" /> abnoxio: maio 2008 Archives

« abril 2008 | Main | junho 2008 »

maio 31, 2008

E já vai fazer (ou desfazer), em Julho, 50 anos!...


Improviso cansado...

Sim
há quem prefira as linhas rectas
e a poesia a metro
bem rimada
como a vida
mas eu tenho um problema embrionário
de percepção
perco-me sempre em todas as esquinas
e nunca me encontro com a utilidade
em cidade alguma
sinto-me pois inútil
imprestável
redundante
já não tenho a idade certa
nem os vícios
nem o corpo
e as palavras distraem-me
da missão de salvar o mundo
que me mata
há trabalho a mais
para tão poucas mãos
e eu miseravelmente
só tenho duas.

Ademar
31.05.2008

Repulsa...

palll.jpg
24horas, 31.05.2008

George W. Bush é (foi) o 43º presidente dos USA. Ele conseguiu provar que é sempre possível, em democracia (em ditadura já se sabia), descer ainda mais na escala da indigência política. Por este caminho, Mr. Chance (que saudades de Peter Sellers!) ainda chegará mesmo à Casa Branca...

chance.jpg

Fernando Alberto Ribeiro da Silva...

alb.jpg
Público, 30.05.2008

Há alguns anos que não estou com ele. Teremos notícias um do outro por terceiros. Ele sabe do meu apreço. Eu sei da sua estima. Fernando Alberto Ribeiro da Silva foi, quase sempre discretamente, um dos mais influentes dirigentes regionais e nacionais do PPD/PSD, sobretudo, antes e durante o consulado de Cavaco Silva como primeiro-ministro. Terá sido, aliás, não foi ele que me contou, um dos principais impulsionadores e "negociadores" da candidatura do actual PR à liderança do partido, em 1985.
Durante cerca de doze anos (entre 1980 e 1982, primeiro, e entre 1985 e 1995, depois), Fernando Alberto Ribeiro da Silva desempenhou as funções de Governador Civil do Distrito de Braga. Foi nessa qualidade, exactamente, que eu o conheci e comecei a privar com ele. O Dr. Fernando Alberto, como todos o conheciam e conhecem, sabia que eu não era votante, nem simpatizante do PSD. Mas isso não o impediu, bem pelo contrário, de me abrir, fraternalmente, as portas do seu gabinete e conversar e desabafar comigo. Ele confiava na minha discrição e na minha lealdade e eu jamais traí a sua confiança. Tanto, que ainda hoje mantenho sob reserva (e manterei sempre) as inúmeras confidências que ele, privadamente, gostava de partilhar comigo.
Aprendi a admirar nele o carácter, a integridade e a exigência. Ele não fazia concessões ao oportunismo, odiava a vaidade e a ostentação e cheirava, a léguas, a corrupção e a venalidade. Muitas conversas que tivemos foram, precisamente, sobre isso, sobre a pequenez dos pequenos gestos políticos. Ouvi-o, ao telefone, à minha frente, tratar impacientemente alguns ministros ou secretários de estado, que ele quase desprezava. E sei como Cavaco, tantas vezes, procurava os seus conselhos...
Tudo me separa, politicamente, do PSD, mas respeito profundamente Fernando Alberto Ribeiro da Silva. Ele, como poucos, merece esta homenagem, que tanto honra o PS e o Presidente socialista da Câmara Municipal de Guimarães. Parabéns a todos!...


Capas da Ilustração... (4)

cruzesc.jpg
Ilustração, 01.04.1928

Pensamentos de Lúcia, virgem miraculada... (1)

vvv.jpg
Paulo Aido, A mensagem da Irmã Lúcia

Anúncio de interesse público para meninas que aspirem a ser senhoras...

anils.jpg
Ilustração, 01.04.1928

Valter Lemos já foi demitido?... (89)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 30, 2008

Improviso para saudar Leonardo...

Hoje
entre musas dissonantes
encontrei mais uma vez Leonardo
no bar do Chelsea Hotel
diante de um copo de cicuta
que me pareceu finalmente genuína
os sapatos lustrados
por sobre um poema
que ardia
nenhuma valsa
e um tango oblíquo.

Ademar
30.05.2008

Os três de Lúcia e o quarto (segredo de Fátima)...

Ei-los aqui, em toda a sua pujança metafórica, os três segredos de Fátima, narrados pela pastorinha que sobreviveu à hecatombe miraculosa...

segredo111.jpg
segredo112.jpg

segre1.jpg
segre4.jpg
Paulo Aido, A Mensagem da Irmã Lúcia


Há, nesta narrativa, pelo menos, três pormenores que me impressionam fulminantemente.

Primeiro
Lúcia reconhece que, à vista do Inferno, teria morrido, de susto e pavor, se a Senhora, na ocasião, à partida, não lhe tivesse garantido o céu em caso de morte súbita. É verdadeiramente admirável como, perante a garantia celestial, a miraculada não optou por morrer logo ali...

Segundo
Em 1917, ano a que se reporta a narrativa de Lúcia, a Senhora de Fátima já sabia que, em 1922, ascenderia ao trono de S.Pedro o Arcebispo de Milão, Ambrogio Ratti. Mais: também sabia que, em 1939, ano do desaparecimento de Pio XI, eclodiria uma guerra, ainda pior do que a anterior. Assim se prova, definitivamente, a presciência de Nossa Senhora de Fátima...

Terceiro
Na terceira parte do Segredo, a Senhora de Fátima antecipa a tragédia que, um dia, se abaterá sobre a igreja católica. Estranhamente, porém, não revela a identidade (ou, pelo menos, a proveniência) dos assassinos do Santo Padre. Que quererá significar este silêncio, aparentemente, cúmplice? Ou terá sido antes a narradora que preferiu omitir esse dado? É aqui, precisamente, que começa o quarto segredo de Fátima, que um dia revelarei..


Fados do lar...

pouso a roupa e o dia a meio
para pensar
se amanhã é um segredo melhor do que ontem

Ana Saraiva


Uma tômbola chamada Portugal...

dll1.jpg
(...)
dll2.jpg

Este diploma, publicado hoje no Diário da República, procede à oitava alteração ao Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de Setembro, que fixa o regime de acesso e ingresso no ensino superior. Note-se: oitava alteração, desde 1998!... Portugal é uma tômbola legislativa. E ainda há portugueses que se vêem ao espelho e não sentem vergonha. Estão todos, claro, no parlamento e no governo...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

leon.jpg
Leonard Cohen, Poemas e Canções

Valter Lemos já foi demitido?... (88)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 29, 2008

Se algum deus existisse fora das palavras, ela cantaria sempre assim...

Improviso na forma quase de romance...

Mesmo quando não saía de casa
vestia-se todos os dias para morrer
nunca se negando uma última nudez
no espelho íntimo da eternidade
ela sabia de todas as ciências do corpo
que na alcova do diabo
nenhuma mulher pertence à condição incerta
dos anjos.

Ademar
29.05.2008

Almada em Sevilha...

almmmm2.jpg
allllm9.jpg

almmm1.jpg
Ilustração, 16.03.1928

Quem quiser saber quem foi Carlos Bleck, poderá espreitar aqui.

Capas da Ilustração... (3)

capa55.jpg
Ilustração, 16.03.1928 (Jorge Barradas)

Uma fotografia politicamente assassina...

assas.jpg
Sábado, 29.05.2008

Politicamente falando, não tenho simpatia alguma por Manuela Ferreira Leite. Mas esta foto de página inteira da candidata à liderança do PSD, estampada na edição de hoje da Sábado, é uma... canalhice. E, simbolicamente, um ajuste de contas...

Atenção, atenção, atenção! As Finanças vão lançar uma mega-operação de combate ao contrabando de combustíveis!...

O Ministério das Finanças garantiu à TSF que a operação "vai ter como alvos principais os postos de venda localizados na fronteira e aqueles que mais vendas fazem". Só falta mesmo saber, exactamente, que postos de venda irão ser inspeccionados, quando e a que horas...
Eu, nestas matérias, serei sempre partidário do aperfeiçoamento de Portugal...


O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

cesar100.jpg
Mário Cesariny, Manual de Prestidigitação

Descrucifique-se a rã!...

racruc.jpg

Esta escultura de Martin Kippenberger ofende os sentimentos católicos? Sem dúvida. Pelo menos, ofende os sentimentos, não sei se católicos, do bispo de Bolzano, Wilhelm Egger, e do governador de Bolzano, Luis Durnwalder. Martin Kippenberger, se fosse vivo, talvez contestasse, dizendo que sempre viveu atormentado pela cruz dos cristãos, tanto que chegou a encenar a sua própria crucificação. Talvez a rã desta escultura seja mesmo Kippenberger. Ou talvez esta rã simbolize todas as rãs que, estupidamente, se deixam morrer na cruz para deleite e excitação de Ratzinger e do bispo de Bolzano.
Deixemo-nos de evasivas: quem ofende quem?...

Valter Lemos já foi demitido?... (87)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 28, 2008

Por ora só me apetece ouvir mulheres e pássaros...


Improviso para Sísifo...

Nenhum gesto é perfeito
com a lua dentro
quando a noite adormece
de mentiras
nenhuma palavra está preparada
para fechar o poema
a memória pede sempre um novo dia
ou um trabalho irrealizável.

Ademar
28.05.2008

Anúncio de interesse público para senhoras e cavalheiros interessados em dar aulas na Universidade de Aveiro...

avtit.jpg
av09.jpg
av10.jpg
av11.jpg
Público, 28.05.2008

Leu este anúncio várias vezes e não percebeu nada? Lamento. Mas posso garantir-lhe que ele faz todo o sentido. E só prova que a Universidade de Aveiro não brinca em serviço. Dou apenas uma dica: lembre-se que 2009 será, em Portugal, o ano de todas as eleições...


Chegou mesmo a hora de contratar o Professor Bambo ou, pelo menos, o Professor Espada, antes que seja tarde...

estuuudo.jpg
Correio da Manhã, 28.05.2008

Sem a protecção da Virgem de Fátima, eles não vão lá. Urge tomar medidas!...

O novo Mestre de Aviz!...

mest1.jpg
mest5.jpg
mest3.jpg
JN, 28.05.2008

Ainda há portugueses assim: corajosos, patriotas, abnegados, intrépidos, indobráveis. A ameaça castelhana nunca passou, como diria Durão Barroso, de um tigre de papel. Carlos Queiroz é a voz dos nossos egrégios avós que há-de guiar-nos, novamente, à vitória. Contra os vilões que nos querem expropriar Cristiano Ronaldo, marchar, marchar! Eu já me alistei. E o leitor? E a leitora? Há pendões para todos, oferecidos pelo MU...
Pim!...

Dicionário das palavras que me cansam... (2)

SINCERIDADE (1) – Não confundir com… espontaneidade. As crianças, em geral, são espontâneas e parecem sinceras, mas a sua sinceridade, muitas vezes, não passa de uma arma de arremesso dos adultos que as manipulam. SINCERIDADE não rima com crueldade, nem com preconceito. A criança branca que, na escola, diz que o seu colega preto é feio… está a ser sincera? Provavelmente, estará, mas a sua SINCERIDADE é-lhe estranha. E, de todo, não se recomenda…

SINCERO/A – No princípio, está o quê? O substantivo (sinceridade) ou o adjectivo (SINCERO/A)? E qual a origem etimológica de SINCERO/A? Popularmente, vale a versão fantasista: sine (sem) + “cera” (mancha). Nesta versão, SINCERO/A seria sinónimo de… imaculado/a (sem mancha). Os etimologistas, porém, não dão há muito para este peditório. SINCERO/A proviria, antes, de “sincerus”: “sim” (um só) + “cerus”(que cresce para a frente). A pessoa SINCERA só tem uma palavra e essa palavra exprime o que pensa. Daí a… qualidade (e a origem etimológica). Qualidade?

SINCERIDADE (2) – Os amantes gostam muito de se exigir… SINCERIDADE. Imagino, sempre, os seguintes diálogos de alcova: (ele para ela) “ Hoje, vi 3 mulheres muito mais atraentes e desejáveis do que tu”; (ela para ele) “ Lamento dizer-te, mas o Paulo tinha muito mais jeito e dava-me muito mais prazer do que tu”; (ele para ela) “Há vários dias que tenho vontade de te pôr os cornos”; (ela para ele) “Hoje, apeteceu-me aceitar o convite do Hugo para jantar”. Etc… Nenhuma relação amorosa resistiria por muito tempo à rotina benemérita da…SINCERIDADE…


Dicionário das palavras que me cansam... (1)

PARADIGMA- Todas as palavras com pedigree, mais tarde ou mais cedo, acabam por se prostituir, por conta dos proxenetas do lugar-comum. Hoje, nenhum académico ou simples opinador diz padrão ou modelo, mas paradigma. Até Popper teria uma compreensão paradigmática da lógica da descoberta científica (esta é muito subtil). No jogo das palavras, em vez de padrão ou modelo, confesso que gosto mais de... tradição. Sou obviamente antiquado e nunca li Thomas Kuhn. Deixo os altares do paradigma aos feirantes da epistemologia (esta também é muito subtil).

TELÚRICO- Aplicado à poesia e à pintura e à música, também se pode escrever no feminino: telúrica. A poesia de Torga, por exemplo, é telúrica. Há adjectivos que são o ganha-pão dos críticos. Claro que, em vez de qualificar como telúrica a poesia de Torga, o crítico poderá sempre usar uma expressão alternativa e falar, simplesmente, do magnetismo embrionário da poesia de Torga. Escrevo no masculino, mas também poderia escrever no feminino: a crítica.

REFERÊNCIA- Obra de referência, autor ou nome de referência. Já se viu, já se leu, já se conhece. A invocação distingue quem a faz. Só os labregos são incapazes de reportar a obras ou autores de referência. Na universidade, é mesmo condição de sobrevivência. Quem não reporta, não merece a jaula, nem a dose de banana....

No mesmo dia de Bambo, Espada: graças a Deus, ainda há professores que são notícia pelas melhores razões...

espttt.jpg
espdur2.jpg
(...)
espdur3.jpg
Público, 28.05.2008

Espada decidiu reunir em livro algumas crónicas e pediu a Durão um prefácio. Durão fez e o Público, generosamente, preenche hoje quase uma página com uma adaptação (diz-se) do espantoso obituário. Estes ex-maoístas convertidos ao liberalismo e, sobretudo, ao mundanismo adoram arrotar importância e respeitabilidade. O problema será quando acabar a gasolina e os aviões e os barcos e os comboios (incluindo, os de alta velocidade) e os autocarros e os metros e os automóveis deixarem de andar por falta de combustível. Talvez nessa altura, se ainda fossem vivos, Durão e Espada regressassem a Marx...

A mão que embala o berço e o mau olhado...

bambo3.jpg
bambo1.jpg
bambo10.jpg
JN, 29.05.2008

Hoje, é notícia de primeira página, pelo menos, no JN, no DN e no Correio da Manhã. E também... publicidade. Felizmente, parece que Scolari (o homem que segura o cão da Caixa) ainda não contratara o professor Bambo para dar assistência espiritual aos jogadores da selecção...

A fechadura do umbigo...

umbig.jpg
Alexandra de Pinho, Homo Umbilicus

Se vivesse perto da Guarda, não perderia esta exposição...
expum.jpg

Para que não se diga que nunca presto homenagem aos verdadeiros heróis africanos...

mengi.jpg
DN, 27.05.2008

Mobutu Sese Seko gostava muito de Portugal e, ao contrário de outros heróis africanos, nem era esquisito: tanto passava férias no Allgarve, como no Minho (onde comprara e mantinha uma quinta). Mengistu Haile Mariam, que se saiba, nunca investiu em Portugal. Entre nós, talvez estivesse agora mais seguro...

Valter Lemos já foi demitido?... (86)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Alguém que me diga que esta mulher não era, absolutamente, uma princesa, como sempre as deveríamos imaginar...

Para quem não sabe, aqui fica a informação: California é uma das faixas deste disco (de 1971) de Joni Mitchell...
blue33.jpg

maio 27, 2008

Satie...

gosto da parte de ti
que come laranjas ao pé do rio
e se atrapalha num olhar
mas gosto mais ainda
desta parte de mim
deste acreditar
em laranjas
e pés descalços
e rios cheios de água

Ana Saraiva

Uma versão superlativa de "Parlez-Moi d'Amour"...


Expressões que eu entendo...

mou.jpg

Os jornais italianos garantem que Mourinho irá treinar, nas próximas três épocas, o Inter e mostram-no nesta pose algo catatónica, como quem acaba de aterrar, indefeso, em Malpensa. Como eu o entendo: Milão não se recomenda sequer aos turistas...

Improviso para romance e muitas cordas...

Por mais que as palavras pudessem
combinar infinitamente
ela sabia que teriam fim
todos os poetas um dia
regressariam ao mote inicial
foi então que ela decidiu criar
um dialecto
para dizer a si própria
o que mais ninguém seria capaz
de entender.

Ademar
27.05.2008

Entre o sal e a saliva...

a tua língua pode-me ser desconhecida
mas é humana
tu sorris
e comes algo estranho
mas comes
és humano
e isso deve ser algo
que está no mundo
isso que comes
e que mastigas
como quem tem dentes
que brilham de saliva
se falasses comigo
e eu te entendesse
nada poderias contar-me
pela primeira vez

Ana Saraiva

Que ninguém diga a ninguém que somos mesmo assim...

selecc.jpg

Patrioticamente, não perco, nas televisões, as reportagens sobre o estágio da selecção de futebol. O Portugal dito profundo é isto: um país ingénuo e razoavelmente analfabeto e abrutalhado que, aparentemente, fecha nos dias de treino aberto ao povo, para poder andar atrás de 23 rapazolas que, jogando à bola, venceram um destino certo de pobreza. Os “populares” que as televisões vão ouvindo e mostrando... dizem tudo, contam tudo. Há quem fique revoltado porque os jogadores (esses ingratos!) passaram e nem sequer ofereceram um aceno ao povo. Há quem não entenda por que só os portadores de bilhete (esses mafiosos!) foram autorizados a assistir aos treinos. Há quem procure a câmara mais próxima para vociferar qualquer coisa e aparecer no pequenino ecrã. Há quem invoque a protecção da Virgem de Fátima e o apoio de Toni Carreira para exigir a taça. E há quem confesse que entregou o negócio à namorada para estar mais perto dos heróis. Tudo num português tacanho e sofrido e com uma abundância de gestos rafeiros que não envergonhariam Os Miseráveis, de Victor Hugo. Este é o Portugal que corre sempre por fora de tudo, atrás dos macacos e dos vilões que fazem as manchetes. Salazar continua e continuará no meio de nós...

Chegou a hora, 23 anos depois, de rever este filme...

Há muito tempo que venho adiando o revisionamento de África Minha. Hoje, quando soube da morte de Sidney Pollack, tomei a decisão. Será hoje...

O Imperador chega mais tarde...

mm69.jpg
imperado.jpg

Todas "as instâncias consultadas", lê-se aqui, "garantiram a continuação das condições climatéricas registadas nos últimos dias". Não se imagina o temporal que vai por Braga...


Suponho que o filme sobre "esse poderoso Jesus" será mais ou menos assim...

Jesus no lugar da pornografia...

jesu69.jpg

Tinha hoje este convite na minha caixa de correio. Confesso que estava convencido de que no cinema Gold Center, em Braga, só passava pornografia. Pelos vistos, agora, também passa Jesus. Deve ser nos intervalos...

Fome? Quem não come é porque já comeu!...

suares88.jpg
DN, 27.05.2008

Soares sabe, por experiência própria, que se o PS "ignorar a pobreza", a pobreza ignorará o PS...

Pago para ver...


O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

gonç.jpg
Gonçalo M.Tavares, 1

Valter Lemos já foi demitido?... (85)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 26, 2008

A mais calorosa das vozes...

Improviso para distrair da actualidade...

Talvez o mais difícil
não seja mesmo chegar a marte
mas sair de marte
pelo menos com vontade
de voltar a aterrar
as vantagens comparativas de marte
vêm descritas em todos os tratados
de ecologia política
e crítica literária
destaco a principal
para fechar o poema
a impossibilidade da prática da escalada.

Ademar
26.05.2008

O criador e a criatura...

esptit.jpg
esp3.jpg
Expresso, 24.05.2008

Tenho, com Espada, uma divergência antiga, insolúvel ou insanável. Quando o conheci, na juventude, ele (criatura fadada para a militância) servia, pelo menos, a cinco criadores: Marx, Engels, Lenine, Estaline e Mao. Eu torcia o nariz a todos eles, porque sempre embirrei com criadores.
Com os anos, Espada assentou, renunciando à poligamia. E descobriu a evidência ontológica que, hoje, tanto o conforta: ele fora criado à imagem e semelhança de Deus. E converteu-se (a si próprio).
É por isso, provavelmente, que eu embirro tanto com ele. Se o criador produziu, à sua imagem e semelhança, tanta merda... só pode mesmo ser criação de um Espada qualquer...


Guantánamo, de todos os mal-Amados, é sempre, apesar de tudo, um bom pretexto para ouvir Guantanamera e Pete Seeger...

E o Senhor, entediado, chamou-os à sua presença e disse-lhes: ide em rebanho para a porta da Clínica dos Arcos e não os deixeis abortar em paz!...

abvi.jpg
Público, 26.05.2008

Juntaram-se 70, cumpriram a vontade do Senhor e foram notícia. Para a próxima, 69 serão suficientes...


O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

oficio.jpg
Al Berto, O Medo

Valter Lemos já foi demitido?... (84)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 25, 2008

Improviso para contracapa de almanaque...

Nunca fui capaz de comprar a felicidade
senão a retalho
nas lojas de conveniência
e pagando à vista
digo a pronto
ainda hoje ignoro
por que está sempre em saldo
e não se vende a prestações.

Ademar
25.05.2008

Que não seja o vosso espelho!...

Absolutamente genial (ou absolutamente pateta)...

psititu.jpg
psi10.jpg
psi11.jpg
psi12.jpg
psi14.jpg
psi15.jpg
Público, 25.05.2008

Este artigo, que (com a devida vénia) reproduzi quase na totalidade, é magnífico. Há muito tempo, confesso, que não ria tanto! Trata-se (só pode tratar-se) de uma ironia. José Morgado, o autor, segue aqui o exemplo de Voltaire, mas colocando-se no lugar discursivo do Dr. Pangloss. Ele elege e denuncia sete equívocos (sete, como os pecados mortais) e, em nome da ciência de que se proclama arauto (aliás, pelos títulos agitados, consagradíssimo), contrapõe ao senso comum um chorrilho de banalidades que até a minha mulher-a-dias seria capaz de enunciar. O efeito é demolidor e resulta numa caricatura divertidíssima...
Parabéns ao articulista!...

Anúncios de interesse público para senhoras de boa índole moral e dignidade com Fé, paciência e esperança...

an100.jpg

an1001.jpg
JN, 25.05.2008

Os maratonistas de Deus...

maratooon.jpg
JN, 25.05.2008

A fazer fé na notícia do JN, adoptam a sigla GPS (Grupo de Peregrinos) e organizam orações colectivas que designam por "directas com Deus". O repórter não esclarece se usam o telemóvel e se falam em latim, em hebraico ou em português. Também não esclarece se Deus costuma atender...
Depois do Enterro do Senhor e do Enterro da Gata, os católicos de Braga aderem, finalmente, ao choque tecnológico. Espero que a qualidade da ressaca compense o sacrifício nocturno...

Palermíadas...

badaj.jpg
24horas, 25.05.2008

O rapazola que resolveu deslocar-se a Badajoz para encenar este número tão patriótico... já foi ministro de estado e da defesa...


Um poeta depurado...

ptp111.jpg
Expresso-Única, 24.05.2008

Paulo Teixeira Pinto não é apenas um pintor caritativo: assume-se também como um poeta depurado. Deixo-vos, em baixo, com mais um exemplo extraordinário de despojamento, digo, depuramento, do autor.

ptp113.jpg
Notícias Sábado, 24.05.2008

Caridade cristã...

ptp100.jpg
Expresso-Única, 24.05.2008

Comovedor, este testemunho de Paulo Teixeira Pinto. Presumo que o ex-banqueiro também costuma anotar o número fiscal dos pedintes que lhe arrebatam a esmola cristã...
Que fizeste pelos teus irmãos, Paulo? - perguntar-lhe-á Deus, um dia.
E Paulo desfraldará a lista com os nomes de todos os mendigos que, generosamente, esmolou...
Deus não lhe recusará a farta recompensa...

Há dias melhores e dias piores para morrer...

nd.jpg
Notícias Sábado, 24.05.2008

Torcato morreu no dia certo da semana: esperou pelo fecho da edição, para sobreviver ainda mais uns dias, pelo menos, na ficha técnica...

Valter Lemos já foi demitido?... (83)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 24, 2008

Quando Cat Stevens cantava para Patti d'Arbanville...

Improviso para confortar a noite...

Nunca sei se esperas apenas
palavras silenciosas
ou a vaga incerteza de um rumor de ausências
sei que te fechas sempre por dentro
apagas a luz
e escondes a chave de ti própria
eu continuo sentado do lado de fora
à espera talvez que abras a porta
ou acendas a luz
e me espreites pela fechadura.

Ademar
24.05.2008

Ele, afinal, sabia ajoelhar e apertar e desapertar os cordões...

bla.jpg
Expresso-Única, 24.05.2008

Tony e Cherie, na intimidade. Sempre me pareceu que, apesar de católicos (ela mais ostensivamente do que ele), deveriam ser danados para a brincadeira. Esta foto é ilustrativa e não consente muitas leituras divergentes. Tony, de joelhos, mostra os dentes a Cherie e parece rosnar. Imagina-se a sequência...

O pecado morava ao lado e nele próprio...

ptppp.jpg
Expresso-Única, 24.05.2008

Entende-se agora melhor por que renunciou à disciplina e à castidade do Opus Dei...
Um pecador só pode mesmo acabar no bordel da poesia e da pintura...
Bem-vindo, Paulo!...
Pim!...

Um jornal... universitário...

agora1.jpg
agora3.jpg

A coisa (12 páginas em forma de suplemento) é distribuída hoje com o JN. Confesso que fiquei assustado...

A cavalo dado não se olha a Godiva careca...

godivas.jpg
godivas1.jpg
godivas5.jpg
godivas7.jpg
24horas, 24.05.2008

Estas Godivas pós-modernas, tão pouco "fashion victims", não honram o garbo das montadas, nem a exuberância capilar da tradição...
Há fraudes mais bem encenadas...


Saudades do Trio Odemira...

guit.jpg
24horas, 24.05.2008

Estes rapazes até fazem o pino para aparecerem na fotografia...
Confesso que começo a esgotar a ironia...

Uma revista do caraças!...

gq44.jpg
GQ, Junho.2008

Miguel ao quadrado (Sousa Tavares e Esteves Cardoso, os mesmos de sempre), Domingos Amaral, o grande director e romancista-mor, João Pereira Coutinho, o puto mais esperto da capital, Francisco Penim, o director de programas mais meteórico da SIC, Cristiano Ronaldo e Sócrates, naturalmente, etc e tal... Os grandes machões da lusitânia estão todos na vitrina desta edição muito colorida da GQ, autoproclamada revista "para homens a sério".
Repare-se como os calções compridos assentam bem neste mocinho (perdão: neste homem a sério)...

gq7.jpg

Silva Pereira já não serve para duplo?...

cq.jpg
GQ, Junho.2008

Esta versão lusitana da grande revista para machos quer encontrar o verdadeiro clone de Sócrates. Mais?...

Capas da Ilustração... (2)

ilustraa.jpg
Ilustração, 01.09.1928 (Maria Adelaide)

Nenhum envelhecimento será consentido...

kodak.jpg
Ilustração, 16.08.1928


Valter Lemos já foi demitido?... (82)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Natureza morta...

não era preciso dizeres que eu não sei quão amargo é o limão na tua boca
também não é preciso saberes da doçura do mel conjurada na imagem
duas imagens não perfazem uma metáfora
faço de conta que percebo
a estilística da divisão

Ana Saraiva

Era, tal e qual, o Jesus Cristo dos postais ilustrados e trocou-se por Maomé: que porra de negócio!...

Quando o viam e ouviam, as meninas do meu tempo tinham visões, mui próximas do orgasmo. O Corão estragou tudo...

maio 23, 2008

Improviso entre punhais...

Já dei não sei quantas voltas
à terra
e ainda não encontrei o pólo maior
do sentido da tua gravidade
nesse eixo imaginário
que atravessa o silêncio e o pudor
entre todas as noites e todos os dias
encontro apenas espelhos
servindo punhais.

Ademar
23.05.2008

Copas de vento...

um dia, espreitámos os dois por uma fechadura
lembro-me que estava do lado de fora
e não havia ninguém no quarto
sim, havia fantasmas
mas deixei de os contar
lembro-me que estavas do lado de fora
e encontraste-me lá dentro
a seguir com as olhos
as correntes de ar
ainda se fossem portas ou janelas
a abrir e a fechar
mas não
houve apenas um copo de água
que estremeceu de cheio
dentro

Ana Saraiva

Close-Up...

abbas1.jpg

Revi hoje com os meus alunos Close-Up, de Abbas Kiarostami. No final, percebi que eles tinham captado o essencial. Quando acreditamos nos alunos... eles, geralmente, chegam lá. Eu acreditarei sempre...

kiarost.jpg

Francisco Lucas Pires...

lp24.jpg
lp22.jpg
lp20.jpg
lp21.jpg
Público, 23.05.2008

Comovedor... o texto que Jacinto Lucas Pires dedica hoje ao pai no Público, dez anos passados sobre a sua morte. Francisco Lucas Pires foi meu professor em Coimbra (e, já agora, professor também da Teresa, a mãe de Jacinto). Era um príncipe: um dos homens mais superiores que eu conheci em toda a minha vida. Politicamente, na altura, estaríamos nos antípodas um do outro, mas nunca as afinidades políticas ditaram ou determinaram os meus cultos ou as minhas amizades. Francisco Lucas Pires era um homem de direita que honrava a direita - e isso, para mim, naquele tempo, fazia toda a diferença, tão canalha era a direita que, em 48 anos, conduzira o país à desgraça.
Olho hoje para o país, reconheço a mediocridade patética dos políticos que julgam governar-nos e tenho saudades, muitas saudades, de homens como Francisco Lucas Pires...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

mens1.jpg
mens2.jpg
mens3.jpg
Arnaldo Saraiva, In

Roberto Leal condecora, em nome de Lula (e todo o povo brasileiro), Scolari, o homem que, patrioticamente, segura o cão da Caixa: já só falta Sócrates, o arquitecto, perdão, o engenheiro...

Valter Lemos já foi demitido?... (81)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 22, 2008

Improviso para o Torcato...

Bendito o santo nome de deus em vão
e a mão do pilha-galinhas
que agarra o pescoço da noite e cozinha as miudezas
bendita a pátria
da rua de santo antónio das travessas
dos cónegos das putas e do resto
benditos os quintais da literatura incomestível
e os bilhares da mocidade portuguesa
diante do seminário maior
e o boi-ápis reitor de meninos
benditas as moçoilas do libertino
e os magalas farricocos
que embarcarão em triunfo para angola é nossa
e o mais do império deles
se soubesses o que custa mandar
terias obedecido toda a vida
benditos os astórias e as arcadas
o fado canalha e o testamento da gata e o enterro do senhor
e benditos os desvairados do ateneu
ali tão próximo
e os congregados de uma torre só
e o magistério primário
e as novenas da maria imaculada
que cheirou o incenso antes da coca
e bendito o cemitério de monte d’arcos
para a digestão eterna do bacalhau à narcisa.

Ademar
22.05.2008

Salazar Imaculado e Viva Maria!...

fasc1.jpg
fasc2.jpg
O Livro da Primeira Classe, Editora A Educação Nacional

Há 50 anos atrás, era assim que, na escola primária, aprendiámos patrioticamente a odiar Portugal. Pelo menos, o Portugal de Salazar (e Cerejeira), a cavalo da Virgem Maria...

As omissões que a censura "recomendava"...

rasp1.jpg
rasp2.jpg
censu.jpg
rasp3.jpg
Ilustração, 16.07.1928

Repare-se como, nas legendas que acompanham as fotos, não se faz qualquer referência à... revolução russa. A história, evidentemente, tinha parado em 1917...


Os cartéis entendem-se sempre na loja de conveniência mais próxima...

gasol1.jpg
24horas, 22.05.2008

Escrevi em título "loja". Queria escrever, obviamente: lógica...


Morreu o Torcato! Viva o Torcato!...

torcato2.jpg
DN, 22.05.2008
torcato3.jpg

torcato4.jpg
Público, 22.05.2008

Chegou à vida quase dois anos antes de mim, na mesma cidade (Braga). Chegou ao Liceu, ao mesmo Liceu Nacional Sá de Miranda, dois anos antes de mim. Chegou a Coimbra e à Universidade dois anos antes de mim. Chegou ao Expresso também antes de mim. Viveu sempre à minha frente e morreu também à minha frente, numa idade em que ninguém pensa morrer. Nunca fomos, propriamente, amigos, porque nunca partilhámos intimidades. Mas tínhamos quase tudo em comum, para além da cidade natal e das memórias que cruzavam, desde a infância, os nossos destinos. Hoje, quando soube que o Torcato morrera, procurei refúgio ou abrigo em Handel. E reli as últimas palavras de circunstância que ele publicou na última edição da Notícias Sábado...

torcato5.jpg
torcato6.jpg
Notícias Sábado, 17.05.2008

Uma primeira página, digamos, fodida!...

jodas.jpg
Marca, 22.05.2008


Valter Lemos já foi demitido?... (80)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 21, 2008

Improviso em forma quase de diário...

Nenhuma notícia traz o futuro dentro
amanhã distraidamente
abrirás o coração
a todos os ventos
como quem abre a porta de casa
a ninguém
e ainda vê multidões
esse culto do invisível
tem altares secretos e vazios
que só tu reconheces
nenhuma alma sobrevive
por muito tempo
ao exterior das suas próprias rotinas.

Ademar
21.05.2008

Era só um fogão, senhora, só um fogão!...

bacalh11.jpg
Ilustração, 16.02.2008

260 milhões de euros...

mu.jpg

É só um jogo de futebol? É muito mais do que isso, seguramente...

Este castiço também está a pedir que dispensem os seus serviços à pátria...

pmon10.jpg
pmon11.jpg
Sábado, 21.05.2008

Sempre que abre a boca, Pinto Monteiro parece só estar a pedir que o mandem embora...

Já se prepara uma nova armada invencível!...

crist68.jpg
Marca, 20.05.2008

Os jornais de Madrid garantem há várias semanas que, na próxima estação futebolística, CR será jogador do Real. Começo a desconfiar que isto ainda vai gerar um conflito muito sério entre os dois reinos. E já se fala numa eventual intermediação de Sócrates ou de Cavaco. Eu preferia que a questão fosse dirimida em referendo...

Peço, rogo, imploro: entregue-se a elaboração das provas a este rapaz, enquanto a verdade ainda está ao nosso alcance!...

craton.jpg
JN, 21.05.2008

Um dia destes, abro o jornal ou a televisão e, voltando a apanhar com Crato, dou um tiro nos miolos. Nos meus, claro! Já não aguento mais...


E não se pode proibir?...

Quando vejo e ouço estas coisas, dou uma vez mais razão a Almada Negreiros: o inferno de que fala uma certa igreja católica... não pode ser mais do que um jardim à beira-mar plantado. Este, Portugal de seu nome, em que vivemos...

Coitadinha! Foi surpreendida pelo testemunho do... primo...

feljui.jpg
Correio da Manhã, 21.05.2008

Com meridiana franqueza digo: os negócios de alcova da santinha de Felgueiras deixam-me completamente indiferente. O que não me deixa indiferente é a lata da mocinha. A lata e o atrevimento. E o desaforo. Ela deve pensar que vive num país de idiotas, que acreditariam em tudo...

Mentira sobre duas rodas...

cicl.jpg
Correio da Manhã, 21.05.2008

Quando, nos tempos que correm, me falam de "verdade desportiva", apetece-me logo puxar da pistola. Essa "verdade", geralmente, não passa de um enorme (e planetário) puzzle de mentiras...

Ficção científica: a televisão...

tlv1.jpg
tlv111.jpg
tlv113.jpg
tlvfoto.jpg

(...)
tlm3.jpg
tlm4.jpg
Ilustração, 16.02.1928

Valter Lemos já foi demitido?... (79)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 20, 2008

Improviso para dizer de marinheiro...

Nunca percebeste por que tantas harpas
conspiram o mar
e por que tantas vozes o desafiam
digo-te apenas o que sei
o mar é o que sobra de mais distante
dos olhos que mendigam horizontes
toda a poesia cabe nele
e toda a literatura que não cabe na poesia
o mar tem um palco dentro
que cumpre dançar
depois da vida.

Ademar
20.05.2008

Arianna Savall: um cd que vos recomendo...

arian.jpg
ariana12.jpg
arian1.jpg

Conhecia Arianna de acompanhar discretamente o pai, o grande Jordi Savall. Vislumbrei-a, pelo menos, em dois concertos. Era uma menina que se fundia com a harpa, no horizonte longínquo de um palco. Estava longe de imaginar que tinha uma voz tão cuidada e tão ágil. Ouvi este cd! É uma pérola!...

Hoje já não se faz crítica literária assim, nem no Expresso...

balsem.jpg
Ilustração, 01.02.1928

Raras famas sobrevivem ao passamento dos famosos...

As coisas que o Taveira dizia ao Carlos...

ecaq.jpg

Eça de Queiroz, Os Maias

Afinal, o saco da senhora dos milagres não era azul, mas cor-de-rosa e cheirava a alcova...

felg10.jpg
felg11.jpg
felg13.jpg
felg15.jpg

felg17.jpg
Correio da Manhã, 20.05.2008

Desta feita, acho que o Artur Marques (advogado, à uma, de Fátima e de Felgueiras) excedeu-se. Esta conselheiral testemunha dá cabo, pelo ridículo, de qualquer estratégia de defesa. Imagino o espanto e o riso no tribunal...

Figuras do momento!...

figtrrr1.jpg
figtro.jpg
figest.jpg
Ilustração, 16.01.1928

Depois do instrumento e do desejo, já só me falta mesmo o filme...

desej11.jpg
Correio da Manhã, 20.05.2008

Ontem, ofereciam-me um... potenciador ("o mais eficaz do mercado"). Hoje, prometem levantar-me o desejo. Amanhã, suponho, entregar-me-ão ao domicílio o dvd deste filme...

desir.jpg

Aconchegos...

se a verdade é que tenho na palma da mão
uma concha minúscula e perfeita
para quê fazer dela um poema?
dei-a
mudando-lhe o tempo
para poder fazer dela um poema

Ana Saraiva

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

almada11.jpg
almada12.jpg
José de Almada Negreiros, Obras Completas-4, Poesia

Menina...

menina1.jpg
menina4.jpg
Ilustração, 01.06.1928

Formidável!...

chag.jpg
Ilustração, 16.05.1928

Valter Lemos já foi demitido?... (78)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 19, 2008

Arianna Savall, com dedicatória familiar...

Para o meu cunhado, Luís Mourão, por causa disto...

Breves e antigos encantamentos musicais...

Improviso atómico...

No parque das monções
nunca descures a orientação do vento
não me peças que explique
o sentido destes versos
nunca peças aliás o bilhete de identidade
ou o passaporte
à mulher ou ao homem que te bata à porta
numa noite de insónias
recorda-te sempre
que nada existe para fazer sentido
senão para os controladores do tráfego aéreo
e os moralistas
não mordas a língua quando beijes
o átomo do desejo
aponta a objectiva do telemóvel e fotografa-o
para o álbum da primavera
que não mostrarás a ninguém
digo-te
escreves de mais
ou
vives de menos.

Ademar
19.05.2008

Catalunha e Portugal...

catalun.jpg
Correio da Manhã, 19.05.2008

Adoro a Catalunha. Só me chateia que gostem tanto de falar catalão, para que ninguém de fora os entenda...

O Brasil está sempre um passo à nossa frente (ou atrás, depende da orientação)...

carp.jpg
Correio da Manhã, 19.05.2008

A isto chama-se... carparking (não confundir com carjacking): sexo em lugares públicos, muito especialmente (daí a expressão)... em parques de estacionamento automóvel. Pratica-se há muitos anos, designadamente, em Portugal, mas só agora entrou para o dicionário das práticas urbanísticas...
Os exibicionistas e os voyeuristas... aplaudem. Naturalmente...
Sou abstémio, mas não hesito em reconhecer, publicamente, que sempre preferirei o carparking ao carjacking...
Seja como for, mais uma preocupação para o cardeal hissopista dos alfacinhas e para o papa das virgens silenciosas...

Mais uma obra de referência, recomendada pelo professor Marcelo!...

irmal2.jpg
irmal1.jpg
Correio da Manhã, 19.05.2008

Eis um livro que naturalmente excita um ateu (ainda por cima herege) como eu (a rima é involuntária). Primeira revelação: Lúcia (hélas!) tinha um pensamento. Segunda revelação: trata-se de uma obra de referência, recomendada (hélas!) pelo professor Marcelo. Terceira revelação: alguns "mistérios da fé" são desvendados e, por isso, (hélas!) deixarão de ser mistérios. Quarta revelação: a mão esquerda de Lúcia (hélas!) nem parece de uma ex-pastorinha. Quinta revelação: quem comprar o livro, ainda poderá levar para casa (ao preço de capa) o Correio da Manhã, com as crónicas quase diárias (hélas!) de Carlos Abreu Amorim, professor universitário (ignoro a patente).
Pago para ler! Procurarei amanhã nas bancas. Ou no BCP...

Peço perdão à CGD pela pergunta...

cao22.jpg
Pormenor de um anúncio da CGD

Eu, um cão, reconheço sempre. Mas, dizei-me: quem é o homem que parece estar a segurar no cão?...

As coisas extraordinárias que os adultos descobrem quando usam a cabeça com toda a sensibilidade dentro...

secun1.jpg
ol1.jpg
ol5.jpg
ol2.jpg
ol3.jpg
ol4.jpg
JN, 18.05.2008

Há muitos, muitos anos que os programas de Português ou de Língua Portuguesa, nos ensinos básico e secundário, têm um efeito absolutamente demolidor: vacinar os nossos adolescentes e jovens contra a literatura e os "clássicos" (ando a escrever isto há, pelo menos, 30 anos). Eu faço todos os dias o que posso, como professor (imagine-se!) de direito, para "remendar" a estupidez dos programas oficiais de (ó horror!) ... Gramática e Literatura: começo sempre as aulas a partilhar um pequeno poema com os meus alunos, tentando que eles se apropriem (eroticamente) dos textos como se os textos lhes pertencessem. E, frequentemente, fico surpreendido com os ecos da teimosia. Já tenho alunos que, no início das aulas, me perguntam pelo autor que lhes trago, destacando os seus favoritos: José Luís Peixoto, Gonçalo M.Tavares, Adília Lopes, Cesariny, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Alexandre O'Neill, Manoel de Barros, Mário-Henrique Leiria, Jorge Sousa Braga, etc, etc, etc... Nesses momentos, confesso, sou feliz, um professor feliz...
E tenho pena, muita pena... dos professores de... Português!...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

camilocb.jpg
Vasco Graça Moura, Poesia 1997/2000

A fala do papa-hóstias eternamenrte sentado à mesa do orçamento...

mega16.jpg
mega11.jpg
Público, 18.05.2008

Há um atributo que ninguém poderá recusar a António Mega Ferreira: lata. Onde estiver colocada a mesa do orçamento, lá o encontrareis. Morrerá, certamente, encostado a ela...

Valter Lemos já foi demitido?... (77)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 18, 2008

Improviso por débito da lua...

Esse barco já estranha
a superfície temperada das águas
e quase tranquila
como se as raízes do casco
já não fossem outras
que as dos próprios olhos que o navegam
esse barco dentro
tem um caudal íntimo de temores e pressentimentos
marés que não dormem.

Ademar
18.05.2008

Lakmé, de Delibes, sempre!

Este dueto é. para mim, fonte absoluta de exaltação musical. Sempre que o ouço, apetece-me a eternidade...

Eu tenho a solução para o problema!...

meluu.jpg
meluu2.jpg
Público, 18.05.2008

Na sequência do lamento do meu querido amigo Henrique Barreto Nunes, proponho uma solução que, certamente, agradaria a todas as partes: colocar a estátua de Eduardo Melo a cavalo da estátua de Santos da Cunha (em baixo), à entrada da cidade e diante mesmo de minha casa. Além de original, seria politicamente correcto...

santosdacunha.jpg

Fatal como o destino...

ricc.jpg
24horas, 17.05.2008

Quando, em vez de tentarem esconder, começam a mostrar e a ostentar... o declínio está próximo. Já estão por tudo...

O eterno e farisaico espantalho da lei (em vigor)...

cmiii.jpg
Correio do Minho, 18.05.2008

Todos os dias, o Correio do Minho publica dezenas de anúncios deste tipo, confessando simultaneamente que se reserva "o direito de não publicar conteúdos de anúncios que violem a Lei em vigor". Infelizmente, nunca saberemos que anúncios o CM se recusou a publicar, por ofenderem (perdão, violarem) a Lei em vigor...

A expiação de Maria Ondina Braga...

ond11.jpg
ond13.jpg
Correio do Minho, 18.05.2008

Maria Ondina Braga foi uma mulher e uma escritora... respeitabilíssima. Expiou Braga, à distância, até aos seus últimos dias e, pelos vistos, continuará a expiar. Atribuíram o seu nome indefeso a uma rua de horríveis caixotes de cimento, à moda de Mesquita Machado. Se soubesse, posso garanti-lo, ela ficaria envergonhadíssima. Os escritores têm todos muito préstimo, depois de mortos...


Um primeiro-ministro de telenovela!...

urg.jpg
JN, 18.05.2008

Começo a ficar doente de Sócrates. Muito doente. É primeiro-ministro a mais para tão poucos jornais e tão poucos canais de televisão...

As armas e os barões assinalados...

armas1.jpg
JN, 18.05.2008

armas2.jpg
Expresso, 17.05.2008

Se Menezes e Santana dizem isto de Manuela Ferreira Leite, que pensarão e dirão os portugueses que não se revêem na tribo do PSD?!...
Por este caminho, Passos Coelho nem precisará de fazer campanha para ganhar as directas. O jogo sujo fica por conta dos amanuenses do costume...

Nada se perde, nada se cria...

Mais um filme que recomendo: Trouble Every Day...

trouble.jpg

David Linch?... Claire Denis: Trouble Every Day. As palavras amedrontam. Quem não quer carregar Zappa, não lhe veste os títulos. Um dia, porém, arrisca-se. Desconfiadamente. E sou, imediatamente, agarrado pelos Tindersticks. Fecho os olhos e começo assim a ver o filme, imaginando o Sena das mil e uma luzes que passeia de mão dada com a noite. Preparo-me para as palavras e as palavras, quase ausentes, não contam nenhuma história. Regresso, pois, às imagens, para não perder o sangue que abundantemente corre, por fora e por dentro dos corpos desencontrados. Gostava de escrever um romance assim, que parecesse apenas poesia em fotogramas...

trouble1.jpg

trouble2.jpg


Valter Lemos já foi demitido?... (76)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 17, 2008

Improviso sobre raízes...

Envelheci as verdades
que me enjaularam
somei ignorâncias
em vez de varandas
ou janelas
agora tenho pontes nos olhos
suspensas sobre nenhuma margem
de mim
e o sol é uma árvore intocável
em que me arrefeço.

Ademar
17.05.2008

Helena Nogueira, perdão, Helena Noguerra...

Publicidade masculina...

bes1.jpg
bes2.jpg

bes3.jpg
bes4.jpg

Este anúncio gigante do BES vem hoje estampado no Expresso, em quatro páginas. A minha irmã chamou-me a atenção para um ponto que, inicialmente, me passara despercebido: ela (ao longo da vida) parece que está sempre tensa, contida, dir-se-ia deprimida; ele, ao invés, parece respirar leveza, descontracção, quase felicidade, aparência, de resto, que se vai acentuando com a idade...
Este anúncio foi, de certeza, projectado por homens...


O declínio do sexo: sugestão de leitura...

sexoo.jpg
Notícias Sábado, 17.05.2008

Excelente e pertinente a crónica de Joel Neto, intitulada "Sexo pra que te quero". Para ler e meditar. Deixo-vos com dois excertos.

joel10.jpg
joel11.jpg

(...)
joel12.jpg


Anúncio de interesse público para cavalheiros que queiram ser bem remunerados...

atrevete.jpg
JN, 17.05.2008

Por que não enterram de vez a gata?...

expuls.jpg
24horas, 17.05.2008

gaaata.jpg
viol69.jpg
viol70.jpg
viol1.jpg
viol71.jpg
viol73.jpg
viol75.jpg
JN, 17.05.2008

A história está toda enunciada na foto que ilustra a reportagem de Pedro Vila-Chã na edição de hoje do JN. O barracão dos estudantes de "Biomédica", junto do qual se terá consumado a alegada violação, é bem explícito: "F.O.D.A. - 30 KECAS POR UMA LINHA".
O álcool (e, porventura, as demais drogas), os consabidos recalcamentos e a vertigem do interdito fazem o resto...
Mais praxe, menos praxe, digo, mais desbunda, menos desbunda, as festas académicas não servem geralmente para outra coisa, senão para isto...
Felizmente, as pastas dos futuros engenheiros biomédicos já estavam benzidas e abençoadas pelo arcebispo de Braga...

Melo por Mendia...

men1.jpg
mend2.jpg
Expresso, 17,05.2008

Este João de Castro Mendia, perdão, este D.João de Castro Mendia, descendente de Carlos Magno e Hugo Capeto e D. Afonso Henriques, e talvez mesmo de Jesus Cristo, perdão, D.Jesus Cristo, é um pândego bem conhecido de uma certa imprensa lusitana, um conde sem título, um esqueleto de cruzado e um fascista sem préstimo, que escreve e consegue publicar, de vez em quando, umas coisas.
Desta vez, foi o Expresso que se pôs a jeito. Mas o panegírico de Eduardo Melo é, pelo menos, pedagógico: era com que este tipo de gente que o cónego da Sé de Braga conspirava o seu acrisolado e abençoado patriotismo...

Mais um cartoon fulminante de António...

carant.jpg
Expresso, 17.05.2008

Mais tarde ou mais cedo, todos os pinóquios acabam a arder na sua própria ficção...

Tributo ao Inimigo...

inim11.jpg

inim12.jpg
inim14.jpg

inim16.jpg
O Inimigo Público, 16.05.2008

Ratzinger já não tem idade, nem posição para continuar a abusar das virgens...

virgens1.jpg
Correio da Manhã, 16.05.2008
virgens2.jpg
Sábado, 15.05.2008

Eu só não consigo ainda entender como mulheres que se respeitam a si próprias ainda toleram o discurso falocêntrico e canalha destes machos senis, purpurados e cadentes...

Valter Lemos já foi demitido?... (75)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 16, 2008

Improviso para morrer cientificamente...

Um segundo antes
de asfixiar
ainda respirava e escrevia
entre a vida e o que sobra dela
a fronteira é um tempo imaginário
que nenhum cronómetro suspende
dois segundos apenas
e entre um e outro
exactamente
o ponteiro da eternidade.

Ademar
16.05.2008

Canalhices...

alunnnn.jpg
Correio da Manhã, 16.05.2008

Um jornal que faz manchete com isto... consegue ser ainda mais perigoso do que o mais demagogo e canalha dos políticos...

Já não se aguenta tanta patetice...

calvin1.jpg
calvin2.jpg
Público, 16.05.2008

Sócrates deve imaginar que governa sobre um país de cabrestos, que não seriam sequer capazes de distinguir entre Calvin e Calvino...

calvin4.jpg

calvin6.jpg

Pacto ibérico...

aposta.jpg
Correio da Manhã, 16.05.2008

Sou, definitivamente, um romântico: esta aposta comoveu-me, até às lágrimas...

O paradigma do espertalhão lusitano...

cam.jpg
Correio da Manhã, 16.05.2008

Se eu tivesse de eleger um português típico, este seria um deles. Resiste a todas as estações. E não apenas resiste: negoceia com todas elas. E faz-se comprar...
Há quase 50 anos que ele tenta, em vão, convidar-me à gargalhada. E nunca desiste...
Grande Camilo!...

Dura lexus, sed lexus...

lexus.jpg
24horas, 16.05.2008

Na sua (dela) aparente singeleza, esta notícia diz quase tudo sobre Portugal e os seus (dele) governantes. Atente-se nos pormenores...

Natureza imortal...

descubro-me:
em veneza
vi uma rosa nocturna que descia o canal
uma estaca vagamente vegetal
iria para sul?

Ana Saraiva

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

mgt.jpg
Gonçalo M. Tavares, 1

Valter Lemos já foi demitido?... (74)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 15, 2008

Adoro te devote...

Adoro te devote, latens Deitas,
Quae sub his figúris vere látitas
Tíbi se cor méum tótum súbjicit
Quia te contémplans tótum déficit.

In crúce latébat sola Deitas,
At hic látet simul et humánitas
Ambo tamen crédens atque cónfitens,
Péto quod petívit látro paénitens.

O memoriále mórtis Dómini,
Pánis vívus vítam praéstans hómini,
Praésta méae ménti de te vívere,
Et te ílli semper dulce sápere.

Jesu, quem velátum nunc aspício,
Oro fiat illud quod tam sítio
Ut te reveláta cérnens fácie,
Vísu sim beátus túae glóriae. Amem.

Improviso gregoriano...

Os meus deuses têm a profundidade de entendimento
de todas as crianças que se recusam a crescer
são deuses baratos
não fazem milagres
nem cobiçam rebanhos
os meus deuses odeiam altares e sacerdotes
e igrejas onde não ressoe o gregoriano
esse convite intemporal à luxúria
os meus deuses gostam de se tocar
e não se lhes embaraça o prazer nem o pudor
na estética ritual do swing
lêem Caeiro em vez de jornais ou revistas
e vício por vício preferem a pornografia à idolatria
os meus deuses serão tão absurdos
quanto os vossos
mas não têm pressa
porque sempre souberam
que morrerão comigo.

Ademar
15.05.2008

Perseguida por um homem com um cão ou por um cão com um homem?!...

odioo.jpg
Sábado, 15.05.2008

Um excelente tema para uma sondagem nacional ou para um concurso televisivo: o português mais odiado, a portuguesa mais odiada...
A embriaguez do ódio não demove, mediaticamente, todos os pudores?
Por que esperam?...

O enigma da fonte demissionária...

bek.jpg
DN, 15.05.2008

A gramática, o bom senso e o rigor continuam a atrapalhar muitos jornalistas portugueses. Felizmente, ainda há, neste país, agrupamentos de escolas que recrutam professores, "recorrendo à flexibilidade de horários"...

Jogo de cartas...

einst.jpg
Público, 15.05.2008

As multidões (os rebanhos humanos) são sempre perversamente infantis...
O sonho secreto de todos os homens é escreverem um livro sagrado...
Todos os livros sagrados efabulam a infância da humanidade...
Este jogo de cartas não conhece regras, nem tempo...

Se fosse vivo, Claudio Monteverdi faria hoje 441 anos...

Nasceu em Cremona (a mesma Cremona de Stradivarius), provavelmente, no dia 15 de Maio de 1567. Se tivéssemos de atribuir a paternidade da ópera e do bel canto a alguém... seria, seguramente, a Monteverdi. A ouvir, sempre...

I like this photo very much indeed...

fotocig.jpg
DN, 15.05.2008

Estão todos a olhar para o boneco, enquanto Sócrates, aparentemente, bate as delicadas asinhas para tentar chegar mais depressa ao balão. Repare-se no olhar embevecido do secretário de estado das comunidades. Espero que Mesquita Machado não fique com ciúmes...
Não sabeis quem é, na fotografia, o dito secretário de estado? Não fiqueis preocupados: ele próprio também não sabe...

Evidências...

claro que nos mataremos todos uns aos outros
assim como nos têm amado
a vida é um gesto
mal pensado

Ana Saraiva

Vida Social e Artística... (1)

gentis1.jpg
gentis3.jpg
Ilustração, 01.05.2008

Capas da Ilustração... (1)

jb28.jpg
Jorge Barradas, Ilustração, 16.04.1928

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

past1.jpg
pastttt5.jpg

Alexandre O'Neill, No Reino da Dinamarca

Valter Lemos já foi demitido?... (73)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 14, 2008

Improviso para saudar o Esteves...

Há quem viva de ler as mãos
e quase sempre se perca em todas
como se nenhum destino
tivesse livros para contar
ou o silêncio inverso
podia começar assim uma história
de infortúnio profissional
no preciso instante em que a noite se despisse
e todos os livros já se tivessem deitado
e adormecido
para não acordarem mais
que fadas diz-me
serviriam então a madrugada
ao balcão da pastelaria?

Ademar
14.05.2008

Les bonbons...

Sócrates pede desculpa por ter fumado no avião...

Registo e reproduzo seguidamente as palavras que Sócrates terá dito hoje, aos jornalistas, na Venezuela:

"Quero fazer-vos uma declaração sobre o facto de ter fumado no avião. De facto fumei, com o ministro da Economia, enquanto conversávamos, mas no convencimento de que se podia fumar, porque assim sempre aconteceu nas outras viagens anteriores".

"Estava convencido que não estava a violar nenhuma lei nem nenhum regulamento. Infelizmente há essa polémica em Portugal e eu quero lamentar essa polémica. Se por algum motivo violei algum regulamento, alguma lei, lamento e peço desculpa, não voltará acontecer".

Registo a explicação e o pedido de desculpa. Entendo que Sócrates, agora, procedeu bem. E, por isso, peço à ASAE que releve a distracção do primeiro-ministro. Temos de ser todos uns para os outros....


O método da dúvida...

chhh2.jpg
cchh1.jpg
Público, 14.05.2008

Esta é a manchete da edição de hoje do Público. Confesso algumas perplexidades:
1- Que tem a foto a ver com o texto que ilustra?
2- Por que é que a Lei do Tabaco, supostamente, não é cumprida nos voos oficiais de Sócrates e Cavaco?
3- Será que antes da publicação e entrada em vigor da Lei do Tabaco, era permitido fumar nos aviões?
4- Com que autoridade acrescida é que dois constitucionalistas são chamados a pronunciar-se sobre o incumprimento ou o âmbito de aplicação de uma lei ordinária?
5- Por que precisará Chávez de tradutor ou tradutora para perceber Sócrates?...

Hoje, em Cannes...

Há quantos anos é proibido fumar nos aviões?...

socpim.jpg
A notícia vem hoje estampada em vários jornais da paróquia. Sócrates e Pinho, entre outros, fumaram descontraidamente no avião da TAP que os transportou, anteontem, à Venezuela, com a conivência do supervisor do voo. Portugal é isto e, pelos vistos, não há nada a fazer...

Valter Lemos já foi demitido?... (72)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 13, 2008

Neurastenia...

Improviso para auto-retrato...

Sou do género compulsivo
torturo as palavras
até que elas digam exactamente o que eu quero
e não me canso nunca
de ouvir o mesmo concerto
a mesma ária
a mesma canção
ou de ler o mesmo autor
ou de ver o mesmo filme
ou a mesma árvore
sinto como imperativo categórico
que devo à beleza em que caibo
essa fidelíssima conformidade
que resiste a todas as modas e tentações
e entendo-me melhor com as pessoas
que não correm atrás do que será
porque são felizes assim.

Ademar
13.05.2008

Lixo, mulheres e cancro...

A minha irmã, tão duramente castigada pelo cancro na mama, ficou indignada com a ligeireza simbólica (semiótica) deste vídeo publicitário e com razão. Espero que ninguém coloque as meninas do anúncio no contentor, para reciclagem...


Atentado ao pudor...

doispp.jpg

Paulo Teixeira Pinto e Jardim Gonçalves foram hoje ao Parlamento e, com o ar mais seráfico da hagiologia católica (ou monárquica), disseram aos deputados que não sabiam de nada (offshores, perdão de dívidas, ocultação de dados...) e estavam de consciência tranquila.
Cristo, não há dúvida, deixou-se morrer na cruz errada...

Problemas de escala e de escola...

orater2.jpg

prater1.jpg

prater3.jpg

prater4.jpg

Há uma certa diferença entre vender por grosso e vender a retalho. Spencer Tunick vende por grosso. Oliviero Toscani vende geralmente a retalho. Confesso que continuo a preferir a mercearia de bairro às grandes superfícies. Estas fotos de Tunick, feitas anteontem no Estádio do Prater, em Viena, não conseguem acender-me o olhar...


Os cúmplices da Unita...

unita.jpg
DN, 13.05.2008

Confesso que não entendi a primeira página da edição de hoje do DN. Para além dos 23 suspeitos, dever-me-ei também sentir ameaçado por Angola?!...

Manual de sedução, para leitores reflexivos...

seduc1.jpg
sedddd55.jpg
seddd§.jpg
seddd5.jpg
DN, 13.05.2008

Há mais de 50 anos que estas e outras tábuas congéneres de sedução (e salvação) circulam em livros e revistas e jornais. Desde Dale Carnegie, pelo menos, que toda a gente sabe como fazer amigos, como influenciar pessoas, como evitar preocupações, como falar em público, como desfrutar da vida, etc e tal. Só falta mesmo praticar...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

cesarrr1.jpg
cesarrr4.jpg
Mário Cesariny, Manuel de Prestidigitação

Por instantes, pensei que esta notícia se reportasse às eleições no PSD...

milaggg.jpg
Público, 12.05.2008

Valter Lemos já foi demitido?... (71)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Chega de saudade!...




maio 12, 2008

Não me apetece dançar com Mesquita Machado, mas gosto deste cartaz...

verb.jpg

Devo o conhecimento deste cartaz ao Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal de Braga. Agradeço o convite, mas não danço...

Improviso futurista...

Ibéria
nove de dezembro de dois mil e noventa e dois
faço hoje anos
cento e quarenta
tenho dezasseis carcinomas
dois desfibriladores internos
um pulmão e dois olhos artificiais
que não vêem por mim
e já perdi a conta às próteses e ortóteses
ontem
pela décima terceira vez
nos últimos trinta anos
pedi ao governador regional de saúde
autorização para morrer
pedido automaticamente indeferido
ao abrigo do artigo décimo sexto número dois
da Directiva de Sobrevivência Europeia
o cansaço não é motivo atendível
um amigo sugere-me em alternativa
que cancele electronicamente todos os seguros de saúde
ou tente sair do hospital pela janela
nem sequer lhe ocorreu
que já não tenho pernas.

Ademar
12.05.2008

Estilhaços...

meu caro esperto, parabéns!
no peido de desprezo
e no sorriso de gala
vê-se como vai à frente na vida!
você casa a causa com a consequência
e ainda recebe o dote!
o que está entre o começo e o fim?
a corda de pontas unidas em nó!
os seus dedos são hábeis
e há tanto pescoço frágil...
parabéns, merecidos!
você atingiu a cúpula da vida
merece um riso farto
e a luz de tudo o que brilha
e o que brilha é ouro!
parabéns, a sério!
mas, antes de me ir embora
gostava de lhe ler as linhas da mão
descanse, é coisa boa!
não as esconda nos bolsos!
não se vá embora!
é uma boa sina, de certeza!
volte, não seja supersticioso,
de onde você está
nunca se vê a falha
dê-me a mão

Ana Saraiva

Nota de desatracagem...

os espelhos caíram
e com eles os ídolos e os pregões
resta o vazio
e o vazio é
uma pedra e um caminho
talvez um vislumbre de céu
e umas gotas de água
e com elas o aviso
de todas as cores
é pouco
é tudo

Ana Saraiva

As coisas de que o Zé Dias se lembra (e me faz lembrar)...

diasss.jpg
José Dias, Memórias do cidadão José Dias

O Zé não conta, mas tem piada (na altura, claro, íamos morrendo de vergonha) e apetece-me agora recordar.
Na reunião com o CDS, um dos representantes do insigne partido tentou, durante meia hora, convencer-nos da bondade e da justeza da corrupção, alegando que, na sociedade moderna, não era possível governar de outro modo. E que era normal que os cidadãos tentassem comprar os favores dos eleitos e que os eleitos, a troco de uma justa compensação, se deixassem corromper...
Deve dizer-se, em abono da verdade, que o líder da concelhia local do CDS ficou, na altura, tão atrapalhado ou estuporado quanto nós...
Lembras-te, Zé?...


O novo milagre dos pastorinhos...

ceu11.jpg
DN, 12.05.2008

Eu sei que, em Maio, nas vésperas das aparições e das correlativas peregrinações... tudo é de esperar dos céus, até que eles nos caiam em cima. Mas o DN conseguiu hoje surpreender-me: que serão aves-marias? Haverá também aves-fátimas? Aves-cerejeiras ou aves-azinheiras? Aves-lúcias? Aves-policarpas? Aves-ortigas? Aves-raios-que-os partam?...
Eu sei que, por conta de uma ortografia inovadora ou talvez miraculosa, ave-marias pode escrever-se aves-marias. Mas chutá-las para o céu, senhor? Será preciso chegar a tanto?...
Seja como for, se o cardeal dos santinhos e das santinhas exige um novo milagre para canonizar os pastorinhos, eu invoco este para apoiar a piedosa causa. Ou será que, para a contabilidade do vaticano, os milagres ortográficos não contam?...

milll.jpg
DN, 12.05.2008

Papá, sou eu: o teu filhinho!...

papa2.jpg
papa11.jpg
DN, 12.05.2008

Conflito de interesses? Apenas uma questão de inteligência política, de bom senso e de decoro.
Quem não quer ser ridicularizado, não se oferece ao ridículo!...
Já temos, neste país, patetas que cheguem...

Hoje, na Centésima Página...

zesi.jpg

Às 18:00 horas.

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

nunoju.jpg
Nuno Júdice, Pedro, Lembrando Inês

Valter Lemos já foi demitido?... (70)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 11, 2008

Confesso o pecado quase original: sou um apaixonado por Jean-Philippe Rameau. Mas não sou egoísta: partilho-o convosco!...


Improviso para dizer simplesmente que sei...

Não ofuscas nem arranhas nos olhos
e se bem me lembro
nunca me fizeste uma pergunta
nem um pedido
nem uma promessa
há pessoas que se pesam tanto a si próprias
que até parecem levitar entre as estrelas
nada em ti é falso ou redundante
ou postiço
cabes sempre nas palavras que dizes
e poupas nos gestos
para que nenhum te atraiçoe
há quem não entenda o rigor da integridade
ignorando que não é outra coisa
honestidade.

Ademar
11.05.2008

Anúncio de interesse público para cavalheiros susceptíveis...

ann3.jpg
ann4.jpg
JN, 11.05.2008


Anúncio de interesse público para senhoras sem vícios maus...

ann1.jpg
ann2.jpg
JN, 11.05.2008

Uma nação fadada para a comunicação...

tlms.jpg
JN, 11.05.2008

Os pais portugueses fazem tudo, tudo, tudo... para que os filhos se entretenham o mais possível entre eles...
Chama-se a isto: educação para a autonomia (comunicacional)...

A minha mãe bem me dizia: vai para presidente de câmara, filho, vai para presidente de câmara!...

reforaut.jpg
Público, 11.05.2008

Não lhe dei ouvidos e lixei-me...


Alguém que me esclareça: mas o casamento não é uma espécie de sequestro institucional?!...

refem.jpg
24horas, 11.05.2008

Sempre fui de opinião que o casamento não devia ser consentido a toda a gente...
De resto, nunca percebi por que é mais fácil casar do que tirar a carta de condução de ligeiros...

A experiência de Quintino...

quinto1.jpg
quinto2.jpg
24horas, 11.05.2008

Ele sabe que "a maioria dos homens é bastante incompetente a nível da sexualidade". Infelizmente, não nos diz como descobriu...

Como pode esta igreja suplicar que a levem a sério e não desconfiem dela?...

20000c.jpg
20000b.jpg
20000a.jpg
Diário do Minho, 11.05.2008

"A Igreja necessita das vossas interpelações para estar nos dias de hoje; vós necessitais da Igreja para ter sentido na vida."

Andam a dizer isto, ritualmente, há não sei quantas décadas, muito especialmente, depois do Vaticano II, mas não tiram o barrete, não despem os purpúreos enfeites, nem arrumam de vez o hissope. Depois admiram-se que a juventude, circo por circo, prefira outros palcos, outros concertos e outras vozes...
Digo: outros sentidos...


Com tanto futuro pela frente, quem diria que esta mocinha já tinha um... passado secreto?!...

cccr.jpg
24horas, 11.05.2008

Braga deve erguer uma estátua ao Cónego Melo?...

mwlrro69.jpg

O Diário do Minho (órgão da Arquidiocese de Braga), na sua edição on-line, anda a convidar os leitores a responder à seguinte questão: "Braga deve erguer uma estátua ao Cónego Melo?".
As hipóteses de resposta são três:
- Não
- Sim, num local público da cidade
- Sim, num espaço da Igreja

Até ao passado dia 6, como se poderá confirmar aqui, o DM já contabilizara 5177 respostas. Poderia pensar-se que, sendo o DM lido, sobretudo, por católicos da Arquidiocese de Braga (profissionais ou não), o resultado do inquérito fosse esmagadoramente favorável a Eduardo Melo ou, pelo menos, à sua estátua. Surpreendentemente, porém, tal não acontece. Mais de 50% dos inquiridos responderam, até à data... NÃO.
Alguém vai ter que meter na ordem os leitores do Diário do Minho...
É caso para dizer que já começa a notar-se a ausência de Eduardo Melo...

Uma luz na penumbra...

edml1.jpg
ejml2.jpg
(...)
ejml20.jpg
Diário do Minho, 11.05.2008

Uma recensão simpática, mas justa (e razoavelmente ousada), do Eduardo Jorge, na edição de hoje do Diário do Minho. Com a devida vénia, reproduzo o princípio e o fim do texto...

Que mulheres não iriam para a cama com Obama?!...

cidalia.jpg
Notícias Sábado (O Sexo e a Cidália), 10.05.2008

É tudo espectáculo, senhora, é tudo espectáculo!...

Como diria Mário Crespo: "uma poesia casta, telúrica e demolidora, de uma fulgurância cintilante, quase resplandecente"...

ptp10.jpg
ptp11.jpg
ptp12.jpg
Notícias Sábado, 10.05.2008

Os meus olhos petrificam sempre, invariavelmente, na sabática leitura dos poemas de Paulo Teixeira Pinto. Há banqueiros, de facto, que nasceram para ser poetas e poetas que nasceram para ser banqueiros. Paulo Teixeira Pinto é 2 em 1...

Valter Lemos já foi demitido?... (69)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 10, 2008

Improviso a destempo...

Por vezes
esqueço-me da alma
no cinzeiro
e fumo a tua ausência
até ao filtro
como se estas noites fossem
irrespiráveis
não me perdoo a distracção
dos mastros e das bandeiras
quando viajo
no sentido contrário
dos ponteiros do teu tempo.

Ademar
10.05.2008

De vez em quando... até consigo concordar com Miguel Sousa Tavares...

migu.jpg
Expresso, 10.05.2008

Leiam, se puderem. Não subscrevo tudo, mas concordo com o essencial...
O frenesim inauguracionista de Sócrates já começa, também, a deprimir-me...

A redescoberta do regador...

fash.jpg
Expresso, 10.05.2008

Pormenor de mais uma publicidade idiota. Que será uma... fashion victim?!...
Pela pose e pelo aspecto da mocinha, deve ser boa coisa...
Experimentarei?...

Improviso quase genealógico com endereço...

Obra pai
obra filho
obra mãe
obra filha
obra tio
obra tia
obra sobrinho
obra sobrinha
obra homem
obra mulher
obra irmã
obra irmão
obra amigo
obra amiga
obra primo
obra prima
obra-prima.

Ademar
10.05.2008

Um ministro, literalmente, de pernas para o ar...

amb.jpg
24horas, 10.05.2008

Como o homem não se magoou, permita-se-me a ironia...

Servas insurgentes...

servastit.jpg
servas1.jpg
Público, 10.05.2008
servaje.jpg
JN, 10.05.2008
servas2.jpg
Público, 10.05.2008

Todas as poses serão recompensadas...

Os títulos das notícias (em castelhano) dizem tudo. Rendo-me à evidência das poses e, naturalmente, dos seus bons e piedosos propósitos...

Siete madres de Serradilla del Arroyo se desnundan en un calendario para pagar las actividades extraescolares de sus hijos
serradilla.jpg

Doce atractivos sacerdotes posan para el Calendario Romano 2008
padres.jpg

Alumnos de la Facultad de Químicas de Oviedo posan desnudos para costearse el viaje de fin de carrera
estudiantes.jpg

A princesa dos masoquistas portugueses...

cpc1.jpg
cpc3.jpg
cpc2.jpg
24horas, 10.05.2008

Ainda não consegui perceber se Clara Pinto Correia é muito esperta, mas pouco inteligente... se muito inteligente, mas pouco esperta. Leio-a há muitos anos (antes e pós plágio) e continuo na dúvida.
A crónica que ela assina na edição de hoje do 24horas (de que reproduzo o princípio e o fim) leva-me a pensar que Clara Pinto Correia, simplesmente, não regula bem. Ele há coisas que, em seu perfeito juízo, ninguém faz e, se faz, não conta. Muito menos, moralizando nestes termos...
Haja decoro...

Depois da pastelaria...

difícil é dizer-te
da facilidade
da normalidade
das tuas mãos
e do bolo que cresce
e se torna tão doce
e apetecível
nenhuma confissão
nenhuma despedida
tem o metal da morte
tudo é água e açúcar
e dedos sujos de chocolate

Ana Saraiva

Descubra e tente perceber as diferenças...

Tente perceber a diferença entre estes dois vídeos. Num e noutro, o violinista que vê e ouve é Joshua Bell, um dos mais aclamados violinistas da actualidade. O instrumento que ele acaricia com as mãos e o arco é um raríssimo e precioso Stradivarius, de 1713. Não digo mais...


A ignorância como mãe de todos os moralismos...

frit6.jpg
frit8.jpg

fit5.jpg

Bastaria, afinal, mergulhar na mitologia grega: está lá tudo. O problema é que é mais fácil e mais barato e mais sensacionalista acusar e julgar a "monstruosidade" do que tentar entender a "complexidade". Cada ser humano é (será sempre) um poço de imprevisibilidades...

frit1.jpg
frt2.jpg
frt3.jpg
Correio da Manhã, 09.05.2008

Tributo ao Inimigo...

inim1.jpg

inim3.jpg
inim4.jpg
O Inimigo Público, 09.05.2008

Freud tem sempre razão...

censu1.jpg
Público, 09.05.2008
censu2.jpg
Correio da Manhã, 09.05.2008

Desta feita, não haverá um único português que não faça suas as palavras de Sócrates...

Valter Lemos já foi demitido?... (68)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 09, 2008

Improviso em forma de inibição...

Desfolho o álbum das fotografias
trocadas
em busca de alguma em que estejas
como nunca te viste
se bem te recordas
já desfolhei muitas vezes
este mesmo álbum
e nunca te encontrei
e nenhuma culpa caberia
nas palavras com que dissesses
tamanha ausência
ou esquecimento
já fechaste tantas vezes os olhos
à indelicadeza da memória
que nenhum sorriso
poderia emoldurar agora o teu pudor.

Ademar
09.05.2008


A propósito de mérito e de quotas...

E, por causa do futebol, visitei hoje, pela primeira vez, o site da "minha" Faculdade e corri, com uma lágrima metafórica ao canto do olho, a lista do corpo docente. Reproduzo, em baixo, a parte cimeira da lista, que reúne, na quase totalidade, nomes que reconheço. Muitos foram meus professores; alguns, meus colegas; outros, ainda, filhos de ex-professores ou amigos. Há, nesta lista, pessoas que respeito e até admiro e pessoas absolutamente medíocres que sempre detestei. Não importa quem...
Registo apenas uma circunstância (para além dessa, caricata, de aparecerem ainda como "efectivos" docentes jubilados e aposentados) que não deixou de me impressionar: há, nesta lista, professores catedráticos que foram alunos de colegas que, pelos vistos, ainda não conseguiram, até hoje, passar de associados ou até mesmo de auxiliares. A universidade será sempre para mim um lugar muito estranho...
Sobretudo quando estes posicionamentos relativos não têm nada que ver com o mérito de cada um, mas, simplesmente, com... quotas...
Como diria um célebre professor (há muito falecido) da Faculdade, há quotas que são mesmo filhas da... pauta...

Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra

Corpo Docente

PROFESSORES JUBILADOS

Doutor Rogério Guilherme Ehrhardt Soares
Doutor Mário Júlio Brito de Almeida Costa
Doutor António Castanheira Neves
Doutor Manuel Henrique Mesquita
Doutor Jorge de Figueiredo Dias

APOSENTADOS

Doutora Maria de Nazareth Lobato Guimarães
Doutor Francisco Manuel Pereira Coelho
Doutor Rui Nogueira Lobo de Alarcão e Silva
Mestre António Moreira Barbosa de Melo
Doutor Manuel Carlos Lopes Porto
Mestre Jorge do Carmo Silva Leite

PROFESSORES CATEDRÁTICOS

Doutor Diogo José Paredes Leite de Campos
Doutor José Joaquim Gomes Canotilho
Doutor António José Avelãs Nunes
Doutor Guilherme Freire Falcão de Oliveira
Doutor António dos Santos Justo
Doutor Jorge Ferreira Sinde Monteiro
Doutor António Joaquim de Matos Pinto Monteiro
Doutor Manuel da Costa Andrade
Doutor Fernando Alves Correia
Doutor João Calvão da Silva
Doutor Rui Manuel Gens de Moura Ramos
Doutor José Carlos Vieira de Andrade
Doutor José Francisco de Faria Costa
Doutor Fernando José Couto Pinto Bronze
Doutor Rabindranath Valentino Aleixo Capelo de Sousa
Doutora Anabela Maria Pinto Miranda Rodrigues
Doutor Rui Manuel Figueiredo Marcos

PROFESSORES ASSOCIADOS COM AGREGAÇÃO

Doutor Jorge Manuel Coutinho de Abreu

PROFESSORES ASSOCIADOS

Doutor Vital Martins Moreira
Doutor José Casalta Nabais
Doutor Jónatas Eduardo Mendes Machado

PROFESSORES AUXILIARES

Doutor Joaquim José Coelho de Sousa Ribeiro
Doutor José Manuel Aroso Linhares
Doutor Mário Alberto Pedrosa dos Reis Marques
Doutora Maria João da Silva Baila Madeira Antunes
Doutor João Carlos da Conceição Leal Amado
Doutor Filipe Cassiano Nunes dos Santos
Doutor António Alberto Vieira Cura
Doutor João Carlos Simões Gonçalves Loureiro
Doutor Pedro António Pimenta da Costa Gonçalves
Doutora Maria Benedita Malaquias Pires Urbano
Doutora Maria Alexandra Sousa Aragão
Doutor Alexandre Miguel Cardoso Soveral Martins
Doutor João Paulo Fernandes Remédio Marques
Doutor Luis Pedro Chaves Rodrigues da Cunha
Doutor José Paulo Fernandes Mariano Pego
Doutor Manuel Couceiro Nogueira Serens
Doutor Paulo Cardoso Correia da Mota Pinto
Doutor Alexandre Libório Dias Pereira
Doutor Francisco António de Macedo Lucas Ferreira de Almeida

O país, finalmente, conhece-o!...

rcosta.jpg
rcostaA.jpg
rcosta1.jpg
rcosta3.jpg
rcosta4.jpg
rcosta5.jpg
rcosta6.jpg
rcosta7.jpg
rcosta9.jpg
rcosta10.jpg

O nome, que algum deus me perdoe, não ajuda. Ricardo Costa parece nome de jornalista ou (pior ainda) de árbitro de futebol. Até hoje, não sabia da sua existência, nem que presidia a um tribunal sarcástico designado por Comissão de Disciplina da Liga indígena do pontapé na bola. Vi-o hoje, exuberante, menos na voz, que lhe falhava, no Telejornal da RTP1. Comecei a rir quando o mocinho começou a falar e ainda não parei. Esta juventude dá cabo de mim.
Fiquei a saber pelo mocinho coisas absolutamente extraordinárias e transcendentes. Que a prova do benefício, na corrupção futebolística, não importa. O que importa é a prova da intenção (ou da tentativa). E também fiquei a saber que o FCP teria descido de divisão se... não percebi bem o quê...
Entusiasmado com a prestação de tão galante criatura (como as fotografias, aliás, abundantemente, comprovam), quis saber quem era e o que fazia. Descobri que o mocinho é jurista e dá aulas na mesma Faculdade em que me licenciei, há mais de 30 anos. Ele, nessa altura, ainda gatinhava. Hoje é Mestre em Direito (Ciências Jurídico-Empresariais) e rege, como assistente (para outra coisa não servem os assistentes), a disciplina de Direito das Sociedades.
Percebi tudo...

EcUmenismo e sUciedade do cUnhecimento...

cunhec.jpg

ddmiinho.jpg
Diário do Minho, 09.05.2008

Suponho que a Ministra da Educação, reputadíssima socióloga, aquém e além fronteiras, já terá encontrado algures (porventura, na 5 de Outubro) a sociedade do conhecimento. Confesso a frustração: eu, não. Andamos, pelos vistos, eu e ela, desencontrados. Eu só encontro a sociedade do preconceito, a sociedade do lugar-comum, a sociedade da informação e do espectáculo, a sociedade do medo, a sociedade da inveja, a sociedade da competição, a sociedade do emprego precário, a sociedade da iliteracia, a sociedade do consumismo, a sociedade da indiferença. Começo a pensar que só os ministros (sobretudo, os da educação) são capazes de ver e reconhecer a sociedade dita do conhecimento...
Maria de Lurdes Rodrigues veio a Braga lembrar que cumpre à Escola preparar os jovens para a "sociedade do conhecimento". E, como se atesta na fotografia, falou (em Tibães) aos professores no meio de quatro personagens que devem, cada um à sua maneira, simbolizar a "sociedade do conhecimento": o reitor do Jnanoday Pall College, de Bangladesh, o presidente (eterno) da Câmara Municipal de Braga, o Governador de circunstância do distrito e o Arcebispo católico, plenipotenciário, de Braga. Se este painel representa, de facto, a "sociedade do conhecimento", as escolas (e os professores) já lá estão...

Angola e a arte do crude...

primeira.jpg
Sábado, 08.05.2008
sona11.jpg
annng2.jpg
Sábado, 08.05.2008
annng3.jpg
Sábado, 08.05.2008
jmjud.jpg
annng4.jpg
Sábado, 08.05.2008
annng7.jpg
annng5.jpg
annng6.jpg
Sábado, 08.05.2008
annng8.jpg
Público, 07.05.2008
annng9.jpg
Público, 08.05.2008
miraaam.jpg
miramee.jpg
gestooora.jpg
Correio da Manhã. 09.05.2008


O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

cesar1.jpg
cesar2.jpg
Mário Cesariny, Manual de Prestidigitação

Valter Lemos já foi demitido?... (67)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 08, 2008

A lista de Evangelista...

evang.jpg

O Presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol divulgou hoje a lista dos clubes cumpridores e dos clubes caloteiros. Como seria de esperar, o panorama não se recomenda ao pudor. Os clubes de futebol, em geral, não têm dinheiro para mandar cantar um cego, quanto mais... para pagarem salários a tempo e horas aos seus trabalhadores. C'est toujours... la grand bouffe!...

Eis a lista de Evangelista:

FC Porto – salários em dia
Benfica – salários em dia
Naval – falta pagar metade do mês de Abril
V. Guimarães – falta pagar o mês de Abril
Sporting – falta pagar o mês de Abril
Sp. Braga – falta pagar o mês de Abril
V. Setúbal – falta pagar o mês de Abril
Marítimo – falta pagar o mês de Abril
Belenenses – falta pagar o mês de Abril
Académica – falta pagar o mês de Abril
Leixões – falta pagar o mês de Abril
Paços de Ferreira – falta pagar o mês de Abril
U. Leiria – falta pagar o mês de Abril
Nacional – dois meses de salários em atraso
Boavista – dois meses e 60 por cento de outro mês de salários em atraso
Estrela da Amadora – três meses de salários em atraso

Trofense – salários em dia
Vizela – salários em dia
Olhanense – salários em dia
Freamunde – salários em dia
Feirense – salários em dia
Gondomar – salários em dia
Desp. Aves – falta pagar o mês de Abril
Gil Vicente – falta pagar o mês de Abril
Santa Clara – falta pagar o mês de Abril
Portimonense – falta pagar o mês de Abril
Fátima – falta pagar o mês de Abril
Penafiel – falta pagar o mês de Abril
Estoril – dois meses de salários em atraso
Beira-Mar – três meses de salários em atraso
Rio Ave – três meses e meio de salários em atraso
Varzim – quatro meses de salários em atraso

Improviso em forma de evidência...

Ninguém entende
por que estou sempre tão atento
no chão que piso
às marcas dos meus próprios passos
é apenas porque não quero
ir demasiado depressa
ou devagar
em relação ao que fui
ou ao que serei
ninguém caminha seguro
sobre pés que não caibam
no destino da viagem.

Ademar
08.05.2008

Nunca mais comprarei este azeite...

jantar.jpg
Sábado, 08.05.2008

Um jantar romântico, na perspectiva publicitária do azeite Oliveira da Serra, envolve duas azeitonas: uma, maior e outra, mais pequena. Esta desproporção ofende e irrita a minha noção de romantismo. Por isso, deixarei de comprar. Publicidade ideologicamente mixordeira só pode mesmo ser paga por anunciantes mixordeiros. Com este anúncio, a Sovena perdeu um cliente. Pelo menos, do azeite Oliveira da Serra e do óleo Fula. Passarei a abastecer-me na concorrência...

Por que não o nomeiam, honoris causa, presidente vitalício do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas?!...

Quim Barreiros é, há muitos anos, o ídolo maior dos universitários portugueses. Não há Queima das Fitas ou Semana Académica que ele não abrilhante com a sua presença. Bem podiam conceder-lhe um título...

qub2.jpg

qub1.jpg

qub3.jpg

Gravidezes cruzadas, que Corrupção uniu...

marggrav.jpg
Público, 08.05.2008

gravsal.jpg
Correio da Manhã, 08.05.2008

Não se sabe se foi Inglaterra que a engravidou, se foi em Inglaterra que se deixou engravidar (há títulos filhos da Albion), mas é a própria mocinha que confessa que está grávida de dois meses. Refiro-me, claro, a Margarida Vila-Nova, a extraordinária actriz que fez de Carolina Salgado nesse filme de realizador anónimo que Luís Filipe Vieira já terá visto, dizem as más línguas do Porto, 69 vezes: Corrupção...
Grávida também de dois meses (ele há coincidências providenciais!) está a própria Carolina Salgado, a consagradíssima autora do best-seller autobiográfico que inspirou Corrupção...
Que, perante estas notícias, ninguém se atreva a dizer que Portugal não se recomenda, pujantemente, à ficção erótica!...


Por que não colocam uma rede de arame farpado à volta do futebol indígena?!...

fut111.jpg
Correio da Manhã, 08.05.2008

Na justiça dita comum ou corrente, aquela que costuma fardar de preto, seria impensável que um acórdão, antes de ser proferido e conhecido, fosse divulgado ou simplesmente "palpitado" na comunicação social. Cairiam o Carmo e a Trindade e o Convento de Mafra e a Torre dos Castrados Erectos de São Gens de Codornizes.
Na justiça dita desportiva, é normal: vale tudo. É uma justiça assacanada e fadistóide. Por isso, a manchete da edição de hoje do CM não poderá surpreender ninguém, nem os visados...
Estão todos, aliás, muito bem uns para os outros...

A ideologia no lugar da gramática...

frei.jpg

Improviso estremunhado...

A telefonia garante
que não chove
em Portugal
a televisão confirma
que não chove
em Portugal
subo a persiana
da janela mais próxima
espreito
e vejo chover
Portugal
finalmente
já não mora aqui.

Ademar
08.05.2008

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

acc.jpg
Álvaro de Campos, Livro de Versos

"Come chocolates, pequena; Come chocolates! Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates. Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria"...

Tom Waits, Chocolate Jesus

Valter Lemos já foi demitido?... (66)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 07, 2008

Improviso para cumprir uma promessa...

Escreveste sobre o Sena
ou seria Veneza
amanhã acaba um amor de imitação
ele imitou o meu
e a partir daí
embrulhámo-nos num verdadeiro jogo de espelhos
e eu disse-te
talvez mais logo ou um dia
escreva sobre esse amor
que começa ou acaba assim
acrescentaste
recuperei agora uns pedaços do meu espelho original
e ando a refazer-me
e eu disse-te
o espelho da gente
nunca é inteiramente da gente
mas uma colagem de pedaços
de todos os espelhos que fomos quebrando
dentro de nós
amanhã
informaste
trocaremos pertences
confesso que comecei por ler
presentes
c’est la vie.

Ademar
07.05.2008

A Joaninha que voltou, para mim, a voar...

Ando a comprar poucos livros. O universo é finito e quase tudo já foi escrito. Compro ainda poesia e alguma história. O mais aborrece-me. Começo mesmo a entrar no ciclo de ir oferecendo simplesmente muitos dos livros que, desde a adolescência, fui, inutilmente, acumulando. De vez em quando, empresto um ou outro aos meus alunos, na esperança de que leiam e na expectativa (inconfessável) de que não devolvam. A minha casa é um dormitório de literatura: já não cabe na cama mais ninguém...
De vez em quando, porém, não resisto a comprar ainda mais um livro. Como este.

capaj.jpg

Tive a sorte de ser educado até aos onze anos (idade que eu tinha quando ela se casou) por uma prima mais velha, que os meus pais tinham adoptado como filha precoce ou irmã mais nova (nunca cheguei a perceber). Como ambos já morreram, posso agora escrever isto, sem temer magoá-los. Era a Bela e não a minha mãe que me contava estórias. Era a Bela e não a minha mãe que me fazia festinhas e me abraçava. Era a Bela e não a minha mãe que me protegia dos pesadelos, diurnos e nocturnos. Era a Bela e não a minha mãe que aconchegava a minha cabeça ao travesseiro da cama e me dava um beijo para adormecer. Era a Bela e não a minha mãe que cantava e ria para mim. A Bela foi, afectivamente, a mãe que eu não cheguei a ter...
A Bela sabia muitas lengalengas que partilhava, quase em segredo, comigo. Uma delas, que nunca mais esqueci, era esta:

Joaninha voa voa
Que o teu pai está em Lisboa
A tua mãe no Moinho
A comer pão com toucinho

Joaninha voa voa
Que o teu pai está em Lisboa
Com um rabinho de sardinha
Para comer, que mais não tinha

Uma lengalenga não se entende: ouve-se e repete-se, como numa espécie de ritual mágico. Há jogos de palavras que não são para entender, mas para jogar, simplesmente. E eu jogava: aprendi com a Bela a jogar com as palavras. E voava com a Joaninha para Lisboa, sem saber que Lisboa não existia...
Eis por que o título deste livro de Ana Cristina Leonardo, jornalista do Expresso, me cativou tanto. A Joaninha da minha infância também não queria ser gente e, muito menos, voar em direcção ao pai que estava em Lisboa. Fiz com a Joaninha do livro o percurso inverso...

joani.jpg

Alteraram outra vez o Código Penal?!...

profedesoc.jpg
Correio da Manhã, 07.05.2008

Seja como for, espero que o crime não seja esse: ter sido professor do actual primeiro-ministro...


Multiculturalismo em acção (passe o truísmo)...

multic.jpg
Correio da Manhã, 07.05.2008

É caso para perguntar: por que não chamaram, em vez da GNR, o Major?...

A difícil condição de macho (taurino)...

inqupp.jpg
Público, 07.05.2008

Pus as cruzinhas onde era suposto colocar (sou um leitor inteligente), fui à última página e fiquei a chupar no dedo: nada! Cada vez compreendo melhor os transexuais. A vida está cada vez mais difícil para os heteromachos. Sobretudo, para os que namoram...


Mais uma sugestão de leitura...

lauratt.jpg

laurapp2.jpg
laurapp3.jpg
laurapp4.jpg
Público, 07.05.2008

Publicado o segundo volume do Diário, é hora, Laura, de terminares o Ensaio sobre a Eutanásia, antes que certas propostas legislativas, talvez precipitadas, avancem!...

A propósito de um Acordo Ortográfico: razão também por que me estou nas tintas...

Hoje foi-me pedido que subscrevesse e divulgasse um putativo MANIFESTO EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA CONTRA O ACORDO ORTOGRÁFICO, que podereis encontrar aqui.
Divulgo, mas não subscrevo. Aliás, considero o texto deprimente, quase a roçar o indigente...
As normas ortográficas (até porque estudei latim e grego) sempre me divertiram. E sempre achei estulta a pretensão de certos linguistas ou filólogos de fixarem uma maneira culta de escrever ou simplesmente grafar a língua portuguesa. Perguntar-se-á então por que não subscrevo o Manifesto. Precisamente, por isso: porque quero continuar a divertir-me.
Não imaginais o gozo que me dá, enquanto professor, discutir com os alunos as contradições, as minudências e as subtilezas da língua portuguesa...
No mais, concordo absolutamente com o que o Luís Mourão, meu cunhado, escreveu aqui sobre o Acordo...

Normas são apenas normas...

A propósito de um Acordo Ortográfico: uma observação pertinente de alguém que me ensinou a pensar a língua portuguesa...

ort1.jpg
ort2.jpg
Vasco Botelho de Amaral, Grande Dicionário de Dificuldades e Subtilezas do Idioma Português, 1958

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1940?...

ort1940c.jpg

ort19400.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1923?...

ort1923.jpg

ort1923a.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1915?...

ort1915.jpg
Fernando Pessoa - Álvaro de Campos

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1900?...

ort1900cap.jpg

ort1900.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1888?...

ort1888c.jpg

ort1888.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1857?...

ort1857ca.jpg

ort1850.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1822?...

ort1822capa.jpg

ort1828.jpg

A propósito de um Acordo Ortográfico: como preferis escrever a língua portuguesa?... À moda, por exemplo, de 1746?...

ort1746.jpg

ort1727.jpg

Valter Lemos já foi demitido?... (65)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 06, 2008

Improviso para distrair talvez a norma...

Nunca aprendi a escrever
poemas perfeitos
reprovei senhora
em todos os exames
na escola da crítica
sofro agora com as doenças
e as rugas das palavras
como se envelhecesse com elas.

Ademar
06.05.2008

Nunca li, jamais lerei, mas recomendo!...

Não posso garantir que o autor existe. Posso apenas garantir que o que ides ver e ler seguidamente foi retirado daqui.

Romances de Eurico Augusto Cebolo (nascido em 28 de Outubro de 1938, numa pequena aldeia de Trás-os-Montes chamada Coleja, situada perto do rio Douro e pertencente ao concelho de Carrazeda de Ansiães.)
cebolo.jpg

Maravilhosa colecção que lhe proporcionará muitas horas de apaixonante leitura, levando-o a envolver-se nas emoções vividas pelos personagens destas obras.

Sucedem-se as situações inolvidáveis em que o amor e o ódio, tal como o Bem e o Mal, travam uma luta sem tréguas até ao final de cada romance cujo desfecho é surpreendente e onde só então ficará a conhecer o vencedor.

Não deixe de ler estas histórias, algumas delas baseadas em factos reais.

ceb1.jpg
O padre Januário é acusado de ter uma filha, Isabel, e de roubar as jóias dos Mendonça que valiam uma fortuna.

ceb2.jpg
Natália foi difamada publicamente e o seu pai, acusado pela morte do sogro, morre assassinado à sacholada.

ceb3.jpg
Duas crianças, trocadas ao nascer, vivem no mesmo palacete onde a rica ocupou a posição da pobre, de quem passa a ser criada, enquanto a pobre tomou o lugar da rica que odeia e maltrata.

ceb4.jpg
Miriam, uma cristã a quem os romanos cegaram e escravizaram, é condenada a morrer queimada, mas uma poderosa força a protege.

ceb9.jpg
Maria Alice é dada como morta no desastre ferroviário de Alcafache. O homem que antes a desonrou casa com a própria irmã.

ceb5.jpg
Carmencita, a cigana sedutora, lia a sina nas palmas da mão que lhe estendiam, mas não via nelas o segredo do seu nascimento.

ceb6.jpg
A irmã Teresa, a freira mais linda do Convento das Cristianas, descobriu que ali havia um terrível mistério.

ceb7.jpg
Miguel e Damião amavam-se como irmãos e cresceram juntos numa quinta onde um criado os levou a práticas sexuais aberrantes.

ceb8.jpg
O amor de um cego por uma jovem desfigurada. Um cemitério onde um necrófilo profanava os túmulos para violar as mortas.

nasceu em 28 de Outubro de 1938, numa pequena aldeia de Trás-os-Montes chamada Coleja, situada perto do rio Douro e pertencente ao concelho de Carrazeda de Ansiães.

Espera-se que os parafusos resistam à provação!...

paraffff.jpg
24horas, 06.05.2008

Notícia de primeira página do 24horas. Tenho a certeza de que Miguel Sousa Tavares não deixará, no local próprio (a TVI), de comentar, com a densidade habitual, a siderurgia de Moniz...

As mulheres variam bastante menos e os homens, machos latinos, são mais infiéis...

macccch.jpg
24horas, 06.05.2008

Quem fez o estudo e quando? Irrelevante.
Quantas pessoas e de que forma colaboraram no "estudo"? Que importa?!...
A notícia, obviamente respigada de um serviço da Lusa, é uma brincadeira de adolescente, mas o seu autor nem tem consciência disso, tanto que até, orgulhosamente, lhe acrescenta a assinatura: Manuel Almeida.
Nunca percebi por que o 24horas não é gratuito...

E ninguém lhes explicou que Portugal nem a si próprio consegue salvar-se?!...

gaunttttt.jpg
Público, 06.05.2008

O irmão e o advogado de Binyam Mohamed ainda acreditam em milagres...

Crie-se também, por decreto, uma grelha para este tipo de avaliação...

avallllll.jpg
Público, 06.05.2008

A originalidade de Portugal não tem limites...


A advento do animatógrafo em Lisboa...

animat11.jpg
animat20.jpg

animat.jpg
Ilustração Portugueza, 22.12.1913

O delicioso artigo de Rocha Martins (de que reproduzo o parágrafo final) intitulava-se "Os segredos do animatografo" e era uma longa e deslumbrada ode ao cinema que começava a animar (informa o autor) "os écrans de Lisboa, no Terrasse, no Trindade, no Olimpia". Mas já na altura Rocha Martins intuía o essencial: o século XX seria o século da imagem...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

aaaaammmo.jpg
José Luís Peixoto, A Criança em Ruínas

Valter Lemos já foi demitido?... (64)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 05, 2008

E, para soltar a noite, um nocturno de Chopin...

Improviso sem malícia...

Já não ganho a vida a corrê-la
estou reformado das pistas
e dos cronómetros
não ouço tão pouco Bob Dylan
por causa das cãibras
o coração já não aguenta tudo
senhora
nem a hora do fecho da edição
quando a edição fechava ainda na Duque de Palmela
lamento que este não seja
o estado do mundo
mas apenas
o estado do mundo em que me observo
quando desleixo a crítica
do que ainda escreverei.

Ademar
05.05.2008

Religiosidade popular à moda do Minho...

ouro1.jpg

ouro3.jpg
DN, 05.05.2008

Só falta mesmo que seja feita uma auditoria à contabilidade dos milagres da Senhora (antifascista) do Livramento, que "livrava" os mancebos, a troco de algum ouro, da guerra colonial...

Alguém que lhe explique ao que a decência, nestes casos, obriga...

aliprib.jpg

Alípio Ribeiro entende que todas as polícias deviam estar concentradas no Ministério da Administração Interna ou num Ministério do Interior, a criar. Como cidadão, Alípio pode dizer tudo o que lhe vem à cabeça (de resto, já está abundantemente demonstrado que consegue). Como Director Nacional da PJ, Alípio não pode cuspir no prato que o Ministro da Justiça lhe serviu, sem pedir imediatamente a demissão. É uma questão de decência...
Mas será que ele percebe?...

Eu também gostaria de acreditar...

lfs22.jpg
Público, 05.05.2008

É assim, desta forma tão comovedora, que termina o depoimento da Laura na edição de hoje do Público. As pessoas melhores inventam sempre os melhores deuses...

A ler, hoje, no Público...

lfs12.jpg
Público, 05.05.2008

Não é por ser a minha irmã, mas por ser a Laura: a autora deste incrível Diário. Quando acabei de ler as palavras recolhidas por António Marujo (disponíveis aqui), enxuguei os olhos molhados...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

poema110.jpg
poema112.jpg
Henri Michaux (mudado para português por Herberto Helder)

Leitura recomendada...

dsa1.jpg
ds1.jpg

ds5.jpg
Pública, 04.05.2008

Valter Lemos já foi demitido?... (63)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 04, 2008

Improviso para outras cordas...

A quem me pede
índices
apenas concedo
quando respondo
notas de rodapé
nunca aprendi a ordenar a vida
retroactivamente
nenhum passado reconhece
o que serei.

Ademar
04.05.2008

Anúncio de interesse público para cavalheiros que...

anpote.jpg
JN, 04.05.2008

Serão também católicos?...

bebepp.jpg
24horas, 04.05.2008

Se vivesse no Allgarve, garanto-vos que me aventuraria, empresarialmente, no ramo (promissor) da adopção temporária...


Nem toda a gente gosta de fazer jardinagem nos tempos livres...

vconde.jpg
Público, 04.05.2008

De vez em quando, matava idosos, diz a notícia. Eis um homicida sociologicamente correcto...

Conversão a Veneza...

Todos os cursos de água são navegáveis,
até as lágrimas.

Ana Saraiva

A paixão dos portugueses pelos mínimos...

mini11.jpg
JN, 04.05.2008


Símbolos...

maio13.jpg
Visão - História, 30.04.2008
maio688.jpg
Notícias Magazine, 04.05.2008

A paixão iconográfica (e editorial) pela fêmea que monta o macho. Em Les Amants Réguliers, de Philippe Garrel, ela abandona-o à poesia, em Paris, e parte para um novo (velho) mundo, onde um escultor a espera...

amants.jpg


O fim da reserva da vida privada...

grotesco.jpg
24horas, 04.05.2008

Esta gentinha vive de se expor numa espécie de jardim zoológico à escala do país. Os amores e os desamores são públicos, como são públicas as plásticas, as tatuagens do corpo e da alma, as invejas e as doenças. Que sobrará para a intimidade? A morte? Não será por muito tempo...


Mais um filme que recomendo...

homemduas1.jpg

Não sei se Hannah Arendt chegou a ver este filme de Arthur Hiller. Ela morreu em Dezembro de 1975, pouco depois da estreia de The Man in the Glass Booth. Mas é de crer que tenha lido o romance original de Robert Shaw ou a posterior versão teatral, burilada, diz-se, por Harold Pinter.
O que parece improvável é que Robert Shaw não tenha lido, em 1961, as reportagens que Hannah Arendt assinou no The New Yorker sobre o julgamento de Eichmann, em Israel.
No filme e na vida real, quase tudo se cruza. Karl Adolf Dorff e Karl Adolf Eichmann partilham o mesmo passado e o mesmo destino. E ambos, depois de perseguidos e capturados pela Mossad e transferidos para Israel, são isolados, durante o julgamento, numa câmara de vidro.
Apenas a conclusão difere: Eichmann é condenado à morte; Dorff (aliás, Goldman), absolvido.

homemduas2.jpg

eich.jpg

The Man in the Glass Booth (O Homem das Duas Faces, na versão disponível, em dvd, no mercado português) é um filme absolutamente singular, como muitos daqueles que, em meados da década de setenta, foram produzidos pelo American Film Theatre. Vale, sobretudo, pelo argumento, pelos diálogos e pelo desempenho absolutamente genial de Maximilian Schell, que lhe valeu, aliás, a nomeação para o Oscar de Melhor Actor (distinção, de resto, que já lhe fora concedida em 1961, quando fizera de Hans Rolfe, o advogado de defesa dos oficiais nazis, em O Julgamento de Nuremberg, de Stanley Kramer).
Um filme mais que eu recomendo...

homemduas.jpg


Valter Lemos já foi demitido?... (62)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 03, 2008

De vez em quando, Ravel...

Improviso para servir de mastro...

No bairro em que vivo
todas as casas dão luz e estão completas
não falto em nenhuma
nem mesmo na tua
ainda assim
sairia à rua nesta noite
se alguma bandeira hasteasse
a lua de uma janela que se abrisse
para mim
mas nada
nada do que eu pudesse escrever
alteraria o curso do vento e das marés
neste cais de que não parte
um único barco sem destino certo
a bandeira agora sou eu
e nenhuma lua ilumina
a casa ainda mais distante
que naufraga no poema.

Ademar
03.05.2008

Um ano depois...

Alguns dias após o desaparecimento de Maddie, um boateiro travestido de criminologista insinuava, na RTP, perante um Rodrigues dos Santos notoriamente atónito e atrapalhado, um conjunto de teorias para explicar o crime. Havia a suspeita, dizia ele, de que os McCann se dedicariam ao swing ("amoralidade" que poderia explicar muita coisa) e, médicos que eram, administrariam calmantes ou sedativos aos filhos para os porem a dormir às 19:00 horas. O extraordinário criminologista usava, no seu discurso, a primeira pessoa do plural, para obviamente significar que dispunha de fontes bem colocadas na PJ e na investigação do caso. E até se dava ao desplante de afirmar que não tinham sido feitas certas análises, cujos resultados poderiam fazer luz sobre as circunstâncias em que o crime fora cometido.
Um ano depois, que sobrará de toda esta lama atirada por Barra à parede?...

O conceito de geração serve, precisamente, para isso: para que ninguém se sinta a falhar sozinho...

falhar.jpg
Única - Expresso, 03.05.2008

A geração dos meus avós falhou a educação da geração dos meus pais; a geração dos meus pais falhou a educação da minha geração; a minha geração falhou a educação da geração dos meus filhos; a geração dos meus filhos está a falhar a educação da geração dos meus netos, etc, etc, etc...
Este é o discurso circular da culpa geracional, que nunca morre virgem nem solteira...

Os ícones morrem todos na praia da memória...

icon1.jpg
icon2.jpg
Única - Expresso, 03.05.2008

Caroline de Bendern diz que foi a primeira e a última vez na vida que ergueu uma bandeira. Acredito. Há gestos que não se repetem, porque a memória, simplesmente, o exige...


Grant: The Normal One!...

normal.jpg

Este título, obviamente irónico, não é entendível por todos. Devo confessar que me foi sugerido pelo meu filho Francisco...

Quatro minutos e doze segundos de felicidade musical...


Oportunidade...

dispu.jpg
Tabu - Sol, 03.05.2008

Qual delas?!... pergunta o leitor distraído...

Concorrência é concorrência!...

olhaqdois.jpg
Sol, 05.03.2005

O Expresso avança com Leite. O Sol riposta com Passos (a cara do futuro) e Santana (o candidato que já aprendeu tudo). É a doer!...

Uma entrevista por uma fotografia?!...

mfleitte.jpg
Expresso, 03.05.2008

Olho para esta fotografia, estampada na primeira página do Expresso, e interrogo-me: será uma esmola ou uma maldade editorial?...

Homofobias especulares...

homo1.jpg
homo2.jpg
Público, 03.05.2008

O sentido da pergunta determina sempre a orientação da resposta. Em matéria de comportamentos, o espelho nunca é um avaliador desinteressado...


Uma abstenção incompreensível...

pesar1.jpg
JN, 03.05.2008
pesar2.jpg
24horas, 03.05.2008
pesar3.jpg
Público, 03.05.2008

Que os meninos deputados do CDS tenham avançado com este voto de pesar, não surpreende: têm que se entreter com alguma coisa, nos intervalos da cuia. Mas que o PS, como partido, se tenha abstido na votação, sob o argumento fulminante (atribuído a Jorge Strecht) de que "jamais poderia votar contra o pesar pela morte de alguém" (confundindo voto de pesar com voto de congratulação)... ofende a inteligência. O voto coerente do PS seria a favor. Não foi Eduardo Melo, afinal, um exemplo de altruísmo, intervenção cívica e dedicação à pátria, como garantem os socialistas de Braga?...


Valter Lemos já foi demitido?... (61)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 02, 2008

Para que ninguém diga que deste sol não beberei...

Improviso para lamuriar...

Quanto mais me instalo na prosa
menos se me vêem as cuecas
quem escreve assim
tão pouco poeticamente
não faz jus à imortalidade
para adoçar a crítica
amanhã direi simplesmente
que descuidei a higiene das metáforas.

Ademar
02.05.2008

Amanhã farei greve aos electrodomésticos...

mcc.jpg
Correio da Manhã, 02.05.2008

Amanhã, dia de aniversário, não ligarei o aspirador, nem sequer o micro-ondas. Mais McCann, não!...

O trabalho liberta o homem, pois claro!...

arb1.jpg
arb4.jpg
JN, 01.05.2008
arb.jpg
24horas, 02.05.2008

São sindicalistas "independentes", ignoram a história, e entendem, ainda, que "o trabalho liberta o homem" ("ARBEIT MACHT FREI", na versão pungentemente celebrizada pelos nazis em Auschwitz). A estupidez é universal e intemporal...

O cidadão José Dias...

convitejd.jpg
convitejd2.jpg

Eu sou apenas um dos muitos portugueses que devem alguma coisa ao Zé Dias. Por isso, lá estarei no dia 12, na Centésima Página, para lhe dar um grande abraço e dizer-lhe, uma vez mais, OBRIGADO!...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

mces1.jpg
nces5.jpg

Mário Cesariny, A Cidade Queimada

Valter Lemos já foi demitido?... (60)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

maio 01, 2008

Händel para terminar o dia...

Improviso em forma quase de editorial...

Duas pedras
uma em cada mão
nenhuma luz ou sombra
a servir de alvo ou objecto
nenhum altar
nenhum deus
o puro desconsolo da ira
que te impele em direcção a um espelho
vazio
as ruas agora desabitadas
os sinos pesam como terra molhada
e já ninguém consegue tocá-los
há multidões que ainda choram uma criança desaparecida
diante da tela estreita de todas as noites
como se o universo coubesse todo
em Hitchcock
há multidões que tentam descer à cave
dos satélites
para disparar sobre o monstro
enquanto o presidente garante
civilização
há multidões que querem saber de tudo
e de nada
nessa indiferença assassina
entre a mesa e a cama
em que se deita o cansaço de todas as vidas
e há multidões refasteladas na espreguiçadeira do tédio
esperando apenas a tragédia
da próxima edição.

Ademar
01.05.2008

A vida e a poesia também não têm guião, mas...

wong.jpg
JN, 01.05.2008

My Blueberry Nights (O sabor do Amor) é o mais recente filme de Wong Kar-Wai. Ainda não vi e não sei se verei tão cedo. Wong Kar-Way anda, há anos, a fazer e a refazer o mesmo filme. Também por isso é que já não precisa de guião...

Finalmente, a recompensa?...

carr10.jpg
JN, 01.05.2008

Esta nomeação estava encalhada há não sei quanto tempo. Será agora?...

40 anos depois, preparemo-nos para a overdose...

maio13.jpg

maio11.jpg
maio12.jpg
Visão-História, 30.04.2008


Das Utopias

Se as coisas são inatingíveis... ora!
não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
a mágica presença das estrelas!

Mário Quintana


Entre a raiva ou o cinismo de todos os que têm contas privadas a ajustar com a geração de 60 e o contraculturalismo mais ou menos poético dos que recusam o necrotério da ordem e da disciplina a qualquer preço, Maio de 68 aí está, de novo, a desafiar e a dividir a memória dos sobreviventes. Nesta contenda, declaro-me, como soissante-huitard, absolutamente imparcial: continuo, com Mário Quintana, atento a todas as estrelas..

Juro pela minha honra que não pertenci à "geração rasca" de Maio de 68!...

1968.jpg

968.jpg

Eu tinha só, na altura, 15 anos e vivia na mais pacata e ordeira das cidades portuguesas...

Feche a porta antes de entrar!...

quino.jpg
Quino, Gente

O último renascentista...

ptp2.jpg
ptp1.jpg
Correio da Manhã, 30.04.2008

Pintor, poeta, talvez compositor em potência e futuro fadista e, quem sabe?, escultor de sentimentos e arquitecto de memórias. Paulo Teixeira Pinto, ele próprio. Caberá ainda em si? Ou em dó?...

A vantagem de viver num país bem dotado de massa crítica...

4.jpg
4a.jpg
Sábado, 30.04.2008

Em terra de idiotas, quem tem quatro neurónios é um génio...

Os eleitores agradecem sempre a sinceridade...

cape.jpg
Sábado, 30.04.2008

A gente já tinha percebido, mas ainda bem que há deputados que o admitem. Uma vez mais se comprova que há, em Portugal, excesso de fadistas...

A crise não poupa nada, nem ninguém...

deuts.jpg
Sábado, 30.04.2008

É cada vez mais penoso ser executivo, seja do que for...

Valter Lemos já foi demitido?... (59)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Hoje sou eu que os junto de novo, para que se amem aqui: Edith Piaf e Yves Montand...





1º de Maio...

Os jovens também não conhecem isto. Sobreviverão?...