Main

maio 07, 2010

Haja esperança! Nem toda a gente na área do PS aprova o furto como método de acção (política) directa...

Obviamente, concordo com Vital Moreira. E considero absolutamente grotesca a "solidariedade" manifestada pelo grupo parlamentar do PS a Ricardo Rodrigues. De um grupo que aprova o furto como método de acção política... tudo se poderá esperar. Cuidado com as carteiras, portugueses!...

maio 05, 2010

Os alunos odeiam a escola? Posso garantir-vos que os professores odeiam muito mais...

edu0405.jpg
Público, 04.05.2010

A escola dos papagueadores (professores e alunos), burocratizada até ao esqueleto, converteu-se nas últimas décadas num cemitério hamletiano de fantasmas e frustrações. Os professores, pendurados dos programas e dos manuais e das sacrossantas planificações, fingem que ensinam; os alunos, cada vez mais impacientes e insurrectos, fingem que aprendem. E vivem todos, na escola, para o solipsismo da estatística, europeia ou nacional, não importa qual. Se todos os professores frequentassem o blogue do Paulo Guinote e respondessem a esta sondagem... os resultados seriam ainda mais deprimentes. Os alunos odeiam a escola? Posso garantir-vos que os professores odeiam muito mais...
Quem tiver a solução... dê um passo em frente. Talvez caia, finalmente, no abismo...

maio 04, 2010

Já só tenho amigas poetas...

Até a Rosa, last but not least, já escreve e publica poesia. Espero que não seja contágio. E que sobrevivamos todos, finalmente, à deriva das palavras...

março 02, 2010

Por que será que à volta de Sócrates só encontramos jumentos?...

jum0203a.jpg
jum0203gg.jpg
jum0203b.jpg
________________________________________________________________________________________

jum0203e.jpg jum0203f.jpg

i, 02.03.2010

Blogues de autores anónimos, não leio. É um princípio de higiene cívica. Quem não dá a cara e não assina por baixo o que escreve... não merece ser lido. Mesmo que goste de passar por jumento...

fevereiro 17, 2010

Transcrever esta notícia vai valer-me mais uns insultos anónimos ou sob pseudónimo. Que importa? Os contentores existem, precisamente, para recolher e armazenar o lixo (político e humano)...

blo1702a.jpg

blo1702b2.jpg

blo1702b1.jpg

blo1702b.jpg

blo1702b3.jpg

blo1702b4.jpg

Correio da Manhã, 17.02.2010

É a tropa fandanga de Sócrates e da versão mais rasca do PS. São espertos, videirinhos e amorais. E, se necessário, vendem a mãe e o pai para servir o chefe que os emprega. Quase todos eles, é fácil deduzir, passaram pela Juventude Socialista. Não sabem, coitados, fazer mais nada do que isto...

fevereiro 03, 2010

Subscrevo, na íntegra, estas duas observações de Vital Moreira...

Centenário da República (1)

Na cerimonia inaugural de ontem no Porto, foi incluída entre os discursos oficiais uma oração por um capelão das Forças Armadas. Tendo em conta que uma das grandes conquistas da República foi separação entre o Estado e a religião, o mínimo que se pode dizer é que se tratou de uma iniciativa despropositada e de mau gosto.

Centenário da República (2)

Na mesma cerimónia inaugural as entidades oficiais que iam chegando eram publicamente anunciadas pelas suas qualificações académicas ("dr.", "prof. doutor", etc.).
Revertendo ao espírito original da igualdade republicana, por que não aproveitar o Centenário para abolir de novo e definitivamente tais formas de tratamento do discurso e dos documentos oficiais?

janeiro 01, 2010

Mais um estado norte-americano (Montana) a legalizar o suicídio medicamente assistido...

É uma boa notícia. Disponível aqui...

Hélas! O meu Amigo João Baptista Magalhães foi ao baú das fotografias, retirou-se de lá (como eu aprendi a conhecê-lo) e escreveu e publicou um poema!...

jbm0101.jpg

É um velho Amigo, a quem me ligam memórias inesquecíveis. Entornemos saudades, Magalhães, entornemos saudades...

dezembro 21, 2009

Um poema de Sylvia Beirute, com Piazzolla em fundo...

syl2112.jpg

Poeticamente falando, é o meu blogue favorito. A Sylvia Beirute diz que "escreve poesia para mudar {o seu} mundo". Sei que conseguirá, porque a poesia, verdadeiramente, não serve para mais nada...

dezembro 16, 2009

Fechou o Avenida...

ave1612.jpg

Avenida Central era um blogue bracarense em forma de tertúlia, feito por gente infinitamente civilizada. Acabou. Ao seu principal mentor, o Pedro Morgado, só poderei agradecer a companhia ilustre que proporcionou ao abnoxio, nestes últimos três anos. A blogosfera ficou mais pobre. Os espertalhões à moda de Braga terão menos com que se preocupar. Calou-se mais uma voz que arranhava a cobardia. Espero apenas que outras avenidas se abram...

dezembro 12, 2009

No dia em que os blogues e os comentaristas anónimos não tiverem leitores, talvez uma certa higiene regresse à blogosfera...

mst1212c.jpg
(...)
mst1212a.jpg
mst1212b.jpg
(...)
mst1212d.jpg
Expresso, 12.12.2009

Eu até entendo que MST tenha contas muito pessoais a ajustar com uma certa blogosfera. O que eu não posso aceitar são as generalizações que, nesta matéria, ele tanto gosta de fazer. A blogosfera não é, apenas, "esse território do anonimato e da impunidade" de que fala MST. Muitos e muitos blogues não são anónimos. Muitos e muitos blogues recusam-se a publicar comentários anónimos e insultuosos ou difamatórios. Falo com a autoridade de quem mantém, há mais de cinco anos, um blogue que nunca escondeu a identidade do seu autor. E falo também com a autoridade de quem, todos os dias, recebe comentários anónimos e injuriosos que, imediatamente, regressam ao lixo a que pertencem. No mais, até posso concordar com MST. Há muita cobardia e muita canalhice à solta em Portugal. Sempre houve e, infelizmente, continuará a haver. A inveja, a mesquinhez, o medo e a hipocrisia são patologias sociais para as quais ainda ninguém inventou uma cura...

novembro 10, 2009

Só falta mesmo saber: já destruíram as gravações?...

var1011.jpg

imagem retirada daqui

O Expresso noticia hoje que o Supremo Tribunal de Justiça terá considerado ilegais e, portanto, nulas as escutas a Sócrates efectuadas no âmbito da investigação do chamado processo Face Oculta. Como jurista, até sou capaz de entender a decisão. Como cidadão, só poderei lamentar que, mais uma vez, o formalismo prejudique o escrutínio do carácter de quem nos governa. Mas nada está perdido. Tenho a certeza de que Sócrates pedirá ao PGR que divulgue, na íntegra, as conversas, eticamente inatacáveis, que terá mantido com Armando Vara. E tenho também a certeza de que Vara subscreverá o pedido...

novembro 09, 2009

Terrorismo na blogosfera...

Este blogue esteve inoperacional nas últimas horas (não sei quantas, à hora em que escrevo esta nota). Não foi a primeira vez. Não será, provavelmente, a última. A avaliar pela quantidade de comentários insultuosos que recebo todos os dias, deve haver muita gente interessada em calar-me, de uma forma ou de outra. E deve haver meios, muitos meios, para o conseguir. Ainda que seja, apenas, por algumas horas. Não me conhecem, porém. Nunca ninguém me calou. E já não tenho idade para ser silenciado. Se não for no weblog ou no sapo (que frequentei nos primeiros anos), será noutra plataforma qualquer. Mais depressa, garanto-vos, Sócrates deixará de ser primeiro-ministro...

setembro 09, 2009

Matai o Louçã, matai-o!...

lou0909a222.jpg
lou0909b.jpg
Público, 09.09.2009

A mediocridade detesta tudo aquilo que, verdadeiramente, se distingue. Nos dias que correm, tornou-se moda em Portugal, entre os "comentaristas", dar porrada em Francisco Louçã. Repare-se: o Público decidiu hoje respigar 4 opiniões "blogueiras", todas elas acintosamente desfavoráveis ao líder do BE. A SICNotícias, depois dos debates, escolhe sempre 3 comentaristas muito "independentes" para "bater" em Francisco Louçã. Pelos vistos, ele incomoda muita gente. Ainda bem!...

agosto 22, 2009

Uma metáfora de Portugal...

yav2208.jpg

Roubado, com a devida vénia, daqui...

agosto 05, 2009

Esclarecimento...

seq0508.jpg

julho 28, 2009

Enquanto Sócrates vai perdendo carisma sexual, o SIMplex, que o promove, vai perdendo visitantes...

sex2807a.jpg
sex2807b.jpg
Correio da Manhã, 28.07.2009

sim2807.jpg


julho 26, 2009

A grande disputa aquece. Os "fulgurantes leitosos" descuram a militância e perdem, num dia, cerca de 1500 visitantes. Os "Sócrates boys" perdem, apenas, 400 e conseguem manter o 20º lugar...

top26072009.jpg

É quase um empate técnico. Entre os "fulgurantes leitosos" e os "Sócrates boys" fica agora apenas o artesanato. A disputa promete aquecer a blogosfera até 27 de Setembro: os presidentes de junta do PS e do PSD já receberam instruções para votar em massa nos seus...

julho 25, 2009

Os Sócrates boys do SIMplex, em dois dias, já foram ultrapassados pelos leitosos do Jamé...

top2507.jpg

A coisa está preta para os meninos e para as meninas do SIMplex: em dois dias, a concorrência leitosa, fulgurantemente, ultrapassou-os no top 25 do weblog. Os Sócrates boys, inclusivamente, já estão atrás do mini-saia, do Gaijas da TV, de A pipoca mais doce, de Vai5 - As mais belas do Hi5, de Sexo na Banheira, de E Deus Criou a Mulher. Mais grave ainda: SIMplex nem consegue ombrear com A Educação do meu Umbigo, esse blogue alimentado por meia dúzia de professorecos que têm feito a vida negra a Sócrates e a uma senhora que costuma passar por ministra da educação.
Chegou a hora de o PS, para não perder mais este combate, começar também a oferecer Magalhães ou bolsas de estudo aos leitores mais fiéis do SIMplex...

julho 24, 2009

Eles só querem mais do mesmo (e uma parte dos despojos, claro!)...

blo2407c.jpg
blo2407d.jpg

blo2407a.jpgblo2407b.jpg
i, 24.07.2009

Guardai estas listas, se quereis saber quem, nos próximos meses, irá fazer o jogo mais sujo da propaganda do PS e do PSD. E quem, depois de Outubro, irá saltar para os gabinetes ministeriais (se o eleitorado, em 27 de Setembro, persistir em autoflagelar-se). Quem não conhecer a idiossincrasia destes prosélitos... que os leia...

julho 15, 2009

Quam anda à chuva (na universidade portuguesa), corre o risco de se molhar!...

dannnn09aaa2222.jpg
dannnn09aaa1111.jpg
i,15.07.2009

A universidade portuguesa está impregnada de jesuitismo. E quem tem costas... está mesmo a pedir uma facada...


julho 06, 2009

O homem que não gosta de blogues, que vive acampado no televisor há duas décadas e, porém, que pagaria um milhão para ser invisível...

tavvvvvvv09aaaaa444444.jpg

tavvv09aaa1111.jpg
tavvvvv09aaa22222.jpg

tavvvvvvvv09aaa555.jpg

tavvvvvv09aaaa3333333.jpg
tavvvvvvv09aaa444444.jpg
DN, 05.07.2009

Só não lhe fica muito bem invocar a mãe para, uma vez mais, amesquinhar alguém que já não se pode defender: Eduardo Prado Coelho...
É todo um estilo...

junho 26, 2009

Este Magalhães dispensa fundações, públicas ou privadas!...

magalllll09aaa11111.jpg

De vez em quando, apetece-me falar dos Amigos. Por exemplo, do João Baptista Magalhães, o Primo de Amarante (para ser mais exacto, de Marco de Canaveses, do inqualificável Avelino Ferreira Torres e da surpreendente Igreja de Siza Vieira ou de Santa Maria). O Magalhães tem muitos amigos e muitos inimigos, também. Temos isso em comum. E a memória de um ano inesquecível em que partilhámos a mesma casa, em Coimbra. A casa era minha: ele era o hóspede. E, não lhe sendo consentido que retribuísse em dinheiro a hospedagem, retribuiu na cozinha, servindo-me alguns dos mais poéticos e transmontanos jantares que a vida me serviu. Não sei, ainda hoje, como sobrevivi ao pecado da gula. O João Baptista Magalhães é, para além de filósofo, um excelentíssimo e mui prazeroso cozinheiro. Aqui há anos, cruzando-nos circunstancialmente num restaurante em Matosinhos, envergonhei-o. Ele almoçava com a fina-flor da Universidade Católica, do Porto (onde, na altura, ensinava). Começámos, obviamente, a disparatar, alheios a quem se encontrava à nossa volta. Até que ele se sentiu na obrigação de me apresentar aos "ilustres" començais que o acompanhavam. Sorri, cumprimentei os presentes e lembro-me vagamente de ter dito algo do género: "não fiqueis escandalizados, mas este foi o homem que me serviu na cozinha durante um ano!" Não sei como o João desembrulhou depois a pecaminosa revelação. Mas sei que o fez certamente com inteligência e boa disposição. O Magalhães é um príncipe do Porto. Disse-lhe hoje que há mais de trinta anos que estou em dívida para com ele. Mas talvez presentemente eu seja capaz de o surpreender na cozinha. E de retribuir os magníficos jantares que ele me serviu em Coimbra. Saravá, companheiro!...

Esta é uma das principais razões por que não frequento blogues. E fazer este, há 5 anos, quase todos os dias, já me ocupa demasiado tempo...

blllll09aaa111a.jpg
blllll09aaa222a.jpg
blllll09aaa333a.jpg
blllll09aaaa444a.jpg

José Pacheco Pereira, in Sábado, 25.06.2009

junho 21, 2009

A metamorfose de um "animal feroz"...

monnnn09aa11.jpg

Uma montagem fulminante. Retirada daqui...

maio 31, 2009

Mais 6 páginas lúgubres sobre a Grande Diva do Jornalismo pátrio!...

clllll09aaa111111.jpg

clllllllllllls09aa22222.jpg

clllllllllllllls09aaaa33333.jpg
clllllls09aaaa4444444444444.jpg
Correio da Manhã-Vidas, 30.05.2009

Já não bastava aos portugueses terem um primeiro-ministro permanentemente pendurado do teleponto. Carregarem, todas as semanas, com a agenda íntima da Grande Diva... já é de mais...

abril 25, 2009

A arte do efémero revolucionário ou... para não dizerem que não dei também para o peditório do 25 de Abril...

zman09aaa17.jpg

zman09aaa2222.jpg

zman09aaa333.jpg

zman09aaa16.jpg

zman09aaa444.jpg

zman09aaa555.jpg

zman09aaa666.jpg

zman09aaa7777.jpg

zman09aaa999.jpg

zman09aaa10.jpg

zman09aaa11.jpg

zman09aaa13.jpg

zman09aaa12.jpg

zman09aaa14.jpg

zman09aaa15.jpg

Agradeço ao meu amigo José Manuel Castro a disponibilização das imagens.


abril 23, 2009

Em que companhia (e cenário) Filippo Panseca pintaria o primeiro-ministro de Portugal?!...

pens09aaa1111.jpg

pans09aaaaa333333.jpg

Em Portugal, não temos uma ministra para a igualdade de oportunidades, como Mara Carfagna...

marac09aaa111111.jpg

Francamente, não consigo imaginar em que companhia (e cenário) Filippo Panseca pintaria o primeiro-ministro de Portugal...

abril 16, 2009

Um aluno que escreve e publica poesia...

Sempre o incentivei a escrever. Hoje, orgulhoso, no local onde está a fazer o estágio, disse-me: "também criei um blogue para publicar a minha poesia". E deu-me o endereço. Tive vontade de lhe dar um abraço. Há dias em que um professor sente que a escola ainda pode fazer sentido...


fevereiro 28, 2009

As eróticas revelações de um diplomata do "bom senso" (sem hífen)...

E eu que julgava que os diplomatas, por honra e decoro, não contavam estas coisas...


fevereiro 25, 2009

Abençoada diplomacia portuguesa! Afinal, ainda há quem aplauda, em nome do "bom senso" (com hífen e sem ele), a investida "censória" da PSP, em Braga!...

FranciscoSeixasdaCosta.jpg

Os diplomatas, em geral, têm vidas excêntricas, vidas, aliás, que poucos gostariam de ter. Não se deve, por isso, estranhar que tenham também pensamentos excêntricos, tantas vezes enredados em discursos desconexos ou, até mesmo, patetas. Francisco Seixas da Costa, embaixador em Paris, não se distingue da tribo. Repare-se na acutilância e, ao mesmo tempo, na subtileza desta prosa:

Bom senso

Detecto muito de hipocrisia e de oportunismo em algumas das indignações, de cariz quase libertário, que por aí emergiram em face da decisão de mandar recolher, da venda indiscriminada ao público, exemplares de uma obra que, ao que li na imprensa, se apresentava na capa com uma famosa, bela e impúdica pintura de Courbet (coloquem a palavra "Courbet" no Google Images e logo a verão).

A esses espíritos tão sensíveis à preservação, sem limites, do direito de expor em todas as dimensões públicas e privadas, independentemente da idade dos que a elas têm acesso, todo o tipo de obras de arte, eu gostaria de perguntar se acaso têm sobre a mesa da sua sala, à vista das crianças da casa, os albuns desse fotógrafo de eleição que é Mapplehorpe. Ou se considerariam natural se certos poemas conhecidos de Bocage ou de António Botto fizessem parte das leituras postas à disposição dos seus jovens filhos.

Por princípio, não é muito saudável ver os poderes públicos arvorarem-se em juízes do que alguém pode ou não ver. Em regra, tudo deve estar acessível a todos e também começa a ser óbvio que o conceito daquilo que possa ser uma imagem chocante tem vindo a variar ao longo dos anos - com impacto nos critérios do seu acesso a determinadas faixas etárias.

Mas sejamos honestos: neste caso do quadro de Courbet, a questão não é do domínio da censura, mas apenas de mero bom-senso.

O "mero bom senso" (libertado do hífen) recomenda, se bem atinjo o ponto do senhor embaixador, que as autoridades estejam atentas (e vigilantes) ao que por aí se exibe. Nem tudo se pode expor (designadamente, na capa de um livro) e há impudicícias que o tal "bom senso" desaconselha que possam estar ao alcance da infância, da adolescência e, até, da juventude. Daí que se justifique - a dedução impõe-se - a intervenção das autoridades policiais, sempre que os limites do "bom senso" sejam, flagrantemente, ultrapassados. O "bom senso", presume-se, deve ser a medida da acção policial profiláctica. Salazar, verdadeiramente, não dizia coisa distinta, embora não chamasse "bom senso" aos "valores perenes da pátria", que, de resto, malandro, só ele sabia quais eram.
O argumentário do senhor embaixador conduz-me, porém, a uma angústia que não sei como resolver, no quadro, claro está, do "bom senso": como poderá a polícia controlar o que se exibe na internet, sabendo-se, por exemplo, que o governo da República, através do Magalhães, se prepara para colocar a internet à disposição de todas as criancinhas, onde quer que elas se encontrem? Como impedir que as criancinhas, imitando, de resto, o senhor embaixador, "coloquem a palavra "Courbet" no Google" e acedam, num ápice, às imagens dos quadros impúdicos do pintor? Francamente, não sei como responder a esta questão, que não é, obviamente, do domínio da "censura", mas, como se sabe, do "bom senso" (sem hífen).
Depois, sobra ainda a questão da substância do próprio "bom senso" (sem hífen). Sabendo-se que Portugal é um estado de direito e que não são as autoridades policiais que fazem a lei... como compatibilizar a norma, necessariamente, geral e abstracta, com o "bom senso" oponível a cada situação concreta?
Não tenho resposta para estas angústias. Talvez, por isso mesmo, é que eu não seja embaixador de Portugal em Paris. Com muita pena, aliás, da minha amiga Ana Saraiva, que todos os dias bebe do fino, digo, das luzes...

fevereiro 23, 2009

Não é justo (nem misericordioso) que José Pacheco Pereira ridicularize Pedro Passos Coelho...

(...)
leitu09aa11.jpg
(...)
Pública, 22.02.2009

Pedro Passos Coelho, o eterno candidato não se sabe bem a quê, confessava ontem ao Público (perdão, à Pública) que, gostando de "coisas mais directas", lera na adolescência ou na juventude, antes de Kafka, Fenomenologia do Ser, de Sartre. José Pacheco Pereira, que nunca morreu de amores pela JSD, correu, desconfiado, ao Almanaque de Gotha do existencialismo e confirmou o que já pressentia: Pedro Passos Coelho terá lido, em muito bom tempo, um inédito de Sartre. Em vez, porém, de bater palmas, preferiu ironizar, colocando Fenomenologia do Ser no mesmo plano do extraordinário Concerto para Violino, de Chopin (uma das peças musicais preferidas de Santana Lopes). Pacheco Pereira, de certeza, não leu Verdade e Existência, de Sartre...

verd09aaa11.jpg
Denis Huisman, Dicionário das Mil Obras de Filosofia

fevereiro 09, 2009

Público, 6 - Bloco de Esquerda, 0.

blog09aa1.jpg
blog09aaa22.jpg
Público, 09.02.2009

Normalmente, quem organiza esta secção procura equilibrar os pontos de vista seleccionados. Desta feita, não: escolheu apenas quem, de uma forma ou de outra, malhasse no Bloco de Esquerda. Augusto Santos Silva não faria... melhor...

fevereiro 06, 2009

Mais uma peça da campanha negra e difamatória...

visao09aa33.jpg

cunha09aa22.jpg
Visão, 05.02.2009

Escreve Vital Moreira:

Segundo a revista Visão, «o grupo Carlyle garante que a auditoria feita às contas do Freeport PLC não detectou qualquer buraco financeiro nem qualquer pagamento de "luvas"».
A confirmar-se esta informação (e será fácil verificá-la), a história da corrupção no caso Freeport desmorona-se, pela base
.

O esforço diário que Vital Moreira faz para esvaziar politicamente o caso Freeport chega a ser comovedor. Sempre à procura de desmentidos convincentes que provem a cabala dos poderes ocultos (desmentidos, note-se, dos directamente envolvidos ou interessados no caso), Vital respirou mais uma vez de alívio com o teor dos esclarecimentos prestados à Visão pelo porta-voz em Portugal dos actuais donos do Freeport. Vital esquece-se, apenas, de nomear o oportuno informador: António Cunha Vaz. Quando vi quem era, comecei a rir. A crédula ingenuidade do meu amigo Vital não é menos comovedora...

fevereiro 03, 2009

Não tenho nada contra, antes pelo contrário, acho até que lhe fica muito bem. O problema é quando ela o faz... usando as vestes e os galões de jornalista...

cancii09aa1.jpg
cancii09aa33.jpg
Correio da Manhã, 03.02.2009

fevereiro 01, 2009

Mais uma peça da campanha negra e difamatória...

crt09aa1.jpg

Retirado daqui.

Os "desmentidos categóricos" que, categoricamente, desmentem tudo ou... a fé que sempre nos salva!...

Escreve Vital Moreira:

«Manuel Pedro, associado da Smith & Pedro, em comunicado enviado à Lusa, afirma que nunca procedeu a «pagamentos ilícitos» e que a única vez que se encontrou com Sócrates foi no Ministério do Ambiente numa reunião pedida pela autarquia de Alcochete.»

Ficam assim categoricamente desmentidas pelos próprios as suspeitas de reuniões "clandestinas" e de pagamento de "luvas" (o mesmo desmentido já tinha sido feito por Charles Smith). Será que os media que têm intoxicado a opinião pública com manchetes sobre manchetes com as mais mirabolantes revelações sobre o caso vão agora dar o mesmo destaque a esta notícia que as contradiz integralmente, ou vão remetê-la, como é costume, para um lugar secundário, como sucede, em geral, com tudo o que contrarie a opinião preconcebida?!

Sócrates denuncia a cabala e diz-se vítima de uma campanha negra e difamatória? Eis a prova definitiva da sua inocência. Os supostos corruptores declaram que nunca corromperam? Eis a prova definitiva de que não houve corrupção. Um arrepio gélido cruza-me a coluna vertebral...


janeiro 24, 2009

Portugueses, alegrai-vos! Sócrates desmentiu, categoricamente, tudo! A honra da pátria está salva!...

free09aaa8.jpg
free09aaa10.jpg
DN, 24.01.2009

Não partilho, em matéria de apreciação da força probatória de desmentidos, o entusiasmo do meu amigo Vital Moreira. Tenho sempre tendência para, nestas alturas, recordar Richard Nixon e o caso Watergate. Sabeis quantas vezes ele negou categoricamente tudo?!...


janeiro 20, 2009

Suavemente, pois claro...

janeiro 15, 2009

Tudo é perfeito neste vídeo: o baloiço introdutório, o playback, a legendagem, a lua que parece um candeeiro ou um candeeiro que parece a lua, os fatos, as camisas e as gravatas, os casais, dançando, e o fim abrupto, como no blogue do Pacheco Pereira...

janeiro 11, 2009

Ninguém te poupa, Margarida, ninguém te poupa!...

Ana Cristina Leonardo desconhece que os directores regionais de educação não são avaliados pelo modo como se exprimem na língua de Júlio Dantas...

janeiro 04, 2009

Na véspera do Dia de Reis, 2 prendas de Ano Novo do Ministério da Educação...

drep09aa1.jpg

Sairão amanhã, mas o Paulo Guinote, hoje, já antecipa o Diário Oficial. Boas festas, boas festas!...

janeiro 01, 2009

"Tradicionalista, anti-liberal, anti-modernista, anti-progressista, anti-Vaticano II e anti-tudo o que não é genuinamente católico"...

Ignorava até hoje a existência de Magdalia e do blogue Tradição Católica, que ela mantém há um ano com verdadeira e furiosa devoção lefébrica. Eis como ela se apresenta. Dizei se até não apetece rastejar diante das suas vestes, certamente imaculadas. Ai Madalena, Madalena, se nem Cristo resistiu a tamanha tentação, como resistirei eu?!...

Magdalia
Idade: 22
Sexo: Feminino
Indústria: Estudante
Ocupação: estudante de relações internacionais
Local: Braga : Norte : Portugal

Acerca de mim

Católica Apostólica Romana que ama a sua igreja acima de tudo. Tradicionalista, anti-liberal, anti-modernista, anti-progressista, anti-Vaticano II e anti-tudo o que não é genuinamente católico. Sou só alguém que luta diariamente pela restauração da Tradição Católica em toda a sua plenitude. Estudante universitária que combate as heresias e os erros doutrinários. Monárquica convicta, Muito devota da Santíssima Virgem Maria, de São José, de Santa Teresa de Ávila, do meu Anjo da guarda, de São Miguel Arcanjo, de Santo Afonso de Ligório, de São Luís Maria de Montfort, de São Pio de Pietrelcina e de Dom Marcel Lefebvre. Defensora da Santa Missa Tridentina, única Missa verdadeiramente católica, e do Santíssimo Rosário como a melhor e mais poderosa e eficaz arma espiritual contra o demónio e as heresias. A minha luta é pelo Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo, pelo triunfo do Coração Imaculado de Maria e pela exaltação e vitória da Santa Igreja Católica. Grande admiradora e defensora do Prof. Dr. Orlando Fedeli. A cruz sagrada, a Santíssima Virgem Maria e a fé católica são a minha maior honra. Sem Jesus e Maria, não sou nada.

novembro 21, 2008

Quando a paixão política turva o discernimento...

Escreve Vital Moreira:

Admira-me que na área do PS também haja quem defenda que a contestação dos professores tem a ver com o "modelo de avaliação" adoptado, e não com a avaliação em si mesma.
Mas o líder da Fenprof não poderia ter sido mais enfático na afirmação de que os professores não querem nenhuma avaliação que tenha repercussão na progressão profissional. E ninguém o contrariou neste ponto. Ou seja, avaliação talvez, desde que irrelevante!
Por conseguinte, a questão não é com esta avaliação mas sim com haver avaliação digna desse nome ou não. Achar que se poderia ceder no modelo para salvar a avaliação só pode ser produto de ingenuidade ou auto-engano.

Na parte, pelo menos, que me diz respeito, Vital está enganado. Sempre defendi a avaliação dos professores, inclusivamente, como instrumento de gestão das escolas. Na Escola da Ponte, por exemplo, enquanto por lá andei, instituímos um sistema de avaliação que tinha consequências, envolvendo a direcção da escola, o coordenador geral do projecto educativo e os coordenadores de núcleo. Em resultado dessa avaliação, alguns professores foram, mesmo, dispensados ou "aconselhados" a mudar de escola. Nunca sindicato algum contestou formalmente o sistema de avaliação que a Escola, no exercício da sua autonomia, instituiu. Não era um sistema perfeito e a sua aplicação nunca foi pacífica, tanto mais que, em termos de carreira ou remuneratórios, a Escola não podia sequer recompensar os melhores profissionais. Mas funcionava. E todos os professores intervinham no processo, sabendo que o seu desempenho era, permanentemente, escrutinado e avaliado pelos colegas.
Escrever ou dar a entender que os professores que contestam o actual modelo não querem, simplesmente, "nenhuma avaliação que tenha repercussão na progressão profissional" e que esta é, no fim de contas, a posição de princípio dos sindicatos... é injusto e quase acintoso. E eu espero sempre muito mais da inteligência política e da seriedade intelectual do meu amigo Vital Moreira...

novembro 15, 2008

Que tudo o fogo queime, para que Nero não perca a face e não falhe a inspiração...

Escreve Vital Moreira:

"Não tendo conseguido evitar a guerra da maioria dos professores contra a avaliação (e contra as demais reformas no ensino), o Governo só tem uma via a seguir, se não a quiser perder - tornar claro que não cede, aguentar firme e ganhar a população a seu favor contra a tentativa de boicote corporativo, invocando o interesse geral (e sobretudo o interesse da escola e dos alunos) contra os interesse sectoriais e profissionais.
Esta é, aliás, a "regra de ouro" na luta reformista contra os grupos de interesse, como escrevi a seu tempo a outro propósito.
Ao contrário do que alguns defendem, o Governo pode bem suportar a perda eleitoral entre os professores, que aliás nenhuma cedência agora recuperaria. O que não deve arriscar são as perdas bem maiores que teria entre os eleitores em geral, caso fosse vencido e perdesse a autoridade reformadora, que constitui o seu grande activo político e eleitoral."

Vital poderá ter, politicamente (na perspectiva do PS), carradas de razão. Só esquece um ponto fundamental: a escola pública sobreviverà, certamente, à derrota deste governo, mas degradar-se-á ainda mais com a humilhação dos professores...
Pior: a agudização do conflito (inevitável) só fará sobressair as posições "corporativas" menos favoráveis à autonomia, à inclusão, à inovação... e à própria avaliação.
Quem não percebe isto... percebe muito pouco do que, verdadeiramente, está em jogo...

novembro 13, 2008

Senhores professores, as leis são para cumprir! Preparai-vos (preparemo-nos) para o castigo, que será, certamente, exemplar...

Escreve Vital Moreira:

"Num Estado de direito, ninguém se pode arrogar o direito de não cumprir as leis, mesmo discordando delas. E, numa democracia, o cumprimento das leis não depende, nem pode depender, da concordância de quem a elas está obrigado..."

E quem não cumpre as leis, agora escrevo eu, tem que ser castigado. Não sei a pena ou o castigo que o meu amigo Vital Moreira me destina. Sim, porque eu também me recusei, como tantos e tantos colegas, a ser avaliado ou a avaliar nos termos que a magnífica lei impõe. Terei, por isso, que ser castigado, não quero misericórdia.
Sobra, porém, a dúvida sobre a natureza do castigo. Não me promoverem na carreira? Mas a esse castigo já estou, há muito, habituado. Fizeram-me, é verdade, professor titular, acrescentando-me responsabilidades. Mas nem por isso passei a ganhar mais ou a trabalhar menos.
O castigo terá que ser outro. Não ser avaliado? Mas a esse castigo também já estou, há muito, habituado. Ser avaliado com insuficiente? Mas por quem? Pela própria Ministra? E que diferença isso faria?...
Não, o castigo terá que ser outro. Um processo disciplinar? Sim, um processo disciplinar. Não cumprir um dever (profissional e cívico)... é infracção que só poeticamente poderia ser relevada. Terei, pois, que me submeter ou ser submetido a um processo disciplinar. Eu... e as dezenas de milhares de professores que decidiram também não cumprir a lei. Só não sei quando haverá, para todos, instrutor ou nota de culpa. Tenho quase 56 anos. Terei que viver ainda outros tantos para poder pagar pela infracção que cometi?...
Não, o castigo terá que ser outro. A detenção em Caxias ou (por razões de proximidade) em Custóias? O suicídio assistido pelo secretário de estado Valter Lemos? Uma modalidade qualquer de lapidação? Eu sei que o direito administrativo não prevê sanções tão irreparáveis. Altere-se a lei. Eu quero ser, exemplarmente, castigado. Não me satisfarei com bagatelas...
Se não posso morrer como herói, concedei-me ao menos a esmola de poder morrer como mártir...

setembro 19, 2008

O melhor da música portuguesa: Danças Ocultas...

Uma grande amiga sugeriu-me e eu passo a palavra. É um blogue que se ouve e que se vê com muito agrado. Não importa muito quem o faz e menos ainda o que diz...

setembro 09, 2008

Associo-me ao terrorismo...

Não estive no encontro em Coimbra, mas há mais de quatro anos que uso a arma que me consinto: esta. Em forma de blogue.



agosto 29, 2008

Sugestão de leitura...

"Um desencantado apelo à revolta no Douro". A ler aqui.

agosto 26, 2008

"Make Someone Happy", em três versões... *

Perry Como

Jimmy Durante

Doris Day

* Agradeço a outsider a sugestão...

Ao fim de mais de 4 anos, já posso fechar o blogue: perdi o último leitor...

"Desisto. Tens o direiro de escrever o que queres e eu tenho o direito de não mais cá voltar. Parece que não sou uma espécie rara dada a ausência de comentários em todos os posts.
Estou farto desta repetição estupida. Até mais ver."

Eu sabia que era o último leitor e que já ameaçara deixar de o ser, se eu continuasse, diariamente, a exigir a demissão de Valter Lemos. Hoje, perdi-o. Não sei quem é, mas perdi-o. Nas presentes circunstâncias, ou fecho o blogue ou contrato um narrador-salvador...

Uma espécie de conto do vigário (político)...

cartamm09.jpg
Público, 25.08.2008

Lê-se na notícia: "entre os 10 subscritores da carta, nove são mulheres e têm menos de 30 anos de idade".
Desconfiado de tamanha fartura, resolvi espreitar o site da putativa "candidatura". A "Carta aberta aos Eleitores do Distrito de Braga" não aparece apresentada e subscrita por ninguém. Resolvi consultar a petição, esperando finalmente encontrar os nomes dos dez promotores. Encontrei... três. Transcrevo:

1- Iva Barbosa
2- Carlos Borges
3- Anonymous

Afinal, por enquanto, são apenas 3 subscritores: uma mulher, um homem e um anónimo (será o próprio pré-candidato?). E isto, a fazer fé nos nomes (sem mais) que aparecem a subscrever a petição.
A direita portuguesa sempre foi muito aldrabona e pateta...

agosto 25, 2008

António Martinho Baptista: um amigo, um blogue...

amb08.jpg

Este é António Martinho Baptista, pré-historiador de arte, um dos portugueses mais ilustres e mais cultos que eu conheço. A descoberta das gravuras do Côa levou-o para longe de Braga, onde, durante muitos anos, mantivemos um convívio intenso. Foi ele que me introduziu aos mistérios e à poesia da arte pré-histórica. Digo mistérios, porque ele via o que os meus olhos não alcançavam. E os dedos das suas mãos pareciam despertar uma espécie de erotismo elementar nas pedras mais antigas e silenciosas. E eu ficava sempre fascinado a vê-lo e a ouvi-lo. O António era, para mim, uma espécie de feiticeiro: ele lia nas rochas poemas com milhares de anos, como se recentemente tivessem sido publicados em livro e numa língua que todos pudessem e devessem entender...
Dedicou os últimos anos ao estudo e à divulgação das gravuras do Côa. Não conheço, em Portugal, quem estivesse mais bem preparado e motivado para o fazer. Uma pequena parte do seu trabalho está reflectido no blogue DA FINITUDE DO TEMPO. Quem quiser saber mais deste meu Amigo... visite-o!


agosto 05, 2008

Peço encarecidamente aos leitores deste blogue que nunca se esqueçam disto...

ironia08.jpg
Dicionário Houaiss, Tomo XI

julho 18, 2008

Garanto-vos que não licitarei as cuecas de Vitória!...

De resto, jamais competiria, neste leilão erótico, com João Carlos Espada...
E peço a Deus que o ajude a arrematar...

julho 12, 2008

Este blogue completará amanhã 4 anos e foi assim, exactamente, que começou...

abn11.jpg
abn22.jpg

13-Julho-2004

junho 30, 2008

A fragilidade do anonimato...

blo66.jpg
Público, 30.06.2008

Por uma questão de higiene cívica, raramente consulto (e muito menos divulgo) blogues de autores anónimos. Lido mal com o anonimato. Como lido mal com a corrupção, a venalidade, a vigarice, a demagogia...
A cidadania deve a si própria, sempre, a coragem (e a autoridade) da autoria. O cidadão que atira pedras, escondendo a mão, coloca-se na posição de quem não aspira a ter direitos, nem deveres. E essa irresponsabilidade não cabe na minha noção de cidadania.
Lamento que um blogue seja suspenso nas circunstâncias em que este o foi. Mas jamais prestarei solidariedade à cobardia...

junho 22, 2008

E se isto não são gatos emancipados, não sei o que são gatos emancipados...

menag.jpg

junho 20, 2008

Dois comentários em defesa do comendador Nuno Crato...

Dois leitores devidamente identificados decidiram sair em defesa de Nuno Crato, sob a alegação de que eu, com frequência, atacaria neste blogue o insigne matemático e premiadíssimo divulgador científico. Destaco os comentários e depois respondo, publicamente, aos leitores.

Comentário 1

Noto que, com frequência, ataca o Nuno Crato. Como pai "velho" que sou (48) com uma filha de 10 anos que acabou ontem o 5º ano, não posso deixar de dar razão a Nuno Crato. Deixar fazer testes de matemática com calculadora, faz com que a minha filha não saiba a tabuada. E digam o que disserem, na vida real é imperativo saber-se a tabuada, para coisas tão simples como, por exemplo, fazer um troco. O comentário já vai longo, mas finalizo dizendo que o estado da educação, em geral, está muito fraquinho. Acho que se privilegia o saber para o teste e não a retenção de conhecimentos. Muito mais havia a dizer mas, por agora, fico-me por aqui.

P.S. - Não pertenço à CONFAP e acho o respectivo presidente abominável.

Comentário 2

Os portugueses não fariam nada mal em direccionar uma grande parcela do orgulho que têm no C.Ronaldo para o Nuno Crato. Sem dúvida um grande comunicador e óptimo profissional.

Os srs. do ministério da educação poderiam aproveitar os conselhos de alguém que «chegou longe» por mérito próprio, ao invés disso fecham-se nas suas «torres de marfim» a maquinar as suas «poções venenosas».

Não vai servir de nada os bons resultados dos exames de 9.º ano e secundário aos indivíduos que, mais tarde, vão ingressar no ensino superior ou no mercado de trabalho. E há estatísticas muito mais importantes do que as relativas às notas destes exames.

Resposta

Nuno Crato é licenciado em Economia e doutorado em Matemática e professor associado no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa. Não discuto a sua competência para ensinar Matemática e Estatística aos seus alunos no ISEF. Não discuto tão pouco os seus dotes de divulgador científico. Só não lhe reconheço autoridade para me dizer como devo trabalhar com os meus alunos, que é a coisa, pelos vistos, que ele mais gosta de fazer, colocando-se numa espécie de pedestal da verdade científica, que ele contrapõe, permanentemente, àquilo que designa por "pedagogia romântica e construtivista". Confesso que já não tenho paciência para aturar a soberba destes professores superiores que têm sempre a solução (e a solução de cada um deles é sempre a mais justa e verdadeira) para todos os problemas do ensino e da aprendizagem com que se confrontam, diariamente, ano após ano, os professores inferiores, esses idiotas. Quando escreve e perora sobre pedagogia e educação, Nuno Crato só revela duas coisas: uma imensa ignorância e um pretensiosismo que, inapelavelmente, chocam com a sua condição de investigador e académico. A vida, de resto, já me ensinou que a "sabedoria" nunca conjuga com a vaidade e a petulância...
Consultando a sua página na internet, confirmei apenas o que já tinha percebido. Nuno Crato adora mostrar-se e passear o umbigo pelo universo. Fiquei a saber, por exemplo, que foi agraciado há dias com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique. E, na mesma página, encontrei sete fotos, sete poses, do senhor comendador (ele não faz por menos). Desculpai o meu mau feitio, mas pavões, independentemente do tamanho e da presunção... eu não respeito...

cr10.jpg
cr11.jpg
cr12.jpg
cr14.jpg
cr13.jpg
ce15.jpg
ce16.jpg

junho 18, 2008

Adoro optimistas (perdão: otimistas)!...

Depois do Dr.Pangloss, a Dra. Maria de Lurdes. Que seria do optimismo (perdão: do otimismo) sem eles?!... *
opti.jpg

* Foto surripiada daqui.

junho 05, 2008

Deputados biscateiros...

Concordo inteiramente com o que Ana Gomes diz aqui. Se representar o povo é tão pouca coisa, o povo que liberte, de vez, estes deputados. Eu não aceito ser representado por biscateiros...

janeiro 19, 2007

Sugestões...

Uma boa maneira de começar o dia ou o fim-de-semana: a ouvir Ali Farka Touré, em Diaraby...

Agradeço a sugestão musical à Ana Saraiva, agora finalmente "emancipada"...