« novembro 2011 | Entrada | janeiro 2012 »

dezembro 21, 2011

« ah... sei lá, feliz natau»


(obrigada Bia e que o seu «Brasiu» esteja feliz.)




Publicado por samartaime às 10:36 AM | Comentários (1)

dezembro 19, 2011

opiniões públicas, sentenças privadas




Quando Ferreira do Amaral sugeriu que deviamos estudar e negociar a nossa saída do euro

riram-se discretamente e chamaram-lhe pessimista como já tinham chamado irresponsáveis a comunistas e a bloquistas.

Quando se soube que a Autoeuropa estudava o caso, sugeriram que eram mimos tecnológicos de grande empresa.

Quando bispos, padres e laicos se mostraram preocupados com o crescimento desmedido dos necessitados da sua esmola, sorriram bonacheirões dos exageros piedosos daquelas almas caridosas

Quando os ateus como eu resumem a crise sibilamdo cambada de saloios incompetentes e gatunos,
consideram que não é estatisticamente significativo.

Quando, incrédulos, rosnamos VAI TU! ao chefe do governo que incita os professores à emigração - nada já resta para pensar.

Puro enganio.

Ontem, enquanto eu me esquecia do almoço perdida na contemplação já do mar, dentro do Forte o bando governamental trabalhava 2012. Sua majestade graciosa, o Dr Relvas, dignou-se avisar os jornalistas de que 2012 vai ser um ano mais terrivel do que terrivel foi Albuquerque o terribilis.

Hoje, para meu grande gozo, leio que é o seráfico Vitor Bento quem diz que não gosta da saída do euro mas que entende que deve ser estudada.

Hoje também, por mera coincidência, oiço na TV que estão reunidos os magníficos responsáveis pela segurança nacional dado o alto incremento da criminalidade.

Preparem os pavilhões auriculares, que daqui para a frente o toque é só de finados.

Publicado por samartaime às 11:45 AM | Comentários (0)

dezembro 17, 2011






Publicado por samartaime às 09:09 PM | Comentários (0)

dezembro 16, 2011

Livro de Horas extraordinárias (17)



averno.jpg
[ Edição AVERNO]


Too Big do Fail


Como pode um investimento tão fiável
garantir este rendimento crescente, numa
diária distribuição de beijos e outras mais-
-valias, ainda por cima livres de impostos?


Embora confiasse na tua competência
para criar valor, confesso que não esperava
tanto quando decidi aplicar nos teus títulos
sensíveis os meus parcos activos emocionais.


O mais estranho, no mundo actual, é ser este
um negócio sem perdedores, aparentemente
imune ao nervosismo das tuas acções
ou às flutuações do meu comércio libidinal.


O meu único receio é que despertemos
a invejo dos deuses, no Olimpo de Bruxelas,
e que Mercado, o monstruoso titã, decida
baixar para lixo o rating da nossa relação,


deixando-nos sem crédito na praça romanesca
e em default o coração. Mas não sejamos
pessimistas. Aliás, ambos sabemos que Cupido
nos ampara com sua mão invisível. E mesmo


que entrássemos ambos em depressão, tenho
a certeza de que o Estado português nos daria
todo o apoio, concordando que um amor como
este é simplesmente demasiado grande para falir.


JOSÉ MIGUEL SILVA


Publicado por samartaime às 06:25 PM | Comentários (0)

Fausto - "Velas e Navios sobre as Águas"









Publicado por samartaime às 02:23 PM | Comentários (0)

dezembro 15, 2011

EUROPARLAMENTO





Publicado por samartaime às 01:34 PM | Comentários (0)

dezembro 13, 2011

A formatação do ensino




O professor Nuno Crato, com a noticia da sua reforma até me fez saltar uma lágrimazinha de saudade do meu liceu!

Só estranhei que não anunciasse a inclusão dos «lavores femininos » nas disciplinas sagradas.

Caminhando nós a passo acelerado para o século 19, os lavores femininos por certo dariam um forte contributo para a salvação económica da pátria e para a manutenção dos bons costumes.




Publicado por samartaime às 06:53 PM | Comentários (0)

dezembro 12, 2011






Publicado por samartaime às 03:52 PM | Comentários (0)

dezembro 11, 2011

Como diz o KAOS, nunca diga aiiii



paulomacedodinheiroeami.jpg


berre logo «filhos da puta» que acerta sempre.


E quando tiver um exame para fazer, telefone antes a perguntar o preço que isto é como o molho de grelos de couve: o mesmo exame tanto pode ser a 100 como a 120 ou a 85.


Escusa é procurar clinica com «acordo com a caixa»: não há ou estão com tantas dificuldades informáticas que não se prevê se na próxima semana o sistema estará em condições.de receber novas inscrições. Ah!



( Foi assim que a tal viúva recebeu a famosa missiva que avisava o seu falecido que a consulta de dezembro de 2010 tinha passado para outubro de 2012. Deo gratias! )







Publicado por samartaime às 11:11 AM | Comentários (1)