novembro 11, 2003

Médicos espanhóis

Foi emitida hoje, no Jornal da Tarde da RTP 1, uma interessante peça sobre a existência de médicos espanhóis a trabalhar integrados no Sistema Nacional de Saúde. Deixo, desde já, absolutamente claro que nada tenho contra aqueles profissionais. Aliás, reconheço-lhes competência e, acima de tudo, algo que infelizmente escasseia no corpo médico português: atenção, educação e simpatia no trato dos doentes. E falo, naturalmente, de experiência própria.

Contudo, não deixo de esboçar um sorriso irónico perante as declarações dos responsáveis hospitalares e estatais, nomedamente quando se queixam que o investimento do Estado nos médicos espanhóis não tem o devido retorno, pois, uma vez concluída a etapa profissionalizante, estes regressam ao país de origem. Afinal, ano após ano, os ministérios da Saúde e do Ensino Superior colocam de parte a possibilidade de se aumentar o número de vagas nas diversas faculdades de Medicina, facto que, confesso, sempre me deixou intigrado dada a gritante falta de recursos humanos no sector, nomeadamente no interior do país.

Não haverá aí uma cedência a um eventual lobby corporativista, preocupado em manter determinados privilégios sociais e remuneratórios?

Publicado por Gonçalves em novembro 11, 2003 05:01 PM
Comentários