julho 30, 2004

69

68 O Período (stats) 24731 122 41378 166
69 ALANDRO AL (stats) 5615 99 8626 164
70 Sofia na terra de sua Majestade, Queen B (stats) 16681 104 30131 161

Blogómetro.

Publicado por tata em 12:43 AM | Comentários (3)

julho 29, 2004

O Alandroal por Oficina das Ideias

blog500_alandroal1.jpg
foto Vicktor Reis

O Alandroal visto pela Oficina das Ideias (04 de Julho de 2004).

Publicado por tata em 10:40 PM | Comentários (1)

Presidenciais Americanas 2004

4eua.gif

Um blog do PUBLICO sobre as presidenciais americanas.

E se os jornais de referência tivessem uma página de links para os blogs de referência, tal como acontece no NotíciasAlentejo ou no portal Tudoben?

Publicado por tata em 08:43 PM | Comentários (0)

Os Verdadeiros Heróis

Ao ver-mos hoje as noticias nas principais cadeias de televisão Portuguesas
somos confrontados com uma realidade que embora muitos não queiram admitir,
alguns poucos advertiram logo após o verão quente de 2003. Alguém ainda se
lembra?? Que foi feito para evitar que o mesmo cenário se repetisse? Quase
nada ou mesmo nada e hoje aí temos de novo o flagelo dos incêndios um pouco
por toda a parte... Incúria das pessoas? Do governo? Dos Proprietários?? Não
sei e nem serei eu que tenha que ter essas respostas...Agora que eu me deva
indignar e acho que todos nos devemos indignar com o facto de alguém no seu
perfeito juízo dispensar alguma ajuda que foi oferecida por países como a
Alemanha ou a França para não referir outros, bem sei que estão já no
terreno aviões Espanhóis e Italianos e Gregos, mas serão suficientes?? Para
o que se tem visto? E para o que se tem ouvido por parte dos que dia após dia
dão o seu melhor para debelar esta calamidade, que repetidamente vêm avisando
para a insuficiência de meios no terreno???!! Quando se prepara o Ministro da
defesa para adquirir dois submarinos (Para quê??!!! Para defender as nossas
águas territoriais, ou a nossa zona económica exclusiva ) para defender o
quê se sabemos que nem com um presidente da comissão europeia as nossas
pescas ficarão mais «defendidas», não seria muito mais útil comprar meios
aéreos para o combate às chamas que todos os anos nos ameaçam e ameaçam
destruir o pouco que ainda nos resta de espaços verdes e áreas protegidas??
E por cá como vamos de prevenção ou de primeira intervenção em incêndios,
ou prevenção na mancha de eucalipto que teima em crescer e ameaça tomar
conta de quase todo o concelho? E em termos de protecção civil, o que está a
ser feito? Se bem me lembro foram criadas o ano passado brigadas motorizadas
que vigiavam as áreas de maior risco durante os meses de maior incidência de
risco de incêndio, este ano alguém as viu por aí? Que foi feito para
melhorar ou ampliar o parque automóvel dos BVA, deve ser difícil, para estes,
apagar fogos com as polémicas que se têm gerado à sua volta, e sem meios
(viaturas de combate a incêndios) quando se sabe que apenas um ou dois
veículos desse tipo se mantêm em perfeitas condições de funcionar, e se um
dia nos toca a nós?? Que faremos?? Vamos culpar os homens da corporação por
não terem meios para fazer o seu serviço??? Quando com falinhas mansas
lançamos por vezes certas polémicas com fins menos claros, mas com objectivos
bem definidos devemos lembrar-nos que certas associações não estão e não
poderão nunca estar ao serviço desta ou daquela cor política, mas sim e
sempre ao serviço das populações da área aonde estão inseridas, ainda que
essas populações possam ser de Extrema direita. Para terminar lembrar que
não há muito tempo foram por Sua Excelência homenageados todos os jogadores
da Selecção Nacional, como heróis, espero que tenha a mesma Excelência o
discernimento de homenagear aqueles que anonimamente dão muito de si, por vezes
até a própria vida, para salvar outras, esses sim os verdadeiros heróis e
que o são de Borla.

Fiquem bem.

Claré

Publicado por tata em 05:41 PM | Comentários (3)

julho 28, 2004

SERÁ QUE CHEGOU A HORA?

Há relativamente pouco tempo escrevi aqui um artigo a que dei o nome de “SONHAR ACORDADO”. Entre outras coisas dizia que sonhava haver poços de petróleo no Alandroal, o que iria tornar a nossa Vila num grande centro. Pois não é que a primeira página do DIÁRIO DO SUL, de hoje, quarta-feira, dia 28 de Julho, nos brinda com esta notícia a toda a página:

ALANDROAL E VILA VIÇOSA COM PROSPECÇÕES DE OURO

Não é petróleo mas ouro. Será verdade? Será que vai ser benéfico para o Alandroal? Depois de termos visto os concelhos limítrofes, Vila Viçosa, Borba, Estremoz, serem bafejados pelos mármores, não ficava nada mal aparecer ouro no Alandroal!
Mas já agora, e para aqueles que não têm a possibilidade de ler a noticia, vamos adiantar mais qualquer coisa que extraímos do DIÁRIO DO SUL:
“Os canadianos da Rio Narcea Gold Mines, que possuem explorações de ouro e níquel em diversos pontos de Espanha, querem realizar prospecções de minério no Alentejo. Do Governo Português deverão obter licenças para a pesquisa de depósitos minerais de ouro e platina em Alandroal e Vila Viçosa.”

SERÁ DESTA?
A VER VAMOS!!!

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 09:22 PM | Comentários (4)

julho 26, 2004

Nota Editorial

Ouvidas que estão as duas partes o Blog Alandro al encerra este assunto.

O Alandro al cumpriu a missão a que se propôs.

A continuação de troca de acusações, pontos de vistas, argumentos, não irão gerar quaisquer outros posts no corpo do blog.

Outros meios, tal como a Assembleia Geral do JSA, serão mais adequados para o completo esclarecimento da situação.

Publicado por tata em 05:18 PM | Comentários (0)

Cartas dos Leitores - Presidente do JSA responde a Carta do Ex-treinador

Acto segundo (e esperamos que último) da infeliz peça de teatro representada no BLOG do Alandroal - e não em Estremoz, como só por erro se assumirá. Uma farsa cujo título, de resto, será mais fidedigno se apresentado no singular: TENHA VERGONHA, Sr. Fernando Borralho. Ponha a mão na consciência, e tenha vergonha.

A sua indignação começa no terceiro parágrafo, a minha começa no segundo.
A indignação de quem se vê injustamente difamado, de quem vê conversas pessoais publicadas de forma distorcida e torpe, de quem acredita no diálogo e percebe que afinal para algumas pessoas só o monólogo colhe. Talvez seja, como diz, muito novo. Talvez ainda tenha muito para aprender. Mas o significado das palavras que por si próprio são invocadas, valores como o civismo, a dignidade, a humildade, a frontalidade e o respeito pelos outros, pode crer que são e serão sempre bandeiras da minha forma de estar. Por isso mesmo lhe escrevo esta mensagem, por isso mesmo prefiro pensar que apenas compreendeu de forma errada algumas das coisas que lhe disse. Para seu próprio proveito e para os demais - já que entendeu tornar pública esta questão -, devo então esclarecer que:

1. A decisão de afastar a actual equipa técnica do JSA foi tomada, por unanimidade, em Reunião de Direcção de 15 de Junho. Como por certo saberá, a direcção do clube passou a reunir, desde que ocupei o lugar que hoje ocupo e que continuarei a ocupar enquanto tiver a confiança dos meus pares (não sei onde é que foi desencantar a ideia peregrina da minha eventual demissão), todas as terças-feiras. Os que nos lêem percebem por certo a importância de tal decisão, que foi tomada justamente para que todas as decisões, mais ou menos importantes, que afectam os destinos do clube fossem discutidas e avaliadas em conjunto.
2. No caso particular do afastamento da actual equipa técnica, o debate centrou-se num único argumento; e um argumento de peso, como deve compreender.
Não é comportável, para um pequeno clube como JSA, pagar a uma equipa técnica que recebe 800 euros por mês. Mais 20 euros por vitória fora, mais 15 euros por vitória em casa, mais o acréscimo que a partir deste ano adviria do "subsídio de transporte" previsto - e que seria materializado numa carrinha (com respectivo combustível) para fazer a viagem de Estremoz ao Alandroal quatro vezes por semana. Não é simplesmente comportável, mesmo quando as vitórias não são muitas. Independentemente dos méritos da equipa técnica, que não discuto, a verdade é que o esforço financeiro suportado pelo clube não se viu reflectido nos resultados alcançados. Essa é que é a verdade, e não vale a pena escamoteá-la.
3. Poderá argumentar, e com razão, que pouco depois de tomar posse o convidei formalmente para ser o treinador do JSA para esta época. Não fujo às minhas responsabilidades, Sr. Fernando Borralho. Sei que o convidei e sei que os valores de que falamos eram estes. Mas assumo os meus erros. Por essa razão fui eu próprio, assim que percebi que a situação económica do clube não permitiria voos desse calibre, propus à Direcção a demissão da equipa técnica. Diz que não compreende a minha posição. Acredito que não compreenda. Para quem está de fora e não tem dinheiros para gerir, para quem recebe o seu ao fim do mês e se vai embora descansado, para quem não é preocupante a forma como esse salário pode ser ou não assegurado, será com certeza difícil de compreender. Para mim, não podia ser mais simples. Se só tenho cinco, não posso dar dez a ninguém. E é assim que se deve gerir uma casa, seja a nossa ou outra qualquer. Concorda, espero.
4. Por outro lado, há coisas que mesmo com algum esforço me custam a entender. Mesmo.
Primeiro, confundem-me o espírito as suas contas de cabeça. A decisão tomada em Reunião de Direcção foi, como já lhe disse, dia 15 de Junho. Há uma acta da mesma, pode confirmar. Nós falamos consigo dia 16 ou 17, já não sei precisar - mas certamente não no dia 15, como sugere. Agora explique-me, por favor, como é que seria possível logo no dia 12 (segundo "informações" sabe-se lá de quem...) terem sido efectuados contactos no sentido de convidar uma nova equipa técnica. Das duas uma: ou os seus informantes não sabem do que falam, ou não estamos a reger-nos todos pelo mesmo calendário.
Segundo, não percebo de todo como é que, depois da conversa que tivemos em Estremoz, ainda lhe podem ter restado quaisquer dúvidas sobre a sua eventual continuação ao serviço do clube. Sobretudo quando, três dias depois da referida conversa, lhe foi formalmente confirmado pelo vice-presidente do JSA o seu afastamento. Eu próprio tentei telefonar-lhe, várias vezes, sem sucesso. O seu telemóvel, como sabe melhor do que eu, encontrou-se durante esse período permanentemente desligado. Só mais tarde, por outras fontes, fiquei a saber que se encontrava de férias fora do País.
Não voltamos a falar pessoalmente depois de Estremoz. Eu fui de férias, e o Sr. ficou a escrever missivas para o BLOG do Alandroal. Missivas a que agora me permito responder - me obrigo a responder, mais que não seja para repor a verdade dos factos. Não tenho nada a esconder e não vou conviver com deturpações, porque em termos pessoais não o suporto e porque entendo que os Alandroalenses e o JSA me merecem esse respeito.
Devo assim esclarecer que:
a) os excessos económicos que se cometeram pela anterior Direcção foram sempre entendidos como forma de compensar o esforço de jogadores e equipa técnica pelos seus desempenhos. A intenção era das melhores, mas o clubes - mesmo os pequenos - não se gerem com boas intenções. Foi isto que tentámos transmitir-lhe, quando lhe demos os exemplos que por si, completamente fora do contexto, são citados.
b) é verdade que, quando a nova Direcção toma posse, havia um passivo de cerca de 2.000 contos; esse passivo acabou por ser coberto por verbas com entrada prevista ainda pela direcção cessante, mas a verdade é que o referido passivo existia. Foi isto, e não outra coisa, que lhe disse em Estremoz.
c) por fim, gostava sinceramente de saber onde é que foi buscar a demissão do Sr. Teixeira e a saída do Sr. Parreiras (que ainda que tenha deixado a presidência, se mantém como todos sabem nos órgãos sociais do clube); e já agora, também gostava de saber onde é que foi buscar o abandono geral do barco: "Nós não sabemos se o Experiência quer tomar conta do barco e isso aí é com ele, connosco não conta". Desculpe?!?

Se algum erro cometi, e que assumo, foi o de falar abertamente sobre os problemas internos do clube com alguém que pelos vistos não me merecia tal confiança. No intuito de lhe justificar o porquê da nossa tomada de decisão - porque o afastamento da equipa técnica foi, como lhe disse, uma decisão unânime - expus-me e expus o JSA talvez mais do que teria sido razoável. Fica a lição. Para mim, e espero que para si também.

Quanto ao resto, sobram as coisas boas, que das ruins não reza a história.
O JSA está na divisão de honra, em grande medida pelo trabalho desempenhado pelos membros da anterior Direcção, jogadores e equipa técnica e associados. Nos quatro meses que já se passaram desde a tomada de posse da nova Direcção, foram regularizadas as cotas em atraso e cativaram-se quase 50 novos sócios, angariaram-se fundos em sorteios e exploração de espaços (como o restaurante da Expo-Guadiana - que em três anos de participação nunca tinha dado tanto dinheiro como este - ou o bar no castelo, por ocasião do europeu de futebol) e colocou-se na esplanada do clube uma senhora que apoia o sempre incansável Sr. Gomes na lida diária do JSA.
Sabemos por isso que enquanto estivermos todos unidos, como temos estado nestas e noutras ocasiões, poderemos sempre aspirar a mais e melhor. Porque é dos carolas, dos voluntários, tantas vezes da boa vontade dos sócios, que se faz o caminho destas associações. Mesmo aqueles que, como o Sr. Carlos Gomes ou o Sr. Francisco Manuel, não sendo dos apoiantes mais entusiastas da actual Direcção (pelo menos é o que deixam transparecer nos comentários com que ultimamente têm participado nesta troca de ideias acalorada) desde sempre têm estado ao lado do JSA.
É que pelo menos nisso devo concordar consigo, Sr. Fernando Borralho. As direcções passam, mas o Clube será sempre o Clube.

Uma nota final cumpre ainda deixar a jogadores e sócios: com maiores ou menores dificuldades, fica desde já a minha garantia pessoal de que todos os compromissos assumidos serão honrados. O plantel está formado - a seu tempo será divulgado - e assim que o Relatório de Contas esteja concluído será marcada uma Assembleia Geral extraordinária onde serão prestados todos os esclarecimentos adicionais que se julguem ainda necessários.

A todos sem excepção, dos sócios aos jogadores, das equipas técnicas aos patrocinadores, o meu muito obrigado pelo apoio e pelo entusiasmo.
Viva o JSA!!!!!

Manuel João Rodrigues

Publicado por tata em 05:02 PM | Comentários (5)

julho 25, 2004

A Piscina

Apesar do Francisco Nunes desvalorizar a vaga de calor, afinal a planície para além de renovada continua heróica, sabia-me bem uns mergulhos na piscina.

Publicado por tata em 12:46 PM | Comentários (1)

julho 23, 2004

Vaga de Calor Atinge o Alentejo


alt="Click for Evora, Portugal Forecast" height=108 width=144>

Aumento da temperatura requer adequadas medidas de autoprotecção para o calor.

O Instituto de Meteorologia prevê um período de temperaturas elevadas, devido à influência de uma massa de ar quente e seca oriunda do Norte de África, transportando poeiras em suspensão. Esta situação persistirá durante o fim-de-semana.
Nestas condições, o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil aconselha:

Aumente a ingestão de água mesmo que não sinta sede;
Use roupas leves e largas de cores claras;
Nas horas de maior calor evite expor-se directamente ao sol ou viajar;
Tenha particular atenção com bebés, crianças e idosos;
Pessoas portadoras de doenças crónicas do aparelho respiratório e circulatório devem ter especial cuidado no cumprimento das medicações habituais e destas recomendações.

Aconselha-se ainda o acompanhamento da situação meteorológica no site do Instituto de Meteorologia (www.meteo.pt) e o seguimento das recomendações da Direcção-Geral de Saúde (www.dgsaude.pt) e da Linha de Saúde Pública (808 211 311).


Fonte: SNBPC (Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil)

Publicado por tata em 11:52 PM | Comentários (1)

Conhece bem a sua terra - Resposta

castelo_vaso_rua_da_misericordia.JPG
foto luis tata

Luís Balsante não deu hipóteses e respondeu de forma brilhante ao nosso desafio desta semana.

O vaso situa-se na Travessa da Misericórdia.

Publicado por tata em 03:47 PM | Comentários (2)

Programa do Governo

Pode consultar o Programa do Governo no Portal do Governo.

"O País está vinculado à directiva constitucional da descentralização e ao princípio fundamental comunitário da subsidiariedade, constituindo para o Governo um imperativo nacional adoptar uma nova atitude política, capaz de realizar aquela directiva e ser fiel àquele princípio.

A linha fundamental da política do Governo, nesta matéria, passa pela restauração da confiança nas autarquias locais, com o intuito de promover a qualidade de vida nas mais diversas localidades, com especial incidência para as cidades.

Os municípios têm sido, no Portugal democrático, dos principais agentes do
desenvolvimento sustentado.
Numa situação em que o País necessita de ser capaz de gerir melhor os recursos disponíveis, a descentralização constituirá um factor decisivo para atingir melhores e mais eficientes e eficazes níveis de satisfação das necessidades colectivas.
Ao longo dos últimos anos, em especial, os municípios preocuparam-se,
fundamentalmente, com a dimensão quantitativa de desenvolvimento, realizandose através deles boa parte do processo de concretização das redes de infraestruturas básicas.

Urge confiar neles e na capacidade já demonstrada pelos autarcas, numa vertente essencial à modernização de Portugal e à aproximação do País à Europa: a qualificação das obras e dos serviços por eles prestados à população.

Neste quadro de confiança, o Governo, no domínio da descentralização
administrativa, propõe-se levar à prática as seguintes medidas:

- transferir novas atribuições e competências para as autarquias locais e respectivos órgãos, acompanhando essa transferência dos meios e
recursos financeiros adequados ao pleno desempenho das novas
funções, sem aumento da despesa pública global;

- reforçar as atribuições e competências das novas realidades territoriais
(áreas metropolitanas e comunidades intermunicipais), de acordo com o
princípio da adaptação do processo de descentralização a cada área do
território nacional, em função das especificidades e necessidades, em
especial:
- no âmbito da competência tributária respeitante aos
impostos que constituem receita municipal (organização do
respectivo processo de liquidação e cobrança);
- no domínio do abastecimento público, designadamente
quanto à gestão dos sistemas plurimunicipais de
tratamento e distribuição da água;
- no âmbito dos transportes e comunicações, atribuindo
responsabilidades de gestão directa ou concessionada dos
sistemas de transportes colectivos urbanos e/ou
suburbanos;
- no melhor aproveitamento dos fundos comunitários.

Noutro plano, mas na linha da mesma política descentralizadora, o Governo
procederá:
- à efectiva implementação das novas áreas metropolitanas e das
comunidades intermunicipais, racionalizando e planeando o seu
desenvolvimento sustentado;

- à efectiva aplicação à Lei n.º 159/99, de 14 de Setembro, considerando
como destinatários das deslocações de atribuições e competências, não
só os municípios mas igualmente as freguesias;

- à integração dos Gabinetes de Apoio Técnico (GAT) nas novas realidades
territoriais, permitindo um aproveitamento de recursos humanos e de
sinergias;

- à introdução, no ordenamento jurídico, de mecanismos de delegação
contratualizados com os municípios para a execução de obras,
lançamento de iniciativas e empreendimentos e aquisição de serviços
que continuam a ser competências dos órgãos da administração central."

Publicado por tata em 03:30 PM | Comentários (1)

Morreu Carlos Paredes

Morreu hoje de madrugada Carlos Paredes.
Calou-se extensão natural da Guitarra Portuguesa.
O Homem dos mil dedos, o homem que pintou de verde as nossas infâncias.
Não viu cumprir-se o Portugal que sonhou e pintou em pautas de saudade.
Morreu um Camarada e um colega.
Daqui do Blog do Alandroal apenas dizer:
Obrigado Carlos Paredes

(Ainda me arrepio ao ouvir um dos mais bonitos temas de sempre da música
portuguesa: Verdes Anos)

Claré

Publicado por tata em 03:15 PM | Comentários (0)

julho 22, 2004

Vistas na Paisagem

27-Alandroal.jpg

Alandroal por Vistas na paisagem (visite).

Publicado por tata em 11:19 PM | Comentários (0)

MUITO POSITIVO

A Santa Casa da Misericórdia do Alandroal enviou-me uma missiva (na minha qualidade de Irmão desta Instituição) na qual se transcreve o protocolo assinado pela mesma e o Hospital da Misericórdia de Évora, que concede benefícios visíveis aos Directores, Funcionários, Utentes e Irmãos da Instituição.

Depois do lançamento do Cartão do Idoso, pela Câmara Municipal, que concede auxílio no capítulo da medicamentação aos idosos mais desprotegidos, foi agora a vez da Santa Casa ter em atenção os benefícios que podem advir de tal protocolo, isto além dos inúmeros serviços que tem prestado à terceira idade, e que nunca serão esquecidos por quem se interessa pelo bem-estar dos mais necessitados. BEM HAJAM.

Não há duvida nenhuma que o Alandroal está a ser pioneiro no capítulo da solidariedade para com os mais necessitados, dando assim um exemplo aos Senhores Governantes de como devem ser tratados os idosos. MUITO POSITIVO.


Saudações Marroquinas

Xico Manel

Publicado por tata em 11:10 PM | Comentários (1)

O que é...

O que é o Nerium oleander?

Publicado por tata em 05:40 PM | Comentários (2)

Vá pelo seu Rato

Navegue até este sítio e pesquise Alandroal.

Vai ter algumas surpresas.

Publicado por tata em 05:34 PM | Comentários (0)

ALANDROAL

Ano de 2003
Finanças Locais - Indicadores e Aplicação

Impostos (Valores em Euros)
Contribuição Autárquica 60 659
Imposto Sobre Veículos 28 370
Sisa 355 159
IRS 1 201 490

População
População Residente 6 439
Menores de 15 anos 788
Dormidas 0
Residentes + Dormidas 6 439

Outros Indicadores
Área 545 (Km2)
Amplitude Altimétrica 292 (m)
Área x Factor Altimétrico 672
Freguesias 6
IDS 0.79731057355218

Fundos (Valores em Euros)
FBM 1 028 836
FCM 481 404
FGM 3 460 967
TOTAL 4 971 207

Fonte: ANMP

Publicado por tata em 05:18 PM | Comentários (1)

julho 21, 2004

Comentários em destaque

É com algum desagrado e em tempo de férias merecidas que obtive estas lamentáveis calúnias. Sou jovem, estudei numa das melhores faculdades do país, obtenho uma licenciatura e os meus valores e princípios não se regem por este tipo de comportamento e não admito que um desconhecido deturpe e invente as mais miseráveis inverdades invocando nomes de pessoas de toda a Direcção do JSA, que acima de tudo são verdadeiramente conhecidas e tudo têm feito em prol do clube e do Alandroal.Além de que o dinheiro realizado pelo JSA não é para esbanjar com mercenários! Encerro desde já o comentário, lamentando o sucedido, pedindo as minhas maiores desculpas e penhor de gratidão a todas as pessoas invocadas que conhecem o empenho que todos, e aqui friso todos os elementos do JSA,
têm realizado em nome do clube! 1 grande abraço para todos eles. Quanto ao resto já o ponderei e irei tratá-lo em sede própria,porque calúnias e comportamentos difamatórios terão de ser muito bem rebatidos em sede própria e no local apropriado.
Quanto ao blog Alandroal desejo as maiores felicidades e penso que será melhor terem cuidado com as coisas que transmitem, pois só assim poderão emitir informação fidedigna e que leve bem alto o nome da nossa terra. Penso que a finalidade deste blog não deverá ser a calúnia e os boatos, mas de quaisquer das maneiras vocês é que sabem. Encerro desde já aqui a minha participação semanal que habitualmente vinha realizando no blog.
Mais uma vez desculpas a todos os frisados e não pensem que eu e o Presidente do JSA vamos desistir, estão enganados. Dos fracos não reza a história.O nome do Alandroal e do JSA é demasiado importante e não é qualquer um que o vai difamar e acabar com o nosso projecto devidamente ponderado e estruturado.
Viva o JSA e o NOSSO ALANDROAL, que caminha a passos largos para um futuro digno e eloquente para todos!

António Bastos

Publicado por tata em 09:57 AM | Comentários (33)

julho 20, 2004

Conhece bem a sua terra?

vaso.jpg

Mais um desafio.
De que rua se pode observar este vaso?
Responda nos comentários.
Solução no final da semana.

Publicado por tata em 07:52 PM | Comentários (2)

TROQUEM-ME LÁ ISTO POR MIÚDOS...

De acordo com a Lei 10/2003 as áreas metropolitanas podem ser de dois tipos: GRANDES AREAS METROPOLITANAS (GAM) que compreendem um mínimo de nove municípios, com pelo menos 350.000 habitantes, e COMUNIDADES URBANAS (ComUrb) que compreendem um mínimo de três municípios com pelo menos 150.000 habitantes. Se a Lei for avante, como vai ficar o Alandroal? O que se tem discutido a nível de população? Qual a posição da autarquia? E dos restantes órgãos que zelam pelo nosso Concelho? Quantas reuniões já foram feitas para discutir o assunto?
O Alandroal inclina-se para as GAM, ou para as ComUrb?
Se formos para uma Grande Área Metropolitana (o que me parece mais aconselhável), de quem ficamos a depender? Por certo não iremos deixar de pertencer a Évora, a grande cidade deste Alentejo, e talvez junta com Elvas, Vila Viçosa, Redondo e Reguengos, e mais uns “miúdos” consigamos ainda ter uma voz activa.
Mas vamos pôr a hipótese de passarmos a ser uma ComUrb. Três municípios, com pelo menos 150.000 habitantes. Alandroal, (6000), Vila Viçosa (10000), Reguengos (10000). Não deixava de ser interessante! Mas atenção, haverá sempre o estigma de o Alandroal ter sido o último a apanhar o comboio, e por certo os “poderes“ das outras localidades não vão deixar de puxar a brasa à sua sardinha. Por isso mesmo, e antevendo o futuro, cada vez se torna mais premente ter um poder autárquico de “vistas largas”, com iniciativas válidas, e que se “mexa” bem nos meandros da política.
E porque chamei a este “posta” TROQUEM-ME LÁ ISTO POR MIÚDOS, como Alandroalense, e apaixonado pela minha terra, gostaria que quem de direito me explicasse o que está a ser feito, qual a opinião dos Alandroalenses, e qual a hipótese defendida pela Autarquia.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 07:47 PM | Comentários (1)

anastaciofranciscopires.JPG

Anastácio Francisco Pires
Natural de Monte do Carril
Poeta desde os 10 anos

Publicado por tata em 07:30 PM | Comentários (2)

Momento de Poesia Popular

MOTE

Eu tenho um frango encarnado
Já mo quiseram roubar
É bonito e engraçado
É danado p´ra galar.

Não é desses de aviário
De que às vezes tanto falo
Esses não cantam de galo
Com este passa-se o contrário.
É nisso extraordinário
Bicho tão envenenado
Parece até que o malvado
Anda sempre com vontade,
Pois a falar verdade
Eu tenho um frango encarnado.

Alguns estão o dia inteiro
A dormir ou a comer
O meu anda só a ver
Se o deixam ir ao poleiro.
Certas damas com dinheiro
Já mo quiseram comprar
Dão dois contos a brincar
E acho que até dão os três,
O pior é que uma vez
Já mo quiseram roubar.

Acorda de madrugada
P´ra cantar é um artista
É careca não tem crista
É de cabeça pelada.
É duma raça apurada
Merece ser bem tratado
Mas está mal acostumado
Não quer farelos nem milho,
Mas de gordo até tem brilho
É bonito e engraçado.

Só tem ideias daninhas
São evidentes as provas
Gosta mais das frangas novas
Mas não rejeita as galinhas.
Pedrezes ou pintadinhas
É as que pode apanhar
Não tem vergonha de andar
Sempre com má intenção,
Que estejam chocas ou não
É danado p´ra galar.

Anastácio Francisco Pires

In: Cantadores de Alegrias Mágoas e Mangações, edição da CMA.

Contacte a CMA para adquirir o livro. Vale a pena!

Publicado por tata em 07:25 PM | Comentários (1)

julho 19, 2004

A ESTABILIDADE - Por António Balsante

Em nome da estabilidade foi-me retirada a possibilidade de participar na escolha da pessoa que vai comandar o governo do meu país.
Pergunto-me no entanto que estabilidade é esta que foi eleita por este surpreendente conjunto de estáveis como factor decisivo na opção política entre perpetuar o actual estado de coisas ou ter coragem de assumir a instabilidade como uma etapa necessária à mudança, e como a devida devolução aos eleitores, em nome do mais básico da Democracia e da República, da liberdade de escolherem quem os governa? Como se fosse maior a instabilidade provocada pelo exercício do voto do que a instabilidade criada com a nomeação de um Governo que é visto e sentido pela generalidade dos portugueses como vazio de legitimidade.
Não chega tentar ultrapassar esta questão referindo que as eleições legislativas elegem deputados à Assembleia da República e não o Primeiro Ministro. Éevidente que neste capítulo, as escolhas são feitas num contexto em que o líder de cada partido personifica o líder do Governo, tornando-se este no principal factor de decisão dos eleitores.
E Estabilidade do quê? Estabilidade de um País em que o velho chavão da concentração da riqueza se torna cada vez mais sentido?
Estabilidade de uma linha de rumo em que o direito ao trabalho, construído ao longo de anos, é subitamente posto em causa em nome de uma tal competitividade cujas causa do fracasso são atribuídas exclusivamente ao trabalhador?
Não podemos esquecer que para quem nasceu sem nada, o direito ao trabalho, com tudo o que envolve é um verdadeiro património, talvez o único, que agora é ameaçado de uma forma injustificada!
Estabilidade num País em que a educação, a saúde, e qualquer dia a própria segurança, são cada vez mais um privilégio de quem os pode pagar?
Em contrapartida, quem suporta de uma forma mais pesada as despesas com as necessidades colectivas é precisamente quem só vive do trabalho, pois enquanto a tributação sobre os rendimentos do trabalho não dá sinais de diminuir, a detenção e a transmissão de património mobiliário e imobiliário vê a sua carga fiscal desonerada. De tal forma que as pessoas não só não nascem iguais como ainda sofrem o agravamento da sua desigualdade.
E estabilidade para a qual que “nosso” Primeiro Ministro vai contribuir com a sua principal ideia para o País: A mudança dos Ministérios de Lisboa para outros pontos do país e a realização dos Conselhos de Ministros por vídeo-conferência. Tenho a certeza que esta medida contribuirá decisivamente para a estabilidade do país e para a eficaz resolução dos seus problemas!
Para quem não concorda com uma dada situação só a instabilidade pode ser a saída, pois só ela comporta a esperança na mudança. Não é um facto que longos períodos da nossa história, absolutamente estáveis, ilegitimamente estáveis, se tornaram completamente injustos? E foi graças à esperança na mudança e ao desejo de justiça de alguns corajosos que, resolvendo “ser actores da sua história” assumiram a instabilidade como um veículo necessário evolução.
Por isso, tenho para mim, que a esta estabilidade era preferível alguma instabilidade.

Alandroal, 17-07-2004

António Balsante

Publicado por tata em 10:14 AM | Comentários (4)

julho 17, 2004

TEMPO DE INTERVALO

jsa_bancos.jpg
foto luis tata

Publicado por tata em 03:36 PM | Comentários (0)

julho 14, 2004

NOTA EDITORIAL

Na linha do que temos afirmado o Blog Alandro al coloca ao espaço dos seus leitores a possibilidade de o utilizarem como veículo de comunicação.

Neste âmbito recebemos do antigo treinador do JSA - Fernando António Borrego Borralho - o pedido de publicação de uma carta na qual tece duras críticas e graves acusações aos corpos directivos do JSA.

O Blog demarca-se do conteúdo da referida carta, competindo-lhe apenas o seu papel enquanto meio comunicacional, e colocamo-nos desde já à disposição do JSA no caso de querer contrapor os argumentos expressos na carta do mister Borralho.

luis tata

Publicado por tata em 10:05 PM | Comentários (0)

Cartas dos Leitores - Antigo treinador tece graves acusações à Direcção do JSA

Exmo. Sr.
Presidente
do Juventude Sport Alandroalense

É com muita tristeza e indignação que aproveito este espaço de comunicação, para lhe dirigir algumas palavras a si e a todos aqueles que directa ou indirectamente estiveram envolvidos neste triste episódio.

Srs. Directores do J.S.A.

Como devem perceber e calcular, não poderia ficar indiferente a esta situação macabra e inadmissível, pois não lembra a ninguém no futebol, mesmo ao nosso nível, que uma Direcção de um Clube tenha o desplante de convidar uma nova equipa técnica (+ - 12 Junho, segundo informações) sem que, verbalmente ou por escrito, tenha tido o bom censo de comunicar ou informar as pessoas, que antes tinha convidado e com quem desde 17 de Março (ainda decorria o campeonato) tinha mostrado todo o interesse na continuidade. E com as quais tinha, até agora (Junho) vindo a trabalhar, no sentido de organizar e planear a época que se advinha.

Não compreendo pois a atitude dos Srs. Presidente da Direcção do Clube e do Conselho Fiscal.
A minha indignação começa aqui.
O que seria que V. Exa. e o Sr. Presidente do Conselho Fiscal me queriam transmitir, quando a 15 de Junho (data posterior à “contratação” da nova equipa técnica), se reuniram comigo à mesa de um café em Estremoz, a vosso pedido, alegando urgência e impossibilidade de tratamento pelo telefone, e afirmando ser assunto muito complicado!

Passo a lembrar-lhes, basicamente, tudo aquilo que me transmitiram, nesse final de tarde da data indicada e hoje digo por incrível que pareça, de mim nada falaram.
Estranho não é!...

Eis alguns excertos da conversa:
“Mister, era para ter estado aqui também o “Experiência “ mas este como não foi capaz de dar a cara, desculpou-se dizendo ter coisas para fazer, pois é muito complicado o que temos para contar e não sabemos como começar”

“Se quer que lhe diga a realidade é esta: fomos enganados mas estamos aqui para dar a cara. O Clube não é nada daquilo que fazia parecer, pois como o senhor possivelmente não sabe, tem o estatuto de utilidade pública e por causa de facturas, recibos e outros documentos, temos vindo a apurar que afinal está cheio de dívidas e já detectámos um passivo de 2 mil e tal contos”.

“Se lhe contarmos tudo, o senhor nem acredita!...”
“Faça lá um cálculo?...”
“Sabe quanto é que se deve só das “sandes” que levavam para comer a seguir aos jogos?...”

Sei lá, não faço a mínima ideia!... Respondi eu!...

“Pois davam-se ao luxo de comprar e fazer sandes de “ paio ou paia “ de porco preto!... só aqui deve-se 250 contos .

“Sabe por acaso que os jantares que se serviam nas “Pirâmides”, depois dos jogos, desde o início do campeonato, nada está pago!...”
“Cada jantar, por pessoa, custava ao Clube 7,5 euros (aqui falou-se em euros), abusando-se, algumas vezes, nos convites de amigos e namoradas de jogadores. Daqui são mais 500 contos, isto sem contar com o que se deve na farmácia (neste caso, não foi referenciado qualquer valor).”

Eu estupefacto, com o que estava a ouvir, pensava para comigo, até parece que não fazem parte desta direcção e perguntei:

Só agora é que descobriram uma coisa destas?...
Estivemos reunidos, pelo menos, umas três vezes, desde Março, no sentido de planear a época e sempre me foi dito, incluindo você (Presidente do Clube), que em termos de orçamento estava tudo controlado e orientado, até já se pensava em juntar para a outra época a seguir! …sinceramente não percebo!...

“O que lhe sabemos dizer é que fomos enganados (responderam os dois), falaram-nos quando entrámos para a Direcção, que havia 800 contos de patrocínio da “Delta” e até agora não sabemos onde estão, o que sabemos é que nos deixaram o menino nos braços neste momento já há um Director que entregou uma carta de demissão (o “Teixeira “) e não deve ficar por aqui”.
“O Presidente da Câmara também já se demitiu do cargo que tinha no Clube, pois disse que não queria, nem devia estar ligado directamente a nenhuma Associação”.

Interrompi, perguntando…, que achava tudo muito estranho e o Sr. Parreira (ex-Presidente) e o Sr. Gomes, inclusive (pessoa da qual tenho as melhores impressões) não têm uma palavra a dizer sobre tudo isto?...

“O Sr. Parreira quando chegou à conclusão de como se encontrava a situação saiu, desculpando-se que devido a motivos profissionais, não tinha disponibilidade de continuar no cargo” (palavras do Sr. Presidente do Clube).

O que me estão a dizer é gravíssimo, respondi eu…
Um Clube que me pareceu organizado, com pessoas que mostravam grande capacidade de trabalho e orientação, pessoas com vontade de fazer crescer cada vez mais o Clube, os quais muitas vezes eu próprio elogiei, sinceramente, não sei o que dizer!…mas pelo o que me estou a aperceber, os Senhores também querem sair?...

“Claro (respondeu o Sr. Presidente do Conselho Fiscal), não estou para estragar a minha reputação ao serviço do Clube, pois ainda sou um jovem e não estou para andar nas ruas do Alandroal a ouvir: - quando é que pagas isto ou aquilo”.

Então o que é que vocês vão dizer às pessoas que já contactaram: massagista, jogadores, etc.…
Isto vai dar uma bronca!.. o que irão dizer os jogadores e as pessoas com que falei, aos quais me fartei de elogiar o Clube e as pessoas que o representam!...

“Ao Sr. Ernesto e ao Sr. Matuto (massagista) vou também contactá-los porque tinha falado com eles, agora por exemplo aos jogadores de Évora, que fale o “Experiência” foi ele que os contactou… e que assuma as loucuras”. (Presidente da Direcção do Clube).

“Aliás (respondeu de imediato o Sr. Presidente do Conselho Fiscal) nós não sabemos se o “Experiência“ quer tomar conta do “barco” e isso aí é com ele, pode assumir aquilo que quiser, agora connosco não conta!...”

O Sr. Presidente do Clube acrescentou: “A única coisa que me preocupa e me deixa apreensivo é abandonar e deixar o Sr. Presidente da Câmara mal visto, pois tem sido ele que tem feito alguma coisa pelo Clube.”

Afirmei: se querem que lhes diga, o que estava à espera quando ontem me telefonaram e afirmaram que queriam falar comigo, com uma certa urgência, sempre pensei que queriam falar sobre dinheiro, mas nunca me passou pela cabeça, que as coisas tivessem estas proporções, pois calculava que vinham falar comigo, como aconteceu no meu segundo ano no Bencatelense, em que a Direcção do Clube, como tinha comprado a Sede e necessitando de reduzir as despesas, falaram com os jogadores e a equipa técnica, e acertou-se tudo de acordo com as possibilidades do Clube, mas o que me trazem aqui é gravíssimo, é uma bomba que vai estourar! …

“Pois é, neste momento, digo que nem sei se o Alandroalense vai ter condições para fazer equipa de futebol sénior” (palavras do Presidente do Clube).

Sinceramente, mais uma vez não sei o que dizer!... É uma situação que deixa qualquer pessoa sem palavras, penso que neste momento, devem reunir, reflectirem, analisarem a situação e seguirem o caminho da transparência e da verdade, pois é importante discutirem se há ou não condições para seguir em frente, pois se os jogadores sabem disto, não vão querer com certeza continuar no Clube. Vejam isso quanto antes e digam-me alguma coisa, pois também quero resolver a minha vida.

Despedimo-nos!..., e até hoje estou aguardar, que V. Exa. (Presidente do J.S.Alandroalense) me informe do que tiver por conveniente sobre o assunto?!...

Sendo hoje público, e mais, informado por jogadores e pessoas fidedignas (nomeadamente do Alandroal), que tudo corre normalmente e que afinal tudo parece não passar de uma farsa.

Eu pergunto?...

Como é possível, os senhores (ou mais) com grandes responsabilidades no Clube, de um momento para o outro e sem que nada o fizesse prever, surpreendendo inclusivamente quase todos os atletas, tomam uma posição destas e se disponibilizam para uma farsa destas?... Perdendo totalmente o carácter, a dignidade e o respeito, por alguém que, embora compensado, não merecia sair assim, porque sempre dignificou o Clube o melhor que pôde, respeitou e enalteceu sempre as pessoas com quem trabalhou e conviveu.

Será que para mudar de treinador, foi necessário baixar tanto de nível, ao ponto de se deslocarem a Estremoz para representarem esta peça de teatro, tão bem ensaiada e a que eu dou o nome “ Tenham Vergonha “.
Tendo inclusive o desplante de fazer passar uma imagem reprovável e, segundo parece, falsa do Clube e das pessoas que o dirigem, como se os senhores nada tivessem a ver com isso!... Sinceramente, por mais que tente, não consigo entender o porquê deste episódio nunca visto.

Sr. Presidente, a minha indignação tem única e exclusivamente, a ver com a forma como me humilharam e, inclusivamente gozaram.
Não está em causa a legitimidade de escolher, cedo ou tarde, a equipa técnica que entenderem e melhor defenda os interesses do Clube.
Agora há valores que os senhores nunca podem nem devem esquecer, nomeadamente, quando se dá a cara e se quer manter uma boa reputação, que tem a ver com: civismo, dignidade, humildade, frontalidade e o respeito pelo outros, porque com uma simples satisfação, teria de certeza saído como sempre saí dos Clubes por onde tenho passado, ou seja:

Com amizade, a porta sempre aberta e a melhor relação com as pessoas!...

Para terminar,

Sr. Presidente, gostaria de lhe deixar um conselho (pois é ainda muito novo, anda há poucos dias no futebol e ainda tem muito que aprender): tenha cuidado porque com este tipo de atitudes com esta forma de dirigir e de estar no Desporto, está sujeito a empurrar mais cedo ou mais tarde, o J.S.Alandroalense, que não merece, para uma situação de onde há muito pouco tempo saiu, o que seria lamentável.

Por último, desejo as maiores felicidades ao “Juventude Sport Alandroalense”, pois as direcções passam e o Clube será sempre o Clube.
E este nunca deixará de ter o meu maior respeito.

Subscrevo-me.

Fernando António Borrego Borralho


Nota: Autorizo a publicação no BLOG do Alandroal. (Assina: Fernando António Borrego Borralho)

Publicado por tata em 09:59 PM | Comentários (12)

julho 13, 2004

JORNAL DA BOA NOVA (EDIÇÃO DE JULHO 2004)

Faz primeira página, com registo fotográfico, a Ordenação Sacerdotal do Padre António Carlos, um novo Sacerdote para a Diocese de Évora, Durão Barroso na Presidência da Comissão Europeia e III Expo-Guadiana e I Mostra de Tauromaquia.

Na página três faz-se referencia à escolha de Durão Barroso para presidir aos destinos da União Europeia, e os passos que devem ser dados (já foram) para a escolha de um novo Primeiro-ministro, dando ainda realce para o alto cargo que o Primeiro-ministro vai ocupar e o prestígio que vai trazer a Portugal.

POLITICAMENTE INCORRECTO, foi o nome que Jerónimo Major (futuro colaborador do nosso blog), deu ao artigo que demonstra por A + B, como foi muito baixa a campanha política para as Eleições para o Parlamento Europeu. Permito-me transcrever dois excertos do artigo: "devia haver uma
escola para políticos e não eles a fazerem “escola”. E até aqueles que hipocritamente antes o haviam

tentado diminuir, lhes não pouparam depois elogios. Penitencia?" Isto a propósito da morte de Sousa Franco. Ainda de Jerónimo Major, especialista na matéria, umas décimas a propósito. Transcrevemos duas:

Terá de ser dissimulado,

Hipócrita, astucioso?...

Ser muito bem-educado

E ao mesmo tempo manhoso?

Já há quem chegue a pensar

Que político ideal,

Ainda está por inventar

Neste nosso Portugal!

João José Martins Nabais, Presidente da Câmara, esclarece nas páginas centrais o que foi, o que é e o que pretende vir a ser a Expo–Guadiana.


Anabela Abalroado, professora de Educação Moral Religiosa Católica, faz o balanço de mais um ano lectivo, e relata-nos o encontro dos alunos de E.M.R.C. na Vila de Reguengos de Monsaraz.


Recordar é Viver, é o espaço que acolhe uma história com sabor humorístico de Martinho Roma (em breve também nosso colaborador). Desta vez focando mais uma figura típica do Alandroal: Mestre Melão.


Elias Mira, analisa o fenómeno que foi a organização do Euro 2004.


Incêndios regressam em força, fecha a edição do Boa Nova relativa ao mês de Julho.


Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 09:02 PM | Comentários (0)

julho 12, 2004

Entre muros

casteloeigrejaalandroal.JPG
foto luis tata

Publicado por tata em 08:48 PM | Comentários (0)

DIA A DIA DA EXPO GUADIANA – SÁBADO (10) DOMINGO (11)

SÁBADO:
O Dia começou cedo: logo pelas 07,30 um convívio piscatório deu início ao penúltimo dia do evento.
Pelas 10,30, na Praça Joel Rosado teve lugar um Festival de Escolas de Toureio, para que os mais novos “despertem” para esta Arte que é o TOUREIO. Perante razoável assistência, e abrilhantada por alguns elementos da “nossa” Banda dirigida por MANUEL PATITO, que se saiu a contento JAISON PALMA e FILIPE VINHAIS, a cavalo, DAVID SILVETTI, MIGUEL ESPARTACO, DUARTE MARTINS e RUI BESTEVAN, nas lides apeadas,
mostraram que as corridas de touros têm grande futuro. Destaque para as lides a cavalo, já que os novilhos destinados ao toureio a pé, pecaram por demasiado pequenos. De realçar o desempenho do Grupo de Forcados Amadores do Alandroal, principalmente a pega do forcado LUÍS NUNO, que à primeira tentativa num novilho de razoável peso, levantou a Praça. Tem futuro.

A tarde foi dedicada ao folclore, com a exibição de ranchos Portugueses e Espanhóis, que a todos agradou.
Se já tinha havido um dia consagrado aos nossos vizinhos Espanhóis, a Organização não se esqueceu da Província Portuguesa mais próxima, o RIBATEJO, trazendo o programa RIBATEJO EM FESTA, pelo qual ficamos mais esclarecidos pelos usos e costumes, tradições e cultura desta zona. Foi bonito e o público correspondeu em assinalável número.

DOMINGO:
Último dia do certame, dia consagrado às artes teatrais, mas não sem que antes tivesse lugar um colóquio que refutamos de extrema actualidade: AGRICULTURA SUSTENTÁVEL: UMA APOSTA GANHA. Gostamos sobremaneira da intervenção do Srº Presidente da Câmara, na qual enalteceu as novas culturas potencializadas pelo Alqueva, como não se coibiu de tecer criticas aos erros cometidos no passado.
Pela tarde, também se mostrou que o Teatro pode vir a renascer no Alandroal. Foi apresentada a Peça Teatral APARÊNCIAS.
Encerrou a Expo uma Revista à Portuguesa, ISTO SÓ VISTO, com LUÍS ALELUIA. Se rir, é coisa que os Portugueses se esqueceram, nada mais feliz para encerramento do que ficarmos todos bem dispostos. Escolha feliz
E pronto, caiu o pano sobre a EXPO-GUADIANA, terceira edição.
Mal acabou e já temos saudades.
Para o ano queremos mais.
Parabéns à Organização.
Foi excelente.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 08:45 PM | Comentários (0)

Espaço de Opinião

Os blogs permitem que qualquer pessoa em qualquer parte do mundo possa ser ouvida.

A sua opinião conta.

Hoje propomos aos alandroalenses que comentem dois assuntos:

- A Expo-Guadiana.

- A actual situação política em Portugal.

Deixem a vossa opinião nos comentários.

Visitem este jornal digital espanhol. Vão ter uma surpresa.

Publicado por tata em 02:25 PM | Comentários (4)

julho 11, 2004

Maestro António Alfaiate

maestro_antonio_alfaiate.JPG
foto luis tata

O ALANDRO AL publica hoje uma entrevista com o maestro António Alfaiate, actual maestro da Banda do Centro Cultural do Alandroal.

Prestamos aqui uma merecida homenagem a um homem que tem levado a banda do Alandroal a um estatuto de elevadíssimo valor, ombreando com as melhores bandas filarmónicas alentejanas.

Destaque na entrevista para a revelação das dificuldades sentidas pela Academia de Música de Évora que corre mesmo risco de encerrar as suas portas.

A ler com atenção.

Publicado por tata em 10:13 PM | Comentários (1)

ENTREVISTA AO MAESTRO DA BANDA DO CENTRO CULTURAL DO ALANDROAL - MAESTRO ANTÓNIO ALFAIATE

Atento ao que de bom há na nossa terra, “ O ALANDRO AL”, depois de ter escutado o Presidente da Direcção da nossa Banda, não podia deixar de ouvir o principal responsável pelo excelente momento que a mesma atravessa. Depois de largos anos de inactividade, a Banda ressurgiu no Alandroal pelas mãos do Maestro Sardinha. Não chegou a atingir a excelência que todos ambicionavam, no entanto é digno de ficar registado o esforço que foi necessário para fazer ressurgir das cinzas aquilo que muitos julgavam impossível. Passado esse período e com a abalada do Maestro Sardinha, a Banda passou a ser dirigida pelo Maestro António Alfaiate, que sem quaisquer dúvidas conseguiu que a mesma se tornasse uma das melhores em terras do Alentejo.


MAESTRO, COMO VEIO PARAR AO ALANDROAL?
A minha vinda para o Alandroal, deve-se a um alandroalense e colega de trabalho Joaquim Maneiras Alferes, que me indicou para assumir a responsabilidade da escola de música e da banda. Por tal facto lhe estou sinceramente agradecido por me ter confiado tão grande responsabilidade. Espero saber dignificar a confiança que em mim depositou.

COMO ENCONTROU A BANDA?
A banda encontrava-se inactiva já há alguns meses e como tal os músicos que apareceram apresentaram muitas lacunas, que foram sendo corrigidas com o ressurgir da escola de música, em paralelo com os ensaios regulares da banda.

SEMPRE SE COMENTOU NO ALANDROAL, QUE ERA TERRA DE BONS MÚSICOS; QUE TINHAM BOM OUVIDO. É ESSA A SUA OPINIÃO?
Que têem bom ouvido é verdade. Mas só isso não chega. Pois como tudo na vida é necessário trabalho. Na música mesmo a nível amador para as coisas soarem minimamente é necessário uma grande percentagem de trabalho, não só colectivo mas também individual, para se poder ultrapassar as dificuldades técnicas e então depois trabalhar o colectivo. É no trabalho individual que as coisas não correm a 100%. Mas para se atingir valores satisfatórios, bastava que todos os elementos da banda, incluindo os alunos da escola de música, dedicassem diariamente, apenas o tempo de um intervalo de anúncios de uma qualquer telenovela à música, para que tudo fosse bastante diferente.
Podemos concluir que ter bom ouvido não basta, é fundamental o trabalho.

FALANDO DAS GENTES DO ALANDROAL… EM SEU ENTENDER DEDICAM À BANDA O CARINHO QUE A MESMA MERECE? E O MESTRE SENTE QUE LHE É DADO APOIO QUE SEM DÚVIDA ALGUMA LHE É DEVIDO?
Não vou falar do apoio que me é ou não devido, pois considero que a banda é superior a todos nós.
A banda é uma bandeira do concelho, ela (banda) leva por esse Portugal fora o bom nome e o respeito que o concelho merece. Fazendo nós todos o melhor que sabemos e podemos. Talvez pudéssemos mais, é verdade. Mas quem das “Gentes do Alandroal”, assiste por exemplo a um ensaio? Se tal acontecesse teriam certamente uma opinião bem fundamentada e um orgulho enorme em todos aqueles que a compõem, que são bastante jovens e muito dignificam a sua terra, com orgulho, esforço e muita, muita dedicação. Ficariam a saber o trabalho que é necessário efectuar para se ensaiar todo o reportório. Certamente se tal acontecesse, eles (músicos) sentir-se-iam com um acréscimo nas suas responsabilidades e certamente responderiam com mais empenho e mais trabalho.
As “Gentes do Alandroal” deviam na minha opinião, dar um apoio moral e físico nos ensaios. Pois esta é a sua BANDA. Seja quem for que a represente. ELES (músicos) MERECEM.
Pertencer à banda não significa só tocar, damos-lhe também o sentido da responsabilidade, do respeito mútuo e do orgulho em representar uma região que os viu nascer e os merece. Podemos ter ORGULHO NELES.

AS INFRA ESTRUTURAS PARA QUE A BANDA SE INSTALE SÃO AS ADEQUADAS?
Não. O espaço físico de que dispomos não é o adequado para a prática do ensino da música e dos ensaios da banda. Mas recentemente fomos contemplados com obras nas nossas infra estruturas, por parte da Autarquia, que em muito nos facilitou a vida nas aulas da escola de música. Pois até aí não tínhamos salas individuais de estudo e agora elas já existem. O que nos facilitou imenso a vida para as aulas poderem ser ministradas, e em simultâneo os alunos poderem estudar noutra sala que se encontre livre.

E OS APOIOS DADOS PELO PODER LOCAL? SÂO OS SUFICIENTES? SENTE UMA BOA COLABORAÇÃO BANDA-AUTARQUIA?
Para quem precisa os apoios nunca são o suficiente, pois há sempre algo que falta. Pelo que sei, se não fosse o apoio dado pela Autarquia e pela Junta de Freguesia de Nª Sª da Conceição a banda não poderia funcionar. É sinal claro de que existe uma boa relação entre banda e o poder local. É de salientar que para se aprender música no Alandroal não é necessário os alunos pagarem, pois essa despesa é suportada pelo poder local. Basta que os alunos tenham gosto, prazer e orgulho em representar a sua terra. Para tal é necessário que os seus educadores os incentivem nesse sentido e os encorajem, para que as “Gentes do Alandroal” tenham orgulho na sua banda.

SOUBEMOS PELA ENTREVISTA CONCEDIDA PELO PRESIDENTE QUE PRESENTEMENTE SÂO CERCA DE 50 OS INSTRUENDOS DA ESCOLA DE MUSICA. ISSO DÁ-NOS GARANTIAS DE UMA CONTINUAÇÃO EM GRANDE PARA O FUTURO. MAS NO ASPECTO DE INSTRUMENTOS VAMOS ESTAR À ALTURA?
Esse é um grave problema que temos de resolver. Pois realmente este ano foi necessário recorrer ao “canibalismo” em alguns instrumentos, para que todos os alunos pudessem ter acesso a um instrumento.
Ex: de 5 clarinetes velhos fizemos 3 sofríveis
de 2 saxofones velhos fizemos 1 sofrível
1 contra-baixo e 1 bombardino emprestados de outras bandas
Nestas condições a qualidade do trabalho pretendido é muito difícil de alcançar.
Como será quando as outras bandas nos pedirem os instrumentos, por elas emprestados?

QUAIS SÃO AS NECESSIDADES MAIS PREMENTES?
O fardamento. Pois actualmente já quase nenhum elemento da banda tem o fardamento de origem. Ou são as calças que já não servem ou as saias, os casacos que já não apertam, o boné que já não entra na cabeça. E por fim não menos importante, é a carência de um espaço adequado para a vida do dia a dia de uma instituição, que queremos que sirva todos os alandroalense não só para o ensino da música, mas que tenha outras actividades, pois estamos a falar do Centro Cultural de Alandroal, que deve e poderá ser o pólo de atracão das “ Gentes do Alandroal”.

E O REPORTÓRIO? QUERERÁ AQUI ELUCIDAR-NOS SOBRE OS TEMAS QUE IREMOS OUVIR?
Peças de Concerto:
Spanish Overture
Bolero
Chopin`s Dream
Invicta Fantasia
Robbie Williams
Innuendo
Mission Impossible
Più Bella Cosa
In The Navy

Tocamos vários Passo Doble, Marchas de Procissão e de Arruada.

SABEMOS QUE POR INFLUÊNCIA DO MAESTRO ANTÓNIO ALFAIATE JÁ ALGUNS DOS MUSICOS DA NOSSA BANDA FORAM ENCAMINHADOS PAR A ACADEMIA DE MUSICA EBORENSE. VAMOS CONTINUAR A TER A ALEGRIA DE VER MAIS?
Infelizmente e com muita tristeza minha tal facto é pouco provável que volte a acontecer, porque a Academia encontra-se com graves problemas e corre o risco de ter de encerrar.

A SUA OPINIÃO SOBRE A MANEIRA COMO SÃO TRATADAS AS FILARMÓNICAS LOCAIS PELOS PODERES QUE DEVERIAM TUTELÁ-LAS, PRINCIPALMENTE O MINISTÉRIO DA CULTURA?
Já vai para mais de 2 anos que não somos contemplados com qualquer subsídio do Min. da Cultura . Apesar de nos ter sido atribuído um subsídio para se adquirir uma flauta, até à presente data tal situação ainda não foi desbloqueada.
No meu entender o Min. da Cultura a par do Min. da Educação, deviam de criar uma rede de conservatórios regionais públicos, um em cada capital de distrito. Para assim toda a população do País ter acesso ao ensino das artes. Pois os conservatórios não se dedicam só ao ensino da música, mas também ao do cinema e do teatro. Desta forma a semente da cultura era lançada por todo o País e não só nos grandes centros populacionais.

TALVEZ A PERGUNTA JÁ NÂO TENHA MOTIVO PARA SER FEITA… MAS SE HÁ EU DESCONHEÇO… PARA QUANDO A GRAVAÇÃO DE UM CD?
Não é uma obsessão minha nem uma prioridade. As carências referidas anteriormente são muito mais importantes, pois elas garantem o futuro, e isso sim eu acho fundamental. O resto virá naturalmente.

PARA TERMINAR… PERSPECTIVAS PARA O FUTURO?
Continuar a apostar na escola de música, pois considero que ela é a semente que nos garantem a sobrevivência no futuro.
Que as “Gentes do Alandroal”, nos visite, nos acompanhe, tenha orgulho em nós e apoie os filhos da terra.
Encontramo-nos de portas, espírito e de alma aberta para vos receber.
APAREÇAM.

Os meus agradecimentos ao Maestro António Alfaiate e a disponibilização do nosso espaço para tudo aquilo que aqui queira transmitir ao povo do Alandroal, que por certo não deixará de lhe manifestar o apreço por tudo o que tem feito para o engrandecimento da nossa terra.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 10:04 PM | Comentários (3)

Convívio Piscatório

pesca3333.jpg

Decorreu durante a manhã de Sábado junto à Aldeia do Rosário, próximo do Monte da Ordem, o Convívio Piscatório integrado no programa da 3ª ExpoGuadiana. Estiveram presentes cerca de 70 concorrentes, sendo que a maioria deles eram oriundos deste concelho. Este evento que pode vir a ganhar uma maior dimensão, criadas que estejam outras condições para a prática desta modalidade, foi organizado conjuntamente pela autarquia do Alandroal e pela Secção de Pesca do Juventude Sport Alandroalense – Os Marujos.

António Jeremias

Publicado por tata em 09:55 PM | Comentários (0)

Chega hoje ao fim a III EXPO-GUADIANA.

É tempo de fazer um balanço.

Têm sido dias frenéticos divididos entre Lisboa e o Alandroal e por mais que me custe admitir a distância temporo-espacial existe e deixa-nos marcas no corpo e na mente.

As viagens pela A6 com passagem pela Vasco da Gama não são fáceis e roubam-me horas que me são tão preciosas e escassas.

O Alandroal continuará a pagar a sua interioridade, apesar da A6 com saída em Borba para a N255. Esta nova estrada marca de forma simbólica o que poderá ser uma viragem no percepcionar da nossa terra.

Até hoje para se chegar ao Alandroal era necessário passar por Vila Viçosa. Agora a N255 leva-nos directamente ao Alandroal e para se ir para a terra de Florbela Espanca temos de tomar uma estrada secundária.

Simbólico? Provinciano?

Talvez. Mas esta forma de pensar não é muito diferente do raciocínio pelo qual Portugal prefere um gasoduto em Sines do que depender do Argelino com passagem obrigatória por Espanha.

Tenho acompanhado o que se escreve nos blogs que estiveram presentes no encontro e furtado-me a escrever as minhas opiniões sobre o assunto, tal como me pede o Francisco Nunes.

Falar em causa própria não me agrada, por isso prefiro ler, e aprender, com os outros.

Fiquei surpreendido com o destaque que os blogs presentes deram à sua passagem pelo Alandroal (crónicas, fotos, artigos de opinião, comentários inter-pares) e agradavelmente satisfeito pelos elogios feitos, algumas vezes até exagerados, o que compreendo pela amizade que entretanto fomos criando. Algo nos une, para além dos blogs, será talvez a forma de pensar a sociedade e a sua intervenção, o gosto pela opinião, o amor pelas causas.

Não posso deixar de agradecer a todos os que estiveram presentes, mas também aos que por motivos de força maior não puderam deslocar-se ao Alandroal. Um abraço especial para o Pedro Fonseca e o Paulo Querido (a multa já foi paga?).

Um agradecimento à Câmara Municipal e em especial ao seu presidente João Nabais pelo apoio que nos deu e que possibilitou a realização do I Encontro de Blogs Expo-Guadiana (para o ano talvez tenhamos o II Encontro Expo-Guadiana/ I Congresso Português de Blogs).

Um especial obrigado à Alandroffice, Lda - Comércio de Equipamento Informático, pela disponibilidade do material utilizado no stand.

A Expo-Guadiana está a chegar ao fim. O Alandroal vai continuar em festa com os fins-de-semana de Verão, com muita animação até à maior de todas as festas, nem que seja pelo seu significado.

Podem contar os dias que faltam até à Festa de Setembro connosco.

luis tata

Publicado por tata em 02:50 PM | Comentários (3)

julho 10, 2004

Webcam é atracção no stand do Blog ALANDRO AL

joao.bmp
foto webcam

A transmissão on-line através da nossa webcam tem suscitado a curiosidade dos visitantes da EXPO-GUADIANA..

Publicado por tata em 07:13 PM | Comentários (1)

DIA A DIA DA EXPO-GUADIANA – SEXTA FEIRA , DIA 9

Logo pelo movimento que se verificava pela manhã na Praça da República se podia antever um dia “grande” na Expo. E até o tempo se mostrava favorável, ao contrário do que tem vindo a acontecer. Felizmente o “Suão” deu à sola...
Foi muito interessante o colóquio, programado para o dia de hoje, dia consagrado à tauromaquia, e que incluía uma Corrida de Touros com Cartel de luxo, Cavaleiros de renome: LEONARDO HERNANDEZ, RUI FERNANDES, VICTOR RIBEIRO. Três Grupos de Forcados: MOITA, S. MANÇOS e os “nossos” APOSENTO DO ALANDROAL, para se defrontarem com 6 PASSANHAS.
Antes de falar sobre o Colóquio, uma palavra de realce para a animação de Rua, programada para este dia, a BANDINHA a todos encantou e cativou... como meia dúzia de músicos conseguem transportar o ambiente festivo que se requer para estas circunstâncias... e se tocaram!!!
Vamos então ao colóquio, o tema “A TAUROMAQUIA NA CULTURA IBÉRICA” foi proposto para o debate. Embora a assistência não fosse em número assinalável, (pensava que o Alandroal tivesse mais aficcionados), notava-se que os presentes eram pessoas interessadas, e pelas questões levantadas “experts” na matéria.
LUÍS CAPUCHA, MAESTRO MÁRIO COELHO, sob a moderação de IDÁLIA MONIZ, conseguiram manter a assistência interessada e participativa.
Mário Coelho debateu o tema a “selecção das Ganadarias”, Luís Capucha interessou toda a assistência, com as Tauromaquias Populares, surpreendendo os presentes no final com um vídeo em que se mostravam diversas formas de touradas desde as touradas na areia, passando pelas tradicionais à corda da Ilha Terceira não faltando sequer um excerto de uma garraiada realizada em Terena.
Pela noite, e como se esperava, praça cheia para assistir a uma belíssima corrida de touros, que pelos intervenientes já se adivinhava um êxito.E assim foi. Brilharam a grande altura os Cavaleiros, assim como os Forcados. Não há que distinguir triunfadores, pois todos se empenharam para superarem o êxito do antecedente. Como não podia deixar de ser uma palavra de apreço para os nossos Homens da jaqueta. Estiveram simplesmente brilhantes no primeiro Passanha com 480 Kg. De 0 a 20 nota máxima, já o mesmo não podemos dizer do que encerrou praça, que recolheu aos curros sem ser consumada a pega. Muito bem o Cabo, José Pedro a não consentir excessos de forcados com mais sangue na guelra.
Vão- me permitir tecer um comentário à assistência: Se esta Corrida tivesse tido lugar em Praças como Montemor, Santarém, Salvaterra, Montijo, a assistência não estaria sentada um minuto, e as palmas e olés, ouvir-se-iam durante toda a função.Não nos podemos esquecer que só há relativamente pouco tempo os Alandroalenses tiveram ensejo de assistir a corrida em forma. Com o tempo lá iremos... parabéns a todos aqueles que lutam pela Festa Brava no Alandroal.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 06:52 PM | Comentários (0)

DIA A DIA DA EXPO-GUADIANA – QUINTA FEIRA DIA 8

Decorreu no Auditório a apresentação do Livro “Ibéria Selvagem” seguido da Palestra “GUADIANA... E AGORA”. Muito pouca presença de público interessado, o que me leva a pensar que talvez acontecimentos de tal envergadura ainda não estejam ao alcance de grande parte da população aqui residente. Com o tempo lá chegaremos...
A parte recreativa conjugou o FADO com o HUMOR.
ANTÓNIO ZAMBUJO e seus guitarristas encarregaram-se da Canção Nacional, que interpretaram na perfeição, e o público até manteve o silencio necessário, requerido para este género musical.
Pela noite dentro e para um público mais adulto, SERAFIM, que temos oportunidade de ver amiúde no programa Levanta-te e Ri, contou as histórias bem divertidas para que todos fossem para a cama de sorriso nos lábios.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 06:51 PM | Comentários (0)

DIA A DIA DA EXPO-GUADIANA – QUARTA FEIRA DIA 7

Dia consagrado a “Nuestros Hermanos”, que compareceram em assinalável número.
O vento norte que se fez sentir não foi causa suficiente para afastar o público que se juntou no Palco 2 e não regateou aplausos à embaixada vinda do País vizinho.
Foi lindo o espectáculo que nos foi proporcionado, e mais uma vez as danças Sevilhanas, o “Salero” da orquestra espanhola, o Grupo Rociero, o Grupo de Flamengo, e a cantora que encerrou o espectáculo, não permitiram pela vivacidade e empenho que puseram nas suas actuações, que o público se mantivesse sentado nas cadeiras, compartilhando todos juntos com palmas e muitos olés, a actuação dos artistas.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 06:50 PM | TrackBack

julho 09, 2004

Praça de Toiros "JOEL" - Alandroal

praca_de_toiros.jpg
foto retorta

A Tauromaquia vai estar em destaque este fim-de-semana no Alandroal.

Publicado por tata em 09:33 PM | Comentários (0)

Programa da EXPO-GUADIANA para este fim-de-semana

Sexta-feira, 9
15.30 Colóquio: “A Tauromaquia na Cultura Ibérica” – Auditório da Feira
22.00 GRANDIOSA CORRIDA DE TOUROS:
- LEONARDO HERNANDEZ
- VITOR RIBEIRO
- RUI FERNANDES
- 3 Grupos de Forcados:
- APOSENTO DA MOITA
- S. MANÇOS
- APOSENTO DO ALANDROAL
- 6 Toiros da GANADARIA PASSANHA.
Animação de Rua – “A Bandinha”

Sábado, 10

07.00 CONVIVIO PISCATÓRIO
10.30 FESTIVAL DE ESCOLAS DE TOUREIO
- Jaison Palma (Cavaleiro)
- Felipe Vinhais (Cavaleiro)
- David Silvetti – Escola de Toureio José Falcão, de Vila Franca de Xira
- Miguel Espartaco – Escola de Toureio de Santarém
- Duarte Martim – Escola de Toureio da Azambuja
- Rui Bestevam – Escola de Toureio da Golegã
- Grupo de Forcados Amadores de Alandroal
- Seis Novilhos da Ganadaria da Herdade do Balancha.

18.00 III FESTIVAL INTERNACIONAL de FOLCLORE – Palco 2
- Rancho Folclórico de Vale do Paraíso (Ribatejo)
- Rancho Folclórico de Póvoa de Meadas (Alentejo)
- Coros y Danzas de Badajoz (Espanha)
- Coros y Danzas de Dos Hermanas (Espanha)
22.00 Grandioso Espectáculo da Arte Equestre “RIBATEJO EM FESTA”, sob a direcção de João
Diogo Villaverde – Praça de Touros
Animação de Rua - “Face Painting”, “Palhaço dos Balões” e Bandinha Trapalhona”

Domingo, 11
10.30 Colóquio: Agricultura Sustentável: Uma Aposta a Ganhar? – Auditório da Feira
17:00 Apresentação da Peça Teatral “APARÊNCIAS”
Exercício Final do Atelier de Teatro –-Auditório da Feira
Direcção Artística: Inês Mexia e Glória Silva
Encenação: Colectivo
Assistência de Encenação: Maria João Nunes
Actores: Carlos Maneiras; Cátia Manjerico; Cátia Serra; Cláudia Gomes; Dina Calado; Lúcia Roma; Nuno Mendes; Paula Caeiro; Paula Cardoso; Ricardo Plácido; Rolando Galhardas; Ruben Jaulino; Ruben Queirós; Rute Queirós e Sofia Alves.
(Trabalho apresentado pela: A CHOUPANA – Associação apara a Protecção e Desenvolvimento
do Concelho de Alandroal)
21.0 Teatro Revista “ISTO SÓ VISTO” com Luís Aleluia, o TONECAS do Programa “As Lições do
Tonecas”

Publicado por tata em 09:23 PM | Comentários (0)

julho 08, 2004

DIA A DIA DA EXPO-GUADIANA- terça feira dia 6

Dia dedicado à terceira idade, e como tal integralmente cumprido.
Logo pela manhã diversos autocarros transportaram para Lisboa 156 idosos, faltando ainda mais ou menos 100, que irão na quinta feira, por falha de um dos aviões fretados. Para a maioria foi a primeira vez que desfrutaram de uma viagem por avião. O percurso Lisboa Faro fez o baptismo. Em conversa com alguns dos passageiros, tratou-se de um momento inesquecível... passear de avião!!! Quem me havia de dizer!!!
No jantar , e depois do regresso, foi oferecido pela Autarquia um jantar, no qual se conviveu, dando azo a que todos estreitassem os laços de amizade que os une e se relatassem as peripécia ocorridas no passeio. Foram cerca de 300 os comensais.
Pelas 18 horas, no Auditório da Feira, decorreu o lançamento do Cartão Social do Munícipe Idoso, que irá proporcionar aos idosos mais carenciados do Concelho um acesso a uma vida mais digna e socialmente mais justa. O mesmo destina-se aos cidadãos recenseados do concelho, que possuam residência permanente, possuam 60 anos de idade ou mais, com situação de carência económica. Com o adquirir do mesmo o utente poderá contar com uma redução de 50% no pagamento das taxas e tarifas dos serviços prestados pelo Município, e ainda com uma comparticipação de 50% das despesas suportadas, na parte não comparticipada com a aquisição de medicamentos.
Terminou a noite com uma actuação do CONJUNTO ANTÓNIO MAFRA, que devido ao frio que se fazia sentir, não teve o brilho que se pretendia, não por falha dos executantes, mas pelo reduzido número de espectadores. É pena...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 05:15 PM | Comentários (0)

julho 06, 2004

Tauromaquia

A Expo Guadiana inclui este ano no seu programa uma mostra de tauromaquia.

Parece-me bem, dado que os alandroalenses apreciam o espectáculo das touradas revelando-se aficionados fidedignos. A prová-lo está a existência de dois grupos de forcados amadores e a realização anual de meia dúzia de espectáculos taurinos, permitindo deste modo apreciar a actuação de figuras do toureio nacional, capazes de constituir cartel nas melhores praças do país.

Por outro lado, temos os forcados alandroalenses que se preparam com afinco para aquela que para eles é considerada a tourada da época. A propósito, e em conversa com o cabo do grupo Aposento do Alandroal, era esta a mensagem que ele pretendia transmitir aos seus forcados, encorajando-os e apelando para um bom desempenho.

Força Zé Pedro!

Neste particular endereço as maiores felicidades a todos os forcados deste país, pois sem eles o espectáculo seria mais pobre e deixaria de ser único em todo o mundo!

Perante este atractivo mais palavras para quê? O espectáculo vai começar...

P.S. Boa semana e divirtam-se na Expo Guadiana!

Um abraço

António Bastos

Publicado por tata em 09:40 PM | Comentários (0)

DIA 5

Decididamente o S. Pedro não está a colaborar...
Será porque o evento não teve lugar no mês dos “Santinhos Populares”?
Continua a martiriza-nos durante o dia com temperaturas a atingir os 40 graus, e a noite solta o vento que torna desagradável a permanência de todos os que querem assistir às actuações dos artistas contratados para abrilhantarem o espaço. Assim sendo os colóquios não se podem realizar às horas programadas, não só porque a temperatura se torna de tal maneira sufocante que torna quase impossível a permanência no auditório. Mesmo assim e pelas 18 horas (uma hora depois do anunciado) teve lugar o colóquio: GUADIANA – POTENCIAL AGLUTINADOR DO DESENVOLVIMENTO TURISTICO, com os seguintes intervenientes/oradores: Dr. BENTO ROSADO Presidente do Conselho de Administração da GESTALQUEVA que desenvolveu o tema “As Aldeias Ribeirinhas de Alqueva: Apresentação do PE- AQUA e da Nova Imagem Terras do Grande Lago”.
Eng.º ÁLVARO PINTO, PROGITAPE, “A importância do Ordenamento do Território”.
Sobre o tema “A Fortaleza de Juromenha” dissertou EDWIN JOHANNES MARIA, PAAR, Investigador.
Os Arquitectos RUI RODRIGUES E TELMO ANDRADE, debateram o Tema “Apresentação da caracterização dos aglomerados de Terena e Juromenha, sujeitos à elaboração de planos de reabilitação urbana”.
Colóquio muito esclarecedor, excelentemente documentado, em que apenas se lamenta a pouca afluência de interessados.
A noite estava reservada para a actuação da Brasileira LUKA. Foi um êxito!!! O público compareceu em assinalável número, a artista, esta sim soube respeitar quem veio para desfrutar de um excelente concerto, iniciado à hora certa, participativo, presença esta sim (citando Nikoman) de encher o olho, e embora a temperatura que se fazia sentir convidasse mais à debandada, o certo é que a sua actuação deu para não se sentir o frio. Excelente...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 09:37 PM | TrackBack

Animação de Rua

palacosexpoguadiana.JPG
foto luis tata

Publicado por tata em 09:34 PM | Comentários (0)

CONVÍVIO PISCATÓRIO

pesca.jpg

Como já vem sendo hábito durante a realização da Expoguadiana, o Município de Alandroal em colaboração com a Secção de Pesca Desportiva do J. S. Alandroalense “ Os Marujos” vai organizar no dia 10 de Julho, um convívio piscatório. O mesmo vai decorrer junto à Aldeia do Rosário (Horta da Ordem), e tem a concentração marcada para as 07:00 horas.
As inscrições para este evento podem ser feitas para “Os Marujos”, através do Fax – 268449201 ou Telem – 962324909.

António Jeremias

Publicado por tata em 09:29 PM | Comentários (0)

DIA A DIA DA EXPO-GUADIANA

Para o terceiro dia da Expo, Domingo dia 4, era-nos proposto um programa que pretendia divulgar os valores da terra.
Assim a manhã iniciou-se com um passeio de BTT, durante o qual se deu a conhecer a paisagem do concelho.

O tempo continua a desfavorecer o evento, com elevadas temperaturas durante o dia e notório arrefecimento pela noite, provocado ventos que muitas vezes tornam desagradável a permanência de público que acorre para aplaudir quem actua. Talvez seja este o motivo porque se nota assinalável ausência de visitantes.
Com notório atraso teve lugar o ENCONTRO DE POESIA POPULAR. Atraso devido à temperatura elevada que se fazia sentir no Auditório da Feira, como também pela falta de público. Estiveram a representar esta forma de cultura tão tradicional na região diversos poetas populares, CANAS, TIO LIMPAS, COTOVIO, MANUEL SILVA, DOMINGOS RAMALHO, PATACHO e JERÓNIMO MAJOR que além de declamar ainda acompanhou com a tradicional CAMPANIÇA, muitos dos declamadores. É bonito de se ouvir e enchem-nos a alma, estas DÉCIMAS, que só o povo e quem tem a sensibilidade de se empolgar com esta forma de enaltecer esta região sabe apreciar. Se na verdade a espontaneidade surge muitas vezes na taberna, depois do tradicional copo de vinho, que abre o coração e dá um sentimento inigualável, nos cantares ao desafio. A prática que os presentes têm de divulgar os seus cantes, dispensaram, e bem, o tinto ou branco. De lamentar a ausência de público.
Curto foi o tempo que mediou entre este programa, e a desilusão que nos estava reservada, com a injusta derrota da nossa Selecção. Muitos foram os que estiveram presentes em frente do ecrã gigante, que foi disponibilizado para seguir o jogo. Foi lindo de se ver quando tocou o Hino Nacional, toda a gente de pé, e muitos com lagriminha ao canto do olho. Infelizmente não podemos trocar o abraço de regozijo. Outra altura será.
A animação nocturna ficou a cargo de artistas da terra. Actuaram LUIS CALADO, VASCO SERRA e o GRUPO HERESIA. Actuar para um público abatido deve ser muito custoso, são portanto ainda mais dignos de louvor estes amadores, que bem se esforçaram para levantar a moral das tropas... mas a desilusão tinha sido muito grande. Um aplauso para eles.
Não terminou em beleza este Domingo... a vontade tinha abalado... Assim ainda antes da uma da manhã, o pessoal tinha desandado, triste e desiludido.
Talvez hoje se recomponha... e compareça em número mais assinalável...

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 09:27 PM | Comentários (0)

Momento de Poesia

Que trabalho exasperado, o da língua,
essa em que dizes com mão insegura
desvios, desacertos, desalinhos.

Eugénio de Andrade

Publicado por tata em 03:31 PM | Comentários (0)

julho 04, 2004

Programa Expo-Guadiana

Segunda-feira, 5

17.00 Colóquio: “Guadiana: Potencial Aglutinador do Desenvolvimento Turístico”
22.00 Grande Concerto: LUKA – Palco 1

Publicado por tata em 11:45 PM | Comentários (1)

Com a Selecção na Ponte Vasco da Gama

seleccao_nacional.JPG
foto luis tata

No regresso de fim-de-semana do Alandroal para Lisboa parei na Ponte e fiz parte dos milhares de pessoas que saudaram a Selecção na sua deslocação de Alcochete para a Catedral.

Foi um momento único.

Gostava de ter comido a cereja, mas o bolo foi fantástico.

Publicado por tata em 11:27 PM | Comentários (0)

Ganhar com a Emoção

Scolari tinha um plano: Ganhar com a emoção.

Scolari confessou a um amigo a dificuldade que sentia em transmitir essa emoção aos jogadores.

Assim Scolari pensou em levar essa emoção de fora para dentro e emocionou o país.

Desde o primeiro momento apoiei Scolari, e escrevi-o neste blog logo após a derrota com a Grécia.

Continuo a pensar da mesma forma.

Scolari é o exemplo perfeito de um conceito que está hoje na moda: É uma pessoa com uma Inteligência Emocional fora do comum.

Scolari levou a Selecção Nacional à final de um Europeu pela primeira vez na sua História, mas mais do que isso levou todo um país a unir-se e a sentir orgulho, não só na sua equipa de futebol, mas em si próprio, na sua capacidade, nas suas gentes, nos seus símbolos nacionais.

Hoje Portugal tem a oportunidade de mostrar que aprendeu.

Mais importante que a vitória no Europeu é a vitória sobre nós próprios, o nosso crónico pessimismo, o derrotismo. Mostrarmos que o que importa é querer, ambicionar, ir mais longe e se não o conseguirmos lutarmos de novo e continuar a tentar.

O luto é salutar, as buzinas hoje são intermitentes e Portugal está numa daquelas situações limite em que se pode afundar na tradição ou seguir em frente.

A diferença entre uma depressão reactiva ou endógena.

Eu por mim já estou a pensar como seria bom ganhar o torneio de Futebol Olímpico.

Vai ser na Grécia (o desejo de vingança –moderado- também faz parte da natureza humana).

Scolari foi fantástico, a Selecção Nacional está de parabéns pelo que fez.

O Europeu foi magnífico.

Portugal está de parabéns.

No Alandroal o Europeu foi seguido em ecrã gigante na EXPO-GUADIANA.

luís tata

Publicado por tata em 11:19 PM | Comentários (4)

Programa Expo-Guadiana

Domingo, 4

09:00 PASSEIO DE BTT – Passeando pelo Concelho de Alandroal
(Concentração às 08h30 na Praça da República)
15:30 ENCONTRO DE POESIA POPULAR – Auditório da Feira
22.00 Grande Noite de Animação com ARTISTAS DA NOSSA TERRA – Palco 2
ANIMAÇÃO DE RUA – “Deixem-nos Dormir"

Publicado por tata em 12:05 PM | Comentários (1)

Volta… JOANNA... Estás perdoada...

Concerto marcado para ter inicio às 22H00.
Público presente em número assinalável. Noite agradável, típica das noites alentejanas, em que o ambiente se torna propício, para a comunhão artista/público.
Só que 22H, 23H, 23H30 e JOANNA ... nada. Desespero de quem espera, e os interessados, até porque tinham desembolsado 5 euros, não se contiveram e os assobios não tardaram.
È de lamentar que artistas profissionais, se prestem a tais sistemas, quem se julgam? E não podemos aqui deixar de salientar que amadores, como foi o caso das Filarmónicas que actuaram durante a tarde, cumpriram escrupulosamente os horários.
Precisamente às 00H05 a Artista deu início à sua actuação... bastou trazer na indumentária a camisola da nossa Selecção, apelar ao nosso desempenho no Campeonato Europeu, clamar pelo seu Felipão e entoar, só como ela sabe, o “Amanhã Talvez” para que todo o público presente transformasse os assobios em aplausos.
Também nós, que nos preparávamos para tecer duras críticas, à falta de respeito pelo público presente, não resistimos ao charme e à voz melodiosa de Joanna... e como tal dizer: Volta Joana ... estás perdoada.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 12:02 PM | Comentários (2)

O dia a dia da Expo Guadiana – Sábado

Logo pela manhã a TSF deu conta do evento transmitindo em directo o programa “Terra a terra” a partir do Alandroal.
Várias entrevistas a figuras públicas responsáveis pelo destino do Alandroal, das quais salientamos as entrevistas ao Sr. Presidente da Câmara, ao Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição, ao Arqueológico Dr. Manuel Calado, aos Artesãos do Concelho, ao Cavaleiro Tauromático Rui Fernandes, E TAMBÉM UM RESPONSÁVEL PELO BLOG ALANDROAL .
Pelas 15 horas e conforme o previsto deu-se inicio ao colóquio sobre os blogs e o mundo da blogosfera, assunto que mereceu destaque em post próprio.
Cerca das dezassete horas foi o encontro de Bandas, que mereceu atenção especial da assistência presente, a qual não regateou aplausos aos executantes. Foi bonito de se ver.
A noite foi preenchida pelo magnífico concerto proporcionado pela cantora Joanna que congregou uma vasta assistência.
E se é verdade que o tempo não está a colaborar, (dias de 40ºC e noites de vento desagradável) o certo é que a assistência não se faz rogada e tem comparecido em assinalável número.
Termino a minha crónica sobre o dia a dia do evento destacando aquilo que é voz corrente dos visitantes: 5 euros pela entrada é exagerado. Não junto a minha voz aos contestatários, porque sei que atracções como “Joanna” são pagas e peso de ouro, no entanto também não deixo de reconhecer que uma família com dois filhos terão de desembolsar 20 euros se pretenderem, por exemplo jantar na Expo. Situação a rever.

Saudações Marroquinas
Xico Manel

Publicado por tata em 11:57 AM | Comentários (0)

Blogs de todo o país reunidos no Alandroal

Texto que irá ser publicado no Jornal da Expo-Guadiana:

Integrado na Expo-Guadiana teve lugar o colóquio sobre o mundo bloguista.
Baseado no que foi transmitido pelos responsáveis do evento, o mesmo ultrapassou as expectativas, não só pelo número de Blogues representados, como também pelos temas dissecados.

Estiveram presentes cerca de trinta responsáveis por este novo meio de comunicação, oriundos de quase todas as regiões do País.
Iniciativa desde logo apoiada e incentivada pela autarquia não pode passar sem uma nota de destaque o acolhimento proporcionado, que se traduz não só pelo excelente almoço oferecido a todos os presentes como também o apoio logístico proporcionado durante o colóquio.
Abriu a sessão o Senhor Presidente da Câmara, que desde logo destacou o quanto de importante significa este novo meio de comunicação, tendo inclusive salientado que por várias vezes é por intermédio do BLOG DO ALANDRO AL (www.alandroal.weblog.com.pt) que é alertado para certas directrizes a traçar na sua gestão.
Moderou as intervenções o responsável pelo blog anfitrião, Luís Tátá, que deu azo a que após as intervenções de fundo todos pudessem fazer perguntas, o que proporcionou um debate vivo e muitas vezes acalorado.
Por ordem de intervenções Francisco Tátá falou sobre o Blog do Alandroal, seu nascimento, impacto sobre a população, e futuro. João Espinho do blog Praça da República em Beja, dissecou o tema: “A importância dos Blogs nas comunidades locais”. De seguida tomou a palavra Sónia, do blog Ao Sul, que desenvolveu o tema “O Universo feminino dos blogs”; de salientar o contributo nesta matéria de Guida Querido, do blog “A Internet para as Domésticas Já”. Luís Ene do Ene Coisas desenvolveu o tema “O blog como exercício de escrita, o blog como exercício de proximidade”. Encerrou o colóquio Francisco Nunes da Planície Heróica, que para finalizar tentou antever “O futuro dos blogs”.
Foi na verdade um encontro do mundo bloguista que a todos, sem excepção, agradou, e que engrandeceu a Vila do Alandroal, pois foram unânimes todos os presentes em tecerem elogios não só à maneira como foram recebidos, como à utilidade dos temas abordados.
O Blog do Alandroal está na Internet desde Setembro de 2003. Actualizado com notícias, opiniões e comentários diários, leva a todos os cantos do mundo a Vila do Alandroal, dando-a a conhecer e permitindo aos Alandroalenses que residem fora da sua terra seguir o dia a dia do nosso Concelho.
Visite regularmente o ALANDRO AL em www.alandroal.weblog.com.pt.

Francisco Tátá

Publicado por tata em 11:48 AM | Comentários (0)

O convívio continuou depois do colóquio

isidoro.jpg

Adivinhem quem eu sou!

Uma pista.

Publicado por tata em 11:44 AM | Comentários (0)

julho 03, 2004

Colóquio sobre Blogs

coloquioencontrodeblogs.jpg

O Colóquio sobre Blogs realizou-se entre as 15 e as 17 horas.

Após as boas-vindas do Presidente da Câmara,

Intervieram:

Xico Manel (Alandro al)- O Blog do Alandroal

João Espinho (Praça da República em Beja)- A importância dos blogs nas comunidades locais.

Sónia (Ao Sul)- O Universo feminino dos Blogs

Luís Ene (Ene coisas)- O Blog como exercício de Escrita, o Blog como exercício de proximidade.

Francisco Nunes (Planície Heróica) - O futuro dos Blogs

Publicado por tata em 07:19 PM | Comentários (6)

Burras: especialidade gastronómica do Alentejo

luiseneeaburra.JPG

Luis Ene descobre os encantos da comida alentejana.

Publicado por tata em 07:08 PM | Comentários (3)

Almoço de Blogs em Curso

almocodeblogs_calor.JPG

Publicado por tata em 03:26 PM | Comentários (1)

Encontro de Blogs

encontrodeblogs_inicio.jpg

Os Bloggers reuniram-se e partiram em busca das iguarias alandroalenses.

Publicado por tata em 03:16 PM | Comentários (0)

Alandroal em destaque na TSF

O Alandroal esteve hoje em destaque no programa Terra a Terra da TSF.

Destaque para a revelação do arqueólogo Manuel Calado sobre a recente descoberta de um centro de produção de placas gravadas de xisto, pré-históricas, no Rosário. Este verdadeira fábrica fornecia este tipo de placas, utilizadas como oferendas para todo o Sul da Ibéria.

Francisco Tátá (Xico Manel) foi entrevistado sobre o encontro de Blogs.

Publicado por tata em 11:48 AM | Comentários (0)

EXPO-GUADIANA: Programa de Sábado

Sábado, 3
10.00 Passeio Pedestre : “ROTA DO GIRO”
15.00 ENCONTRO DE BLOG´s – Auditório da Feira
18.00 ENCONTRO DE BANDAS FILARMÓNICAS – Palco 2
Banda da Sociedade Filarmónica Artística Estremocense (Estremoz)
Banda da Associação Filarmónica 24 de Junho (S. Miguel de Machede)
Banda da Escola de Música do Centro Cultural de Alandroal
Desfile: Dos Paços do Concelho até ao Recinto da Feira (Concentração às 17.00 horas)
22.00 Grande Concerto: JOANNA – Palco 1
ANIMAÇÃO DE RUA – “Animadores Circences” e “Deixem-nos Dormir”

Publicado por tata em 11:31 AM | TrackBack

Grupo Coral de Portel Anima EXPO-GUADIANA

grupo_cora_porte.JPG
foto luis tata

Publicado por tata em 12:07 AM | Comentários (0)

julho 02, 2004

Entidades Oficiais Visitam o Stand do Alandro al

visitagovcivil_net.JPG
foto luis tata

Publicado por tata em 10:40 PM | Comentários (1)

Stand do Alandro al preparado para receber visitantes

stand_blog.jpg
foto luis tata

Publicado por tata em 10:33 PM | Comentários (1)

Inauguração da Expo-Guadiana

DSC00827.JPG
foto luis tata

Publicado por tata em 10:24 PM | Comentários (0)

Já Foi Inaugurada a EXPO-GUADIANA 2004

expo_guadiana_02.jpg
imagem webcam

Já foi oficialmente inaugurada a Expo-Guadiana com a presença do Governador Civil de Évora.

O Alandro al está presente com um stand e vamos transmitir em directo com a nossa webcam.

Amanhã vai-se realizar o Encontro de Blogs. Venha assitir ao colóquio a partir das 15 horas.

A TSF irá realizar um programa em directo a partir das 9 horas.

Programa

Sexta-feira, 2
17.30 Recepção dos convidados
18.00 ABERTURA OFICIAL DA “III Expo Guadiana” e “I Mostra de Tauromaquia”
ANIMAÇÃO DE RUA – “Preto no Branco”
21.30 Actuação do “GRUPO CORAL DE CANTARES REGIONAIS DE PORTEL” – Palco 1

Publicado por tata em 07:13 PM | Comentários (1)

julho 01, 2004

O Encontro de Blogs é já este Sábado

O Encontro de Blogs integrado na Expo-Guadiana (ver programa mais abaixo) realiza-se já este Sábado dia 03 de Julho.

Convidamos todos os blogs a ir até ao Alandroal visitar a Expo-guadiana e assistir ao colóquio onde discutiremos em conjunto as mais prementes questões sobre a blogoesfera (início às 15 horas).

O nosso blog estará representado com um stand, onde será possível aceder à net e descobrir tudo sobre o mundo dos blog.

A tua presença é essencial para projectarmos a nossa comunidade.

Os blogs que atempadamente se inscreveram para o almoço deverão comparecer às 12 horas no recinto da EXPO-GUADIANA junto ao stand do Blog Alandro al.

Pede-se a todos os blogs (e meios de comunicação) a máxima divulgação desta iniciativa.

Vamos fazer história numa pequena mas grande vila Alentejana.

O Alandroal vai ser a capital da Blogoesfera este fim-de-semana.

Publicado por tata em 02:35 PM | Comentários (3)

Alandroal em destaque na TSF

Este Sábado o Alandroal e a Expo-Guadiana vão estar em destaque na TSF<.

Já ouviram o spot na rádio?

Publicado por tata em 02:24 PM | Comentários (0)