janeiro 07, 2004

A Falácia do JN

Diz o Director de Jornal que a notícia não era lançar uma suspeita pelos visados mas sim informar sobre o "pretenso" crime que foi cometido ao se juntar a carta anónima ao processo. Não explicou, porque nunca conseguirá explicar se para demonstrar esse crime precisava de divulgar os nomes que constavam da carta. Se era relevante dizer que na carta estava o nome de Chalana, Jaime Gama ou Carlos Manuel. A não ser que só seja crime por terem sido citadas pessoas importantes.

PS. Digo pretenso, porque um crime só o é, depois de julgado. Aplica-se aos arguidos e aplica-se também ao procurador.

Publicado por cparis em janeiro 7, 2004 01:03 PM
Comentários