janeiro 16, 2004

Sexo, Audiências e Estereótipos

O Jornal da Noite da SIC só falou de sexo. Dever ser a nova estratégia das audiências. E dá destaque a uma notícia que só visto: uma em cada quatro universitárias teve experiências sexuais forçadas.

A notícia sugere que se uma mãe mandar uma filha para a universidade corre o risco de 25% de ela ser violada. O que além de ser absurdo, não é verdade e não é isso que está no estudo.

Primeiro: o que é, sociologicamente, uma universitária? Basta ver as universitárias de Lisboa e as do resto do País para se assistirem a diferenças monumentais.

São frequentes, e visíveis, "universitárias" prostituirem-se em Lisboa e não há notícia que isso se passe em outros lados. Já agora, quantas destas universitárias já eram prostitutas?

E o que é uma "experiência sexual"? um beijo? um apalpão? ou uma relação sexual?

E "forçada" significa violência? Ou naquela noite não Lhe apetecia e o namorado "forçou-a" dizendo que Lhe dava sorte para a frequência?

Muito gostam os jornalistas de pegar em factos e dar-Lhes um aspecto mais sensacionalista.

Publicado por cparis em janeiro 16, 2004 11:24 AM
Comentários

Estas notícias enganadoras só surgem porque há quem goste de genrealizar resultados de inquéritos feitos a 1000 ou 2000 indivíduos, sem qualquer base científica.
O problema é que são os próprios estudiosos da matéria (docentes universitários ou mestrandos, como no presente caso) que chamam a comunicação social para se elogiarem a si mesmos...

Afixado por: Peixoto em janeiro 16, 2004 03:48 PM

eu axu k n seja axim ... mas ok!

Afixado por: Mary em fevereiro 5, 2004 07:43 PM