janeiro 14, 2004

Greves de fim de semana

A FeNProf vai realizar uma Marcha Nacional pela Educação. Parei e fechei os olhos a tentar adivinhar o dia: sexta-feira! Bingo. Dia 23.

Já agora, na Marcha não vai ser apresentado nada de novo, apenas pretende ser contra as políticas deste Governo. Como foram contra as do PS. Ou seja pela Educação não há nada. Só contra.

Aliás basta ler o comunicado e perceber que um dos maiores problemas é: "a insensibilidade dos responsáveis governamentais perante a realidade brutal do desemprego e da instabilidade do sector".

Ou seja, não são bem problemas de Educação que movem os mui notáveis sindicalistas. São os do Desemprego. Por isso é que as marchas são ao fim de semana... Que é para enquanto os desempregados estão na marcha, os outros poderem ir para as Amoreiras sem estas estarem à pinha.

PS. Há vários problemas na Educação em Portugal. O primeiro dos quais reside no facto de nenhum grupo com mais de 20 professores conseguir chegar a acordo sobre nenhum modelo educativo.

Publicado por cparis em janeiro 14, 2004 01:46 PM
Comentários

Excelente post.
Os sindicatos gostam muito de falar em emprego, mas passar ao trabalho é que é pior...
É que emprego e trabalho são duas realidades bem diferentes!

Afixado por: Peixoto em janeiro 14, 2004 04:29 PM

falam com conhecimento de causa?

Afixado por: Sofia em janeiro 14, 2004 09:15 PM

Cara Sofia, o conhecimento que tenho adquiri-o "apenas" como professor do ensino secundário...

Afixado por: Peixoto em janeiro 14, 2004 11:23 PM

Simplesmente excelente.

Parabéns.

http://observador.weblog.com.pt

Afixado por: André em janeiro 15, 2004 01:24 PM

Quando é que se julgam 3 décadas de experiência pseudo-pedagógicas feitas com os filhos dos outros?

Um abraço,
Francisco Nunes

Afixado por: Planície Heróica em janeiro 17, 2004 11:20 PM