico de estupefacientes, um por condução ilegal, um por desobediência e dois por ofensas à integridade física.
Na operação, efectuada nos distritos de Évora, Beja, Portalegre e Faro, a GNR levantou 56 autos de notícia crime, 217 autos de contra-ordenação e apreendeu várias substâncias estupefacientes e uma caçadeira.
http://www.dianafm.com/


Publicado por tata em 04:41 PM | Comentários (0) | TrackBack

PORQUE VALE A PENA VISITAR O CONCELHO DO ALANDROAL

interior fortaleza de juromenha.JPG

Interior da Fortaleza de Juromenha

paisagem beira da estrada.JPG

Paisagem à beira da Estrada

Colecção de postais, fotografia José M.Rodrigues - Edição C. M.

Publicado por tata em 04:17 PM | Comentários (6) | TrackBack

AO CORRER DO TECLADO

QUE FAZER, SE ME OFERECEREM ORTIGAS???

- O ditado diz “ Dar Dói “, compreende-se, em coerência, com a antiga sabedoria, sabendo que na sua generalidade hoje, o dito se comprova e dá resultados, grande parte dos humanos vive e alimenta-se aproveitando as fragilidades dos outros, são muitas atitudes comezinhas, onde a dádiva representa retorno de ganho, forcing da lembrança ou obrigação de tributo.
Oferecer ortigas é banal, ainda que não nos apercebamos de tais intentos, a inteligência ultrapassa os bons princípios e os básicos processos civilizacionais, onde o trama só é vivido, quando o seu autor já deu à sola, desresponsabilizando-se por tudo o que se passou.
Nunca esperei que alguém me desse fosse o que fosse, reconheço no entanto a existência de boa gente que, na sua vida têm fama de tudo dar: este mundo e o outro. Na gíria são uns mãos largas, apelidados de bonzinhos e altruístas devotos, ainda assim mantenho a minha de que 95% dos dadores, não dão nada que seja seu, ainda mais – mais de 50% do produto dado, não chega ao terminus da linha.
Ao fazerem uma qualquer oferta, não devo ficar de olhos esbugalhados, devo sim mostrar-me cordial e frontal, tomar uma atitude das várias possíveis e, sem ripostar precipitadamente ao aceitar, é de ponderar as circunstâncias, a legitimidade ou o merecimento de algo, para que possa ser distinguido.
Poderei não ter razão ao fazê-lo com esta linearidade, no entanto, deixem-me ser eu próprio, a comandar os meus sentimentos perante este caso, com os agradecimentos, porque não, caso se verifique a sua bondade, se porventura eu tenha tido merecimento, socorrendo-me assim da minha imperfeição e formação clássicas, para discernir e analisar tal situação.
Com fingimento muitas coisas se oferecem, numa perspectiva de pressão, muita verosimilhança se expõe e põe em marcha, quando o propósito primeiro, será a obtenção de benesses e de privilégios escandalosos ainda que casuísticos, onde se jogam meias verdades para ocultar as verdadeiras razões.
É insuportável quando as leis cegas, introduzem o preço a pagar pela sociedade, quando essa legitimidade é forçada e é cruel, com consequências imprevisíveis e gravosas para a generalidade dos cidadãos, de aventureirismo partidário, com ligações a lóbis, com a anuência de profissões bem colocadas para acessorar minorias, ditadas ao arrepio da lógica social e insuportáveis para muitos, sem alternativas para cumprir tantas obrigações, em momentos de crise ou infortúnio.
Vamos lá ver se nos entendemos, estará o pagode predisposto a afundar-se a cada dia que passa, para que através da Galp o Estado absorva o que já não existe? Como são as condições mínimas para trabalhar?
Terá lógica que os portugueses comam qualquer coisinha, para poderem pagar a sua habitação ao desejarem formar família, ter filhos e sustentá-los a bem da sociedade e do seu País, quando lhe retiram o sem suporte financeiro já orçamentado e previsto?
Será passivo para milhares de portugueses verificarem que, apenas três bancos portugueses no ano de 2006 tiveram lucros de “ mil e quinhentos milhões de euros “, isto se tivermos em atenção à recreação e jogos contabilísticos.
Com o Estado que nos governa, ficar encolhido com medo de represálias do capital face a privilégios, tornando-se assim cúmplice e tendencioso na sua gestão da coisa pública, beneficiando aqueles que com afinidades, conhecimentos e amizades, ficam imunes e intocáveis.
Como cidadão verifico e destrinço entre seriedade e folclore, o aperitivo das crises sociais e da economia, com a simplex.cidade de quem deglute um rajá, onde o apito D e a Casa Pia, onde os bombeiros e o INEM, onde o Director Geral e as taxas suplementares, onde o fecho de empresas, onde os estudantes e o ensino, onde as prescrições Judiciais e as custas, o aborto, a velhice e as casas de repouso, os doentes os hospitais ou as maternidades, ainda que na boca do lobo, passam tantas vezes pela teoria da relatividade… para não dizer outra coisa.
Tudo está posto em causa neste momento, ninguém confia em ninguém nem é confiável, num contexto de selecção dos bons e dos maus, os corruptos e os menos sérios, os pobres e os ricos, os aptos e os calões. Seria fatal se da lógica desta revolução se optasse pela implementação de um outro qualquer imposto, mesmo que se denomine revolucionário.
Pedir aos outros tanta coisa, num momento de desconfiança visível, exigindo o seu esforço tendo como limite o desemprego ou o abandono na velhice, ter amor à camisola é mesmo preferir receber ortigas e aceitá-las, em detrimento de lindas e perfumadas rosas, não sendo um problema de cor, mas sim do inchaço.


Publicado por tata em 04:08 PM | Comentários (1) | TrackBack

SUGESTÕES PARA UM FUTURO MUSEU NO ALANDROAL

churriao.JPG

jarra em gesso.JPG

Publicado por tata em 04:05 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

acm andebol.bmp

ANDEBOL: JUNIORES DO AC.MONTEMOR VENCEM VELA DE TAVIRA

Num jogo muito disputado no Pavilhão Municipal de Montemor-o-Novo, a equipa de juniores de Andebol do Atlético Clube de Montemor recebeu e venceu a formação do Vela de Tavira por 28-26.

r.jpg

rubist.jpg

A.COIMBRA-RUGBY C.MONTEMOR

Depois de há duas semanas o RCMontemor ter vencido o Vitória de Setúbal, a equipa deslocava-se a Coimbra para defrontar a forte equipa da Agrária de Coimbra. Num jogo aonde tudo correu mal aos homens de Montemor a equipa de Coimbra parte para segunda mão com uma vantagem muito importante de 39 pontos.
Na outra meia-final: Vitória de Setúbal 43-Técnico 0.
A equipa do RCMontemor alinhou com: José Lima, João Marques, Ivo Mota, Gonçalo Ramos, Fernando Soares, Francisco Soares, Hugo Mota, João Pedro Pereira. João Reis, Pedro Neves, António Bibe, João Santos, José Almeida, António Quadrado e José Maria Reis. Jogaram ainda João Baptista Malta, Ricardo Ribeiro, Jorge Rio Maior, Jorge Miguel e José Oliveira.


Publicado por tata em 03:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM (DUAS)

Cortesia da : http://www.dianafm.com/

A inauguração
José Faustino


Segunda, 19 Março 2007
Na semana passada ouvi uma notícia que me chamou a atenção, tinha a ver com a inauguração do Fluviário de Mora.
Como ponto prévio devo dizer que não conheço ninguém da Câmara de Mora e, que tal como muita gente, também tenho algumas dúvidas sobre a oportunidade deste empreendimento.
Portanto estou perfeitamente à vontade para dizer aquilo que vou dizer.
O Fluviário de Mora é uma espécie de oceanário, mas com o objectivo de mostrar as espécies aquáticas das águas do interior.
A verdade é que esta iniciativa é inédita a nível nacional e, penso, que não deve haver muitas coisas iguais a nível europeu ou até mundial.
A Câmara de Mora, desde há algum tempo a esta parte, tem dado grande importância às águas de interior e a todas as actividades com elas relacionadas, nomeadamente a pesca desportiva.
Talvez por isso desenvolveu este projecto ousado com um orçamento significativo a nível regional, fala-se em mais de cinco milhões de euros.
O Fluviário de Mora está localizado junto ao açude do Gameiro, zona muito bonita e que, na minha opinião, constitui um exemplo daquilo que se deve fazer em termos paisagísticos e de aproveitamento dos recursos naturais.
Esta zona constituída por zona de lazer, praia fluvial, zona de pesca e parque de campismo, tudo devidamente infra-estruturado recebe agora o Fluviário.
Este projecto inovador, sem se perceber bem por quê, parece ter sido sempre mal compreendido.
Depois de aprovado, todas as entidades se deviam comprometer na sua realização, parece que não foi isso que aconteceu.
Começou por ter dificuldades com a legalização da captação das espécies que se pretendiam expor e agora parece que nenhum Ministro ou Secretário de Estado está disponível para a sua inauguração.
Foi por isso que o Presidente da Câmara de Mora mostrou a sua indignação perante a comunicação social e com toda a razão, que diabo, não é todos os dias que se inaugura uma infra-estrutura destas no interior e especialmente no Alentejo.
Depois, o Governo devia acarinhar estas iniciativas inovadoras, tanto mais que foi apoiada com dinheiros públicos.
É verdade que os Ministros têm muitas solicitações para diversas inaugurações e compreende-se que tenham dificuldade em responder a todas. O que já não se compreende é que noutras ocasiões em cerimónias de muito menor importância apareçam, por vezes, vários Ministros.
Terão medo de dar a cara perante a dúvida da oportunidade deste empreendimento? Talvez, mas não é certo que o Fluviário não tenha viabilidade e o que por aí não falta são iniciativas falhadas e oportunistas em que vários Ministros presidem às inaugurações.
A meu ver, nada justifica esta dificuldade em se conseguir um Ministro para inaugurar uma iniciativa desta importância.
Penso até que dado o carácter inovador se justificaria a presença do Primeiro-Ministro ou até do próprio Presidente da Republica. É que não é todos os dias que se inauguram infra-estruturas desta importância e significado.
Com Ministros, ou sem eles, o que é necessário é que todos visitem o Fluviário e provem que afinal os sépticos estavam errados.

Crónica de 20 de Março de Domingos Cordeiro

Terça, 20 Março 2007
No seu balanço de dois anos da acção governativa, e tendo por base o facto de o défice do Estado ter baixado em dois mil e duzentos milhões de euros em 2006, veio o Presidente do PSD propor a que a taxa do IVA passe de imediato para 20 por cento e que até ao fim da legislatura, em 2009, seja reduzida para 19 por cento;
Mais propôs, no que se refere ao IRC, que a taxa de 25 por cento desça de imediato três pontos percentuais e que até ao fim da legislatura seja reduzida para 20 por cento.
Segundo Marques Mendes estas medidas, a serem adoptadas pelo Governo, permitiriam “aliviar pessoas e empresas e dar um sinal positivo para o investimento”.
O que Marques Mendes não disse, mas deveria ter dito, é que avançar com cortes fiscais antes de terminar a consolidação orçamental é um risco que nenhum Governo responsável pode correr;
O que Marques Mendes não disse, mas deveria ter dito, é que as receitas têm sido o motor da redução do défice nos últimos anos e sem elas as metas do Governo podem não ser atingidas;
O que Marques Mendes não disse, mas deveria ter dito, é que dificilmente tal medida seria aceite por Bruxelas;
O que Marques Mendes não disse, mas deveria ter dito, é que tal corte, a ir por diante, criaria desequilíbrios e não seria por aí que a economia iria ajustar mais rápido.
O que Marques Mendes não disse, mas deveria ter dito, é que finanças públicas sãs são fundamentais para o País, e que se o resultado de 2006 é até mais positivo do que o inicialmente previsto pelo Governo, tal deve-se a politicas introduzidas por este, politicas que Marques Mendes não se tem cansado de criticar. E Marques Mendes não poder crer uma coisa e o seu contrário.
Não admira, por isso, que vários economistas da mesma família politica que Marques Mendes, entre os quais avultam nomes como os de Manuela Ferreira Leite, Miguel Beleza e António Borges, tenham vindo afirmar que esta não é a altura para baixar impostos e que fazê-lo seria um erro.
O comentário da ex – Ministra das Finanças foi mesmo mais longe. Considerou que a proposta de Marques Mendes era “ totalmente irresponsável” adiantando que admitia que isso não passasse de “propaganda de bastidores”, para concluir que “há duas formas de fazer política: uma é a caça ao voto, a outra é fazer aquilo que o País precisa".
Manuela Ferreira Leite, com a frontalidade e coerência que lhe são reconhecidas, não se coibiu de adjectivar a actuação de Marques Mendes.
É caso para dizer que com amigos assim bem pode Marques Mendes dispensar os inimigos.

Publicado por tata em 03:50 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 19, 2007

ENTREVISTA AO PRESIDENDE DO JUVENTUDE SPORT ALANDROALENSE

exper.jpg

Manuel Inácio Fialho

Manuel Inácio Fialho é o actual Presidente do Clube mais representativo do Concelho do Alandroal: o Juventude Sport Alandroalense.
Sucede no cargo a Manuel João Rodrigues, e embora tenha feito parte do Elenco Directivo cessante, tem pela frente uma espinhosa missão face aos bons resultados obtidos na época transacta. Não é fácil, presidir à Direcção de um Clube que se classificou Vice-campeão, e que chegou às meias-finais na Taça de Évora.
Só quem não o conhece poderia duvidar que não levaria a bom termo tão espinhosa missão.
Desde sempre representou as cores da Equipa, fazendo parte daqueles que conseguiram pela primeira vez colocá-la na principal Divisão Distrital, e, pelo que do mesmo sabemos, nunca virou a cara à luta, mesmo que o adversário fosse um touro.
È com grande prazer que o Alandro al, dirige algumas perguntas ao “Experiência”, no sentido de a todos dar a conhecer algo mais do Clube que “deveria ser” de todos os verdadeiros Alandroalenses, amantes do desporto.

Alandro al : O que te motivou para aceitares esta difícil missão?

Presidente: Esta missão não foi aceite agora, só porque sou o Presidente. A missão foi aceite desde o dia em que comecei a pertencer ao Clube. A responsabilidade não é só do presidente mas de todos os elementos que fazem parte dos corpos sociais portanto a missão não é só minha, e foi aceite porque o Alandroalense precisava.

Ala: Na altura em que esta entrevista é feita o J.S.A. está no último terço da tabela. Esperavas mais? Quais os objectivos traçados quando do inicio da temporada?

Pres. :Eu, pessoalmente, até por conhecer as capacidades de todos os jogadores esperava um lugar mais acima na tabela classificativa, no entanto como o objectivo principal é a manutenção, acima disso qualquer classificação é boa. O objectivo no início da temporada era ficar do meio da tabela para cima.

Ala. : Das vezes que falamos com conterrâneos, sobre a Equipa duas “bocas” vêm sempre à baila: Equipa cara, e não representativa do Concelho.
Gostaria de ouvir a tua opinião sobre o assunto: A Equipa é cara? Seria possível ter uma Equipa com mais jogadores do Concelho e obter resultados?

Pres. :Da Equipa ser cara, eu pensava que os conterrâneos já se tinham apercebido que no Alandroal não existe a possibilidade de fazer uma equipa, que em termos de custos ultrapasse os subsídios que recebemos da Câmara e da Junta, que são públicos. Só quem anda realmente muito afastado da realidade do Clube e da Terra é que pode pensar dessa maneira.

Ala : Já agora, e porque a mim me faz alguma estranheza, o que se te oferece opinar sobre a assistência aos jogos, e o apoio à Equipa. O que achas sobre a maneira como o futebol é vivido no Alandroal?

Pres. :O Futebol no Alandroal é vivido sem grande paixão, só assim se pode justificar a falta de pessoas a assistir aos jogos.

Ala : E a respeito de apoios das Instituições? A Câmara, a Junta, o Comércio local?

Pres. : Como já disse anteriormente são a Câmara e a Junta de Freguesia que subsidiam o Clube.

Ala : Pelas notícias que nos chegam e pelo que vamos lendo, estará para breve a construção de um novo Campo de Futebol. Dando como adquirido que tal irá suceder muito em breve, achas que tal poderá vir a contribuir para um maior e melhor apoio da população à Equipa que vai levando o nome do Alandroal por esse Alentejo fora?

Pres. : Quando o novo campo estiver feito, até pela proximidade da Vila, diria eu, dentro da Vila, talvez os Alandroalenses se desloquem ao campo apoiar a Nossa Equipa.

Ala : E, está nos planos da actual Direcção a construção de uma Sede, ou o que temos serve e não será primeira prioridade?

Pres. : A primeira prioridade é arranjar condições para os atletas, o novo campo depois, a nova Sede virá até porque já existe o espaço para a construção.

Ala : E o futuro? Já agora gostaríamos de saber a tua opinião sobre o futuro do Futebol no Alandroal: Camadas Jovens, Futura Equipa, Ambições (chegaremos alguma vez aos Nacionais?). Haverá gente jovem que queira prosseguir o trabalho?

Pres:O futuro do futebol no Alandroal depende sempre dos Alandroalenses, são eles que têm que se decidir, com alguma aproximação ao Clube, porque não podemos ser sempre os mesmos a fazer alguma coisa e a sermos criticados. Quanto ás camadas jovens já iniciámos este ano com Infantis e era nossa intenção continuar, até alargar a outros escalões. Os escalões nacionais neste momento são uma miragem têm que ser criadas condições no Clube para mais tarde se poder pensar nisso.
Há jovens para prosseguir o trabalho, vamos ver se querem.

Ala : Para terminar, e porque muito havia a perguntar, e muito a divulgar, e algo a lamentar, aqui fica todo o espaço que aches necessário, para explanar tudo o que aches conveniente, assim como qualquer apelo que te possa ocorrer.
Da minha parte os desejos sinceros de sucesso na missão, e que a sorte, sempre necessária no futebol te acompanhe.

Pres : Também teria muitas coisas para dizer, mas vou ficar por um pedido aos Alandroalenses.
Vão ao campo apoiar a nossa equipa que para mim é uma tristeza ver sempre mais apoiantes da equipa adversária na nossa Terra, e já agora vivam mais a realidade do Clube para não haver tantas críticas infundadas.

Como sempre, e desde o principio, o Alandro al está com o J.S.A., e faz votos para que cada vez mais, se torne maior.

Para o "Experiencias", um muito obrigado, a minha admiração, e um abraço sincero do amigo:

Xico Manel

Publicado por tata em 10:54 AM | Comentários (3) | TrackBack

março 18, 2007

COMENTÁRIOS EM PÉ DE PÁGINA - RUBRICA DE ANTÓNIO BERBÉM

Em virtude do autor da rubrica, Dr António Berbém, se encontrar ausente, não há hipóteses de transcrever a sua crónica semanal.
Contamos voltar a fazê-lo já na próxima semana.

Publicado por tata em 06:26 PM | Comentários (0) | TrackBack

FUTEBOL DISTRITAL

Jogos realizados no fim-de-semana de 17 1 18/03/2007

DIVISÃO DE HONRA

Passo importante do União que vence fora e beneficia da derrota do Calipolense em Portel. Alandroalense continua sem vencer nesta segunda volta e contenta-se com empate. Borbense continua a subir e Valenças surpreende com empate no Escoural.

Alandroalense 0 – Redondense 0
Portel 2 – Calipolense 0
Torre de Coelheiros 1 – União 3
Escouralense 1 – Valenças 1
Canaviais 1 – Oriola 4
Bencatelense 2 – Borbense 3
Estremoz 0 – Monte Trigo 1

1ª Divisão Série A

Jornada sem surpresas.

Giesteira 2– Brotense 2
Sporting de Viana 2 – Arraiolense 0
Fazendas do Cortiço 1 – Alcaçovense 1
Aguiar 1 – Cabrela 3
Santana do Campo 2 – Bairro Santo António 1

1ª Divisão Série B

São Manços cada vez mais candidato à subida, Santiago Maior consolida 2ª posição, Rosário perde em casa e divide o último lugar com o Azarujense

São Manços 3 – Vera Cruz 1
Corval 0 – Arcoense 3
Rosário 0 – Amieira 2
Santiago Maior 2 – Azarujense 0

Aldeense 1 – Perolivense 0.

Publicado por tata em 05:51 PM | Comentários (0) | TrackBack

CENAS DA VIDA REAL

cenas da vida real.JPG
mreo.jpg
calma.jpg
poa.jpg

Publicado por tata em 05:14 PM | Comentários (0) | TrackBack

CORREIO RECEBIDO

De : http://gerotempo.blogspot.com/

PORTUGAL CONTINENTAL: Descida de temperatura e queda de neve (actualização)
A partir de Segunda-feira, dia 19 de Março, a presença de um anticiclone sobre o Atlântico Norte e uma profunda depressão a este da Península Ibérica favorecerá a entrada de um marcado fluxo de uma massa de ar de componente Norte sobre a Península Ibérica, o que irá dar origem a uma descida progressiva e acentuada das temperaturas em Portugal Continental.
A entrada de ar frio proceder-se-á especialmente entre Segunda-feira e Quarta-feira, provocando tempo frio e com temperaturas mínimas negativas em numerosos pontos do interior; o vento, que soprará moderado a forte, aumentará a sensação de frio.
Existe a possibilidade de ocorrência de alguma precipitação, sobretudo nas regiões do Norte e do Centro, que será de neve nos sistemas montanhosos.

carta sinop.png

Carta Sinóptica de Superfície prevista
para 19 de Março de 2007 (12h00)
Fonte: Met Office

Publicado por tata em 04:57 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 16, 2007

MAIS VALIAS DO ALANDROAL

CSP Alandroal

Boletim

editorial.bmp

boletim cspa n.jpg

boletim cspa ndoi.jpg

equitwc.bmp

boletim cspa num.jpg

previvo.bmp

cspres.bmp


Publicado por tata em 04:34 PM | Comentários (3) | TrackBack

ALANDROAL A CRESCER

nopre.jpg

Publicado por tata em 04:11 PM | Comentários (0) | TrackBack

EXTRACTO DA ENTREVISTA A PUBLICAR NA PRÓXIMA 2ª FEIRA CONCEDIDA PELO PRESIDENTE DO J.S.A.

Pres. :O Futebol no Alandroal é vivido sem grande paixão, só assim se pode justificar a falta de pessoas a assistir aos jogos.

Não perca….

Publicado por tata em 04:08 PM | Comentários (2) | TrackBack

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

O Cine Clube Domingos Maria Peças é patrocinado por

intelliflix online dvd rentals!

O filme recomendado para esta semana:

Cartas de Iwo Jima

cartas de iow jime.jpg

Realizador Clint Eastwood
Elenco Ken Watanabe, Kazunari Ninomiya, Shido Nakamura, Tsuyoshi Ihara, Ryo Kase, Yuki Matsuzaki, Hiroshi Watanabe, Gelbert Coloma, Michael Didriksson e Evan Ellingson

Na tentativa de revelar um acontecimento que continua a ter um forte impacto durante a II Guerra Mundial, soldados japoneses eram enviados para a ilha de Iwo Jima sabendo que o mais provável era que não voltassem com vida. Apesar de contar com pouco mais do que uma enorme força de vontade e com a própria natureza inóspita da ilha, o General Tadamichi Kuribayashi (Ken Watanabe) conseguiu apesar de tudo, graças a uma estratégia sem precedentes, transformar o que se esperava um massacre numa heróica batalha de quase 40 dias. Várias décadas depois, centenas de cartas escritas pelos soldados são encontradas no terreno. Cartas que dão um rosto aos heróis de Iwo Jima e ao seu extraordinário general.

Site oficial : http://iwojimathemovie.warnerbros.com/lettersofiwojima/framework/framework.html

Publicado por tata em 04:01 PM | Comentários (0) | TrackBack

POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

MANUEL INÁCIO LUÍS

Há uma escola em Ferreira
De alta competição
O professor é o Limpas
P´ra manter a tradição.

Em voz e fixação
És do concelho a rainha
És uma aldeia velhinha
Que mantém a tradição.
Tens lá tudo quanto é são
É feito à tua maneira
Conservas uma bandeira
Que está presa a um bom pulso,
Quem quiser tirar o curso
Há uma escola em Ferreira.

Ferreira é uma aldeia
E és por muitos cobiçada
Tens muita gente educada
E de poetas estás cheia.
Teu povo que te rodeia
Tem grande satisfação
Para manteres a tradição
Que vem do tempo atrasado,
E tens uma escola de fado
De alta competição.

Tens poetas amadores
E tens muitos profissionais
Tens courelas, tens fragais
Tens máquinas e tens tractores.
Tens os máximos valores
Escritos com as melhores tintas
És das terras mais distintas
Pelas provas que tens dado,
Tens uma escola de fado
O professor é o Limpas.

Eu sei que o Pires é capaz
De fazer coisas bem feitas
Mas o Limpas tem receitas
Doutros tempos mais atrás.
Eu ainda era rapaz
E vi-lhe dar uma lição
Dada pelo José Romão
E numa cadeira sentado,
E deixou-lhe a escola de fado
P´ra manter a tradição.

Manuel Inácio Luís

Publicado por tata em 03:22 PM | Comentários (0) | TrackBack

OS TRÊS PASTORINHOS

a sagrada familia.jpg

QUE "BARRETE"

atacacds.jpg

Vá até aqui

Publicado por tata em 03:16 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 15, 2007

FUTEBOL DISTRITAL

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com

Jogos a realizar no fim-de-semana de 17 e 18/03/2007

DIVISÃO DE HONRA

18/03/07

Alandroalense – Redondense
Portel – Calipolense
Torre de Coelheiros – União
Escouralense – Valenças
Canaviais – Oriola
Bencatelense – Borbense
Estremoz – Monte Trigo

1ª DIVISÃO SÉRIE A

18/03/07

Giesteira – Brotense
Sporting de Viana – Arraiolense
Fazendas do Cortiço – Alcaçovense
Aguiar – Cabrela
Santana do Campo – Bairro Santo António

1ª DIVISÃO SÉRIE B

17/03/07

São Manços – Vera Cruz
Corval – Arcoense
Rosário – Amieira
Santiago Maior – Azarujense

Aldeense – Perolivense.

JUVENIS

17/03/07

Sport Lisboa Évora – Terena
Rio de Moinhos – Calipolense
Lusitano – Canaviais
Sporting de Viana – Atlético
Portel – São Pedrense
União – Borbense.

DISCIPLINA

Alandroalense : Ricardo Ribeiro: 1 jogo de suspensão; Cláudio Velhinho e Paulo Gervásio: repreensão por escrito; Rui Brito : advertência.

NÃO PERCA 2ª FEIRA; AQUI NO ALANDRO AL A ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DO JUVENTUDE SPORT ALANDROALENSE.

Publicado por tata em 06:28 PM | Comentários (9) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Insectos à solta

Os alunos do 5.º e 7.º anos das escolas do Alentejo são convidados a conhecer melhor os insectos à solta nos estabelecimentos de ensino.
Até ao momento, aderiram ao projecto 24 turmas, num total de 406 alunos do Alentejo. Porquê esta região do País? "As escolas do Alentejo são, muitas vezes, esquecidas e nós quisemos fazer com que tenham o mesmo número de oportunidades de outras escolas do país", explica Adriana Galveias, coordenadora do projecto.
http://www.educare.pt/

24ª Ovibeja de 28 de Abril a 6 de Maio

A menos de dois meses do início da 24ª Ovibeja, o número de expositores já inscritos "ronda sensivelmente o nível de edições anteriores, podendo mesmo ser superior", anunciou a Comissão Organizadora da Feira do Alentejo, que se realiza de 28 de Abril a 6 de Maio, no Parque de Feiras e Exposições de Beja.
http://www.agroportal.pt/

Évora: PSD acusa Governo de «adiar» desenvolvimento da região

A distrital de Évora do PSD acusou esta quinta-feira o Governo de ter «adiado mais uma vez» o desenvolvimento da região, com o projecto de Alqueva num «impasse» e a plataforma portuária de Sines «a marcar passo».
Numa conferência de imprensa para fazer o balanço de dois anos de governação socialista, em que participou o secretário-geral do partido, Miguel Macedo, a distrital do PSD manifestou preocupação com os «atrasos» no arranque do desenvolvimento do Alentejo e acusou o Executivo de «destruir a frágil malha sócio-económica existente».
«Em dois anos, sucederam-se os anúncios, a propaganda e as promessas, mas não apareceram os resultados», afirmou Virgílio Maltez, vice-presidente da comissão política distrital de Évora do PSD.
http://diariodigital.sapo.pt/

Publicado por tata em 06:21 PM | Comentários (0) | TrackBack

AS SONDAGENS DO ALANDRO AL

vota.JPG

Os resultados da nossa ultima sondagem.
Na próxima semana iremos colocar nova pergunta: "O QUE MAIS PRESTIGIA O ALANDROAL?"

Publicado por tata em 06:14 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM (DUAS)

dianafm_1.jpg

Opção ideológica
Eduardo Luciano


Quinta, 15 Março 2007
Um jornal diário noticiava esta semana o interesse de entidades privadas na prestação de serviços de saúde, nas localidades onde o Estado entendesse que os devia encerrar ou diminuir a sua actividade.
A curiosidade destas notícias tem a ver com aquilo que alguns sempre afirmaram e que o governo sempre refutou, alegando que não se está perante a privatização de serviços de saúde mas perante uma reorganização que permita uma maior eficiência e sustentabilidade económica.
Afinal parece confirmarem-se as suspeitas de que esta suposta reforma do serviço nacional de saúde pode ser uma oportunidade de ouro, digo bem, de ouro, para que grupos privados que vendem cuidados de saúde possam entrar numa faixa de mercado que até agora lhes tem estado vedada.
Imagine-se uma clínica privada com serviços de urgência, a funcionar vinte e quatro horas por dia, numa localidade onde o serviço nacional de saúde presta o mesmo serviço. Seria certamente um mau negócio.
Outra coisa será oferecer esse serviço numa localidade que diste 20 quilómetros do serviço público mais próximo.
Os privados que manifestaram o interesse em suprir essa lacuna já se afirmaram disponíveis para avançar e nalguns casos adiantando preços e condições a praticar.
Esta redefinição da localização dos serviços de urgência parece ser uma resposta positiva aos que, como o ressuscitado Portas, exigiam uma efectiva diminuição do peso do Estado.
Desenhada por uma equipa técnica, a rede de urgências que se irá implementar é mais do que uma opção técnica ou política. É uma questão ideológica.
E não é legitimo que o governo opte ideologicamente por diminuir o peso do Estado num sector tão importante como os cuidados de saúde? E não é legitimo que interesses privados lucrem com essa opção, vendendo esses mesmos serviços? Pode ser que sim. Mas não deixa de ser um atentado ao princípio da universalidade do acesso à saúde, que está plasmado na nossa lei fundamental.
O que irá acontecer, como resultado destas decisões, é o acentuar das desigualdades. Teremos cidadãos que moram na mesma rua que podem aceder a serviços de saúde dentro da localidade onde vivem e outros que terão de percorrer vários quilómetros para obter a mesma resposta. Tudo depende de poderem pagar, ou não, o acesso a uma urgência privada.
É verdade que o serviço nacional de saúde precisa de uma verdadeira reforma. Que é necessário encontrar soluções que o tornem sustentável e eficaz. É esse o desafio que se devia colocar a quem governa. Encontrar soluções de sustentabilidade sem lhe mudar o paradigma que está na matriz constitucional.
O caminho que está a ser traçado é uma verdadeira auto-estrada para aqueles que pretendem transformar um direito constitucional, num negócio.
E eu estaria calado no meu canto se durante a última campanha eleitoral o partido vencedor tivesse prometido encerrar serviços de saúde e mesmo assim tivesse ganho as eleições com maioria absoluta.

Crónica de 14 de Março de Hélder Rebocho

Quinta, 15 Março 2007
Passado um ano sobre a tomada de posse de Aníbal Cavaco Silva como Presidente da República, frustraram-se as expectativas dos que esperavam que o chefe de estado funcionasse em relação ao Governo como um contra poder ou uma força de bloqueio.
Frustradas foram, também, as premonições de muitos que viam em Cavaco um futuro aliado de José Sócrates.
O Presidente da República não foi nem uma coisa nem outra, porque conseguiu estabelecer um rumo firme para o exercício do seu mandato. Viabilizou o suficiente para não ser acusado de bloqueio e não se revelou um aliado de Sócrates porque quando foi necessário dar um sinal e chamar o governo à atenção não teve pejo em fazê-lo.
Ao escolher a cooperação estratégica como modelo de relacionamento com o governo, Cavaco Silva demonstrou elevado sentido de estado, porque institucionalmente não compete ao Presidente da República fazer o trabalho dos partidos da oposição.
No entanto, dar liberdade para governar não significa virar as costas à actuação do executivo e Cavaco já revelou estar atento e preparado para pedir contas ao governo, sempre que seja necessário.
Quando exerceu o direito de veto à lei da paridade, fê-lo de uma forma sóbria, transmitindo uma mensagem que foi facilmente apreendida pelo e o P.S., que sem polémicas procedeu aos ajustamentos necessários para tornar a lei mais justa e coincidente com a realidade Portuguesa.
No momento próprio e sem delongas, o Presidente da República agendou o referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez, aproveitando o efeito útil gerado pela discussão desta questão na opinião pública.
Também não inviabilizou a lei das finanças locais.
No entanto, quando José Sócrates, em entrevista televisiva, pisou o risco e tentou a colagem ao Presidente da República, Cavaco fez um ponto de ordem e exigiu ao governo resultados em áreas fundamentais como a justiça, a economia e a educação.
Os elogios ao espírito reformista de Sócrates chegaram a ser mal interpretados, mas são um sinal evidente que Cavaco tem concedido ao governo total liberdade na execução do seu programa, tem procurado criar consensos e gerar estabilidade, de tal forma que nunca poderá ser acusado de qualquer insucesso do executivo.
Dúvidas não restam que no momento próprio não lhe faltará legitimidade para pedir contas ao governo, para cobrar a liberdade que lhe foi concedida.
O Governo vai beneficiando da relação institucional, para já sem quaisquer conflitos ou entraves
O papel presidencial vai sendo exercido com serenidade e recato, mas com muita pertinência.
No entanto, os avisos já foram lançados e a experiência do rigor de Cavaco não indicia que sejam meros tiros de pólvora seca.
Sócrates já percebeu que cooperação estratégica não significa cumplicidade, por isso está pressionado a decidir bem.
Os efeitos desta pressão, aliados à opinião pública, começam a revelar-se e o Primeiro Ministro dos Avanços já fez alguns recuos que tanto podem ser sinal de desnorte como de indecisão.
Em qualquer dos casos são sintomas preocupantes para quem assumidamente se propôs executar a todo o custo medidas impopulares em prejuízo de imperativos eleitoralistas.
Vejamos até onde chega a coragem.

Publicado por tata em 06:00 PM | Comentários (1) | TrackBack

CURIOSIDADES

curiosidadecinco.JPG

curiosidadede.JPG

Publicado por tata em 05:45 PM | Comentários (0) | TrackBack

MUSEU FILATÉLICO DO ALANDRO AL

Frutos e Plantas sub-tropicais

araca.jpg

Araca

manga.jpg

Manga

Publicado por tata em 05:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

gmjoos.bmp

r.jpg

SÉNIORES DO RUGBY CLUBE DE MONTEMOR JOGAM REGRESSO À 1ªDIVISÃO

A equipa sénior do Rugby Clube de Montemor, joga este fim-de-semana o regresso à 1ªDivisão de Rugby, ao defrontar em Coimbra a equipa da Agrária no sábado às 15:00. Na 1ªFase da competição a equipa de Montemor ficou empatada em 1ºlugar com a forte formação do V.Setúbal (as duas equipas dominaram a competição do principio ao fim, tendo vencido todos os adversários). Recorde-se que no ano passado a equipa montemorense perdeu a final no Estádio Nacional contra a equipa do Belas e falhou assim a subida e o regresso à 1ªDivisão. Na outra meia-final defrontam-se V.Setúbal-Técnico.

joma.jpg

acm andebol.bmp

ANDEBOL: JUNIORES DO ATLETICO CLUBE MONTEMOR RECEBEM O VELA DE TAVIRA

Os juniores do AC.Montemor recebem no Pavilhão gimno-desportivo da cidade a equipa do Vela de Tavira. O jogo é Domingo dia 18 às 12:00.


Publicado por tata em 05:30 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 14, 2007

NOTÍCIAS DO CLUB DE RUGBY DE JUROMENHA

A equipa de BTT do Clube de Rugby de Juromenha, deslocou-se no passado dia 11 de Março, para participar numa prova por equipas organizada pelo clube Cegonhas do Sado.
Foi a primeira prova da nova secção do Clube, tendo os nossos atletas conseguido um bom 11º.lugar, entre 26 equipas participantes.

btt.JPG

torneovet.GIF

cartaz referente ao Torneio Internacional de Rugby em Veteranos,no qual o Clube de Rugby de Juromenha vai participar, no próximo dia 17 de Março em Puerto de Santa Maria.

Paulo Jaleco

Publicado por tata em 01:23 PM | Comentários (0) | TrackBack

DIVULGAÇÃO

monte selvagem.bmp

Publicado por tata em 01:08 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Amabilidade da : http://www.dianafm.com/

A terra como entidade física é um recurso finito
Domingos Cordeiro

Terça, 13 Março 2007
O mais eficaz e eficiente uso da terra é decisivo para o desenvolvimento social e económico e fundamental para a melhora do meio ambiente, tudo com vista a atingir objectivos de desenvolvimento sustentável.
Julgo que todos estaremos de acordo que a gestão que tem sido feita, no nosso pais, dos terrenos com apetência para a agricultura tem ficado muito aquém do desejável.
Basta ver os terrenos que, podendo sê-lo, se mantêm, anos após ano, por cultivar.
A par, vamos assistindo à desertificação humana.
Para quem, como eu, se habitou, há mais de 30 anos, a ver por essa Europa fora tudo o que é terreno com apetência agrícola devidamente cultivado, a situação de absentismo que se verifica em Portugal, foi e é algo que nunca consegui compreender.
As medidas ensaiadas por sucessivos Governos, como o emparcelamento ou a criação de um banco de terras, não foram susceptíveis de alterar este estado de coisas.
Finalmente, parece ter surgido a vontade politica adequada para mudar a situação em que nos encontramos.
Com efeito, foi recentemente anunciado pelo ministro da Agricultura, que tem em mente criar mecanismos que prevejam um novo uso social da terra que incentive à exploração agrícola das propriedades.
Para tanto, prevê-se que quem deixar a terra ao abandono, será penalizado através de uma fiscalidade negativa que levará, em última análise, à venda ou arrendamento das terras.
Isto é, o agricultor produz ou terá de pagar uma taxa.
Se o não fizer, terá que arrendar ou vender.
O Governo pretende, esta forma, transportar para a agricultura o que já começou a ser aplicado nas florestas: quem não faz gestão activa é penalizado.
A ideia afigura-se-me positiva, já que, a ir por diante, permitirá a criação de um mercado de terras que possam ser entregues a jovens empresários agrícolas.
Foi por falta de medidas acertivas que a população portuguesas em geral, e em particular, da nossa região, se viu obrigada a deslocar-se para o litoral.
Esperemos que as medidas agora anunciadas permitam não só fixar os que ainda cá estão como, ainda, o retorno de, pelo menos, alguns dos que, por falta de alternativas, se viram obrigados a partir.

Publicado por tata em 01:05 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 13, 2007

SECÇÃO DE PESCA DO J.S.A. “OS MARUJOS”

baner marujos.bmp

O Clube Eborense Amadores de Pesca Desportiva, realizou no passado dia 11 de Março o 2º Concurso Nacional de Pesca da época 2007, sob a égide da 1ª ARPDR.

Principais classificados:

Zona A:

1º- Rui Rufino CAP Ribatejo 13,180 kg.
2º- Nuno Granja AP Abrantes 10,160 kg.
3º- Tiago Salvador CAP Almansor 9,840 kg.
4º- António Courela J.S.Alandroalense Marujos 7,460 kg.
7º- Ricardo Simões J.S.Alandroalense Marujos 6,900 kg.

Zona B

1º- Fernando Cassiano Pésquevora C.C. 22,400 kg.
2º- Álvaro Gil AP Abrantes 21,460 kg.
3º- Eduardo Lucas CAPEC 19,560 kg.

Senhoras:

1ª- Teresa Carvalho

Esperanças:

1º- Inácio Varandas J.S.Alandroalense Marujos 2,000 kg.

Vencedor por equipas:

1º- Amadores de Pesca de Abrantes.

De salientar o 1º lugar alcançado pelo Inácio Varandas dos Marujos, no escalão de Esperanças. Os restantes Marujos não obtiveram classificação.

inacio varandas.JPG

No próximo fim de semana, 18 Março, será a Secção de Pesca do J.S. Alandroalense – Os Marujos, a organizar o seu Concurso Nacional.

III CONCURSO NACIONAL DE PESCA

BARRAGEM DO MARANHÃO – 18/03/2007

concurso pesca.bmp

Patrocínio:

al-sport.JPG


Publicado por tata em 07:21 PM | Comentários (0) | TrackBack

JUROMENHA HISTÓRICA

juromemhapjum.JPG

juromenhapjdois.JPG

Fotos Paulo Jaleco

Publicado por tata em 07:06 PM | Comentários (0) | TrackBack

CORREIO RECEBIDO

for.gif

Grupo de Montemor uma escola de aficionados...

A pré-temporada, composta por treinos e ferras é a oportunidade que aqueles que procuram ser forcados têm de se mostrar. Os treinos do Grupo de Montemor são sempre marcados pela presença de muitos novos elementos vindos de todos os pontos do país. Nem todos vão conseguir vestir uma jaqueta, mas uma certeza fica, eles são sem dúvida os aficionados do futuro.

Ferra na Herdade dos Algarves

No passado dia 19 de Fevereiro, realizou-se na Herdade dos Algarves, a tradicional ferra de gado manso. A família Marcelino Tavares, do elemento João Tavares recebeu o Grupo de Montemor e amigos para um dia bem passado.

Treino na Ganadaria Gregório Oliveira

Na continuação da preparação de mais uma temporada, realizou-se no dia 3 de Março mais um treino do Grupo de Montemor.

Treino de Peso na Praça de Montemor

No passado domingo, dia 11 de Março, realizou-se mais um treino integrado nesta pré-temporada de 2007.João José Comenda disponibilizou 7 imponentes vacas que saíram à arena de Montemor, a impor respeito até aos mais experientes.


Publicado por tata em 06:52 PM | Comentários (0) | TrackBack

SONHOS "NEGROS"

o sonho.jpg

Clik aqui e sorria (vai ver que lhe faz bem)

Publicado por tata em 06:40 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

uniao.gif

NACIONAL DE JUNIORES: U.MONTEMOR CONHECE ADVERSÁRIOS DA FASE FINAL

Decorreu na Sede da FPF o sorteio da fase final do Nacional de Juniores.
U.Montemor, Juventude, Olhanense, Cova da Piedade, Luso Barreiro, Quarteirense, Sesimbra, Corroios e Farense, completam o rol de equipas da prova.
O calendário do U.Montemor é o seguinte:

1ª 24/03-Olhanense-U.Montemor
2ª 31/03-U.Montemor-Juventude
3ª 14/04-Cova Piedade-U.Montemor
4ª 21/04-U.Montemor-Luso Barreiro
5ª 28/04-Quarteirense-U.Montemor
6ª 05/05-U.Montemor-Sesimbra
7ª 12/05-Corroios-U.Montemor
8ª 19/05-U.Montemor-Farense
9ª 02/06-Descansam nesta jornada.

Publicado por tata em 06:34 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Informática e metalurgia são campeãs da formação

A maior montra do que é a formação profissional made in Portugal está esta semana em Portalegre. Jovens electromecânicos, informáticos, cozinheiros, desenhadores industriais, mecânicos, carpinteiros, joalheiros, mecânicos ou costureiros aterram no Alto Alentejo, vindos de todo o País para participar no Campeonato Nacional das Profissões, até dia 16.
A iniciativa, promovida pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), junta 155 jovens entre os 17 e os 22 anos , que vão representar 30 profissões e competir ao vivo, na realização de provas em cada uma das suas especialidades. São esperados ainda cerca de cinco mil jovens estudantes das escolas do ensino básico e secundário e das escolas profissionais, para além de professores, formadores e empresários.
http://dn.sapo.pt/

A cantar pela tradição

Só conheciam as músicas da ‘Floribella’ e dos ‘Morangos com Açúcar’ mas agora aprendem na escola o que de mais tradicional se faz, musicalmente, no Alentejo. Nas aulas extracurriculares de Educação Musical, 115 crianças das freguesias rurais de Almodôvar aprendem as modas e o canto alentejano.
http://www.correiomanha.pt/

Publicado por tata em 06:28 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 12, 2007

CONHECE BEM O ALANDROAL?

Onde fica?

coeb.JPG

E o significado deste “pormenor”?

pormrnor.bmp

Publicado por tata em 06:58 PM | Comentários (4) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Obras avançam até ao fim do ano
Roquette investe no Alqueva

O projecto do Parque Alqueva, liderado pelo empresário José Roquette e um dos maiores investimentos turísticos a realizar no Alentejo na próxima década, deverá arrancar até final deste ano em Reguengos de Monsaraz, Évora.
A convicção de que o empreendimento vai avançar com obra no terreno ainda este ano foi ontem manifestada pelo vice-presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, após a entrega do plano de pormenor do complexo na comissão de coordenação regional.
“Os serviços do Estado têm de ser céleres na aprovação e cumprir os prazos estabelecidos”, exigiu o autarca alentejano, considerando que o projecto constitui, pela sua dimensão, “um autêntico plano de desenvolvimento regional”.
http://www.correiomanha.pt/

Alqueva, aeroporto e Porto de Sines dominam feira deste ano

O Alqueva, o Aeroporto de Beja e o Porto de Sines, considerados os três projectos estruturantes do Alentejo, vão estar em destaque na edição deste ano da Ovibeja, de 28 de Abril a 6 de Maio.
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/

Há cegonhas e andorinhas que já nem sequer migram
Primavera chega mais cedo

As aves migratórias estão, este ano, a chegar mais cedo a Portugal. Das dez espécies já avistadas pelos voluntários da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), quatro bateram mesmo os recordes de entrada no país
O milhafre-preto foi avistado pela primeira vez a 12 de Janeiro de 2007, no Alentejo, ultrapassando a meta anterior: 11 de Março. A Alvéola-amarela, que chega habitualmente em Março, foi observada na Beira Litoral a 13 de Fevereiro.
http://sol.sapo.pt/

Explorações de gado bovino fiscalizadas

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontrou numa exploração de gado bovino fortes indícios de utilização de substâncias ilícitas na alimentação dos animais, nomeadamente hormonas de crescimento.
Esta acção, que contou com cinco equipas compostas por um total de 25 elementos da ASAE, cinco dos quais médicos veterinários, incidiu em explorações localizadas em Mértola, Arraiolos, Estremoz, Lourinhã e Cadaval.
http://www.oesteonline.pt/

SAP à míngua de doentes

A quase totalidade dos serviços de atendimento permanente (SAP) abertos 24 horas atendem bem menos de dez utentes entre as zero e as oito da manhã, o limite avançado no ano passado pelo ministro da Saúde como mínimo para manter a porta aberta
O fantasma do fecho não deixa, no entanto, de pairar. E está na origem de alguns dos protestos de que o país foi palco, nas últimas semanas, misturando a requalificação da rede de urgências hospitalares com o encerramento de centros de saúde à noite. Manifestações de receio que até podem encontrar justificação no Alentejo, onde sete dos actuais oito SAP abertos 24 horas serão promovidos a serviços de urgência básica e o oitavo fechará portas, adiantou-nos fonte da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo. Falta só saber se o de Montemor-O-Novo ou o de Vendas Novas, cuja população não se tem calado. Tudo dependerá de onde recair a escolha para a futura urgência básica.
http://jn.sapo.pt/

PME portuguesa na maior feira de comércio da América Central

O stand português deu a provar, nesta feira, vinhos do Alentejo, do Alto Minho, de Braga e do Douro e enchidos do Alentejo e dos Açores, bem como, mel da Lousã.
http://diariodigital.sapo.pt/

Publicado por tata em 06:54 PM | Comentários (0) | TrackBack

PROFISSÕES EXTINTAS (OU EM VIA)

telefonista.PNG

Telefonista

varina.PNG

Varina

Publicado por tata em 06:36 PM | Comentários (0) | TrackBack

AO CORRER DO TECLADO

NÓS E OS OUTROS – O VASCO DA ANATOMIA

Tentar falar de outrem poderá entender-se como atrevimento, sendo sempre difícil e bastante melindroso pelas diferenças de opinião, e quando se trata de figura pública, é um exercício que nem sempre corresponde á expectativa de quem lê, tanto mais que poderá ser entendido por boa gente, como um pretensiosismo descabido ou uma fofoca das classes engraxadora ou ignorante, havendo sempre quem se dedique a verificar os pontos e as segundas intenções e desdém próprio mal formados que a partir daí, aproveitarão até as vírgulas para dirigir as suas farpas e considerandos.

Ilustre português, nascido em Lisboa no dia 28 Janeiro do ano de 1898, cedo ingressou nas artes cénicas e dramáticas, fazendo dos palcos o seu melhor ambiente. Como peixe na água trabalhava e encantava, até que aos 19 anos se estreou profissionalmente, para substituir o consagrado actor Artur Rodrigues, no Teatro Avenida.
Dos palcos depressa saltou para o cinema, para a rádio e para a televisão que dava nessa altura, os primeiros passos, com tal sucesso foi a sua ascensão que, foi obrigado a deixar os estudos de Belas-Artes, para se dedicar de alma e coração, ao mundo dos espectáculos no São Luiz.
Homem de energia e talento, onde a adrenalina lhe corria nas veias, contagiava quando comunicava com o seu público, tendo a facilidade de improvisação e expressão, de comediante nato, provocando em cada momento ataques de riso na assistência e boa disposição reinava de início ao fim dos seus espectáculos.
A sua figura ainda hoje faz carreira de saudade, quando nos lembramos da sua característica fisionomia e frases inesperadas. Jamais serão esquecidas, por quem teve a felicidade de o conhecer e ouvir. As frases mais conhecidas nos dias de hoje são:

«Ó Evaristo, tens cá disto? »
«Candeeiro, dás-me lume? »

No cinema, não são menos célebres e lembradas as cenas dos seus vários filmes, onde contracenava com muitos outros actores daquele tempo e que também perpetuam as suas obras:
« A Canção de Lisboa, contracenando com Beatriz Costa, no ano de 1933 »
« O Pai Tirano, contracenando com Ribeirinho, no ano de 1941 »
«O Pátio das Cantigas, contracenando com António Silva, no ano de 1942 »

Na Rádio, a sua presença era sempre muito agradável, onde o silêncio era importante em todos os lares, para que todos pudessem ouvir e, não perder pitada das suas histórias, lembrando a série «Zequinha e a Lélé» anos de 1948/1949, que na hora era escutada na via publica, em virtude das rádios de som muito elevado, ecoando nas redondezas.

Por fim, o autor do texto que aqui apresento, em jeito de homenagem, também sobe contornar e escolher as palavras precisas e sentidas, para definir a figura e vida do ilustre homem, do espectáculo e da poesia portuguesas que foi Vasco Santana.



Um estudante desleixado ........ Também foi canalizador
Amigo da boémia e do fado ..... Quando lhe falhou o amor
Foi o Urso da Academia............ Abraçou a vida mundana
Por duas tias protegido............ Acabou por se embebedar
Em Lisboa era conhecido.......... Passando o dia a assobiar
Pelo Vasco da “Anatomia” ....... Para a sua “Rosa Tirana”


No curso era repetente........... Quando o amor foi aceite
Metia-se na aguardente´......... Começou por beber leite
E pelos “Retiros” cantava........ E a sua vida reconstruiu
Do estudo não queria saber.... Ao álcool dissera “não”
Passava o tempo a beber....... Quando viu que o coração
E o curso não terminava ....... Da “Rosa Tirana” se abriu


As suas tias desconfiadas....... Foi caixeiro no Grandela
Cortaram-lhe as mesadas ...... E numa cerimónia singela
Puseram os pés a caminho...... Quis armar em charlatão
Quiseram “ ver para crer ” ..... Forjou uma cena real
E até quiseram conhecer ........ Foi mesmo a forma ideal
O «consultório do Vasquinho»... Para enganar a “Tatão”


Maldizendo o seu fadário..... Depois da peça apresentada
Quis armar em Veterinário... A jovem ficou desconfiada
No Zoológico de Lisboa........ E ali desfez o seu engano
As tias estavam lá a ver...... Pelo teatro se apaixonou
Mas não quiseram saber ..... Porque ali se representou
Da moral que lhe apregoa....


Um dia agarrou coragem..... Ele foi um génio farsante
Acabou com a vadiagem...... E foi o maior comediante
E o seu orgulho floresceu .... Que o mundo já tem visto
Até o júri ficou perplexo...... Levou uma vida de amor
Ele descobriu o complexo.... E foi considerado o Maior
Esterno-cleico-mastoideu .... Do “Pátio do Evaristo”

Vasco Santana contracenou com os melhores actores da época, tendo falecido a 13 de Junho do ano de 1958.

Publicado por tata em 06:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

MUSEU DA “POUCA-SORTE” DO ALANDRO AL

vindimas.jpg

Publicado por tata em 05:48 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Oiça todos os dias na:

dianafm_1.jpg

O ordenado do Director-Geral
José Faustino


Segunda, 12 Março 2007
Como toda a gente sabe, há um grupo de portugueses, não sei se maioritário, que julgam que só eles cumprem e que tudo fazem bem e que os outros, contrariamente, fazem tudo mal. Conduzem mal, não respeitam as leis e não pagam impostos.
É, especialmente, este grupo que anda preocupado com a substituição do Director-Geral dos Impostos.
Com é sabido, o motivo da sua substituição tem a ver com o valor do seu vencimento e o motivo da preocupação tem a ver com os bons resultados obtidos.
Comecemos pelo motivo da substituição. Diz o Governo que ninguém no Estado deve receber salário superior ao do Primeiro-Ministro. Diz e diz bem porque se queremos a moralização e eficácia da função pública não pode ser de outra maneira, não há nenhuma razão que justifique que o subalterno receba maior retribuição salarial do que o seu superior.
A credibilidade das chefias também se faz pelo valor dos respectivos vencimentos. Com que autoridade é que alguém dá ordens a um subordinado quando este receba um vencimento superior?
O Primeiro-Ministro tutela os Ministros, estes os Secretários de Estado e estes os Directores-Gerais. Como é que alguém no seu perfeito juízo pode defender que um Director-Geral ganhe três vezes mais que o Primeiro-Ministro?
Estou convencido que haverá em Portugal centenas de quadros técnicos capazes de igual desempenho, com aquele vencimento e deste dezenas dispostos a receberem o normal vencimento que compete a um Director-Geral.
Por outro lado, não nos esqueçamos que todos os políticos têm espalhado aos quatro ventos, especialmente quando estão na oposição, que o cargo de Director-Geral deveria ser de carreira e não de nomeação.
Também se estranha que só agora o Governo vá tomar esta medida, pois como sabemos todos os Governos são extremamente rápidos a criticarem os anteriores e a desfazerem as medidas por eles tomadas.
Passemos agora aos resultados.
Sabe-se que durante o período de actuação deste Director-Geral aumentaram as receitas do Estado, mas não se sabe como.
Donde veio esse dinheiro? Da cobrança de impostos em divida? Da entrada de novos contribuintes no sistema? Ou do aumento dos impostos? Ou da aplicação de multas por infracções cometidas, nos últimos anos, pelos contribuintes que sempre estiveram dentro do sistema?
Também era bom saber-se quantos, daqueles que nunca pagaram um cêntimo ao fisco passaram a faze-lo. Nada disto se sabe.
Depois, se o aumento das receitas se deve ao Director-Geral, qual o mérito do Governo e do Ministro das Finanças? E, a acção dos funcionários do Ministério não teve importância?
Bastará apenas um bom, e bem pago, Director-Geral? Se for esse o remédio porque não aplica-lo a outros níveis? Poderia pagar-se um ordenado de Ministro aos chefes e funcionário das finanças. O que resulta a um nível também resultará a outro.
Não meus amigos, este não é o processo, nem o motivo dos resultados alcançados.
A verdade é que a necessidade é mestra de engenhos e tudo tem valido para sacar cada vez mais dinheiro ao desgraçado do contribuinte para saciar a voracidade do monstro.

Publicado por tata em 05:41 PM | Comentários (1) | TrackBack

EXCELENTE

Por favor não deixe de Clikar AQUI

O Alandro al agradece ao Dr Paulo Jaleco.

Publicado por tata em 03:11 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 11, 2007

COMENTÁRIOS EM PÉ DE PÁGINA - RUBRICA DE ANTÓNIO BERBÉM

Estatutos à Flor da Pele

1. Situações surpreendentes, levam a prever que a discussão pública sobre a apropriação de estatutos de excepção e confortos locais à flor da pele dos quais muito autarcas vão tirando partido, é cada vez mais actual. Se bem que a discussão, como é óbvio, possa provocar alucinações, medos, problemas complicados e também, diga-se, algumas invejas, uma coisa é certa: tornou-se para o bem e para o mal um sinal dos tempos que vem resultando da observação dos factos no país.
Assim como é uma discussão interessante que, no entanto, se deve organizar, de preferência, em torno do que a Lei das Autarquias regula e determina. Além do bom senso o aconselhar, a Lei que se conhece implica que nunca se deve misturar o espaço e uso dos bens de serviço público com os interesses privados.

2. Só se assim acontecer o espaço público é um espaço da verdade. Como deve ser um espaço para a intervenção dos cidadãos. Sendo um espaço de liberdade, é também um espaço onde quem circula nele não pode desviar-se da sua boa utilização.

3. Podemos também como é evidente, associar directamente o espaço público à rua e à opinião da praça pública. E eventualmente interpelar os próprios autarcas sobre a oportunidade de estarem atentos a este lado metafórico da ‘mulher de César” apostando no bom-nome dos actos e das coisas.

4. Vêm estes considerandos prévios, a propósito da discussão visível no blog do Alandroal sobre viagens e mordomias ditas menores. O que está a ver-se é estranho. Jovens que sem culpa nenhuma aparecem a ser tratados como senhores. E adultos que parece comportarem-se como se fossem meninos de coro.

5. Por este andar, qualquer dia, a autarquia para criar e manter alguma Igualdade ainda tem de oferecer um par de patins a todas as crianças do Alandroal para irem de casa à escola. Por este andar, qualquer dia, os munícipes do Alandroal têm ou deviam ter todos direito a uma bicicleta para se deslocarem na Vila. Ou para irem da Arca da Fonte até à Biblioteca com baixos custos energéticos e em CO2.

6. Quanto ao Carrossel dos Protocolos que a autarquia vem assinando começa a ser avisado que não dê a impressão que os assina de cruz. Esta agora do Alandroal, assinar um protocolo com tiques e ressaibos medievais, é uma coisa própria da baixa Idade Média. Desde quando é que este tipo de impostos, “as portagens e peagens” que na Idade Média andavam próximas das servidões banais se podem tornar, infelizmente, uma banalidade no Alandroal?

7. Será mesmo um Protocolo para valer? Será que a autarquia assina tudo o que lhe aparece à frente sem cuidar da história? Será que o Alandroal deve andar associado a cidades, imagine-se, do litoral algarvio como Lagos ou Portimão ou vilas distantes como a Golegã? Será que os interesses são comuns e que é este o melhor caminho? Será que a assinatura destes protocolos de matriz conjuntural, traz utilidade directa e efectiva para o Concelho?

8. Neste contexto, às vezes, quase apetece perguntar, se há alguém que seja responsável pelo posterior acompanhamento e execução plena dos Protocolos? É que em Portugal quando as coisas falham e os protocolos não são cumpridos nunca se fica a saber quem são os responsáveis. É um pouco como no ensino, se tem falhas e fracassos nunca se sabe de quem é a culpa, se são os professores, se é do sistema, se é a ministra, se são os alunos. Alguém já disse uma vez que, afinal, a culpa em Portugal morre sempre solteira. Será que no Alandroal estamos condenados a que a culpa possa morrer também solteira?

9. Quanto aos actores políticos locais, resta perguntar com humildade democrática, se não padecem ou não do mesmo mal? Será que algumas destas “protocolares dúvidas” podem vir a desprestigiar a Vila e o Concelho? Será que uma certa desresponsabilização emergente não tem custos e deixará de ser apresentada a real factura?

António Neves Berbém
Março, X/ MMVII

Publicado por tata em 08:51 PM | Comentários (15) | TrackBack

FUTEBOL DISTRITAL

TAÇA DE ÉVORA

TAÇA DISTRITO DE ÉVORA 1/2 FINAL

Monte Trigo e Borbense vão discutir a presença na Taça de Portugal

Torre de Coelheiros 1 – Monte Trigo 2
Portel 0 – Borbense 2

CAMPEONATO DISTRITAL
DIVISÃO DE HONRA

Alandroalense perde jogo em atraso. Começa a ser preocupante a permanência na Divisão de Honra, atendendo aos resultados obtidos pelo Lusitano e Reguengos (derrota de ambos)

Valenças 2 – Alandroalense 1
Estremoz 0 – Escouralense 2.

Valenças 2 Alandroalense 1
As fotos

vaald.jpg

atqe.jpg

fajg.jpg

jivre.jpg

Publicado por tata em 07:47 PM | Comentários (1) | TrackBack

DIVULGAÇÃO

2º FESTIVAL DE FANFARRAS E BANDAS DE MÚSICA - B.V. MONTEMOR-O-NOVO


Veja mais fotos AQUI

Publicado por tata em 07:36 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 10, 2007

DIVULGAÇÃO

INAUGURAÇÃO DAS

logotipo.bmp

competicao.jpg

Veja mais fotos AQUI

Publicado por tata em 07:47 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 09, 2007

SACANICES

sacanices.jpg

Há mais em : http://almagman.blogspot.com/

Publicado por tata em 04:05 PM | Comentários (0) | TrackBack

FUTEBOL DISTRITAL

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com


Fim-de-semana de Taça.
Dois jogos em atraso referentes ao Campeonato Distrital.

11/03/2007 – 15 horas

TAÇA DISTRITO DE ÉVORA 1/2 FINAL

Torre de Coelheiros – Monte Trigo
Portel - Borbense

CAMPEONATO DISTRITAL

DIVISÃO DE HONRA

Valenças – Alandroalense
Estremoz – Escouralense.

DISCIPLINA

Alandroalense : Carlos Máximo, Carlos Folgado, Luís Romão e Jorge Gama : 1 jogo de suspensão; Joaquim Chão Quente : advertência.
Rosário : Director Ludgero Silva ; repreensão por escrito. Ao Clube 10 Euros de multa; Manuel Faustino, Joaquim Pandeiro : 1 jogo de suspensão; Paulo Bencatel : repreensão por escrito.
Santiago Maior : Paulo Facão : 2 jogos de suspensão; Joaquim Conceição : repreensão por escrito; António Serra : advertência.

Publicado por tata em 03:51 PM | Comentários (0) | TrackBack

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

O filme "recomendado" para esta semana.

ROCKY BALBOA

rocky balboa.jpg

um filme de Sylvester Stallone com Sylvester Stallone, Burt Young, Milo Ventimiglia, Geraldine Hughes, James Francis Kelly III, Talia Shire.

Rocky Balboa (Sylvester Stallone) está aposentado há algum tempo. Longe dos ringues, leva uma vida tranquila como dono de um pequeno restaurante.
Tudo muda, no entanto, quando Rocky se vê diante da oportunidade de enfrentar o super campeão peso pesado Mason "The Line" Dixon. Será que Rocky ainda é capaz de se tornar o campeão?
Rocky Balboa, um dos maiores ícones na história do cinema, volta às telas para o maior de todos os seus rounds.

Veja: http://www.mgm.com/rocky_balboa/

Publicado por tata em 03:46 PM | Comentários (0) | TrackBack

FOTOS COM HISTÓRIA

assim se dancava o fandango.jpg

Assim se dançava (no alentejo) o fandango...

Conhecem-nos?

Publicado por tata em 03:33 PM | Comentários (0) | TrackBack

LOCAIS DE "CULTO" NO ALANDROAL

honrado.jpg

NÃO TEM INDICAÇÃO; MAS TAMBEM É

interdito.jpg

Publicado por tata em 03:07 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Dormidas no Baixo Alentejo subiram em 2006

O Baixo Alentejo registou, em 2006, mais de 123 mil dormidas na hotelaria, uma subida de 19 por cento relativamente a 2005, devido à abertura de duas novas unidade hoteleiras na região.
Segundo a Região de Turismo Planície Dourada (RTDP), que abrange os 14 concelhos do distrito de Beja, o balanço das dormidas em 2006 corresponde, sobretudo, à hotelaria tradicional, num total de 27 unidades com uma capacidade instalada de 1.400 camas.
http://www.opcaoturismo.com/

Lista de espera para operações diminuiu lentamente

De acordo com o Ministério da Saúde, a média de tempo de espera, durante o período em análise, passou de 8,6 para 6,9 meses.
Por regiões, Lisboa e Vale do Tejo contrariou a tendência de todo o país, tendo registado um aumento do número de inscritos. Nesta região do país, o tempo médio de espera é o mais elevado (7,9 meses). No Alentejo, as pessoas aguardam, em média, 4,7 meses por uma operação.
http://www.fabricadeconteudos.com/

Rally de Portugal já roda em 3D

Tavira, Serra de Tavira, S. Brás de Alportel, Silves/Ourique, Ourique, Almodôvar, Loulé/Almodôvar e Loulé são as especiais do Vodafone Rally de Portugal que os cibernautas podem desde já apreciar na Internet.
Basta para tal aceder à página criada pelo Instituto Geográfico e escolher a etapa que se pretende visionar em três dimensões.
Para além da simulação em 3D, num quadro ao lado é possível visualizar o percurso de cada especial, para além de outras informações como, por exemplo, a distância da tirada.
http://www.lusomotores.com/
Discordâncias quanto à data de realização da próxima Romaria Equestre da Moita a Viana do Alentejo

A Romaria Equestre da Moita a Viana do Alentejo, que anualmente se tem realizado na altura da Festa de Nª. Srª. d’ Aires, em Viana do Alentejo, este ano deveria realizar-se de 25 a 28 de Abril. Porém, a entidade organizadora – Associação Equestre Moitense – marcou a 7ª Romaria Equestre para o período de 2 a 5 de Maio.
As Câmaras Municipais da Moita e de Viana do Alentejo discordam desta alteração de datas, particularmente a Câmara de Viana pretende que a Romaria culmine no dia 28 de Abril – data da Procissão de Nª. Srª. d’ Aires.
Entretanto, estará já constituída uma associação de romeiros – a Associação de Romeiros da Tradição Moitense – para organizar uma Romaria Equestre, naqueles dias de Abril.
http://www.jornalregional.com/

Viana do Alentejo: Autarquia descontente com transporte de doentes
Sexta, 09 Março 2007
A Câmara de Viana do Alentejo está preocupada com as alterações no transporte de doentes, introduzidas pelo Cento de Orientação de Doentes Urgentes (CODU).
A Junta de Freguesia de Alcáçovas foi forçada a deixar de fazer o transporte de doentes, disse à DianaFm, Estevão Pereira, mostrando-se preocupado com as regras que poderão afectar o mesmo serviço dos Bombeiros de Viana do Alentejo.

Évora já tem VMER para socorro pré-hospitalar

Sexta, 09 Março 2007
Évora passou hoje a contar com uma viatura médica de emergência e reanimação, que permite reforçar a assistência pré-hospitalar no distrito.
A VMER de Évora vai estar disponível a partir desta tarde, funcionando de forma experimental até final do mês, altura em que entrará em plena actividade, explicou o director do Hospital de Évora, António Serrano.
http://www.dianafm.com/

Publicado por tata em 03:04 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Cortesia da : http://www.dianafm.com/

Dia da mulher, todos os dias - Eduardo Luciano

Quinta, 08 Março 2007
Hoje é um dia especial. As floristas melhoram o seu negócio, os restaurantes melhoram ligeiramente a sua taxa de ocupação e os homens procuram realizar um maior número de tarefas domésticas.
Hoje é Dia Internacional da Mulher e, com o tempo, aquilo que começou por ser uma homenagem a todas as mulheres e homens que através dos tempos lutaram pela igualdade de género, transformou-se num dia de S. Comerciante em que o que importa é assinalar a data, mesmo ignorando a sua origem.
Estão a imaginar aqueles homens que vão comprar uma flor para cada colega de trabalho, a questionarem-se sobre o que teria levado centenas de mulheres a saírem à rua em Nova Iorque no dia 8 de Março de 1857?
Ou aquele que passa o ano inteiro a fingir que essa coisa das tarefas domésticas é com a parceira lá de casa e que hoje se vai oferecer para lavar a loiça, a tentar saber porque razão só em 1931 foi reconhecido, em Portugal, o direito de voto a algumas mulheres?
Estão mesmo a vê-los preocupados com o facto de, apesar de legalmente reconhecido, desde 1969, o princípio do salário igual para trabalho igual, ainda hoje a mão-de-obra feminina ser paga de forma diferenciada em alguns sectores e para algumas tarefas?
Posso estar a ser pessimista, mas pelo que vejo nas atitudes do dia a dia, muitos ainda se espantarão se lhes disserem que desde 1910 que a mulher não deve obediência ao marido.
Este dia deveria ser aproveitado para falar dessas coisas. Para discutir abertamente as diferenças entre a igualdade formal, legalmente garantida, e a prática diária sustentada nos argumentos estafados dos hábitos culturais ou das práticas enraizadas.
Eu sei que o caminho para a igualdade se faz devagar, muito devagar. A revolucionária alemã Clara Zetkin propôs em 1913 a instituição do 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher, imaginem que só foi instituído em 1975.
Em Portugal, o acesso das mulheres à magistratura e à carreira diplomática só foi possível com os diplomas legais publicados em Junho e Julho de 1974 e só em 1978, com a entrada em vigor da revisão do Código Civil, a mulher deixou de ter estatuto de dependência em relação marido.
Hoje é preciso lembrar que muito falta ainda fazer para que a cidadania seja plena independentemente do género a que se pertence. É preciso lembrar que entre a prática social e as garantias legais, continuam a existir para muitas mulheres verdadeiros muros intransponíveis que as impedem do exercício pleno dos mais básicos direitos humanos, como o direito de ter opinião dentro da sua própria casa ou o direito à inviolabilidade da sua integridade física.
Nada tenho contra as rosas e os cravos que os homens oferecem neste dia. Mas gostaria sinceramente que representasse um gesto de reconhecimento de um ser humano igual em direitos e deveres em vez de uma forma envergonhada de pedir desculpa por não sermos capazes de o fazer nos restantes 364 dias do ano.

Até para a semana

Publicado por tata em 02:48 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 08, 2007

ESPECIAL DIA DA MULHER – A HOMENAGEM DO ALANDRO AL

Para todas as mulheres do Mundo

paratimulher.jpg

Ode a Vénus

(Miguel Torga, in "Odes", 1946; "Poesia Completa", 2000)

botticelli_nascimento_de_venus.jpg

(Botticelli, O Nascimento de Vénus, c. 1485, Galleria Degli Uffizi, Florença

Deusa nua e perfeita
Que incendeias a carne e a ressuscitas,
Que tornas viva, activa, insatisfeita,
No final da colheita,
A matriz corroída que visitas:

Vem outra vez ao triste acampamento
Destes pobres mortais!
Vem, nesse primaveril deslumbramento,
Trazida pela bruma e pelo vento
Da morada das fontes naturais!

Molhada pelo mar salgado e frio,
Sai da concha e passeia
A regar de frescura, amor e cio
O deserto vazio
Desta areia!

Porque tu és o mito redentor!
És a flor
Que há-de chegar a fruto!
És a poesia, o sol, o fogo eterno
A aquecer cada inverno
Que fecha o céu da vida no seu luto.

Deusa!
Mulher e aparição num corpo só!
Seios, umbigo, coxas e cabelos
Que são fios abertos de novelos
Onde se aperta a seiva como um nó.

Presença virginal e fecundada,
Quem se pode salvar sem te sentir
Quente e marmórea no seu leito?
Senhora, concubina e namorada,
Ver-te despida é já de si despir
O sarro morto que se tem no peito!

Da penumbra do tempo vem teu nome
Cinzelado na pedra da verdade;
Da raiz desse tempo vem a fome
Dum beijo submisso que nos dome
À sua maternal humanidade.

Lodo e ternura, lume e arte.
Um seio que dê sonho e alimente!
O desejo a buscar-te,
A condição a dar-te,
E toda a lama do prazer ausente!

Na própria chama acesa
Arde a lenha do mal.
Arde, e fica certeza
Do halo que circunda a realeza
Que toca cada coisa natural.

Vem, grega sabedoria dos sentidos!
Sem pecado e sem vício, mostra erguidos
Os instintos, a forma e a paixão!
Filha de artistas e da natureza,
Só te pede a beleza
Quem a traz a bater no coração!

Eterno Feminino

(Miguel Torga, in "Diário IV", 1949; "Poesia Completa", 2000)

sebastiano.jpg

Voltei, ninfas amigas!
Quem pode resistir a um fresco aceno
De donzelas despidas?
Fiel devoto da nudez da vida,
Tinha sede de ver-vos distraídas
A correr pela terra ressequida.

Serei criança, mas voltei de novo
Ao vosso altar sagrado.
Ou não fosse eu poeta!
Ou não me desse a imagem do passado
Uma esperança secreta...

Vim, e que o mundo murmure,
Ninfas de cada fonte!
Que me importa que digam que enlouqueço
Junto de vós?
Quero é beijar-vos, é beber,
E sentir-me no fim purificado...
Só deusas verdadeiras podem ter
Um corpo tão perfeito e tão lavado.


Colaboração:lugar-ao-sul@grupos.com.br


Publicado por tata em 01:54 AM | Comentários (1) | TrackBack

NOTÍCIAS C. M. A.

Município Brasileiro pretende Geminação com o Alandroal

No âmbito da sua visita ao Estado Brasileiro do Piauí, para celebrar o Protocolo de Geminação com o Município de Jerumenha, o Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Nabais, visitou o Município de São José dos Pinhais (região de Curitiba), com quem a autarquia de Alandroal vem mantendo alguns contactos e onde foi recebido em Audiência pelo Prefeito, Leopoldo Meyer.
Na sequência da relação já existente e após esta visita, este Município Brasileiro do Estado do Paraná, manifestou a intenção de estreitar as relações entre os dois Municípios, no sentido de aprofundar os laços históricos e culturais.
Esta intenção foi manifestada pelo Presidente do Comitê de Geminações de São José dos Pinhais, Auro Luís Ferreira de Paula.
A concretizar-se, esta Geminação possibilitará ao Município de Alandroal a troca de experiências, com particular interesse na área do Turismo Rural, onde o Município de São José dos Pinhais tem uma experiência que nos poderá ser útil.
O desenvolvimento sustentável do Turismo Rural no Concelho de Alandroal é uma das preocupação do actual Executivo, sendo necessário a implementação de um conjunto de directrizes que possam dinamizar este segmento, pelo que uma relação estreita a este nível com o Município de São José dos Pinhais trará, sem dúvida, uma troca de experiências de grande utilidade para o nosso Município.
Durante a visita, o Presidente da autarquia de Alandroal teve também a oportunidade de visitar o “Caminho do Vinho”, circuito constituído por uma rota com mais de 30 produtores de vinho, e um dos principais produto de turismo rural do Município de São José dos Pinhais, reunindo-se igualmente com o Presidente da ACIAP – Associação Comercial, Industrial, Agrícola e Prestadora de Serviços de São José dos Pinhais, Ernesto Wiens, que demonstrou interesse em deslocar uma delegação ao Município de Alandroal, para conhecer a nossa realidade e analisar as potencialidades para eventuais projectos de investimento e intercâmbio, em especial nas áreas do comércio e turismo.

Em anexo fotografia

naembra.JPG

Gabinete de Imprensa - CM Alandroal
gab.imprensa@cm-alandroal.pt

Publicado por tata em 01:25 AM | Comentários (627) | TrackBack

março 07, 2007

A PARTICIPAÇÃO DO CRJ NO 7º PRÉMIO DE ATLETISMO DE MONTEMOR O NOVO

A entrega dos prémios - a hora da glória

entreta.jpg

prmios.jpg

trofeu.jpg

Publicado por tata em 04:42 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Cortesia da : http://www.dianafm.com/

Crónica de 7 de Março de Hélder Rebocho

Quarta, 07 Março 2007
A saúde em Portugal não está bem, está doente, muito doente e necessita urgentemente de uma intervenção que a retire do coma cada vez mais profundo em que mergulhou. Que o digam aqueles que necessitam de recorrer aos serviços públicos de saúde.
Por isso, o Governo decidiu proceder à requalificação dos serviços de urgência.
O método escolhido, no entanto, não se tem revelado como o mais adequado à transição e como resultado em vez de contribuir para melhorar a qualidade dos serviços prestados aos utentes só tem dado origem a confusão e ao descontentamento generalizado.
O encerramento indiscriminado de serviços de urgência tem gerado nas últimas semanas um justificado e legítimo coro de protestos de populares, que em consequência da execução de uma reforma que deveria aproximar os cidadãos dos serviços de saúde, se vêm mais longe de uma urgência ou de um serviço de atendimento.
As unidades de saúde familiar já criadas são uma pequena gota de água no oceano. O sistema está longe de se poder considerar implementado e até lá deveriam manter-se em funcionamento muitos dos serviços de urgência que têm sido encerrados, de forma a garantir capacidade de resposta nos cuidados de saúde primários.
Muitas pessoas não compreendem porque motivos passaram a ter redobradas dificuldades no acesso aos cuidados de saúde.
Nesta medida são legítimos e genuínos os movimentos populares contra o encerramento das urgências, porque parecem corresponder a receios justificados das populações, sobretudo daquelas que vão ficar a mais de uma hora de distância de um serviço de saúde.
Tudo isto acontece porque a reforma em curso não deveria ser feita isoladamente, mas incluída numa reforma de fundo em todo o Sistema Nacional de Saúde, norteada pelos interesses dos utentes, pelo direito fundamental à saúde reconhecido a todos os cidadãos e não com base em critérios puramente economicistas tão queridos ao governo de José Sócrates.
Aos protestos, Correia de Campos reagiu distribuindo a culpa da indignação popular entre a ignorância e os lobbies da oposição, como forma de defender a bondade das medidas governamentais.
Se assim fosse, José Sócrates não recuaria como recuou perante algumas contestações populares, ou será que cedeu aos protestos porque percebeu que a estabilidade ditada pelas sondagens nem sempre corresponde aos sentimentos reais do eleitorado?
O arrepiar caminho que protagonizou só pode ser justificado com o reconhecimento da razão das populações e isso significa que as suas opções não são as melhores.
Seja como for, a sua imagem de governante determinado e corajoso que não sobrepõe critérios eleitoralistas ao rigor das medidas impopulares ficou definitivamente abalada.
O seu estado de graça está a ceder perante as consequências da sua governação.

Publicado por tata em 04:34 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Emergência médica cobre Alentejo

Hospitais de Évora e Portalegre equipadas com viaturas médicas de emergência médica
Os hospitais de Évora e Portalegre vão ser equipados este mês com viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER), concluindo a cobertura do Alentejo com este serviço pré-hospitalar, confirmaram à agência Lusa responsáveis do sector.
A entrada em funcionamento das duas viaturas insere-se no conjunto de medidas anunciado pelo ministro da tutela, Correia de Campos, para reforçar os cuidados de saúde de urgência no Alentejo, depois da morte de dois homens em Odemira.
http://www.portugaldiario.iol.pt/

XVIII Grande Prémio das Neves

Aniceto Simões e Fernando Mamede vão estar em Beja
Os consagrados e antigos atletas internacionais Fernando Mamede e Aniceto Simões vão estar presentes como convidados de honra da Juventude Desportiva das
Neves para o "XVIII Grande Prémio de Atletismo das Neves" que se vai realizar no próximo sábado a partir das 15 horas em Nª Srª das Neves (Beja) e que é uma das mais consagradas provas de estrada da região, sendo também denominada de "Corrida do Alentejo".
A prova realiza-se num percurso certificado oficialmente de 1.500m, onde os escalões de Juniores, Seniores e Veteranos masculinos realizarão cinco voltas perfazendo um total de 7.500m e as femininas percorrem 4.500m.
http://infordesporto.sapo.pt/

Água: Foi aprovado documento de resposta a Bruxelas

As Associações de Municípios envolvidas no projecto de “Abastecimento de Água em Alta e Saneamento do Alentejo” reuniram ontem em Cuba e aprovaram um documento de resposta a Bruxelas, que vai ser agora enviado ao Governo português e à Comunidade Europeia.
http://www.vozdaplanicie.pt/

Estremoz : PSP já não vai sair da cidade

A continuidade da Polícia em Estremoz foi garantida pelo Ministro da Administração Interna.
António Costa apresentou as orientações para as forças de segurança, num encontro em que esteve presente o presidente da Câmara de Estremoz.
http://www.dianafm.com/

Publicado por tata em 04:27 PM | Comentários (0) | TrackBack

O QUE CANTA O ALANDRO AL

Divulgação da Musica Tradicional Portuguesa – A nossa música
Também o Fado tem lugar especial

FADO MALHOA

malhoa.jpg

Alguém que Deus já lá tem
Pintor consagrado
Que foi bem grande
E nos fez já ser do passado
Pintou numa tela
Com arte e com vida
A trova mais bela
Da terra mais querida.

Subiu a um quarto que viu
À luz do petróleo
E fez o mais português
Dos quadros a óleo.

Um Zé de samarra
Com a amante a seu lado
Com os dedos agarra
Percorre a guitarra
A ali vê-se o fado.

Dali vos digo que ouvi
A voz que se esmera
Dançando o faia banal
Cantando a Severa.

Aquilo é bairrista
Aquilo é Lisboa
Boémia e fadista
Aquilo é de artista
E aquilo é Malhoa.

Publicado por tata em 04:19 PM | Comentários (0) | TrackBack

DIVULGAÇÃO

festival fanfarras.jpg

( E a do Alandroal? que é feito dela?)

Publicado por tata em 04:13 PM | Comentários (0) | TrackBack

REGRESSO AO PASSADO

"Coisas" que se voltam a publicar no Blog Alandro al.
Recordações que nos transportam no tempo.

E vem a propósito:

A TELEVISÃO NO ALANDROAL

No dia em que a R.T.P., está a fazer festa rija, devido à inauguração de novas instalações, ocorreu-me, dentro da linha que tem caracterizado a minha colaboração neste espaço, lembrar como foram as primeiras vezes que os habitantes do Alandroal tiveram ensejo de ver “ a caixa que mudou o mundo”.
O primeiro televisor que apareceu no Alandroal, foi instalado, pela Firma ALVICUBA, como chamariz para futuros compradores, no CAFÉ DO ÍLIDIO. A partir dessa altura, para alívio do Ilídio e desespero do Martinho Valentim, …que deixou de fazer o pedido habitual: “oh Ílidio traz-me um café, um copo de água, um palito e põe o aparelho na ópera”, o rádio passou durante e serão para um plano secundário.
Apinhava-se o Café para ver os noticiários, as variedades, os documentários, frequentemente interrompidos, pelo célebre “INTERREGNO” e o estafado aviso “ O PROGRAMA SEGUE DENTRO DE MOMENTOS”.
Antevendo ali um filão, para a sua Colectividade, os Directores da então Sociedade da Música, adquiriram um televisor, que puseram ao serviço da comunidade. Pagava-se na altura dez tostões para se ter acesso à sala onde funcionava a TV. Desses tempos retenho na memória, com a sala sempre esgotada o “Bonanza”, o “Homem Invisível”, aquele achado de bom humor “O Senhor que se segue”, as “Melodias de Sempre”, mais tarde as “Noites de Teatro.
Posteriormente, também a Sociedade Artística, aderiu ao evento, com a particularidade da entrada exclusiva a Sócios…mas de borla.
Passados todos estes anos, meditem bem na evolução que se operou no mundo das comunicações. Lembrar-me eu da TIA ANA FEIJOA, não me deixar ficar muito perto da Televisão, quando davam corridas de touros, porque o toiro podia saltar.
Passados todos estes anos, quem nos havia de dizer, que a televisão se tornou a companhia indispensável, e que não há lar, por mais pobre que seja, onde a mesma não esteja instalada.
ATÈ ONDE IREMOS CHEGAR???

Saudações Marroquinas
Xico Manel

.

Publicado por tata em 04:07 PM | Comentários (0) | TrackBack

CONTRIBUIÇÃO PARA UM MUSEU NO ALANDROAL

candeeiro.JPG

catarinha de niza.jpg


Publicado por tata em 03:58 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 06, 2007

CONHECE BEM O ALANDROAL ?

Onde fica?

caicorr.JPG

foto: f.tata

Publicado por tata em 06:07 PM | Comentários (0) | TrackBack

PARTICIPAÇÃO DO C.R.J. NO 7ª PRÉMIO DE ATLETISMO DE MONTEMOR O NOVO

E, o prometido é devido, aqui estão as
CHEGADAS DOS VENCEDORES

joao rodrigues primeiro.jpg

catia cortameta.jpg

vencedor.jpg

Terminamos amanhã com a entrega dos troféus

Publicado por tata em 06:02 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Colaboração da :

dianafm_1.jpg

Crónica de 6 de Março de Domingos Cordeiro

Terça, 06 Março 2007
O regresso estava anunciado há muito.
Aconteceu na passada quinta-feira, no Centro Cultural de Belém.
Ali e perante forte cobertura mediática o pais ficou a saber que Paulo Portas regressava à politica.
Ele, que desde a noite eleitoral de 20 de Fevereiro de 2005, dia em que se demitiu de líder do CDS, nada mais fez a não ser politica.
Para quem se lembra daquele acto eleitoral, sabe que por Paulo Portas foram traçados para o mesmo, os seguintes objectivos:
a)Manter o CDS como terceira força politica;
b)Impedir a maioria absoluta do Partido Socialista
a)Atingir a barreira dos 10% e, consequentemente, aumentar o seu grupo parlamentar;
Conhecidos os resultados, o que resultou para Paulo Portas foi uma tremenda derrota já que todos os objectivos por si traçados falharam.
Com efeito,
a)O CDS foi a quarta força política mais votada;
b)O Partido Socialistas obteve uma maioria absoluta;
c) O CDS obteve sómente e 7,2% dos votos expressos e perdeu 2 mandatos, ficando o seu grupo parlamentar reduzido a 12 deputados.
Paulo Portas abandonava, assim, a liderança do CDS deixando-o entregue á sua sorte, desligando-se desta forma e o mais breve possível que pode, da maior derrota alguma vez sofrida pela direita portuguesa.
Agora, que se lhe afigura que os portugueses se poderão ter já esquecido da sua fuga ás responsabilidades partidárias e daquilo que foi o seu papel de governante enquanto Ministro de Estado e da Defesa e das promessas não cumpridas feitas, nomeadamente, a pensionistas e ex-combatentes, eis que temos Paulo Portas de volta.
Os motivos justificativos apresentados para este regresso são, entre outros, os seguintes: o Governo precisa de oposição, a oposição precisa de liderança, e o CDS precisa de mudança.
Acresce que, no dizer de Paulo Portas, há um problema geral com a credibilidade da oposição de centro-direita.
Pelo que anuncia, não se vê já no papel de quem se candidata á liderança do CDS mais antes no de líder de toda a direita no seu conjunto.
Não estanha, por isso, que no seio do PSD as águas se comecem, também, a agitar.
Dito isto, a recandidatura de Paulo Portas à liderança do CDS poderá levar a mais uma série de piruetas ideológicas, em que ele é tão pródigo.
O prenúncio disso mesmo é o facto de vir agora defender eleições directas para a escolha do líder do CDS quando é certo que, no passado, sempre criticou este método de eleição por o considerar desadequado aos partidos de direita.
Resta saber como irão reagir os militantes do CDS na hora de escolher entre Paulo Portas e Ribeiro e Castro.
È que se no momento de votarem se lembrarem que a obstrução sistemática à liderança de Ribeiro e Castro tem vindo de Portas e do grupo sobre que exercer influência, facto nada edificante para o CDS e para a vida politica portuguesa, pode bem acontecer que “ o seu regresso” não seja “um passeio na avenida” como parece fazer crer.

Publicado por tata em 05:50 PM | Comentários (0) | TrackBack

MUSEU FILATÉLICO DO ALANDRO AL

CASAS DE COLOMBO NA MADEIRA

casa de colombona madeira funchal.jpg

Casa Colombo - Funchal

casa de colombona madeira porto santo.jpg

Casa Colombo - Porto Santo

Publicado por tata em 05:44 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Évora recebe 3.º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos

O Palácio D. Manuel, em Évora, recebe no dia 9 de Março a final do 3º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, iniciativa que envolve alunos e professores de todos os ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário.
O 3º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos contou com a inscrição de 950 alunos de quase 200 Escolas de todo o país.
http://www.noticiasalentejo.pt/

CEBAL: Instalações definitivas no Parque Industrial de Beja

O CEBAL vai ficar instalado provisoriamente no Mercado Municipal de Beja e as suas instalações definitivas estão previstas para o Parque Industrial da cidade.
"O CEBAL – Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral vai ficar instalado, provisoriamente, no primeiro andar do Mercado Municipal de Beja e as suas instalações definitivas ficarão sedeadas no parque Industrial da cidade, num terreno de 2500 m2 que a autarquia bejense cedeu para este efeito". A confirmação foi efectuada por João Lopes Baptista, director científico do Centro, na passada quinta-feira, no programa da Voz da Planície “Grande Plano”. Disse também que "o edifício e o equipamento de maior porte do CEBAL vão ser candidatados ao QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional".
Investigação e transferência de tecnologia são os objectivos do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral, que tem contado desde o início com um forte apoio regional. O Director Científico deste Centro salientou o contributo que as "instituições regionais têm dado", mas reconheceu também que "para se instalar e desenvolver este tipo de projecto é necessário fazer candidaturas nacionais e internacionais".
http://www.vozdaplanicie.pt/

VII Romaria a Cavalo

Nossa Sr.ª da Boa Viagem, Moita, ao Santuário de Nossa Sr.ª de Aires, Viana do Alentejo
A Associação Equestre Moitense vai organizar a VII Romaria a Cavalo ao Santuário de Nossa Sr.ª de Aires, em Viana do Alentejo, de 2 a 6 de Maio de 2007.
A Romaria é considerada a maior organização do género em Portugal e a 2ª maior organização do género na Europa e tornou-se um ex-libris da vila da Moita.
http://www.rostos.pt/

23.º Campeonato Nacional de Marcha em Estrada

Ferreira do Alentejo foi o local escolhido para a disputa do 23.º Campeonato Nacional de Marcha em Estrada. Fazendo o balanço da mesma, pode-se afirmar, sem quaisquer dúvidas, que a organização tripartida entre a Federação Portuguesa de Atletismo, a Associação de Atletismo de Beja e a Câmara Municipal local (que contou com o apoio técnico da Juventude Desportiva das Neves) está de parabéns.
http://www.atleta-digital.com/


Publicado por tata em 05:37 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

slm.bmp

FUTSAL: JUVENIS DO G.D.MONTEMOR PERDEM NA FINAL
DA TAÇA DE SANTAREM

A equipa juvenil de Futsal do GDMontemor perdeu com a equipa dos Patos a final da Taça Ribatejo; recorde-se que o GDMontemor é "obrigada" a participar neste distrito por ser a unica equipa juvenil de futsal do distrito de Évora. A equipa montemorense tinha vencido na meia-final o Sp.Tomar por claros 7-0, enquanto os Patos tinham vencido o Entrocamento por 5-2. Os juniores também a participar neste campeonato pelas mesmas razões (juntamento com o SL.Évora), já tinham vencido em jogo antecipado para o campeonato o Entrocamento por 3-1.

Publicado por tata em 05:15 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 05, 2007

AFINAL COMO É ?

Clik aqui e sorria (vai ver que lhe faz bem)

Publicado por tata em 06:24 PM | Comentários (0) | TrackBack

O ALANDROAL NA COMUNICAÇÃO SOCIAL

No : http://www.portugaldiario.iol.pt/

Pagar para entrar de carro na cidade

O secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, desafiou esta sexta-feira os municípios portugueses a condicionarem o uso de transportes particulares, através de portagens, por exemplo, e a defenderem formas de mobilidade sustentável, com menos impacto no ambiente e melhor qualidade de vida, escreve a Lusa.
«O momento é de ousadia», disse aos autarcas presentes no lançamento do Projecto Mobilidade Sustentável, em Castelo Branco, que envolve 40 municípios de todo o país. Entre alguns exemplos, o secretário de Estado incentivou os municípios a aplicarem portagens para acesso a determinados locais das cidades, a limitarem a circulação consoante o número de passageiros de cada carro (incentivado a partilha de viaturas) e, "no futuro, consoante o tipo de combustível".
"Os planos de mobilidade sustentável, que vão ser feitos em 40 concelhos no âmbito do projecto que hoje lançamos, vão determinar o que é mais adequado para cada um", referiu.
A Sul, estão no projecto a Golegã, Alandroal, Beja, Faro, Grândola, Lagoa, Loulé, Mértola, Ourique, Portimão, Serpa, Silves, Tavira, Vendas Novas e Vila do Bispo. Está ainda integrado o município de Ponta Delgada, nos Açores.

Publicado por tata em 05:06 PM | Comentários (4) | TrackBack

MUSEU DA “POUCA-SORTE” DO ALANDRO AL

popmar.jpg

Publicado por tata em 05:00 PM | Comentários (0) | TrackBack

O ALANDROAL NOUTROS BLOGUES

No: http://bemdizermal.blogspot.com/

Esta fotografia foi tirada numa herdade à beira da estrada que liga a vila do Alandroal a Juromenha.
O concelho do Alandroal é um dos que é banhado pelas águas do Guadiana que subiram com a barragem do Alqueva numa grande extensão. Eu sei que a autarquia gostava de fazer mais e melhor pelos seus munícipes, mas às vezes há leis que boicotam qualquer intenção por muito boa que seja. Mesmo assim eles lá vão andando. Já existem percursos pedestres muito bonitos, já existem actividades culturais, ...

No : http://naturales.blogspot.com/

Preguntitas a los que cortan el bacalao en
el pretendido monopolio de la Asociación
Nacional de Grupos de Forcados
Published Domingo, Março 4 by Naturales | E-mail this post
E-mail this post
Veamos :
"Nesta Assembleia Geral foram tomadas algumas decisões que poderam compremeter alguns contratos que o GFA Monforte tinha já firmados para esta temporada, como são os casos da Corrida de Toiros desembolados dia 12 Maio em Moura; e a Corrida de segunda-feira de Páscoa em Sousel onde o GFA Ap Alandroal, agora expulso, era apontado como o grupo alternante do GFA Monforte! Aguardemos para ver o que isto vai dar.."
(Del GFAM)
E agora qué, senhores da ANGF?. Qué vai pasar aquí?. Quem explica a situaçao?

No : http://ricardobassfishing.blogspot.com/

Localized in the middle of Alentejo, in the south of Portugal, Alqueva dam and all the structure around it has direct influence in the region surrounding the dam and in other regions that will take some benefit of the water supply that will be possible with this structure.
There are 19 cities, of the geographical region of Alentejo, that lies on the left and right margin of the Guadiana River, that will take benefit of the Alqueva big complex structure. The complex starts in the dam, in the middle of Guadiana river, right before the river Degebe, and is influenced by other river called Ardila.
The dam water sheet stands for 83 km, along the cities of Moura, Portel, Murão, Reguengos de Monsaraz and Alandroal. It has a capacity of 4150 millions of cubic meters of water, and 3150 of them can be explored by the cities surrounding the dam.

Publicado por tata em 04:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

DESPORTO EM MONTEMOR

RUGBY C.MONTEMOR 14-V.SETÚBAL-10
VITÓRIA JUSTA E QUALIFICAÇÃO GARANTIDA

No jogo grande do campeonato (são estas as duas equipas qualificadas para a fase final) os seniores do Rugby Clube de Montemor, recebiam a forte formação do V.Setúbal que venceram por 14-10. Apesar de algumas baixas por lesão a equipa montemorense conseguiu vencer esta equipa que aposta forte este ano nesta modalidade, tendo inclusive vários estrangeiros no seu plantel. O RCM alinhou com: Ivo Mota, Hugo Ferreira, José Lima, André Calção, Fernando Soares, Francisco Soares, Francisco Cornacho e João Pedro Pereira. João Reis, Pedro Neves, António Bibe, João Santos, António Quadrado, Hélio Guerreiro e José Maria Reis. Jogaram ainda David Canelas, Gonçalo Saude e Gonçalo Ramos

Publicado por tata em 04:31 PM | Comentários (0) | TrackBack

AO CORRER DO TECLADO

UMA PERGUNTA, COM MIL SENTIMENTOS!

Será legítimo colocar aos portugueses a seguinte questão – “ Portugal está bonito? “

- A um qualquer transeunte no campo ou na cidade, na fábrica ou no gabinete, a dificuldade será sempre a de obter uma resposta franca, séria e concisa, parecendo a pergunta caricata ou até mesmo uma conversa de miúdos, no entanto, parece ser de estrema importância a verificação de contraditos, nas afirmações de cada pessoa, no que se refere ás atitudes ternura e amor, de oportunismo, de despeito, de ignorância, do altruísmo, do bairrismo e Municipalismo, de descrença, de clubismo e partidarismo ao nacionalismo, chegando ao deixa para lá… porque em democracia, eles sabem e, podem tudo.

- O regabofe dos sentimentos que em português proliferam em cada canto, cada um tem em si interiorizado um sentimento de codificação diferente, no que respeita ao país onde nasceu, confesso que eu próprio, não saberia responder linearmente se, a pergunta me fosse colocada de chofre, daí todo o interesse na possibilidade se poder saber com mais exactidão, a opinião dos portugueses, a forma de exteriorização daquilo que á partida seria uma resposta fácil, daquilo que queremos, o que sabemos e pensamos, o que defendemos maioritariamente, só assim podermos escolher os caminhos futuros da estagnação ou do progresso almejado.

- Sem muitos formalismos e tratamentos de preparação, o Zé começa de quando em vez, a reclamar e a olhar descontente para aquilo que o rodeia, até mesmo para o vizinho da frente do 1ºEsq., sem se conhecerem por vezes, outro tanto para a linha de fronteira, no outro lado, onde tudo parece correr melhor e, mais em conta para a algibeira, mais airoso e contente nas vivências, enquanto os problemas deste lado são arrastados até ao limite e, por vezes de incongruentes desfechos, dando azo a descrença e interpretações errantes.

-A desconfiança verifica-se por todo o lado, a burocracia e as taxas, onde o Estado e seus servidores vêm em cada indivíduo um infractor, a imagem do Doutor de bancada a quem se dá tempo de antena, ainda que até seja rival de partido mas, seu amigo e colega na empresa X que, por sua vez até gosta dos nortenhos ou dos Alentejanos, diferindo pela mania de que, a galinha do meu vizinho é um animal super bom e só com disfarce dirá ser seu amigo, o desdém com que as pessoas são vistas mede-se pela conta bancária e por isso mesmo estaremos na presença de inimigos a liquidar.

- O orgulho e a vaidade pela sua terra, pelo seu concelho, pelo seu país, quase sempre se adquirem na formação do carácter enquanto jovem ou então pela escolarização, pela proximidade e afeição a familiares e amigos, onde se inclui também a saudade, o projecto de vida realizado, onde conceitos que nada têm a ver com a pobreza são imunes, a realidades de familiaridade ou de proximidade.

- Se Portugal está bonito, certamente ninguém responderá apenas numa frase, pois o verbo estar bonito é composto, é de variadíssimas interpretações, é de difícil consenso, visto que embelezar também se poderá fazer de muitas maneiras, veja-se que se poderá tornar feio aquilo que outros consideram bonito, sendo o caso mais visto, o da manutenção da jardinagem nos vários municípios, onde se consomem rios de dinheiro, em prol dessa bondade e do ambiente também das cidades.

- Para um leigo na matéria como eu sou, sabendo que as Edilidades até dispõem de técnicos especializados para o efeito, nunca consegui saber, qual a razão da existência de árvores em escolas e recantos urbanos, onde se libertam gomas, onde se libertam esporos que provocam alergias e por fim… porque se planta árvores caducas e, não outras como as perenes, sabendo-se que o suporte da manutenção e limpeza, serão de longe mais elevados, se tivermos em conta a escolha, de umas ou outras.

- Tenho a certeza que D.Afonso Henriques, como pessoa proeminente na nossa história, e por sinal, um digno Patrono do Exército Português, tenha recebido este Estado, neste estado, não acredito no mito, do coisa nenhuma que nos invade e, tudo deve ser posto em causa ao mesmo tempo, penso que genericamente apenas teremos o orgulho histórico que nos une e pouco mais em comum, se forem considerados outros indicadores, a maioria responderá que isto está mesmo feio, sendo a análise dos antepassados quem predomina, vez da visão dos tempos que correm.

- Os motivos desta apreensão quanto á beleza, é ofuscado por motivos de politicas e interesses, pela instrumentalização da coisa cívica, o incumprimento da palavra dada, as manobras do diz que disse quando é interessante e, o seu inverso ao mesmo tempo, dando um aspecto do salve-se quem puder e, o amanhã logo se vê.

- Esta difícil temática, longe de se mostrar conclusiva, daria um bom pretexto para um raciocínio alargado, sendo impossível de o manter momentaneamente em discussão, nesta sociedade de sabichões, pela desconfiança generalizada e implantada no seu seio, donde se distinguem muitos vértices principais (lóbis e profissões) que, defendendo o seu terreno, dificultam a credibilidade, esbanjando ideias miraculosas com ratoeiras e jogos infernais, onde muitos sem saberem ler nem escrever, são culpados e quando apanhados na teia, blasfemam e invocam a perseguição, em sentido crítico com a mesma legitimidade mas, sem dignidade.

Publicado por tata em 04:28 PM | Comentários (0) | TrackBack

PARTICIPAÇÃO DO C.R.J. NO 7º PRÉMIO DE ATLETISMO DE MONTEMOR O NOVO

AS PARTIDAS

catia seera em prineiro plano.jpg

partida infantis.jpg

juvenis partida.jpg


partida juvenis.jpg

Amanhã : AS CHEGADAS

Publicado por tata em 04:20 PM | Comentários (0) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Uma parceria com a : http://www.dianafm.com/

A areia da minha incompreensão
José Faustino


Segunda, 05 Março 2007
Quando se trabalha sem utilidade nenhuma, costuma dizer-se que se anda a carregar areia para a praia.
É a esse absurdo que o Ministério do Ambiente se tem dedicado ultimamente. Como o mar leva a areia e avança terra a dentro vá de contrariar a natureza carregando areia para a praia.
Não sou especialista na matéria mas, como também não sou ecologista militante, tenho passado algum tempo da minha existência a observar alguns fenómenos da natureza.
Sei que a água dos rios arrasta terra, transformando-a em areia, levando-a, em grandes quantidades, para o mar e, também sei, que o próprio mar vai transformando o solo do litoral em areia, quando as suas características o permitem, à semelhança do que acontece nos rios e em águas do interior.
Calculo, que devido à extracção de areias para a construção civil e devido à sua retenção, por via da construção de barragens, chegue menos areia ao mar.
Também a própria transformação dos solos do litoral em areia é dificultada devido às várias construções que se foram erguendo junto da costa.
Por tudo isto falta areia nas praias.
Sei igualmente que por mais areia que se carregue para um determinado local ou por mais que se tire de outro, contra a vontade do mar (digamos assim) é uma tarefa inglória, pois o mar volta a por tudo com estava, às vezes de um dia para o outro.
Convêm dizer que nada disto tem a ver com o aquecimento global nem com a consequente subida do nível médio das águas do mar.
Não percebo o motivo pelo qual o Ministério do Ambiente insiste em gastar toneladas de dinheiro a querer contrariar a força da natureza.
Depois, ainda se percebe menos porque investe tanto na defesa de algumas construções, como por exemplo na Costa da Caparica, quando ainda há alguns anos queria demolir tudo o que fosse casa existente à beira mar.
Qual a diferença de critérios? Má consciência, nuns casos, devido às chorudas mais-valias cobradas quando das edificações? Ou total ausência de consciência noutros? Não sei responder.
Sei apenas que, como de costume, nada vejo de racional. Porque racional seria, antes de querer demolir algumas das casas existentes e de defender outras, definir à partida qual a distância da zona de protecção costeira e impedir, desde já, mais construções nessa faixa de protecção.
Quanto às construções existentes o mar se encarregará de tratar delas.
Eu sei que é difícil tomar decisões tão simples e razoáveis, pois têm o inconveniente de não serem espectaculares nem prejudicarem ninguém, especialmente os mais desfavorecidos, ao bom gosto dos políticos lusitanos.
Enquanto não se perceberem estas coisas simples, continuar-se-á a gastar o dinheiro dos contribuintes, travando batalhas perdidas, neste caso, carregando areia para a praia.

Publicado por tata em 03:55 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

OS BARCOS-CASA DO ALQUEVA – UMA NOVA MANEIRA DE FAZER TURISMO EM PORTUGAL

É uma novidade em Portugal, mas já reúne adeptos em França, Inglaterra, Holanda, Alemanha. O turismo fluvial permite ser-se capitão do seu próprio navio e navegar livremente por rios, canais ou lagos. Os barcos-casa do Alqueva são a primeira experiência do género. Só podia ser ali: o maior lago artificial da Europa tem um perímetro de 1100 quilómetros e uma extensão de 250 quilómetros quadrados. Nele é possível navegar uma semana inteira sem nunca repetir percursos.
É-se autónomo nesta navegação fluvial. Pode-se atracar num dos cinco cais a que correspondem as aldeias de Amieira, Estrela, Mourão, Monsaraz, Juromenha (há ainda o ancoradouro junto ao paredão da barragem), ou então lançar a âncora numa das várias enseadas do Alqueva
http://www.gazetacaldas.com/

Criadores de cães contra alerta italiano

Duas das oito raças de cães nacionais foram incluídas, pelo Ministério da Saúde italiano, numa lista de cães considerados "perigosos". A classificação recaiu no Rafeiro do Alentejo e no Serra da Estrela, as duas raças portuguesas de maior porte, ambas descendentes dos molossos da Ásia Central, trazidos pelos exércitos romanos. Mas, segundo os criadores nacionais, nenhuma das duas raças merece ser classificada de "agressiva" ou "perigosa".
Considerando a classificação “injusta” e penalizadora para as duas raças nacionais, o Clube Português de Canicultura (CPC) protestou formalmente junto da Direcção-Geral de Veterinária e pediu esclarecimentos ao embaixador de Itália em Portugal.
http://www.correiomanha.pt/

Câmara de Ponte de Sôr queixa-se à PJ de irregularidades na Junta de Galveias

A Câmara Municipal de Ponte de Sôr anunciou que vai apresentar queixa à Polícia Judiciária (PJ) de alegadas irregularidades praticadas pela Junta de Freguesia de Galveias na construção de um complexo de piscinas.
O presidente da autarquia de Ponte de Sôr (Alentejo), Taveira Pinto, apresentou na última reunião do executivo municipal a cópia de uma acta, segundo a qual, "sem concurso público", aquela junta de freguesia terá decidido entregar à "mesma empresa que estava a construir as piscinas mais obras no valor de 86 mil contos [430 mil euros], na moeda antiga".
Contactado pela Lusa, António Delgadinho, presidente da Junta de Freguesia de Galveias, afirmou que houve "trabalhos a mais, o que é perfeitamente normal".
http://www.publico.clix.pt/

Publicado por tata em 03:49 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 04, 2007

COMENTÁRIOS EM PÉ DE PÁGINA - RUBRICA DE ANTÓNIO BERBÉM

Posições Rápidas

1. Por esta vez vamos afirmar para a seguir nos entendermos, que muito mais importante do que alinharmos todos do mesmo lado e estar sempre a favor “do politicamente correcto”, seja em que autarquia for e desde que nelas se pratique uma vivência pluralista e democrática, é termos o direito de contestar e o dever permanente de exercer a liberdade de expressão.
Efectivamente, a liberdade só faz sentido quando é usada, não sendo por isso aceitável em Portugal qualquer mecanismo de censura prévia ou a posteriori. Directa, encomendada ou indirectamente exercida.
Não podemos cair na armadilha de ceder aos nossos próprios medos e atrasos.

2. Felizmente hoje em dia, são cada vez mais alargados os campos em que podemos exercer a cidadania, reflectindo-se em regra o seu bom exercício em três níveis:
(a) o das Liberdades cívicas equivalentes ao uso pleno dos direitos individuais de crítica;
(b) as liberdades políticas que se traduzem no exercício de direitos eleitorais; (c) o das liberdades sociais que se relacionam com a assistência social, o emprego, a qualidade de vida , etc.

3. Acrescentam-se duas variantes actuais da Cidadania. A chamada Cidadania cultural, coincidente (no nosso caso) com a participação aberta no blog do Alando al e a Cidadania inalienável da Nascença e da Vizinhança.
Qualquer um de nós que tenha nascido entre “o Al-Kalate e as Eiras”, percebe bem o que isto representa em termos de pertença e de ligações afectivas à Vila pelo que não devemos ser vistos apenas como espectadores passivos e acríticos de tudo o que é tardiamente decidido. Quase como se fosse um mandamento imposto…que também pagamos.
O galo das laranjeiras arrasadas, determinadas ocupações e arranjos das Ruas, mostram bem com o que não se pode pactuar.

4. Aceite e praticada esta tomada de posição com trânsito nos dois sentidos, e desde que sejam observadas as regras normais da boa educação, bom senso e bom gosto com óbvia recusa dos anonimatos, podemos elogiar, discutir ou criticar as opções e os caminhos Cruciais que a Autarquia vem, aqui e ali, percorrendo. É a melhor maneira de sermos Alandroalenses. Com a razão, o coração e com um acrescido empenho. O que já é muito.

5. Por isso ousamos dizer que o Alandroal deve Reinventar em permanência as abordagens ao presente e ao seu futuro e deve, além disso, poder confrontar o protagonismo dos autarcas eleitos com o que prometeram, vão fazendo e os desvios ao ideário, interesses e programas que os elegeram.

6. Dito isto, somos levados a concluir que a Autarquia alandroalense, precisa como muitas outras autarquias do país de executar algumas ideias prementes para a sua própria transformação. E precisa de oferecer a todos os alandroalenses, o melhor. Ou seja, precisamos de viver o futuro com menos dificuldades, mais abertura, ousadia e optimismo inovador.
Não é com os oportunismos dos que gozam o prato e se acomodam que se muda. Ou mudamos ‘a Marca evidente’ daquilo que nos rodeia.
“É preciso de vez em quando arriscar. O risco é mesmo o segredo disto” sustentou… ora, imaginem, quem havia de ser?...
Precisamente J. Sócrates num colóquio do Clube Parlamentar do PS sobre “a transformação da política na era da globalização”. A alternativa acrescentou: “é a política kitsch, perfeitinha”.
Por outras palavras, haverá governos nacionais ou locais fortes e criativos sem debate e oposições à altura?

António Neves Berbém
Mar. III/MMVII

Publicado por tata em 10:42 PM | Comentários (32) | TrackBack

FUTEBOL DISTRITAL

O Futebol Distrital no Alandro Al é patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com


Jogos do fim-de-semana 03 e 04 / 03 /2007

DIVISÃO DE HONRA

Em jogo muito disputado Montemor empata, o que em virtude da vitória do Calipolense, o campeonato fica ao rubro. Apenas um ponto separa União e Calipolense.
Alandroalense volta a ser goleado. Valenças (último classificado) obtém vitória. Borbense continua a acumular vitórias.

Monte Trigo 2 – Redondense 1
Calipolense 5 – Alandroalense 0
União 2 – Portel 2
Valenças 1 – Torre de Coelheiros 0
Oriola 2– Escouralense 2
Borbense 3 – Canaviais 2
Estremoz 1 – Bencatelense 1.

1ª DIVISÃO SÉRIE A

Luso Morense surpreende ao impor derrota ao líder. Cabrela encurta distância mercê da vitória nas Fazendas do Cortiço

Arraiolense 0 – Giesteira 0
Alcaçovense 0 – Sporting de Viana 2
Cabrela 2 – Fazendas do Cortiço 1
Bairro Santo António 2 – Aguiar 0
Luso Morense 2 – Santana do Campo 1.


1ª DIVISÃO SÉRIE B

Mercê da vitória do Santiago Maior sobre o Perolivas, e beneficiando do empate do São Manços nos Arcos, a equipa do concelho do Alandroal sobe ao 2º lugar, pese embora São Manços possa já encomendar as faixas. Rosário volta a ser goleado, desta vez na Azaruja.

Arcoense 1 – São Manços 1
Amieira 0 – Corval 1
Azarujense 4 – Rosário 0
Perolivense 0 – Santiago Maior 1

São Romão 0 – Aldeense 1.

Fotos do G.U.S. 2 – Portel 2

gupo.jpg

Apresentação das Equipas

ataqueun.jpg

União ao ataque

fasegupo.jpg

Luta a meio campo

sururu.jpg

Sururu

Publicado por tata em 06:55 PM | Comentários (2) | TrackBack

EXCELENTE PRESTAÇÃO DO R.C.J. NO 7º PRÉMIO DE ATLETISMO DE MONTEMOR O NOVO

Foi brilhante a prestação dos Atletas do Club de Rugby de Juromenha , esta manhã nesta prova de Atletismo.

equipargj.jpg

3 primeiros lugares (Infantis, Juvenis [Masculinos e Femininos].

Classificações:

Infantis:

1º - João Pedro Rodrigues

joao pedro rodrigues.jpg

7º - Gonçalo Patacho
8º - David Tavares.

Iniciados:

4º - Nuno Mourinho
8º - João Rasteiro
11º - Filipe Ramos.

Juvenis: Masculinos

1º Fábio Tavares

fabio tavarers.jpg

Juvenis: Femininos

1º Cátia Serra

serra.jpg

Séniores.

1º Carlos Silva - S.C.P.

207 Carlos Maneiras

(não deixe de ao longo da semana ir "espreitando" as fotos dos Atletas do R.C.J. na prova)

Publicado por tata em 01:45 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 03, 2007

ALANDROAL E ENDOVÉLICO EM DESTAQUE

A revista “ÚNICA”, que integra o SEMANÁRIO EXPRESSO, dedica na sua última Edição, uma reportagem sobre o assunto em epígrafe, à qual deu o nome de:

ENDOVÉLICO RENASCIDO

O Alandro al mostra-lhe algumas fotos, e extractos da referida reportagem, elaborada por Conceição Antunes (texto) e Nuno Botelho (fotografias).

soltagalo.jpg

O Alandroal conserva na paisagem vestígios ligados a deuses pré – romanos. As escavações arqueológicas em São Miguel da Mota revelam que o local já foi um santuário do Endovélico. O culto ainda hoje é celebrado por pagãos ou rosacrucianos.

A terra está húmida das últimas chuvas. Só se ouvem os passos dos peregrinos no caminho que sobe até à Rocha da Mina, uma intrigante formação rochosa que lembra um animal de tamanho bíblico em pose de esfinge. Lá em cima, a paisagem alentejana serpenteada pelas águas do rio Lucefecit parece vir da origem dos tempos. Os irmãos da Confraria da Rosa e do Templo erguem os braços ao céu, numa prece silenciosa ao deus Endovélico. ………..
Um galo de penas coloridas é solto…….
……o galo simboliza o acordar , o renascer….
………..
………..
A São Miguel da Mota, todos os anos acorrem grupos de pagãos em Junho, por alturas do solstício de Verão, num “caminho do silêncio” que também passa por Castelinho ou Outeiro da Águia,…….
……………..
…………….
A ideia de criar uma marca tem terreno fértil junto da autarquia. “Podemos criar um mini-cluster de actividades, tendo o endovélico como pano de fundo., concorda João Grilo, vice-presidente da Câmara do Alandroal e vereador da Cultura. E salienta que já em 2007 a Câmara quer constituir uma Casa-Museu do Alandroal, resgatando para a região os achados arqueológicos ligados ao culto endovélico.
……..

E adianta que um projecto ainda mais ambicioso é a criação de um Centro de Estudos do Endovélico em São Miguel da Mota, o local do antigo santuário. O que irá envolver a expropriação para interesse público daquela propriedade privada.
……
A Câmara do Alandroal vai lançar ainda um evento anual, o Festival do Endovélico, com música céltica e do mundo, para arrancar já em Junho de 2007.
……..
………

culto.jpg

Publicado por tata em 07:17 PM | Comentários (1) | TrackBack

março 02, 2007

JUROMENHA HISTÓRICA

juromenha dezasseis.JPG

juromenhaquinze.jpg

Fotos enviadas por : Paulo Jaleco

Publicado por tata em 06:08 PM | Comentários (0) | TrackBack

ALANDROAL NA COMUNICAÇÃO SOCIAL

No : http://www.jornalregional.com/

Arquivo Histórico de Elvas recebeu workshop que ensinou a construir uma árvore genealógica

O Arquivo Histórico Municipal de Elvas abriu as portas, este sábado à tarde, para a realização de um workshop com o título “Como construir a sua Árvore Genealógica”, numa organização da Câmara Municipal local.
Temos os registos paroquiais do antigo bispado de Elvas, desde 1536 a 1882, e que é de facto, um fundo documental muito rico, que abrange não só o concelho de Elvas, mas também o concelho de Alandroal, Campo Maior, Olivença, Monforte, e parte dos concelhos de Fronteira e Alter do Chão e ainda a freguesia de Veiros do concelho de Estremoz.

PT vai patrocinar iniciativas do MACE

Em termos de estacionamento a autarquia adianta que se faz “de ambos os lados, com uma significativa quantidade de veículos estacionados, ao longo dos horários laborais em especial”, sendo também utilizada por “veículos pesados de mercadorias de grande porte, em ambos os sentidos, uma vez que é um eixo fundamental de ligação entre os concelhos de Elvas, Alandroal, Redondo, Évora e Reguengos de Monsaraz”.


Publicado por tata em 05:59 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DE INTERESSE SOBRE O ALENTEJO

Volta ao Alentejo: Miguel Indurain convidado de Honra

Miguel Indurain é o convidado de Honra da Volta ao Alentejo. O navarro ganhou a prova em 1996 ao serviço da Banesto, então ainda dirigida por José Miguel Echevarri.
O penta vencedor da Volta à França, entre 1991 e 1995, aceitou um convite da organização para marcar presença durante os cinco dias da prova, que se realiza entre 11 e 15 de Abril, tem um contra-relógio individual em Beja e, o início marcado para Santiago do Cacém e final em Évora.

“Internacionalização dos Vinhos do Alentejo” foi tema de workshop

Esta iniciativa, contou, na organização, com a assinatura da ESTIG-Escola Superior de Tecnologia e Gestão e surgiu depois de Fernando Tristany, director da Área Departamental de Ciências Empresariais, deste estabelecimento de ensino superior da cidade de Beja ter publicado o livro “Globalização-Oportunidade ou Ameaça?”. Uma publicação que assenta num estudo que Fernando Tristany fez junto de 150 empresas vitivinícolas do Alentejo.
No final foi possível concluir que o mercado nacional não tem capacidade para absorver toda a produção, por isso, 90% dos produtores considera que a internacionalização é a única solução
http://www.vozdaplanicie.pt/

PORTEL- Açordas em congresso

A primeira edição do Congresso (2 a 4 de Março) dá a conhecer a vertente gastronómica e cultural do evento, incluindo a realização de uma feira gastronómica e de produtos regionais, mas conta também com diversas iniciativas culturais, como exposições temáticas, concursos, animação, cante tradicional e fado.
«Um contributo para promover uma região», diz o presidente da Câmara de Portel, que contou com a colaboração da Confraria Gastronómica do Alentejo para organizar o evento. Nos colóquios participam, entre outros, Cláudio Torres («Memória dos Sabores Mediterrânicos»), Alfredo Saramago («Açorda Alentejana: Mito e Identidade») e Maria de Lourdes Modesto («As Açordas com que Cresci»).
http://www.noticiasalentejo.pt/


Publicado por tata em 05:53 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DO CLUB DE RUGBY DE JUROMENHA

c rugbi juromenha.JPG

Disputou-se no passado sábado, em Vendas Novas, a 4ª. e última prova do Critério Paulo Guerra.
O C.R.J. esteve presente com 10 atletas, que mais uma vez conseguiram uma óptima participação.
João Pedro Rodrigues, depois do brilhante título de campeão do Alentejo em Corta-Mato,no escalão de infantis, conseguido na semana passada em Alvito, voltou a vencer de forma categórica, tendo sido acompanhado neste escalão por Gonçalo Patacho (5º.) e David Tavares(6º.). Em iniciados Nuno Mourinho conseguiu um excelente 2º. lugar, mesma posição que ocupou na classificação final do critério; João Rasteiro(6º.) e Filipe Ramos(8º.) completaram a participação neste escalão. Fábio Tavares(4º.) e Joaquim Rodrigues (12º.), em juvenis, Vítor Galhetas 10º.júnior e Carlos Maneiras , 12º. sénior foram os outros atletas presentes no sector masculino. Em femininos, Cátia Serra, a competir no escalão absoluto, apesar de ser juvenil de 1º.ano,classificou-se em 2º.lugar,o mesmo que ocupou na classificação final.
No próximo domingo o Clube de Rugby de Juromenha estará presente na X Corrida da Cidade de Montemor-o-Novo.

Paulo Jaleco

atio.jpg


Publicado por tata em 05:46 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO

adiam.jpg

RUGBY: JOGO GRANDE RC.MONTEMOR RECEBE O V.SETÚBAL

Jogo grande este sábado às 14:30. As duas equipas já apuradas para a fase final do campeonato encontram-se para decidir quem fica em 1ºlugar. Rugby Clube de Montemor e V.Setúbal defrontam-se num jogo que se espera equilibrado e emotivo. Estas duas equipas venceram todas as outras que lhe apareceram pela frente e por isso será o jogo grande desta fase da competição.

Publicado por tata em 05:32 PM | Comentários (0) | TrackBack

PROFISSÕES EXTINTAS (OU EM VIA)

padeiro.PNG

Padeiro

propagandista.PNG

Propagandista

Publicado por tata em 05:27 PM | Comentários (0) | TrackBack

A POESIA NO ALANDRO AL

Quadras de António Aleixo*

Recitadas por Mário Viegas e Manuela de Freitas (in CD "Poemas de Bibe", 1990; reed. Público, 2006)

A arte é força imanente,
Não se ensina, não se aprende,
Não se compra, não se vende,
Nasce e morre com a gente.

Há tantos burros mandando
Em homens de inteligência
Que às vezes fico pensando
Que a burrice é uma ciência.

Quem prende a água que corre
É por si próprio enganado;
O ribeirinho não morre,
Vai correr por outro lado.

Talvez paz no mundo houvesse,
Embora tal não pareça,
Se o coração não estivesse
Tão distante da cabeça.

E assim, lição por lição,
Que a pouco e pouco aprendemos
De outros a outros daremos,
Que a muitos outros darão.

antonio_aleixo.jpg

* António Aleixo (1899-1949)

Poeta popular português, António Fernandes Aleixo, nasceu em Vila Real de Santo António a 18 de Fevereiro de 1899, e faleceu em Loulé a 16 de Novembro de 1949. Foi um grande cultor da quadra, que improvisava com grande facilidade e engenho. Aos sete anos, a família transferiu-se para Loulé, onde António Aleixo aprendeu as primeiras letras.
Ao longo da sua vida, exerceu as mais diversas profissões – tecelão, servente de pedreiro (em França), guardador de rebanhos, cauteleiro, cantor popular e até polícia da P.S.P. (Fui polícia, fui soldado, / Estive fora da nação; / Vendo jogo, guardei gado, / Só me falta ser ladrão.).
António Aleixo constitui um caso singular da poesia portuguesa: embora semi-analfabeto, compunha de forma espontânea, por vezes de improviso, em quadras ou sextilhas, onde exprimia numa forma concisa uma filosofia da vida aprendida pela observação e pela experiência própria ("Se umas quadras são conselhos / que vos dou de boa fé; / outras são finos espelhos / onde o leitor vê quem é."). De temas variados, «o que caracteriza a poesia de António Aleixo é o tom dorido, irónico, um pouco puritano e moralista, com que aprecia os acontecimentos e as acções dos homens» (MAGALHÃES, Joaquim - "Explicação Indispensável" in Este Livro que Vos Deixo, 3.a ed., 1975). Difundida oralmente e coligida em 1969 pelo professor Joaquim Magalhães, a sua obra poética foi acolhida com êxito por um público que viu nas suas quadras um repositório de sabedoria popular e um clamor por um mundo mais justo.
As suas quadras estão reunidas nos volumes Este Livro que Vos Deixo (1969) e Inéditos de António Aleixo (1978).

Colaboração:lugar-ao-sul@grupos.com.br

Publicado por tata em 05:24 PM | Comentários (0) | TrackBack

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

A "fita" da semana...

PECADOS INTIMOS

pecados intimos.jpg


Realização: Todd Field
Com: Kate Winslet, Patrick Wilson, Jennifer Connelly

Durante o dia eles são jovens pais perfeitos, dedicando-se ao sucesso dos filhos. À noite recorrem a pornografia na internet e casos extra-conjugais. Quando as suas vidas se interligam a situação em que vivem torna-se perigosa.

Consulte: http://www.littlechildrenmovie.com/

O Cine Clube Domingos Maria Peças é patrocinado por

intelliflix online dvd rentals!


Publicado por tata em 05:08 PM | Comentários (0) | TrackBack

março 01, 2007

FUTEBOL DISTRITAL

Patrocinado pela:

Free Shipping at Fossil.com

Jogos programados para o fim-de-semana 03 e 04 / 03 /2007

DIVISÃO DE HONRA

Dia 04/03/07

Monte Trigo – Redondense
Calipolense – Alandroalense
União – Portel
Valenças – Torre de Coelheiros
Oriola – Escouralense
Borbense – Canaviais
Estremoz – Bencatelense.

O Alandroalense é 9º com 20 pontos

1ª DIVISÃO SÉRIE A

Dia 04/03/07

Arraiolense – Giesteira
Alcaçovense – Sporting de Viana
Cabrela – Fazendas do Cortiço
Bairro Santo António – Aguiar
Luso Morense – Santana do Campo.

1ª DIVISÃO SÉRIE B

Dia 03/03/07

Arcoense – São Manços
Amieira – Corval
Azarujense – Rosário
Perolivense – Santiago Maior
São Romão – Aldeense.

Santiago Maior é 3º com 26 pontos; Rosário 10º com 15 pontos.

JUVENIS

Terena – Calipolense - adiado para dia 21/04

Dia 03/03

Sport Lisboa Évora – Canaviais
Rio de Moinhos – Atlético
Lusitano – São Pedrense
Sporting de Viana – Borbense
Portel – Estrela

Na última jornada Canaviais 9 Terena 0.
Terena ocupa a 11ª posição com 10 pontos.

DISCIPLINA

Alandroalense: Rui Brito: 1 jogo de suspensão; Luís Romão: repreensão por escrito.
Santiago Maior: José Cavacas e José Salvador: repreensão por escrito; Arlindo Rodrigues: advertência.
Terena (juvenis) : Luís Pereira e Victor Perdigão 1 jogo de suspensão; luís Godinho e Rafael Caeiro: advertência.


Publicado por tata em 06:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

INICIATIVAS DA C. M.A.

cartazfinal.jpg

Publicado por tata em 06:10 PM | Comentários (0) | TrackBack

NOTÍCIAS DO forcados alandroal.jpg

Aposento do Alandroal expulso da ANGF

Em assembliea realizada no passado dia 28 de Fevereiro, a associação
Nacional de grupos de Forcados, decidiu expulsar o grupo de Forcados
Amadores do Aposento do Alandroal, um ano depois de ter integrado a
mesma.
Fique de seguida com todos os promenores desta assembleia:

Na Assembleia-geral da ANGF que se realizou na noite do dia 28 de
Fevereiro de 2007, nas instalações do Barrete Verde de Alcochete,
compareceram 32 dos 34 Grupos Associados na ANGF.

Foram tomadas as seguintes decisões:

1) Grupos de Forcados que actuaram na corrida do passado dia 4 de
Agosto de 2006 na praça de toiros da Terrugem
- Grupo de Forcados Amad. do Aposento do Alandroal - Expluso por 15
votos, 13 votos de Suspensão e 2 votos de Repreensões escritas;
- Grupo de Forcados Amadores do Redondo - Expluso por 19 votos, 10
votos de Suspensão e 1 voto de Repreesão escrita.

Os Grupos em causa não votaram e o motivo da sua explusão deve-se ao
facto de incumprimento das regras estabelecidas pela ANGF, quanto aos
seus deveres e origações.

2) Empresa Maestranza Lda
Esta empresa foi a responsável pela organização da corrida realizada
na Terrugem em 4 de Agosto pp. Verificado o comportamento da empresa
em causa na contratação dos Grupos associados na ANGF, decidiu a
Assembleia Geral que, durante o período de 1 (um ) ano, os Grupos de
Forcados associados na ANGF não pretendem ser contratados para
qualquer corrida realizada por esta empresa. Esta determinação tem
efeitos imediatos.

3) Grupos de Forcados que apresentaram propostas para entrar na ANGF•
(nesta altura só estavam 30 Grupos a votar)

Grupos com actividade anterior ao início da ANGF:
- Grupo de Forcados Amadores de Arronches = 25 votos contra a sua
entrada e 5 abstenções.
- Grupo de Forcados Amadores da Agualva-Cacém = 28 votos contra a sua
entrada e 2 abstenções;
- Grupo de Forcados Amadores da Chamusca = 24 votos contra a sua
entrada, 3 a favor da sua entrada e 3 abstenções;
- Grupo de Forcados Amadores do Ribatejo = 24 votos contra a sua
entrada, 2 a favor da sua entrada e 4 abstenções;

Grupos com início de actividade posterior ao surgimento da ANGF:
- Grupo de Forcados Amadores de Bencatel = Vai ser avaliado por uma comissão;
- Grupo de Forcados Amadores de Campo Maior = Não vai ser avaliada.
Não foi aceite a sua entrada;
- Grupo de Forcados Amadores de Cuba = Vai ser avaliado por uma comissão;
- Grupo de Forcados Amadores do Pinhal Novo = Vai ser avaliado por uma
comissão;
- Grupo de Forcados Amadores de Setúbal = Vai ser solicitada e
efectivação do pedido de acesso a ser associado para, posteriormente,
se reunir a documentação, ser avaliado.

4) Corridas de Toiros à Portuguesa com Toiros Desembolados
Posta a votação se os Grupos de Forcados associados na ANGF desejam ou
não integrar corridas de Toiros, em Portugal, onde estes sejam
anunciados como Desembolados (toureados e pegados assim), foi tomada a
seguinte decisão:
- 23 Votos contra pegarem-se toiros em corridas em Portugal com Toiros
desembolados;
- 7 Votos a favor de se pegarem-se toiros em corridas em Portugal com
Toiros desembolados.

5) Empresas para quem os Grupos de Forcados associados na ANGF não
pretendem pegar
- Senhor José Brás e/ou empresas onde este esteja envolvido;
- Senhor Paulo Graça e/ou empresas onde este esteja envolvido;
- Senhor António José Soares e/ou empresas onde este esteja envolvido;
- Senhor Armando Pombinho Mafra e/ou empresas onde este esteja envolvido;
- Senhor Escapa e/ou empresas onde este esteja envolvido;
- Santa Casa da Misericórdia da Chamusca.

6) Empresas e/ou Organizações que contratem Grupos Não Associados na ANGF
As Empresas e/ou Organizações que estejam envolvidas na contratação de
Grupos de Forcados Não associados na ANGF, as quais constam nos
cartazes publicitários e registadas na IGAC, a partir da contratação
destes para espectáculos tauromáquicos, os Grupos associados na ANGF
deixam de querer ser contratados por estas.

Hugo Calado

Publicado por tata em 06:07 PM | Comentários (2) | TrackBack

CRÓNICAS DE OPINIÃO DA RÁDIO DIANA/FM

Amabilidade da : http://www.dianafm.com/

Zeca - Eduardo Luciano

Quinta, 01 Março 2007
A evocação dos 20 anos do desaparecimento de José Afonso, soou-me como estranha. Qualquer coisa entre a hipocrisia e um consenso apodrecido à volta de um nome, de um criador.
Durante todo o dia da última sexta-feira, ouviram-se na rádio depoimentos de quase toda a gente que importa no mundo artístico, cultural e musical.
Uma parte dos depoentes elogiou o artista e o cidadão, evocando a sua condição de independente, de homem livre e de criador genial.
As canções do Zeca passaram numa rádio pública, que o ignora olimpicamente em todos os outros dias do ano, e as intervenções de elogio consensual seguiram-se de forma quase mecânica.
Discordo desta forma de evocação que, em nome de um unanimismo bacoco, pretende limar arestas desrespeitando a memória de quem, apesar de nunca ter pertencido a partido algum, sempre soube tomar partido pelos explorados e oprimidos.
Teria seguramente sido mais útil, dar a conhecer o criador pelas suas próprias palavras, explicando que o pintor cantado na canção onde a morte saiu a rua, não era uma figura de ficção, chamava-se José Dias Coelho e foi assassinado pela polícia política no princípio da década de 60 do século passado, que a Catarina que ceifeiras viram em vida e que Baleizão viu morrer, não era produto da imaginação do poeta mas uma figura real, assassinada durante uma jornada de luta por melhores condições de vida nos campos.
José Afonso era um homem inconformado, solidário, lutador, que acreditava na possibilidade da sublime utopia de uma cidade de homens iguais, e são estas características, aliadas a um raro génio criador, que faz dele um homem vivo por muitos anos que passem sobre o seu desaparecimento.
Vemos as capas de revistas que enaltecem as figuras dos banqueiros, e ouvimos o Zeca a cantar: anda ver o deus banqueiro/ que engana à hora e que rouba ao mês/ Há milhões no mundo inteiro/ O galinheiro é de dois ou três.
Ouvimos os discursos do primeiro-ministro e lembramo-nos da sátira contida na quadra: A palavra socialismo/ como está hoje mudada/ De colarinhos à Texas/ Sempre muito aperaltada.
Pressentimos as nossas gentes a encolher os ombros de desânimo, incapazes de lutar pela mudança e percebemos a actualidade do recado: O que faz falta é agitar a malta.
Lemos algumas declarações produzidas durante a campanha para o referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez e não podemos deixar de pensar nos versos finais da Arcebispíada: Igreja dos privilégios/ Mataste o Cristo a galope/ Também Franco, o assassino/ Mandou benzer o garrote.
O Zeca está sempre presente. Nas suas mensagens, na sua frontalidade, na sua forma de se afirmar sempre do mesmo lado. Querer fazer desta figura única, um ícone consensual pode ser um passo para silenciar tudo o que é importante na sua mensagem de apelo à coragem, à irreverência e ao espírito inconformista e inconformado.
Acabo como ele acabou uma canção editada em single em 1975 e posteriormente no álbum Enquanto há força: Não sei quem seja de acordo/ Como vamos terminar/ Vinho velho, vinho novo/ viva o Poder Popular.

Publicado por tata em 06:02 PM | Comentários (0) | TrackBack

A “BICHEZA” CÁ DE CASA

piriquitos.jpg

A quadratura do circulo

pantufa.jpg

A pantufa

rosicolores.jpg

O enk e o mantorras

patricia.jpg

a patricia

Publicado por tata em 05:49 PM | Comentários (0) | TrackBack

PÁGINA DAS INSTITUIÇÕES DESPORTIVAS DE MONTEMOR – O - NOVO ... E NÃO SÓ

jsm.bmp


pisaca.bmp

NATAÇÃO SINCRONIZADA NA INAUGURAÇÃO DAS NOVAS PISCINAS
COBERTAS EM MONTEMOR-O-NOVO NO DIA 10 DE MARÇO

É já no dia 10 de Março que as novas piscinas municipais cobertas de
Montemor-o-Novo vão ser inauguradas, com um espectáculo de natação
sincronizada.
Num investimento global de mais de 2 milhões de euros o equipamento dispõe de um tanque de aprendizagem, bom como uma piscina de competição e respectivas salas de apoio, irá dispor de uma bancada com cadeiras individuais, bem como de caixas subterrâneas para captação de imagens vídeo. Outra novidade é o tratamento da água que irá ser feita através de Raios Ultra-Violetas, diminuindo assim a utilização do cloro. De referir que em construção avançada está também o novo parque desportivo municipal, com campos relvados para a pratica de futebol/rugby e pista de atletismo.

fpf.bmp

MONTEMORENSE VITOR PACHECO NOVAMENTE NA SELECÇÃO NACIONAL SUB-17 DE FUTEBOL

O montemorense Vitor Pacheco, natural do Ciborro, foi novamente chamado pelo selecionador Carlos Dinis para o estágio da Selecção portuguesa de sub-17, tendo em vista a preparação para a Ronda de Elite da UEFA, a última etapa de apuramento para o Campeonato da Europa da categoria.
Vitor Pacheco que foi formado nas escolas do U.Montemor transferiu-se para o V.Setúbal e está actualmente no SL.Benfica e é já um habitual jogador na selecção das quinas. Os convocados são os seguintes:

Alverca: André Almeida;
Atlético Madrid (Esp): Fábio Marques;
Belenenses: Alfredo Ribeiro;
Benfica: André Soares, David Simão, Hugo Figueiredo, João Pereira, Leandro
Pimenta, Pedro Eugénio, Ricardo Caetano, Rui Ferreira e VITOR PACHECO;
Boavista: Ivo Pinto e João Reis;
Câmara Lobos: João Santos;
FC Porto: Cristiano Seixas, Figueiredo e Ruca;
Sp. Braga: Eduardo Machado;
Sporting: Diogo Amado, Diogo Rosado, Diogo Viana, Michael, Pedro Mendes e Wilson
Eduardo;
V. Guimarães: Henrique Dinis.

r.jpg

RUGBY: JOGO GRANDE RC.MONTEMOR RECEBE O V.SETÚBAL

Jogo grande este domingo às 14:30. As duas equipas já apuradas para a fase final do campeonato encontram-se para decidir quem fica em 1ºlugar. Rugby Clube de Montemor e V.Setúbal defrontam-se num jogo que se espera equilibrado e emotivo. Estas duas equipas venceram todas as outras que lhe apareceram pela frente e por isso será o jogo grande desta fase da competição.

acmsines.jpg

Publicado por tata em 05:41 PM | Comentários (0) | TrackBack

VELHAS GLÓRIAS

Hoje em homenagem ao: BENTO

bento.jpg

Mais um que nos deixa...

Publicado por tata em 04:46 PM | Comentários (0) | TrackBack

DE NOVO EM PORTUGAL !

AGORA NA UNIVERSIDADE INDEPENDENTE

raw.jpg

Combate programado para uma derrota

Mêsas, cadeiras, escadotes...

Luìs McMahon Arouca

arouca.jpg

Contra

Rui Eddge Verde

verde.jpg

Obs: Estes atletas são profissionais, levam anos e anos de treino. Admirem-nos, mas não tentem imitá-los.
Por favor não experimentem fazer isto nos vossos empregos.

Publicado por tata em 03:25 PM | Comentários (1) | TrackBack