março 04, 2005

O futuro (CDU)

A CDU foi talvez o partido que mais ganhou, depois do PS. De facto a maioria absoluta do PS, retira espaço de intervenção ao BE no Parlamento e dá-o à CDU no único sítio onde não há maiorias pré-definidas: na rua.

Se O BE percebeu isso, elegendo como bandeira o aborto (guerra que aborta logo que alguma coisa for decidida), a CDU tem no emprego uma luta que à medida que a crise aumenta atrai mais partidários. Cada vez mais fábricas irão fechar, e isso é sinal de ânimo para um partido que parece viver da desgraça alheia.

Já tinha alertado aqui que Jerónimo tinha tido uma papel importante no acordo entre as entidades patronais e sindicatos, e esse papel a CDU não quererá perder. Pode inclusivamente usar isso para forçar algumas alianças com o PS nas candidaturas às Câmaras de Lisboa e Porto.

A partir de agora a força da CDU será medida nas ruas. E nesse campo, Jerónimo joga em casa.

Publicado por cparis em março 4, 2005 11:20 AM
Comentários