« Vadiações | Entrada | vadiações »

junho 03, 2012

Livro de Horas extraordinárias (18)



tu que viste fiordes e corais,
que chegaste das palavras
subterrâneas e do que fica


por dizer, que aprendeste o silêncio
em várias línguas e atiraste um dia
a moeda ao ar para enganar


a morte, quantos verbos
queres mais para percorrer
esta narrativa inútil?


RENATA CORREIA BOTELHO



(Um Circo no Nevoeiro / AVERNO)




Publicado por samartaime às junho 3, 2012 12:10 PM

Comentários

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)