agosto 31, 2005

ENDOVÉLICO E JAVALI

endovelico_e_javali_cafecantinho.JPG

ENDOVÉLICO: Olá amigos... já sabem que o Mário Soares se vai candidatar novamente a um lugar como Presidente da República?
JAVALI: E que mal tem?? Vocês sabem como é difícil arranjar lugar no Lar de Idosos!!

Publicado por tata em 09:29 PM | Comentários (2948)

EU QUERO SER PRESIDENTE

presidente.jpg

Publicado por tata em 05:55 PM | Comentários (265)

BOM E BARATO...SÓ NO BARATA

VULGO BENFICA

micolli.bmp

Publicado por tata em 05:30 PM | Comentários (108)

sabrosa.bmp
Compra e venda de artigos em segunda mão. Funcionamento garantido.
Aceitam-se cartões de crédito ou garantias bancárias. Em caso de reclamação ou mau funcionamento, não se aceitam devoluções. É comprar meus Senhores é comprar...

Publicado por tata em 05:25 PM | Comentários (0)

Novo Castelo?

arrequis_blog_alandroal.JPG
foto luis tata

Obras dentro e fora do Castelo do Alandroal vão surpreender os que regressarem ao Alandroal nestas Festas de Setembro.

Publicado por tata em 01:27 PM | Comentários (9)

Um Castelo Diferente nas Festas de Setembro

Quem voltar ao Alandroal nestas Festas de Setembro vai ter uma surpresa.

Parece que os edifícios em ruínas no interior das muralhas do Castelo foram demolidos e o espaço vai ser aproveitado para a instalação da zona dos bares e discotecas.

Um castelo diferente certamente.

Como sempre há opiniões a favor e contra.

Mas descansem os mais preoucupados: A Igreja de Nª Srª da Conceição não irá ser demolida.

Publicado por tata em 01:23 PM | Comentários (2)

SEMANA DA FESTA

LÁ DO ALTO VAI SER LANÇADO O FOGO DE ARTIFÍCIO

castelo.bmp

Publicado por tata em 01:14 PM | Comentários (1)

E DURANTE A NOITE VAI ESTAR ASSIM

torre iluminada.bmp

Publicado por tata em 01:09 PM | Comentários (1)

agosto 30, 2005

FINGERTIPS NO ALANDROAL

ft-foto05.jpg


Os FINGERTIPS vão estar no Alandroal já nesta quinta-feira.

Não pode perder.

Veja o programa das Festas de Setembro/Festival da Juventude do Alandroal carregando aqui.

Destaque ainda para o concerto dos DONNA MARIA no dia 3 (Sábado).

O Alandroal espera por si.

Diga que vai da nossa parte!

Publicado por tata em 11:14 PM | Comentários (1)

SE...ASSIM FOR...VÁ LÁ..VÁ LÁ...

"IN JORNAL PUBLICO"

Os concelhos de Arraiolos e Alandroal, no Alentejo, estão a recorrer a autotanques para alimentar os depósitos de água que abastecem algumas aldeias. Contudo, a autarquia de Alandroal garante que os problemas não se devem à falta de água, devido à seca.

De acordo com o município de Alandroal, os problemas no abastecimento público não se devem à escassez de água na rede, mas sim à necessidade de suprir a falta de capacidade de transporte da conduta principal para a freguesia de Santiago Maior.

"A conduta que alimenta o depósito de Marmelos [Santiago Maior] já não tem capacidade para repor os níveis sempre que os picos de consumo sobem de forma acentuada", explicou hoje à Lusa o adjunto do presidente do município de Alandroal, Manuel Palhoco.

Segundo Manuel Palhoco, sempre que os níveis de segurança descem, "a alimentação do depósito é complementada com água da rede transportada através do autotanque".

"A água chega a casa dos consumidores na mesma quantidade e com a mesma pressão com que chega o resto do ano", garantiu o mesmo responsável.

Manuel Palhoco adiantou que o município projecta abrir novos furos para reforçar o abastecimento de água às populações e que a conduta de abastecimento geral do município vai ser redimensionada.

Pode ler a notícia aqui.

Publicado por tata em 07:20 PM | Comentários (0)

ENDOVÉLICO E JAVALI

endovelico_e_javali_peq01.JPG

ENDOVÉLICO: O furacão Katrina foi um dos maiores de sempre e destruiu praticamente New Orleans!
JAVALI: Isso não é nada comparado com as tempestades que se esperam em Outubro no Alandroal!!

Publicado por tata em 06:09 PM | Comentários (3)

No Alandroal

Por estes dias parece que até a memória de algumas pessoas ofende
alguns mais sensíveis, ou se assim não for digam-me o que se passou com a
placa que se encontra no busto em homenagem ao ilustre Dr. Manuel Viana Xavier Rodrigues, agora meia de esguelha e com algum que outro canto quebrado. Ele há
gente que se pudesse até na sua sombra mordia. Se nós por cá não somos
capazes de ser guardiões da nossa história nem das nossas memórias como
havemos de querer que nos lembrem um dia mais tarde?? Explique quem possa ou
quem saiba.

Claré

Publicado por tata em 06:01 PM | Comentários (0)

SEMANA DA FESTA

VAI HAVER DISTO

amigos.bmp
fotos tudoben.com

Publicado por tata em 04:52 PM | Comentários (3)

E DISTO

copos.jpg

Publicado por tata em 04:48 PM | Comentários (0)

PARA ACABAR NISTO

doi.bmp

Publicado por tata em 04:41 PM | Comentários (0)

E A PROPÓSITO RECORDEMOS ESTA HISTÓRIA DO XICO MANEL

O AZAR DO PLÍNIO

Ora deixa ver… O Plínio casou no mês de Agosto, mais precisamente no dia 15 de Agosto, portanto quando foi a Festa de Setembro, ainda não tinha um mês de casado, como se costuma dizer ainda comia pão da boda, o mesmo é dizer que entre o casal ainda não tinha ocorrido nenhuma desavença.
O Plínio gostava muito de touradas à vara larga, ia a todas que se realizavam perto do Alandroal, e de vez em quando até se aventurava a ser protagonista numa ou noutra pega, tendo tido a sua coroa de glória numa corrida em S. Romão, quando deu uma primeira ajuda ao Sousa numa monumental pega num toiro de 400 Kg, onde arrecadaram quase cinco notas de mil.
Tudo começou logo pela manhã, depois da alvorada da Banda, no Sábado de Festa, com uns passarinhos fritos e uma do tinto na tasca do Cachamela. A partir daí o forno ficou quente e bastava uma feixa para ficar em brasa.
Depois do almoço de Festa a esposa do Plínio fez questão que o mesmo fosse à tourada, muito janota, com vestuário comprado propositadamente para a ocasião, sabe Deus com que sacrifícios, camisa de seda azul, calça branca e sapatos a condizer. Um perfeito betinho de ocasião.
A esposa ficou em casa a acabar os bolos e o assado da Festa.
Tudo corria bem na tourada, até que o Plínio se lembrou de ir ao bar enxugar uma mini. Uma puxa outra…ora agora pago eu…ora agora pagas tu…começou o caldo a ficar entornado, e o forno a pegar fogo. O pior é que o João Banqueiro começou a picar o Plínio. Casaste-te já não pareces o mesmo, quem te viu e quem te vê. Se dantes não estavas já lá a dar uma ajuda ao Sousa , que está farto de levar porrada, dantes vaquinhas destas para ti era uma brincadeira…agora …pfff.
Bem… o Plínio começou a ter tremores cá por dentro, a subir-lhe à cabeça as tardes de glória doutros tempos…a ficar com pele de galinha…que não é tarde nem é cedo. Nem se lembrou da fardamenta nova…nem viu os arames que protegem a assistência fora da arena… e quando saltou lá para dentro entrepicou nos ditos, fez um voo planado aterrando em cima de uma “bóstia”, acabadinha de sair do cu da vaca. A calça branca ficou amarela, a camisa de seda azul ficou cinzenta e da cara só se lhe viam os olhos. Perdido por um perdido por mil e um…ÈÈÈ…vaca…e a vaca fez-lhe a vontade, e pela segunda vez o Plínio aterrou nos restos da “bostia”. Levou tal sova, que se não é o Sousa ir lá em seu auxílio era caminho certo para o hospital.
Quando regressou a casa…trôpego e mal cheiroso…bem vocês adivinham…a tourada.
Nesse ano a Festa de Setembro, só teve um dia, para a família Plínio. Terminou ali.

Saudações Marroquinas

Xico Manel

Publicado por tata em 04:34 PM | Comentários (2)

agosto 29, 2005

SEMANA DA FESTA


O LOCAL
local.bmp

Publicado por tata em 04:55 PM | Comentários (2)

SABIA QUE?

Hoje é dia de:

SABIA QUE…?
O sapo-parteiro deve o seu nome ao modo como o macho
assegura o parto.
Fertilizando os ovos postos pela fêmea,enrolando-os posteriormente nas patas traseiras,levando-os consigo para onde quer que vá, mantendo-os
protegidos dos predadores.
Após terem sido chocados, o sapo mergulha – se na água
do charco, dando á luz os girinos dentro de água.

SABIA QUE…?

Evangelista Torricelli, aluno de Galileu, no ano de 1640
descobriu que a pressão atmosférica fazia subir uma coluna
de mercúrio a cerca de 76 cm, num tubo de ensaio.
Pouco tempo após, Pascal, repetiu a mesma experiência e,
como bom Francês que se preza, usou vinho tinto.
Escusado será de dizer que teve de construir um tubo de
ensaio de 14 metros de altura, para realizar a experiência.


Publicado por tata em 04:37 PM | Comentários (0)

Mostrar os Dentes

cao_raivoso.jpg


Um irascível animal no Alandroal.

Felizmente há poucos... ou talvez não?

O melhor é não lhes ligar. Ainda por cima estão presos!

Publicado por tata em 12:03 PM | Comentários (6)

agosto 28, 2005

CONHEÇA MELHOR AS FREGUESIAS DO ALANDROAL


TERENA:
Freguesia pertencente ao concelho do Alandroal, do qual dista 11Km possui uma área que ocupa 15660 hectares.
A julgar pelos vestígios arqueológicos encontrados na região, o território actualmente ocupado por Terena terá sido povoado das remotas épocas. De facto nas proximidades da vila, na ribeira do Lucifecit, foi achado um recinto fortificado com cerca de cinco mil anos, o designado “Castelo Velho”. A noroeste de Terena, existe um outro recinto fortificado, o “Castelinho”, cuja data é de cerca de mil anos a.C. No entanto a diversidade e a quantidade de monumentos megalíticos é tanta, que se torna difícil determinar a data exacta de quando se iniciou a ocupação humana.
A norte da povoação foram descobertos vestígios de um templo romano, provavelmente do século I a.C., no qual se prestava culto a um deus céltico, Endovélico. Alguns autores referem que em redor deste templo, se terá formado uma primitiva Terena, destruída no século V, pelas invasões bárbaras, ou no século III pelos primeiros muçulmanos. Todavia a tese sobre a localização da antiga vila, envolve-se em algumas dúvidas, pois outros estudiosos afirmam que a antiga vila estava numa área entre a ribeira do Lucifecit e do ribeiro de Alcaide.
No século X existia na região um povoado de consideráveis dimensões, que se chamava Tellona, topónimo que, muito provavelmente, terá estado na origem do actual.
Em Fevereiro de 1262, o fidalgo D. Gil Martins repovoou esta terra e concedeu-lhe o seu primeiro foral.
Chamou-lhe então Santa Maria de Terena, cujo território se estendia a partir do Santuário da Boa Nova.
Durante a guerra da Restauração, Terena foi saqueada em 1652, mas dias depois, os habitantes puderam ir a Olivença recuperar os seus bens. Quatro anos mais tarde, ou sejaem1956, esta povoação foi ocupada pelas tropas espanholas, comandadas pelo Duque de S. Germano, e apesar de ter sido por poucos dias, a destruição foi intensa.
Também o terramoto de 1755 afectou o desenvolvimento da Vila. E a crise ocorrida em 1801, devido à ocupação da vizinha Olivença, foi determinante para o declinar de Terena. Desta forma no século XIX, Terena deixou de ser sede de concelho, sendo anexada ao Alandroal, juntamente com Juromenha e Ferreira de Capelins.

In: Cd-Rom Portugal sec XXI.

Xico Manel


AS FOTOS QUE SE SEGUEM, E MUITAS OUTRAS, PODE ENCONTRÁ-LAS NO SITE TERENA
terena.bmp

Publicado por tata em 03:47 PM | Comentários (1)

santuario boa nova.bmp

Publicado por tata em 03:39 PM | Comentários (0)

fonte de terena.bmp

Publicado por tata em 03:34 PM | Comentários (1)

rua terena.bmp

Publicado por tata em 03:31 PM | Comentários (4)

Candidatos do PSD ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2005

Este texto é da exclusiva responsabilidade da Secção do
PPD/PSD do Alandroal.


Eleições Autárquicas 9 de Outubro de 2005

Lista da Câmara Municipal de Alandroal

1 - Núria Carla Ramires Cebola Gomes, advogada estagiária, 24 anos, Santiago Maior
2 - Zélia Rute Coelho Santos, engenheira agrária, 26 anos, Alandroal
3 - Carla Cristina Mendes Rosado, técnica de acção social, 30 anos, Alandroal
4 - Carlos Alberto Basílio Ramalho, engenheiro agro-pecuário, 25 anos, Alandroal
5 - Paulo Jorge Ferrugento Infante, Maq. Corte de mármores,38 anos, Juromenha
6 - Carlos Rogério Silva Rosado, escriturário,52anos, Alandroal
7 -Telmo Jorge Amaro Pereira Marono, designer, 29anos, Santiago Maior

Lista à Assembleia Municipal de Alandroal
Efectivos
1 – Paulo Jorge Pires Jaleco, médico, 43 anos, Juromenha
2 – Ludgero Filipe Nabais Brioa, professor, 39 anos, Alandroal
3 - José Joaquim Cebola Gomes, inspector da Policia Judiciária, 49 anos, S.Maior
4 - Ercília do Carmo Rafael Calvo Penetra, comerciante, 46 anos, Alandroal
5 – Miguel Joaquim Martins Coelho, motorista, 35 anos, Terena
6 – Luís Manuel Rosa Fontes, serralheiro civil, 26 anos, Alandroal
7 - José Francisco Amaro Calisto, Reformado, 50 anos, Santiago Maior
8 - Maria Joaquina Valério Tátá, reformado, 67 anos, Alandroal
9 - Ana Maria Pisco Ramalho, agricultora, 47 anos, Santiago Maior
10 - Maria Vicência Rasteiro Arrifes, costureira, 46 anos, Alandroal
11 - Joaquim Manuel Caritas Guerra, 58 anos, Mina do Bugalho
12 - Manuel Inácio Faustino, reformado, 63 anos, Capelins
13 – Arménio dos Santos Caritas Guerra, 50 anos, Mina do Bugalho
14 - Inácio José Ludovico Esperança, professor, 37 anos, Vila Viçosa
15 – Maria de Fátima Casimiro Ramires, advogada, 43 anos, Redondo

Suplentes
João Manuel Franco Rosado, vendedor, 43anos, Capelins
Inácio Miguel Montalto Godinho, agricultor, 34anos, Capelins
Maria Teresa Barreiros Coelho, desempregada, 23anos, Alandroal
Inácio José Códices Moreira, sub-encaregad, 42 anos, Alandroal
Ana Carina Grilo Serra, 21 anos, desempregada, Santiago Maior
Sofia Manuela Serrano Pavia, 20 anos, administrativa, Santiago Maior
Sílvia Manuela Alfaiate Cardoso, 26 anos, administrativa, Santiago Maior

Assembleia de Freguesia de Santiago Maior
Efectivos
1 – José Joaquim Cebola Gomes, 49 anos, inspector Policia Judiciaria, Santiago Maior
2 – Ana Teresa Salvador Pires Rocha, 35 anos, desempregada, Santiago Maior
3 - Rosélia da Boanova R. Bexiga Coelho, 33 anos, técnica de gestão, Santiago Maior
4 - Ana Carina Grilo Serra, 21 anos, desempregada, Santiago Maior
5 - Telmo Jorge Amaro Pereira Marono, 28 anos, designer, Santiago Maior
6 - Sílvia Manuela Alfaiate Cardoso, 26 anos, administrativa, Santiago Maior
7 - Sofia Manuela Serrano Pavia, 20 anos, administrativa, Santiago Maior
8 - Liliana Manuela Tiborno Pavia, 20 anos, estudante, Santiago Maior
9 - Jorge Manuel Ramalho Gomes, 24, desempregado, Santiago Maior
Suplentes
10 - Manuel de Jesus Costa, 50 anos, agricultor, Santiago Maior
11 – José Francisco Amaro Calisto, 50 anos, reformado, Santiago Maior
12 – Joaquim José Conchinha Melrinho Duarte, 41 anos, agricultor, Redondo

Assembleia de Freguesia de São Pedro (Terena)
Efectivos
1 – José António Morgado Caeiro, 39 anos, empresário agrícola, Terena
2 - Pedro Manuel Espadanal de Melo, 36 anos, empresário, Terena
3 – Inácio José Códices Moreira, 42 anos, sub-encarregado, Terena
4 – Rui Manuel Grilo Rosado da Graça, 25 anos, estudante, Terena
5 – Nelson José Valentim Zacarias, 24 anos, professor, Terena
6 – Francisco António Varandas Ramalho, 19 anos, Pedreiro, Terena
7 – Vicência José Pacifico Dias Melo, 37 anos, professora, Terena

Suplentes
8 – José João Varandas Ramalho, 19 anos, estudante, Terena
9 – António Manuel Lopes Ramalho, 18 anos, estudante, Terena
10 – José António Oliveira Lopes, 24 anos, motorista, Terena
11 – Pedro Miguel da Silva Estêvão, 23 anos, pedreiro, Terena
12 – Carlos Manuel Ramalho Zacarias, 37 anos, mecânico, Terena

Assembleia de Freguesia de Nossa Senhora de Loreto (Juromenha)
Efectivos
1 – Paulo Jorge Ferrugento Infante
2 – Manuel Pereira Rosário Martins
3 – Amândio Francisco de Oliveira Barradas
4 – Paulo Jorge Pires Jaleco
5 – Virgílio José Brazão de Albuquerque barroso
6 – José António Ferrugento Velez
7 – Luís Miguel Algarvio Morgado

Suplentes
8 – Luís Manuel Lopes Figueiras
9 – Josefa Maria Ramalho Mendes
10 – José Joaquim Alfenim Charrua
11 – António Maria Carvalho Almas Imperial

Assembleia de Freguesia de S. Brás dos Matos -Mina do Bugalho

Efectivos
1 – João Barnabé da Silva Basílio
2 – Maria Sofia Bartolo Guerra
3 – Paulo Jorge Santa Basílio
4 – Pedro Miguel Pinto Pisco
5 - Eduardo Filipe Cristo Pinto
6 – Paulo Alexandre Paulista Nunes
7 - António José Jorge Baldoneiro
Suplentes
8 – Geraldo José Valério Santana
9 – Arménio dos Santos Caritas Guerra
10 – Joaquim Manuel Caritas Guerra

Assembleia de Freguesia de Capelins - Montejuntos

Efectivos
1 – Manuel Inácio Faustino
2 – Manuel Galrito Rosado
3 - Manuel Vicente Ramalho
4 – Manuel Moreira Borges
5 - Elias Maria Mira
6 – Carlos Carraço da Rosa
7 - Inácio Miguel Montalto Godinho

Suplentes
8 – José Manuel Moreira Pacheco
9 – Manuel António Ramalho Leitão
10 – João Manuel Franco Rosado

Assembleia de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição - Alandroal
Efectivos
1 – Carlos Alberto Faustino Gomes electricista Alandroal
2 – Sandra Cristina Gonçalves Da Saúde professora Rosário
3 – Francisco Rato Mira Grosso contabilista Alandroal
4 – Rui Manuel Gonçalves de Almeida lic. Gestão Empresas Rosário
5 – António Manuel Roma Fitas Rosa técnico de vendas Alandroal
6 – Sílvio Mira Da Costa estudante Alandroal
7 – António Ribeiro comerciante Alandroal
8 – António Pereira Martins eng. Agrónomo Alandroal
9 – João António Sousa Transmontano motorista/bombeiro Alandroal
9 – Paulo Jorge Palminhas Moura motorista Alandroal

Suplentes
10 – Luís Manuel Rosa Fontes empresário Alandroal
11 – Paulo Alexandre da Silva Coelho mecânico Alandroal
12 – Ludgero Filipe Nabais Brioa professor Alandroal

Mandatárias:
- Directora de campanha: Dr.ª Maria de Fátima Casimiro Ramires
- Mandatária financeira: Dr.ª Rosélia Da Boa Nova Ramalho Bexiga Coelho
- Mandatária de lista: Dr.ª Rosélia Da Boa Nova Ramalho Bexiga Coelho

Publicado por tata em 12:05 PM | Comentários (8)

agosto 27, 2005

MOBLOG ALANDRO AL


O ORIENTE NA OBJECTIVA DO JOÃO PEDRO
Templo ouro  jpNova Deli.bmp
Templo Ouro em Nova Deli

Publicado por tata em 05:14 PM | Comentários (0)

templo jpkhaluraho.bmp
Templo na India

Publicado por tata em 05:10 PM | Comentários (0)

polinesia jp.bmp Polinésia

Publicado por tata em 05:06 PM | Comentários (0)

india jp.bmp
India

Publicado por tata em 05:01 PM | Comentários (0)

bairro populoso de hong kong jp.jpg
bairro populoso de Hong-Kong

Publicado por tata em 04:59 PM | Comentários (4)

agosto 26, 2005

Endovélico e Javali

endovelico_e_javali_peq01.JPG

ENDOVÉLICO: Afinal o Miguel não veio para o Alandroalense!
JAVALI: Parece que o ALDRABAR não tinha animação suficiente!!

Publicado por tata em 06:01 PM | Comentários (1)

FUTEBOL LOCAL

Está prestes a ser dado o pontapé de saída, para época 2005/2006 do futebol Distrital, no qual o Concelho do Alandroal conta com várias Equipas, que irão disputar a Divisão de Honra, Juventude Sport Alandroalense, e a Primeira Divisão, Santiago Maior, Terena e Rosário.
Podemos desde já informar, que o Alandro al irá jornada a jornada dando os resultados das provas, assim como as notas mais salientes. Para já saiba que o sorteio do Campeonato Distrital de Seniores da Divisão de Honra, assim como da Primeira Divisão, realizam-se dia 01 de Setembro de 2005, pelas 21 horas no Anfiteatro da Escola Secundária André de Gouveia, em Évora.
Saiba ainda, que o número de Equipas inscritas para disputar o Campeonato Distrital de Seniores é de 22, as quais serão distribuídas por duas séries. As Equipas que nos dizem directamente respeito estão na série B. Eis o quadro completo das formações que constituem esta série:
ALDEENSE
SANTIAGO MAIOR
CORVAL
TERENA
AMIEIRA
S. MANÇOS
SANTO ANTÓNIO
CANAVIAIS
ROSÀRIO
AZARUJENSE
S. ROMÃO.
A finalizar saiba as datas de início das provas.
DISTRITAL DE SÉNIORES DIVISÃO DE HONRA: 25.SET.
DISTRITAL DE SÉNIORES1ª DIVISÂO SÉRIE B : 24 SET.
TAÇA DISTRITO DE ÉVORA – PRÉ – ELIMINATÓRIA : 08 . OUT.
Os jogadores deverão estar inscritos até 09 SET.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 05:46 PM | Comentários (1)

E INTERNACIONAL

Grupo D
Benfica - Lille, 14 de Setembro
Manchester United - Benfica, 27 de Setembro
Villarreal - Benfica, 18 de Outubro
Benfica - Villarreal, 2 de Novembro
Lille - Benfica, 22 de Novembro
Benfica - Manchester United, 6 de Dezembro

Grupo H
Glasgow Rangers - FC Porto, 13 de Setembro
FC Porto - Artmedia Bratislava, 28 de Setembro
FC Porto - Inter Milão, 19 de Outubro
Inter Milão - FC Porto, 1 de Novembro
FC Porto - Glasgow Rangers, 23 de Novembro
Artmedia Bratislava - FC Porto, 7 de Dezembro

Taça UEFA (1ªeliminatória):
Estrela Vermelha - Sp. Braga
Vitória Setúbal - Sampdoria
Vitória Guimarães - Wisla Cracóvia
Halmstads BK - Sporting
Taça UEFA (1ªeliminatória):
Estrela Vermelha - Sp. Braga
Vitória Setúbal - Sampdoria
Vitória Guimarães - Wisla Cracóvia
Halmstads BK - Sporting.
Como lhe parece que vai decorrer?
Comente!

Publicado por tata em 05:43 PM | Comentários (0)

ALANDRO AL NO BLOGSPOT

castelo_alandroal_blogspot.jpg


Já visitou o ALANDRO AL NO BLOGSPOT?

Publicado por tata em 01:14 PM | Comentários (2)

agosto 25, 2005

ALGUMAS NOTAS SOBRE A EXECUÇÃO DAS GRANDES OPÇÕES DO PLANO DA CÂMARA MUNICIPAL DO ALANDROAL, REFERENTE AO EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2004

Este texto é da exclusiva responsabilidade da Secção do
PPD/PSD do Alandroal.


Tendo como base o documento oficial aprovado pelos órgãos autárquicos,
também nós, Secção do PPD/PSD do Alandroal, tivemos a oportunidade de
analisar os documentos de prestação de contas relativos ao exercício
financeiro de 2004 da Câmara Municipal do Alandroal.
Como já acontecera, a organização do documento sofreu novamente algumas
alterações, nomeadamente na sua forma sequencial, o que mesmo assim não o
torna incomparável aos documentos apresentados em anos anteriores.
Porque é bastante vasto (170 páginas), e mesmo correndo o risco de que
alguém nos critique de analisar o documento nas partes que nos interessam,
tomamos a decisão de apenas expor números constantes no referido documento,
sem tecer mais comentários, deixando-os esses para os cibernautas que
navegam no blog.

OBRAS FINANCIADAS A 100 % PELA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL
(Sem encargos financeiros da Câmara Municipal do Alandroal)

Empreitada do Centro de Saúde de Alandroal - 362 580,55 euros (72 691
contos)

SUBSÍDIOS ATRIBUÍDOS PELA CÂMARA MUNICIPAL

Festival da Juventude - 48 777,70 euros (9 779 contos)
Juventude Sport Alandroalense - 24 257,20 euros (4 863 contos)
Promoção e divulgação da Corrida dos Castelos - 15 700,48 euros (3 148
contos)
Grupo Desportivo e Recreativo do Rosário - 10 496,39 euros (2 104 contos)
Associação Desportiva e Cultural de Santiago Maior - 10 000,00 euros (2 005
contos)
Centro Cultural de Terena - 7 496,39 euros (1 503 contos)
Centro Cultural de Alandroal - 5 070,00 euros (1 016 contos)
Centro Cultural de Aldeia da Venda - 2 700,00 euros (541 contos)
Grupo Amigos do Alandroal - 1 750,00 euros (351 contos)
Centro Cultural de Monte Juntos - 500,00 euros (100 contos)

Centro Cultural de Hortinhas - 0,00 euros
Centro Cultural de Capelins - 0,00 euros
Centro Cultural de Orvalhos - 0,00 euros
Centro Cultural de Cabeça Carneiro - 0,00 euros
Centro Cultural dos Marmelos - 0,00 euros
Associação Desportiva e Cultural da Mina do Bugalho - 0,00 euros
Associação Desportiva e Cultural de Casas Novas de Mares - 0,00 euros
Associação de Columbofilia de Alandroal - 0,00 euros
Associação de Caça e Pesca da Aldeia da Venda - 0,00 euros
Confraria do Pão (Alentejo) - 0,00 euros
Clube de Rugby de Juromenha - 0,00 euros
Grupo Não Há Machado que corte - 0,00 euros

SUBSÍDIOS A INSTITUIÇÕES DA TERCEIRA IDADE
Lar de Idosos da S. Casa da Misericórdia do Alandroal - 15 000,00 euros (3
007 contos)
Lar de Idosos de Terena (APIT) - 12 500,00 euros (2 506 contos)
Lar Cantinho do Amigo de Santiago Maior - 0,00 euros
Lar e Centro de Dia da Freguesia de Capelins - 0,00 euros
Lar e Centro de Dia de S. Brás dos Matos - 0,00 euros

CUSTO DA EXPOGUADIANA - 303 308,43 euros (60 808 contos)

Publicado por tata em 08:19 PM | Comentários (11)

Endovélico e Javali

endovelico_e_javali01.JPG

Endovélico: O que achas do programa das Festas de Setembro Javali?
Javali: Eu logo vi que o Presidente da Câmara não conseguia trazer cá os U2!

Publicado por tata em 07:12 PM | Comentários (0)

DONNA MARIA

boanossa.jpg
foto blog DONNA MARIA

O Alandroal já tinha A MARIA, mas agora vamos ter os DONNA MARIA.

Não perca o concerto no dia 3 de Setembro (Sábado) e até lá vá seguindo o Blog dos DONNA MARIA.

Clique aqui para ver o cartaz das Festas de Setembro.

Publicado por tata em 06:28 PM | Comentários (21)

ALANDRO AL APOIA TEAM A1 GP PORTUGAL

a1teamportugal.jpg
foto A1GP


Já sabem que o blog apoia Tiago Monteiro na F1 com a marca TATA.

Vamos também apoiar o Team Portugal que vai correr o campeonato A1, um verdadeiro mundial de Formula 1 (com as devidas diferenças, talvez para melhor).

Nos testes de hoje, em Paul Ricard conseguimos o 6º tempo com Álvaro Parente.

A primeira corrida do Campeonato realiza-se em Inglaterra já no dia 25 de Setembro.

A prova portuguesa, no Autódromo do Estoril, vai realizar-se no dia 23 de Outubro.

O Alandro Al conta estar presente...

Visite o site A1GP.

Publicado por tata em 06:15 PM | Comentários (1)

FORUM LANDROAL - Fogo de Artifício e Festas de Setembro

Deve ser lançado fogo de artifício nas Festas de Setembro?

Deixe o seu comentário.

Publicado por tata em 02:53 PM | Comentários (5)

POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

Esta Semana:

JOSÉ ANTÓNIO PAIS

Natural de Hortinhas
Data de nascimento: 5 de Outubro de 1928


MOTE

Quando eu era solteiro estava
Na taberna a toda a hora
Nunca a minha mãe ralhava
Como a mulher ralha agora.


Creio que tu ainda não vistes
Que não sou alcoolizado
É para passar um bocado
Esquecer-me das horas tristes.
Ainda não desististes
De veres se me “desmaginava”
Cada vez mais avivava
E continua a avivar,
Neste ditoso lugar
“Quando eu era solteiro estava”

Quando tu mais vás ralhando
Pior para ti vai sendo
Sempre me lá vou entretendo
E entretenho-me de vez em quando.
Eu vou para lá em calhando
Seja logo ou seja agora
Com muita ou pouca demora
Isso aí já é diferente,
Sou visto por toda a gente
“Na taberna a toda a hora”.

Se eu andasse a trabalhar
E houvesse um dia feriado
Logo lá estava pregado
Na taberna a petiscar.
Ninguém me mandava chamar
O tempo todo lá passava
Sabiam que eu lá estava
Mas sabiam que estava bem
Se não ofendesse ninguém
“Nunca a minha mãe ralhava”.

O tempo da mocidade
Que é tão lindo de passar
Todos o queremos deixar
Em chegando a certa idade.
Até que um dia mais tarde
Vimos que o que é bom vai-se embora
Mas é já tarde essa hora
Reparem bem no que digo,
Ninguém ralhava comigo
“Como a mulher ralha agora”.


MOTE

Eu ontem apanhei um tordo
Assei-o, soube-me bem
Nunca vi pássaro mais gordo
Que o que a tua mulher tem.

Vilas, cidades e aldeias
Potes, tarefas e talhas
Corvos, milhanos e gralhas
Piscos, calhandras e tordeias.
Milhafres e águias feias
Há p´rá í pássaros a rodo
Até gaivotas no lodo
Há p´rá í cada bandada,
Por falar em passarada
“Eu ontem apanhei um tordo”

Isto é estar-me a gabar
Que sou grande caçador
Sempre dei grande valor
Ver os pássaros a voar.
Faço gosto em lhe atirar
Nem que venha um em cada cem
De vez em quando algum lá vem
Pendurar-se no ganchinho,
E muito bem temperadinho
“Assei-o, soube-me bem”

Sabem que há pássaros no ar
E também há pássaros no chão
Até há pássaros que estão
Escondidos para não se lhes tocar.
Mais difíceis de apanhar
Que os peixes com o engodo
Dão cabo do comer todo
Deixam tudo escangalhado,
Depois de bem depenado
“Nunca vi pássaro mais gordo”.

Às vezes ponho-me a pensar
O que foi feito da passarada
Via-se cada bandada
Hoje custa-se a encontrar.
Mesmo sem ninguém os matar
Vê-se um aqui outro além
Será das químicas também
Isto em mim é um “palpito”
Nunca vi pássaro mais bonito
“Que o que a tua mulher tem”

Publicado por tata em 11:00 AM | Comentários (0)

agosto 24, 2005

Visite o Alandroal durante as Festas de Setembro

DSC02687_luis_tata__net.JPG

Aproveite as Festas de Setembro para visitar o Alandroal.

Concertos dos Fingertips, Donna Maria são pontos altos (veja o programa mais abaixo).

Publicado por tata em 07:28 PM | Comentários (3)

POR MAIS VOLTAS QUE DÊ À CABEÇA NÃO CONSIGO ENCONTRAR EXPLICAÇÃO.


Porque possuindo o Alandroal e o seu Concelho, um espaço como este, onde todos (desde que identificados), podem explanar as suas ideias, criticar o que de bom e de mau se vai fazendo, dar a conhecer os eventos artísticos, culturais, emitir pareceres e opiniões, comentar o dia a dia desta terra...sejam apenas três, e que por sinal nem no Alandroal habitam, que muitas vezes, valendo-se do passado, outras tendo que “inventar”, tragam para todo o mundo o que por ali se vai passando.
É que nem um sequer, um só habitante, tem a coragem de nos ir pondo ao corrente do que por aí vai acontecendo.
E penso:
Será por falta de meios, que não permitem o acesso a este meio? Muito mau se assim for, pois nessa altura terei que dar razão aos mal discentes que nos colocam como os mais pobres da Europa,
Será por ilectricia? Mas no Alandroal existe desde a primária até ao 3º ciclo e a taxa de analfabetismo é quase diminuta?
Comodismo? Falta de interesse? Será?
Temores de represálias? Porquê? De quem?
Eu sei que os “corajosos” que não temendo o regime do passado, e que tiveram a “coragem” de publicar o ALANDROAL TERRA MINHA, a maioria procurou novos rumos, habitando fora do Concelho, mas que diabo, o Alandroal continua a ser a sua terra, a precisar deles, e não acredito que desconheçam este meio de projectar o seu torrão natal, que cada vez noto mais, necessitar de um diálogo sério, agora que sem temores se pode fazer algo em prol de uma terra sempre esquecida.
Mas a minha incredibilidade torna-se ainda mais preocupante quando me é dado ver que os próprios residentes não encontram motivos para dar a conhecer não só o Alandroal (na vertente boa ou má), e pura e simplesmente se estão “nas tintas” para dar a cara por o que (de bom ou mau) se vai passando.
Eu vejo pelos comentários, muitas das vezes despropositados e sem qualquer relação com o texto escrito, que não são assim tão poucos os que procuram o ALANDRO Al.
Vejo também que salvo raras excepções dos que não temem “dar a cara”, muitos utilizam pseudónimos para expor as suas opiniões. E é muito fácil, não necessitando de qualquer doutoramento, fazer a destrinça entre os que verdadeiramente se interessam pelo Alandroal, os que apenas tentam destruiu-lo, entre os, com opinião formada e digna de crédito, e os outros “crianças” na verdadeira acessão da palavra que apenas, porque sem qualquer formação, não só académica, como cívica, se “entretêm a lançar boatos”, desconhecendo que se o visado assim o entender os pode colocar em maus lençóis, bastando apenas solicitar o seu I.P. para de imediato chegar ao seu computador.
E é por tudo isto que às vezes me ponho a pensar e por mais voltas que dê à cabeça, não encontro explicação, e consequentemente a dúvida surge: Merece a pena?
E vão duas...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 06:02 PM | Comentários (3)

“TÁ” TUDO NA MESMA...


Os “eleitos” de Scolari, continuam a fazer um “ganda” frete, cada vez que são chamados. Este continua a arrecadar milhares e “a gente” a bater palmas.
O “mártir” Madaíl continua a encher a “pança” e a dizer que está tudo bem.
O “tal” de Major continua a fazer o que quer, como quer e se “levantas o bico” comes mais.
O Filipe não se cala, o Cunha continua a atirar tiros com pólvora seca e o Pinto goza que se farta.
O “Zé-povinho” continua a “mascarar-se” e a largar dezenas de euros, para animar a festa.
Os “Oliveiras”, põem e dispõem, desta palhaçada.
O “doutoreco” “engravatado” Santos, continua a largar “baboseiras”, e a fazer-nos crer que só ele é que sabe disto.
No dia seguinte lá vem o “sacristão” Fernando, o “gozão” Guilherme e o “mal-encarado” Dias, destilar mágoas e fermentar ódios, incendiar ainda mais a fogueira, e como se não bastasse há sempre meia dúzia de “esparvoirados” que atiçam o lume em rodapé.
E, eu, não me fico atrás, pois cada vez que joga o Benfica já sei que vou para a cama com birra certa.
E o raio dos Distritais que nunca mais começam...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 05:54 PM | Comentários (1)

CARTAZ FESTAS DE SETEMBRO 2005/ FESTIVAL DA JUVENTUDE ALANDROAL

Festival_Juventude.jpg

Cartaz gentilmente enviado pelo Gabinete de Imprensa da Câmara Municipal do Alandroal.

O ALANDRO AL agradece.

Publicado por tata em 12:24 PM | Comentários (1)

FINGERTIPS NO ALANDROAL

ft_cartaz2005.jpg

Visite o site dos Fingertips.

Publicado por tata em 12:11 PM | Comentários (0)

Comentários em Destaque

É compaaaadre!
Tou arrebentando de orgulho du mê Landroal.
Atão digão lá se vocemecês nam estão cum orgulho do caraças!
Bon. Ê bem sê que prá alguns compadres e quemadres tanta calidade provoque algum dessaranjo à barreguinha.
Mas dexem lá. Se fosse no mê tempe é quera lixado.
Tinha quir a currer pa trás dá azenhêra.
Agora agente tem a coisa dentre de casa nan teim tanto problema.
Nan vô faltar conceteza à Fêra Medival. ê nan sê bem o qé isso de medival mas já vi isso lá pó pé do Porto e lá quera bem bonito isséra.
Cada vêz goste más do mê Landroal.

Compade Luis, continue a mandar más (como quem diz, boas) notícias.

Até vou pedir aí uns diazitos ó mê moral pa nan perder nada.Sim, nan é aquele moral de cando ê andava lá a carregar trigo. Aqui as caminetas taméim têm moral.
Né que perceba lá o que é isso de Fingatipos mas, nan quer perder nada e sus nossos gaiatos gostam ê lá vô taméim.

Bô note compadre.

Afixado por Compadre

Publicado por tata em 12:03 PM | Comentários (5)

agosto 23, 2005

MAIS UM ANO

Mais um ano, e uma vez mais o mesmo espectáculo, fogo, fogo e mais fogo.
Se é verdade o que dizia Camões:”que o amor é fogo que arde sem se ver”, eu gostava de amar o meu país, mas com tanto fogo não sei não...Quando em 2003 Portugal se viu de repente naquele Verão no meio daquela tempestade de chamas alguém ainda se lembra das palavras bonitas dos políticos à hora do jantar ou à hora do almoço? Pois que as boas notícias são-nos quase sempre apresentadas a essa hora (porque será?) deve ter a ver com a necessidade de alimentar o espírito ao mesmo tempo que alimentamos o estômago?
Pois dizia eu, se ainda alguém se lembra do que foi prometido ás populações com vista à resolução deste gravíssimo problema. Eles eram mais meios, eles eram mais prevenção, ele era policiamento feito pelo exército etc., etc. ...
Bom parece que nada disso resultou, ou nada disso foi feito e com o resultado que é hoje conhecido de todos (sobejamente). E hoje quem é que já ouviu falar nalguma dessas milagrosas soluções por parte de algum político da nossa praça? Tirando talvez um descontraído António Costa, que volta e meia aparece a dizer ao povo que está tudo bem, que não há calamidade nenhuma coiso e tal... Que invocar o estado de calamidade era tornar ainda mais difícil a vida daqueles que sem saber porquê perderam tudo aquilo porque lutaram ao longo da sua vida. Animador não é? O Sr. ministro que vá explicar ás famílias dos bombeiros que morreram em serviço que não é nenhuma calamidade perder um ente nestas circunstâncias, o Sr. ministro que vá explicar aos idosos que de um momento para o outro vêm as suas casas arderem sem poder fazer nada, que não existe nenhuma calamidade, que vá explicar aos bombeiros no terreno sem meios, ainda que com muita vontade de trabalhar, que apagar fogos assim não é nenhuma calamidade. Porque eu já não acredito nem nas explicações dadas hoje, como não acreditei nas promessas feitas há dois anos. Entretanto vem o intervalo para os anúncios com a promessa de voltar-mos ao assunto assim que se justifique. Como alguém disse um dia deixa arder que o meu pai é bombeiro... mas assim arde de certo porque o pai para bombeiro neste
País, é que não vai.

Claré

Publicado por tata em 10:58 PM | Comentários (0)

FINGERTIPS na noite de estreia do “IV Festival da Juventude / Festas em Honra de Nossa Senhora da Conceição – Alandroal 2005”

O programa de espectáculos do “IV Festival da Juventude / Festas em Honra de Nossa Senhora da Conceição – Alandroal 2005” (1 a 5 de Setembro) abre com um concerto dos FINGERTIPS, uma das bandas de referência da música portuguesa. Nos dias seguintes, o certame acolhe os DONNA MARIA (dia 3) e os IN-TABERNA (dia 4).

Os concertos do “IV Festival da Juventude” e das populares Festas de Setembro estão marcados para as 22.00 horas.

Os FINGERTIPS foram considerados como «lufada de ar fresco» no panorama da música portuguesa. A banda faz questão de salientar que, num mundo que se tornou numa aldeia global, «a questão da definição de influências deixa de fazer sentido, pois de todo o lado nos chegam inspirações».

«O que interessa é o que ouvimos! Se nos transmite qualquer tipo de sensação. Se nos faz saltar, rir, chorar, pensar. Se faz com que deixemos de viver nesta incerteza constante de não gostarmos de nada, de não aproveitarmos a curta vida que temos, de nos darmos com os outros e de dar aquilo que temos a quem precisa», pode ler-se no site oficial da banda - http://www.thefingertips.com/.

O segundo dia é dedicado à tauromaquia, com a realização (2 de Setembro, 22.00), na Praça «Joel Rosado», de uma corrida que conta em cartaz com os Cavaleiros Rui Fernandes e Moura Caetano e com o Matador espanhol Javier Castaño ficando as pegas a cargo dos Forcados da casa “Aposento do Alandroal”.

Nos dias seguintes, o programa de tauromaquia prossegue com uma Largada de Touros e com Garraiadas Populares.

Música celta regressa ao Alandroal

O “IV Festival da Juventude”, que este ano integra as populares Festas de Setembro, será igualmente marcado pelo regresso da música celta aos palcos do Alandroal, desta vez com o grupo francês IN-TABERNA.

A presença do grupo francês surge depois do êxito dos galegos Luar Na Lubre na «Noite do Endovélico», que integrou o programa da ExpoGuadiana-2005.

A novidade dos DONNA MARIA

Também no programa de 2005 do Festival da Juventude foi aberto espaço para as novas tendências da «pop» nacional. Os DONNA MARIA sobem ao palco no dia 3. Trata-se de um trio da Grande Lisboa (Marisa Pinto, na voz, Miguel A. Majer, na bateria e programações, e Ricardo, nos teclados e samplers) com forte influência da música electrónica mas com «alma profundamente portuguesa».

O trabalho discográfico "Tudo é para Sempre" foi unanimemente reconhecido como um dos melhores momentos da música portuguesa em 2005.

A estreia discográfica deste grupo mereceu palavras elogiosas de vários companheiros de ofício, entre os quais Pedro Abrunhosa: «Donna Maria é, sem hesitação, um dos mais interessantes projectos na moderna música portuguesa. Miguel Ângelo Majer soube ler as diversas realidades musicais, entre a urbanidade contemporânea e a tradição secular de, por exemplo, o fado e/ou a música popular. Desta junção estética, que nunca chega a ser "fusão", porque o todo é muito distinto das partes, nasce, não um pretensão de originalidade, mas uma sonoridade coerente com uma postura, essa sim, diferente na indústria musical nacional. E talvez o mais importante nos Donna Maria seja, para além de cada vez mais rara coragem ao honrarem a língua portuguesa, veículo fundamental para se distanciarem de modas, o facto de comporem canções no mais estrito senso da palavra: todas elas funcionariam desprovidas da produção que aqui, embora nunca se sobreponha ao formato, nos faz subentender que por baixo do instrumental subjaz uma melodia e um poema que funcionariam perfeitamente com voz e piano. Esse é o futuro da Pop portuguesa. Por ele passa indubitavelmente este surpreendente projecto.»

A Festa ao serviço dos Bombeiros Voluntários

Todas as receitas revertem para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alandroal.

Texto fornecido pela CMA.

Publicado por tata em 07:08 PM | Comentários (1643)

IV FESTIVAL DA JUVENTUDE E FESTAS DE SETEMBRO DO ALANDROAL - PROGRAMA

Dia 01 – QUINTA-FEIRA

21.30h – Abertura do Festival

22.00h – Concerto c/ a Banda THE FINGERTIPS

24.00h às 04.00h – Bares e Discoteca

Dia 02 – SEXTA-FEIRA

22.00h – Corrida de Toiros

Cavaleiros: Rui Fernandes e João Moura Caetano

Matador: Javier Castaño (Espanha)

Forcados: Aposento de Alandroal

Ganadaria: José Dias e Felicidade Dias

24.00h às 04.00h – Bares e Discoteca

Dia 03 – SÁBADO

10.00h – Arruada

Banda do Centro Cultural de Alandroal

11.00h – Largada de Toiros

2 Toiros na Praça da Republica

16.30 – Encontro Motard Alandroal/2005

17.00h às 22.00h – Feira Medieval

18.00h – Garraiada ao Uso da Região

19.00 – Missa na Igreja Matriz

Com a presença de D. Manuel Madureira, Bispo de Faro.

22.00h – Concerto c/ a Banda DONNA MARIA

23.30h – Espectáculo de Pirotécnia e Multimédia.

24.00h às 04.00h – Bares e Discoteca.

Dia 04 – DOMINGO

10.00h – Arruada

Banda do Centro Cultural de Alandroal

10.30h – Missa na Igreja Matriz, seguida de Procissão em Honra de Nossa Senhora da Conceição.

17.00 às 22.00h – Feira Medieval

18.00h – Garraiada ao Uso da Região

21.00 – Concerto de Música Filarmónica

Banda da Escola de Música do Centro Cultural de Alandroal

22.00h – Concerto c/ a Banda IN TABERNA (Grupo Francês de Música Celta)

24.00h – Bares e Discoteca

Dia 05 – SEGUNDA-FEIRA

18.00h – Sardinhada

21.00h – Garraiada Nocturna ao Uso da Região

23.00h às 03.00h – Bares e Discoteca

Actividades Paralelas: Desportos Radicais

Publicado por tata em 06:58 PM | Comentários (0)

JÁ HÁ ALGUMA COISA

cartaz.bmp

Ainda que o "site" da Câmara apenas indique =FESTAS EM HONRA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO E 4º FESTIVAL DA JUVENTUDE DE 1 a 5 DE SETEMBRO 2005=
e não disponibilize por ora oprograma, o "ALANDROAL JOVEM" apresenta-nos já este cartaz.
A COISA PROMETE.
XICO MANEL

Publicado por tata em 06:36 PM | Comentários (1)

ESTE SIM...VALEU A PENA

uniao.bmp
foto:terceiro anel
Se todos os jogos fossem assim...tinhamos Campeonato.

Publicado por tata em 05:20 PM | Comentários (0)

SE ISTO NÃO É TERRORISMO...

fogos.bmp
foto: Portugal diário
MAS... POR ONDE PARAM OS TERRORISTAS?
E QUANDO ALGUM É APANHADO? O QUE LHE FAZEM?


Publicado por tata em 04:30 PM | Comentários (0)

A BLOGOSFERA NA IMPRENSA DIÁRIA


Publica hoje o Jornal PÙBLICO (www.publico.pt), em crónica assinada pelo Ilustre Constitucionalista Dr. VITL MOREIRA, um artigo a que dá o nome de O “QUINTO PODER” e no qual se debruça sobre o impacto deste novo meio de comunicação e suas influencias nos media.
Porque achamos, que em parte o Alandro al se pode ver retratado nessa crónica, permitimo-nos transcrever alguns excertos desse artigo:

«Corre nestes dias uma animada troca de opiniões entre vários blogues nacionais sobre a função e o poder dos blogues, bem como sobre as relações entre eles e os media tradicionais.
...Dada a incipiência da blogosfera, o maior risco consiste em sobrestimar a sua influência, em especial no espaço público.
...Não falta quem já considere a blogosfera como um novo poder, um “quinto poder”, ao lado dos três poderes tradicionais do Estado (poder legislativo, poder executivo, poder judicial) e do “quarto poder” representado pelos média clássicos.
...Ao contrário dos media tradicionais, que são instituições ou empresas com a sua agenda própria, que condiciona necessariamente os seus jornalistas (desde logo no momento da sua escolha), os blogues, mesmo quando colectivos, são exercícios puros de liberdade individual.
...Essa função de suprimento das insuficiências dos média tradicionais é particularmente relevante ao nível local, onde existe um grande défice de pluralismo de imprensa, sendo raros, em muitas regiões, os jornais e as rádios locais, com a agravante de que frequentemente eles são dominados ou estão financeiramente dependentes do próprio poder local (subsídios, publicidade oficial, convites para viagens oficiais, etc.). Uma vertente ainda pouco conhecida da blogosfera é justamente o aparecimento de numerosos blogues locais, que criam pela primeira vez em muitos municípios um verdadeiro espaço de discussão das políticas públicas.
...Ora, a blogosfera proporciona condições óptimas para que os colaboradores dos serviços levem ao conhecimento público os casos de corrupção ou de violação das leis em geral, aproveitando-se do seu conhecimento interno.
... A blogosfera não parece ser uma moda, condenada a desaparecer como outras. A sua relevância é crescente, e estimável, particularmente na esfera política.»

In Jornal O PUBLICO.

Publicado por tata em 10:54 AM | Comentários (0)

agosto 22, 2005

HÁ CADA UMA...

Li na imprensa:
«Os Ministros do Ambiente dos dois países Ibéricos firmaram no passado mês de Julho um acordo que visa a cedência de água de Portugal a Espanha...
...e as águas do Alqueva serão transportadas até 2007 para os regadios da região da Extremadura espanhola.».
Homessa... então isto cabe na cabeça de quem?
Dar aquilo que nós precisamos, e que cada vez possuímos menos?
E então os Espanhóis o que é que nos dão?
O certo é que cada vez que vou a um supermercado vejo mais fruta, hortaliça, carne de proveniência espanhola, mas se a quiser trincar tenho que pagar bom dinheiro...
Ainda por cima... queixam-se os compadres criadores de gado, que se levarem o gado a beber ao regadio que se forem apanhados...são multados.

No entanto o Senhor Ministro da Agricultura já esclareceu, que: “não é bem assim”:
“...a água do Alqueva pode ser retirada para ser depositada em bebedouros que, no mínimo, terão de ficar a 50 metros das margens da barragem”.
E a EDIA garante que actualmente existem 53 captações de água da albufeira autorizadas, sobretudo nas regiões de Mourão, Reguengos de Monsaraz e ALANDROAL. Que os pedidos de licenciamento são “bastante fáceis” de preencher, e que os técnicos da comissão têm feito “um enorme esforço”, para os aprovarem num prazo entre 15 a 30 dias.

Ora bolas... afinal somos uns ingratos, aos espanhóis levam-lhes a água a casa, nós ou fazemos 50 metros com caldeiros às costas, compramos uma burrinha e uma pipa e vamos à fonte, entretemo-nos a preencher uns papéis, nada de burocracias, e os homens ao fim de um mês, quando o gado já foi desta para melhor mandam-nos à água.
Estamos bem servidos!

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 03:13 PM | Comentários (4)

SABIA QUE?


Damos hoje inicio a mais uma rubrica que pretendemos seja semanal e que em princípio, será aqui colocada todas as Segundas-feiras.
Não se pretende de maneira alguma, ensinar seja o que for, mas apenas suscitar a curiosidade dos leitores, e contribuir desta maneira para um alargar de conhecimentos, dado que desde sempre o saber não ocupa lugar.
Convidamos os nossos leitores, a, se assim entenderem, a colaborar, enviando-nos os vossos conhecimentos, para que assim os mesmos possam ser repartidos por todos.
Assim:
1 - SABIA QUE…?

A família Curie arrecadou o Prémio Nobel, uma série de anos.
Em 1903 Pierre e Marie Curie, partilharam o Prémio da Física.
Em 1911 foi o Prémio da Química parar ás mãos de Marie Curie.
Em 1935 o mesmo Prémio da Química, foi entregue a Irene Curie, conjuntamente com o seu marido Fréderic Joliot.

3 - SABIA QUE…?

Existem espécies de bactérias que se reproduzem de 20
em 20 minutos, pelo processo de bipartição.

Assim, uma única célula, em bom ambiente poderá gerar
em apenas 8 horas 16 milhões de descendentes.

Publicado por tata em 03:09 PM | Comentários (1)

MOBLOG ALANDRO AL

O ALANDROAL DO PRESENTE NA OBJECTIVA DO JOÃO PEDRO

igreja santo antonio jp.bmp
Igreja de Santo António

Publicado por tata em 02:56 PM | Comentários (0)

muralhas jp.bmp
Muralha

Publicado por tata em 02:46 PM | Comentários (0)

entrada norte jp entrada norte.bmp
Entrada Norte

Publicado por tata em 02:41 PM | Comentários (0)

agosto 20, 2005

FOGOS,FOGOS E MAIS FOGOS

Desculpem lá, mas isto não é normal. Ultrapassa as marcas. Tem que haver mais qualquer coisa...

Xico Manel

Publicado por tata em 08:15 PM | Comentários (3)

NUNCA É DEMAIS LEMBRAR

poupar.JPG
POUPE RIOS DE ÁGUA.

Demore menos no duche.
Esse a máquina de lavar com carga máxima.
Lave os dentes com a torneira fechada.
Faça a vigilância da rega.
Faça meia descarga do autoclismo.
Lave o carro com o balde e não com a mangueira.
Reutilize a água sempre que puder.

ÁGUA USANDO BEM, MAIS GENTE TEM.

(Olhe que o assunto é sério)

J. Pedro.

Publicado por tata em 07:38 PM | Comentários (1)

OS COMPADRES

Os_Compadres58a.gif


Os_Compadres58b.gif

Os_Compadres58c.gif


Uma parceria com SERGEI CARTOONS

Publicado por tata em 07:22 PM | Comentários (1)

agosto 18, 2005

VEM AÍ A SUPER - LIGA

vem ai.bmp
"gamada" ao Megafone

A do meio dá já o pontapé de saída amanhã.
Qual ganhará?
Por mim ficavam as três em primeiro lugar.

Xico Manel

Publicado por tata em 01:23 PM | Comentários (2)

POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

Porque é Quinta-feira, divulgamos mais um poeta popular do concelho do Alandroal.
Hoje:

ANTÓNIO JOSÉ RAMALHO VELADAS

Alcunha: Manguito
Natural de Hortinhas
Data de nascimento: 1951
Começou a fazer poesia aos 35 anos.


MOTE

Autênticas maravilhas
Existem no Alandroal
Suas aldeias e vilas
Suas gentes sem iguais.


É um concelho sozinho
Meus amigos podem crer
Tem todo o gosto em fazer
O bem para o seu vizinho.
Está metido num caminho
Com respeito às outras ilhas
Tanto as mães como as filhas
Pedem o bem para este povo
Desde o mais velho ao mais novo
“Autênticas maravilhas”.


É uma população
P´ra lhe falar a verdade
Fazer tudo com sinceridade
É a sua tradição.
Prestam-lhe sempre atenção
E nada levam a mal
É a razão principal
Que se vê no dia a dia,
Obras de grande valia
“Existem no Alandroal”


Há quem sabe dar valor
A um concelho tão pobre
Até o rico e o nobre
Trabalham com o mesmo amor.
Há poetas e doutores
Que formados faziam fila
Ideias boas é segui-las
Isto no meu pensamento,
É para nós um momento
“Suas aldeias e vilas”.

Tu tens um lindo castelo
Tens a igreja matriz
Tens uma fonte e o chafariz
Que é de todos o mais belo.
Tens por tradição o amarelo
Que é uma cor natural
És dentro de Portugal
Aquela em que mais acredito,
Tens de tudo o que é bonito
“Suas gentes sem igual”.


Publicado por tata em 01:03 PM | Comentários (1)

agosto 17, 2005

CINE CLUBE DOMINGOS MARIA PEÇAS

Em virtude do nosso Director, criador e mentor da rubrica mencionada, se encontrar assoberbado de trabalho, o que não lhe permite a manutenção da escolha de um filme semanal para conhecimento dos leitores, e não querendo que a paixão pelo cinema se esmoreça, venho propor-lhe um desafio:

“O American Film Institute atribui anualmente um prémio justificado pela excelência de uma carreira em prol da arte cinematográfica.”
O que vos proponho é o nome de um filme que esteja relacionado com as personagens distinguidas nos últimos dez anos.
1996 : Clint Eastwood
1997 : Martin Scorsese
1998 : Robert Wise
1999 : Dustin Hoffman
2000 : Harrison Ford
2001 : Barbara Streisand
2002 : Tom Hanks
2003 . Robert De Niro
2004 : Meryl Streep
2005 : Georg Lucas

E nunca se esqueça, a televisão não poderá nunca substituir uma sala de cinema.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 04:15 PM | Comentários (0)

FESTAS EM SETEMBRO

Para 2, 3, 4 e 5 de Setembro várias são as Festas que estão programadas, entre as quais a do Alandroal.
ESTREMOZ, alem da corrida de touros com cartazes já expostos, irá ter concerto de piano e canto, um grupo de cavaquinhos do Cartaxo, vários ranchos folclóricos e a artista Cláudia Isabel.
MONTEMOR, minha segunda terra, já fez constar não só na imprensa como nos meios informáticos, a presença de Luís Represas, Sendero Andaluz, Rancho Folclórico cá da terra, Ballet Nacional da Bielorússia, Carlos do Carmo, A Naifa, GNR/Mesa, Les
Boukakes e João Pedro Pais. Uma Corrida de Touros com António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol e Victor Ribeiro e como não podia deixar de ser os Forcados da terra.
E no ALANDROAL? Infelizmente no site da Câmara, nada consta, quem o poderia fazer para que começasse a ser projectada nada informa, e quem se ofereça para connosco colaborar está-se nas tintas.
Assim resta-nos esperar...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 04:11 PM | Comentários (9)

MOBLOG ALANDRO AL

PRAÇA DO ALANDROAL À NOITE

noite.jpg
foto N.Mendes

Publicado por tata em 03:44 PM | Comentários (0)

agosto 16, 2005

É O QUE TEMOS...

Portugal seca e arde, BOMBEIROS morrem no desempenho da sua voluntária missão, (já vão 8), o primeiro-ministro faz safaris no Quénia e na Tanzânia, e agora retempera forças no hotel mais luxuoso de Vale de Lobos, isto ao fim de 4 meses de desempenho das funções, (qualquer funcionário adquire direito a férias ao fim de um ano de serviço).
Senhores Juízes continuam e hão-de continuar a ter dois meses de férias, e sempre no Verão, enquanto os incendiários são postos em liberdade.
230 “ marmanjos”, que se dizem representar o nosso povo, bronzeiam-se por esse mundo fora.
O das finanças arranja tachos para os amigos e com o nosso dinheiro recompensa os que, mais tarde ou mais cedo lá voltarão.
As pessoas choram e desesperam vendo as suas habitações, e os seus parcos sustentos desaparecerem devorados pelas chamas, e um mal-encarado com ar de zangado, e a quem parece que todos lhe devem e ninguém lhe paga, berra que isto não é nenhuma calamidade.
Tá bonito...tá.

Xico Manel

Publicado por tata em 05:15 PM | Comentários (7)

É ALTURA DE COMEÇAR


Por esta altura já os chamados grandes têem os plantéis delineados, já jogam, já se começam a definir posições, já se gozaram (os que podem) as férias na praia, as touradas vão aos poucos dando lugar ao futebol, e as conversas começam a debater a próxima época.
Vamos deixar de parte os Benficas ou os Sportingues, que afinal deviam ser apenas os nossos segundos clubes de opção, (os da nossa terra serão sempre a primeira escolha) e vamos dar a primazia ao nosso J.S.A.
Não vai ser uma tarefa fácil para a Direcção, que até agora se tem mostrado empreendedora, e digna das funções de que está mandatada, constituir o novo plantel que pelo menos se mostre à altura, de tudo o que foi feito nas duas épocas passadas.
E, digo isto, porque ao contrário daquilo que seria recomendável, cada vez mais o futebol amador, aquele que eu considero o “puro” e “verdadeiro”, se está a transformar em algo que cada vez mais enlameia o futebol. Pagam-se quantias exageradas por qualquer craque, que lá porque chuta com mais força, ou aprendeu a fazer umas fintas, se julga no direito de auferir uns “extras”, que pelo menos chegue para umas boas noitadas em qualquer local de diversão nocturna. Mas quando se lhes exige três, em vez de dois treinos, pedem logo a demissão do treinador.
Adiante...
O Alandroalense, infelizmente, não pode valer-se das camadas jovens, pois o futebol juvenil está difícil de se impor por estas bandas. E daí quem sabe, se algo de bom poderia advir, pois pelo que me é dado observar, qualquer um que se saliente neste escalão, ou é absorvido de imediato pelos mais poderosos ou então as chamadas “peneiras” depressa o ofuscam.
Daí as complicações com que se irão debater os responsáveis, agravados pelo facto de se aproximar uma época de dificuldades redobradas, se atentarmos ao facto das reestruturações que os próximos dois anos vêm trazer ao futebol, podendo originar que passem a militar no distrital 7 equipas que ora militam da III Divisão (e no Alentejo que nunca foi “bem quisto”, pelas altas estruturas, poderão constar Estrela de V. Novas, Juventude de Évora, Lusitano e Monte Trigo), o que proporcionaria, (embora não o desejássemos) um SUPER DISTRITAL.
Convém, portanto que o Alandroal se mantenha na Divisão de Honra, e isso só será conseguido, se todos juntos, sem criticas destrutivas, e unidos ao redor da mesma causa, possamos desde já contribuir com o nosso apoio à direcção, auxilia-los, para que se forme uma Equipa que nos dê garantias de nos manter entre os Grandes do Distrital.
VIVA o J.S.A.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 03:32 PM | Comentários (0)

MOBLOG ALANDRO AL

O ALANDROAL E O ALENTEJO DO PASSADO NA OBJECTIVA DO JOÃO PEDRO

torre e muralha jp.bmp
Torre e muralha com era.

Publicado por tata em 03:28 PM | Comentários (0)

evora jp.bmp
À entrada de Évora...

Publicado por tata em 03:22 PM | Comentários (0)

cruz dos tatas.bmp
Cruz dos Tátás

Publicado por tata em 03:20 PM | Comentários (0)

amareleja jp.bmp
Amareleja

Publicado por tata em 03:17 PM | Comentários (1)

arrequiz j. Pedro.bmp
Arrequiz

Publicado por tata em 03:14 PM | Comentários (0)

agosto 15, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

10ª ETAPA -

VISEU / VISEU - 37,8 km

Para a grande apoteose final deste ano, a Volta a Portugal tal como já tinha acontecido há dois anos, regressa à cidade de Viseu para uma etapa que poderá vir a decidir o vencedor em termos individual, mas também no colectivo.

Com uma extensão de 36,8 quilómetros bastante selectivos, embora com bastantes planos, onde os especialistas deste tipo de esforço podem vir a ditar a lei, impondo-se a todos os demais.

Verdade é que, nesta derradeira etapa não devera ser atraiçoado qualquer um dos ciclistas: o atleta que subir ao pódio para envergar a amarela, terá sido certamente o corredor mais forte e completo, durante estes dez dias de competição!

Nota final de Joaquim Gomes:

“Curiosamente, vamos ter um contra-relógio quase todo diferente do de há dois anos, com uma distância apenas diferente em 100 metros. É o traçado talhado para este tipo de corridas, nesta luta solitária contra o cronómetro, pois o traçado de há dois anos, com mais subidas e decidas, acabava por não constituir um grande “handicap” para os trepadores por exemplo. Agora, um contra-relógio vai marcar claramente a diferença para os outros, resta saber se algum deles poderá estar em condições de lutar pela vitória final.”

O Repórter do Alandro al que acompanhou a Volta.


Publicado por tata em 01:34 AM | Comentários (4)

agosto 14, 2005

COLABORAÇÃO DO JOÃO PEDRO

ALENTEJO É FOGO É DOR… É DESESPERO!

Como tema livre, é uma excelente proposta para que se faça um debate de ideias alargado, sobre este ou qualquer assunto da orla interior, no sentido de se poderem encontrar as convergências, com um fio condutor e não redutor como normalmente acontece, onde estas coisas se realizam por obra e graça dos contadores de histórias e, os meios comunicativos especializados atreitos e apelativos, no chamado do racha pessegueiro do quanto pior melhor e para se compreender o que acontece quando - um diz mata… ou outro diz esfola.

Com a seriedade que merece e justifica o desenvolvimento na generalidade, esta minha província merecia desde há muito um tipo de encontro de ideias diferente e responsável, com os postigos, as portas, as janelas, bem arejadas, de cérebros com correntes positivas e com os corações ao largo mas presentes, num fio de prumo desapaixonado, sério e livre, sem tabus nem arrogâncias, sem a demonstração de impossibilidades, nem com segundas intenções de caris duvidoso, dando voz e oportunidade cívica a quem tem vontade e conhece, onde as correntes de ar do outrora levaram a impedimentos políticos nas décadas de 70 ou 80, como agora ainda acontece e continuam.

A canção é tão batida que existe um cantor que aprendeu e compôs – deixem a política para lá… nem para cá…, percam tempo e debrucem-se naquilo que é importante no futuro.

Na senda do bem estar a que todos aspiramos, numa perspectiva comum de engrandecimento regional ou local, onde o nacional é bom e, a produção gera a riqueza que quisermos, como forma de sequenciar e prever, promover o futuro, isto é – assegurar minimamente a nossa velhice e a dos nossos vindouros.

Lamentavelmente o assunto não tem merecido a prioridade nem a responsabilidade de quem de direito ao nível nacional, quanto a mim por culpa de muita gente regional e local.

É a falta de estudos credíveis?
É a pouca apetência de alguns sem a visão atempada, provisional e técnica de longo prazo?
É o deixar andar porque o tempo resolve tudo?
São os bens instalados acenando o velho papão das verbas nossas que eles contam?
É a desculpa comezinha ou falta de habilidade e saber, na satisfação de interesses locais?

É a visão de médio e longo prazo, com programação das prioridades vista sobre objectivas viscerais de conveniências actualizadas para uns quantos, isto é quando nós lá chegarmos, será lógico que estes lá não estejam (no fundo são os mesmos tirados da mesma fornada). E se ainda lá estiverem como é? … Será ainda muito pior, digo eu … Então o esforço deverá ser redobrado e difícil.

Desenquadrados das realidades (dizem muitos) sem antes terem olhado num círculo mais lato em seu redor, onde os reformados e os que para lá caminham, os doentes podem estar desempregados e á míngua de sustento, não podem contribuir activamente em situações onde os canudos e os poleiros têm muito peso, apenas servindo para receber, para gastar o orçamento e fazer despesa, em virtude dos privilégios e benesses o que pagam recebem por via indirecta, habilmente adaptados a cada sistema.

A força de qualquer clã partidário local tem os seus quês, muitos contribuem para o todo nacional, onde a sua força por vezes, é maior do que qualquer ministro (na gíria até se diz: se queres o problema resolvido não vás ao ministro… fala com o porteiro).

Nos dias de hoje pode vir toda a plebe reclamar e gritar seja o que for, se no entender desses Senhores foram negadas as petições claras e evidentes e se as necessidades não forem consideradas, isto é falando portuguesmente ao uso do Alem-tejo raiano, logo ouvirão responder em voz impositora…aqui não há nada para ninguém, nós sabemos, nós mandamos, nós manobramos… veja-se muitas vezes alguns assuntos onde a boa vontade podia impera e estes seriam resolvem-se na hora.

As fotos da falta de água em Portugal, são trazidas todos os dias pela comunicação, são deprimentes e envergonham muitos que, sofrendo calados como se em sentido estivessem, debaixo de uma ditadura disfarçada, anestesiados e impotentes, sem saber a que porta bater para reclamar e responsabilizar por incúria, por relaxamento, por incompetência de grupos formadas em volta de problemas, para os quais cobraram um valor não ressarcido ou desproporcionado.

Saudosistas, despesistas, oportunistas, irrealistas encontramos de tudo por aí como melões sem pevides e os desinteressados com culpas no cartório muito calados sem assumem os erros, os fracassos ou a ignorância, os de carteira inchada todos os vemos e todos os sentimos mas, não lhe conseguimos fazer querer que a coisa está preta e, não terá de ser assim sempre e algo terá de mudar.

Cada um tem formas diferentes de ver as situações e, se os bem pensantes incutirem no seu meio, para que não se faça nada ou produza, chegará um dia destes não muito distante e, ficaremos á mercê de um qualquer senhor importante, um importador ou um qualquer grupo económico, que nos mande vir os melões e os feijões, as palhas ou a farinhas que nós pagamos e, pior ainda pode acontecer com – a água, o leite ou os medicamentos.

Para que os animais racionais ou não, possam ter um almejo de seriedade e esperança nesta terra, com esta ou outra gente e se possam alimentar sem produzir… de cara alegre e sorridentes, isto em nome da liberalização de tudo o que se possa negociar e tenha peso, sem interferência ou poder regulador dos governantes.

Isto é falando do lado económico mas, o aspecto cívico é tão romântico ou mais, tendo também aspectos muito sombrios, merecendo algumas considerações.

Existem pressupostos na vida colectiva de qualquer cidadão, deveria este pudesse fazer a prova consciente da sua vivência em democracia.

Dizer aquilo que pretende para si e para a sua família neste momento?
Qual é ou foi o seu contributo para esta situação, modos e motivos?
O que espera do amanhã e em que condições, pensa lá poder chegar?
Quando, quando e onde, vai exigir explicações ou informações?

Para os políticos teóricos já conhecidos, as matérias têm ocasião e prazos já predefinidos, não em termos de interesse local ou benefício geral mas… movidos por interesses relacionando com períodos especiais e épocas do ano, como sejam: Visitas de personalidades em campanha, incremento e convites de pendor clubista e politiqueiro, o calendário da ida ás urnas ou outros.

E se verificarmos em pormenor o profissionalismo da léria é tal que, o dia da semana e a hora, podem ser importantes por este ou aquele aspecto visto de soslaio porque ainda é legítimo, ao ponto do solstício poder estar ultrapassado e ser necessário o equinócio.

Porque as atitudes e afirmações deveriam ser caras a tais personalidades, desde o 25 de Abril de 74, infelizmente a existência de muitas caras e muitas redundâncias na hora dos telejornais, fizeram destas pessoas serem boas e cumpridoras até determinado momento mas, agora e logo que abrem a boca a desconfiança e a confusão em mim torna-se arrasadora, pelo que começam a ser apelidados genuinamente de caras de pau e, pessoas de pouco carácter.

As fotos do Alentejo apontam que aquele azul boreal dos raianos é o mesmo, é um céu peculiar sem igual e de nítidos contornos celestiais que (alguns de nós) aprendemos a gostar.

No horizonte, vislumbram-se as árvores secas, para não falar dos pastos ou das oliveiras, os chaparros mesmo que queimados ainda poderiam proteger do sol tórrido ao gado mas…onde é que está o gado? Resistiu? Onde estão os animais e como vivem? Será que morreram á fome ou á míngua de água?

Dada a situação de aflição qualquer das duas possibilidades podem ser verdadeiras, porque conheço os homens e sei do que são feitos alguns, empedernidos por vezes e, quando toca a responsabilidades piram-se quase sempre.

Olhando para aquelas santas terras que, tanto produziam em nome do progresso e agora nem ervas dão… nada contribuem neste momento, para o orçamento Nacional ou para o bem-estar da humanidade mas… porque será assim? Será fatalidade ou moléstia?

Terras que outrora alimentavam os donos, a criadagem e os animais, enriqueciam casas senhoriais que com os seus faustos se deslocadas para o litoral, contribuíam para o bolo nacional em muitos produtos e actividades agora deficitárias? O trabalho não terá mudado assim tanto, nem os conhecimentos, nem as condições são tão adversas por vezes, para mim o que mudou mesmo muito, foram as mentalidades e as responsabilidades de quem cabe gerir.

Sem tentar apontar o dedo a isto ou àquilo, porque não será esse o meu propósito, já todos se aperceberam que existem caprichos inconfessáveis e situações imperdoáveis, quer dos proprietários, quer da fiscalidade, quer do legislador.

Estava muito longe de assim escrever, antes tinha a ideia de colocar veneno o veneno nas senhoras que habitualmente lêem esta secção e, tratar de um assunto próprio do verão e dos dias quentes, pensando que alguém (no plural) por sua vontade, já me teriam dito para ir pescar para o Guadiana ou ainda pior, procurar encontrar ideias frescas no Alcalate, voltando depois com outra visão do presente.

O futuro não está muito longe, onde já haja quem se retire para assim ponderar, sonhar e agir depois do repouso afável, sem faltas ou chatices.

Com isto tudo digo: “ aquele Alentejo como está dói…mas muitas pessoas são insensíveis!”

Se não fora o ataque do sentimento, hoje estaria disponível para falar dos bons petiscos do Alentejo, (fazer birras aos senhores) com boas ementas, sobremesas e saladas - alimentos leve a condizer - mostrando assim o meu lado caseiro de especialista na confecção de sabores fortes e refrescantes da minha terra.

Paciência ficará para uma outra ocasião, se estas não faltarem, tenho a certeza que as minhas leitoras não deixarão esquecer a promessa e manifestarão o seu desejo se porventura me esquecer.

A proposta inicial, era a feitura de um almoço leve e fresco “ Gaspacho-Da Antónia Buca”

João Pedro


Publicado por tata em 05:26 PM | Comentários (1)

NÃO FOI BRILHANTE... MAS...

benfica.jpg
A primeira já cá canta.

Xico Manel

Publicado por tata em 05:16 PM | Comentários (1)

agosto 13, 2005

VERÃO... TEMPO DE FESTAS.


Com o declinar do mês de Agosto, sinónimo de Festas, o fim do Verão e o aproximar do Outono, fecha-se o ciclo das Festas tradicionais por essas freguesias fora.
Como que a servir de ensaio geral para a Tradicional Festa na Sede do Concelho, a última do ciclo Festivo e como tal a ter lugar já no mês de Setembro, e que quer se queira quer não, há-de ser sempre a Festa que une todos os Alandroalenses, por menos pompa que a mesma possa vir a ter, um pouco por todo o Concelho já se realizaram as Festas, a pretexto do Santo Padroeiro.
E se durante o mês de Julho algumas tiveram lugar, será sempre no Mês de Agosto que a maior parte tem lugar: Nossa Senhora do Loreto, em Juromenha, no primeiro fim-de-semana, Nossa Senhora do Rosário, na freguesia do mesmo nome no segundo, S. Brás na Mina do Bugalho e Santo António em Ferreira no quarto.
É altura de um são convívio entre todos, muita animação, o reencontro com as velhas amizades, o regresso desejado daquele que teve que abandonar a terra à procura de uma vida melhor, e que as saudades já há muito se faziam sentir.
É a Banda que passa a trazer alegria a todos, é aquele “artista”, que tanto gostamos de ver na Televisão e que agora “cá vem”, e o “rancho” que tanto ouvíamos na rádio e que vai estar presente. É o moço que vai arriscar numa pega a uma vaca, logo na “tourada”, para que aquela que ele “pretende” saiba que é rapaz valente e à noite no baile, com o “conjunto” que vem de fora seja o seu par toda a noite.
É a “velhota” que não se há-de ir deitar sem comer uma rodada de “brinhol”, e quem sabe talvez o marido não se “enfrasque”, e a “festa” possa continuar noite fora.
É o nosso Povo, são as nossas gentes, as nossas tradições.
Que perdurem...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 04:12 PM | Comentários (3)

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

9ª ETAPA

LORDELO / SÃO JOÃO DA MADEIRA 143,2 KM

Domingo 14 de Agosto, fazendo a neutralização para Lordelo a última etapa em linha vai servir para os primeiros classificados após a Senhora da Graça poderem retemperar as forças para o contra-relógio da consagração.

Paredes assiste á primeira meta volante da etapa ao km 14,9, logo no início, sendo que ao percorrerem os km 63,2 a concorrência e a disputa dos corredores terão uma contagem de montanha e de 3ª categoria, seguindo-se mais duas metas volantes, ema em Carvalhos ao km 83,3 e a última em Santa Maria da Feira ao km 104,3.

Em São João da Madeira, na primeira passagem pela meta, faltarão para a chegada 29,9 km sensivelmente e neste circuito se encontra a última contagem de montanha de 3ª categoria ao km 135,5 em Codal, não se prevendo qualquer influência na decisão da camisola azul.

Como já foi afirmado, no Verão em tempo de férias e num Domingo, será previsível outro banho de multidão no final desta última tirada em linha.


A etapa vista por Joaquim Gomes:

“Uma boa oportunidade para as equipas menos apetrechadas tentarem um brilharete na volta numa etapa que não é muito fácil, pois apresenta subidas que, apesar de não serem muito acentuadas, surgem já no final da prova e depois de uma tirada duríssima, como foi a da véspera. Não acredito que as principais equipas permitam fugas com muito tempo de vantagem e poderemos ter nova chegada em pelotão numa cidade que já nos habituou a banhos de multidão, para mais agora num domingo.

O Repórter do Alandro al que acompanha a Volta

Publicado por tata em 04:08 PM | Comentários (0)

MOBLOG ALANDRO AL

juromenha.bmp

foto J. Pedro
Juromenha - entrada para o Castelo

Publicado por tata em 03:46 PM | Comentários (1)

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

8ª ETAPA

-CELORICO DE BASTO / MONDIM – SENHORA DA GRAÇA 196,8 Km

É já no sábado dia 13 de Agosto a tão esperada e desejada etapa-rainha que, poderá decidir ou não o vencedor desta Volta. Irá por certo dar indicação clara de quem ficará de fora ou destacando positivamente os possíveis craques, na inscrição dos seus nomes em placa de ouro e nas páginas de toda a comunicação social.

Esta etapa muito acidentada nos seus mais de 196 Kms, sendo a sua primeira dificuldade encontra ao Km 45,2 em Santa Eulália, numa contagem de 3ª categoria do Prémio da Montanha.

Depois da fase de calmaria terminada na meta volante ao Km 88,1 em Vila Real, a parte final deste troço aquece desoladoramente, tendo os corredores pela frente um osso difícil de roer, como seja nada menos de 3 contagens de 1ª categoria nos últimos 95 Kms.

A Barragem do Alvão será a primeira dificuldade a uma altitude de 1140 mts ao Km 101,2. Em caminhos de características serranas onde o sobe e desce é padrão, Celorico de Basto vai ser visitando de novo, para a disputa da segunda meta volante ao Km 137,8, finalizando com uma nova subida até ao Km 148,1 até ao Monte do Viso.

Assim pouco faltará, para que os ciclistas possam vislumbrar o alto da Senhora da Graça, antes porém deverão fazer o seu último ponto bonificado do dia ao Km 185,4 em Mondim de Basto, no caminho difícil e derradeiro da etapa, a contagem de 1ª categoria no local da chegada.

Em tempo de férias e a afluência dos emigrantes como a dos turistas, será de esperar um banho de multidão que tradicionalmente acompanha um final de etapa, num local aprazível.


Opinião de Joaquim Gomes:

“Nos últimos 95 Kms da etapa, vamos ter 3 contagens de montanha de 1ª categoria, com uma difícil passagem no parque natural do Alvão, a subida do Monte do Viso e a escalada da Senhora da Graça, facilmente concluiremos que estamos perante uma etapa duríssima, em que as duas primeiras contagens irão naturalmente limitar as condições em que os ciclistas se irão apresentar para a tradicional subida da Senhora da Graça. Será sem dúvida em dia de grandes desilusões e de uma selecção final para apurar o lote de favoritos à vitória final, pois as diferenças serão bastante grandes à chegada.”

O Repórter do Alandro al que acompanha a Volta

Publicado por tata em 03:26 PM | Comentários (0)

agosto 12, 2005

SAIBA MAIS SOBRE AS FREGUESIAS DO ALANDROAL

ALDEIA DA VENDA

FESTA DA SANTA CRUZ


Esta Festa realiza-se no segundo fim-de-semana do mês de Maio, na Aldeia da Venda.
O tradicional Cântico, designado por “CÂNTICO À ORDEM DAS OLIVEIRAS”, retrata e representa as diferenças dos grupos sexuais, a necessidade das relações e reproduções sociais, de forma a garantir a continuidade da comunidade. Esta Cerimónia é composta por catorze raparigas, dos treze aos vinte e cinco anos, e doze rapazes, dos dezassete aos vinte e nove anos, todos solteiros, uma Mordoma e Madalena. As raparigas usam vestidos brancos, por vezes, ao peito cosem, no tecido, enfeites em ouro, e uma tira de flores no cabelo. Os rapazes vestem fatos de cor cinzenta ou azul escura, e transportam uma caçadeira. Estas são disparadas durante o Cântico, saindo papelinhos de várias cores. O Cântico, designado de “LADAINHA” é entoado em tom de voz muito aguda, com algumas pausas, sons de pandeiretas e dos tiros.
O encontro crucial do rito é o “ENCONTRO”, onde se procede ao “BEIJO DA CRUZ”.
Os grupos encontram-se diante do altar, e a cruz vai-se aproximando, transportada pela Mordoma, que se apresenta vestida de branco, do ponto mais alto da Aldeia. Por sua vez, Madalena, vestida de preto, transporta o Sudário, da parte mais baixa da Aldeia.

In: Cd-Rom: Portugal século XXI

Xico Manel


.

Publicado por tata em 09:53 PM | Comentários (2)

agosto 11, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

7ª ETAPA

Sexta-feira 10 de Agosto - FAFE / SANTO TIRSO 160,5 Km

Os ciclistas estarão já com saudades que lhe apareça uma etapa sem qualquer dificuldade e é isso mesmo que se lhes apresenta: Irão encontrar uma etapa que fecha uma semana na estrada, com baixos e altos, por parte de cada um nesta Volta a Portugal 2005.

Com as metas volantes na Póvoa do Lanhoso ao Km 23,7, a de Amares ao Km 70,4 e o da Póvoa de Varzim ao Km 125,1, como programa de ciclismo é apenas prevista uma contagem de montanha de 3ª Categoria, logo na fase inicial em Sarzedelo ao Km 34,2 em pleno horizonte da Serra do Gerês.


Análise de Joaquim Gomes:

“Esta etapa está concebida de forma muito estratégica e no sentido da possibilidade da recuperação de alguns ciclistas, dando hipótese para o final da prova para alguns suplantarem as dificuldades. È mais um dia de transição com uma entrada relativa no Gerês, ao que será esperado um grande banho de multidão quando atingida a zona da costa, com a passagem por Esposende, Póvoa de Varzim e Vila do Conde, antes de rumar para o interior e a chegada a Santo Tirso. Considerada uma das etapas sem grandes dificuldades, onde os atrasados vão tentar certamente evidenciar-se, sendo também oportunidade para os sprinters tentarem a sua sorte.”

O Repórter do Alandro al que acompanha a Volta

Publicado por tata em 08:05 PM | Comentários (0)

MOBLOG ALANDRO AL

Igreja de  Terena.bmp
foto:J.Pedro
Igreja Matriz de Terena.

Publicado por tata em 12:49 PM | Comentários (30)

POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

Quinta-feira é dia de divulgar um poeta popular.
Esta semana:

DOMINGOS MENDES MOREIRA

Natural: Montes Juntos
Data de nascimento: 1906
Faz poesia desde muito novo.


MOTE

Ó que desgraça tamanha!
Se por dias não chover
O seareiro fica à pida
O rico fica a dever.


Os campos estão um horror
Não há nada que dê esperança
Parece isto uma vingança
Que nos fez Nosso Senhor.
Se houver algum pecador
Para que é que todos apanha
O vento é uma gadanha
Afiada com bom corte,
Origem de tanta morte
“Ó que desgraça tamanha”.

Ontem fui ver a seara
As espigas já ardiam
Quase em bica corriam
As lágrimas na minha cara.
Se a Virgem não nos ampara
Ai de nós o que há-de ser
Já que Deus não quer saber
Vem tu, Virgem dar-me a mão
Triste desta povoação
“Se por dias não chover”

Há adubos a pagar
Há ferragens e madeiras
Pagamos ás mondadeiras
Algum trigo temos que ceifar.
Mas depois ao debulhar
É sempre pouca a medida
Isto é um chorar em vida
Sem nada remediar,
Se Deus por aqui não passar
“O seareiro fica à pida”

A erva desapareceu
A terra está feita em pó
Isto faz-me lembrar já
Quando a seara ardeu.
Isso não alcancei eu
Senão apenas a ler
Pode o mesmo acontecer
Desde que Deus não acuda,
Se o vento dali não muda
“O Rico fica a dever”.


DÉCIMAS SILVADAS

Desculpa primo João
Desses versos que te fiz
É como o outro que diz
É tudo uma mangação.
Tu não te ofendas pois não
Com tudo quanto de diga
Que a nossa amizade amiga
Só por morte há-de acabar
Eu até lá te hei-de arranjar
“Uma boa rapariga”.

“Uma boa rapariga”
Que seja filha de bons pais
E que tenha cabedais
Não é malta da formiga
A essas não se lhes liga
Mas primeiro quero-te avisar
Tens que te desenrascar
Que algumas são de mania,
Não te avente ela algum dia
“Com os aparelhos ao ar”

“Com os aparelhos ao ar”
Porque algumas são manhosas
Bonitas parecem rosas
Mas são falsas no pensar.
Nós havemos de preparar
As coisas com muito tento
Em se vendo o andamento
Já se sabe como tu hás-de ir,
Mas olha se ela cair
“Eu quero ir ao casamento”

“Eu quero ir ao casamento”
Para cantar mais o teu pai
E se a gente lá não vai
Não presta o divertimento.
Ainda tenho muito tempo
Para poder ser convidado
Mas um dia tão desejado
Até parece que não vem,
Já tu hás-de parecer bem
“Ali com a noiva ao lado”.


Publicado por tata em 12:33 PM | Comentários (1)

agosto 10, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

6ª ETAPA – VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA 2005

Tancoso / Fafe 173,1 Km

No dia 11 de Agosto quinta-feira entra esta edição da volta a Portugal em Bicicleta, numa fase de transição, dado que nos próximos dois dias estará ausente a alta montanha, permitindo uma recuperação de algumas energias do pelotão, face às dificuldades que este irá encontrar até ao ultimo dia da prova.

O ponto de bonificação encontra-se situado em Moimenta da Beira ao Km 37,6 ao que se segue outro em Armamar, ao Km 61,4.

No alto de Teixeira estará a única contagem para o prémio da montanha de 2ª Categoria, quando estão percorridos 98,2 Km, com Felgueiras na mira ao Km 133,8 para disputa da última meta volante.

Com o final em Fafe inicia-se o regresso dos circuitos, este com 23,7 Km, onde a decisão da etapa será apenas válida à segunda passagem pela linha de meta colocada na Avenida 25 de Abril.


Abordagem e considerações de Joaquim Gomes:

“A parte inicial desta etapa até chegar a Armamar, não apresenta grandes dificuldades, mas a partir daí as coisas complicam-se com o Mesão Frio e o Alto do Teixeira a poderem colocar alguns problemas e a atrasarem de forma irremediável os que se sentirem em maiores dificuldades. Mas, na frente, o pelotão deverá surgir agrupado por uma chegada de grande espectáculo na sempre concorrida Avenida 25 de Abril.”

O Repórter do Alandro al que acompanha a Volta

Publicado por tata em 08:15 PM | Comentários (0)

MOBLOG ALANDRO AL

abanda.bmp
foto:João Pedro
Alvorada na Festa de Setembro.

Reconhece alguns Músicos? E acompanhantes?

Publicado por tata em 05:52 PM | Comentários (0)

agosto 09, 2005

5ª ETAPA – VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA 2005

Antevisão da ligação – Termas de Monfortinho / Gouveia

No dia 10 de Agosto inicia-se a 5ª Etapa da 67ª Volta a Portugal em Bicicleta, com partida do local do início da edição desta prova, no ano passado.

Sendo uma ligação cheia de dificuldades, tanto mais que se desenrola por montes e vales, tendo como cenário a difícil Serra da Estrela.

Depois de duas metas volantes, uma em Belmonte ao Km 84,7 e outra em Manteigas ao Km 112,4, a escalada para a Torre processa-se desta vez por esta vertente, atingindo Piornos com contagem de 1ª categoria marcada para o Km 134,1.

Neste local inicia-se e descida para Seia, estrada esta já percorrida em sentido inverso, passados que foram dois dias, em direcção a Pinhanços, onde ao Km 170,4 será cumprida a ultima meta volante, do dia posterior ao descanso.

A última contagem da montanha é de 3ª categoria ao Km 183,7m á chegada a Gouveia.


Análise de Joaquim Gomes:

“Depois do descanso, nova abordagem á serra da Estrela e respectiva escalada à Torre, pelo lado da encosta que liga Manteigas a Piornos. É uma etapa algo semelhante á que terminou no Fundão, mas aqui com dois pormenores: a quilometragem é maior e termina numa contagem de montanha. Por outro lado, esta tirada corre-se depois de um dia de paragem que normalmente acentua a capacidade dos que estão bem e reforça a inferioridade dos que se encontram em condições mais difíceis. Será mais uma etapa em que se produzirão novas diferenças.”

Repórter do Alandro al que acompanha a Volta.

Publicado por tata em 09:23 PM | Comentários (0)

ENQUANTO NÃO COMEÇA O “NOSSO” CAMPEONATO....

ENQUANTO NÃO COMEÇA O “NOSSO” CAMPEONATO....

JOGOS PARA A TAÇA DE PORTUGAL

CLUBES DA NOSSA ZONA

DIA 4 DE SETEMBRO

Vendas Novas – Machico
Montemor - Lagoa
Lusitano - Vasco da Gama
Elvas - Juventude
Monte Gordo – Monte Trigo.

Ainda não perdi as esperanças de ver o meu J.S.A. nestas “andanças”.

Xico Manel


Publicado por tata em 08:13 PM | Comentários (0)

UMA VEZ SEM EXEMPLO

scp.bmp

Força SPORTING "untem-nos" e juntem-se aos grandes.

Xico Manel

Publicado por tata em 08:07 PM | Comentários (3)

OU EU SOU PARVO...OU ANDAM A QUERER GOZAR COMIGO...


Chega-me a casa uma publicação, que eu julgo credível, ou não fosse emitida por uma Empresa de grande projecção no mercado, e na qual até confio para as minhas compras, que me garante: «EMPRESA OFERECE ENVIO DE BLOGS PARA O ESPAÇO».
E depois desenvolve: Uma empresa norte-americana começou a enviar blogs para o espaço, na tentativa de estabelecer contacto com outras formas de vida inteligente.
E no desenvolvimento da notícia ficamos a saber que a prática de tentar estabelecer contactos com os extra terrestres, já vem de longe, pelo envio de sinais de rádio e televisão, por intermédio da Internet, como o caso do SETI, o Talk to Aliens, que permite o envio de sinais de voz para o espaço.
Agora aparece o Blog In Space, um projecto da MindComet, que permite aos bloggers, o envio de registos para o espaço.
Até aqui tudo bem.
Mas agora pergunto eu:
Se na “nossa terra” não nos entendemos, se no nosso país cada um puxa para seu lado, se no mundo anda tudo à batatada, como é possível que os extraterrestres nos compreendam?
Ainda por cima, Ted Murphy, o pai desta ideia adverte, “ Recomendamos aos nossos utilizadores, que evitem linguagem e conteúdo que possa provocar os nossos vizinhos extraterrestres”.
Se com isto quer dizer, conversas sérias, com abordagem a assuntos sérios, com ideias inteligentes, dando exemplos de gente honesta, com comentários sérios, muitos poucos portugueses terão direito a ir para o espaço.
Se a ideia é aproximar os Aliens... devem é fugir a rabo esticado.

Saudações Marroquinas
Xico Manel


Publicado por tata em 07:58 PM | Comentários (0)

agosto 08, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA


Antevisão do dia de descanso - Terça Feira 9 de Agosto

Muito boa gente, pensará que quando se fala no descanso da Volta a Portugal em bicicleta a caravana e todo o staff técnico incluindo os corredores, terão um dia de relaxamento ou de férias.

Nada mais errado, o ciclismo tal como outra qualquer modalidade desportiva, com os seus segredos de treino, a recuperação de enfermidades e a manutenção do físico, regem-se por regras e preceitos estudados e interiorizados pelos técnicos e atletas.

Assim e apesar do chamado dia de descanso, dado que os ciclistas não estarão em repouso nem pouco mais ou menos, mas sim debaixo de uma assistência rigorosa no aspecto alimentar e assistidos pelos massagistas, mantendo o metabolismo sanguíneo adequado ás condições do tempo quente, com treinos mesmo na hora de mais calor, para que o corpo se adapte á temperatura esperada no dia seguinte.

A desidratação é um dos aspectos muito cuidados, sobretudo em provas de longa duração e de esforço quase contínuo, muito embora por essa via, se eliminem muitas toxinas permitindo a tonificação muscular, sem esquecer a verificação da forma como o corredor se adaptou ou não ao tipo de corrida, onde a ansiedade, a pulsação e a tensão média, deverão ser geridas e adaptadas se forem necessárias adaptações para que o nível do rendimento desportivo e o ritmo competitivo, sejam optimizados a cada momento.

Repórter do Alandro al que acompanha a volta.

Publicado por tata em 11:40 PM | Comentários (0)

RECORDANDO O DRº XAVIER

auladrxavier.JPG
Estes rabiscos foram passados para o papel, com um lápis de carvão macio e um marcador preto, numa aula de Ciências-Naturais leccionada pelo saudoso Dr.Xavier Rodrigues, muito embora também leccionasse a disciplina de desenho, por volta dos anos 1964/65.

Esta distracção deu isto, um verdadeiro documento histórico para o artista e para a terra que o viu nascer.

Publicado por tata em 11:33 PM | Comentários (2)

NO TALHO VARANDAS HÁ

Quando lá comprar, saiba escolher.

"O" do Alandro al que vai às compras

Publicado por tata em 11:01 PM | Comentários (0)

1X-Vaca-sub.dividida.jpg

Publicado por tata em 10:58 PM | Comentários (0)

2X-Borrego-Sub.dividido.jpg

Publicado por tata em 10:57 PM | Comentários (0)

3X-Porco-sub.dividido.jpg

Publicado por tata em 10:56 PM | Comentários (0)

agosto 07, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

4ª Etapa Antevisão – PENAMACOR/CASTELO BRANCO (216,7Km)

Nesta segunda-feira, sendo uma etapa considerada de dificuldade média, contudo apresenta-se como a etapa mais longa de toda a prova de 2005, com uma contagem de montanha logo aos 37,2 Km e de 4ª categoria localizada em Idanha-a-Nova, ao que se seguirá logo depois uma meta volante em Oledo ao Km 44,9.

A situação de calmaria não irá verificar-se tanto mais que ao Km 105,5 se seguirá a segunda contagem do dia desta vez de 3ª categoria, na Serra de Muradal, seguida de novo ponto de bonificação ao Km 130,9 em Oleiros.

A montanha estará novamente no horizonte dos ciclistas com uma contagem de 2ª categoria ao Km 141,1, na Serra de Alvelos para a subida para Proença-a-Nova, marcará a última contagem da etapa ao km 165,7 e de 4ª categoria.

A meta volante ao Km 171,3 em Moitas, estando prevista a chegada a Castelo Branco junto da Avenida Nuno Álvares.


A etapa analisada por Joaquim Gomes:

“Tratando-se de uma ligação muito parecida com a primeira etapa do ano passado, como a etapa mais longa não parece desajustado, sabendo que estaremos na véspera do dia tão esperado, o dia de descanso para toda a caravana. Com duas partes distintas no percurso, sendo no início de constituição fácil e plana, com a segunda parte mais difícil e acidentada, onde o acumular dos quilómetros poderá ter os seus efeitos. Exige-se boa capacidade aos ciclistas na recuperação das forças, no seguimento da dura tirada da etapa da Torre. Apesar de todas estas dificuldades, é convencimento de que poderemos esperar mais uma chegada com términos ao “sprint”.

Repórter do Alandro,al que acompanha a Volta

Publicado por tata em 09:37 PM | Comentários (0)

SAIBA MAIS SOBRE AS FREGUESIAS DO ALANDROAL

SANTIAGO MAIOR

LENDA DE SANTIAGO

Segundo reza a lenda, o corpo do Apóstolo São Tiago terá chegado ás costas da Galiza, arrastado pelas águas do Mediterrâneo.
Próximo do local onde foi encontrado ergueu-se uma Catedral e uma Cidade: Santiago de Compostela.
Nas lutas entre Mouros e Cristãos Ibéricos, estes invocaram Santiago como seu Santo protector e incentivador. Por estas invocações, o Santo passou a ser conhecido também por “São Tiago Mata Mouros”.
Tendo sido retirado do mar, Santiago tem como símbolo uma concha, designada também de vieira.


Xico Manel

Publicado por tata em 09:34 PM | Comentários (0)

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

A Volta a Portugal vista e comentada por Joaquim Gomes:

“Em termos absolutos, creio que foi possível elaborar um traçado muito equilibrado. Sabendo que, com este número de dias de prova, o Alentejo e o Algarve terão de ficar de fora da prova, e, para manter níveis interessantes do espectáculo, não podendo fugir à Serra da Estrela e á Senhora da Graça, foi difícil conseguir uma solução que mantivesse o desejado equilíbrio, com etapas fáceis, médias e duras. É evidente que haverá sempre críticas, seja qual for a opção seguida, e isso é salutar, pois pode-nos dar pistas para melhoramentos de ano para ano. Mas as pessoas têm igualmente de compreender de que há condicionantes que temos de respeitar, uma vez que a prova tem actualmente exigências e responsabilidades que nada se comparam às de épocas atrás. Mas, levando em linha de conta tudo isso, estou satisfeito com a solução obtida já que, repito, considero o traçado muito equilibrado”.

Repórter do Alandro,al que acompanha a volta

Publicado por tata em 04:33 PM | Comentários (0)

agosto 06, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

Antevisão para domingo - LOUSÃ / FUNDÃO ( 156,2 Km )

No dia 7 de Agosto Domingo e fim-de-semana, sendo um dia ideal para uma verdadeira romaria a caminho da Serra da Estrela, observando e desfrutando as belezas dos montes e vales da paisagem serrana e observar a primeira passagem dos corredores, no ponto mais alto do território português.

A Lousã recebe a caravana da volta e, dela partindo a terceira etapa, assim tem esta o seu primeiro ponto de bonificação ao Km 37,1, mais precisamente em Arganil, dirigindo-se o pelotão para a estrada EN17 também conhecida pela estrada das Beiras no caminho de Seia, encontrando-se aí instalada a segunda meta volante ao Km 85,9.

A escalada para o prémio de montanha de 1ª categoria, está colocado no cruzamento para a Torre ao Km 115,2, onde posteriormente os perigos espreitam e a perícia deverá ser demonstrada na descida vertiginosa a caminho da Covilhã, com uma meta volante ainda em Tortosendo ao Km 141,9 antes da chegada em frente ao Município do Fundão, terminando aí o troço do dia.


A etapa vista por Joaquim Gomes:

“Sem ser uma etapa muito longa, marca o ataque à alta montanha, em que na parte final, com a escalada para a Torre a provocar naturalmente o fraccionamento do pelotão que, por isso mesmo, deverá chegar ao Fundão bastante esfrangalhado.

Será a altura da primeira selecção de valores, com os potenciais interessados no triunfo final a marcarem o seu terreno. Uma vez que, do alto da Torre à chegada, os ciclistas ainda terão de percorrer 41 Kms, é natural que alguns consigam recolar na descida para a Covilhã, mas para tanto é necessário que se encontrem em boas condições e não percam muito tempo na escalada”

Repórter do Alandro,al que acompanha a Volta.

Publicado por tata em 06:05 PM | Comentários (0)

PORTUGAL E OS INCÊNDIOS


Se mal estávamos, pior ficámos....
O meu bem haja aos Bombeiros de Portugal, os únicos que merecem o meu aplauso, a minha gratidão, o meu obrigado, o meu respeito, neste País “queimado”.

Xico Manel

Publicado por tata em 05:39 PM | Comentários (0)

agosto 05, 2005

67ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

DSCI0132.JPG foto primeira etapa


CARTAXO / FIGUEIRA DA FOZ (187,9 KM)

Antevisão da 2ª Etapa

Amanhã a segunda etapa desta prova podemos considerá-la uma das mais planas deste ano, contendo apenas uma contagem de montanha na Serra dos Candeeiros de 4ª categoria, estando esta assinalada ao KM 43,7.

É de notar que Marco Chagas, Alfredo Trindade, Francisco Valada ou José Maria Nicolau e tantos outros ficaram célebres na história do ciclismo português, são naturais do Cartaxo.

Após a saída do Cartaxo os corredores deverão ter em mente, a discussão da frente da corrida dado que, logo aí aos 11,5 KM, terão a primeira meta volante a cumprir na zona Santarém.

Aos 70,6 KM na Batalha, está o segundo ponto de bonificação da prova, no caminho EN1 rumo a Pombal e a Montemor-o-Velho, satisfazendo a ultima meta volante da tirada, isto antes de entrarem no circuito da Figueira da Foz, onde a chegada deverá verificar-se obrigatoriamente não à primeira mas sim à segunda passagem pela meta, enquanto a caravana terá percorrido sensivelmente 8,3 KM no circuito da cidade do Mondego.

Considerações a esta etapa por Joaquim Gomes:

“Uma etapa que considero fácil, sem qualquer subida digna de colocar problemas ao pelotão, e a única questão prende-se com a sua extensão, já que está relativamente próxima das duas centenas de quilómetros. Uma tirada típica para os roladores, com eventuais fugas controladas pelas equipas mais apetrechadas, e onde os sprinters poderão ter uma vez mais uma palavra na discussão da chegada.”

Repórter do Alandro,al que acompanha a volta.

Publicado por tata em 11:57 PM | Comentários (0)

76ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA

A NOVIDADE DE TRÊS CIRCUITOS

Este ano de 2005 a Volta a Portugal em Bicicleta tem para percorrer 1.617,6 quilómetros, subdivididos em 10 etapas e inicia-se hoje.
Sendo uma prova de ciclismo muito popular, com o carinho e multidões que lhe são prestados em todo o país.

Caracterizando-se pela tentativa de uma apresentação diferente, desejando uma maior emoção para os espectadores que se deslocam a cada final de etapa, num sistema experimental, podendo assim assumir contornos de definitivo no futuro se as perspectivas se confirmarem.

O conceito novo deste ano, prende-se com a introdução dos circuitos no final de três etapas nomeadamente Figueira da Foz, Fafe e S. João da Madeira, onde a bandeirada dos campeões, apenas será mostrada à segunda passagem da linha da meta.

Oeiras como ponto de partida nesta volta de traçado inovador, com um pitoresco cenário tendo o Tejo como fundo ao ritmo das pedaladas onde S. Julião da Barra espera certamente o primeiro banho da multidão em apoio dos seus ídolos.

Nesta primeira fase da volta de 2005 como preparativo para as dificuldades iniciais dos corredores, posteriormente aparece a segunda fase considerada de transição até à Figueira, na zona centro de Portugal, por fim aparece a terceira com um troço já destinado para a primeira das duas escaladas da Torre, com os longínquos 216,7 quilómetros finalizando em Castelo Branco, seguindo-se o dia de descanso.

Novo ataque à Torre finalizando com a subida de Gouveia, onde os mais preparados podem afirmar a sua forma e ambição resguardar-se um pouco depois nos dois dias seguintes, dado que os troços com términos em Fafe e Santo Tirso darão certamente à caravana toda a tranquilidade que necessita.

A etapa rainha da prova foi marcada entre Celorico de Basto e a Senhora da Graça com três contagens de primeira categoria, produzindo terríveis efeitos no pelotão, ditando e quebrando algumas ilusões e reafirmando outras quiçá.

A ligação para S. João da Madeira poderá desmontar algumas estratégias com protagonismo furtivo para alguém que não baixa o ritmo competitivo e se lança em busca de sucesso e tal como aconteceu há dois anos, Viseu viverá a glória merecida de alguém que tudo fez neste dia escaldante, com um contra-relógio final de 36,8 quilómetros.

O Alandro al na Volta a Portugal
Repórter de serviço

Publicado por tata em 04:34 PM | Comentários (1)

agosto 04, 2005

SÓ PARA HOMENS DE BARBA RIJA

Volta a portugal.jpg
foto joão pedro

Publicado por tata em 09:40 PM | Comentários (0)

Prova de Vinhos 5 às 8: Pontual

O 5 às 8 é um site dedicado a provas de vinhos e muito mais.

Descobrimos uma prova do Pontual de 2001:

Pontval Touriga Nacional/Trincadeira 2001

Produtor: Companhia de Vinhos do Alandroal
D.O. / Zona: Alentejo
País: Portugal
Tipo de vinho: Tinto
Castas: TourigaNacional e Trincadeira
Estágio: Barricas novas de carvalho
Graduação (% vol.): 14,5
Enólogo: Paolo Fiuza Nigra
Preço: **

--------------------------------------------------------------------------------

Data publicação: Março 2004
Provado por: Tiago Teles - Os5às8
Data prova: Fevereiro 2004
Comentário prova: O facto de nunca ter visto esta marca numa garrafeira especializada e a sua apresentação em garrafa ser muito bem conseguida, levaram-me a comprar este "desconhecido" Alentejano numa loja no Aeroporto de Lisboa. A acrescentar a tudo isto, o preço, de 9 euros, também abona a seu favor.
Nariz forte e sensual. Os aromas a tosta e a chocolate harmonizam com a forte densidade de fruta madura, a recordar compota de cereja e de amora. Existe uma frescura que equilibra a doçura do nariz onde, infelizmente, o álcool etílico acaba por surgir em destaque.
Na boca é saboroso, sentindo-se a densidade de sabores a fruta e a madeira de qualidade. Entra forte, sob o comando da força alcoólica, terminando moderado com taninos elegantes e doces.
Não perde nada se for bebido um pouco mais fresco, a 16º. Apesar de a esta temperatura de serviço o peso a fruta vir atenuado, na sua globalidade a prova torna-se mais aprazível. Não esquecer, no entanto, que em vinhos com esta característica, a sensação normal é que à medida que os goles se sucedem, o cansaço do palato torna-se evidente e, por assim dizer, o vinho vai-se tornando mais curto ao longo da prova. Um estilo internacional, com pouca tipicidade, baseado num casamento feliz entre duas castas portuguesas com enorme potencial na região do Alentejo.
Ptos*: 14,5

Publicado por tata em 09:10 PM | Comentários (0)

POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

Tradição cultural do povo alentejano, a POESIA POPULAR, teve e continua a ter nas gentes do concelho do Alandroal, autênticos “mestres”, nesta arte.
Sempre com o intuito de divulgar o que de bom se faz por estas bandas, e valendo-se da publicação em boa hora mandada executar, que dá pelo nome de “CANTADORES DE ALEGRIAS MÁGOAS E MANGAÇÕES” (1) o alandro al, vai passar a divulgar semanalmente, um poeta popular (2) do concelho, dando a conhecer excertos da sua obra.

(1) – Publicação editada pela câmara do Alandroal em 1993, durante a presidência de João António Ribeiro, que substituiu Inácio José Melrinho, grande impulsionador desta “obra”.
(2) Muitos dos poetas populares que vão ser citados, já não se encontram entre nós, no entanto os seus versos permanecem, em parte devido a esta publicação.

JOSÉ DIAS SOLDA
Alcunha: Zé Duro
Natural de azenha dos Pinheiros
Data do nascimento. 1 de Outubro de 1909

MOTE

Não se pode resistir
Com este tamanho aperto
Não ganhamos só para o pão
Isto assim tem pouco jeito.



Portugueses, portugueses
Temos muito que penar
Está a miséria a chegar
Não demora muitos meses
Até nem os burgueses
Querem mandar produzir
Só se pensa em destruir
Uma coisa fora do termo,
Com este mau governo
“Não se pode resistir”

Já não vejo o povo em paz
Na minha vida se calha
Estão roubando a quem trabalha
Para aquele que nada faz.
Não sei bem se sou capaz
De dizer as coisas com acerto
Isto já não tem concerto
E não olham para o desgraçado,
Fica tudo magoado
“Com este tamanho aperto”


Está subindo o alimento
Que é uma carestia
Sobem as coisas dia para dia
Outras logo de momento
Há muitos a cem por cento
Conforme é a duração
Há gente sem coração
Que só olha p´ró que come,
Os outros morrem de fome
“Não ganhamos só para o pão”

O Alto Alentejo ainda tem
Em pedra mármore defesa
Em Lisboa há muita Empresa
Mas não pagam a ninguém.
Nós todos sabemos bem
Que ninguém anda satisfeito
De onde vem o defeito
Todos devem saber,
Trabalhar sem receber
“Isto assim tem pouco jeito”

MOTE

É sempre a mesma canalha
Que anda de banquete em banquete
Quem produz e quem trabalha
Come açordas sem azeite.


Nasci pobre e pobre sou
E pobre devo morrer
Ninguém deve saber
O que esta alma penou.
Todo aquele que lutou
Para vencer esta batalha
Devia ter uma medalha
Pela sua dor e conquista
São coisas que estão à vista
“É sempre a mesma canalha”

Eu sou pobre até ao fim
Toda a vida o tenho sido
Como tenho este sentido
É por isso que aqui vim.
Sou um poeta ruim
Nada faço que se aproveite
Até à hora a que me deite
Eu estou nisto a pensar
Uns morrem a trabalhar
(Outros) “andam de banquete em banquete”

Já estou velho e sou doente
Já não posso produzir
Quem não gosta de me ouvir
Nunca pode estar contente.
Eu digo a quem está presente
Que já comprei a mortalha
Comprei também a toalha
P´ra limpar o meu suor,
Deviam de olhar melhor
“ (Para) quem produz e quem trabalha”

Antes de ser reformado
Trabalhei até que pude
Juro pela minha saúde
Que fui bastante explorado.
Andei sempre escravizado
E os poderosos mandaletes
Nem tiravam bilhete
P´ra irem passeando,
O que anda trabalhando
“Come açordas com azeite”





Publicado por tata em 04:48 PM | Comentários (1)

agosto 02, 2005

TEMA LIVRE

alentejo_carlos_gomes_net.jpg
Foto Carlos Gomes

O Carlos Gomes propôs e nós acedemos.

Este é um post com tema livre para que possam deixar os vossos comentários e opiniões.

Apenas se pede que haja contenção verbal e respeito mútuo.

Publicado por tata em 06:24 PM | Comentários (4)

Cobrador do Fraque

CUIDADO!

Os caloteiros que se cuidem.

Já receberam este mail a oferecer os serviços dos Senhores do Fraque?


cobrador_do_fraque.jpg

Os Senhores do Fraque é uma empresa ousada composta por profissionais de grande prestígio e experiência na área de gestão de cobranças.

MISSÃO

As grandes empresas líderes de mercado sabem qual a mais valia que os serviços de Os Senhores do Fraque traduzem para o saneamento da sua tesouraria, aumentando a previsibilidade e a segurança das suas operações comerciais, restaurando a confiança nos negócios que algum laxismo tem vindo a minar nas relações comerciais.

Qualquer ineficiência na gestão de cobrança tem grandes e imprevisíveis impactos negativos nos resultados da sua empresa.

Elimine o seu passivo em tempo reduzido, diminua e controle os prazos médios de recebimento concomitantemente que aumenta os rácios do seu balanço; informação crucial para empresas de Construção Civil ou que trabalham com o Estado ou simplesmente para poder ter capacidade perante a Banca para contrair o indispensável empréstimo bancário para reforço de tesouraria ou transformar a sua dívida de curto prazo em longo prazo e reestruturar a sua empresa!

Diminua o fosso generalizado sobretudo no presente ciclo conjuntural recessivo -o mais longo destes últimos 50 anos- entre o crédito dos seus fornecedores e a imposta pelos seus próprios clientes, reduzindo drasticamente o seu cash-flow, minando a solidez dos seus activos e pondo em causa os seus objectivos de médio e longo prazo. Entretanto aonde se vai financiar na falta dos pagamentos?

A nossa actuação permite evitar estes problemas, ao actuar DIRECTAMENTE quer pedagogicamente quer personalizadamente, tornando possível e exequível o planeamento da sua Tesouraria, atravessando todo o seu ciclo económico e produtivo como efectivamente tinha pensado!

Pelo que os serviços dos Senhores do Fraque traduzem soluções de alto valor agregado.

PREOCUPAÇÕES? RESPONSABILIDADES SOCIETÁRIAS? CEDA AS SUAS DÍVIDAS e deixe a nossa famosa equipa de cobranças tratar do resto…

Possuímos uma equipe flexível e uma estrutura ágil que permite actuar rapidamente e directamente junto dos devedores, uniformados e respectivas viaturas caracterizadas, e com uma equação de custos conveniente e proporcionada aos nossos clientes, baseada numa estrutura simples: provisão inicial para as despesas iniciais, cobrando só o remanescente APENAS com a efectiva cobrança das dívidas.

Desta forma asseguramos a idoneidade da operação, uma vez que a mesma é avaliada pelo desempenho/resultado, não havendo para o cliente quaisquer outras despesas independentemente do resultado.

Provavelmente o melhor investimento que poderá fazer para defender os seus Créditos por Cobrar…uma vez com a cessão pode declarar de imediato custos extraordinários (P.O.C. conta 69.2) e recupera a diferença pela redução dos resultados a tributar e simultaneamente recebe pela venda bem como pela recuperação do IVA que já pagou. Transfira a sua dor de cabeça para o devedor!

Deseja ser contactado por um dos nossos COMERCIAIS? TELEFONE-NOS JÁ PARA O 218 619 204 MARQUE ENTREVISTA SEM COMPROMISSO!

É bom demais para ser verdade? fale com o seu contabilista e confirme com ele!


OS SEUS DEVEDORES DEIXARÃO DE GOZAR COM O SEU DINHEIRO…

Para saber como recuperar o seu dinheiro veja o nosso site http://www.cobradordofraque.com


E caso se decida antes do fim do mês, beneficiará ainda de um DESCONTO de 5% nas despesas de cobrança

Publicado por tata em 06:20 PM | Comentários (10)

Blogues Locais - Monsaraz

Monsaraz está em férias mas vale bem a pena uma visita ao blog pela beleza das fotografia que podemos encontrar.

Publicado por tata em 06:11 PM | Comentários (0)

OS COMPADRES

compadres_44_a.jpg

compadres_44_b.jpg


compadres_44_c.jpg

Em colaboração com SERGEICARTOONS

Publicado por tata em 06:08 PM | Comentários (1)

Aumento de visitas no mês de Julho

visitas_blog_julho.gif

O ALANDRO AL registou um aumento significativo de visitas no mês de Julho com um total de page views próximo dos 7000 e mais de 3500 visitantes.

Obrigado a todos os que nos visitam.

Publicado por tata em 05:58 PM | Comentários (0)

agosto 01, 2005

É POUCO

Vamos falar de Turismo.
O Concelho do Alandroal, para não faltar à verdade, pouco tem para mostrar em matéria de Turismo.
No próprio Alandroal, tirando o Castelo, e as Igrejas pouco mais temos para mostrar, a não ser a Fonte, o que me parece não ser suficiente para atrair turistas. Percorrendo o Concelho e exceptuando o Castelo de Juromenha, que se for visitado nesta altura, apenas nos poderá proporcionar impropérios, contra quem responsável, nada encontramos que mereça a visita de turistas.
È certo que o Endovélico, e a atracção que poderá vir a constituir o Grande Lago, poderão a breve tempo constituir um motivo de chamariz para quem queira deslocar-se até ao Alandroal.
E complementado com as obras planeadas para a reestruturação do Castelo de Juromenha, poderá trazer um acréscimo de visitantes ao Concelho.
Contudo, uma rápida consulta pela Internet para quem procure fazer turismo no Alandroal, nada nos adianta, e digitando no “Google” turismo Alandroal aparecem-nos dez sites, cinco deles anunciando casas de turismo rural, um salientando a visita do Secretário do Estado à Expo – Guadiana, e os restantes direccionando para o Alandro al
Weblog, sinal que o assunto nos tem merecido atenção.
Se é certo que na Expo-Guadiana, se tentou pontencializar esta vertente, não só pelo pavilhão de fotografia, “Moinhos do Guadiana no Concelho do Alandroal, e Arquitectura e Vida en la Frontera”, assim como a realização de um colóquio “ Um caminho para o Alandroal: Turismo, Agricultura e Industria”, a par de um pavilhão em local de destaque, e com gente competente a prestar informações, não deixa de constituir lacuna, que aliás já vinha denotando, pelo menos nos últimos anos, não existir qualquer pavilhão alusivo ao Alandroal na grande mostra que é a Feira de S. João em Évora.
Com o aproximar das obras do Castelo de Juromenha, com a gastronomia que já possuímos, com as potencialidades que Alqueva nos irá proporcionar é altura de dar
a conhecer, com uma politica agressiva , que faça convergir para o nosso concelho, turistas, não só vindos da estranja, mas sobretudo nacionais.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 09:54 PM | Comentários (1)

TRADIÇÕES

DOIS JOGOS TRADICIONAIS DO CONCELHO DO ALANDROAL

JOGO DA MALHA:

Para este jogo são necessárias duas equipas de dois elementos, quatro malhas (peças redondas) de ferro com 15 cm de diâmetro e 3 a 4 mm de espessura, e ainda dois pinos (peças cilíndricas) de 20 cm de altura e 4 ou 5 cm de secção.
É praticado em terreno plano, colocando os dois pinos de pé a uma distância de 15 a18 metros um do outro. Por detrás dos pinos fica um elemento de cada equipa lançando, alternadamente, as malhas, que cada um possui, na esperança de derrubarem o pino do adversário.
Uma partida pode ser constituída por três jogos, devendo a equipa vencedora ganhar dois. No final do jogo por cada derrube conseguido, ganha seis pontos. O jogo termina quando a equipa alcançar um total de 30 pontos.

JOGO DO XITO:

Para o jogo do xito é necessária uma mesa pequena e baixa (rente ao solo). Com quatro pés, na qual se põe um chifre de animal, em posição vertical. A mesa deve ter ainda um buraco.
O objectivo do jogo consiste em acertar no chifre com moedas, com cerca de dois centímetros de diâmetro.
A pontuação distribui-se da seguinte forma: se o jogador acertar obtém quatro pontos; se enfiou a moeda no buraco da banca (mesa) vale seis pontos; se atingir o “xito” e enfiar a moeda no buraco arrecada dez pontos; caso deixe ficar uma moeda em cima da banca alcança quatro pontos.
É vencedor o participante que perfaça um total de vinte e quatro pontos.
No caso de existirem mais que dois jogadores, perderá o jogo, aquele que ficar com menos pontos.

Xico Manel

Publicado por tata em 09:52 PM | Comentários (0)