Main

maio 18, 2010

Sim, Rubem, lembro-me muito bem dessa manhã em que te levei à Escola da Ponte...

maio 15, 2010

Estas raparigas, também professoras em Mirandela, são muito decentes e exemplares: nunca raparão os pêlos menos públicos para posar, nuas, para a Playboy...

mir1505bbbbbb.jpg

mir1505aaa1.jpg

Começo a perceber melhor Jesus Cristo, quando ele chamava Madalena, de todas as pedradas, para o pé de si...

maio 07, 2010

Em vez da via "profissionalizante", por que não experimentam a lobotomia?...

sala0705.jpg


alu0705b.jpg alu0705c.jpg

alu0705a11.jpg

alu0705e.jpg
DN, 07.05.2010

Confesso que ignorava que já havia, em Portugal, escolas apetrechadas com celas (jaulas) individuais...

maio 06, 2010

Um deputado com vocação para... carteirista?...

ric0605dd.jpg

ric0605cc.jpg
(...)
Sábado, 06.05.2010

Com toda a franqueza, deste deputado nunca esperei grandiosidades. Por isso, não estranhei o seu gesto. O que muito me surpreendeu e, civicamente, magoou foi a "solidariedade" que, prontamente, lhe foi manifestada pelo líder parlamentar do PS. Grande exemplo, Francisco Assis! Grande exemplo para a juventude portuguesa!...

maio 05, 2010

Trapalhadas, trapalhadas, trapalhadas...

tri0505a.jpg
tri0505b.jpg
(...)
DN, 05.05.2010

Os alunos odeiam a escola? Posso garantir-vos que os professores odeiam muito mais...

edu0405.jpg
Público, 04.05.2010

A escola dos papagueadores (professores e alunos), burocratizada até ao esqueleto, converteu-se nas últimas décadas num cemitério hamletiano de fantasmas e frustrações. Os professores, pendurados dos programas e dos manuais e das sacrossantas planificações, fingem que ensinam; os alunos, cada vez mais impacientes e insurrectos, fingem que aprendem. E vivem todos, na escola, para o solipsismo da estatística, europeia ou nacional, não importa qual. Se todos os professores frequentassem o blogue do Paulo Guinote e respondessem a esta sondagem... os resultados seriam ainda mais deprimentes. Os alunos odeiam a escola? Posso garantir-vos que os professores odeiam muito mais...
Quem tiver a solução... dê um passo em frente. Talvez caia, finalmente, no abismo...

maio 04, 2010

Eles acreditam mesmo no que dizem e sabem como tudo se resolveria...

sab0305b.jpg

sab0305a.jpg

sab0305c.jpg

Medina Carreira, Nuno Crato, Guilherme Valente. Três sábios, como eles próprios se julgam e se dão a entender. Os alunos saem das escolas cada vez mais ignorantes e incompetentes... porque o país, simplesmente, não os ouve. A eles, os sábios. Eles têm a solução para os males da educação (e do ensino) e até já publicaram, hélas!, um manifesto com a terapêutica, tudo explicadinho, tim-tim por tim-tim. Mas o país não lhes prestou atenção, porque ninguém quer saber de Rousseau e o "facilitismo", dizem, rende votos. Eles têm uma tese conspirativa e paranóica: três ou quatro doutrinadores do "eduquês", entrincheirados nas escolas superiores de educação e no ministério da dita, capturaram a inteligência dos professores, convertendo-os em "idiotas úteis" ao serviço de uma causa tenebrosa: a propagação da ignorância e da indisciplina. Eu ouço-os com uma paciência próxima do nirvana e rio, rio, rio. Eles estão mesmo convencidos de que "sabem" e que têm a "solução", a "fórmula". Eu, se fosse deus, confiar-lhes-ia a gestão de uma escola pública e dar-lhes-ia todos os meios que eles pedissem... para salvar os alunos das garras da "ignorância" e da "indisciplina". Depois... ao fim, digamos, de cinco anos, pedir-lhes-ia contas. Isto, claro, se ainda os encontrasse, vivos e de boa saúde, ao leme da escola...*

* Declaração de interesses: tenho 57 anos, sou professor do ensino secundário, já dei a cara por um centro de formação e por uma escola, e há quase trinta anos que escrevo contra o... eduquês. Ainda Medina Carreira, Nuno Crato e Guilherme Valente não tinham lido... Rousseau...


maio 02, 2010

"Os versos agrupam-se em estrofes" e "o monóstico pertence à estrofe (anterior ou posterior)"...

man0205d.jpg

man0205a.jpg
man0205b.jpg
man0205c.jpg
Ana Maria Mocho/Odete Boaventura, VOANDO... NAS ASAS DA FANTASIA

Sento-me ao lado do Henrique, o meu filho mais novo, que está a estudar (ou a fingir que estuda). Peço-lhe que me fale sobre o que está a ler. Em vez de falar sobre, começa a papaguear o manual (a página que reproduzi em cima). E eu... começo a irritar-me. Não com ele, mas com os autores dos programas e dos manuais (neste caso, de Língua Portuguesa). Só poderá ser mesmo gente frustrada do prazer da leitura e da literatura. Quem escreve que "os versos agrupam-se em estrofes" (escrevo poesia há quarenta anos e raramente agrupei os meus "versos" em "estrofes") e "o monóstico pertence à estrofe (anterior ou posterior)"... não regula bem. Mas é esta gente que conduz, diariamente, os alunos a odiarem a poesia (e a literatura, em geral). Que produz programas de ensinança, idiotas, e elabora manuais de estudo, aterradores e deprimentes. Digo-vos: hoje, domingo, tive vergonha de ser professor. E de escrever poesia, desestrofada...
Dos... monósticos, por pudor, não falo...

mon0205.jpg
Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

abril 25, 2010

A encenação diária de "O Círculo de Giz Caucasiano", de Bertolt Brecht...

fil2504a.jpg
fil2504b.jpg
________________________________________________________________________________

fil2504c111111.jpg

DN, 25.04.2010

Os adultos (incluindo os magistrados) conseguem sempre ser muito mais cruéis do que as crianças...

abril 22, 2010

A mocinha jornaleira deve ter lido algures 1893, mas não acreditou. De modo que trocou o 8 pelo 9 e atrasou a história... um século...

palma2204a.jpg

palma2204b.jpg
palma2204c.jpg
(...)

pal2204a.jpg
(...)
i, 21.04.2010

É de Junho de 1893 a célebre Portaria que, pela primeira vez, interditou o uso da palmatória nas escolas portuguesas. Kátia Catulo achou por bem corrigir a data e garantia ontem aos leitores do i que foi em... 1993. E a asneira, a partir de agora, circulará na net e muitos e muitos estudantes que têm apenas o google como fonte de informação irão repeti-la. Comentários para quê? É uma jornaleira portuguesa, com certeza!...

abril 16, 2010

Sei que vou escandalizar alguns leitores, mas este sujeito tem mais razão do que, provavelmente, ele próprio julga...

escccc1504a.jpg
(...)
esc1504a.jpg
esc1504c.jpg
(...)
esc1504d.jpg
(...)
esc1504e.jpg
(...)
Sábado, 15.04.2010

Há muito que digo que a escola que temos, a escola das jaulas, programada por uma cambada de mentecaptos sentados nas secretárias dos ministérios da educação (em geral, gente frustrada da ensinança que nunca conseguiu ou tentou dar uma aula a uma turma de 30 crianças ou adolescentes), é imensamente burra e ineficaz. Os resultados estão à vista e não vale a pena perder muito tempo a contestá-los. Os miúdos vomitam a escola e as sociedades pagam exorbitâncias para manter sistemas de ensino que quase só produzem ignorantes. O ponto está na... solução. Há quem acredite que com mais escola à moda antiga, mais programação e mais chicote... tudo se resolverá. Eu, que sou professor e sou pai, posso garantir que não. É preciso dar a volta à escola, virá-la do avesso, acrescentar-lhe sentido de aprendizagem e utilidade social. E o que diz, nesta entrevista, Roger Schank, não sendo original, nem sufragável por inteiro (pelo menos, na minha opinião), merece muito mais do que um sorriso de escárnio. Infelizmente, já sei o que dirão ou pensarão os... iluminados do costume. Mais chicote, mais chicote... e tudo, miraculosamente, se resolverá. Por que não tentais?...

abril 10, 2010

As coisas extraordinárias que o diário do "grande orador" publica em manchete: Daniel Sampaio "aconselha os pais a serem autoritários"...

sam1004a.jpg

sam1004b.jpg
i, 10.04.2010

Leio e ouço Daniel Sampaio há muitos, muitos anos. Sei que ele jamais aconselharia os pais "a serem autoritários". Mas o diário do "grande orador" não distingue entre exercício de autoridade e autoritarismo. E, num subtítulo de arromba, põe Sampaio a defender o contrário do que ele sempre disse e escreveu. O bom jornalismo é assim...


abril 07, 2010

Quem quer ser "ídolo"... veste-lhe a pele...

alu0702a.jpg
Correio da Manhã, 07.04.2010

Só quem não saiba como funcionam, em grupo, os adolescentes é que poderá surpreender-se com este vídeo. E convirá lembrar que, todos os dias, ocorrem nas escolas situações muito mais graves do que esta, situações verdadeiramente violentas. E, como sempre aconteceu e acontecerá, há professores que os alunos respeitam e professores que os alunos não respeitam. E quando os alunos não respeitam um professor... tudo pode acontecer. Dir-se-á que é intolerável. Sim, é intolerável. Mas que fazem as escolas, os professores e as famílias para dialogarem e se entenderem? É muito fácil disparar contra os miúdos quando parece que toda a sociedade está apenas à espera que eles disparatem...

Um texto burro e desonesto que, também ele, nivela a inteligência por baixo...

alb0604aa11.jpg
alb0604aaa2.jpg

alb0604a2.jpg
_________________________________________________________________________________________
alb0604a3.jpg

i, 06.04.2010

As chamadas pedagogias não-directivas, que Alberoni reduz aqui a uma pobre e cínica caricatura, não tiveram nunca, no meio escolar, a influência que, ultimamente, é moda atribuir-lhes. Antes tivessem, antes tivessem...
As causas do descalabro da escola tradicional e da educação autoritária, ao contrário do que sugere Alberoni, não são imputáveis a Rogers, a Dewey, a Neill, a Piaget, a Freinet, a Montessori e tutti quanti, sem esquecer, obviamente, Rousseau, a besta negra. Antes fossem: o problema resolvia-se facilmente, até porque todos eles já morreram há muito e os discípulos e os seguidores não abundam.
Eu sei que a ignorância só entende, quando entende, explicações a preto e branco, mesmo que fundadas na mais grotesca mistificação. Mas convém não exagerar, porque a estupidez ainda não é universal...

abril 04, 2010

O problema, Carlos, é que, no que respeita ao entendimento do humano, não há ciência que não se pretenda impor como ideologia e não há ideologia que não se pretenda impor como ciência...

ado0304b.jpg
ado0304c.jpg

(...)
ado0404a.jpg
(...)
i, 03.04.2010

março 31, 2010

António Nóvoa: uma entrevista...

novoa111111111111.jpg

"Nos tempos que correm, de tanto ruído e agitação, gostaria muito de escrever um livro sobre a pedagogia do silêncio".

Eu também, meu caro António, eu também. Estou cansado do ruído dos lugares-comuns, dos preconceitos e da maldade...


Transcrevo a parte final da entrevista, que poderá ser lida, na íntegra, aqui.

nov3103.jpg

REVISTA EDUCAÇÃO - 02/2010 - EDIÇÃO 154

Acho que o senhor provedor faz muito bem...

par3003.jpg

DN, 30.03.2010

Não auguro a esta empresa pública de fresca data um futuro muito pacífico e risonho. Daqui a uns tempos... falaremos...

março 28, 2010

Este artigo devia ser de leitura obrigatória em todas as escolas...

mat2703a22.jpg
mat2703aa1.jpg
Expresso, 27.03.2010

Actualmente, em matéria de "segurança" e de "disciplina" nas escolas, quando um político ou um sindicalista diz "mata"... há logo outro que diz "esfola". Já estivemos mais longe da selva...

março 24, 2010

A renúncia (irreparável) da experiência...

ref2403aaaaaaa.jpg
ref2403b.jpg
ref2403c.jpg
ref2403d.jpg
ref2403a1.jpg
ref2403a2.jpg
DN, 24.03.2010

É um dado assustador. A experiência (e a memória) fazem muita falta nas escolas...

março 22, 2010

Lamento muito, mas, no essencial, sou obrigado a concordar...

esc2203a111.jpg
esc2203b.jpg

i, 22.03.2010

O articulista não sabe muito bem em que consiste o "crime público", mas, no essencial, concordo com o seu ponto de vista. Quando os "educadores" precisam de leis para se assumirem e serem respeitados como tal... muito mal vai a família e muito mal, a escola...

março 21, 2010

Estes miúdos, que querem ser "famosos", já nascem "maduros, pacientes e indiferentes". Não precisam de família, nem de escola: a televisão educa-os...

ossos2003a.jpg
ossos2003b.jpg
ossos2003c.jpg
Correio da Manhã, 20.03.2010

Quer ser famoso para fazer chegar "o seu trabalho" às pessoas. Espero que o "seu trabalho" não seja apenas, narcisicamente... posar-se ao espelho...


março 19, 2010

Uma perigosíssima delinquente de... 10 anos de idade...

gon1903.jpg
Correio da Manhã, 19.03.2010

Há quem saiba ou tente lidar com crianças "especiais" e quem não saiba (ou não tente). Crianças como esta, muitas, sempre houve na Escola da Ponte. Recordo-me, por exemplo, do F. Era um menino selvagem, filho da miséria e de pais alcoólicos. Um dia, numa das suas crises de fúria, também me bateu e arranhou e mordeu. Poderia ter reagido, poderia ter sustido a agressão: não o fiz. Deixei que ele batesse e se cansasse de bater. Quando parou, fiz-lhe uma festinha e perguntei-lhe apenas se estava mais calmo. Ele olhou para mim, com os olhos esbugalhados, e apenas me perguntou (grunhiu) uma coisa que nunca mais esquecerei: vais-me bater? Eu disse-lhe.: não, quero apenas conversar contigo. E levei-o para o meu gabinete e, calmamente, conversei com ele. Chorou. E ficámos amigos para sempre.
Não conto isto para me pôr em bicos de pés ou alardear uma sabedoria ou uma coragem que, infelizmente, não me assiste. Mas esta notícia revolta-me. Simplesmente, porque não deveria ser notícia. E nunca nestes termos...
Esta criança não é um monstro. É, apenas, uma criança, que a humanidade, muito provavelmente, abandonou...


março 14, 2010

Bom senso, precisa-se! As sociedades da obediência (lembremo-nos, por exemplo, da Alemanha dos anos trinta) sempre produziram as maiores crueldades e aberrações...

sam1403f.jpg
(...)
sam1403a.jpg
sam1403g.jpg
(...)
Pública, 14.03.2010

Vários réus declararam em Nuremberga, tentando justificar a sua cumplicidade com os crimes mais hediondos do regime nazi, que sempre tinham sido ensinados a obedecer e que tinham aprendido a não contestar nem discutir as ordens e as regras impostas pelos "superiores", por mais iníquas que elas pudessem ser. As sociedades totalitárias alimentam-se do pensamento único e de uma escola autoritária. Hoje, em Portugal, parece que muitos desejam e defendem uma escola assim. Salazar dizia: "se soubesses o que custa mandar, gostarias de obedecer toda a vida". Felizmente, muitos aprenderam a desobedecer a Salazar, inclusivamente, na escola, e foram eles que fizeram o 25 de Abril...

Quem tem medo dos alunos não pode ter alunos. Não há educação (nem ensino) sem empatia...

esc1403a.jpg
esc1403b.jpg
Correio da Manhã, 14.03.2010

esc1403c.jpg
DN, 14.03.2010

Quando leio estas coisas, sinto-me um extraterrestre. Nunca tive medo dos alunos e nunca nenhum, em muitos anos, me desrespeitou. E já tive turmas... que outros colegas consideravam terríveis. E nunca senti necessidade de "pôr na rua" um aluno. Não digo isto para exibir atributos extraordinários. Tenho a certeza de que a maior parte dos meus colegas poderá dizer o mesmo. Como também tenho a certeza de que os alunos, em geral, respeitam quem os respeita. O problema é que há, nas escolas, "professores" que erraram a profissão e que, todos os dias, significam aos alunos que têm medo. E que confundem poder com autoridade. Pergunto-me muitas vezes que pais são ou serão...

Uma crónica quase perfeita de Inês Pedrosa...

ped1303a.jpg
Expresso-Única, 13.03.2010

ped1303b.jpg
ped1303c.jpg
ped1303d.jpg
ped1303e.jpg
ped1303f.jpg
ped1303g.jpg

Inês esqueceu-se do messenger. Se se tivesse lembrado, esta crónica seria perfeita...

março 12, 2010

"Uma vez arrancámos-lhe um sorriso. Quando sorria... era outra pessoa"...

sui1203c.jpg

sui1203d.jpg
sui1203e.jpg
sui1203f.jpg
sui1203g.jpg


sui1203a.jpg
sui1203b.jpg
Público, 12.03.2010

Os justiceiros do costume vão apontar o dedo e condenar sumariamente os alunos, os pais, a direcção de escola, o ministério da educação, o país, o planeta, por grosso ou a retalho. A culpa, uma culpa qualquer, terá de ser exibida no pelourinho do fanatismo mediático. Mas situações como esta só me impõem perguntas, muitas perguntas. E receio que algumas delas não tenham resposta...

março 11, 2010

Os insustentáveis enigmas da existência...

vis1103a.jpg
Visão, 11.03.2010

vis1103b.jpg
Sábado, 11.03.2010

Parecem casos completamente distintos, mas não sei se serão. Pensai um pouco, quando puderdes...

março 07, 2010

O "eduquês"? Sim, exterminemos o "eduquês" (seja lá isso o que for) e regressemos, gloriosamente, à televisão a preto e branco...

rap0603a3.jpg

rap0603a1.jpg rap0603a2.jpg

Expresso, 06.03.2010

Nem tudo está perdido: este rapazinho sobreviveu ao "eduquês" e à... pedagogia. E consegue escrever três parágrafos sem ofender, gravemente, a gramática. Que repita banalidades que, há trinta anos, já eram banalidades... pouco importa. Há trinta anos, este rapaz ainda usava fralda e chupeta. É natural, por isso, que não se lembre. E que associe a ineficácia da escola contemporânea a essa nebulosa retórica que costuma dar pelo nome de... "eduquês". A ignorância é sempre muito atrevida...
Pena que este rapazinho, que sobreviveu (extraordinária façanha!) ao "eduquês", escreva sempre mais depressa do que pensa e pense tanto com o pénis...

março 05, 2010

O Público faz hoje vinte anos...

Há vinte anos que leio o Público diariamente. Mesmo no estrangeiro, nunca deixei de comprar o jornal... e, regressado à terrinha, era no Público que me punha a par do que, entretanto, acontecera no país e no mundo. Os principais jornalistas do núcleo fundador do projecto do Público (Vicente Jorge Silva, Nuno Pacheco, José Manuel Fernandes, Joaquim Fidalgo, José Queirós, para só referir alguns) tinham sido meus colegas no Expresso. Perceber-se-á, por isso, a atenção com que sempre acompanhei o percurso do jornal e que, no Público, tenha encontrado guarida para a publicação de alguns artigos (como, actualmente, acontece com a minha irmã). Folheando os meus arquivos, descobri o primeiro artigo que publiquei no jornal, em Janeiro de 1992. Recupero o título e um excerto. E assim me associo hoje à comemoração do vigésimo aniversário do Público...

pub0503a.jpg
(...)
pub0503a22.jpg
(...)

Público, 08.01.1992

março 04, 2010

Posso garantir-vos que todos os livros são óptimos e são sábios, desde que nos limitemos a aplicar os seus ensinamentos à educação dos filhos... dos outros...

edu0403a.jpg
Público, 04.03.2010

Educar é hoje, mais do que nunca, um processo civilizacional. E a dúvida é a parteira de todos os avanços civilizacionais...
Ninguém educa (ou deseduca) sozinho.
Diz-me a que rebanho pertences e dir-te-ei como educarás (ou deseducarás) os teus filhos...

As escolas, em geral, são tão estúpidas... que até consigo compreender o telefonema desta miúda...

Versão legendada em brasileiro.

março 02, 2010

Fará parte do seu "conteúdo funcional"... respirar, sorrir, cativar, confortar, acarinhar?!...

hip0103a.jpg
hip0103b.jpg
hip0103c.jpg

Correio da Manhã, 01.03.2010

Notícias deste jaez deixam-me sempre em estado de depressão profissional. Não sei o que me magoe mais aqui: se a estupidez, se a crueldade. E, para desacreditar, socialmente, os professores e a função docente, convenhamos que já bastam ministras como Maria de Lurdes Rodrigues...

fevereiro 22, 2010

"Um mundo absurdo de papelada e de trabalho que, na prática, não serve para nada."

ama2102c.jpg
ama2102a.jpg
ama2102b.jpg
Correio da Manhã-Domingo, 21.02.2010

As escolas, todas as escolas, deveriam proceder a um inventário exaustivo das suas rotinas burocráticas, avaliar o impacto educativo das mesmas e acabar, de vez, com todas aquelas que, de facto, não servem para nada. Depois dessa higiene, talvez, finalmente, os professores (e as escolas) conseguissem concentrar-se naquilo que é a sua missão: educar, integrar e ensinar...

fevereiro 17, 2010

Mais um menino de coro socialista, apanhado nas malhas de uma... "campanha negra"...

ped1602a.jpg
ped1602b.jpg

ped1602c.jpg

Correio da Manhã, 16.02.2010

fevereiro 16, 2010

A sabedoria derramada nas paredes de Maio..

lyc1602.jpg

Jean-Philippe Legois, Les Slogans de 68

fevereiro 10, 2010

Uma "aula" (poética) de Benigni...

fevereiro 09, 2010

Qual pedagogia, qual quê? É assim mesmo! Abaixo Rousseau, viva Crato!...

sol0902.jpg
DN, 09.02.2010

Há muitos métodos de tortura de crianças. Este será, apenas, o mais cristão. Na Europa, é usado há mais de quinhentos anos. E com sucesso: que o diga a Santa Inquisição!...


fevereiro 01, 2010

Espero que seja a última geração do corta e cola...

cop3101a.jpg

cop3101b.jpg
cop3101c.jpg
(...)
cop3101d.jpg
cop3101e.jpg

cop3101f.jpg cop3101f1.jpg

Notícias Magazine. 31.01.2010

Um ensino ainda predominantemente dirigido à memorização e reprodução de informação a esmo, que, frequentemente, os alunos nunca chegam verdadeiramente a compreender e a integrar, favorece tudo isto e tudo o mais. A escola que hoje servimos às crianças, aos adolescentes e aos jovens (do básico à universidade) é uma escola minimalista e profundamente deformadora. E o "eduquês" não é para aqui chamado...

Post-scriptum
O Armando Malheiro, que coordenou este estudo, é um velho amigo e companheiro de muitas lutas. Folgo saber, meu caro, que continuamos a partilhar o mesmo lado da barricada!...

janeiro 31, 2010

Andam a escrever estas merdas, uns para os outros, há mais de 30 anos...

amf3001.jpg
Notícias Sábado, 30.01.2010

António Mega Ferreira é amigo de Luísa Costa Gomes. Luísa Costa Gomes é amiga de António Mega Ferreira. Ainda bem que são amigos e que ambos escrevem e se lêem com deleite...
O "eduquês", claro, a "paranóia pedagogista (...) activada em espaço de aula", o professor "destinado a assumir o papel de stand up comedian". Um mega romance, não é, Mega?!...

janeiro 28, 2010

A honra (e a vaidade) de ter sido professor destes "miúdos"...

bou2701.jpg

Foram meus alunos há vinte e tal anos. Trabalham hoje na mesma instituição. E fizeram-se fotografar todos juntos para que eu os visse, como são hoje. Da esquerda para a direita, o Alvim, o Isaac, a Glória, a Gigi.
Ao mesmo tempo que a fotografia, que me foi remetida pela Glória, recebi uma mensagem da Gigi. Sempre foi a mais atrevida, a mais "espevitada" de todos. Ao lê-la, percebi uma vez mais que um professor não se projecta apenas naquilo que diz, mas muito mais naquilo que é, que diz de si próprio...

Olá "sedutor", tudo bem? Desculpe tratá-lo assim, mas não sei se se lembra que nós chamavamos-lhe "stor" e não gostava e um dia disse: "Não gosto que me tratem por "Stor", ao menos tratem-me por "sedutor". Lembra-se? E então, a sua vida corre bem? Eu trabalho na mesma Secção que a Glória. nós falamos muito em si, a relembrar os tempos de escola. Foram bons tempos, apesar da imaturidade. Eu era uma aluna um bocado "espevitada", mas era só consigo, por causa da confiança. Sabe que o "stor" deixava-nos à vontade, não era daqueles professores rígidos que só queriam cumprir o programa. Mas foi um professor importante para nós, porque hoje, passados tantos anos, nós conseguimos lembrá-lo de uma forma diferente dos outros, como um amigo.

Obrigado, Gigi!

janeiro 25, 2010

Olha quem fala de "justa laicidade" e de... "hegemonia totalitária"!...

pat2501.jpg

i, 25.01.2010


janeiro 22, 2010

Um relatório contra a ignorância e a demagogia...

rel2201a.jpg

DN, 22.01.2010

janeiro 20, 2010

Uma parte significativa do que os professores fazem é, absolutamente, inútil e não redunda em benefício dos alunos: é pura burocracia que se justifica e se alimenta a si própria...

gui2001.jpg

DN, 20.01.2010

janeiro 19, 2010

A Universidade de Sevilha e o... copianço...

sev1901.jpg

Correio da Manhã, 19.01.2010

Ao contrário do que sugere o CM, o regulamento adoptado pela Universidade de Sevilha não incentiva os alunos a copiar, nem tão pouco desresponsabiliza o comportamento daqueles que, comprovadamente, recorram à fraude. Poderei duvidar da eficácia do regulamento, mas até entendo que seja conferida outra solenidade ao processo sancionatório dos trapaceiros.
Mas concordo com o ministro Ángel Gabilondo: só exames dirigidos à memória proporcionam a fraude do copianço. E exames dirigidos à memória... avaliam muito pouco...

janeiro 10, 2010

É absolutamente verdadeiro e eu, como professor, posso confirmá-lo: todos os dias, na escola, vejo o país à minha frente. Nem sempre, é certo, gosto muito do que vejo, mas isso já são contas de outro rosário, digo, de outra alçada...

alcc0910.jpg

i, 09.01.2010

janeiro 09, 2010

Assim se escrevia, em bom português, em 1886; "os velhos abordôão-se", "os caracoes babão", "os brios quebrão-se", "os cheiros exhalão-se", "um discipulo applicado", "um alumno bem morigerado"...

com0901a.jpg
(...)
com0901b.jpg
(...)
com0901d.jpg
(...)
com0901c.jpg
(...)

Os monárquicos portugueses, patuscos ou não, deveriam coerentemente peticionar o regresso patriótico à ortografia pré-republicana...

Um chupa-chupa para Maria de Lurdes...

chu1001.jpg
DN, 09.01.2010

Antes do 25 de Abril... era uma prática corrente. Trinta e quatro anos depois, continua a ser uma prática corrente. Em matéria de costumes políticos, pelo menos, Portugal é um país coerente e confiável...

janeiro 08, 2010

Já vivi o suficiente para ter percebido que, quando as federações sindicais e o ministério da educação chegam a acordo, alguma coisa está errada...

aco0801.jpg
DN, 08.01.2010

Espero para ver, desconfiando sempre. Quando este acordo tiver tradução legal efectiva, pronunciar-me-ei...

janeiro 07, 2010

Convirá, de facto, que não nos deixemos instrumentalizar (e imbecilizar) pelos instrumentos...

int0701a.jpg
int0701c.jpg
(...)
int0701d.jpg
int0701e.jpg
(...)
int0701b.jpg
(...)
Sábado, 07.01.2010

A utilização compulsiva e acrítica das novas tecnologias de informação e comunicação está, progressivamente, por mais absurdo que possa parecer, a isolar-nos uns dos outros e a imbecilizar-nos. Cada vez se pensa pior e se comunica pior, pelos olhos, pelos gestos, pelas palavras. Estamos num processo de dessocialização da sociedade. Não sei se queremos isso e se temos consciência disso...

janeiro 02, 2010

"É só porque toda a gente é tão estúpida / que há necessidade de alguns tão inteligentes." (Bertolt Brecht)

crato0201aa.jpg
crato0201a.jpg
i, 02.01.2010


Sempre que ouço ou leio Nuno Crato, não consigo deixar de rir: só porque alugou, num antiquário, meia dúzia de certezas, já se considera (e consideram-no) um sábio em educação...

"ó Portugal, se fosses só três sílabas
de plástico, que era mais barato!..."

Alexandre O'Neill

dezembro 31, 2009

Mensagem confidencial de Teixeira dos Santos para Isabel Alçada...

pou3112.jpg

dezembro 30, 2009

A aventura do circo...

alc3012a.jpg

alc3012b.jpg

alc3012c.jpg

Confesso: há muitos anos que não tinha pena de uma ministra da educação. Não sei quem cometeu a maldade de sugerir ou impor a Isabel Alçada que aparecesse em directo nos telejornais, para defender os pontos de vista do ME no termo de mais uma ronda negocial, falhada, com os sindicatos. Isabel Alçada achou-se, de repente, indefesa, no meio do circo mediático. Todos os canais queriam interrogá-la ao mesmo tempo. Ela começava a responder a um e, logo de imediato, era interpelada por outro. Parava, sorria e lá tentava dizer alguma coisinha, antes de voltar a ser interrompida. Um espectáculo deprimente...
Confesso: tenho simpatia pessoal por Isabel Alçada. É uma pessoa educada, civilizada, bem intencionada. E é uma mulher que não se põe em bicos de pés ou engrossa a voz para parecer um macho, como a sua infeliz antecessora. Claro que não deixa de ser ministra da educação, num tempo em que ninguém desejaria sê-lo. Aceitou o (en)cargo e agora... paciência: aguenta, Isabel!...
Evidentemente que sei também que não há acordo possível entre o ME e os sindicatos, por mais estórias da carochinha que Isabel conte. Maria de Lurdes Rodrigues deixou um pesadíssimo legado que as escolas e os professores, tão cedo, não conseguirão superar. Escrevo isto com a tranquilidade de quem, tendo sido "promovido" a professor titular, sempre se bateu pelo fim da divisão da carreira. E, com prejuízo pessoal, não aceitou colaborar na farsa avaliativa imposta pela anterior equipa ministerial.
E sei que não há acordo possível porque a educação não é uma prioridade de investimento deste governo (como não foi do anterior). E porque a política de Isabel Alçada será sempre a política consentida pelo Ministério das Finanças. E porque a avaliação dos professores nunca será pensada para distinguir e premiar os bons desempenhos individuais e as boas práticas escolares, mas para... poupar, poupar, poupar... E isto os professores nunca aceitarão, porque aspiram há muito a uma carreira sem funis e sem constrições artificiais.
Pobre Isabel: em que labirinto te meteste!...

dezembro 22, 2009

Um deputado que não consegue soletrar... psoríase...

ddd2212a.jpg

Chama-se Duarte Pacheco, é deputado do PSD e um dos secretários da Mesa da AR. Esta tarde, ao relacionar o objecto de um projecto de lei do PP, dramaticamente, esbarrou na palavra PSORÍASE. À primeita tentativa, saiu-lhe... PRIORASE. À segunda, hesitou, hesitou, hesitou, e lá foi gaguejando... PRIO... PRO... PROTASE. Ao lado, alguém lhe soprava, inutilmente, PSORÍASE...
Cada um tem as suas fragilidades (designadamente, as suas dislexias) e, nestas matérias, ninguém deve atirar pedras aos telhados do vizinho. Apenas me interrogo: que diriam os comentaristas encartados da nossa praça televisiva, que tanto gostam de malhar nas escolas, se um aluno do ensino secundário ou do ensino superior, em directo, lesse PRIORASE ou PROTASE... em vez de PSORÍASE?...
Nem quero imaginar: malandros dos professores!...

dezembro 10, 2009

Uma Directora Regional de Educação que, afinal, nunca chegou a sê-lo

dre1012.jpg

Correio da Manhã, 10.12.2009

Uma vez mais se comprova que nem tudo o que parece... é...

novembro 25, 2009

"Colours" ou... nós, que agora nos indignamos tanto por tudo e por nada, nunca fomos adolescentes...

cor2511a.jpg

cor2511b.jpg
(...)
Sábado, 19.11.2009

Por isso é que eles gostam de se fechar, em grupo, no quarto escuro: não distinguem as cores...

novembro 21, 2009

Alguém deveria explicar a este bicolunista que a psicanálise, por vezes, opera milagres...

ran2111.jpg
Correio da Manhã, 21.11.2009

Há patologias mentais que têm tratamento. Emídio Rangel deveria procurar ajuda...

novembro 20, 2009

P.S.D. = PARTIDO SEM DECORO?...

psd2011a.jpg
psd2011b.jpg
(...)
DN, 20.11.2009

Se os deputados do PSD desonrarem hoje o compromisso eleitoral do partido e não aprovarem a suspensão do processo de avaliação... escreverão uma das páginas mais negras e canalhas da nossa pobre democracia. Não me cansarei de o lembrar, até às próximas eleições legislativas...

novembro 15, 2009

Um projecto de "educação sexual" que, verdadeiramente, honra o nome da... Extremadura...

ext1511a.jpg
ext1511c.jpg
Público, 15.11.2009

Há "campanhas", por mais "progressistas" que pareçam, que não são para levar a sério...


novembro 12, 2009

A "educação sexual" nas escolas seria assim?...

cli1211b.jpg
cli1211a.jpg

cli1211c.jpg
Sexo com Prazer-Guia Completo (Suplemento Maria)

Imaginai um teste (formativo ou sumativo) construído sobre este texto...


novembro 06, 2009

Um título que induz em erro sobre uma sugestão inaceitável...

cru0611.jpg
Público, 06.11.2009

Pais? Que pais? Há milhões de pais em Portugal. Será que o Público vai dedicar uma notícia ao que, todos eles (e cada um), pensam sobre esta questão dos crucifixos nas escolas públicas? Eu sou pai de dois filhos que frequentam o sistema público de ensino e não passei procuração a ninguém para que falasse e propusesse, em meu nome, a feudalização do princípio constitucional da laicidade do estado. Essa agora! Então a Constituição da República deveria aplicar-se ou não, consoante a vontade particular de cada escola ou agrupamento? Não há, neste país, como propor aberrações para se ser ouvido...

Não há pontos que não se possam mudar, na condição de tudo ficar na mesma...

Começo a ter pena de Isabel Alçada. Sócrates confiou-lhe a gestão de um beco sem saída...

novembro 05, 2009

A Escola de S.João do Souto, em Braga, e "os crucifixos na parede"...

cru0511a.jpg
cru0511c.jpg
cru0511b.jpg
(...)
i, 04.11.2009
cru0511d.jpg

Há cinquenta anos, de facto, era assim. Todas as salas de aula da então Escola Primária de S.João do Souto exibiam nas paredes o medonho crucifixo. Deve ser a esse tempo que se reporta a entrada da notícia do i. Digo isto porque, quando o meu filho Francisco, mais recentemente, frequentou a mesma Escola, os crucifixos já tinham sido, há muito, retirados das paredes. E não estou a ver que, depois disso, a situação se tenha alterado. Mas não deixa de ser curioso que, em 2009, o i garanta que as salas da Escola de S.João do Souto "continuam a exibir crucifixos na parede". Continuam? Em que parede, exactamente? E quantos crucifixos?...

novembro 04, 2009

Destinos gloriosamente cruzados...

min0411a.jpg

min0411b.jpg
min0411c.jpg

Correio da Manhã, 04.11.2009

E se acabassem de vez com esta vergonha?!...

ava0411.jpg

Público, 04.11.2009

outubro 30, 2009

Se não fosse leitor habitual e comprasse uma destas revistas pela capa... qual escolheria?...

sab2910a.jpg
Sábado, 29.10.2009

sab2910b.jpg
Visão, 29.10.2009

Eu sei: optaria pelo grito (discreto) da nova ministra da educação. Uma mulher quase sexagenária que grita é... irresistível...
De resto, a capa da Visão é uma ameaça à saúde pública: devia ser proibida pela ASAE...

outubro 24, 2009

E quarta-feira? O que acontecerá quarta-feira? Irá Sócrates pedir perdão aos professores?...

alc2410.jpg

Expresso, 24.10.2009

Espera-se que a oposição não deixe para amanhã o que pode fazer hoje...

outubro 21, 2009

Interpelação de um leitor (identificado) sobre a Escola da Ponte...

Meu caro,

Há tempos conversava com uma amiga (que tem responsabilidade no actual ME) e que me referia o facto de o projecto da EP não ter qualquer ligação ao mundo real, ou seja, se um aluno, por contingência dos pais, tiver de mudar de cidade, terá muitas dificuldades em ser absorvido pelo sistema educativo por falta de bases. Não sei se estou a formular bem a questão ou mesmo se ela se pode colocar, gostava era de perceber se a EP é um mundo totalmente à parte ou se, pelo contrário, ajuda a que os míúdos sejam cidadão preparados não apenas para viver na sua ilha.
Espero ser merecedor da sua atenção, enviando-lhe as minhas saudações.

Sou suspeito na resposta, porque estive cinco anos ligado à Escola da Ponte e aprendi a admirar o que, todos os dias, lá se faz pelos miúdos e com os miúdos. A questão colocada é, porém, uma questão recorrente, uma questão quase académica. Ouvi-a centenas de vezes e centenas de vezes tive de responder. Os miúdos da Ponte aprendem, desde muito cedo, a ser gente, a ser cidadãos. A desenvolver o olhar, a cumplicidade crítica com os outros, a inteligência da decisão, o risco da autonomia, a responsabilidade, a curiosidade do conhecimento. Adélia Prado tem dois versos que poderiam ser a epígrafe do projecto da Ponte (cito de memória): "Senhor, não me dês o queijo, nem a faca; dá-me simplesmente a fome". Na Ponte, alimenta-se todos os dias a fome dos miúdos - e esse é o seu "segredo". Tomara eu, que regressei à "escola tradicional", ter alunos esfomeados...

Feliz ou infelizmente, a "fabulosa" experiência da Escola da Ponte não é generalizável por decreto, mas deveria, pelo menos, ser defendida e apoiada pelo Ministério da Educação, em vez de asfixiada...

pon2110c1111.jpgpon2110b.jpg

i, 21.10.2009

outubro 20, 2009

E não se poderá criminalizar a estupidez?!...

zac1910a1111.jpg
i, 19.10.2009


outubro 18, 2009

Os professores, em geral, são tudo isso (a troco de muito pouco) e ainda têm de aturar a incompreensão dos ignorantes e a impertinência dos governantes...

pro1810.jpg
Correio da Manhã-Domingo, 18.10.2009

outubro 17, 2009

Lino Ferreira...

lin1710.jpg
Público, 17.10.2009

Entre 2002 e 2005, Lino Ferreira (na fotografia) desempenhou as funções de Director Regional de Educação do Norte, Tivemos pegas monumentais e, em algumas reuniões, quase nos chegámos a insultar. Mas sempre deu a cara, nunca mandou recados por ninguém. E, na fase terminal do seu mandato, passou de adversário do projecto e da Escola da Ponte a seu aliado, batendo-se pela aprovação do contrato de autonomia que propuséramos. Apesar das divergências e das discussões que tivemos, sempre nos respeitámos. E não fora o empenhamento de Lino Ferreira, ainda hoje a Escola da Ponte não teria a sua autonomia, formalmente, reconhecida...
Ironia das ironias: foram aqueles que, na oposição, mais declarações de amor fizeram à Escola da Ponte que, no governo, lhe viraram as costas, pondo em causa a sobrevivência de um projecto educativo que, no passado, tanto tinham elogiado. Espero para ver até onde irá o descaramento do PS, sendo certo que, nas actuais condições, a Escola da Ponte não sobreviverá por muito mais tempo...


O "último almoço" de Maria de Lurdes Rodrigues, antes de ser "sovada" em público por um aluno do Liceu Camões...

mlr1710.jpg
Expresso, 17.10.2009

A notícia da "sova" pode ser lida aqui...

outubro 15, 2009

Deixemos os editorialistas resolver os problemas da educação. Eles é que sabem como tudo se deve fazer...

edi1510d.jpg
edi1510b.jpg
(...)
edi1510c.jpg
(...)
i, 15.10.2009

Depois desta criatura, haverá alguém, neste país, tirando alguma avestruz ou algum pavão, que queira ser ministro da educação? Foram 4 anos de massacre da inteligência de todos os que se esforçam, diariamente, nas escolas, por formar e educar...

mlr1510c.jpg
mlr1510.jpg
mlr1510a.jpg
Público, 15.10.2009

outubro 13, 2009

Tanta excitação estatística, para consumo dos incautos!...

ran1310.jpg
i, 13.10.2009

E "rankings" de professores e de pais? Aposto que não hão-de tardar muito...

outubro 09, 2009

Seria o descrédito da democracia, do parlamento e dos partidos da oposição que tudo ficasse na mesma...

pro0910.jpg
Expresso, 09.10.2009

outubro 07, 2009

Critérios editoriais...

pai0710.jpg
JN, 07.10.2009

É a grande manchete da edição de hoje. Não há dúvida de que os critérios editoriais do JN são muito pedagógicos...

setembro 30, 2009

Cada um e cada uma tem as trombas que encomendou ao destino...

ode3009.jpg

Privado, 30.09.2009

Mas passará pela cabeça de alguém que os partidos da oposição traiam os seus eleitores e não honrem os compromissos que assumiram?!...

pro3009c.jpg

pro3009a.jpg
_______________________________________________________________________________________________
pro3009b.jpg

Público, 30.09.2009

setembro 20, 2009

Para fomentar a leitura dos cafres e dos seus filhos... não há como editar, condensadas, "obras célebres" de "leitura obrigatória" e, muito especialmente, já "adaptadas ao ensino"...

fmp2009b.jpg

fmp2009.jpg

setembro 14, 2009

Valter Lemos a ministro? Por favor, brincai com coisas um pouco mais sérias!...

car1409.jpg
Correio da Manhã, 14.09.2009

Em 2004, o nome mais insistentemente apontado para ministro da educação de Sócrates era, precisamente, o de Valter Lemos. Acho que Valter ainda não percebeu por que, na altura, não chegou a ministro. Agora, já é muito tarde...

Ele já não conta com ela e o país já não conta com ambos...

mlr1409a.jpg
i, 14.09.2009

"Esta mulher desgraçou-me!", diria Sócrates, se as paredes da decência não tivessem ouvidos. E, sobretudo, se não tivesse teimado em mantê-la em funções, quando o desastre já estava à vista de todos e ele própria lhe pedia, encarecidamente, que a dispensasse...

setembro 10, 2009

O regresso da "campanha negra"...

aba0909.jpg
Correio da Manhã, 09.09.2009

setembro 06, 2009

Sim, sim, Lurdinhas, o ano escolar começará "normalmente", apenas porque os professores, todos os professores (tirando os moluscos do costume), irão às urnas no dia 27 para correr consigo e com quem a sustentou!...

mlr0609.jpg
JN, 06.09.2009

Há mais de 30 anos que não via os professores portugueses tão motivados para votar contra um partido e contra uma política. E só essa motivação explicará a aparente normalidade do início do ano escolar...


agosto 31, 2009

Este percebeu, mas já é tarde, muito tarde. Felizmente...

edm3108.jpg
i, 31.08.2009

Sócrates convenceu-se de que poderia, impunemente, humilhar os professores. Como irá perceber no dia 27 de Setembro, enganou-se. Há 4 anos, quando a ministra da educação começava a maltratar os professores, eu avisei-a, como os colegas que estavam na reunião, certamente, se lembrarão. Não quis saber: persistiu e agravou a ofensa. Irá ter, nas urnas, a recompensa que merece. Ela, Sócrates e o PS. A estupidez e a arrogância, em democracia, nunca vencem. Felizmente...

agosto 28, 2009

Há pais que, não tendo coragem para deixar os filhos na esquadra, deixam-nos na escola...

pai2808.jpg

Sábado, 27.08.2009

agosto 23, 2009

TABULETAS (dignas de registo)... (6)

mmm2308.jpg

julho 26, 2009

Corações ao alto, portugueses! Já só faltam dois meses e um dia para que esta visionária comece a fazer as malas e prepare a retirada. As escolas precisam de paz, concentração e entusiasmo: tudo o que esta senhora conseguiu destruir em 4 anos e tal...

via2607a.jpg
vis2607b.jpg
vis2607c.jpg
vis2607d.jpg
vis2607f.jpg
vis2607e.jpg
(...)
DN, 26.07.2009

Termina o mandato a rir (um sorriso nela, por mais esforçado que seja, parece sempre uma gargalhada). No dia 27 de Setembro poderá finalmente avaliar o verdadeiro impacto da sua política visionária...

julho 25, 2009

Este é um dos poucos portugueses (as minhas admirações não têm género) que eu tenho pena de não conhecer pessoalmente...

tet2507c.jpg

tet2507a.jpg

tet2507b.jpg

tet2507f.jpg
tete2.jpg
tete3.jpg
tete44.jpg
tet2507e.jpg
(...)
tet2507h.jpg
Expresso-Actual, 25.07.2009

Temos amigos/conhecidos comuns, mas nunca nos cruzámos na vida. Há mais de 30 anos que a admiro!...


julho 21, 2009

O regresso glorioso dos Gato Fedorento ou... estes, coitados, já não sabem muito bem o que andam a prometer...

julho 20, 2009

Pedagogia sanitária ou... o difícil é mascará-los!...

pan20072009.jpg

a2007a.jpg

a2007b.jpg

a2007c.jpg

a2007d.jpg
i, 20.07.2009

julho 14, 2009

A maior parte daquilo que me quiseram ensinar na escola... eu não aprendi (digo, tão rapidamente memorizei, como esqueci)...

jddddd09aaaa3.jpg
(...)
jddddd09aa5555.jpg
(...)
Jean-Charles, Humor de Calções

julho 13, 2009

Considerando que, em muitas e muitas escolas, os alunos raramente encontram papel higiénico e toalhetes nas latrinas, a distribuição de lenços de papel será uma medida verdadeiramente revolucionária...

lençççç09aaa1.jpg
lenççç09aaa2.jpg
lenççç09aaa4.jpg
Correio da Manhã, 13.07.2009


QUINTOANNN09AA.jpg

Evidentemente, os jardins de infância e as escolas existem sobretudo para "socializar" (integrar no rebanho) as crianças, ou seja, domesticá-las e imbecilizá-las...

aniv509aaaa222.jpg
maggggn09aa1bbbb.jpg
(...)
Jean-Charles, Humor de Calções

QUINTOANNN09AA.jpg

julho 08, 2009

Só se espera que não abram as escolas no dia 10 de Setembro para as fecharem no dia 11...

gripeaaaa09aa11.jpg

grippppppp09aa2.jpg
i, 08.07.2009

Tenhamos alguma réstia de esperança na humanidade. Ainda há criminosos que, como Madoff, confessam humildemente os seus crimes...

madddddddd09aaaa1111111.jpg
(...)
Público, 08.07.2009

julho 07, 2009

Não sei se alguém estranhará, mas este Boletim promocional do Magalhães não foi lançado pela empresa JP Sá Couto, mas pelo Ministério da Educação...

bolll09aa111.jpg
bollll09aaa2222.jpgbolllllll09aaa33333.jpg

Doze páginas promocionais, cento e cinquenta mil exemplares para distribuição gratuita. Espero, pelo menos, que o Boletim tenha sido pago pela empresa que produz e comercializa o Magalhães e não pelos contribuintes...

julho 04, 2009

É isto e muito mais... e o mais (a tipologia do negócio) ainda se recomenda menos...

magggg09aaa1111a.jpg
mag09aaaaa2222a.jpg
i, 04.07.2009

julho 02, 2009

Duas excelentes razões para os professores votarem, em Setembro, no PSD...

leittttt09aaa1111a.jpg

leittttttt09aaa2222.jpg

Os meus amigos da Escola da Ponte entenderão a ironia do título...
E os demais colegas... também...

junho 19, 2009

Com toda a franqueza! Será que algum adulto, em seu perfeito juízo, acreditará que um adolescente de 14/15 anos esteja preparado (e, suficientemente, amadurecido) para "explicitar o conteúdo destas estrofes"?!...

exammmm09aaa444a.jpg


exammmm09aaa11111a.jpg

exammm09aaa333a.jpg

exammm09aaa2222a.jpg

Há mais de quarenta anos, no antigo quinto ano dos liceus, eu respondi, em exame, a perguntas deste género. Lembro-me de ter passado um ano inteiro a sublinhar Os Lusíadas, a dividir orações e a tentar memorizar patetices interpretativas e supostamente contextualizadoras que eu, de todo, na altura, não entendia (simplesmente, porque não tinha ainda idade, nem maturidade para entender). O resultado foi que fiquei a odiar para sempre Os Lusíadas, como em criança ficara, por exemplo, a odiar (ainda que por diferentes razões) o óleo de fígado de bacalhau...
Que, passado meio século, a burrice "programática" e "pedagógica" se mantenha ainda nos seus exactos termos... é algo que, profundamente, me assusta e deprime. E digo isto com o à-vontade de quem, não sendo propriamente "professor de português", todos os dias partillha poesia com os alunos (do secundário) e sabe das imensas dificuldades de leitura e interpretação dos miúdos. E não partilho com eles, obviamente, poesia épica do século XVI, escrita num português que, de todo, eles não entendem (como eu não entendia quando tinha a idade deles)...
Pergunto-me muitas vezes (há trinta anos que, como professor e pai, me pergunto) por que a escola tem de ser assim tão estúpida. Será destino ou natureza?!...

junho 17, 2009

Em instituições humanitárias como Guantánamo é que se educa mesmo bem para a democracia...

democccc09aa1111.jpg
Correio da Manhã, 17.06.2009

Procurei nas edições de ontem e de anteontem do CM o enquadramento desta extraordinária declaração atribuída a João Lourenço e nada encontrei. Confesso que não consigo imaginar João Lourenço, que tantas vezes encenou Brecht, a dizer este disparate...
Esperarei pelo devido esclarecimento...

junho 16, 2009

Depois da Ponte, claro, Belgais!...

belggg09aaa1111.jpg
Público, 16.06.2009

Este país grosseiramente socratizado não está para inovações: Belgais também pode morrer (ou transferir-se para Espanha)...

junho 13, 2009

Esta é a Escola e o Projecto Educativo que o PS (no Governo e na Câmara Municipal de Santo Tirso) se prepara para sufocar e extinguir...

es09aaaa111111.jpg

es09aaaa2222222222.jpg

es09aaa333333333.jpg

es09aaaaaaa444444444.jpg

es09aaaaa5555555.jpg

es09aaaa66666666.jpg

Nenhuma escola portuguesa é tão conhecida, tão estudada e tão admirada lá fora, como a Escola da Ponte. Todos os anos, são milhares os nacionais e os estrangeiros que a visitam. Inúmeras dissertações de mestrado e teses de doutoramento foram feitas sobre a Escola e o seu Projecto Educativo. Nada é, porém, bastante para o PS. E a Escola da Ponte, a não serem sustidas as ameaças que sobre ela impendem, irá morrer às mãos do partido que, ao longo dos anos, mais declarações de amor lhe dedicou. Miserere!...

O PS, com todo o seu farisaísmo político, prepara-se para facilitar e apressar aquilo que o PSD e o CDS, apesar de terem tentado, não conseguiram: extinguir o Projecto da Escola da Ponte...

po09aaaa22222.jpg
po09aaaa11111.jpg
po09aaaa44444.jpg
po09aaaa6666666.jpg
po09aaaa777777.jpg
po09aaaaaa888888888.jpg
po09aaaaa10000000.jpg
po09aaaaa11111111a.jpg
po09aaaa12222222.jpg

pon09aaaa1111111.jpg
pon09aaaa2222222.jpg
pon09aaa333333.jpg
__________________________________________________________________________________

pon09aaa4444444.jpg
Público, 13.06.2009

Leio esta notícia (infelizmente, recorrente) e recordo as posições públicas de apoio à Escola da Ponte de alguns dirigentes nacionais do PS, então na oposição, quando o governo do PSD/CDS tudo tentou para fechar a Escola da Ponte. Lembro-me bem, por exemplo, da visita que Augusto Santos Silva fez à escola e das declarações que então prestou a toda a comunicação social, defendendo o Projecto da Ponte e garantindo que, quando o PS voltasse a ser governo, a escola seria uma espécie de "jóia da coroa" do Ministério da Educação. Em 2005, Augusto Santos Silva regressaria ao governo e, quatro anos depois, o projecto educativo da Escola da Ponte continua sob ameaça. Nada, entretanto, foi feito para garantir a estabilidade do Projecto da Ponte. E, ironia das ironias, foi ainda o governo do PSD/CDS que assinou o contrato de autonomia da Escola, o primeiro que, em Portugal, se celebrou.
E ainda há quem se admire com o descrédito da nossa classe política e com os resultados eleitorais do PS, nas europeias...

junho 12, 2009

Os défices do "eduquês" (tributo a Nuno Crato) ou... o problema hipermediático ou semiótico do construtivismo...

junho 07, 2009

Beber para esquecer (não sei se os professores ou os pais)...

alccooll09aaa1111.jpg
Correio da Manhã, 07.06.2009

junho 05, 2009

O sofrimento de um ministro ou... como rendem, politicamente, quatro palmadas no rabo de uma criança!...

vieir09aaaa2222.jpg

zooooom09aa111.jpg
i, 05.06.2009

Ponto 1. Sabe-se, há muito, que a violência educa para a violência.
Ponto 2. Também se sabe, há muito, que os seres humanos não são máquinas silogísticas.
Ponto 3. Pais perfeitos só existem nos livros.
Ponto 4. Levante a mão o pai ou a mãe que nunca deu ou fez tenção de dar uma palmada no rabo de um filhote.
Ponto 5. O Ministro que, politicamente, responde pela Segurança Social, entidade que acompanha ou tem jurisdição sobre instituições que, em Portugal, acolhem crianças em risco ou abandonadas, ficou "impressionado" com as palmadas, perdão, com a "estalada" que viu neste vídeo.

Ponto 6. Vieira da Silva saberá, certamente, que este tipo de "educação" pela "palmada", pela "bofetada", pela "cana" e pelo "cavalo-marinho" está largamente difundido nas instituições que, em Portugal, acolhem crianças em risco ou abandonadas.
Ponto 7. Imagino o sofrimento diário do senhor ministro, quando pensa nas crianças portuguesas "institucionalizadas"...

junho 03, 2009

Graças a Deus ou a Sócrates, esta Empresa Pública multiplica exponencialmente os seus ganhos e cria novos postos de trabalho!...

couuuu09aaa1111a.jpg

couuuu09aaaa3333a.jpg

couuuu09aaaa2222a.jpg

couuuu09aaa4444a.jpg

Uma Empresa Pública é uma empresa pública, é uma empresa pública, é uma empresa pública...
Reticências...

junho 01, 2009

Não se trata, apenas, de falta de formação ou de qualificação para avaliar. É o próprio modelo de avaliação que está errado!...

avallll09aaa1111.jpg

avallll09aaa22222.jpg
avallll09aaaa33333.jpg
avallll09aaaa444444.jpg
avallll09aaaa55555.jpg
DN, 01.06.2009

maio 27, 2009

Pior do que o erro, a justificação...

grevvvv09aaa11111111.jpg
Correio da Manhã, 27.05.2009


maio 22, 2009

Isto ainda vai dar um "script" de telenovela (ou de um filme pornográfico)...

espiiiin09aaa1111.jpg
Correio da Manhã, 22.05.2009

Achais que em Portugal será diferente? Podeis desiludir-vos. Quando, num "reformatório" católico, os castradores guardam os castrados... o resultado, quase sempre, é este...

irllll09aaa2222222.jpg
irllll09aa1111.jpg

igreeejaaaaa1111111.jpg
igrejjjjj09aaa11111.jpg
DN, 22.05.2009

maio 21, 2009

Num país governado pelos melhores, António Nóvoa, se quisesse, faria parte de qualquer governo digno desse nome...

antttnoooooo09aaa222222.jpg
antttnooo09aaaa3333333.jpg
anttttnovv09aaa1111111111.jpg
(...)
antttnooo09aa11111.jpg
(...)
anttttnovvv09aaaa222222222.jpg
(...)
Público, 21.05.2009

Há mais de 30 anos que o conheço assim: lúcido, frontal, cultíssimo, integérrimo. Eu, se pudesse, faria dele primeiro-ministro...

O que fazem alguns professores, coitados, para motivar os alunos...

falardesss09aaa1111111.jpg
Sábado, 21.05.2009

maio 20, 2009

O último miguelista...

seabbb09aa1111.jpg

seabbbb09aaa333333.jpg

seabbbb09aaa222.jpg

Primeiro, pensei que fosse um novo programa de humor, talvez negro, da TVI24. Depois reparei que Constança Cunha e Sá entrevistava alguém. Não reconheci imediatamente o entrevistado, que derretia penosamente a maquilhagem. Fiquei a ouvir. Afonso Costa e os jacobinos, blablablá. Antes, o hediondo Marquês de Pombal, blablablá. Tudo a propósito do... Ministério da Educação e da perseguição movida às paróquias, que agora não têm os meninos e as meninas disponíveis (sabe-se lá para quê) antes do fim da tarde. por causa da "escola a tempo inteiro". Francamente, supunha que este João Seabra já tinha emigrado, com o cacete que tem no lugar do cérebro, para a Terra Santa...

A memória não tem futuro - convém ir anotando...

esesss09aa111.jpg

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 9

telellmmm09aaa11111.jpg
bibbbbb09aaa1111.jpg

i, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 8

ffff09aaa111111111.jpg
fffff09aaaa22222222222.jpg
DN, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 7

dn09aaaa11111111111111.jpg

dn09aaaaaaa77777777777.jpg

dn09aaaaa55555555555.jpg

dn09aaaa3333333333333.jpg
DN, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 6

cabeccc09aaa11111.jpg

cabeccc09aaa3333333.jpg
cabecccc09aaa2222222.jpg
(...)

profffff09aaaa55555555.jpg
profeess09aaaa666666666.jpg
(...)
profess09aaaa55555555.jpg
profess09aaaa66666666.jpg
i, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 5

suspessss09aaa111111.jpg
24horas, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 4

josef09aaa11111111111.jpg
joseffff09aaaa44444.jpg

presssi09aaa11111111.jpg
pressss09aaa222222222.jpg
Correio da Manhã, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 3

demmmm09aaa11111.jpg
demissss09aaa555.jpg
demisss09aaaa8888.jpg
(...)
Público, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 2

mappp09aa111.jpg
mappp09aaa2222222.jpg
JN, 20.05.2009

Perante situações como esta, ainda haverá alguém, neste país, que queira ser professor ou... aluno?... 1

esppp09aa1111.jpg
esppppi09aaa22222.jpg

esppppi09aa4444.jpg
esppppin09aaa3333.jpg
JN, 20.05.2009

maio 19, 2009

Claro que a professora não foi "suspensa por falar de sexo", mas... este é o título que vende...

linguuuu09aaaa1111111.jpg
Correio da Manhã, 19.05.2009

Em geral, a verdade não vende...

maio 18, 2009

Requiem pela "educação sexual nas escolas" e não só...

Estão aqui, neste vídeo deprimente, os excertos seleccionados pela SIC da gravação que vai pôr os portugueses, durante uns dias, a ironizarem sobre o que se passa nas nossas escolas.
Nada disto, infelizmente, me surpreende. Como pai e como professor...
O país vai apodrecendo. Ninguém respeita ninguém. A autoridade dos professores... perdeu-se. Perdeu-se a autoridade de quem nos governa. Esta é a grande herança de Sócrates: um país, todo ele, à beira de um ataque de nervos. Histérico, como esta professora. Grosseiro, como esta professora. Feio...
Este é o Portugal cabisbaixo em que, definitivamente, não me revejo...

O socratismo no seu máximo esplendor: "Professora suspensa por conversas sobre orgias sexuais". Graças a deus, não foi suspensa por contar, na aula, anedotas sobre o primeiro-ministro ou sobre a directora regional de educação do norte!...

Respigo daqui esta declaração atribuída à Directora Regional de Educação do Norte:

«A situação foi-me comunicada na sexta-feira à noite, tomei a decisão de suspender a professora no sábado. Suspendi, está suspensa».

Não discuto os fundamentos, nem o respaldo legal da decisão.
Apenas digo que me cheira a vingança póstuma de Lopes da Mota...
Espero que ele não seja o primo de Celorico de... Margarida Moreira!...

PS- Não ouvi o que a professora terá dito aos alunos (parece que foi um chorrilho de disparates). Não há dúvida de que os telemóveis e os gravadores vão revolucionar a "pedagogia", em Portugal! Razão tinha eu para escrever o que escrevi há dias sobre "educação sexual nas escolas"...


Era assim que se devia fazer "educação sexual" nas escolas...

aniiii09aaa1111.jpg

Gilbert Delahaye&Marcel Marlier, Anita na Escola

maio 15, 2009

Tudo neste "editorial" é grosseiro e estulto, título incluído...

cimaaa09aaa1111.jpg
cimaaaa09aaa2222.jpg
DN, 15.05.2009

Sair de cima? Vias de facto? Excesso de preliminares? Falar de sexo com jovens nas escolas "para que suceda o mais tarde" possível? Com que autoridade e com que delicadeza é que esta mocinha fala, nestes termos, de "educação sexual" nas escolas? Eu sei que o rei não lhe cabe na barriga, mas talvez Fernanda Câncio pudesse beneficiar da recomendação que lança aos outros: cresça e apareça!
Falemos de coisas sérias, em termos que todos possam entender.
Eu não quero que a escola pública procure influenciar ou até determinar a "educação sexual" dos meus filhos. E isto por uma razão muito simples: porque a maioria dos professores são... analfabetos sexuais. Como parece sê-lo, aliás, Fernanda Cãncio...
A sexualidade é o mais íntimo dos territórios individuais. E não é redutível a padrões. Eu, por exemplo, gostaria, como pai, que os meus filhos (só tenho rapazes) aprendessem a conjugar o seu prazer erótico com o prazer das companheiras ou dos companheiros. Ficar por cima ou por baixo... é irrelevante. Relevante é que cada um incorpore no seu próprio prazer o prazer dos outros, que ninguém saia frustrado, magoado, envergonhado, diminuído da relação sexual, seja macho ou fêmea. E que, nela, se proteja e proteja os outros (daí a importância do preservativo) . Isto, para mim, é o básico (civilizacional). Mas é o básico, reconheço... para mim. E é neste "básico" que eu tento educar os meus filhos. E ai do "professor" que lhes tente "impor" concepções ou entendimentos diversos!...
Isto, Fernanda Câncio não entende. Ela imagina que os professores são "robôs". Que se despiriam dos seus preconceitos, dos seus tabus, dos seus fetiches, dos seus medos, das suas inibições... para educar sexualmente, de uma forma "objectiva" e "neutral", os filhos dos outros. Quem pensa assim... nada sabe sobre a natureza humana e nada sabe sobre a complexidade e a delicadeza do educar...

maio 13, 2009

Sim, Natividade, transmite! Transmite muitos "valores e princípios". E não te esqueças, já agora, da peúga branca (nos professores): é absolutamente pornográfico!...

pinhalnn09aa111.jpg

pinhalnnn09aaa2222.jpg
pinhalnnn09aaa3333.jpg
Correio da Manhã, 13.05.2009

Não há como a farda. No pensamento e no resto..


abril 30, 2009

Uma espécie de casting...

casttt09aaa111111.jpg
24horas, 30.04.2009

Em ano eleitoral, todos os Sócrates ficam assim, delicadíssimos...

descccc09aaaa111.jpg
Correio da Manhã, 30.04.2009

Só espero que isto não se tenha passado em escolas públicas...

cientolll09aaa1111.jpg
(...)
DN, 29.04.2009

abril 29, 2009

O filme preferido de José Sócrates...

falecomela09aaaa1111111.jpg
24horas, 29.04.2009

abril 28, 2009

Anda meio Portugal zangado com o PS e o PS zangado com o outro meio...

indignnn09aaa111111.jpg
24horas, 28.04.2009

abril 27, 2009

O país de todas as oportunidades, velhas e novas...

vannn09aaa1111.jpg
vannnn09aaa222222.jpg
vannnnn09aaa33333.jpg
(...)
24horas, 27.04.2009

abril 25, 2009

Esta até teve alguma piada...

violconj09aaa1111.jpg
Expresso, 25.04.2009

abril 23, 2009

Intitulado assim, até parece castigo...

casttt09aaa1111111.jpg
24horas, 23.04.2009

casttt09aaa2222222.jpg
Correio da Manhã, 23.04.2009

castttt09aaaa333333.jpg
Público, 23.04.2009

abril 22, 2009

Não há como o Magalhães para alegrar a vida das escolas básicas...

magggg09aaaaaaa11111.jpg
magalllll09aaaaaaa2222222.jpg
(...)
Diário do Minho, 22.04.2009

abril 16, 2009

Um aluno que escreve e publica poesia...

Sempre o incentivei a escrever. Hoje, orgulhoso, no local onde está a fazer o estágio, disse-me: "também criei um blogue para publicar a minha poesia". E deu-me o endereço. Tive vontade de lhe dar um abraço. Há dias em que um professor sente que a escola ainda pode fazer sentido...


abril 15, 2009

A dificuldade de explicar tudo isto ao meu filho de 11 anos que frequenta esta Escola...

paraffff09aaa2222.jpg
paraffff09aaa2222222.jpg
parafffff09aaaa3333.jpg
(...)
Correio da Manhã, 15.04.2009

Há muitos anos tive um "colega" (por sinal, também de "Português) que fazia exactamente isto que é aqui descrito: levava pornografia para as aulas, fazia comentários de teor erótico à aparência física dos alunos (diante deles) e tentava satisfazer-se sexualmente com os rapazinhos (fora da escola, naturalmente). Era muito católico, claro, e tinha o atrevimento de dizer que ninguém o atingiria. Teve, apenas, o azar de esbarrar com um Director de Turma e uma Presidente do Conselho Directivo que se estavam a marimbar para os galões que ostentava e que participaram dele à Inspecção. No inquérito, o instrutor só deu como provado que o crápula levava pornografia para as aulas e fazia comentários soezes diante dos alunos. Relativamente aos abusos sexuais, o instrutor não terá conseguido, no seu critério (muito discutível), reunir prova bastante, apesar dos depoimentos nesse sentido de vários alunos. Conclusão: o pedófilo pornógrafo foi suspenso por dois anos da actividade lectiva, mas continuou, depois disso, a exercer a profissão. O caso, que eu saiba, não chegou ao conhecimento do MP. Se chegou, não terá tido consequências, porque o pedófilo, que eu saiba, ainda hoje é professor (embora, prudentemente, tenha saído do país).
Não sei, obviamente, se a professora a que se reporta esta notícia praticou ou não os factos de que está acusada (nem sei se, porventura, a conhecerei). Mas, se se vier a provar a sua culpa, espero que não volte mais a desempenhar funções docentes. Quem, descontroladamente, padece de determinadas parafilias (ao ponto de pretender satisfazê-las com os alunos) não pode, obviamente, ser professor. Já basta o que basta...

abril 13, 2009

Só é pena que a blague tenha sido roubada...

wilm09aa11.jpg

wilm09aaa222.jpg
Expresso-Única, 10.04.2009

É uma blague comum, atribuída a John Vilmot, o famoso "libertino" inglês do século XVII: "antes de casar, tinha três teorias sobre como educar os filhos; hoje, tenho três filhos e nenhuma teoria". O "Comendador" esqueceu-se de prestar vassalagem ao autor. Fica-lhe mal, muito mal...

março 27, 2009

Fernão de Magalhães também se vendeu (e perdeu) no mercado negro das ilusões que se impôs...

magal09aaaa11111.jpg
magalll09aaaa333333.jpg
magallll09aaaa44444.jpg

magallll09aaa22222.jpg
DN, 27.03.2009

março 25, 2009

Audição para lamentar e chorar por mais...

parl09aa111.jpg

parla09aaa2222.jpg

parla09aaa33333.jpg

Normalmente, os ajudantes ladeiam o ministro ou a ministra. Hoje, na AR, percebeu-se que a palavra decisiva no ME pertence, actualmente, ao Secretário de Estado, Jorge Pedreira. Foi ele que "administrou" as intervenções da bancada ministerial e foi ele, também, que se sentou ao centro, ladeado à direira por Valter Lemos e à esquerda... por uma senhora que, francamente, não estou a reconhecer. Alguém saberá dizer-me quem é?...

março 24, 2009

Se as velhas e estafadas "soluções" nada resolvem (não é por haver muitos exames que a escola é melhor e os alunos aprendem mais), por que não experimentar outros caminhos, por mais absurdos que possam parecer?...

(...)
vestib09aaa2222.jpg
vestib09aa111.jpg
Gilberto Dimenstein&Rubem Alves, Fomos Maus Alunos

março 18, 2009

Deixemo-nos de demagogias! O que é diferente não pode ser tratado como igual!...

barqueee09aaa11.jpg
Diário de Notícias, 18.03.2009

Nós não queremos integrar e diluir e indiferenciar. Queremos antes que cada comunidade se acantone na sua ilha e cumpra, sem promíscuas miscigenações, o seu destino. A turma cigana de Barqueiros seria ratificada, em referendo, pela esmagadora maioria dos portugueses. Todos diferentes, todos diferentes...
Desde o apartheid (para não recuar mais na história) que sabemos que as raças inferiores têm de ser discriminadas. Positivamente, isto é, para seu bem...
Aqueles meninos no contentor? São ciganos, mãe! E não se diz contentor: diz-se "monobloco"...

março 17, 2009

A nossa conhecida propensão para a originalidade: integrar, separando...

ciga09aa111.jpg

ciga09aaa2222.jpg
______________________________________________________

ciga09aaa3333.jpg
______________________________________________________
ciga09aaa444.jpg
Diário do Minho, 17.03.2009

Entendamo-nos!...
Que se trata de "discriminação", é a própria Directora Regional de Educação que o reconhece. Simplesmente, ela acrescenta um adjectivo (caritativo) à "discriminação". Diz que ela é... positiva. Ou seja, redunda em benefício daquele grupo de alunos e não em seu prejuízo. Poderão a escola e a DREN dar as voltas que quiserem à narrativa: será sempre a narrativa de um processo de objectiva exclusão. É uma espécie de "apartheid": os meninos "normais", de um lado; os meninos ciganos, do outro. Isto favorece algum tipo de integração escolar e social? Não brinquemos. E, sobretudo, sejamos intelectualmente honestos: estas soluções discriminatórias não cabem no conceito de escola pública "inclusiva". Se querem rever o conceito, façam favor. Se querem rasgar a Declaração de Salamanca, força! Mas não tentem aldrabar-nos. Eu, pelo menos, já não tenho idade para isso...

março 16, 2009

Lista pedagógica ou... cada um que faça a sua...

lista09aa1.jpg
lista09aa2.jpg

Finalmente, a escola perfeita...

prfess09aa1.jpg
Correio da Manhã, 16.03.2009

março 15, 2009

A verdadeira estória do português mais famoso de Portugal, na era Magalhães...

magaggg09aa1.jpg

trad09aaa111.jpg
trad09aaa222.jpg
trad09aaa3333.jpg
trad09aaa4444.jpg
trad09aaa5555.jpg

imbr09aaa11.jpg
imbr09aaa222.jpg
imbr09aaa333.jpg
Correio da Manhã-Domingo, 15.03.2009

Se me tivessem contactado para fazer (de borla) o trabalho, não estariam agora a passar por esta vergonha...

joaop09aa11.jpg

joaop09aaa222.jpg
joaop09aaa333.jpg
joaop09aa444.jpg
(...)
Público, 15.03.2009

O indecoroso em todo esta estória é que o ME tem, ao seu serviço, centenas de juristas que seriam capazes de realizar este trabalho. Eu tê-lo-ia feito, de borla, com o apoio de uma pequeníssima equipa (e nem seria preciso contratar ninguém, fora do Ministério). E, seguramente, passe a imodéstia, seria muito mais capaz de o fazer (e mais depressa) do que João Pedroso. Esta estória é pura pornografia política...

Ainda não percebi por que batem tanto no moço. Ele é, apenas, agradecido...

anim09aaa22.jpg
anim09aaa333.jpg
JN, 15.03.2009

anim09aa111.jpg
Público, 15,03.2009

Albino Almeida? Falemos, por favor, de coisas sérias...

Ó horror!!! Nos manuais de "educação sexual"... "só se fala de sexo"!!!...

sexoooooo09aaaa111.jpg
JN, 15.03.2009

Eu vou mais longe, muito mais longe! Falar de sexo, nas escolas, deveria ser proibido. E em casa, também. Para que servirão, afinal, os confessionários e as sacristias?...

março 14, 2009

Peço ajuda! Depois de ler isto, fiquei sem perceber se o Albino está mesmo preocupado com a violência nas escolas ou nem por isso...

albin09aaa3333.jpg

albin09aaa1111.jpg
albin09aaa222.jpg


albin09aaa444.jpg
albin09aaa555.jpg
albin09aaa666.jpg
24horas, 14.03.2009

Se os casos de violência "são residuais", não será excessiva a preocupação do presidente da direcção da CONFAP? Francamente, não sei se deva ficar angustiado ou aliviado...

março 13, 2009

Parabéns, António! É reconfortante saber que, neste país, ainda há espaço para a decência...

nov09aaa111.jpg
novv09aaa77777.jpg

novv09aaaa22222.jpg
novv09aaa3333333333.jpg
novv09aaa555555.jpg
DN, 13.03.2009

março 10, 2009

Uma escola predestinada...

prede09aa1.jpg
Correio da Manhã, 10.03.2009

Mas um ministro, perdão, uma ministra precisa mesmo de pedir licença?!...

casii09aa111.jpg
casi09aaa222.jpg
casi09aaa333.jpg
24horas, 10.03.2009

março 07, 2009

Maria de Lurdes Rodrigues expõe em Braga...

mlr09aaaa1111.jpg
Diário do Minho, 07.03.2009

Já estou a imaginar por aí o chorrilho de insinuações maldosas, mas devo ser justo: Margarida Moreira escreve muito melhor do que isto!...

magal09aa111.jpg
magaggg09aa3.jpg
magggal09aa2.jpg
Expresso, 07.03.2009

Há mais de vinte anos, pelo menos, que defendo a extinção do Ministério da Educação. Não há cuidados paliativos que lhe valham. Nem às escolas... que continuam a vegetar à sombra do monstro...

março 06, 2009

Mais um terrível dilema para Albino Almeida: colocar-se ao lado de quem e dizer o quê?!...

drenafast09aa1.jpg
Público, 06.02.2009

março 05, 2009

Imagine-se só a tragédia se Mário Nogueira tivesse levado com a persiana na cabeça!...

persi09aaa1.jpg
persia09aaa222.jpg

casa111aa.jpg
persian09aaa3333.jpg
24horas, 05.03.2009

março 03, 2009

Quer ser avaliado? Indique os seus objectivos individuais!...

escol09aaa11.jpg
escol09aaa2222.jpg
escol09aaa55.jpg
escol09aaa333.jpg
DN, 02.03.2009

Já que não os entreguei a quem de direito, aqui deixo os meus... objectivos individuais. São apenas dois:

1- Nunca desistir.
2- Tentar todos os dias.

março 02, 2009

Só há uma forma de prevenir ou atenuar o impacto do bullying: envolver os alunos, responsavelmente, na gestão dos espaços escolares e serem eles a determinar e a impor os códigos de conduta recomendáveis...

bull09aaa1.jpg

bull09aaaa4.jpg

bul09aaaa8.jpg

bull09aaa3.jpg

bull09aaa2.jpg

bull09aaaa5.jpg

bull09aaaa13.jpg

bull09aaaa10.jpg

bull09aaa11.jpg
bull09aaaa11.jpg
Correio da Manhã-Domingo, 01.03.2009

A supervisão presencial dos adultos não resolve nada e não é possível colocar um "polícia" ao lado ou atrás de cada valentão. O bullying escolar previne-se também na interacção dos pares e na responsabilização dos alunos. A Escola da Ponte pode ter muitos defeitos, mas, nesta matéria, como noutras, é um exemplo do que pode e deve fazer-se. Vão lá, informem-se, inspirem-se...

fevereiro 26, 2009

Nunca digais: desta água não beberemos!...

drennn09aa1.jpg
O Inimigo Público, 26.02.2009

Razão tem o embaixador de Portugal em Paris. Isto só está assim porque os adolescentes, iludindo a vigilância das autoridades policiais, passam a vida a ver pornografia...

sint09aaa222.jpg
Correio da Manhã, 26.02.2009

fevereiro 25, 2009

Se alguém conseguir visualizar este vídeo extraordinário, informe, por favor, a Ministra da Educação!...

Não sei se é do excesso de "criatividade" ou de "inovação", mas... não consegui ainda ver nada. Talvez a webcam esteja apontada à secretária de Maria de Lurdes Rodrigues. Ou será antes à porta que dá acesso ao seu gabinete?...

fevereiro 22, 2009

Já que falharam o básico da educação sexual, estes rapazes deveriam ser obrigados a frequentar as Novas Oportunidades...

esex09aaa111.jpg
esex09aaa2.jpg
Correio da Manhã-Vidas, 21.02.2009

fevereiro 21, 2009

Eu não dizia que Margarida Moreira não tinha obrigado os professores de Paredes de Coura a participar no corso carnavalesco?!... Os professores, talvez inspirados pelo primeiro-ministro, é que quiseram fazer-se de vítimas...

par09aaa11.jpg
pared09aaa2222.jpg
Correio do Minho, 21.02.2009

O problema, em Portugal, é que nunca se sabe quando é carnaval ou quaresma...

fevereiro 19, 2009

Mais um caso de excesso de convicção parental...

murro09aa11.jpg
Correio da Manhã, 19.02.2009

Depois do Carnaval, imponha-se a Quaresma...

pared09aa11.jpg
pared09aa222.jpg
Correio do Minho, 19.02.2009

fevereiro 15, 2009

A escola, por mais pública e humana que seja, não poderá suprir todas as carências e disfunções da sociedade...

escola09aa111.jpg

dani09aaa1.jpg

mere09aa1.jpg
merec09aaa22.jpg
merec09aaa333.jpg
(...)
Pública, 15.02.2009

fevereiro 14, 2009

Se é isto mesmo o que o Ministério quer, transferiremos o palco desta avaliação... das escolas para os tribunais...

aval09aaa11.jpg

avali09aaa222.jpg
(...)
avali09aaa33.jpg
avalia09aaa55.jpg
DN, 14.02.2009

A mim já ninguém se atreve a acenar-me com o papão. Não tenho idade, nem feitio para isso. E, por uma questão de higiene elementar, nem leio os e-mails que o DGRHE, tão presurosamente, me envia: como spam, seguem directamente para o lixo. Se, por me recusar a entregar os "objectivos individuais" (como se os objectivos de um professor pudessem ser... individuais e estabelecidos pelo próprio), tentarem prejudicar-me... resolveremos o diferendo nos tribunais. O mais... são trocos. Ou cabriolices de mangas de alpaca, que o poder embebedou...

fevereiro 13, 2009

O drama lancinante de um professor socialista, que o "superior interesse público" impediu que chegasse a titular...

carta09aa11.jpg
carta09aaa22.jpg


carta09aaa333.jpg
Correio do Minho, 13.02.2009

fevereiro 11, 2009

Provavelmente, este professor indicou como "objectivo individual" ser agredido pelos familiares dos seus alunos...

espanc09aaa111.jpg
Correio do Minho, 11.02.2009

fevereiro 08, 2009

A generosidade do Ministério da Educação...

calend09aa11.jpg
calend09aaa333.jpg
Diário da República, 2ª Série, 22.01.2009

Este Despacho não comporta regimes excepcionais. É tudo pela mesma bitola: "as actividades lectivas dos 11º e 12º anos têm (terão) o seu termo no dia 5 de Junho". Os formandos dos cursos profissionais, designadamente, aqueles que se encontrem a frequentar o 11º ano e não estejam já envolvidos na formação em contexto de trabalho, terão em 2009 três meses e tal de férias grandes. Nunca sonharam, certamente, com uma tamanha e tão educativa benesse ministerial...
Não há dúvida de que, em ano de eleições, os governos ficam sempre muito generosos e adoram facilitar a vida das famílias. Até antecipam, em Janeiro, "os constrangimentos que derivam das datas dos feriados nacionais", que, como se sabe, estão sempre a mudar e numa lógica imprevisível.
É assim que se despacha em Portugal, no ano da graça (ou da desgraça) de 2009...

Sim, senhora ministra, "está tudo a correr com normalidade"...

escolll00aa11.jpg
(...)
escolll09aa222.jpg
escoll09aaa333333.jpg
Público, 08.02.2009

Se fosse um pouco mais crescida, talvez Maria de Lurdes Rodrigues se lembrasse ainda dos generais da chamada "brigada do reumático" que, pateticamente, nas vésperas do 25 de Abril, foram em rebanho prestar vassalagem ao Chefe de Estado e garantir-lhe que tudo estava... normal. A embriaguês do poder cega sempre a percepção dos movimentos sociais. A pobre ministra da educação, apesar de passar por socióloga, ainda não percebeu que, nas escolas portuguesas, nada está a correr com normalidade...

fevereiro 07, 2009

O cancro também se implanta e, frequentemente, dissemina...

edit09aa11.jpg
DN, 07.02.2009

Mais um editorial pateta, soprado por alguma fonte muito bem... informada...
Maria de Lurdes Rodrigues e comandita apenas conseguiram, a pretexto da avaliação dos professores, "implantar" uma farsa nas escolas...

fevereiro 05, 2009

Valter Lemos a Ministro da Educação, já!...

valt09aaa11.jpg

A proposta é de Fernando Sobral:

(...)
Por um lado o ME tem tornado a vida dos professores um verdadeiro inferno, tentando, aparentemente, correr com muitos deles e assim poupar as finanças do Estado. Agora quer que eles regressem. Mas sem encargos. Como conceito político é genial. Como estratégia empresarial merece o Nobel. Como ideal socialista nem Tony Blair se lembraria. Valter Lemos, depois desta ideia, deve ser promovido a ministro da Educação. No mínimo.

Fernando Sobral, Jornal de Negócios


fevereiro 03, 2009

Por favor, colegas, resolvei estes problemas internamente, discretamente, com inteligência, muita inteligência!...

denta09aa11.jpg
(...)
JN, 03.02.2009

Participar à polícia de um aluno de 10 anos? À polícia? Estamos todos a enlouquecer...

fevereiro 01, 2009

Esta senhora deveria, talvez, tentar as Novas Oportunidades...

opor09aa11.jpg
Correio do Minho, 01.02.3009

janeiro 31, 2009

Maria de Lurdes Rodrigues, finalmente, de partida. "Foi um gosto trabalhar consigo, senhora ministra!" diz Sócrates...

Claro que o relatório da OCDE não era da OCDE, mas isso... são trocos. Sócrates é sempre muito determinado e... convincente...

janeiro 27, 2009

Um dos problemas é que as vítimas raramente se queixam...

homof09aaa1.jpg
homof09aaa22.jpg
homof09aaa33.jpg
Público, 27.01.2009

Queixarem-se a quem e de quê? O bullying homofóbico é, geralmente, insidioso e cobardolas...

janeiro 24, 2009

Como não há professores de inglês, contentai-vos com "expressão dramática"...

souto09aa1.jpg
Diário do Minho, 24.01.2009

Esta foi a primeira escola que frequentei. Esta também foi a "escola primária" do meu filho Francisco. Fica no centro histórico de Braga, a poucos metros da Sé, e há muito que impende sobre ela a ameaça (nem sempre velada) de extinção. É, porém, no país, uma das poucas escolas do 1º ciclo do Ensino Básico (escola estatal, note-se) que tem... identidade. E qualidade. O problema é que a maior parte das câmaras municipais deste jardim à beira-mar plantado (como a de Braga) costuma dar mais atenção ao futebol e ao imobiliário do que à educação. E esta escola está a prejudicar o "investimento" numa das áreas mais sensíveis do centro da cidade. Daí que a Câmara "socialista" (desde 1977) lhe coloque permanentemente dificuldades. Já era assim no tempo em que integrei a direcção da Associação de Pais. Nada, pelos vistos, depois, se alterou. A sobrevivência desta escola é quase um milagre de resistência cívica...

janeiro 22, 2009

Cursos Profissionais: "qualidade interna e externa" ou... elogio da esquizofrenia...

cp09aaa11.jpg
cp09aaa22.jpg
cp09aaa33.jpg
Público, 22.01.2009

Avaliar a qualidade "interna e externa" dos cursos profissionais? Estarei muito atento aos critérios de aferição dessa... qualidade.
Valter Lemos teve uma visão quase antropológica: ele considera que "a matriz liceal não está inscrita nos genes dos professores". Se ele fosse capaz de pensar "psicossociologicamente", mudaria de opinião: a "matriz liceal" está inscrita na memória de formação dos professores e nos fundamentos organizacionais do currículo do ensino secundário e das respectivas escolas.
De resto, nem precisaria de pensar muito em termos "psicossociológicos": bastaria que consultasse os "programas" das principais disciplinas dos Cursos Profissionais (consultáveis a partir daqui). Por exemplo, o programa da disciplina de Português, da chamada "componente de Formação Sociocultural". Repare-se.

Nos módulos 1, 2, 3 e 4, os professores (digo, formadores) deverão, por exemplo, "conduzir" os formandos (que, em muitos casos mal sabem ler e escrever) à compreensão do "Funcionamento da Língua", tendo em atenção, entre outros, os seguintes aspectos:

Semântica frásica
– Valor semântico da estrutura frásica
– Referência deíctica
. deixis (pessoal, temporal e espacial)
. anáfora e co-referência
. Pragmática e Linguística textual
– Interacção discursiva
. discurso
. força ilocutória
. princípios reguladores da interacção discursiva
– Adequação discursiva
– Reprodução do discurso no discurso
. modos de relato do discurso
. verbos introdutores de relato do discurso
– Texto
– Paratextos
– Tipologia textual

Nos módulos 5, 6, 7 e 8, a ementa não difere muito da anterior:

. Fonologia
– Nível Prosódico
. constituintes prosódicos
– frase fonológica
. entoação
. pausa
– Processos fonológicos
. Inserção, supressão e alteração de segmentos
. Semântica frásica
– Referência e predicação
– Expressões nominais
. valor dos adjectivos
. valor das orações relativas
. valores referenciais
– Expressões predicativas
. tempo e aspecto
. modalidade
. Pragmática e Linguística textual
– Interacção discursiva
. força ilocutória
– Processos interpretativos inferenciais
. pressuposição
. implicitação conversacional
. figuras
– Texto
– Paratextos
– Tipologia textual

Nestes módulos (5, 6, 7 e 8), os formandos (muitos deles, repito, pouco mais do que analfabetos) deverão ler:

- o Sermão de Santo António aos Peixes, do Pe António Vieira (excertos)
- Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett (leitura integral)
- um romance de Eça de Queirós (leitura integral)
- poesia de Cesário Verde
- textos informativos diversos e dos domínios transaccional e educativo: artigos científicos e técnicos
- Fernando Pessoa, ortónimo e heterónimos
- Camões e Pessoa: Os Lusíadas e a Mensagem
- Felizmente Há Luar, de Luís de Sttau Monteiro (leitura integral)
- Memorial do Convento, de José Saramago (leitura integral).

Este programa é, praticamente, decalcado do programa de Português dos cursos orientados para o prosseguimento de estudos, os tais cursos cuja matriz curricular é ainda a liceal. Depois acresce que os professores (digo, formadores) dos cursos profissionais são, na maior parte dos casos, os mesmos professores que preparam os outros alunos do secundário para os exames e os correspondentes rankings. Valter Lemos acredita numa espécie de ficção esquizofrenizante. Conforme as "turmas", os professores seriam mais liceais ou menos liceais. Às 8:30, por exemplo, ajudariam os alunos de um curso de carácter geral a entender o Memorial numa perspectiva eminentemente liceal (tendo sempre em conta o exame que aí vem); às 10:15, acompanhariam os formandos de um curso profissional no entendimento do Memorial numa perspectiva menos liceal (tendo em conta a próxima inserção dos mesmos na vida activa). Julgais que isto é uma caricatura? Não. Isto passa-se exactamente assim todos os dias nas escolas secundárias, porque são raros os professores, por exemplo, de Português, que têm apenas "turmas" profissionais.
Valter Lemos, se ainda tiver tempo para isso, vai ter mesmo muito que avaliar...

Declaração de interesses: sou, com muita honra e muito prazer profissional, director de um Curso Profissional numa escola secundária.

janeiro 20, 2009

Foi você que chamou a polícia?!...

pais09aa1.jpg
pais09aa22.jpg
(...)
DN, 20.01.2009

Maria José Viseu, em nome dos PAIS, apela à intervenção do PR. Albino Almeida, também em nome dos PAIS, ameaça as escolas com os tribunais (e talvez com a polícia). Ah! ontem parece que houve uma greve nacional de professores!...
O DN faz o que pode para ajudar Maria de Lurdes Rodrigues, a ministra fetiche de Sócrates...

janeiro 19, 2009

Estes professores não apenas fizeram greve, oferecendo ao Estado um dia de salário, como pagaram do seu bolso uma "publicidade" de página inteira num diário regional...

comun09aa1.jpg
comun09aa2.jpg

com09aa1.jpg
com09aa2.jpg
com09aa3.jpg
com09aa4.jpg
Diário do Minho, 19.01.2009

Foi nesta escola, que já foi Comercial e Industrial, que estudou, há muitos anos, o meu pai. Tiro o chapéu aos colegas que decidiram, desta forma, afrontar o ME em mais um dia de greve nacional de professores...

Este artista é que sabe como se faz...

nuncrat09aa666.jpg
nunocr09aa77.jpg
(...)
nunocra09aa1.jpg
nunocr09aa66.jpg
nunocr09aa5.jpg
(...)
Notícias Magazine, 18.01.2009

Tem tantas certezas este rapaz! Escrevo "rapaz" sem ironia, nem acinte, até porque temos ambos a mesma idade. Mas a verdade é que, pedagogicamente falando, Nuno Crato não cresceu. Ele continua hipotecado a uma memória de escola (e de ensinança) que é já do domínio da pura arqueologia. Já ninguém aprende como ele julga que se deveria aprender. A televisão, primeiro, os computadores, depois, e a internet, mais recentemente, operaram uma profunda e "insidiosa" subversão dos mecanismos de concentração, de compreensão e de aprendizagem das crianças, dos adolescentes e dos jovens. A "aula" tradicional, centrada no magistério e na autoridade incontestáveis do professor, não passa hoje de um rito obsoleto, que aproveita a quase ninguém. Esta observação não decorre da leitura dos "pedagogos românticos": decorre simplesmente da experiência profissional. Os alunos, em geral, têm hoje uma enorme dificuldade em prestar atenção e ouvir os professores e entender o que eles dizem. Eu próprio, quando vou a uma universidade ouvir os "sábios", quase sempre, ao fim de cinco minutos, já desliguei e estou a pensar noutras coisas. Pouca gente tem hoje (como Obama, por exemplo, parece ter) o dom da palavra e da comunicação e da persuasão. Os verbos "ensinar" e "aprender" não significam hoje o que significavam antes. E isto Nuno Crato ainda não percebeu...
Claro que, como se converteu, entretanto, numa vedeta mediática... até já consegue passar por... eminente pedagogo, quando não, por sábio. Em terra de cegos...

janeiro 18, 2009

Dois professores que, amanhã, não farão greve...

cabr09aa222.jpg

cabrr09aa1.jpg

cabr09aaa444.jpg
Diário do Minho, 17.01.2009

O Mário Cláudio que me perdoe, mas os meus olhos, ao recolherem-se nesta fotografia, fixaram-se nos personagens centrais, ambos com as mãos cruzadas sobre o baixo ventre: à esquerda, o António Leite, ex-dirigente do Sindicato de Professores do Norte (FENPROF) e, actualmente, Director Regional Adjunto de Educação do Norte; à direita, o João Sérgio Rodrigues, ex-coordenador do Centro de Área Educativa de Braga e, actualmente, coordenador da Equipa de Apoio às Escolas do Alto Cávado. Conheço bem um e outro e devo confessar que sou amigo do João Sérgio, de quem fui, profissionalmente falando, colega de escola, há cerca de 20 anos. Não está aqui em causa o apreço que, pessoalmente, eu possa ter por eles. Nesta altura, o António Leite e o João Sérgio executam uma política educativa que eu considero profundamente errada. E, ao deter os olhos nesta fotografia, não posso deixar de recordar que, ainda há não muito tempo, partilhávamos, no essencial, os mesmos princípios e os mesmos objectivos em matéria de política educativa. Eu não mudei. Terão eles mudado?...
Não sei há quantos anos o António Leite e o João Sérgio não são professores, digo, não interagem diariamente com alunos e não acompanham, diariamente, numa escola, os dramas, as frustrações, as ilusões, os cansaços, os problemas dos colegas. Sei, apenas, porque já passei por essa experiência de distanciamento, que os professores que perdem, por muito tempo, o contacto com as realidades escolares mais íntimas tendem a desenvolver, frequentemente, percepções enviesadas que, pouco a pouco, os vão inibindo de entender o verdadeiro impacto das políticas que executam. Digo isto com mágoa, porque tenho a certeza de que o António Leite e o João Sérgio, se, nesta altura, estivessem efectivamente a desempenhar funções docentes numa escola, amanhã também fariam greve...

Pedagogia no fio da navalha ou... mais uma facada na escola... inclusiva...

faca09aa1.jpg
Correio da Manhã, 17.01.2009

Olho por olho, dente por dente, risco por risco...
As antigas "facadas no matrimónio" tinham muito menos impacto mediático, digo, simbólico...


QUE NINGUÉM FURE A GREVE, AMANHÃ! Eu sei que há professores que têm medo. Eu sei também que há professores que contam os cêntimos. Mas o país e o governo precisam de perceber, uma vez mais, que os professores não são feitos da mesma matéria dos moluscos..

grev09aa111.jpg
grev09aa333.jpg
grev09aaaa1.jpg
grev09aa33.jpg
Sol, 17.01.2009

janeiro 17, 2009

Quantas vezes é que a própria também já pediu a demissão?!...

demis09aa111.jpg
demis09aa2.jpg
Público, 17.01.2009

Sócrates está ser infinitamente cruel para com Maria de Lurdes Rodrigues...

Espero que os deputados do PS que, recentemente, roeram a corda in extremis, desta feita, não se comportem mais como carneiros e tenham a dignidade e a inteligência de acabar de vez com esta tortura de Tântalo sobre as escolas e os professores...

aval09aa33.jpg
avali09aa44.jpg
Expresso, 17.01.2009

janeiro 16, 2009

Administra-se mais um inquérito e já está...

educsss09aa1.jpg
educsss09aa2.jpg
DN, 16.01.2009

Esta notícia é um embuste. O ME diz que vai avaliar o que não é avaliável. Nem a esta escala, nem através de um inquérito. Mas há sempre quem compre o embuste. E quem viva dele...

O elogio (demencial) do abandono escolar ou... a Cristiana Ronalda do editorialismo a pataco...

helmmmm09aa7.jpg
helmmmm09aa10.jpg
helmmm09aa5.jpg

helmmmm09aa3.jpg
(...)
helmmm09aa2.jpg
(...)
helmmm09aa1.jpg
(...)
Público, 15.01.2009

Suponho que esta mocinha, que escreve sempre mais depressa do que pensa, estudou numa escola... exclusiva...

Uma entrevista (e um livro) que recomendo...

gary09aa1.jpg
gary09aa22.jpg
comput09aa11.jpg
Sábado, 15.01.2009

janeiro 15, 2009

A violência na escola pública: duas faces de uma mesma moeda...

agres09aa1.jpg

agres09aa2.jpg
JN, 15.01.2009

Canso-me de dizer: as escolas não são ilhas, estão no coração da sociedade. A violência está dentro delas, como fora. E a crescente desautorização (e consequente fragilização) dos professores só pode favorecer a... indisciplina. A tríade que preside ao ME transformou os professores no bode expiatório das disfunções e inconsequências do sistema educativo. O resultado está à vista. Maria de Lurdes Rodrigues, Valter Lemos e Jorge Pedreira bem podem limpar as mãos à parede. Nunca, como hoje, os professores se sentiram, profissionalmente, tão indefesos e tão diminuídos. Quem pensar que isto pode render votos ao PS... que encomende as exéquias da escola pública ou da maioria absoluta socialista...

janeiro 14, 2009

Ainda estou para ver o que os meus amigos socialistas dirão de toda esta pornografia política...

pedro09aa11.jpg
pedro09aa22.jpg
pedro09aa33.jpg

pedro09aa44.jpg
pedro09aa55.jpg
Público, 14.01.2009

Este é, apenas, mais um exemplo de compadrio (neste caso, socialista) e de malbaratamento dos dinheiros públicos. A todos os títulos, é um caso de despudorada pornografia política...

Justiça suspensa, por falta de qualificações dos juízes...

just09aa11.jpg
just09aa33.jpg
(...)
Correio da Manhã, 13.01.2009

Um país pobre, em geral dirigido por imbecis, só tem mesmo que ser ousado e experimentar novas soluções. E, das duas, uma: ou transformamos os técnicos de som em magistrados ou convertemos os magistrados em técnicos de som. Não vamos continuar, eternamente, nisto...

janeiro 13, 2009

Paralelismo... pedagógico...

vinte09aa2.jpg

vinte09aa1.jpg

O negócio das explicações lembra-me sempre o negócio das funerárias. Com uma diferença. As funerárias costumam atacar a família do defunto, mal os hospitais certificam o óbito. Os explicadores, não: atacam ainda em vida...

janeiro 11, 2009

De vez em quando, o Público troca as fotografias...

gen09aa1.jpg
gen09aa2.jpg
(...)
Público, 11.01.2009

Em nenhuma parte da notícia é referido o cavalheiro que aparece na fotografia. Não há como ser bom rapaz e dizer e fazer sempre o que, de uma forma forma ou de outra, convém ao governo...
Se o PS se mantiver no governo, este Álvaro ainda vai suceder a Margarida Moreira. Registai o que vos digo...

Ninguém te poupa, Margarida, ninguém te poupa!...

Ana Cristina Leonardo desconhece que os directores regionais de educação não são avaliados pelo modo como se exprimem na língua de Júlio Dantas...

janeiro 09, 2009

Que o Governo e o PS bebam até à última gota o fel da sua estúpida obstinação...

demis09aa1.jpg

(...)
DN, 09.01.2009

Sócrates errou o... inimigo (ou o bode expiatório). Os professores poderão não ter as armas dos juízes, dos médicos ou dos banqueiros, mas pobre do governo que os queira ajoelhar...
As escolas, de facto, estão a ficar ingovernáveis...

janeiro 08, 2009

Ameaçado por Santos Silva, Jaime Gama não contou o voto favorável da senhora que se vê, de pé, na imagem, à direita (baixa)...

p3.jpg

Esta tarde, definitivamente, valeu tudo...

Uma imagem real, impressionante! A sombra ameaçadora do Ministro dos Assuntos (sobre os aterrorizados) Parlamentares...

parl09aa1.jpg

Garanto (juro por Deus ou por Sócrates) que não se trata de uma montagem. O Governo, esta tarde, recorreu a um holograma gigante de Santos Silva para aterrorizar os deputados da maioria e levá-los a votar contra a suspensão do processo de avaliação...
Desconfio que este holograma irá agora percorrer todas as escolas e jardins de infância do país, exigindo a submissão geral dos educadores e professores. Prevejo o pior...

Que muitas outras escolas sigam o exemplo desta e quero ver o que o Governo fará!...

secund09aa1.jpg
24horas, 08.01.2009

janeiro 07, 2009

Este deputado do PSD (nascido em 1973) é um milagre: conseguiu sobreviver às pulsões delinquentes numa "escola inclusiva" gizada e mantida pelos ministros da educação do seu próprio partido!...

duarte09aa4.jpg
(...)
duarte09aa1.jpg
duarte09aa3.jpg
duarte09aa2.jpg
Público, 07.01.2009

Já não tenho paciência para ler e comentar estes dislates. Pedro Duarte não sabe do que fala, limitando-se a repetir umas tantas baboseiras que ouviu a gente que percebe tanto de educação como Sócrates, de arquitectura. Sugiro-lhe que convide Roberto Carneiro para um duelo e resolva com ele, em privado, as suas mágoas... ideológicas. Roberto Carneiro, convém lembrá-lo, foi ministro da educação de... Cavaco Silva e é um dos principais mentores da tal "escola inclusiva" que, entre outras malfeitorias, despreza o esforço e desincentiva o mérito, blablablá...
Há "aliados" (conjunturais) que eu dispenso...


janeiro 06, 2009

Não, não, o papão não, eu papo a sopa toda, eu papo a sopa toda!...

proc09aa1.jpg
proc09aa2.jpg
proc09aa3.jpg
DN, 06.01.2009

Eles podem, eles querem, eles mandam. nós desobedecemos, eles processam...
E o país progride...

janeiro 04, 2009

Finalmente resolvido (pelo menos, até ao final do ano escolar de 2010-2011) o problema da avaliação dos professores!...

apos09aa1.jpg
Decreto Regulamentar nº1-A/2009, de 5 de Janeiro

Uma coisa é requerer (a aposentação antecipada), outra, ter direito a. Fazer um requerimento não custa nada. E quem quer que tenha 3 anos de serviço poderá, legalmente, requerer a aposentação antecipada, alegando "incapacidade absoluta e permanente". Ou seja, quase todos os professores poderão, nos termos legais, requerer a aposentação antecipada até ao final do ano escolar de 2010-2011. Assim sendo, quase todos os professores poderão, nesta altura, eximir-se à aplicação deste extraordinário e transitório regime de avaliação, invocando, exactamente, o disposto na parte final do artigo 12º do novo Decreto Regulamentar. E enquanto o pau vai e vem, folgam as costas (e mudam os governos e as leis)...
Vou já redigir, nestes termos, um requerimento ao Presidente do CE da minha Escola...

Na véspera do Dia de Reis, 2 prendas de Ano Novo do Ministério da Educação...

drep09aa1.jpg

Sairão amanhã, mas o Paulo Guinote, hoje, já antecipa o Diário Oficial. Boas festas, boas festas!...

Permito-me desmentir o Expresso. A estratégia do PS mudou (também tenho as minhas fontes)...

aval09aa122.jpg
Expresso, 03.01.2008

Vai ser a grande surpresa da semana. O projecto de lei do PSD vai ser aprovado, graças à abstenção de um número significativo de deputados socialistas. O que a maioria pretende é dar um pretexto credível a Sócrates para se demitir e poder assim forçar a antecipação das eleições legislativas, numa altura em que as sondagens ainda indiciam que o PS pode aspirar a uma nova maioria absoluta. Tudo se passará, porém, com a indispensável discrição. Ao contrário do esperado (e do que sucedeu recentemente), nenhum deputado socialista votará a favor do projecto do PSD. E só na altura exacta da votação é que ficará a saber-se o número de deputados socialistas que optarão pela abstenção. Terá de ser um número que permita, à risca, a aprovação do projecto...
Esperai por quinta-feira e vereis!...

janeiro 02, 2009

Desta feita, posso garantir-vos, nenhum deputado faltará...

aval09aa1.jpg
Público, 02.01.2008

Já estou a imaginar a azáfama de Augusto Santos Silva e de Alberto Martins nos próximos dias. Terão eles trelas em número suficiente para todos os deputados socialistas que querem acabar, de vez, com este pesadelo político? Se faltarem as trelas, sobrará a coacção: deputado que desafine... não será candidato em 2009. O querido líder não perdoará aos traidores...
Veremos de que matéria são feitos os deputados da maioria...

O genro perfeito...

alv09aa11.jpg
alv09aa2.jpg
Público, 02.01.2008

Ah! se eu tivesse uma filha casadoira... Este Álvaro enche-me mesmo as medidas...

Começo a perceber...

aul09aaa1.jpg
Correio da Manhã-TV, 02.01.2008

Pistolas (ainda que de plástico) aos rapazes, tudo bem! Mas por que não ofereceram telemóveis ou câmaras de filmar às meninas?!...

pist09aa1.jpg
pist09aa2.jpg
Correio da Manhã, 02.01.2009

É uma metáfora, senhores, é uma metáfora!...

janeiro 01, 2009

Gostava muito, nesta matéria, de não ter de concordar com o cronista...

rap08aa1.jpg
rap08aa2.jpg
(...)
rap08aa3.jpg
Visão, 30.12.2008

dezembro 30, 2008

Um exemplo...

esc08aa2.jpg
esco08aa1.jpg
Diário do Minho, 30.12.2008

Este é o verdadeiro risco que eu aprecio, o risco daqueles que acreditam nas suas capacidades e que não desistem, chorando sobre a pequenez e a miséria do país. Governado e alimentado pela mediocridade, Portugal nunca poderá aspirar a ser mais do que sempre foi: um "reino cadaveroso"...

Um país de... flautistas...

flaut08aa1.jpg

O Henrique, o meu filho mais novo (nascido em 98), está no 5º ano. A música é uma das suas paixões. De resto, tem formação musical, extra-escolar, há vários anos. Se as classificações escolares tendessem a reflectir os conhecimentos e as competências dos alunos, o meu filho, normalmente, teria 5 na disciplina de Educação Musical. Teve 3, a sua classificação mais baixa (nas demais disciplinas, teve 4 ou 5). Pedi-lhe que me explicasse o aparente "inêxito" numa disciplina em que deveria ser um... craque. Encolheu os ombros e respondeu: "ó pai, é uma seca!". O que é uma... seca? quis saber. "É só flauta, flauta, flauta"...
Infelizmente, ele tem razão. A escola pública portuguesa, em matéria de formação musical, parece há muito hipotecada a um único desígnio: formar flautistas. Sabe-se com que sucesso...

dezembro 29, 2008

Maria de Lurdes Rodrigues num convento? E as freirinhas... deixar-se-iam avaliar e grelhar na intimidade das celas pela superiora?...

pina08aa2.jpg
Manuel António Pina in Notícias Magazine, 28.12.2008


dezembro 26, 2008

SOCORRO! Enquanto um pai associativo sugere que os sindicatos "encomendaram o processo", o Procurador General diz que o crime não pode ficar impune e promete mão pesada sobre os alunos que "ameaçaram" uma professora com uma pistola de plástico...

Ouçam o pai aqui e imaginem o que terá dito, não sei onde, nem a quem, este Procurador General. pintom08aa2.jpg
Como pai, como professor e como jurista de formação, não sei o que deva admirar mais nas presentes circunstâncias: se a insanidade que atravessa o país, se o país que se atravessa na insanidade...


Em que medida é que a Directora Regional de Educação do Norte pode ser responsabilizada pelo que se passou no Cerco?!...

mmoreira08aa1.jpg
Correio da Manhã, 26.12.2008

Como é que se pode, com tanta ligeireza, escrever isto?...
Quando se perde o sentido da proporção perde-se também o sentido da realidade...

Contai, por favor, as insanidades que esta notícia revela...

cer08aaa1.jpg
cer08aaa2.jpg
Público, 26.12.2008

Um título desonesto...

arma08aaa2.jpg

arma08aaa3.jpg
Correio da Manhã, 26.12.2008

Um brinquedo de plástico em forma de pistola, usado num contexto de manifesta galhofa, é uma... arma? É caso mais para dizer que certos jornais andam a brincar com o fogo...

arma08aaa1.jpg
(...)
Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira

dezembro 25, 2008

O que Eduardo Lourenço percebeu e Sócrates, não...

eduarlou08aa1.jpg
Visão, 24.12.2008

Estava na cara que o JN iria chupar na teta do vídeo...

jnpist08aa.jpg
JN, 25.12.2008

Quase uma primeira página inteira dedicada a uma brincadeira (estúpida) de adolescentes. Como é tão fácil, hoje, sequestrar as manchetes dos tablóides...

dezembro 23, 2008

Não seria melhor elaborar e distribuir um prontuário de perguntas admissíveis?!...

inque08aa11.jpg
inque08aaa44.jpg
inque08aaa66.jpg
(...)
Público, 23.12.2008

Napoleão sempre odiou os homens mais altos do que ele...

Como professor titular, agradeço-te, Margarida, penhorado, o público reconhecimento...

marga08aa11.jpg

marg08aa222.jpg
Correio do Minho, 23.12.2008

dezembro 22, 2008

Cem alunos por turma? Qual o problema? Um político, em companha, consegue discursar para muitos mais...

egipto08aa1.jpg
DN, 21.12.2008

Com alunos amordaçados e algemados, qualquer professor é capaz de "dar aulas" a multidões...

dezembro 20, 2008

Quando 13 professores, só por bajularem o governo, têm direito a meia página do Expresso...

armand08aaa22.jpg
Expresso, 20.12.2008

Tenho amigos na administração educativa que defendem e promovem este "modelo de avaliação" e que não entendem como eu possa estar tão radicalmente contra. Presto-lhes esta justiça: se eles estivessem, como eu, no activo, e respirassem o clima que se vive nas escolas, também eles seriam contra. Não há escola pública que resista ao desânimo e ao descrédito dos professores. E não foi outra coisa o que o actual governo, em três anos, conseguiu.
O mais não passa de propaganda. Geralmente mal encenada, como esta...

dezembro 19, 2008

Nunca digas que o Pai Natal não existe!...

paimatal08aa11.jpg
Sábado, 18.12.2008

Desgraçados dos alunos e dos professores (diz o Pai Natal) que se atrevam a negar-me...

dezembro 15, 2008

Se isto é verdade, poder-se-á saber os nomes e as proveniências dos jornaleiros que vão tentar vender a Ministra da Educação aos idiotas dos portugueses que ainda acreditam em tudo?!...

mlr08aaa58.jpg
mlr08aaa56.jpg
mlr08aaa57.jpg
24horas, 15.12.2008

Creio que nunca tivemos um governo que investisse tanto e tão despudoradamente na propaganda como o actual. É uma bebedeira diária...

dezembro 12, 2008

O problema, Nuno, é que os governos e os ministros passam, mas as escolas ficam, com estes mesmos professores que, nos últimos anos, foram tão maltratados por quem teria o dever de os defender e estimular...

npach08aa1.jpg
npach08aaa3.jpg
Público, 12.12.2008

dezembro 11, 2008

Pingue-pongue escolar ou... (des)amor com (des)amor se paga...

ofen08aaa1.jpg
Correio da Manhã, 11.12.2008

Professores e alunos andam a tratar-se muito mal nas escolas. E o maior problema é que temos um Ministério da Educação que ainda não percebeu que só tem ajudado à festa...

dezembro 10, 2008

Declaração Universal dos Direitos Humanos (10.12.1948)...

Assinala-se hoje o sexagésimo aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Em 1998, a minha escola (Secundária Camilo Castelo Branco-Vila Nova de Famalicão) tomou a iniciativa de editar em livro a Declaração, ilustrada, artigo a artigo, por alguns estudantes do Curso de Artes. Já lá vão dez anos e não sei o que é feito desses jovens. Mas, certamente, neste dia, eles gostarão de ver aqui recordados alguns dos seus trabalhos. E a Ana Granja, a Aurora Marques, a Cristina Abreu e a Gabriela Couto, professoras que asseguraram a coordenação da obra, também...

dec08aaa1.jpg
Autoria: Cristina Oliveira

dec08aaa2.jpg
Autoria: Tiago Amorim

dec08aaa4.jpg
Autoria: Ludgero Ribeiro

dec08aaa3.jpg
Autoria: Sérgio Correia

dec08aaa5.jpg
Autoria: Marta Veloso

dec08aaa8.jpg
Autoria: António Ângelo Barbosa

dec08aaa6.jpg
Autoria: Ana Dejanira Carmo

dec08aaa7.jpg
Autoria: Eva Amorim

dec08aaa10.jpg
Autoria: Hernâni Miranda

dec08aaa9.jpg
Autoria:Nuno Castro

dec08aaa11.jpg
Autoria: Elisabete Ferreira

dec08aaa12.jpg
Autoria: Ângelo Almeida

dec08aaa13.jpg
Autoria: Ricardo Costa

dec08aaa14.jpg
Autoria: Ana Dejanira Carmo

dec08aaa15.jpg
Autoria: Marta Veloso

dezembro 08, 2008

Justiça, pelo menos, prestemos a Valter Lemos: que se saiba, ele nunca militou na FENPROF, mas apenas no CDS...

pedr08aa11.jpg
pedr08aaa33.jpg
DN, 08.12.2008

dezembro 07, 2008

Há sempre quem tenha mais olhos do que barriga...

firmm08aaa1.jpg
Público, 07.12.2008

Quando se está na mó de cima, não se arrisca tudo no incerto. A Plataforma Sindical, ao suspender por ora o calendário de greves, agiu bem. É importante que passe para a opinião púbica a ideia de que os professores não estão fechados ao diálogo e que farão tudo o que estiver ao seu alcance para poupar as famílias a novos transtornos. A burrice do Ministério concede-nos, nesta altura, todas as vantagens...

dezembro 06, 2008

Auguro a Maria de Lurdes Rodrigues um grande futuro como articulista do Expresso...

mlr08aaa22.jpg
mlr08aaa23.jpg
(...)
mlr08aaa25.jpg
Expresso, 06.12.2008

Repare-se na subtileza da argumentação: "havendo consenso sobre a necessidade de um sistema de avaliação", "estão reunidas as condições para avançar na sua concretização já este ano".

E eu que julgava que não havia consenso...
E eu que julgava que "o sistema de avaliação" da articulista (ex-ministra?), mesmo sem consenso, tinha todas as condições para "avançar já este ano"...
E eu que julgava que o consenso não era requisito de aplicação de um sistema de avaliação (como dizia ontem a sempre amorosa Fernanda Câncio, manda quem pode e quem não pode, obedece)...
E eu que julgava que já estava tudo resolvido, com a nova simplificação da coisa...
Pelos vistos, eu estava enganado. Maria de Lurdes já não sabe muito bem o que há-de dizer ou escrever. Está, urgentemente, a precisar de férias...

A fidelidade masoquista de Maria de Lurdes a Sócrates é, de facto, admirável!...

vpv08aaa11.jpg

vpv08aaa12.jpg
vpv08aaa13.jpg
vpv08aaaa14.jpg
Público, 06.12.2008

Plataforma Sindical ou Ministério da Educação: quem estará a faltar à verdade?...

VERSÃO SINDICAL

Reunião negocial no dia 15, "onde tudo estará em cima da mesa"
Plataforma Sindical suspendeu greves regionais da próxima semana

A Plataforma Sindical dos Professores suspendeu (5/12/08) as greves regionais agendadas para a próxima semana, considerando que, pela primeira vez, o Ministério da Educação aceitou negociar de forma aberta com os Sindicatos. Nesse sentido, está marcada para o próximo dia 15 (segunda-feira) uma reunião negocial entre a Plataforma e o Ministério, "onde tudo estará em cima da mesa, pela primeira vez", como sublinhou Mário Nogueira, intervindo na Vigília realizada à porta do ME, e em declarações à comunicação social. Recorde-se, entretanto, que está marcada para 19 de Janeiro de 2009, data do segundo aniversário da publicação do "ECD do ME", uma greve nacional dos educadores e professores.

VERSÃO MINISTERIAL

Esclarecimento *

1 - Chegou hoje ao fim o processo de negociação das medidas tomadas pelo Governo no dia 20 de Novembro para facilitar a avaliação do desempenho dos professores.

2 - Os sindicatos neste processo não apresentaram qualquer alternativa ou pedido de negociação suplementar, pelo que o Ministério da Educação (ME) dá por concluídas as negociações, prosseguindo a aprovação dos respectivos instrumentos legais.

3 - O ME, mantendo a abertura de sempre, que já conduzira ao Memorando de Entendimento com a plataforma sindical (ver infra), respondeu positivamente à vontade dos sindicatos, expressa publicamente, de realização de uma reunião sem pré-condições, isto é, sem exigência de suspensão da avaliação até aqui colocada pelos sindicatos. Foi por isso agendada uma reunião para o dia 15 de Dezembro, com agenda aberta.

4 - Os sindicatos foram informados que o ME não suspenderá a avaliação de desempenho, que prossegue em todas as escolas nos termos em que tem vindo a ser desenvolvida.

* Correspondência electrónica do DGRHE recebida ontem à noite.

dezembro 05, 2008

A inspiração chilena...

Uma opinião editorial obviamente desinteressada...

cancio08aaa1.jpg
cancio08aaa2.jpg
DN, 05.12.2008

O DN sempre teve vocação para cão de caça. E, como se sabe, os jornaleiros do DN sempre se distinguiram pela objectividade e pela independência. Mas não seria um pouco mais decente, eticamente falando, que Fernanda Câncio, definitivamente, passasse a servir José Socrates como assessora? Já basta o que basta: o nojo dispensa estes fretes editoriais...


Se 30 deputados do PSD não se tivessem baldado ao plenário, o Governo teria sofrido hoje, no parlamento, uma derrota humilhante...

6 deputados do PS votaram a favor da suspensão da avaliação. É justo registar aqui os seus nomes: Manuel Alegre, Teresa Portugal, Matilde Sousa Franco, Eugénia Alho, João Bernardo e Júlia Caré...

"Quando for grande, vou inscrever-me no PS" (continuação)...

bilhete08aaa.jpg
O Inimigo Público, 05.12.2008

É sempre uma demonstração de inteligência não dar a entender que pensamos que os outros são estúpidos...

parede08aaa11.jpg
Correio da Manhã, 05.12.2008

Mas Maria de Lurdes Rodrigues é muito pouco inteligente. Politicamente falando, pelo menos...

Abram um buraco na parede, para a senhora não bater com as costas...

parede08aaa1.jpg
Público, 05.12.2008
parede08aaa2.jpg
parede08aaa8.jpg
parede08aaa3.jpg
parede08aaa6.jpg
DN, 05.12.2008

dezembro 04, 2008

Coitado do modelo, que ninguém o quer, nem simplificado: e até a mãe, essa traidora, já está disponível para o substituir no próximo ano!...

nico2.jpg
nico3.jpg
nico5.jpg

Maria de Lurdes Rodrigues, regressada das trevas com tradutora para surdos-mudos (os professores já precisam de ajuda para perceber o que ela diz), anunciou hoje na Assembleia da República que está disponível para, no próximo ano, discutir a possibilidade de substituição do actual modelo de avaliação. Se não fosse infantil, seria patético. Vital Moreira, que não anda a dormir na forma, percebeu imediatamente a gravidade do despautério ministerial e escreveu:

Mudança de estratégia?

Não percebo o racional da admissão, neste momento, por Maria de Lurdes Rodrigues da eventualidade de "substituir o modelo de avaliação" no próximo ano.
Parece evidente que essa disponibilidade enfraquece imediatamente a capacidade para implementar o actual modelo este ano, e não o contrário. Nesta altura do campeonato, quando o processo vai adiantado e é imperioso assegurar o direito à avaliação dos professores que a iniciaram, a admissão antecipada de que, afinal, o modelo pode vir a ser substituído a breve trecho só pode lançar dúvidas sobre a sua consistência e sobre a coerência de o impor contra ventos e marés.
O forte apoio político deste Governo -- e as sondagens eleitorais continuam a demonstrá-lo, incluindo a que vai ser publicada este fim-de-semana, já depois da megamanifestação dos professores -- baseia-se na determinação e na firmeza política e não na tergiversação perante grupos profissionais, por mais numerosos que sejam. Não me parece ser esta a altura de mudar de estratégia.

Meu caro Vital, regista o que te digo: a procissão ainda não saiu do adro. Poupa a indignação!...

Bravo, Nico!...

nico1.jpg

Confesso que não sabia da sua existência. Dá pela graça, diria mais, pela gracinha de Bravo Nico e é deputado do PS. No debate parlamentar de urgência, coube-lhe hoje dizer umas piadas para tentar animar uma ministra da educação que parece cada vez mais à beira de um ataque de nervos. O espectáculo foi hilariante. Bravo Nico, descobri agora, é licenciado em Ensino de Física e Química e doutorado em Ciências da Educação e já foi director regional de educação do Alentejo. Deve ser a grande esperança do PS para a bola de ouro da avaliação...
Este país já não se pode levar a sério, está ao nível de uma ópera-bufa...
Sugiro-vos uma visita à página pessoal de... Bravo Nico!...

dezembro 03, 2008

O secretário de estado 61% ou...61% de secretário de estado...

valt08aaa4.jpg
valt08aaa5.jpg
valt08aa1.jpg
valt08aaa2.jpg
valt08aaa3.jpg


Ao cuidado de José Sócrates e Maria de Lurdes Rodrigues: a solução possível do imbróglio, sem que ninguém perca a face...

mlrdoente08.jpg

Já se percebeu que a actual equipa ministerial da Educação não faz parte da solução do problema, mas é, ela própria, o problema. Também já se percebeu que os professores, bem ou mal enquadrados pelos sindicatos, não se vão render. Também já se percebeu que Sócrates não tem margem para demitir a ministra, seja em que formato for, nem a ministra vai ceder ou recuar no essencial.
Só há uma saída politicamente honrosa para este imbróglio: uma doença de Maria de Lurdes Rodrigues a requerer tratamento médico prolongado. Por razões imperiosas de saúde, Sócrates, com muito pesar, aceita libertá-la das tarefas governativas. E refaz, na íntegra, a equipa ministerial, colocando à cabeça do ME alguém que tenha um pouco mais de respeito pelos professores e que os professores respeitem.
Maria de Lurdes Rodrigues sairia pela porta grande e o país comover-se-ia. Mediaticamente, os assessores de Sócrates saberão como encenar o drama e torná-lo credível.
Evidentemente, não desejo mal nenhum à senhora e sei que ela está de óptima saúde. É só um filme: seria tudo a fingir...

Dou a mão à palmatória: o senhor secretário de estado tem razão!

Contestando os números de adesão à greve avançados pelos sindicatos, Jorge Pedreira garantiu, à hora de almoço, que 75% das escolas portuguesas, pelo menos, estavam abertas. Confirmo. Esta manhã visitei as escolas públicas frequentadas pelos meus dois filhos mais novos (uma escola EB 2,3 e uma escola secundária) e testemunhei que estavam abertas. Em nenhuma delas houve aulas (ou seja, todos os professores tinham aderido à greve), mas estavam abertas. Se, a partir da experiência, posso extrapolar da amostra, diria (corrigindo o senhor secretário de estado) que todas as escolas públicas portuguesas estiveram hoje abertas. E, porém, foi a maior greve de professores de sempre...

Espera-se que Sócrates tenha aprendido alguma coisa com a lição de hoje...

luta08ccc2.jpg
Público, 03.12.2008

becosss081.jpg
grev08b.jpg
DN, 03.12.2008


O dia da avaliação de um Governo!...

aval7.jpg

aval6.jpg

aval10.jpg

aval9.jpg

ava4.jpg

ava1.jpg

ava2.jpg


dezembro 02, 2008

O conclave do Rato (e de algumas ratazanas)...

Hoje soube, por uma testemunha, o que se passou na reunião do passado sábado que juntou Sócrates, Maria de Lurdes Rodrigues e uma centena de "quadros" e professores socialistas. Fiquei definitivamente esclarecido sobre duas coisas: que o Ministério da Educação só não negoceia mais porque os sindicatos não querem e que os professores estão a ser instrumentalizados pelos partidos da oposição, muito especialmente, o PSD. Registo e, misericordiosamente, sorrio. A embriaguez do poder que se crê absoluto e irredutível raramente enobrece as inteligências...

A principal razão por que farei greve, amanhã!...

declara08aaa1.jpg

greve08aaa.jpg

Só o Governo é que ainda não percebeu isto!...

alunos089aaa.jpg

alunos08bbb2.jpg

alunos08ccc.jpg
(...)
Público, 02.12.2008

novembro 30, 2008

Ainda há bons rapazes...

assss08bbb.jpg
asssss08aa1.jpg
(...)
Diário de Notícias, 30.11.2008


"Quando for grande, vou inscrever-me no PS"...

mag08yyy2.jpg
mag08yyy1.jpg
Diário de Notícias, 30.11.2008

O comentário, tocante, é de Alberto Gonçalves. Ainda nos iremos encontrar, os dois, no PS. Os meus amigos que o fizeram... subiram na vida. E andam por aí muito felizes...

menino08aaa22.jpg
Público, 28.11.2008


É para este rapaz que Sócrates trabalha...

mag08aaa11.jpg
mag08bbb22.jpg
(...)
mag08ccc33.jpg
(...)
Diário de Notícias, 30.11.2008

O Magalhães é a mais grotesca mistificação política do socratismo. Só falta saber quem, como e quando pagará a factura. Não será, de certeza, a JP Sá Couto...

Portugal: entre o oito e o oitenta, sempre!...

pris08aa.jpg
24horas, 30.11.2008

Entre a escola e a família, manchetes como esta estão ao alcance do 24horas... 365 dias por ano... Vamos ter de transformar o país numa imensa casa de correcção, onde caibamos todos...

novembro 29, 2008

Ana Jorge morde os calcanhares de Maria de Lurdes Rodrigues...

anajorge08bbb.jpg

anajorge08aa.jpg
Expresso, 29.11.2008

A solidariedade governamental não é o forte de Ana Jorge. Não sei como ela, pensando assim, consegue ainda partilhar o Conselho de Ministros com a sua infeliz colega da Educação...

De como Maria de Lurdes Rodrigues, em três anos, conseguiu inverter a mitologia...

agres08aaa1.jpg
agres08bbb.jpg
Correio da Manhã, 29.11.2008

Artemisa já não castiga cruelmente, como outrora, quem lhe falte ao respeito: leva, simplesmente, porrada. Este país, com esta ministra da educação, não é para professores...

artemis08aa.jpg
(...)
Jean Chevalier&Alain Gheerbrant, Dicionário dos Símbolos


Uma espécie de governo de mortos vivos...

educ08bb1.jpg

calate08aa.jpg
calar08bbb.jpg
calat08ccc.jpg
(...)
Expresso, 29.11.2008

Novo elenco governativo:

Ministro da Educação e dos féretros por ungir: Jorge Pedreira.
Ministra do Estado ao que isto chegou: Maria de Lurdes Rodrigues.
Ministro salve-se quem puder: Valter Lemos.
Secretário de Estado do trapézio e não-me-comprometas: Álvaro dos Santos (ex-presidente do Conselho de Escolas).
Secretária de Estado do cacete e (por que não?) da cachaporra: Margarida Moreira.

educ111a.jpg

Exactamente...

cansac08aaa1.jpg
(...)
dramat08aa.jpg
dramat08bbb.jpg
(...)
Público, 28.11.2008

novembro 28, 2008

Não vires as costas à disfunção eréctil... (2)

costas08bb.jpg
O Inimigo Público, 28.11.2008

novembro 27, 2008

Uma questão, apenas, de DIGNIDADE...

jped08aa1.jpg
Público, 27.11.2008

Já se percebeu que estamos a entrar na fase do vale tudo. O governo não olha a meios para intimidar, para assustar, para enganar. Se, perante este patético estertor, os professores, amedrontados, cedessem... tão cedo não levantariam a cabeça, nem recuperariam a dignidade profissional...

Se não puderes dividi-los, intimida-os. Se não puderes intimidá-los, ameaça-os. Se eles não se assustarem, nem se deixarem intimidar ou dividir, mete a viola ao saco e diz que está tudo bem...

dren08bbb12.jpg

dren08aaa11.jpg

dren08ccc33.jpg
(...)
JN, 27.11.2008

Margarida Moreira faz apenas o que pode para tentar salvar do naufrágio o Titanic em que se meteu. Respeito o esforço. Eu sei (presto-lhe esta justiça) que ela não saltará do barco: irá ao fundo com ele. Ninguém se esqueça que Margarida (como tantos outros que, entretanto, mudaram também de trincheira) fez, politicamente, o seu tirocínio na... FENPROF...

novembro 26, 2008

Fui coagido por 120.000 colegas a boicotar o processo de avaliação do desempenho. Exijo, senhora directora regional, que proceda disciplinarmente contra todos eles. Conto com a sua inflexibilidade!...

margar08bbb22.jpg
margar08aaa22.jpg
Correio do Minho, 26.11.2008

Declarações deste género, Margarida, contribuem bastante para apaziguar os ânimos e devolver tranquilidade às escolas...

Em Braga, ontem à noite, foi assim...

manif08aaas1.jpg
Diário do Minho, 26.11.2008
6000aaaa.jpg
JN, 26.11.2008
cinho08aaaa.jpg
Correio do Minho, 26.11.2008

novembro 25, 2008

Um dos muitos erros da escola...

desid08aa1.jpg
desid08ccc3.jpg
Público, 25.11.2008

Está quase tudo errado na escola tradicional, industrial, fabril (ou febril). Uma escola que continua demasiado centrada no professor-malabarista, nas posologias da ensinança e na sala de aula (ou jaula). Hoje, ninguém aprende na vida como se julga que se deve aprender na escola. E o que, em geral, se espera dos miúdos (em atenção concentrada e em "disciplina" ou submissão) é uma violência, a somar a tantas outras. Urge repensar a escola, as escolas, antes que seja demasiado tarde...

novembro 23, 2008

E o articulista, provavelmente, nem conhece a criatura. Que mais diria se conhecesse?!...

confa08ddd5.jpg
confa08aaa1.jpg
conda08ccc4.jpg
Diário de Notícias, 23.11.2008

Já repararam que a CONFAP é Albino Almeida e Albino Almeida é a CONFAP? Quando vejo apresentarem-no como "representante dos pais portugueses", sinto-me, de facto, no meio de uma anedota. Albino Almeida não passa de um razoável vendedor de enciclopédias, a domicílio. Quando as filhas terminarem o secundário (o que acontecerá, espero, no final do presente ano lectivo), Albino ficará no desemprego. Corrijo: ficaria. O PS não costuma ser ingrato com os seus...


novembro 22, 2008

A sofística da avaliação...

avaliacaoaoao.jpg
Expreso-Actual, 22.11.2008

Entre a farsa e a ópera-bufa...

recuuo08a.jpg
Expresso, 22.11.2008

Até José Manuel Fernandes já percebeu...

(...)
jmfern08aa1.jpg
jmfern08bbb2.jpg
(...)
Público, 21.11.2008

A paz não regressará às escolas enquanto Maria de Lurdes Rodrigues for ministra da educação. Os professores, de facto, perderam-lhe o respeito e já não hesitam em desobedecer-lhe. Quando greves sucessivas e generalizadas paralizarem, de todo, as escolas, quero ver o que fará o governo...
Quem brinca com o fogo, mais tarde ou mais cedo, arde nele...

novembro 21, 2008

Quando a paixão política turva o discernimento...

Escreve Vital Moreira:

Admira-me que na área do PS também haja quem defenda que a contestação dos professores tem a ver com o "modelo de avaliação" adoptado, e não com a avaliação em si mesma.
Mas o líder da Fenprof não poderia ter sido mais enfático na afirmação de que os professores não querem nenhuma avaliação que tenha repercussão na progressão profissional. E ninguém o contrariou neste ponto. Ou seja, avaliação talvez, desde que irrelevante!
Por conseguinte, a questão não é com esta avaliação mas sim com haver avaliação digna desse nome ou não. Achar que se poderia ceder no modelo para salvar a avaliação só pode ser produto de ingenuidade ou auto-engano.

Na parte, pelo menos, que me diz respeito, Vital está enganado. Sempre defendi a avaliação dos professores, inclusivamente, como instrumento de gestão das escolas. Na Escola da Ponte, por exemplo, enquanto por lá andei, instituímos um sistema de avaliação que tinha consequências, envolvendo a direcção da escola, o coordenador geral do projecto educativo e os coordenadores de núcleo. Em resultado dessa avaliação, alguns professores foram, mesmo, dispensados ou "aconselhados" a mudar de escola. Nunca sindicato algum contestou formalmente o sistema de avaliação que a Escola, no exercício da sua autonomia, instituiu. Não era um sistema perfeito e a sua aplicação nunca foi pacífica, tanto mais que, em termos de carreira ou remuneratórios, a Escola não podia sequer recompensar os melhores profissionais. Mas funcionava. E todos os professores intervinham no processo, sabendo que o seu desempenho era, permanentemente, escrutinado e avaliado pelos colegas.
Escrever ou dar a entender que os professores que contestam o actual modelo não querem, simplesmente, "nenhuma avaliação que tenha repercussão na progressão profissional" e que esta é, no fim de contas, a posição de princípio dos sindicatos... é injusto e quase acintoso. E eu espero sempre muito mais da inteligência política e da seriedade intelectual do meu amigo Vital Moreira...

As mentiras de uma putativa... simplificação...

remen08aa1.jpg

remen08bbb2.jpg
remend08ccc3.jpg
remend08ddd4.jpg
remen08eee5.jpg
Público, 21.11.2008

novembro 20, 2008

A grande novidade do dia: Ministra não suspende o modelo de avaliação...

mlr08fff8.jpgmlr08fff8.jpgmlr08fff8.jpgmlr08fff8.jpg

Primeira manifestação nacional de professores: primeiro remendo. Segunda manifestação nacional de professores: segundo remendo. É a chamada estratégia de corte e costura...
Este modelo de avaliação promete...

Um apelo à tranquilidade e à serenidade de sua excelência o Presidente da... CONFAP...

albin08ffff7.jpg
(...)
albin08gggg.jpg
(...)
24horas, 20.11.2008

Maria de Lurdes apareceu a Albino Almeida e disse-lhe:
- Albino, meu querido discípulo, quero confiar-lhe uma missão muito espinhosa e delicada.
- Diga, Senhora Ministra: estarei sempre ao serviço de Vossa Excelência...
- Quero que proponha, em nome dos pais portugueses, uma solução...
- Proporei, em nome dos pais portugueses, o que Vossa Excelência quiser.
- Quero apenas que proponha, em nome dos pais portugueses, a simplificação do processo de avaliação.
- Mas essa, Senhora Ministra (permita-me a humilde e modesta observação), é a solução defendida pelo Governo. Acha que os professores e os pais não entenderão?
- Os professores que se lixem e os pais... também. Você é que fala por eles.
- Assim farei, Excelência...
E fez...


É óptimo que fale, que dê entrevistas, que continue a destilar o seu fel...

minist08ddd5.jpg
Público, 20.11.2008

De Maria de Lurdes Rodrigues, as escolas e os professores já só esperam uma coisa: a demissão. Ela ainda não percebeu (ou, pelo menos, finge que ainda não percebeu), mas lá chegará...

As escolas e os professores não estão mesmo à espera de outra coisa...

FLEXI08AAA4.jpg
Público, 20.11.2008

O ME ainda não percebeu de todo o que se passa nas escolas...

Já que estão com a mão na massa, por que não criam uma programa de avaliação electrónica dos professores?!...

objecti08aaa3.jpg
objecti08aaa2.jpg
Público, 20.11.2008


novembro 19, 2008

Entre os professores e o ME já há intermediários que cheguem e sobejem...

barto08aaa1.jpg
Público, 19.11.2008

Ser sábio, simplesmente sabichão ou ter bom senso significa, na presente conjuntura, não tentar interferir...

Esgotar os coelhos da cartola, até que se lhe veja o fundo...

avalia08ssss1.jpg
Público, 19.11.2008

novembro 18, 2008

Quando os "sábios", na mesma página do Público, não se entendem...

vital08aaa1.jpg
vital08bbb2.jpg
vital08ccc3.jpg

vital08dddd.jpg
vital08eeee.jpg
vital08fffff.jpg
Público, 18.11.2008

Estes "sábios" padecem ostensivamente do vício da subjectividade. Um, é partidário do "vai ou racha"; outro, sustenta que se vai... racha. Para agradar a António Vitorino, é preciso descobrir "sábios" menos assertivos...

Espero que já não seja necessário fazer esta greve. Espero que, até lá, Maria de Lurdes Rodrigues tome finalmente consciência da gravidade da situação e se afaste (ou seja afastada)...

greve08aaa1.jpg
JN, 18.11.2008

O governo, pelos vistos, ainda não percebeu que não tem escapatória. Os professores nunca estiveram tão unidos e tão dispostos a tudo. O governo que estique ainda mais a corda e verá...

novembro 17, 2008

Não podia estar mais de acordo: o uso excessivo e precoce de próteses mentais só pode mesmo conduzir ao atrofiamento do cérebro das crianças....

Um excerto da entrevista de Ron Aharoni ao Público.

matem08yyy.jpg
matem08zzz.jpg
Público, 17.11.2008

Fazer (aprender) uma coisa de cada vez...

matem08aaaa1.jpg
matem08ccc3.jpg
(...)
Público, 17.11.2008

Concordo absolutamente: aprender bem uma coisa de cada vez e jamais queimar etapas no processo (sequencial) de aprendizagem. Mas o que, em geral, se passa nas escolas portuguesas é rigorosamente o contrário: galopa-se freneticamente sobre a ignorância para cumprir programas. E aqui radica a ineficiência do "ensino" da matemática. À diversidade das capacidades e dos ritmos de aprendizagem dos alunos não se pode responder com a vertigen uniformizadora (e planificadora) dos objectivos e dos tempos de ensino...

novembro 16, 2008

O problema da escola "tradicional" de tamanho único, pensada e programada numa 5 de Outubro qualquer...

As crónicas dominicais do meu velho amigo Eduardo Jorge, ainda que publicadas no jornal oficioso da arquidiocese de Braga, são sempre para ler e saborear. A crónica de hoje é oportuníssima. Partilho-a convosco.

ejml08titu.jpg
ejml08aaa.jpg
ejml08bbb.jpg
ejml08ccc.jpg
ejml08ddd.jpg
ejml08eee.jpg
ejml09ggg.jpg
Diário do Minho, 16.11.2008

Pois é, Fernanda! Mas como retirar os professores desse campo de batalha sem tréguas, quando o governo parece não desejar outra coisa senão a guerra?!...

fcancio08aaa1.jpg
(...)
fcancio08cccc.jpg
Notícias Magazine, 16.11.2008

Estou farto de o escrever: hoje, não haverá escola pública competente (nem escola pública digna desse nome) sem professores fortemente motivados, que sejam capazes de reinventar, diariamente, as relações de interacção pedagógica e de aprendizagem com os seus alunos...
Sucede, porém, que o actual governo fez, exactamente, o contrário: humilhou e desmotivou os professores. Quem, Fernanda, estará a mais nesse campo de batalha sem tréguas?...

Eis um socialista que ainda não cegou para a realidadezinha...

alegre08capa.jpg
alegre08aaa1.jpg
alegre08bbb2.jpg
alegre08ccc3.jpg
alegre08ddd4.jpg
alegre08fff5.jpg
alegre08gggg6.jpg
(...)
alegre08hhhh8.jpg
(...)
Diário de Notícias, 16.11.2008

Esta pobre senhora já não cabe na imensa infelicidade do destino que se impôs...

mll08aaa1.jpg
inf08fff.jpg
inf08bbb.jpg
inf08aaa1.jpg

inf08cccc.jpg
inf08ddd.jpg
Correio da Manhã, 16.11.2008

Maria de Lurdes Rodrigues é uma mulher extremamente infeliz, basta vê-la e ouvi-la. Ela sabe, no íntimo, que perdeu a guerra, porque não tem, nas escolas, um único professor que, genuinamente, a defenda. Ela já percebeu que vai ter que se afastar ou ser afastada, para que, finalmente, regresse alguma paz e serenidade às escolas. Mas a vaidade impede-a de reconhecer as evidências e multiplica-se em tomadas de posição ameaçadoras que já ninguém leva a sério. Tem ainda, formalmente, o poder, mas nenhuma autoridade. E ela sabe que, sem autoridade, não tem meios para impor o seu poder. Ela sabe que já são milhares os professores (avaliados e avaliadores) que decidiram, unilateralmente, suspender o processo de avaliação. Ela sabe que esse número vai aumentar imparavelmente nas próximas semanas. Ela sabe que vai ficar sozinha a gritar que não pode ser, à espera talvez que ainda aconteça um milagre. Ela é muito pouco arguta. E, politicamente, não passa de uma aprendiz de feiticeira. Pobre senhora, que já não cabe na imensa infelicidade do destino que se impôs...

A tal realidadezinha que o governo e a ministra da educação ainda não perceberam...

jla08aaa.jpg
jla08bbb.jpg
jla08foto.jpg
jla08eee.jpg
jla08ccc.jpg
jla08ddd.jpg
Público, 16.11.2008


novembro 15, 2008

Depois de Manuel Alegre, Medeiros Ferreira...

medei08aaa1.jpg
medeir08aaaa2.jpg
Correio da Manhã, 15.11.2008

O bom senso vai alastrando...

Que tudo o fogo queime, para que Nero não perca a face e não falhe a inspiração...

Escreve Vital Moreira:

"Não tendo conseguido evitar a guerra da maioria dos professores contra a avaliação (e contra as demais reformas no ensino), o Governo só tem uma via a seguir, se não a quiser perder - tornar claro que não cede, aguentar firme e ganhar a população a seu favor contra a tentativa de boicote corporativo, invocando o interesse geral (e sobretudo o interesse da escola e dos alunos) contra os interesse sectoriais e profissionais.
Esta é, aliás, a "regra de ouro" na luta reformista contra os grupos de interesse, como escrevi a seu tempo a outro propósito.
Ao contrário do que alguns defendem, o Governo pode bem suportar a perda eleitoral entre os professores, que aliás nenhuma cedência agora recuperaria. O que não deve arriscar são as perdas bem maiores que teria entre os eleitores em geral, caso fosse vencido e perdesse a autoridade reformadora, que constitui o seu grande activo político e eleitoral."

Vital poderá ter, politicamente (na perspectiva do PS), carradas de razão. Só esquece um ponto fundamental: a escola pública sobreviverà, certamente, à derrota deste governo, mas degradar-se-á ainda mais com a humilhação dos professores...
Pior: a agudização do conflito (inevitável) só fará sobressair as posições "corporativas" menos favoráveis à autonomia, à inclusão, à inovação... e à própria avaliação.
Quem não percebe isto... percebe muito pouco do que, verdadeiramente, está em jogo...

A consciência elementar da realidadezinha...

henrm08bbbb2.jpg
(...)
hmont08aaa1.jpg
(...)
Expresso (Editorial), 15.11.2008

Quando os governantes começam a negar a realidade, os governados que se cuidem...

cabec08aaa1.jpg
Expresso, 15.11.2008

Pergunto-me: que mais realidades não passarão pela cabeça de Maria de Lurdes Rodrigues?!...

Obviamente, demitam-se!...

tres08aa.jpg

Em três anos, conseguiram instalar o caos nas escolas públicas. Já não discuto as intenções, nem as causas; limito-me a registar as consequências: professores furibundos e insubordinados, que nenhum sindicato ou conselho executivo consegue já controlar; alunos nervosos e insurrectos, à espera do menor pretexto para fazerem desacatos; pais perplexos e divididos.
Eu sei que o governo não desejava isto. Mas a realidade é esta e está à vista de todos.
No caos, ninguém ensina e ninguém aprende e o processo educativo converte-se num pesadelo diário. As escolas públicas precisam urgentemente de paz. E precisam de um novo fôlego motivacional.
Maria de Lurdes Rodrigues, Valter Lemos e Jorge Pedreira deixaram de ser parte da solução, para passarem a ser, simplesmente, o problema. Se são pessoas de bem e ainda querem o melhor para as escolas e para o país, só lhes resta um caminho: pedirem a demissão e darem o lugar a outros. E quanto mais depressa, melhor.

novembro 13, 2008

Sócrates: circo e Magalhães...

ccirco108aaa1.jpg

circo708aaa.jpg
(...)
circo408aaaa.jpg
(...)
circo208aaa.jpg

circo308aaa.jpg
(...)
circo508aaaa.jpg
(...)

Diário do Minho, 13.11.2008

Uma voz mais de inconformidade...

novembro 12, 2008

Só não percebe quem não está nas escolas ou já cegou para a realidade...

criticas08aa.jpg
Público, 12.11.2008

Uma ministra que tenta desesperadamente apagar o fogo, lançando sobre ele, todos os dias, combustível...

simplif08aa.jpg
Público, 12.11.2008

novembro 11, 2008

Senhora Ministra da Educação, antes que seja demasiado tarde, preste um último serviço às escolas e ao país: demita-se!...

mlrodrig08aaa2.jpg

Manuel Alegre tem razão, quando esta tarde falava de um clima de "guerra civil" nas escolas. Mal informada e mal aconselhada, Maria de Lurdes Rodrigues parece desconhecer o que se passa e vai dizendo apenas aquilo em que gostaria de acreditar. Ela ainda não percebeu que conseguiu esse efeito extraordinário: primeiro, generalizar o desânimo entre os professores; depois, empurrá-los para a desobediência e para a insurreição. O que ocorreu esta tarde em Fafe é lamentável. Espero que não se repita. Mas também espero que a ministra da educação tenha, finalmente, percebido que esgotou o seu prazo de validade política. Enquanto não se afastar ou for afastada, não haverá paz nas escolas. E perderemos todos...

Como são tão generosos estes ex-sindicalistas!...

genero08aaa1.jpg

gener08aaa2.jpg
gener08cccc1.jpg

engen08ddd2.jpg
Público, 11.11.2008

Engenharia social?...

engen08ccc1.jpg
(...)
engen08aaa1.jpg
engen08bbbb2.jpg
(...)
Público, 11.11.2008

Mensagens de telemóvel... para quê? O caos está há muito instalado nas escolas, digo, no pensamento e na motivação dos professores!...

caoos08aaa.jpg
24horas, 11.11.2008

novembro 10, 2008

A resposta indecente de Valter Lemos...

Não ouvi em directo, ouvi agora, os Sinais, que vos proponho. Obrigado, Fernando!...

Até José Manuel Fernandes já percebeu...

edito08cc.jpg
edito08dd.jpg

editor08a.jpg
editor08bb.jpg
(...)
Público, 09.11.2008

novembro 09, 2008

Faça o obséquio, senhora ministra, de nos apresentar um único professor no activo (basta um) que "concorde" com este modelo de avaliação!...

mini08aaa.jpg

minis08bbbb.jpg
Público, 09.11.2008

Não creio que Maria de Lurdes Rodrigues sofra de cegueira ou de autismo. Está é muito mal informada pelos lambe-botas que a aconselham...

novembro 07, 2008

As pessoas que já não têm a nada a perder, senão a dignidade profissional, são muito mais bonitas...

bonit08bbb.jpg
bonit08aaa.jpg
Público, 07.11.2008

novembro 06, 2008

Por favor, acabem com estas notícias!...

agress08aaa.jpg
Público, 06,11.2008

As realidades escolares dispensam este tipo de exposição mediática e de combustível. Já basta o que basta!...

novembro 04, 2008

Professores de joelhos não convêm nunca à democracia!...

avalia08aaa.jpg
Público, 04.11.2008


novembro 03, 2008

É inteiramente verdade: hoje por hoje, os professores estão de tal modo enredados na teia burocrática da sua própria avaliação (e dos colegas) que já quase odeiam o que fazem e a profissão... O Governo bem pode limpar as mãos às paredes da 5 de Outubro...

sampai08aaaa.jpg
(...)
sampai08ccccc.jpg
(...)
sampai08bbbb.jpg
Pública, 02.11.2008

novembro 02, 2008

O que os professores fazem para motivar e captar a atenção dos alunos!...

Quem quiser saber mais, espreite aqui.

Sim, o embuste!...

madri08eee.jpg
madri08aaaa.jpg
madri08bbb.jpg
Expresso, 01.11.2008

Se as notas dos meninos são baixas, a escola é uma merda. Se as notas dos meninos sobem, o sistema de exames é uma fraude. É um círculo viciado ou vicioso: não tem saída. E não tem defesa. De resto, editorialista que se preze (e que queira ser respeitado pelos pares) só pode mesmo defender uma de duas coisas: ou que a escola é uma merda ou o que sistema de exames é uma fraude. Intelectualmente desonesto? Que importa! Quase ninguém percebe...

novembro 01, 2008

Que se pode esperar de uma escola que continua a arrebanhar os alunos em turmas e a sentá-los de costas uns para os outros, como se esse devesse ser o seu único ou principal destino?!...

turm08dddd.jpg

tur08aaa.jpg

turm08bbbb.jpg
turm08cccccc.jpg
Público-Ípsilon, 31.10.2008

A maior parte dos professores, infelizmente, ainda não percebeu o imenso absurdo da escola tradicional de que se fala neste livro e neste filme. Turmas? Salas de aula (jaulas)? Carteiras em fila indiana viradas para uma parede ou um quadro qualquer? Programas pronto-a-usar? Disciplinas? Manuais? Prelecções? Aulas? Professores sozinhos? Toques de campainha para chamar e juntar os rebanhos? A lista de absurdos da escola tradicional é infinda. Talvez alguns olhos e algumas mentes se abram e inquietem um pouco, depois de verem este filme...


outubro 30, 2008

Para evitar polémicas, por que não se decreta, simplesmente, uma percentagem mínima de reprovações por escola e ano de escolaridade?...

chummm08a.jpg
Público, 30.10.2008

Para que os alunos "aprendam" e a "exigência" se cumpra no sistema de ensino é indispensável que haja retenções. Eu sugeriria uma taxa de 40% por escola e ano de escolaridade...

outubro 29, 2008

O Conselho Nacional de Educação até pode propor, mas o problema é que Nuno Crato não deixa e, a partir de agora, quase todos os editorialistas irão passar a vociferar ad nauseam os seus argumentos, ridicularizando as propostas (sensatas) do CNE...

finl08hhh.jpg

FINL08AAA.jpg
FINL08BBB.jpg
(...)
FINL08CCC.jpg

finl08ddd.jpg

finl08eee.jpg

finl08ggg.jpg
Diário Económico, 29.10.2008

outubro 21, 2008

Entre a farsa e o psicodrama...

mebomb08aaa.jpg
Correio da Manhã, 21.10.2008

O que actualmente se passa em muitas e muitas escolas portuguesas é absolutamente inenarrável. E ainda estamos em Outubro...

outubro 10, 2008

Espero para ver o que os responsáveis da Universidade do Minho dirão e farão!...

pra088a.jpg
prax088b.jpg
Correio do Minho, 10.10.2008

outubro 07, 2008

Uma espécie de esquizofrenia colectiva...

escolas08aval.jpg
Público, 07.10.2008

Há muitos anos que não sentia os professores tão burocratizados, tão "ausentes" da escola e dos verdadeiros desafios da educação...
Grelhas de avaliação e reuniões, reuniões e grelhas de avaliação, um imenso faz-de-conta...
Nunca tive, profissionalmente, tanta pena de mim próprio e dos alunos...

setembro 27, 2008

Sócrates, às 20:00, em directo: mais uma oportunidade!......

nf08a.jpg
nf08bb.jpg

Há dias que ando a receber isto. Já contei nove e-mails. Nove! O PS não brinca em serviço. E, logo à noite, antes dos futebóis, lá teremos Sócrates, em camisa, mangas arregaçadas, a abrir os telejornais. Vai uma aposta?...

setembro 26, 2008

A brincar, a brincar... não andarão muito longe da realidade futurável...

EXPLI088.jpg
O Inimigo Público, 26.09.2008

setembro 23, 2008

Atentai na felicidade irradiante destes caloiros! E a praxe ainda vai no adro!...

um0888a.jpg
um08888d.jpg
Correio do Minho, 23.09.2008

De babete e cara pintada: bem-vindos à universidade, morcões!...

Sócrates e Magalhães; o mesmo sonho, a mesma ambição...

fm08ss.jpg
Dicionário de História de Portugal, IV

O governo, em regime ambulatório, circum-navegando, começa hoje a distribuir Magalhães ao povo. Quem não se recordará dos Monty Python, em O Circo Voador?!...

ocircovoador08.jpg

Queremos ser humilhados, queremos ser humilhados, queremos ser humilhados!...

São os próprios caloiros que se dirigem aos mais velhos a perguntar o que lhes vão fazer e vão até à associação de estudantes para saberem mais”.
Isto passa-se no Instituto Superior Técnico, de Lisboa. Os caloiros adoram ser humilhados pelos colegas mais velhos. Isto, claro, dizem os mais velhos...
O resto da história, exemplar, aqui...

setembro 22, 2008

De vez em quando até concordo com a Ministra da Educação...

minexp00.jpg
minexp001.jpg
Público, 22.09.2008

Só que há aqui um problemazinho: o negócio (para mim, sórdido) das explicações é a extensão quase natural da escola e do sistema de ensino que temos. Maria de Lurdes Rodrigues aspira, nesta matéria, a uma espécie de quadratura do círculo. Um dia, se ela quiser, poderei explicar-lhe porquê...

setembro 20, 2008

Um país refém de um grupo editorial...

leya08a.jpg
Correio da Manhã, 20.09.2008

Professores já avisaram que vão passar a marcar faltas, presumo, que de "material". A quem? A Pais do Amaral, o dono da Leya? A causa dos professores deveria ser outra: acabar de vez com os manuais de adopção obrigatória. E libertar as escolas, os alunos e as famílias do sequestro das editoras escolares...

A escola, pois claro, é um luxo! Não estamos em Portugal?...

luxo08.jpg
Expresso, 20.09.2008

Sempre que os governantes convertem as escolas em circos mediáticos, eu indigno-me e protesto. Sempre que um cronista (neste caso, Fernando Madrinha) considera a escola um luxo... eu indigno-me e protesto.
Sei que é inútil, mas cumpro a minha parte, Indigne-se e proteste quem mais puder!...

setembro 19, 2008

Saia mais um teste-diagnóstico para a carteira dos espertos!...

Diálogo surrealista entre um pai e dois filhos...

- Então, a primeira semana escolar?...
- Eu só fiz testes diagnósticos.
- Eu, também.
- E correram-vos bem os testes de diagnóstico?
- Correr bem?
- Correr bem?
- Fiz alguma pergunta idiota?
- Ó pai, os profs, o que querem, é que corram mal!
- Saíram matérias que eu nunca dei!
- Os profs. querem que os testes vos corram mal?
- Claro! Nem pareces prof!
- Uma prof. disse-nos que as notas não contam.
- Um prof. avisou-nos que o teste era difícil e que íamos ter notas muito baixas.
- Ai é?
- Ó pai, estás a gozar connosco!
- A prof. de (...) disse que é bom para os profs que os alunos, nos testes diagnósticos, tenham notas muito baixas.
- Ai é?
- Ó pai, estás a gozar connosco!
- Se as notas dos alunos, no fim do ano, forem muito melhores, os profs. ficam bem classificados!
- Ai é?
- Ela disse que é por causa da avaliação dos profs.
- Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh!

Mais palavra, menos palavra, este foi o diálogo que esta noite, ao jantar, mantive com os meus filhos ainda estudantes. Fiquei absolutamente estarrecido. Eu já sabia que a chamada avaliação diagnóstica ia passar a ser uma farsa. O que eu não imaginava é que os alunos percebessem tão depressa...

Uma notícia animadora, de vez em quando...

jov009.jpg
Público, 18.09.2008


setembro 16, 2008

Os idiotas já começaram a humilhar os caloiros e a universidade, pelos vistos, consente ou faz de conta!...

pra08r.jpg
pra08a.jpg
Diário do Minho, 16.09.2008

Tirarei o chapéu à primeira universidade portuguesa que decida educar civicamente os meninos e as meninas, interditando todas as formas de humilhação dos mais novos pelos mais velhos. Tristes universidades que continuam a condescender com a violência praxística e o seu infindo cortejo de abusos e iniquidades...

setembro 14, 2008

Ele há tantos especialistas em Portugal! Deve ser, por isso, que ninguém se entende sobre os méritos e deméritos de Maria de Lurdes...

especiii08.jpg

minii444.jpg
Expresso, 13.09.2008

Cinco deputados, um professor do ensino dito superior com nome de sexólogo e quatro sindicalistas, incluindo Albino Almeida, presidente da CONFAP. Este o extraordinário painel de "especialistas" que o Expresso convocou para avaliar o mandato de Maria de Lurdes Rodrigues. Faltam, pelo menos, Helena Matos, Nuno Crato, Carlos Fiolhais, Fátima Bonifácio e Maria Filomena Mónica. Estes, sim: estes é que sabem como se faz...

Como, para morder os calcanhares ao Ministério da Educação, se insulta os professores!...

farsa08.jpg
Expresso, 13.09.2008

Lamento dizê-lo, até porque, como se sabe, não sou apoiante do governo, nem da ministra da Educação. Mas este discurso é... DESONESTO: assenta apenas em preconceitos e em lugares-comuns de uma retórica completamente infantilizada. Servirá de alguma coisa dizer que eu, que sou professor, não recebi nem recebo (era o que mais faltava!) instruções para reter ou deixar de reter alunos? Servirá de alguma coisa dizer que o ME não me impõe (era o que mais faltava!) que facilite? Servirá de alguma coisa dizer que não trabalho para as estatísticas e ninguém me exige (era o que mais faltava!) que o faça?...
Raposo parte do princípio de que os professores são... marionetas. Engana-se: não são. Pelo menos, não são aqueles que ainda não abdicaram da sua autonomia e responsabilidade profissionais. Ainda está para nascer o Ministro ou a Ministra da Educação que me obrigue a agir, como professor, contra os interesses legítimos e os direitos fundamentais dos alunos e das suas famílias.
Raposo não passa de mais um papagaio que diz coisas. Estes rapazinhos já nasceram convencidos de que sabem tudo e podem, impunemente, escrever sobre tudo, dizendo, simplesmente, o que lhes ocorre. Foram tão "rascas" e agora gostam de passar por tão... sábios! É sempre assim...

setembro 12, 2008

Nem um(a) educador(a) de infância, nem um(a) professor(a) do ensino básico... As novas fronteiras educacionais do PS estão cada vez mais limitadas ao séquito habitual do secundário e do ensino dito superior...

edups.jpg

São dez mudanças. Receei que fossem mais...

setembro 11, 2008

Lamento desiludir o Ministério da Educação e os Sindicatos de Professores, mas... jamais encontrei um aluno que não tivesse necessidades educativas especiais...

55000.jpg
Público, 11.09.2008

Claro que o defeito é meu: vejo sempre de mais...


setembro 10, 2008

85 melhoradores da escola...

85pub2.jpg
85pul1.jpg

85pub7.jpg
(...)
Público, 10.09.2008

O Público queria 100 depoimentos e só consegui 85. Com tempo, poderia ter conseguido 85.000. E não seriam muito diferentes dos 85 que publica hoje. Uma frase, que era aquilo que o Público queria, não diz nada. Mas é sabido - e, neste aspecto, José Manuel Fernandes tem razão - que grassa nas escolas, entre os professores, um imenso desconforto. E tudo aquilo que o Ministério da Educação sugira em contrário... não passa de demagogia. De resto, a Ministra tem muito pouco jeito para motivar os professores e para valorizar o seu trabalho. E sempre que o tenta fazer... parece muito pouco genuína, parece que está a fazer um frete discursivo ao primeiro-ministro. E poucos professores acreditam na autenticidade do discurso. E esse é um dos principais problemas da actual equipa ministerial. Quase ninguém, tirando os poucos devotos, a leva a sério. Digo isto com mágoa. Porque este divórcio, que podia ter sido evitado, é irreversível. E não convém aos alunos, nem às famílias. E o PS vai pagar, por ele, um preço elevado, em 2009...

setembro 03, 2008

Tudo está bem quando se sabe que vai acabar bem!...

optimismoME.jpg
Público, 03.09.2008

O Dr. Pangloss tem muitos adeptos no actual governo...

setembro 02, 2008

A culpa disto também será do eduquês?

mur55.jpg
mur56.jpg
Público, 02.09.2008

A burrice da escola faz parte da sua natureza. Desidério tem razão, mas... não vai além da superfície. Espero que ele, como filósofo, seja capaz de captar e perceber as raízes (antigas) da burrice da escola...
Se quiser, poderei emprestar-lhe alguns textos que escrevi sobre o tema. Ainda ele andava, como aluno, a rasgar manuais...

setembro 01, 2008

A justiça no labirinto que, pateticamente, se impôs...

torresn.jpg
24horas, 31.08.2008

Juízes? Advogados? Psicólogos? Pedopsiquiatras? Assistentes sociais? Pais "biológicos" e "afectivos"? Esmeralda fará o que quiser de tudo e de todos. E já percebeu isso ou alguém ajudou a que percebesse. Espero apenas que os adultos que contracenam nesta ópera bufa não estejam, simplesmente, a produzir um monstro...

agosto 31, 2008

Valter Lemos e o Inferno, segundo João Pereira Coutinho...

inf44.jpg
inf45.jpg

inf46.jpg
inf48.jpg

Expresso-Única, 30.08.2008


Nasceu em 1976 e é, notoriamente, um rapaz muito esperto, muito lido, muito esperto. Com 22 anos, já colunava em "O Independente", de Paulo Portas. Já então demonstrava semanalmente que era um rapaz (ainda mais rapaz) muito esperto, muito lido, muito esperto. Ah! e escreve bem. E vai directo aos assuntos: não sofre de bulimia retórica. O que só prova a sua esperteza (mediática). É colega de João Carlos Espada, na Universidade Católica e no Expresso. Até podia (pelos trejeitos) ser filho dele, mas não é. Já perguntei a Deus e Ele esclareceu-me: pelo que cumpre à natureza, João Pereira não provém de João Carlos. Na obra da criação, nem tudo pode ser perfeito...
Coutinho também não gosta de Valter Lemos e até o recomenda ao Inferno. Direis: ora aí tem uma alma gémea da sua! Lamento desiludir-vos: não tenho. Valter Lemos, para mim, é exactamente aquilo que é: Valter Lemos. Não lhe concedo mais importância do que essa. Para Coutinho, Valter Lemos é uma espécie de antonomásia: simboliza as mais execráveis propriedades da escola pública portuguesa, a tal (oh horror!) que procura integrar em vez de excluir.
Coutinho acha que a escola é para quem a merece. E que a plebe deve ser corrida a pontapé da escola, quando não é capaz de se elevar aos cumes da distinção social. O pensamento é velho de séculos. Mas como Coutinho é um rapaz muito esperto, muito lido, muito esperto e escreve com leveza... o pensamento até consegue parecer modernaço. Luís não tem lugar na escola de Coutinho. Luís está destinado ou predestinado ao Inferno. Não percamos tempo: fogo com ele!...

agosto 17, 2008

Pedagogia da pólvora...

tit55.jpg
tit56.jpg
tex46.jpg
tit59.jpg
tex49.jpg
Público, 17.08.2008

agosto 03, 2008

Um computador, um livro, um autocolante, prémios para os melhores alunos: qualquer dia, todas as crianças do planeta hão-de querer ser portuguesas!...

magal33.jpg
maga67.jpg
Público, 03.08.2008

Juro que não sei que 2009 será ano de eleições!...

julho 30, 2008

E os "piores" alunos: vão passar a pagar multas?!...

pre33.jpg
pre35.jpg
Público, 30.07.2008

A demagogia... como política. Já estou a imaginar os sarilhos...

julho 17, 2008

O problema de certos políticos e de certos governantes é partirem do princípio de que, em baixo, somos todos parvos...

lemos90.jpg
lemos94.jpg
Público, 17.07.2008

O Público embandeira hoje em arco com isto. Deve ser para rir. Desde 2001, que era suposto que fosse assim. E, todos os anos, o ME recomenda que assim seja. Pelos vistos, não tem chegado. Talvez conviesse que a distribuição de serviço fosse decidida, escola a escola, pelo senhor (ainda?) Secretário de Estado...

julho 14, 2008

A angústia do vigilante perante o inimigo...

Como professor, nunca me sinto tão inútil e desconfortável como quando sou destacado para... vigiar exames.
Eis uma tarefa que deveria ser cometida a... autómatos. Não tem nada que saber: veste-se a farda de polícia de giro, faz-se cara de mau, mostra-se de vez em quando o bastão e está feito...
Mais difícil é entreter as horas de turno.
Os vigilantes são espantalhos e os espantalhos não lêem, não conversam, não escrevem, não se sentam, não têm necessidades fisiológicas, não dão mais do que três ou quatro passos em linha recta e nunca viram as costas ao inimigo, cujo, como se sabe, é traiçoeiro e vilão.
O vigilante, por isso, não pode jamais dar tréguas ao inimigo. Tem de estar atento a todos os gestos, suspeitos ou não. Digo-vos: num sistema de avaliação perfeito (e não facilista, como é o nosso), os examinandos deveriam estar nus e completamente desarmados. E antes de entrarem nas salas, seriam cirurgicamente apalpados e revistados por zelosos funcionários da Inspecção...
E nenhuma tatuagem seria autorizada...
Foram estas as coisas extraordinárias que eu fui pensando esta manhã, enquanto servia de vigilante. Não sei se infringi alguma norma procedimental, mas acredito que o pensamento ainda não é escrutinável para efeitos disciplinares...

Que culpa têm os nossos jovens que os autores da TLEBS, os autores dos programas de Português e os autores dos exames odeiem a literatura?...

ilocut.jpg

O leitor sabe em que consiste um "acto ilocutório directivo"? Se não sabe, devia saber. Ninguém entenderá Fernando Pessoa, por exemplo, se não for capaz de distinguir um "acto ilocutório directivo" de um "acto ilocutório compromissivo".
Explico.
Os actos ilocutórios podem ser: assertivos; directivos; compromissivos; expressivos; declarativos; indirectos. Estou a reproduzir a famosa... TLEBS (Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário).

Na categoria "acto ilocutório directivo" incluem-se (cito ainda a versão oficial da norma)...

...actos que têm em comum, embora com matizações, a intenção do locutor de levar o interlocutor a fazer ou a dizer alguma coisa. Tendo em comum o facto de darem expressão a uma vontade ou desejo do locutor em levar o interlocutor a realizar uma acção futura, perfilam-se actos como «convidar», «pedir», «requerer», «ordenar», «suplicar» ou «avisar», embora difiram pela natureza própria de cada um. É importante salientar que, em relação a «pedir», «ordenar» obedece a uma condição preparatória adicional segundo a qual o locutor tem que estar numa posição de autoridade em relação ao interlocutor. As perguntas são uma subclasse de directivos, tendo em conta que o objectivo é obter do interlocutor a execução de um acto de fala...

Já entendeu finalmente em que consiste um "acto ilocutório directivo"?...
É mesmo burro/a!

Processarei os autores do exame, se algum dia, a respeito de um texto meu, colocarem uma pergunta como esta!...

exa22.jpg

Quando vejo, como hoje vi, os enunciados das provas de exame de Português... fico sempre irritado. Porque desconfio que os seus autores odeiam a literatura., odeiam a escrita e querem que os alunos lhes sigam o exemplo.
Até hoje, que eu saiba, só tive um texto meu estampado num manual de Português. Ninguém me pediu autorização para o reproduzir, mas... não me incomodei, porque os autores do manual não se atreviam a impor uma interpretação (oficial, científica, objectiva) do que eu escrevera.
Mas aviso: se um dia os avençados do GAVE usarem um texto meu numa prova de exame e o torturarem, humilhando-o e humilhando-me ... apresentarei queixa.

PS- A pergunta que reproduzi acima saiu hoje no exame de Português do 12º ano (2ª fase), reportando-se a um texto de Miguel Sousa Tavares. Confesso, como autor, que ignoro, quando repito um nome, se estou a "assegurar a progressão temática", se estou apenas a recriar "um processo retórico", se estou, antes, a garantir "a coesão interfrásica do texto". Eu não sei. Atrevo-me mesmo a afirmar que nenhum autor sabe. Mas exige-se aos alunos que saibam...
Percebeis agora por que fico tão irritado?!...

julho 11, 2008

Se quereis saber o que é um aluno perfeito, ei-lo!...

Quando os resultados são bons... os exames eram fáceis. Quando os resultados são maus, os alunos (que não aprendem) e os professores (que não ensinam) são incompetentes...

É muito difícil contentar os portugueses. É muito mais fácil... enganá-los....

julho 10, 2008

Perdeu-se? Quem o perdeu? E quem o encontrará e quando? E que fará com ele?!...

guin123.jpg
Público, 10.07.2008

O Paulo, pelos vistos, continua à espera de Godot, de uma política de educação... exemplar e porventura iluminada. Eu já perdi a conta aos salvadores. E os meus olhos, confesso, já não vêem, nem reconhecem santidades.
O modelo, obviamente, está errado. Mas não foi a actual equipa ministerial (que, como se sabe, não tem a minha simpatia) que o inventou. É um modelo antigo, arcaico, que continua a valorizar a uniformidade das expectativas e das rotinas em detrimento da indispensável diversidade dos projectos e das práticas (e até das ambições). Todos os alunos seriam iguais... todos os professores e todas as escolas também. Etc e tal. E tudo deveria resultar muito bem, de acordo com as projecções dos ideológos e dos programadores centrais do sistema...
Andamos nisto há muitos anos e continuaremos, infelizmente, a andar, com os resultados brilhantes que saltam à vista e de que tanto nos orgulhamos. Enquanto não formos capazes de mudar radicalmente de modelo, entreter-nos-emos a remendar ou a tentar remendar os buracos. do... sistema. E enquanto fingimos que sabemos usar a agulha... folgam as costas e ajeita-se a retórica para os próximos embates.
Há peditórios para os quais eu já não dou!...

julho 09, 2008

O estado da nação ou... para que não digais que não dou para o peditório...

en20.jpg
en22.jpg

Continue reading "O estado da nação ou... para que não digais que não dou para o peditório..." »

Graças a Deus, alguma coisa cresce em Portugal, para além do desemprego, do endividamento, da corrupção e da demagogia!...

vagg.jpg

Procurei na listagem do Público e não encontrei : cursos de gestão de expectativas e ilusões de emprego. É imperdoável! Os nossos académicos andam distraídos...

vagquadro.jpg
Público, 09.07.2008


julho 08, 2008

O problema psicanalítico de uma escriba (criatura) amargurada...

hmmm09.jpg


hmm11.jpg
hmm12.jpg
hmm13.jpg
Público, 08.07.20089

Uma certa noção de higiene mental impede-me, geralmente, de ler o que escreve esta rapariga. A sua infelicidade constrange-me. O seu sofrimento comove-me. Ela parece odiar o mundo e tudo o que a rodeia. E tem sempre a exacta medida do que é certo e do que é errado. Ela nunca hesita no julgamento moral. E arrasa e humilha os pecadores com o látego da sua verdade incandescente...
A crónica de hoje no Público não passa de uma confissão de raiva, de um vómito. Ela já dispensa o esforço da argumentação: bate apenas, forte e feio, (como se costuma dizer|) no ceguinho. A rapariga deve ser sádica. E, como todos os sádicos, inimputável...
Palpita-me que terá contas muito particulares a ajustar com alguém...
Comigo (cruzes canhoto!), não será de certeza...
Mas podia, pelo menos, procurar ajuda. Talvez junto do Dr. Quintino...

Em tempo (útil)- Ainda Helena não sabia o que era escrever em jornais e já eu defendia, publicamente, a extinção do Ministério da Educação. Para seu imenso deleite, hei-de recuperar esses textos...


Por favor, pronunciem-no, levem-no a julgamento, condenem-no e executem-no!...

vie10.jpg
vieg12.jpg
Correio da Manhã, 08.07.2008

Rousseau, nos últimos anos, converteu-se numa espécie de muleta retórica. Nem Francisco José Viegas resiste já à tentação. Ele escreve, afinal, o que todos querem ou se habituaram a ler: as escolas e o Instituto da Juventude tratam e promovem as crianças e os adolescentes como "bons selvagens". Adiantará alguma coisa dizer, uma vez mais, que isto não passa de terrorismo intelectual e que não tem qualquer correspondência com a realidade?...

julho 07, 2008

O factor C...

cr22.jpg

Tudo tem uma explicação. E a explicação deste progresso é muito simples. Incide apenas na intervenção do factor C. C de Crato. Nuno Crato. Presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática.
A equipa titular do Ministério da Educação e o presidente do GAVE já estavam fartos de ouvir os reparos, as críticas e as insinuações de Nuno Crato. Discretamente, puseram-se de acordo para... atenuar um pouco a complexidade das provas de exame.
Os professores de Matemática já estavam cansados de ouvir os raspanetes de Nuno Crato. Trabalharam mais, aplicaram-se mais, para que os resultados, finalmente, satisfizessem o insigne colega, Professor Superior...
Os alunos do 12º ano já não aguentavam mais as reprimendas de Nuno Crato. Esforçaram-se mais, estudaram melhor... para agradar ao Mestre dos Mestres.
Só a consabida modéstia de Nuno Crato impediu até agora que se desvendasse o mistério. As extraordinárias classificações registadas a Matemática nos exames do 12ºano... fundamentalmente, devem-se a ele, à sua permanente intervenção pública contra a pedagogia, contra o eduquês e contra o facilitismo, em todas as suas versões. Foi o Senhor Professor Nuno Crato que tornou possível a performance dos nossos alunos, que tanto está a envaidecer Portugal.
Na monarquia, já teria sido feito Marquês ou Duque, em vez de simplesmente Comendador...

cr23.jpg

julho 06, 2008

A espantosa facilidade com que, em Portugal, se escreve sobre o que se ignora!...

ign10.jpg
ign11.jpg
ign13.jpg
ign16.jpg
Expresso-Única, 05.07.2008

João Pereira Coutinho. Ele adora escrever coisas, convencido de que lhe acham muita graça. De vez em quando, tem. Mas este exacto arremedo de ironia, que reproduzo, só consegue revelar... ignorância. É que a orientação sugerida por Margarida Moreira fazia e faz todo o sentido. Só quem nunca corrigiu exames poderá estranhar a orientação. Há correctores que tendem a aplicar os critérios de correcção de uma forma, digamos, mais elástica e favorável aos alunos e outros que tendem a aplicá-los de uma forma, digamos, mais restritiva e menos favorável aos alunos. Se, ano após ano, se pretende comparar os resultados dos exames, convém que a aplicação dos critérios seja a mais aproximada possível da... média. E daí a recomendação da Directora Regional de Educação do Norte. Não se trata de favorecer ou desfavorecer os alunos. Trata-se, tão só, de tentar reduzir o intervalo de aleatoriedade da correcção.
João Pereira Coutinho não entende isto. Ele não entende, aliás, muita coisa. Mas, todas as semanas, escreve como se entendesse. E todos acham muita graça ao maganão!...
Portugal é, há muitos séculos, uma praga de Coutinhos!...

julho 05, 2008

Surpresa: o Público não fez, hoje, manchete com o último espirro da Sociedade Portuguesa de Matemática!...

iron11.jpg
Público, 05.07.2008

Excepcionalmente, o Público dedica apenas, na notícia, um parágrafo à Sociedade Portuguesa de Matemática. Trancrevo:

"Com exames que não são comparáveis e, este ano, demasiado fáceis, tudo o que o ME diga não tem fundamento", diz o presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM), uma das organizações mais críticas sobre o nível de dificuldades das provas nacionais de 2008. "Como é possível as reprovações caírem para mais de metade num ano?", interroga.

julho 04, 2008

Uma declaração verdadeiramente pia...

piasss.jpg
Correio da Manhã, 04.07.2008

Vieira da Silva parece não ter ainda entendido que só acabará com a pedofilia na Casa Pia quando acabar com a Casa Pia.
Instituições (monstruosas) como a Casa Pia serão sempre lugares de culto da pedofilia. É dos livros, é da história e é da vida...

Mais um orgasmo de José Manuel Fernandes com Maria Filomena Mónica...

1ª página. Atenção, portugueses, Maria Filomena Mónica voltou, para imenso deleite da pátria e dos leitores do Público!...

exam118.jpg


1ª página do suplemento P2: Filomena Mónica arrasa exames de Português!...

exam117.jpg


Página 10 do Suplemento. Filomena Mónica, de uma assentada, arrasa programas, bibliografias, exames, os membros do GAVE e os autores contemporâneos, Nobel incluído. E, de passagem, pergunta "o que andaram os meninos a aprender ao longo de dez anos de aulas de história". Dez anos de aulas de história? Ela pode dar-se ao luxo de escrever todos os disparates, porque já só José Manuel Fernandes a leva a sério...


ex110.jpg


exam112.jpg


exam113.jpg


exan111.jpg

Página 12 do suplemento. Filomena Mónica arrasa (mais uma vez!) a "crítica literária" e a "elite burocrática, sediada no ministério", incluindo o meu querido amigo Valter Lemos "e os seus anões". E não arrasa mais nada, porque convém sempre deixar alguma coisa de pé, para as próximas investidas...

exam115.jpg
Público, 04.07.2008

Não sei se irei escandalizar os meus leitores, mas devo dizer que, apesar de considerar o seu discurso demencial, concordo com Filomena Mónica no seguinte:
1- Eu também gostava que os nossos alunos (e os nossos filhos e netos) fossem capazes "de pensar, de falar e de escrever".
2. E, precisamente por isso, também acho que o "sistema de ensino", globalmente, está... errado (organização e gestão das escolas, formação e contratação de professores, currículos, programas, aulas, modelos e práticas de avaliação, exames, etc).

O grande problema, porém, de Maria Filomena Mónica é que ela nem tem consciência de que, o que escreve hoje, poderia ter escrito (com pouquíssimas alterações) há vinte, trinta, quarenta ou cinquenta anos atrás. O paraíso que ela julga ter-se perdido ou desbaratado nas mãos dos Filhos de Rousseau... nunca existiu. Mas... que se há-de esperar? Ela é, apenas, como a actual ministra... socióloga!...

julho 01, 2008

Museu Virtual da Educação...

seab25.jpg

Concordo, absolutamente, com a designação escolhida pela Secretaria-Geral do Ministério da Educação. Trata-se mesmo de um museu virtual de... educação. Desde 1976, foram estes os salvadores (as salvadoras) da pátria iletrada. Quem tem a minha idade, lembra-se bem de todos eles. Paz às suas almas! Portugal sobreviveu, um pouco menos iletrado apenas...


seab21.jpg
Cardia (1976/78)

seab20.jpg
Braga (1978)

seab19.jpg
Oliveira (1978/79)

seab18.jpg
Veiga (1979/80)

seab17.jpg
Crespo (1980/82)

seab16.jpg
Silva I (1982/83)

seab14.jpg
Seabra I (1983/85)

seab13.jpg
Pinheiro (1985/87)

seab12.jpg
Carneiro (1987/91)

seab11.jpg
Durão (1991/92)

seab10.jpg
Santos (1992/93)

seab8.jpg
Leite (1993/95)

seab6.jpg
Grilo (1995/99)

seab5.jpg
Martins (1999/2000)

seab4.jpg
Silva II (2000/01)

seab3.jpg
Pedrosa (2001/02)

seab2.jpg
Justino (2002/04)

seab1.jpg
Seabra II (2004/05)

seab22.jpg
Rodrigues (2005-?)


Ele há esmolas que queimam nas mãos de quem dá e nas mãos de quem recebe...

desp11.jpg
desp12.jpg
desp14.jpg
desp16.jpg
Diário da República, 2.ª série — N.º 119 — 23 de Junho de 2008

Repare-se na trapalhada. A declaração respeita a "transferências efectuadas no 2º semestre de 2007". Mas as datas das decisões respeitantes aos abonos concedidos à CONFAP são todas posteriores. Todas elas, aliás, posteriores à própria data do Diário da República que as publica...

junho 30, 2008

Um líder carismático ou um neto carismático?!...

deus22.jpg

deus10.jpg
deus16.jpg
Inovação&Ensino Superior, Junho.2008

Espero que a Universidade do Allgarve não se esqueça, já agora, das potencialidades do karaoke!....

gol12.jpg

gol14.jpg
gol15.jpg
gol22.jpg
Inovação&Ensino Superior, Junho.2008

junho 29, 2008

O Público, diário dito de referência, como tablóide...

b33.jpg

b44.jpg
Público, 28.06.2008

b11.jpg
b13.jpg
b15.jpg
b22.jpg
Público, 29.06.2008

O Público tem as suas obsessões. Esta... reclama, sem dúvida, alguma terapia.

junho 24, 2008

Exames...

Enquanto aluno, fiz muitos exames (na escola primária, no liceu e na universidade). Enquanto professor (no secundário), já elaborei provas para exame e já corrigi provas de exame, incluindo, provas de âmbito nacional. E até já tive duas alunas (não vou agora contar a história) que conseguiram, no exame de Direito do 12º ano... 21 valores (quando o máximo era...20). Digo isto apenas para que se entenda que, em matéria de exames, não sou propriamente um... treinador de bancada, um mero opinador. Mas também não tenho a pretensão de ser dono da... verdade. Porque, nestas matérias, a verdade é pessoal e intransmissível, cada um tem a sua.
Não pertenço, de resto, a nenhuma facção ou fracção ideológica. Os exames são, essencialmente, um instrumento político. E sempre foram e serão usados como tal. Se eu quiser facilitar a transição dos alunos... sei que tipo de exames deverei fazer. Como também sei... se, ao invés, quiser seleccionar e excluir. Os exames, em geral, não avaliam o que os alunos sabem e, muito menos, aquilo de que são capazes. Há conhecimentos e capacidades (e competências) que nenhuma prova de exame está em condições de avaliar. E o que fica de fora, muitas vezes, é o mais importante da formação de um ser humano - aquilo, precisamente, que distingue (espero que se perceba a metáfora) uma águia de um papagaio.
Sobre isto, já foram escritas em todo o mundo milhões de páginas. E há argumentos, razoáveis, até "científicos", para sustentar todas as teses, as favoráveis aos exames e as desfavoráveis.
Eu só costumo dizer, quando quero simplificar e atrapalhar a discussão, que se a qualidade da educação e do ensino dependesse dos exames... os problemas seriam fáceis de resolver. Púnhamos os alunos, desde o primeiro ciclo (ou até mesmo do pré-escolar) a fazer exames, exames, exames. Magicamente, em poucos anos, garantiríamos a qualidade das aprendizagens e da educação e o professor Nuno Crato. finalmente, seria feliz (e eu deixaria de ler e ouvir os seus queixumes)...
Sobra, apenas, um problemazinho: os países que mais acreditaram e investiram no poder miraculoso dos exames já perceberam que a solução deve estar noutro lado qualquer. A magia não resultou...


A desonestidade editorial do Público...

mat3332.jpg
Público, 24.06.2008

Há manchetes do Público que são mais previsíveis do que a agenda mediática de Sócrates. Repare-se no critério editorial. A grande notícia é: "Sociedade de Matemática volta a contestar exames".
Pouco importa, por exemplo, que a Associação de Professores de Matemática, cujo comentário reproduzo em baixo, tenha uma opinião distinta. O Director do Público não quer saber. O que conta é a opinião do senhor comendador Nuno Crato e dos seus apaniguados. E José Manuel Fernandes dedica mesmo uma parte do seu editorial (que também reproduzo) à defesa da... Sociedade Portuguesa de Matemática.
Nestas matérias, o Público assemelha-se a um jornal de facção. Nove em cada dez opiniões publicadas (e os opinadores não passam disso mesmo: opinadores) são a censurar a pedagogia romântica, o eduquês e o facilitismo. É, porém, a opinião que vale: e o Público cavalga, destemidamente, a verdade que quer impor aos leitores, convertendo-a em... Voz do Povo.
A primeira página da edição de hoje é apenas mais uma demonstração da desonestidade editorial da actual direcção do Público.
Entre Nuno Crato, José Manuel Fernandes, Maria de Lurdes Rodrigues e Valter Lemos... venha o diabo e escolha. Estão todos muito bem uns para os outros...

comenAPM.jpg
Público, 24.06.2008


jmf22.jpg
jmf23.jpg
jmf24.jpg
Público, 24.06.2008 (José Manuel Fernandes)

Tudo isto se resolve com menos pedagogia, com mais disciplina, mais exames e mais chumbos e, naturalmemte, com o cheque-ensino...

ob09.jpg
ob08.jpg
vi25.jpg

vi26.jpg
ob11.jpg
vi27.jpg
vi29.jpg
vi30.jpg
Público, 23.06.2008

A ironia é sempre um risco, sobretudo, quando aplicada à escola. Receio que alguns leitores não captem a ironia do título e acreditem mesmo que a violência escolar se resolve... "com menos pedagogia, com mais disciplina, mais exames e mais chumbos e, naturalmemte, com o cheque-ensino"...

Claro que subscrevo inteiramente as palavras de Eric Debarbieux. Há mais de vinte anos que digo o mesmo... E há mais de trinta que a Escola da Ponte, por exemplo, prova que é (tem que ser) assim...

junho 21, 2008

A maldição de um adjectivo...

edurommm.jpg


Quando, em 2000, organizei e prefaciei este livro (que reunia 40 artigos e crónicas de Rubem Alves, originariamente publicados no Brasil), propus ao autor um título provocatório: "Por uma Educação Romântica - Brevíssimos Exercícios de Imortalidade". O Rubem achou graça e deu o seu aval. E a edição portuguesa lá saiu com esse título.
Dois anos depois, a editora brasileira Papirus decidiu retomar a obra e lançá-la também no Brasil. O título foi abreviado e ficou só "Por uma Educação Romântica".
Estávamos longe de imaginar, eu e o Rubem, que o adjectivo iria pegar de estaca em Portugal para qualificar a pedagogia, essa arte suspeita de ser, com o chamado eduquês, a causa de todos os males do mundo. Nos últimos anos, tornou-se mesmo moda em Portugal abjurar a pedagogia, adjectivando-a de "romântica" para acentuar ainda mais a sua perversa e anquilosada... imprestabilidade.
Hoje, os alunos e os educandos em geral já não precisariam mais de pedagogos, mas de ensinadores ou técnicos de ensino, transmissores de conhecimento. E, independentemente das capacidades e dos ritmos de aprendizagem de cada um, independentemente dos conteúdos, dos contextos relacionais e dos métodos utilizados, eles aprenderiam.
Claro que os professores e os educadores com experiência pedagógica sabem que não é assim. Mas que importa isso, se alguns fazedores de opinião e treinadores de bancada já decretaram a morte ou a inutilidade da pedagogia?!...
Cumpra-se então o decreto, a bem da Nação!...


contracapa.jpg

Ainda a Matemática...

matem11.jpg
Público, 21.06.2008

Começo por uma espécie de declaração de interesses: tenho um filho no 9º ano (o Francisco), que fez ontem esta prova. E também ele a considerou... fácil, opinião, de resto, corroborada pela mãe (psicóloga), que reviu e corrigiu com ele a prova. Convém, porém, dizer que o Francisco, não "estudando" muito e considerando a escola e as aulas "uma seca", sempre foi um "bom aluno" a Matemática (principalmente, porque sempre foi muito estimulado pelos pais a desenvolver o cálculo mental a partir da resolução de problemas) . Nos dois testes de simulação do exame, feitos no terceiro período, obteve, respectivamente, 100% e 88%. Pelo que fez ontem, penso que terá no exame uma classificação que não andará muito longe desses valores. E só não terá 100% porque... continua a controlar mal a ansiedade (um dos problemas, aliás, dos... exames).
Numa perspectiva meramente egoísta, e pensando apenas no Francisco, eu preferiria que a prova tivesse sido mais difícil. Mas eu sou professor e sei muito bem do que a casa gasta. A formação lógico-matemática dos nossos alunos do básico, em geral, é absolutamente catastrófica. E há muitos anos que recebo no secundário rapazes e raparigas que, para além de não saberem a tabuada, não são sequer capazes de enunciar e resolver, por exemplo, uma regra de três simples. Já escrevi muito sobre isto e sobre as suas causas. E é por isso que reajo sempre tão mal à demagogia e à verdade sobranceira dos... "sábios" (putativos ou encartados)...
Nuno Crato, por exemplo, convertido nos últimos anos em guru do ensino da Matemática, considera que a culpa é da... pedagogia romântica e do eduquês. Ou seja, a culpa não estaria tanto nos currículos, nos programas e na organização dos processos de aprendizagem, mas nos métodos de ensino, métodos esses que seriam impostos ou sugeridos pelos burocratas do Ministério da Educação, malevolamente influenciados pelo construtivismo.
Devo dizer, ao contrário do que, por vezes, possa parecer, que em alguns aspectos reconheço que Nuno Crato tem razão. Eu também concordo, por exemplo, que "não é limitando a aprendizagem de rotinas que se desenvolve o raciocínio independente". E também considero que "a formação de base", a aquisição e assimilação de "padrões de raciocínio," é essencial e determinante da aprendizagem. O problema passa por aqui, mas não se esgota aqui.
O raciocínio lógico-matemático desenvolve-se em espiral, a partir do entendimento do mundo e da vida que o aluno é estimulado a estruturar. Parte do reconhecimento da realidade para uma crescente abstracção. E esse é o papel dos professores: orientar e amparar os alunos nessa viagem interior. O conhecimento que não seja permanentemente integrado e assimilado gerará apenas uma ilusão de conhecimento, que a higiene da memória condenará rapidamente ao... esquecimento. Mas isso implicará não apenas a individualização do ensino, adequado às capacidades e aos ritmos de aprendizagem de cada aluno, mas também uma flexibilização de programas e conteúdos. A ideia de que todos os alunos, independentemente da sua maturidade e dos conhecimentos que já assimilaram, são capazes de aprender tudo ao mesmo tempo, só porque o professor ensina bem, é uma ideia quase criminosa. O currículo tem de ser sempre ajustado individualmente e de uma forma... construtiva. E isso só se consegue com diversificação de métodos e de rotinas, permanente atenção ao percurso de aprendizagem de cada aluno e... inteligência pedagógica, muita inteligência pedagógica. Exactamente o contrário do que sucede há muitos anos na escola portuguesa. Mais chumbo, menos chumbo, mais exame, menos exame, a escola portuguesa, em matéria de ensino e de resultados de aprendizagem, não difere em quase nada da escola que eu comecei a frequentar como aluno há 50 anos atrás. Nuno Crato, apesar dos galões que tanto gosta de ostentar, ainda não percebeu isto...

junho 20, 2008

Dois comentários em defesa do comendador Nuno Crato...

Dois leitores devidamente identificados decidiram sair em defesa de Nuno Crato, sob a alegação de que eu, com frequência, atacaria neste blogue o insigne matemático e premiadíssimo divulgador científico. Destaco os comentários e depois respondo, publicamente, aos leitores.

Comentário 1

Noto que, com frequência, ataca o Nuno Crato. Como pai "velho" que sou (48) com uma filha de 10 anos que acabou ontem o 5º ano, não posso deixar de dar razão a Nuno Crato. Deixar fazer testes de matemática com calculadora, faz com que a minha filha não saiba a tabuada. E digam o que disserem, na vida real é imperativo saber-se a tabuada, para coisas tão simples como, por exemplo, fazer um troco. O comentário já vai longo, mas finalizo dizendo que o estado da educação, em geral, está muito fraquinho. Acho que se privilegia o saber para o teste e não a retenção de conhecimentos. Muito mais havia a dizer mas, por agora, fico-me por aqui.

P.S. - Não pertenço à CONFAP e acho o respectivo presidente abominável.

Comentário 2

Os portugueses não fariam nada mal em direccionar uma grande parcela do orgulho que têm no C.Ronaldo para o Nuno Crato. Sem dúvida um grande comunicador e óptimo profissional.

Os srs. do ministério da educação poderiam aproveitar os conselhos de alguém que «chegou longe» por mérito próprio, ao invés disso fecham-se nas suas «torres de marfim» a maquinar as suas «poções venenosas».

Não vai servir de nada os bons resultados dos exames de 9.º ano e secundário aos indivíduos que, mais tarde, vão ingressar no ensino superior ou no mercado de trabalho. E há estatísticas muito mais importantes do que as relativas às notas destes exames.

Resposta

Nuno Crato é licenciado em Economia e doutorado em Matemática e professor associado no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa. Não discuto a sua competência para ensinar Matemática e Estatística aos seus alunos no ISEF. Não discuto tão pouco os seus dotes de divulgador científico. Só não lhe reconheço autoridade para me dizer como devo trabalhar com os meus alunos, que é a coisa, pelos vistos, que ele mais gosta de fazer, colocando-se numa espécie de pedestal da verdade científica, que ele contrapõe, permanentemente, àquilo que designa por "pedagogia romântica e construtivista". Confesso que já não tenho paciência para aturar a soberba destes professores superiores que têm sempre a solução (e a solução de cada um deles é sempre a mais justa e verdadeira) para todos os problemas do ensino e da aprendizagem com que se confrontam, diariamente, ano após ano, os professores inferiores, esses idiotas. Quando escreve e perora sobre pedagogia e educação, Nuno Crato só revela duas coisas: uma imensa ignorância e um pretensiosismo que, inapelavelmente, chocam com a sua condição de investigador e académico. A vida, de resto, já me ensinou que a "sabedoria" nunca conjuga com a vaidade e a petulância...
Consultando a sua página na internet, confirmei apenas o que já tinha percebido. Nuno Crato adora mostrar-se e passear o umbigo pelo universo. Fiquei a saber, por exemplo, que foi agraciado há dias com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique. E, na mesma página, encontrei sete fotos, sete poses, do senhor comendador (ele não faz por menos). Desculpai o meu mau feitio, mas pavões, independentemente do tamanho e da presunção... eu não respeito...

cr10.jpg
cr11.jpg
cr12.jpg
cr14.jpg
cr13.jpg
ce15.jpg
ce16.jpg

Este é que deveria treinar a selecção...

crat10.jpg
crat11.jpg
Sábado, 19.06.2008

Como académico e grande comunicador, ele sabe como se faz (digo, como os outros deverão fazer). Está na hora de descer à terra e mostrar como é, como efectivamente se ganha. Os treinadores de bancada salvarão Portugal!...

junho 18, 2008

Adoro optimistas (perdão: otimistas)!...

Depois do Dr.Pangloss, a Dra. Maria de Lurdes. Que seria do optimismo (perdão: do otimismo) sem eles?!... *
opti.jpg

* Foto surripiada daqui.

Excesso de... nível...

Reproduzo em baixo a parte final do Texto A da Prova Escrita de Língua Portuguesa, que os alunos do 9º ano realizaram esta manhã. É um texto de autor anónimo (ou colectivo), adaptado não se sabe por quem. Uma coisa tenho por inquestionável: é um texto com muito nível, sobretudo no último parágrafo. Os leitores concordarão, certamente, comigo...

niv10.jpg
(...)
niv23.jpg

junho 17, 2008

Exames: o senso razoável...

ex09.jpg
ex10.jpg
ex16.jpg
exfoto.jpg
exlegen.jpg

ex11.jpg

Ilustração, 01.08.1934

A propósito de uma gargalhada...

hm1.jpg
hm2.jpg
Público, 17.06.2008

Entre Helena Matos e Valter Lemos, o diabo, se for masoquista, que escolha.
Num ponto, porém, concordo com a deprimente e ressabiada cronista do Público: há patologias (ela escreve "deficiências") que não cabem na "escola inclusiva" ou que só se agravam nela, sem benefício para ninguém. Quem não percebe isto... não sei o que possa perceber...

Exames: o senso incomum...

rubem1.jpg
rubem2.jpg
Rubem Alves, Em Defesa dos Jovens

Exames: o senso comum...

exam22.jpg
examm1.jpg
Notícias Magazine, 15,06.2008

junho 16, 2008

Bendita pátria e abençoada igreja que tais filhos pariu!...

João Carlos Espada no seu melhor. Retirado daqui.

espp.jpg

junho 12, 2008

Eu não acredito que este documento seja... verdadeiro!...

aeec.jpg

Garantem-me que este documento não é apócrifo. Eu não acredito (e, por isso, é que o reproduzo sem cabeçalho, para que a sua origem não seja identificável). Se fosse verdadeiro, eu diria apenas, misericordiosamente, que o seu autor está a precisar de férias. Antes que enlouqueça (ou alguém no seu lugar)...

Em tempo: a sigla (AEC) utilizada na directiva significa, suponho, "Actividades de Enriquecimento Curricular".

Valter Lemos já foi demitido?... (101)

val20.jpg
val21.jpg
val22.jpg
val23.jpg
val25.jpg
val26.jpg
val27.jpg
val28.jpg
Público, 01.03.2008

Alguns leitores têm-me perguntado por que insisto, por que continuo, dia após dia, a exigir a demissão de Valter Lemos. Respondo: porque tenho memória e não admito canalhices políticas...
Durante cerca de seis anos, Ana Benavente foi, em nome do PS e com diferentes ministros (incluindo Augusto Santos Silva), Secretária de Estado da Educação. Para o mal e para o bem, foi uma das principais responsáveis pela política educativa do PS. António Guterres era o primeiro-ministro e Sócrates, membro do governo. Eu espero sempre que os partidos políticos, pelo menos, sejam capazes de assumir a coerência e a bondade das políticas que, no governo, desenvolvem. Durante seis anos, eu executei no terreno a política educativa do governo socialista, julgando que o PS, pelo menos, se reconhecia nela...
Valter Lemos, secretário de estado da educação de um governo ainda socialista, agora dirigido por Sócrates, considera que a política educativa de António Guterres produziu "os piores resultados escolares da Europa". A crítica atinge em cheio a honra não apenas do PS, mas do actual primeiro-ministro e do ministro dos assuntos parlamentares. É, politicamente, uma deslealdade inqualificável e uma grosseria que ofende todos aqueles que, nas escolas, têm dado a cara pelas políticas educativas dos sucessivos governos...
Num país a sério, dirigido por gente com carácter e coluna vertebral, Valter Lemos afastar-se-ia imediatamente do governo ou seria afastado. Não sucedeu uma coisa, nem outra e Valter Lemos continua a exercer, tranquilamente, as suas funções, como se não pudesse ser responsabilizado pelos seus actos, ou seja, como se fosse inimputável. Só faltava mesmo sermos governados por inimputáveis!...
Eu recuso-me a aceitar este desgraçado estado de coisas e, por isso, continuarei a perguntar, todos os dias, se Valter Lemos já foi demitido. Eu não sou cúmplice...

junho 09, 2008

Pedagogia do sofrimento...

sofr.jpg
Ilustração, 01.04.1935

junho 08, 2008

Um secretário de estado simplesmente risível...

v.jpg
v2.jpg
Público, 08.06.2008

Há uma coisa que eu admiro em Valter Lemos: a lata. Ele tem lata para dar e vender...

junho 06, 2008

Valter Lemos já foi demitido?... (95)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

março 23, 2008

Alguns livros e uma revista não recomendáveis a professores especialmente sensíveis ao... eduquês...

neill18.jpg

neill17.jpg

neill16.jpg

neill14.jpg

neill24.jpg

neill12.jpg

Alguns livros não recomendáveis a professores especialmente sensíveis ao... eduquês...

neill9.jpg

neill11.jpg

neill8.jpg

neill5.jpg

neill4.jpg

neill3.jpg

neill2.jpg

neill.jpg

fevereiro 25, 2008

Prós e Contras em directo... (14)

Queiroz e Melo, que agora aparece a falar em nome das escolas particulares e cooperativas, conheci-o eu como assessor (aliás, muito simpático) de uma ministra da educação (menos simpática), cujo nome, neste momento, não me ocorre. Continua na mesma: uma no cravo, outra na ferradura...
Não há como ter um pé no céu e outro, no inferno...

janeiro 01, 2008

Um verdadeiro Mestre (com maiúscula)...

educ.jpg
Notícias Magazine, 30.12.2007

Há poucas pessoas, em Portugal, a pensarem bem os problemas da educação e do ensino. António Nóvoa* é uma delas. Tudo o que ele diz e escreve reflecte inteligência, estudo, sensibilidade e conhecimento. Distintamente dos gabirus que tanto gostam de arrotar postas de pescada sobre o que não entendem, Nóvoa convida sempre, serenamente, à reflexão e não ao panfletarismo de ocasião. E foi preciso que chegasse a reitor da Universidade de Lisboa para que, finalmente, o país "iletrado" começasse a lê-lo e a ouvi-lo. Espero que aproveite alguma coisa...

* Declaração de interesses: conheço o António Nóvoa desde a juventude e somos amigos. Penso que ainda não é crime...

dezembro 12, 2007

A "fraude", o "fracasso", a "ruína", a "mentira" do Expresso...

frac.jpg
Expresso, 08.12.2007

Na primeira página , é a "ruína do ensino profissional". Na página 2, é a "fraude" e o "fracasso". Na página 3, "uma mentira". Que descobriu de tão grave e definitivo o Expresso? Uma... carta (datada de 22 de Outubro e que eu li há mais de um mês). Carta de um professor aposentado, dirigida (imagine-se!) ao... Presidente da República. Verdadeiramente pungente e aterrador! O país treme de pasmo. E de revolta... Os meninos e as meninas que frequentam os cursos "fazem o que querem". A escola é, para eles, um lugar de diversão. Não aprendem nada e ninguém chumba. Ninguém chumba, ninguém chumba, ninguém chumba... Os pobres professores vão desesperando, estressam, correm a pedir ajuda aos psicólogos e aos psiquiatras e alguns, mesmo, têm pulsões suicidas. É o caos, meus senhores, é o caos... O caos que o Expresso, a cavalo de uma carta muito pouco confidencial, nos revela...
Vou também escrever uma... carta. Talvez ao menino jesus. E contar-lhe da minha experiência docente em cursos profissionais. Nunca me senti tão útil como professor. Tão útil e tão desafiado. E tão estimulado. E tão enriquecido. Pela primeira vez, sinto que a escola pode fazer algum sentido para milhares e milhares de adolescentes e jovens que, chumbo após chumbo, o "sistema de ensino" tinha empurrado para uma espécie de marginalidade social. Mas o meu testemunho quase feliz, hélas!, não seria notícia para o Expresso...

setembro 30, 2006

Sexo! (diz ela)...

Entrou-me pelo gabinete com passo decidido e a fogueira da delação no olhar: "Professor Ademar: estão uns meninos nos computadores a ver sexo!..." Como faço sempre nestas circunstâncias, fingi, para ganhar tempo, que não tinha percebido muito bem o sentido da observação e pedi-lhe que repetisse. Fê-lo exactamente nos mesmos termos: "Estão uns meninos nos computadores a ver sexo!". E ficou à espera da minha reacção. Levantei-me da cadeira e pedi-lhe que me conduzisse ao local do crime. Atalhou imediatamente que não valia a pena, porque eles já tinham fugido. Para não a frustrar, pedi-lhe que me dissesse quem eram os meninos. Ela pôs um ar muito zangado e respondeu-me: "Acha que eu sou queixinhas? Só quis que soubesse que eles estavam a ver sexo. Mas não lhe vou dizer quem eram." E saiu porta fora, tão resolutamente como entrara.
O sexo, na adolescência, é um excelente pretexto para o jogo do gato e do rato...

Novembro.2005

recuperado de abnoxio2.blogs.sapo.pt

setembro 11, 2006

Uma escola, um aluno...

tbouro.jpg

Há vinte anos atrás (não foi ontem) conheci em Terras de Bouro (talvez o mais belo concelho de Portugal continental) uma escola que tinha apenas um aluno. Não importa em que freguesia ou em que lugar. Havia um casebre que servia de escola primária, havia uma professora (que raramente lá punha os pés) e havia um rapazinho, que fazia de aluno. Quando visitei a “escola”, a professora já estava a faltar havia várias semanas (e não havia ninguém que estivesse disponível para a substituir). O miúdo, com quem conversei, vivia a poucos metros da escola e era, pareceu-me, muito vivo e inteligente. Não sei o que lhe aconteceu, escolarmente falando; terá completado o primeiro ciclo? Naquelas circunstâncias, não acredito. Hoje, provavelmente, será pastor ou terá emigrado, como a maioria dos terrabourenses. Se tivesse tido a sorte (ou o azar) de nascer e crescer no litoral, é muito possível que hoje fosse licenciado e estivesse no desemprego, como a maioria dos licenciados portugueses. Seria mais feliz? Poupo-vos à metafísica do salazarismo…
Naquela aldeia, não havia mais crianças. E os pais da criança que eu conheci já tinham “fechado a loja” da procriação. Coloquei o problema ao Presidente da Câmara, um dos autarcas mais extraordinários que eu conheci: não fazia sentido fechar aquela escola? Ele torceu-se todo, como se diz num certa gíria. Se aquela escola fechasse, o miúdo nunca mais frequentaria o sistema de ensino; os pais não o deixariam frequentar outra escola. Mal por mal, antes assim. Talvez aprendesse a ler e a escrever, talvez conseguisse terminar o 1º ciclo, talvez…
Digo isto para que se perceba o meu ponto de vista: a decisão de fechar uma escola “primária” (por falta de alunos ou de “condições”) será, sempre, neste país, uma decisão extremamente delicada e problemática. Uma decisão cuja bondade só caso a caso poderá ser aferida (e, mesmo assim, com muitos pontos de interrogação). Por isso é que me dói ver a Ministra da Educação falar do encerramento de mil e tal escolas “primárias” com uma ligeireza que chega a pisar as fronteiras da inconsciência. A senhora não conhece o país “real”, não conhece as populações e não conhece os autarcas. Em muitas localidades, fechar a “escola primária” significa atirar para fora do sistema de ensino muitas e muitas crianças. Eu sei que a Ministra, cuja recta intenção não ponho em causa, está convencida de que isto não sucederá. Chego a ter pena dela: ainda não percebeu que o país rural não é um teatro de fantoches, manipulável por despacho…

A "monodocência" como crime educativo...

Como é que os professores (e os pais) podem mudar os professores? Dialogando, colaborando, exigindo, confrontando-se e avaliando-se.
A escola que hoje temos é, rigorosamente, o contrário da escola de que precisamos.
Cada professor considera-se o princípio e o fim da escola. Na sua sala de aula (ou "jaula"), ele não admite intromissões, nem parcerias, nem observações que possam questionar a sua sacrossanta "autonomia profissional". Que ninguém o confronte com as suas limitações científicas ou metodológicas, que ninguém o perturbe no exercício do ritual docente (que ele é capaz de repetir, monocordicamente, trinta e tal anos a fio, sem "contraditório", como se aspirasse à condição de monarca absoluto).
A triste e patogénica realidade do isolacionismo e umbiguismo docentes (que atravessa, deve dizer-se, todos os escalões do sistema de ensino, "superior" e "inferior") atinge as raias do paroxismo no 1º Ciclo, onde vigora esse extraordinário princípio civilizacional da "monodocência": um único professor para todas as áreas curriculares. Ele tem que dominar muito bem os métodos de iniciação à leitura e à escrita (e há tantos), ele tem que gostar de matemática (para poder cultivar nos alunos o gosto pela matemática), ele tem que saber um pouco de música (a educação musical faz parte do currículo), tem que dominar as técnicas de expressão plástica, etc, etc, etc. O princípio da monodocência assenta numa ficção e organiza-se na aldrabice. A esmagadora maioria dos professores "monodocentes" do 1º Ciclo é satisfatoriamente competente (quando é) numa área curricular - nas outras, faz o que pode (quando pode ou tem vontade de fazer). Donde resulta que a formação das nossas crianças, vítimas do regime da "monodocência", é, em geral, uma formação coxa e pobremente estruturada.
Percebe agora o leitor por que estamos tão mal situados no PISA e noutros estudos internacionais? A monodocência no 1º Ciclo é um crime educativo. Extingui-la, não resolverá, certamente, todos os nossos problemas, mas será um primeiro passo. Indispensável, para que outros passos possam ser dados...

recuperado de abnoxio.blogs.sapo.pt