" /> abnoxio: abril 2008 Archives

« março 2008 | Main | maio 2008 »

abril 30, 2008

Improviso para fogo e armistício...

A vida nunca sai da toca
para ser caçada
mais depressa
enferruja a arma
ao caçador
nenhuma fábula
cabe no enredo da caça
nenhuma moral
nenhuma verdade.

Ademar
30.04.2008

Quereis saber o que é uma canalhice editorial? É isto!...

coocan.jpg
Correio da Manhã, 30.04.2008

Depois de ler este título, que serve de manchete à edição de hoje do CM, que pensará o leitor mais incauto ou distraído? Que a violação se deu na escola ou num contexto conotável com a escola. A qualificação da vítima como "ALUNA" não pretende outra coisa, senão passar a ideia (ou a impressão) de que o crime está, de algum modo, associado à escola. A impressão, aliás, é reforçada a encarnado, quando o título sublinha que três dos supostos violadores são "colegas de escola" da vítima.
Chama-se a isto, num português que todos entendem, canalhice editorial. Só faltará mesmo agora que o Expresso , na sua edição on-line, publique as imagens da violação, que algum dos "ALUNOS" agressores, certamente, terá registado no telemóvel...


Duas imagens com endereço...

franebaix.jpg

Janeiro de 1995. Aveleda. O Francisco e o Baixinho. O Francisco tem hoje 15 anos. O Baixinho teria um pouco mais, se ainda existisse. Não sei se a Laura conhece esta fotografia. Se o Segundo Volume do Diário fosse ilustrado, esta imagem teria de lá estar. Em vários momentos. Há Diários que têm mais vida dentro do que a maior parte dos romances...

fran12.jpg

Julho de 1995. Aveleda. Ainda o Francisco. À direita, estava a Laura, que não aparece na fotografia. A memória extravasa sempre o olhar...


Valter Lemos já foi demitido?... (58)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Manchester-Liverpool...

Imagine-se: o título de uma canção de Marie Laforêt!...

abril 29, 2008

Quem se lembra de Marie Laforêt?...

Há mais de 30 anos, certamente, que eu não via, nem ouvia Marie Laforêt. Quem ainda se lembrará dela? Esta pergunta, claro, não é para ti, Henrique!...


Improviso sobre um azulejo...

azule.jpg

Uma criança perguntou-me hoje
se a felicidade podia ser estampada
num azulejo
estampada não
respondi
tecida apenas
a fonte da felicidade
está no tear
(expliquei-lhe o que era um tear)
e na inteligência das mãos
que distinguem e entrelaçam os fios
disse-me que entendera.

Ademar
29.04.2008

Modesta sugestão editorial a Paulo Teixeira Pinto...

guimtp.jpg

Como se sabe, Paulo Teixeira Pinto, ex-presidente do BCP e badaladíssimo poeta (na voz, sobretudo, de Mário Crespo), comprou há pouco tempo a Guimarães Editores. Eis aqui um livro do catálogo da secular editora que mereceria ser reeditado. Ninguém, de resto, melhor do que Teixeira Pinto para perceber a exuberância metafórica e a actualidade deste excelente romance de Joaquim Paço d'Arcos...

As coisas extraordinariamente importantes que os jovens portugueses ignoram...

dn11.jpg
DN, 25.08.1911

Uma surpresa filha da... ingenuidade...

jard69.jpg
24horas, 29.04.2008

Jardel é injusto: nos bons e nos maus momentos, terá beneficiado sempre, certamente, da atenção e do carinho das mães...

Seis meses em quatro continentes...

equ2.jpg

equ1.jpg
DN, 29.04.2008

Não é a notícia do que se fez, mas do que irá fazer-se. O que não impede o DN de lhe dedicar a primeira página, com uma foto (aliás, mui garbosa e tauromáquica) do romancista...

Desconfio que o monstro de Loch Ness também acabará por ser localizado na Áustria...

mmmo.jpg
DN, 29.04.2008

Convenhamos, porém, que Hitler, no papel de monstro (austríaco), foi muito mais convincente...

Foge, barão, que ainda te apanham com a objectiva na mão!...

pper.jpg
DN, 29.04.2008

O DN começa a especializar-se nesta arte voyueurística de fotografar "notáveis" ou "barões" no meio de multidões. Não fosse a auréola e ninguém reconheceria aqui Pacheco Pereira...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

jim10.jpg
jim12.jpg
Jorge Sousa Braga, O Poeta Nu

Viva os Jogos Olímpicos de Pequim!...

fals.jpg

Há quem se escandalize com fotografias como esta ou com os enredos que elas evidenciam (aqui, militares chineses preparando-se para fazer de monges tibetanos). Há muito que o exercício cénico da política, baseado no engano, na mistificação ou, simplesmente, na falsificação, deixou de me escandalizar. Por vezes perguntam-me por que sou ou por que estou tão cínico. Por vezes ainda aceito, como agora, responder: porque a natureza humana é a mais previsível (e a mais cruel) de todas as naturezas...

Do you like me now?!...

jwilmot.jpg
John Wilmot


Johnny Depp no papel de John Wilmot

John Wilmot foi (1647-1680), Stephen Jeffreys escreveu (1994), Laurence Dunmore cinematografou (2004), Johnny Depp interpretou: O Libertino. Um filme mais que vos recomendo...


O Libertino não vale apenas pela interpretação de Johnny Depp, mas também de Samantha Morton e Rosamund Pike (as duas Elizabeth da vida de Wilmot) e John Malkovich (o rei Carlos II). Deixo-vos com a sequência inicial e a sequência final do filme. Reparai na simetria...

Sequência inicial
value="http://www.youtube.com/v/lpI3hjHDXoA&hl=en">

Sequência final

Valter Lemos já foi demitido?... (57)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 28, 2008

Ainda Ferré...

Um extra muito especial, para fechar o dia...


Improviso ele mesmo excêntrico...

Vivo de menos
para escrever de mais
há uma vida nas palavras
que só cabe nas palavras
uma vida que fosse
todas as vidas
de que nada ficasse por contar
ou por dizer
no horizonte das palavras
não há destinos excêntricos
todas as personagens são reais.

Ademar
28.04.2008

O país grotesco...

Três excertos da longa e canalha entrevista de Cunha Vaz ao Público. Percebe-se agora melhor por que Santana e Menezes são, politicamente, uma fraude e o PSD... um circo...

EXCERTO 1: O MANDANTE E O FACTÓTUM...
cv12.jpg

EXCERTO 2: A HARMONIZAÇÃO FISCAL E O CONTRATO...
cv13.jpg

EXCERTO 3: A LÍNGUA NOS DENTES OU OS DENTES NA LÍNGUA
cv11.jpg
Público, 28.04.2008

Dois despachos amorosamente simétricos...

doisdesp.jpg
Diário da República, 2ª Série, nº74 - 15 de Abril de 2008

No mesmo dia, sai pela porta da direita como secretária pessoal e entra, pela porta da esquerda, como... prestadora de apoio técnico.
Estes despachos não deviam ser públicos...

O Público ensandeceu?!...

cunhav.jpg
Público, 28.04.2008

Que o Público dedique quatro páginas ao dono de uma agência de comunicação... já pareceria de mais. Mas que lhe dedique ainda, quase por inteiro, a primeira página... dá que pensar. Francamente, não sei se o P a vermelho que encima o grande plano do rosto da criatura significa Público ou... Publicidade...
Há peças jornalísticas que tresandam a frete...

E não se poderá criminalizar o próprio CDS?...

crimen.jpg
JN, 28.04.2008

Um crime novo (?) "não sujeito a interpretação jurídica". O sentido desta subtileza escapa-me. Lá terei, aos 55 anos, de regressar aos bancos da Faculdade de Direito...

Quem quer morrer em directo, "instalado" às mãos de Gregor Schneider ?...

gregor.jpg
Gregor Schneider

Há mais de 20 anos que previ que ainda assistiríamos a programas de morte em directo nas televisões. Doentes terminais aceitariam morrer em directo num estúdio, para gáudio e entretenimento de milhões de telespectadores. Até imaginei um sistema de apostas, o totóbito. Quem acertasse na hora exacta da morte... arremataria o prémio.
O artista plástico alemão Gregor Schneider deve ter lido o meu texto. Ele está, actualmente, à procura de um doente terminal que se disponha a morrer em directo numa galeria de arte, no contexto de uma instalação.
Se bem conheço a espécie humana, não faltarão candidatos...

gregor2.jpg
Gregor Schneider, Mann mit Schwanz, Rheydt, 2004

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

puem.jpg
Gonçalo M. Tavares, 1

Momentos fatais na vida de uma mulher...

meias.jpg
Sol, 25.04.2008

Eu sei que os leitores gostariam muito de ler o resto desta crónica-composição de Margarida Rebelo Pinto... sobre as meias dos homens. Lamento, mas a crónica inteira só poderá ser lida na versão impressa do próprio jornal. Eu, aqui, apenas sirvo (e promovo) as entradas...

Valter Lemos já foi demitido?... (56)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 27, 2008

A música que quase me faz sentir galego...

Improviso concêntrico...

Renuncio à geometria
das certezas da alma
todas as formas têm um desleixo
de cores e de sons e de sentidos
que me incompleta
percebo mais de desterros
do que de multidões
e nunca espero respostas
da eternidade
senão intuições.

Ademar
27.04.2008

Cada vez gosto mais das capas da Pública...

hf.jpg
Pública, 27.04.2008

Há quase sempre mais feitiço na sobriedade do que na exuberância...

Anúncio de interesse público para senhoras que...

massagemi.jpg
JN, 27.04.2008

Não sei se o cavalheiro anunciante dá ou recebe massagens, compra ou vende. O que importa é que as senhoras tenham 57 anos e sejam cultas e extremamente discretas...
Na dúvida, convirá que tenham duas mãos e saibam usá-las...

Uma iniciativa que merece ser acarinhada...

mal.jpg
JN, 27.04.2008

O próximo jantar, creio, deverá reunir suicidas falhados. Estou certo de que terá muitos mais participantes...

A superioridade natural do sucesso superior...

inss.jpg
JN, 27.04.2008

A verdade é que, mais tarde ou mais cedo, todos os alunos terminam os seus cursos. Não há-de tardar muito, aliás, que as universidades portuguesas, no acto da primeira matrícula, distribuam logo aos alunos o diploma respectivo (pelo menos, o de licenciatura, que hoje não serve para nada). Poupar-se-ia assim, de resto, um ror de incómodos, desde logo, aos professores universitários, que, em geral, detestam "dar aulas" a catraios e a catraias...

Os conselhos do Quintino, perdão, do Dr. Quintino...

q1.jpg
q2.jpg
24horas, 27.04.2008

A Francisca adora o marido, mas as hormonas exigem-lhe um pouco mais de diversão. A Natacha está farta de preliminares orais e quer mais cama do que mesa. O Dr. Quintino, generosamente, esclarece-as. Ele também prefere a acção directa...

Eis a culpada dos meus resultados do Sporting Clube de Portugal!...

sp.jpg
24horas, 27.04.2008

Os fatos não eram os mais adequados. Metidos neles, os jogadores não rendiam. Está tudo esclarecido.
Paulo Bento pode, finalmente, respirar de alívio. Devagarinho, claro...

O melhor, de facto, é ser secreto...

amea.jpg
24horas, 27.04.2008

"A fama é uma forma de incomodidade. Não aconselho ninguém a ser famoso; o melhor é ser secreto."
Jorge Luis Borges

A "besta negra" que aconselha Cavaco...

besta.jpg
Sábado, 23.04.2008

Maria Henrique ESPADA acha que João Carlos ESPADA é a "besta negra" da esquerda (não sei se a esquerda portuguesa, se a esquerda planetária). Está enganada, pela menos, na parte que me diz respeito. João Carlos Espada tem, hoje, muito mais graça do que tinha quando tentava imitar, canhestramente, José Estaline. Nessa altura, quando o conheci, ele era chato, presunçoso e quadrado. Hoje, continua a ser presunçoso e quadrado, mas diverte quem o ouve e quem o lê, com as coisas patetas que, acacianamente, vai dizendo e escrevendo, designadamente, no Expresso. Faltou apenas a Maria Henrique ESPADA lembrar que João Carlos ESPADA, para além de todos os atributos que o ornamentam, também passa, actualmente, por assessor político do Presidente da República. Cavaco tem, na intimidade, os conselheiros que merece...

besta2.jpg
Expresso, 25.04.2008

Este ministro ou é masoquista ou sadomasoquista...

cump.jpg
Público, 27.04.2008

Quando leio notícias deste jaez, lembro-me sempre de Os Idiotas, de Lars Von Trier. Por que será?...

Diz-me como falas dos jovens, dir-te-ei quem és...

pedrosa.jpg
Inês Pedrosa, Expresso - Única, 25.04.2008

Nos útimos tempos, quase toda a gente (não é o caso da cronista do Expresso) diz mal dos jovens, já se tornou uma espécie de desporto nacional. Há pouco tempo, uma colega informou-me que deixaria de ler este blogue, porque eu estaria sempre a "desculpar" ou a tentar "compreender" os comportamentos juvenis. designadamente, dos alunos. Ela precisa, desesperadamente, de "culpados" (crianças, adolescentes, pais) e ferve de vontade de os castigar de alguma maneira...
Ela não leu Brecht e, se o leu, não percebeu: "DO RIO QUE TUDO ARRASTA SE DIZ QUE É VIOLENTO, MAS NINGUÉM DIZ VIOLENTAS AS MARGENS QUE O COMPRIMEM".
Eu não consigo fixar apenas os olhos no movimento das águas que tudo arrastam: presto também atenção às margens (às condicionantes) da vida...

Valter Lemos já foi demitido?... (55)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 26, 2008

Bach por Glenn Gould... para quem quiser...

Uma das minhas peças favoritas de Bach (BWV 1050, 3º Andamento). Convém lembrar que Glenn Gould morreu em 1982...

Improviso para índice do poeta...

Existo para pouco
tirando naturalmente para o que me pagam
ouvir Bach
e colher improvisos no espelho das noites
como quem
de olhos vendados
colhesse rosas num canteiro de acácias
é quase tudo falso ou redundante
no que escrevo
menos a vida e a morte
e o sangue das palavras
não tenho resposta para perguntas fabulosas
nem sei como se fotografa o reverso do silêncio
nas costas da insónia.

Ademar
26.04.2008

Exclusivo! Centenas de automóveis chocam em cadeia à entrada da cidade de Braga! (3)

a21.jpg
a22.jpg
a23.jpg
a24.jpg
a25.jpg
a26.jpg
a27.jpg
a28.jpg

Exclusivo! Centenas de automóveis chocam em cadeia à entrada da cidade de Braga! (2)

a9.jpg
a10.jpg
a11.jpg
a12.jpg
a13.jpg
a14.jpg
a15.jpg
a16.jpg
a17.jpg
a18.jpg
a19.jpg
a20.jpg

Exclusivo! Centenas de automóveis chocam em cadeia à entrada da cidade de Braga! (1)

a1.jpg
a2.jpg
a3.jpg
a4.jpg
a5.jpg
a6.jpg
a7.jpg
a8.jpg

Portugal colonialista explicado aos jovens...

port1.jpg
port2.jpg
O Mundo em que vivemos - 8, Portugal, Brasil, 1966

Corroboro o apelo de Jardim...

ja69.jpg
Público, 26.04.2008

Todos os "loucos" (Ferreira Leite, Passos Coelho, Santana, Patinha, etc) deveriam desistir. Jardim só irá a jogo se for candidato único. Por favor: abri alas!...
Queremos rir...

Um ataque inesperado e cobarde...

div11.jpg
24horas, 26.04.2008

Uma questão de estilo, naturalmente...

Uma recomendação a Cavaco...

cava11.jpg
JN, 26.04.2008

O desinteresse dos jovens pela política não reflectirá, antes de mais, o desinteresse dos próprios pais e da sociedade em geral? E que faz a escola pública para "interessar" os jovens?...
Vários estudos têm destacado o empenhamento cívico e político evidenciado pelos jovens que passaram pela Escola da Ponte. Por que será? Porque, desde muito cedo, se habituaram a partilhar com os professores e os pais as responsabilidades de gestão diária da escola e dos seus recursos. Poucas decisões na Escola da Ponte são tomadas sem o envolvimento directo e activo dos alunos. Só assim (e não com discursos, mais ou menos pomposos e acacianos) se forma a consciência cívica e democrática das novas gerações.
Há muitas coisas que não precisam de ser inventadas, porque já existem. Se o Presidente da República quer perceber como se promove o civismo e o interesse dos jovens pela política... sugiro-lhe que vá passar uns dias à Escola da Ponte e veja como se faz. Tenho a certeza de que não se arrependerá...


Alguém que arrase de vez a mocinha, que já não se aguenta tanta disponibilidade!...

clarasoo.jpg
24horas, 26.04.2008

Começo a ficar deprimido...
E eu... que folheio o 24horas, apenas, para rir...

Valter Lemos já foi demitido?... (54)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 25, 2008

Os jovens têm sempre as costas largas...

Queixa das Almas Jovens Censuradas. Natália Correia por José Mário Branco: ainda antes do 25 de Abril...

Improviso para abençoar o paradigma...

A inteligência artificial tem as suas vantagens
senhora
coloca-se nela
tudo o que se quer
a aula planificada
a paixão pela história
e até pela gramática
a calculadora mental
e a crítica da razão pura
e a disciplina claro
a obediência silenciosa e reverente
sem a qual
não há escola nem aprendizagem
e quando toca a campainha senhora
para o turno da ensinança
é só carregar na tecla
e tudo volta a engrenar
a inteligência artificial tem as suas vantagens
senhora
até dispensa a democracia
até dispensa a liberdade.

Ademar
25.04.2008

Os jovens e o conhecimento da história...

Parece que a Universidade Católica, por meio de uma sondagem, descobriu que a maior parte dos jovens portugueses não sabe quem foi o primeiro presidente da República, eleito democraticamente. Provavelmente, inquirido nestes termos, eu também não saberia, a não ser que, previamente, alguém me explicasse o critério da pergunta. Manuel de Arriaga, o primeiro Presidente da República, foi eleito democraticamente? Ou terá sido Ramalho Eanes, depois do 25 de Abril?...
A propósito da "ignorância" dos nossos jovens, a SIC aventurou-se e foi a uma escola (felizmente não identificada) assistir a uma aula de História sobre o 25 de Abril. Eu julgava, como professor, que já não havia, nas escolas portuguesas, aulas assim. Descrevo: os alunos estavam sentados em carteiras individuais, virados todos para o quadro e para a professora. A professora começava a dizer frases e esperava que os alunos as completassem, tipo: o 25 de Abril foi em 1900... e? Os alunos deveriam, em coro, responder: 1974. Enquanto acompanhámos a aula, a aula decorreu assim. A professora começava as frases que os alunos deveriam completar. Aluno=papagaio.
Se isto ainda é o padrão comum do ensino da História nas escolas básicas portuguesas... percebo muito bem por que os alunos não sabem, nem querem saber História. Eu também não saberia. Mais: odiaria a História e os professores da dita. Aliás, a propósito, devo confessar um pecado: só comecei a interessar-me verdadeiramente por História depois de terminar o Liceu, quando ingressei, em Coimbra, na Faculdade de Direito e, no primeiro ano, tive uma disciplina de História do Direito Português, na altura, regida por Botelho Espanha. Até então, eu também aprendera a odiar História...
Que, quarenta anos depois, ainda se ensine História nestes termos... ultrapassa, absolutamente, a minha capacidade de entendimento...


O direito (muito mais do que a cantiga) é uma arma...

advogados1.jpg
advogadooos.jpg
Sol, 25.04.2008

Há quem se dispa e há quem dê pareceres jurídicos. O direito é uma arma. Usa-a quem pode. E uma assinatura, por vezes, vale uma doutrina. E significa o ganho de uma causa. Há quem se faça pagar por isso. Muito bem. E quem compre. Sem olhar a despesas, nem a concursos. Sempre foi assim, em todos os regimes. O que surpreende é que haja ainda quem se deixe surpreender...

Toda a nudez será recompensada...

nudez.jpg
Notícias TV, 25.04.2008

Cada um, cada uma faz o que sabe ou pode fazer. A mim não me pagam para isto...

Uma primeira página, futebolisticamente, equilibrada...

futebbb.jpg
Correio da Manhã, 25.04.2008

A tela (e a teia) do futebol indígena...

Por mais quantos anos é que ele irá ser suspeito?!...

pcosta.jpg
24horas, 25.04.2008

E a quem interessará que a suspeita se eternize?...

Uma repórter risível...

mdlp.jpg
Sábado, 23.04.2008

O último parágrafo desta reportagem da Sábado, sobretudo a declaração atribuída ao "politólogo" José Adelino Maltez, só pode ser produto de alguma bebedeira. Em 1974/1975, Mesquita Machado mal sabia quem era o Cónego Melo e Domingos Névoa, coitado... ainda menos. Ou o politólogo não sabe o que diz, ou a autora da reportagem (Maria Henrique Espada, quem haveria de ser?) confundiu as notas e as datas e as circunstâncias...
Na imprensa deste Portugal dos pequeninos... vale tudo...

Ironias da história: o 25 de Abril como sétimo dia...

em1.jpg
3m2.jpg
Diário do Minho, 25.04.2008

Ao sétimo dia, garantem as escrituras, o criador desistiu. Como eu o entendo...

Improviso sobre um tema de Ian Curtis...

Todas as manhãs visto
a mesma pele
e saio à rua
com a mesma pele
para que ninguém me reconheça.

Ademar
25.04.2008

Love will tear us apart...

lovewill.jpg
Vi esta manhã Control, de Anton Corbijn. Um filme fotográfico e intimista, quase despido de sociologia. Ian Curtis, magnificamente reincarnado aqui por Sam Riley, foi o lider e vocalista da banda de Manchester, Joy Division (recordo-o mais em baixo, interpretando She's Lost Control). Matou-se em 1980 com 23 anos, a idade que tem hoje Cristiano Ronaldo, o novo herói de Old Trafford. No lugar onde repousam as suas cinzas, a lápide recorda o título daquele que foi um dos seus maiores sucessos: Love will tear us apart...


Aqui, o verdadeiro Ian Curtis...

Valter Lemos já foi demitido?... (53)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

25 de Abril: só é mesmo pena que ainda haja tão pouco asseio em Portugal...

abril 24, 2008

Uma espécie de furto ou de abuso de confiança...

Código Penal, artigo 203º ou 205º: uma questão, apenas, de qualificação do crime...

Improviso para invalidar o Génesis...

Não sei se falta um terceiro género
ou um terceiro sexo
sei apenas que deus abandalhou
a obra da criação
ao sétimo dia ou um pouco antes
deus ou a selecção natural
por melhor que encaixem
pela frente ou por trás
macho e fêmea nunca esgotam
o espantoso roteiro das possibilidades.

Ademar
24.04.2008

Celebrando na véspera mais um 25 de Abril...

vellha1.jpg
vellha22.jpg
vellha3.jpg
Mário-Henrique Leiria, Contos do Gin-Tonic

Há pessoas que têm uma extraordinária opinião sobre si próprias...

menin69.jpg
Público, 24.04.2008

Santana Lopes será mesmo candidato à liderança do PSD, confirmou esta tarde. Definitivamente, não aprendeu nada, enquanto andava por aí. E o umbigo continua a pesar-lhe, como bronze...

As coisas que a Ministra da Educação julga saber...

actamm.jpg
Sábado, 23.04.2008

Uma acta é uma acta, um memorando (dito de entendimento) é um memorando. A Ministra da Educação deve ter no seu gabinete algum assessor que lhe explique a diferença. E que também lhe explique que a leitura em voz alta não é requisito de validade do documento, seja ele uma acta ou um memorando (de entendimento). O que importa é que os membros do órgão (tratando-se de uma acta) ou as partes que se entendem sobre alguma coisa (tratando-se de um memorando de entendimento) conheçam o conteúdo do documento e o aprovem. E, tratando-se de um memorando, o subscrevam. As actas, como se sabe, depois de lidas (não necessariamente em voz alta, prática aliás pouco recomendável) e aprovadas, são assinadas apenas pelo presidente do órgão e pelo secretário da reunião.
Partindo do pressuposto de que a notícia da Sábado é verdadeira, não sei se o seu autor pretendia com ela elogiar ou pôr a ridículo a Ministra da Educação...


Ainda veremos Santana Lopes abraçado a Saramago?...

saram19.jpg
DN, 24.04.2008
saram20.jpg
Público, 24.04.2008

A fama atrai sempre os que a procuram ou dependem dela...

Por que não transferem o "Palácio" para o castelo?...

feirasm.jpg

O Palácio da Justiça de Santa Maria da Feira foi encerrado. O Palácio, construído há pouco mais de 15 anos sobre o pântano (diz-se), ameaça ruir. O Palácio mais parece, pelos alicerces, uma barraca.
Tudo não passa de uma metáfora, claro: o Palácio é Portugal...

Uma questão simplesmente de formatação...

praxxx.jpg

absolv.jpg
DN, 24.04.2008

Ainda não conheço o teor do acórdão aqui discutido, mas não me surpreende a orientação do tribunal. A cabeça dos magistrados está formatada na praxe...

O simbolismo de um cadeado...

cadeado.jpg
JN, 24.04.2008

O leitor do JN não percebeu o óbvio: o cadeado simboliza a inviabilidade da comunicação...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

almneg.jpg
José de Almada Negreiros, Obras Completas

Valter Lemos já foi demitido?... (52)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Valter e a sombra...

valter4.jpg
valter2.jpg
valter3.jpg
Mário-Henrique Leiria, Contos do Gin-Tonic

abril 23, 2008

A Ministra da Família, de Berlusconi...

mara.jpg

Silvio Berlusconi é um pândego! Falta apenas saber se Mara Carfagna cuidará, nestas poses de estado, dos negócios da família italiana, que tanto preocupam Ratzinger...

Nunca, até hoje, ouvira falar de Urueña...

Temos que lá ir...

Improviso para me dizer muitas vezes...

Ainda guardo na memória dos sons
todas as caixas de música que nunca me deste
sonatas e valsas e talvez alguns tangos
e aquele nocturno de Chopin
que se calhar nunca foi de Chopin
e melodias simplesmente sem pedigree
cães sem trela nem raça
vadios nos olhos
como sempre me viste
as caixas de música têm a infância dentro
a acústica dos grilos
nas noites que não sobram.

Ademar
23.04.2008

É apenas uma balada, senhor!...

Rita Pereira, artisticamente, Rita Redshoes. Ouvi-a há tempos num recital, perdão, num concerto de David Fonseca e gostei da voz e da expressão. Hoje apetece-me recuperar aqui esta balada: Dream On Girl...

Se a Itália tem Berlusconi e a Venezuela, Chávez... por que não havemos nós de ter Jardim?

jardi.jpg
jardi1.jpg
jardi2.jpg

Basta de políticos que nos deprimam! Viva a gargalhada!...
E cantemos e dancemos todos, para desopilar, o bailinho da Madeira...

Os excessos do Público...

chico.jpg
Público, 23.04.2008

José Manuel Fernandes nunca resiste a um passo de dança. Se Chico Rodrigues foi o pai da extrema- esquerda em Portugal, quem terá sido a mãe? Nossa Senhora de Fátima? João Carlos Espada?...
Em formato de banda desenhada, a história (mesmo da extrema-esquerda) vende-se sempre melhor...

A minha é maior do que a tua?!...

esta11.jpg
Sábado, 23.04.2008

Perguntas que o império (da vaidade) tece...

Alguém se lembra do número de presidentes que o PPD/PSD já teve?

quantos.jpg
Sábado, 23.04.2008

Eu sei que a pergunta de capa não é esta, mas poderia ser...
Ou deveria?...

Espero que autorizem João Botelho a filmar...

acare.jpg
A Bola, 23.04.2008

O realizador desconhecido de Corrupção, essa obra-prima (para não dizer gémea) do cinema português contemporâneo, faria por certo desta acareação um sitcom de estrondoso e imparável sucesso popular. Muito especialmente, se fosse Leonor Pinhão, a sua amantíssima esposa, a escrever o scrip...

O que importa é levar a instrução avante!...

mhlins.jpg
Mário-Henrique Leiria, Contos do Gin-Tonic

Ironia sacramental...

casam11.jpg
Mário-Henrique Leiria, Contos do Gin-Tonic

Valter Lemos já foi demitido?... (51)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 22, 2008

Quantas vezes também eu disse este poema?...


Improviso para servir de estátua...

Não sei escrever poemas
populares
rimados no senso comum
os meus olhos vêem fendas
até nas verdades de bronze.

Ademar
22.04.2008

A transição do 115 para o 75: algumas questões... (3)

decr1.jpg

Por vezes interrogo-me sobre a sanidade mental de quem redige normas como estas. É certo que, nesta matéria, o 75 nada inova em relação ao 115. Mutatis mutandis, tudo continua na mesma. Ou seja, os representantes dos pais continuarão a ser "eleitos em assembleia geral, sob proposta das respectivas organizações representativas". Alguém consegue imaginar, por exemplo, dois mil pais reunidos em assembleia para eleger os seus representantes no Conselho Geral do Agrupamento? E quando, num agrupamento, há meia dúzia ou mais de associações de pais (que, por vezes, não se entendem)... quem poderá, legitimamente, invocar a representação do todo ou da maioria?...
Manter esta fórmula procedimental para a eleição dos representantes dos pais é uma patetice.
Por outro lado, e relativamente aos docentes, de que modo e com que critérios se assegura no CG a "representação adequada dos diferentes níveis e ciclos de ensino, assim como da categoria dos professores titulares"?
Eu sei, repito, que nada disto é verdadeiramente novo, mas... que se insista no disparate, dez anos depois do 115, só pode mesmo levar-me a pensar que há, em Portugal, um Ministério que não aprende nada com a experiência e que esse Ministério, desgraçadamente, é o da Educação...

Um debate que recomendo...

Pediram-me que divulgasse a iniciativa: faço-o aqui com muito gosto. Sei que o Rui Canário e a Helena Dias, pelo menos, dirão o que, nesta altura, se impõe que seja dito...
cartazmep.jpg

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

manuelba1.jpg
manuelbar2.jpg
Manoel de Barros, Ensaios Fotográficos

Mais uma desautorização...

mlr10.jpg
mlr11.jpg
DN, 22.04.2008

Acumulou cedências, falhanços, contradições insanáveis, declarações infelizes, trapalhadas de vária ordem. Ainda considera, pelos vistos, que tem condições para continuar ministra. Formalmente, sim: enquanto o primeiro-ministro quiser. Uma coisa, porém, é estar ministra; outra, bem distinta, ser respeitada como ministra. Maria de Lurdes Rodrigues, coitada, ainda não percebeu que já quase ninguém a leva a sério...

A transição do 115 para o 75: algumas questões... (2)

dec5.jpg
dec7.jpg

Confesso que, em certos agrupamentos ou escolas não agrupadas, eu não gostaria de estar na pele do actual presidente da Assembleia de Escola, sobre cujos ombros repousa a aplicação imediata do Decreto-Lei nº75/2008.
A partir de amanhã, disporá de 30 dias para desencadear "os procedimentos necessários à eleição e designação dos membros do CGT". Se não puder contar com o apoio eficaz e leal do conselho executivo, a sua missão poderá ser quase uma missão impossível. O curioso é que, se ele não conseguir em 30 dias "desencadear os procedimentos necessários" (designadamente, por falta de apoio do órgão executivo), a missão passará, precisamente, para o... presidente do conselho executivo. Ou seja: será uma situação em que o "crime" compensará...
Dir-me-ão, já sei, que no Memorando de Entendiemnto entre o Ministério da Educação e a Plataforma Sindical dos Professores ficou consignado que "o prazo para a aplicação do primeiro procedimento decorrente do novo regime de autonomia, gestão e administração das escolas pode estender-se até 30 de Setembro de 2008". Sim, poderá... desde que seja publicado em tempo útil um novo decreto-lei que altere, neste ponto, o que vem disposto no diploma que entrará em vigor amanhã. Até lá, aplicar-se-á o 75, na sua presente formulação...
Claro que, nesta altura, muitos conselhos executivos, que estão em vias de terminar os seus mandatos, aspiram ardentemente ao cumprimento do Memorando...

A transição do 115 para o 75: algumas questões... (1)

dec2.jpg

A composição do Conselho Geral Transitório (que irá elaborar e aprovar o regulamento interno, organizar as eleições para o conselho geral e, se for o caso, proceder à eleição do director) é absolutamente extraordinária. No mínimo, terá 19 elementos; no máximo, 21. Só poderá deliberar estando constituído na totalidade (ver em baixo o nº8).
O município terá 3 representantes, designados pela Câmara (que poderá delegar nas juntas de freguesia). Estes representantes do município representarão o quê? E se forem, todos eles, designados pela respectiva Câmara Municipal, representando portanto a mesma entidade (o mesmo mandante), entender-se-á que votem de forma diferente? Ou será que se espera que os representantes do município se representem, afinal, a si próprios? E poderão as Câmaras ou as Juntas de Freguesia (ou a "comunidade local") indicar, como seus representantes, professores ou pais do próprio agrupamento ou da própria escola não agrupada?...
Outra pergunta: não sendo possível consituir na totalidade o CGT (várias hipóteses poderão concorrer nesse sentido), como se ultrapassará o impasse?...

dec3.jpg

Fixai: Decreto-Lei nº 75/2008, de 22 de Abril...

dl1.jpg

Foi publicado hoje, entrará em vigor amanhã. Morre o 115, nasce o 75. Para que tudo fique na mesma, é preciso que alguma coisa mude...

Valter Lemos já foi demitido?... (50)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 21, 2008

Improviso em forma de brinde teológico...

Bebamos hoje à saúde
do próximo deus que inventaremos
a morte é um negócio cansado
precisamos de deuses descontraídos
e sorridentes
que não se injectem à porta dos bares
do alterne da vida
deuses baratos
que não cobrem côngrua nem dízimo
nem se façam explodir
entre as coxas das virgens adiadas
essas virgens eternamente prometidas à eternidade
que nunca dura mais
do que uma vida mal contada
deuses sem toras e sem taras
etimologicamente intocáveis
à prova de messias e de mártires
e de altares que não caibam na noite
bebamos hoje à saúde de nós mesmos.

Ademar
21.04.2008

Os escritores (não confundir com escribas) não são entrevistáveis...

Charles Bukowski já morreu há 14 anos. Recordo-o aqui, numa das mais célebres emissões de Apostrophes...

Serviço Nacional de Saúde...


Sócrates, nu, há vinte anos atrás...

nud4.jpg
nud3.jpg
DN, 21.04.2008

Tinha então 30 anos e defendia no Parlamento o nudismo, só ao alcance, dizia ele, de pessoas "com elevada consciência cívica e ecológica". As coisas que a gente faz e diz quando tem 30 anos...


O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

kno.jpg
In Século de Ouro - Antologia Crítica da Poesia Portuguesa do Século XX (organização de Osvaldo Manuel Silvestre e Pedro Serra)

Valter Lemos já foi demitido?... (49)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Apesar de tudo...

abril 20, 2008

Improviso para traduzir domingos...

A porta sempre entreaberta
para que não precises de procurar a chave
nenhuma pergunta ensombradora
nenhum sorriso forçado
um abraço sempre de rosas molhadas
que estivessem à nossa espera
há quem se agite muito lá fora
competindo com o vento e com o verbo
ninguém entenderia este conforto
de gestos sempre tão íntegros
e esta teia de silêncios que nos envolve
o impossível ao alcance dos olhos
e nenhuma exigência
na certeza de tudo.

Ademar
20.04.2008

Esta rapariga devia pôr escritos...

claram.jpg
24horas, 20.04.2008

Já começa a ser deprimente. Alguém devia oferecer-se para namorar com a mocinha...

Alguém acredita que sejam mesmo só treze?!...

13.jpg
JN, 20.04.2008

Aqueles que não devem aos jogadores, devem à banca e aos demais credores...
O futebol, em Portugal, empresarialmente falando, é uma grotesca mentira...


Quem pagou, quem pagou?!...

gaia111.jpg
JN, 20.04.2008

É um suplemento de oito páginas, tipo boletim municipal, inteiramente dedicado a Vila Nova de Gaia. Óbvia encomenda da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, paga certamente pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia ao Jornal de Notícias. 6 páginas de texto (encomiástico), com um editorial de Luís Filipe Menezes e nove fotografias do editorialista, digo, do presidente da Câmara, digo, do presidente do PSD, em poses várias (reproduzo em baixo uma das mais enternecedoras).
As câmaras municipais, neste país, pagam tudo, até a vaidade e o deslumbramento político dos seus presidentes, digo, dos líderes do PSD...

gaia112.jpg
JN, 20.04.2008

O magno problema da poligamia consentida...

drqu.jpg
24horas, 20.04.2008

Que dirá o preclaro e terrível Dr.Quintino a esta tão admirável consulente? Aconselhará o divórcio, agora sem culpa? A castração química (ou menos metafórica) do marido autorizadamente infiel? O suicídio? O homicídio? A resposta na mesma moeda, com machos ou fêmeas? A indiferença? O swing conjugal?...
Não digo...

Hoje, 20 de Abril...

Foi num dia 20 de Abril (de 1889) que nasceu Adolf Hitler. Acumulou na infância frustrações e raivas, que fizeram dele o que todos agora sabemos. Por vezes tendemos a esquecer que Hitler também ele foi criança. Teve uma mãe, teve um pai (ou um padrasto), teve uma irmã. Frequentou a escola, onde, como em casa, foi muitas vezes severamente castigado. A educação de Adolf produziu um monstro. E não foi, certamente, por excesso de benevolência, de compreensão, de carinho ou de afecto. Hoje, 20 de Abril, recordo-o aqui. Na loucura dos seus gestos e das suas palavras (fulminante a caricatura!). E na loucura da barbárie a que arrastou a humanidade. Sem perdão...

Ecos da morte de Eduardo Melo... (6)

Devo ser um dos raros bracarenses que, em público, teve a ousadia de recomendar a Eduardo Melo que se calasse. A Melo e ao então arcebispo de Braga, Eurico Nogueira. Digo isto, apenas, para que se perceba que não esperei pela morte da criatura para dizer o que pensava dele. Ele sabia muito bem, aliás, o que eu pensava. E o que eu sabia...
Não contarei, porém, tudo o que sei (e nunca disse), porque ele já cá não estará para se defender.
Eduardo Melo deixou, para mim, de existir. Ponto final.
Sei que alguns irão tentar fazer dele um herói e um santo. Rirei apenas. E ironizarei, sempre que necessário. Nada mais...

Ecos da morte de Eduardo Melo... (5)

melo30.jpg
Público, 20.04.2008

Pena que esta evocação do Público não seja assinada por uma das jornalistas da casa que, in illo tempore, investigou uma das facetas mais curiosas da vida de Eduardo Melo. Não digo quem é, porque já lá vão muitos anos e o que ela, na altura, me contou... nunca o partilhei ou partilharei com ninguém...
Devo apenas sublinhar que os resultados (muito elucidativos) dessa investigação, que eu saiba, nunca foram publicados...

Ecos da morte de Eduardo Melo... (4)

melo11.jpg
JN, 20.04.2008

O JN, que sempre adorou Eduardo Melo, compara-o a Robin Hood ou, numa versão mais lusitana e camiliana, a Zé do Telhado: tirava aos pobres para dar aos ricos, perdão, tirava aos ricos para dar aos pobres. Milhares e milhares de futebolistas do SCB, com os salários em atraso, acorriam à Rua do Alcaide para lhe pedir uma sopinha. A partir de agora, terão de passar a bater à porta do próprio Mesquita Machado, o Salvador que resta...
melo12.jpg
melo14.jpg
JN, 20.04.2008

4 reconhecimentos: outras tantas estátuas, em perspectiva... O reconhecimento de Jorge Ortiga é sibilino: Melo "amou causas e pessoas". O reconhecimento de Melo, o deputado, é simplesmente hilariante.
melo20.jpg
JN, 20.04.2008

Ecos da morte de Eduardo Melo... (3)

melo4.jpg
24horas, 20.04.2008

Muitos milagres hão-de ser atribuídos, a partir de agora, à intercessão de Eduardo Melo. O 24horas, na edição de hoje, revela dois: a conversão de Maria Barroso ao catolicismo e a recuperação de parte das ossadas de três santos, roubadas, há mais de 600 anos, por bandidos a soldo do arcebispo de Santiago de Compostela...
Eu sei de muitos outros milagres, mas não os revelarei, nem sob tortura...

melo5.jpg

melo6.jpg
24horas, 20.04.2008

Ecos da morte de Eduardo Melo... (2)

melo2.jpg
Correio do Minho, 20.04.2008

Braga tem dois diários: o Diário do Minho, propriedade e instrumento da arquidiocese, e o Correio do Minho, que começou por pertencer à Legião Portuguesa e, depois do 25 de Abril, passou para a propriedade da Câmara Municipal de Braga, servindo ainda actualmente de espantalho mediático a Mesquita Machado e ao PS.
Hoje, o Correio do Minho consegue bater aos pontos o seu colega eclesial, na homenagem que presta ao "grande patriota" e ao "grande bracarense" que foi Eduardo Melo.
O funeral, amanhã, reunirá certamente as elites do fascismo e do socialismo à moda de Braga...

Ecos da morte de Eduardo Melo... (1)

euri.jpg
Diário do Minho, 20.04.2008

Eurico Nogueira, ex-arcebispo de Braga, no seu melhor. Melo, sempre pujante de juventude, morreu "a trabalhar e sob o manto protector de Nossa Senhora".
Sob ou sobre?...
Escrever-se-ão, certamente, tratados sobre o assunto. Há preposições assassinas...

Não concordo nada com Saramago: ainda somos capazes de dizer, em rebanho, méééééééééé!...

saramagoo.jpg
Sol-Tabu, 19.04.2008

Excerto de uma entrevista de José Saramago...
Em Portugal, o chamado "sentido crítico" é, geralmente, canalha e confunde-se com o insulto ou a injúria, sem autoria. A blogosfera aí está a confirmá-lo, com o seu infindo cortejo de autores e comentadores anónimos, que cobardemente atiram a pedra e escondem a mão...
Quando têm de dar a cara e não podem mais fugir... escondem-se no rebanho e dizem... méééééééééé!...

Fachada Portugal...

total.jpg
Expresso-Actual, 19.04.2008

Fotomontagem de Isabel Brison. Exposição colectiva Em Diferentes Escalas (patente ao público no Espaço Avenida da Liberdade, em Lisboa).

Outro modo de dizer Portugal...

frasee.jpg

Valter Lemos já foi demitido?... (48)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 19, 2008

Improviso para desdogmatizar...

Não aspiro à verdade publicitária
das evidências
não aspiro aliás
a verdade alguma
prefiro a diversidade da mentira
que não engana
essa quase plasticidade pluridimensional da mentira
há no excesso de luz
digo
de verdade
uma cegueira íntima que me oprime.

Ademar
19.04.2008

Portugal a 3 dimensões (ou mais?)...

3d.jpg
JN, 19.04.2008

Pressente-se uma certa angústia (interior) no olhar concentrado de Aníbal e Maria. Que estarão a ver? O desfile de candidatos à sucessão de Menezes?...

Um fotograma perturbador...

berg5.jpg

Que quererá dizer e significar este pénis erecto, que quase abre A Máscara, de Ingmar Bergman?...

Elogio póstumo do bom castigador...

cast1.jpg
cast3.jpg
cast4.jpg
NS, 19.04.2008

Outros colégios, menos laicos e republicanos, usavam diligentemente o cavalo-marinho, cientificamente aplicado no traseiro do aluno indisciplinado. Não sei se a pedagogia do chicote resultou, mas tenho a certeza de que o método produziu muitos sadomasoquistas...


Uma ribalta indesejável!...

justic.jpg
24horas, 19.04.2008

Não sei se este jovem juiz posou para a reportagem. Se o fez, não deveria tê-lo feito, até por razões de segurança pessoal. Ademais, os excessos de projecção mediática dos magistrados comuns nunca acrescentaram saúde e credibilidade à justiça...

Uma ministra dotada de polivalência semiótica...

jorgge.jpg
24horas, 19.04.2008

Com a mesma roupinha com que governa a nossa saúde, governa a horta (dela). De cócoras, naturalmente. Para a fotografia...

Morreu Eduardo Melo...

mwlrro.jpg

Apareceu, hoje, morto em Fátima. Um dia teria que ser...
Morre com ele, simbolicamente, o pior da igreja católica (e de um certo ultramontanismo) à moda de Braga.
Limito-me, simplesmente, a registar a ocorrência.
A morte não limpa a repugnância.
Nesta matéria, como noutras, não dou para o peditório da hipocrisia lusitana...


Fontes fidedignas...

rio1.jpg
JN, 19.04.2008
rio2.jpg
Sol, 19.04.2008
rio3.jpg
Expresso, 19.04.2008

O JN afiança que não. O Sol garante, ao mesmo tempo, que talvez e que sim. O Expresso, como sempre, aponta ainda mais alto e penetra o pensamento íntimo do PR...
As fontes, manifestamente, andam confusas...

Como eles são generosos com o nosso dinheiro!...

tiag.jpg
Sol, 19.04.2008

PSD e PS têm, neste dossiê, as mãos sujas. Mas, como é típico em Portugal, cada um tenta agora sacudir a água do capote para cima do outro. Dois milhões? Trocos...
Por favor, tirai-me esta canalha da frente!...

Até no conto do vigário estamos cada vez mais rascas, cada vez mais óbvios...

vigaroo.jpg
O Jogo, 19.04.2008

A mim, bastaram-me a cara, o palavreado e o currículo da criatura para perceber o que saltava pelos olhos dentro. Mas as tribos do futebol compram e vendem qualquer ilusão, qualquer mentira. Quem não se lembra de Jorge Gonçalves (no Sporting)? Quem não se lembra de Vale e Azevedo (no Benfica)? Quem não se lembra de Pimenta Machado (no Guimarães)? E quem não se lembra de todos os outros?...
O Boavista, não nos esqueçamos, é uma invenção da família Loureiro, pai e filho. De um clube com este histórico... tudo se poderá esperar. E de todos os outros... também.
Nojo por nojo (perdoai-me a deriva escatológica!)... eu ainda prefiro a latrina ao futebol...

Valter Lemos já foi demitido?... (47)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 18, 2008

Improviso elementar...

Todos os amores são
clandestinos
de antes das palavras
no dia em que ele disse
no dia em que ela disse
que amava
já não precisavam mais de dizer
o amor morre com o segredo.

Ademar
18.04.2008

De como nunca me canso de ouvir esta canção...

Eu sei que já oubliquei este vídeo. Mas por que não repeti-lo? Alguém protestará?...

Um dueto perfeito...

Moustaki e Barbara. Duas velhas paixões...

Socorro!!!!!!!!!!!!!...................

paaais.jpg
sona.jpg
Correio da Manhã, 18.04.2008

Já não sei que pense ou sinta. Como pai, deverei carregar o fardo da culpa. Como professor, deverei sacudi-lo para cima dos pais. Começo a compreender melhor o drama dos travestis...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

sgama.jpg
Sebastião da Gama, Campo Aberto

Como diria a minha avó: ele há pessoas muito inteligentes...

lobo1.jpg
lobo2.jpg
Sábado, 17.04.2008

Não invejo o guião ocupacional, nem as prebendas. Invejo apenas a António Lobo Xavier a duração dos dias. Os meus só têm 24 horas...

Valter Lemos já foi demitido?... (46)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Improviso intemporal...

Hoje falhei a incerteza da chuva
e errei o sentido do vento
nenhuma previsão metereológica
acertou a circunstância do meu tempo interior.

Ademar
17.04.2008

abril 17, 2008

Pedagogia corânica...


Agradeço a A.C. a chamada de atenção. Como, infelizmente, não domino o árabe, não garanto o rigor da legendagem...

Garanto solenemente: em 24 de Maio, não serei candidato à liderança do PSD!...

menez.jpg

Não serei candidato, mas apoiarei algum dos seguintes candidatos (possíveis) à sucessão de Luís Filipe Menezes:

- Luís Filipe Menezes
- Santana Lopes
- Luís Filipe Menezes
- Aguiar Branco
- Luís Filipe Menezes
- Passos Coelho
- Luís Filipe Menezes
- Pinto Balsemão
- Luís Filipe Menezes
- Luís Marques Mendes
- Luís Filipe Menezes
- Manuela Ferreira Leite
- Luís Filipe Menezes
- António Borges
- Luís Filipe Menezes
- Pacheco Pereira
- Luís Filipe Menezes
- Alberto João Jardim
- Luís Filipe Menezes
- Ângelo Correia
- Luís Filipe Menezes
- Marcelo Rebelo de Sousa
- Luís Filipe Menezes
- Rui Rio
- Luís Filipe Menezes


Ele queria ser o quinto Beatle...

Charles Manson, o assassino de Sharon Tate, ele próprio...

Ele não leu "A Fera Amansada", de Shakespeare...

berl.jpg
Correio da Manhã, 17.04.2008

Berlusconi tem mais jeito para domar machos...

Uma escola pública portuguesa que é objecto, cá dentro e lá fora, de teses de doutoramento...

claudias.jpg

Recebi hoje o convite, mas não poderei, infelizmente, estar presente (o Brasil fica um bocadinho fora de mão). No próximo dia 28, na Universidade Federal de Rio Grande do Norte, Cláudia Santa Rosa irá apresentar e defender a sua tese de doutoramento sobre a... Escola da Ponte.
Durante seis meses, ela acompanhou, por dentro, a vida da Escola. Viu livremente o que quis ver, falou livremente com quem quis falar, participou livremente em todas as reuniões e actividades em que quis participar, consultou e analisou livremente todos os documentos que quis consultar e analisar. Fê-lo com uma enorme delicadeza e uma imensa sensibilidade. Espero que ela não se esqueça de me mandar uma cópia da tese!
Eu sei que é apenas o resultado de mais uma investigação (mestrados e doutoramentos sobre a Escola da Ponte vão, felizmente, abundando), mas esta... foi e será certamente muito especial.
Que tudo corra bem, Cláudia!...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

barros.jpg
Manoel de Barros, O Livro das Ignorãças

O regresso do fanfarrão (sempre impune)...

ave2.jpg

ave3.jpg
Correio da Manhã, 17.04.2008

Forte e arrogante com os fracos, fraca e cobarde com os fortes: eis a justiça portuguesa em todo o seu esplendor. Espectáculos como este são, socialmente, muito mais degradantes e ofensivos do que a cena do telemóvel no Carolina Michaelis. O senhor procurador-geral não deixará, por certo, de vir a público denunciar esta vergonha e exigir... seja lá o que for...

Fixai este nome: Jorge Mourinha...

.jpg
Público, 16.04.2008

É difícil imaginar um filme mais cabotino, mais inconsequente, mais imbecil, mais insolente, mais ofensivo da inteligência e da sensibilidade dos espectadores, mais pateta, mais grosseiro, mais perigoso, mais tudo. Sentença de Morte é abaixo de cão (que os cães me perdoem!) e o seu realizador, James Wan, deveria ser proibido de voltar a filmar.
Espantosamente, o "crítico" do Público, Jorge Mourinha, concede-lhe 3 estrelas, considerando-o bom. Das duas, uma: ou não viu o filme, ou não passa, como o realizador, de um mentecapto.
Críticos deste jaez envergonham o Público...

Valter Lemos já foi demitido?... (45)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Esta história promete...

boav.jpg

boav2.jpg
JN, 16.04.2008

Tem 29 anos e já passa por milionário, embora, pelos vistos, ninguém saiba como fez... fortuna. Propõe-se salvar financeiramente o Boavista. Vi-o há dias nas televisões, arrotando importância e fartura, ao lado do presidente da agremiação: o rapaz tem mesmo aspecto de messias. Ou mecenas. Promete narrativas...

abril 16, 2008

Improviso vegetariano...

Não é preciso dizer tudo
para que tudo fique dito
basta que o silêncio
harmonize na noite
a dissonância dos sentidos.

Ademar
16.04.2008

Valter Lemos já foi demitido?... (44)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 15, 2008

Aranjuez, mau grado o Tejo e os bilhetes postais, é um lugarejo abominável, mas o concerto de Rodrigo tem a marca da eternidade...




Improviso aristotélico...

Se é isso que interrogas
talvez um dia a vida faça sentido
no abstracto e no concreto
sem redundâncias de palavras
até lá
sobrevivamos nas sombras da perfeição
e nas suas fendas
abrindo portas e fechando portas
mas cedendo o menos possível
(retomo a expressão que não chegaste a usar)
à matemática dos automatismos
ouve
(e esculpe no espelho de todas as ilusões
o que agora te direi)
esperamos sempre dos outros
o que prometemos em vão a nós próprios.

Ademar
15.04.2008

Já só falta o pão: o circo está garantido!...

Os eleitores italianos são uns pândegos. O que eles querem, afinal, é... diversão...

Já não haverá mais entendimento!...

CLARA.jpg
24horas, 15.04.2008

Lamento se, com o título, induzi algum leitor em erro.
Mas, se for essa a vontade (inequívoca) da maioria dos leitores, eu retirarei o post ou alterarei o título.
Quem vota a favor?...

Como seria em Portugal?...

chacon.jpg

É mulher, jurista, tem apenas 37 anos e está grávida de sete meses. Ontem, pela primeira vez, Carme Chacón Piqueras passou revista às tropas, como nova Ministra da Defesa. É mais uma ousadia de Zapatero. Imagino a reacção dos generais portugueses se, também eles, tivessem de bater a pala e fazer continência a uma mulher...


Entradas selectas do Houaiss... (2)

houadeb.jpg
Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, Tomo VI

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

allpim.jpg
Alberto Pimenta, Bestiário Lusitano

Valter Lemos já foi demitido?... (43)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 14, 2008

Improviso exorcista...

As noites não são frias
quando arrefecem por fora
mas apenas quando vacilam
na mais perplexa confusão de si mesmas
devias ter mudado hoje de lençóis ou de pijama
poeta
ou de cama
ou de insónia.

Ademar
14.04.2008

Dia D...

Amanhã, um dos meus filhos não terá aulas nem actividades ditas de substituição (no ensino básico) porque, no agrupamento a que pertence a escola que ele frequenta, os professores estarão todos reunidos para... debater.
Confesso que ignorava que as crianças, amanhã, iriam ficar à porta das escolas para que os professores pudessem... debater...
Por estas e por outras é que uma parte da sociedade portuguesa ainda bate palmas à Ministra da Educação...
De certeza que amanhã as crianças não ficarão à porta da Escola da Ponte para que os professores possam... debater...
Nunca, na Escola da Ponte, os interesses dos professores (por mais legítimos que fossem) se sobrepuseram aos direitos das crianças...
Lamento muito, como professor, ter de escrever isto....

Desafio à perspicácia dos leitores...

anuncioprof.jpg

Recebi este anúncio por e-mail. Há duas coisas nele que me irritam ou inquietam. Não digo quais. Confio na perspicácia dos leitores...

E não se pode transferir também de "escola" o menino Alberto João, que insulta toda a gente?!...

Um dia, há já não sei quantos anos, o eterno presidente socialista da Câmara de Braga, Mesquita Machado, testemunha abonatória de Fátima Felgueiras no julgamento em curso do chamado saco azul, apelidou-me (numa conferência de imprensa) de "energúmeno". A mim e a um conjunto de amigos da ASPA, uma das mais antigas, prestigiadas e combativas associações de defesa e promoção do nosso património cultural. Fiquei até hoje à espera de uma retractração. Mesquita Machado sabe que jamais o cumprimentarei, em público ou em privado, enquanto não pedir desculpa.
Alberto João Jardim também tem o hábito de insultar publicamente quem se lhe opõe. Como fez ontem, ao apelidar de "bando de loucos" os deputados da oposição no parlamento regional. Isto, na véspera de uma visita à região do Presidente da República. Eu, no lugar deste, desmarcaria imediatamente a visita. E se, ainda assim, ela se mantivesse, no lugar dos deputados injuriados, recusar-me-ia terminantemente a participar em qualquer evento em que estivesse também presente o injuriador.
Quem tolera tudo é porque não se importa com nada.
E quem não se dá ao respeito não merece ser respeitado...

Entradas selectas do Elucidário, de Viterbo... (2)

mestres.jpg
Elucidário de Viterbo, Edição Crítica, Segundo Volume, 1966

Quem nunca viu... que veja...

Há filmes que eu levaria comigo para o Purgatório (o Céu e o Inferno seriam demasiado óbvios). Este é um deles: O Porteiro da Noite (1974), de Liliana Cavani. Mais de trinta anos depois, revi-o finalmente a noite passada (obrigado pela atenção, Helena!). Quem nunca viu Dirk Bogarde e Charlotte Rampling neste jogo deslumbrante de luzes e sombras interiores... ainda não viu tudo. É uma obra (prima) para gente adulta, muito adulta. Gente que já não receie ver-se ao espelho da alma...



O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

gonççç.jpg
Gonçalo M. Tavares, 1

Valter Lemos já foi demitido?... (42)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 13, 2008

Improviso para despir a evidência...

A quem nada exige
tudo se oferece
há uma sabedoria antiga
nesse despojamento de paixões
a que me convidas
nenhuma certeza
nenhuma ilusão
nenhuma esperança
a verdade apenas das águas
que nos levam
no limite
até à foz de nós mesmos.

Ademar
13.04.2008

Duas variações sobre o tema: o sexo é uma porcaria de que só os machos tiram proveito...

quin2.jpg
24horas, 13.04.2008

Eu, no lugar do deus de turno, acasalaria Margarida Rebelo Pinto (em baixo), a grande romancista e cronista da linha de Cascais, com o Dr. Quintino Aires (em cima), o consagrado terapeuta sexual das domésticas desavindas e inspiradíssimo autor do livro (suponho que de auto-ajuda) "O Amor é uma Carta Fechada". Fariam certamente o par perfeito, na mesa e na cama...

rebela2.jpg
rebela1.jpg
Sol, 12.04.2008

Anúncios de interesse público para cavalheiros idóneos...

anM1.jpg
anM2.jpg
JN, 13.04.2008

Anúncios de interesse público para senhoras que queiram ser felizes...

anH1.jpg
anH2.jpg
anH3.jpg
JN, 13.04.2008

Mais uma matéria em que Sócrates perde, estrondosamente, para Zapatero...

zapa.jpg
JN, 13.04.2008

São oito machos e nove fêmeas. De um ponto vista simbólico, eu percebo a opção de Zapatero. Mas... as minhas leitoras que me perdoem... não dou, nesta matéria, para o peditório do politicamente correcto. O género ainda não determina a competência política, seja a favor dos homens, seja a favor das mulheres. Por exemplo, eu trocaria de bom grado Maria de Lurdes Rodrigues por... António Nóvoa. Seria machismo?...

Uma observação quase desnecessária...

Poderão desfilar todos na capital e, em uníssono, dizer à Ministra que se demita. Mas não se infira daí que os professores "inferiores" pensam e esperam todos o mesmo. Há professores que, ideologicamente, estão nos antípodas uns dos outros. Há professores que defendem modelos de escola pública... inconciliáveis entre si. Há professores que seriam incapazes de trabalhar, coerentemente, uns com os outros, num mesmo tipo de escola. Eu sei, todos sabemos...
Mas esse foi o grande feito de Maria de Lurdes Rodrigues: conseguiu que a divergência (natural) se convertesse em... convergência (profissional). Uma ministra de educação sem aliados entre os professores não passa, politicamente, de um cadáver adiado...

Quem mais se quer colocar na fila para ficar na fotografia e receber a medalha?!...

acordo1.jpg
JN, 13.04.2008

Todos, de alguma forma, perderam... mas todos querem que se pense que ganharam. É tipicamente português - na política, no futebol e em quase tudo o mais. Quem ficar na fotografia... ficará na história!...

Pior é impossível...

fc11.jpg
24horas, 13.04.2008

Os porta-vozes do PSD ensandeceram. Esta campanha contra Fernanda Câncio é canalha e, politicamente, suicidária. Como é possível que esta gente aspire ainda a governar a piolheira?...

Depois deste caricato e deprimente "jogo de soma nula", que espera a Ministra da Educação para se demitir?...

min1.jpg

min2.jpg
24horas, 13.04.2008

Será que Maria de Lurdes Rodrigues ainda não percebeu que, neste jogo de soma nula, perdeu definitivamente a face?...

A insustentável leveza do ensino dito superior...

uni1.jpg

uni2.jpg
Sol, 12.04.2008

Há nichos de excelência e investigadores e professores excelentíssimos na universidade portuguesa. Digo isto à cabeça para que não se julgue que tomo a nuvem por Juno e meto tudo e todos no mesmo saco...
Mas... também há muita fraude e muito descaramento na universidade portuguesa.
Já recebi candidaturas de mestres e até doutorados ou doutorandos que me levaram a pensar como era possível que os respectivos titulares tivessem concluído uma qualquer pós-graduação. Pós-graduação?!... Perguntava-me mesmo, muitas vezes, como era possível que tal gente tivesse terminado um curso dito superior...
Quando ouço ou leio o que certos académicos dizem sobre o ensino não superior (e sobre o facilitismo e a falta de exigência e de rigor que campeariam nas escolas "inferiores"), a minha vontade é sempre recomendar-lhes que comecem por se preocupar com o que se passa nas suas instituições ditas superiores. Alguns, aliás, dos que berram mais alto... eu nem os contrataria para porteiros, quanto mais para professores.
O problema, porém, é que muitas das grandes medidas reformadoras do ensino não superior são gizadas por esses artistas... e são esses artistas, muitas vezes, que os partidos do arco do poder alcandoram a ministros e a secretários de estado da... educação ou do ensino dito superior.
É por isso que eu já não levo muito a sério esta gente...

Valter Lemos já foi demitido?... (41)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Acabar ou começar o dia com Vivaldi, por Fabio Biondi e Europa Galante...

abril 12, 2008

Improviso em forma de agenda...

Sobram rosas sobram marcas
palavras que ficam sempre por dizer
sobram abraços e pudores
numa prudência imperceptível
de silêncios contrafeitos
e ecos de outros rumores
sobram viagens que não foram
e regressos que nunca serão.

Ademar
12.04.2008

A última tentação de Pirro...

Escreve Vital Moreira:
"Forçada" a fazer um acordo, Maria de Lurdes Rodrigues conseguiu salvar o essencial, ou seja, o sistema de avaliação de desempenho dos professores. Alguns adiamentos e um novo escalão remuneratório foram a moeda de troca com os sindicatos. O dinheiro sempre ajuda!

Sejamos rigorosos: no entretanto, Maria Lurdes Rodrigues conseguiu salvar, no essencial... o sistema de avaliação, dito de progressão automática, que pretendia com tanto arreganho modificar. Regressamos uma vez mais a Il Gattopardo, de Tomasi di Lampedusa, ainda que numa versão minimalista: é preciso que alguma coisa mude para que tudo fique na mesma. Só estranho é que Vital, nas presentes circunstâncias, também ele dê para o peditório da mistificação...
Claro que, fosse qual fosse o desfecho, Maria de Lurdes Rodrigues teria sempre de ganhar...

A terrível e insolúvel alternativa: penalizar ou castigar...

orto2.jpg
orto1.jpg
JN, 12.04.2008

Hoje por hoje, não há nada que não baralhe os... professores. Pelo menos, a fazer fé nas manchetes do Jornal de Notícias...


Só hoje percebi por que os antigos davam tanto uso às ampulhetas...

sexotabu.jpg
Sol - Tabu, 12.04.2008

Hoje, como o relógio entrou em desuso, pratica-se mais o telemóvel (na função despertar)...

Saudades (masoquistas) de uma boa reguada!...

castigos.jpg
Sábado, 10.04.2008

Mais um artigo (oportuno) sobre a criminosa dissolução das boas práticas pedagógicas...

Uma iluminação...

saado.jpg
NS, 12.04.2008

Hoje tive uma visão etimológica. Nunca me ocorrera que um sadomasoquista poderia ser, simplesmente, um masoquista de Setúbal...

Actos falhados...

capaNS.jpg
NS, 12.04.2008

Há actos falhados que nem a psicanálise explica. Quando esbarrei na capa da edição de hoje da NS, o impulso conduziu-me, imediatamente, ao sadomasoquismo. Abri a revista e li. Só no fim é que me apercebi de que tinha errado a entrevista. Confundira um professor "politicamente incorrecto" com um "dominador" de mulheres. Mea culpa!....

O regresso do exterminador implacável...

Como titula a NS, é um... "professor a sério", um "professor por vocação". Na escola, exige sem tergiversações "silêncio e ordem". Ele reconhece que é difícil domesticar os catraios nesta "demência colectiva", mas já tem a sua fórmula estratégica para impor "o silêncio e a ordem": pôr uns tantos na "rua" nas primeiras aulas. Depois... a coisa melhora. Ele considera a "formação cívica" e o "estudo acompanhado" "coisas inúteis", em que se malbarata o dinheiro dos contribuintes. Mas reconhece que ainda há na sociedade portuguesa quem saiba como se deve fazer: Nuno Crato, Paulo Guinote, Filomena Mónica, ele próprio, naturalmente. Depois de ler a entrevista deste exterminador implacável, achei-me estranhamente a concordar com ele, na senda do velho rifoneiro: de avestruzes e burros, todos temos um pouco...
exterm.jpg
extermi4.jpg
extermi22.jpg

externmi2.jpg
Notícias Sábado, 12.04.2008

Quem compra, quem compra?!...

positivos1.jpg
positivos.jpg
Sol, 12.04.2008

Sócrates percebeu, finalmente, essa evidência política primária: o risco que corre é o de perder a maioria absoluta à esquerda e não à direita. O PSD, entregue a Menezes, e o CDS-PP, nas mãos de Portas e dos seus meninos, irão apenas, eleitoralmente, lutar pela sobrevivência...
Sócrates tem um ano para "comprar" os eleitores à esquerda do PS...

Valter Lemos já foi demitido?... (40)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 11, 2008

Pergunto-me muitas vezes se o que verdadeiramente sobra da vida não é isto: a paixão da memória...

Improviso em onze linhas...

Se as camisas também vestissem
o que sobra da alma
nesse inverno de todas as estações
não haveria algarismo em que coubesse
nem nas tuas mãos
mas o comboio agora já não pára
no último cais
da linha em que me esperas
encomendo a nudez
a outras viagens menos terrestres
e nunca passo do check-in.

Ademar
11.04.2008

Desabafo...

Quando escrevo sobre... adolescentes... nunca me esqueço de que tenho dois filhos adolescentes. Que frequentam a escola pública com outros adolescentes. Imaginar que há professores que consideram os adolescentes (ou os alunos em geral) como uma espécie de inimigo, do qual tudo se pode esperar... magoa-me profundamente. Como pai e como professor. E como cidadão. Professores que se sentem na escola como num campo de batalha... só podem mesmo estar do lado da guerra. E esses professores... espero que jamais saiam na rifa aos meus filhos, que merecem (eles e todos os outros) muito mais...

Diz-me como tratas os que têm menos poder do que tu: dir-te-ei se mereces o poder que tens (atenção que este título não conjuga com o texto!)...

pp1.jpg
JN, 11.04.2008

Costumo dizer (a idade permite certos excessos retóricos) que sou mais digno de comiseração social do que aqueles e aquelas que, voluntariamente, alugam o corpo, nos negócios da prostituição. Eu também, como professor, alugo o meu corpo ao Estado a troco de uma remuneração; mas não alugo apenas o corpo: alugo tudo o que comporta a minha identidade. Vendo ao Estado (por um preço, irrisório, que me é imposto e em condições que raramente regateio) a minha inteligência, a minha sensibilidade, a minha cultura, o meu carácter... a minha alma. Eu também sou explorado por um proxeneta, o mais poderoso de todos: o Estado. É ainda uma espécie de lenocínio, o mesmo lenocínio que, na sua versão sexual, o mesmo Estado penaliza fortemente...
Quando digo isto, os meus interlocutores, inicialmente, sorriem, não me levam a sério, acham que estou apenas a ironizar. Claro que estou a ironizar. Mas não... apenas. Nunca percebi por que o sexo há-de impor uma distinção (moral) entre aqueles que, supostamente, vendem bem o seu corpo e aqueles que, supostamente, o vendem mal...
Claro que sou contra o lenocínio. Em causa própria, naturalmente...


Saudade...

Um comandante muito opinador...

comandantepsp.jpg
JN, 10.04.2008

Este senhores fardados e muito comandantes já podem, sem que nada lhes aconteça, censurar publicamente as leis da República e puxar as orelhas aos deputados e ao Governo?...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

OMEDOO.jpg
Al Berto, O Medo

Valter Lemos já foi demitido?... (39)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 10, 2008

Improviso para servir de boletim clínico...

Sabia tudo sobre os autores que lera
e quase nada
sobre a sua própria vida
e a vida dos outros
era professor catedrático
e analfabeto
foi internado ontem num
hospital psiquiátrico
continua a fingir que dá aulas
a alunos imaginários.

Ademar
10.04.2008

Uma (humorística) Visão da escola de um certo futuro...

escolafut1.jpg

escolafut2.jpg

escolafut3.jpg

escolafut4.jpg
Visão, 10.04.2008

Estes exercícios são divertidos, mas insanos e ridículos. A Visão teve uma (visão) e, pondo-se à escuta do universo, antecipou a escola e o ensino do futuro, em 2023. Antecipou e maquetou o edifício modelo (desconhecendo, inclusivamente, que no distrito de Braga, numa freguesia do concelho de V.N. da Famalicão chamada Gondifelos, existe já uma escola que, arquitectonicamente e funcionalmente, não fica muito atrás da que é... sonhada) . Visões até muito mais avançadas tive eu, há trinta anos atrás, e a "escola" é aquilo que se sabe e que se vê, não muito diferente (descontando as maquilhagens) daquela que era no século XIX.
Claro que o exercício enferma de um erro de princípio (mais do que metodológico): o de pensar que há ou pode haver... um modelo asséptico de escola e de ensino, talvez generalizável por decreto, que unifique e sintetize as virtudes gloriosas e talvez intemporais da escola.
Faltou à Visão, para nos oferecer o orgasmo completo, antecipar o aluno do futuro, o professor do futuro, o pai e a mãe do futuro. Tudo bem afinadinho, para não desafinar...
Não é uma ironia dos Gato Fedorento, mas parece...

Desculpai a pergunta: isto interessa a quem?...

dores111.jpg
Sábado, 10.04.2008

Elementar, meu caro Watson!
O crime dos ricos é, mediaticamente, muito mais apelativo (corrijo: vende-se muito melhor) do que o crime dos pobres.
Os pobres não compram, nem lêem a Sábado...

Foi você que pediu muitas notícias como estas?...

violenc1.jpg
JN, 10.04.2008
andreso.jpg
Correio do Minho, 10.04.2008
cmanha.jpg
Correio da Manhã, 09.04.2008
pubb.jpg
Público, 10.04.2008

Guerra é guerra!
Encerre-se as escolas e amplie-se os tribunais, as casas de correcção e os estabelecimentos prisionais...
A demagogia (mediática) exige-o!...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

hh1.jpg
Herberto Helder, Ou O Poema Contínuo

Valter Lemos já foi demitido?... (38)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 09, 2008

Improviso para me reconfortar..

Tira-me os sapatos
e ajuda-me a calçar as pantufas
serve-me um whisky com muito gelo
e diz-me um poema
ou dá-me a ouvir uma balada
ou olha apenas para o meu cansaço
e deita-te com ele
como se fosse comigo
esta noite
ou o que me resta dela
preciso do que nunca serás.

Ademar
09.04.2008

Já morreu há mais de 10 anos e eu não sabia...

Ainda ouço, de vez em quando, um dos primeiros discos, em vinil, de John Denver: Whose Garden Was This? E esta balada, Annie's Song, é uma das memórias musicais mais ternurentas e tardias da minha adolescência...Só hoje tomei consciência de que John Denver já morreu. A voar... Recordo-o aqui.

Ou aqui, noutra balada que ouço sempre com uma lágrima ao conto do olho: Perhaps Love.

Ou ainda aqui, numa evocação sobre a voz de Mary Travers, dos também saudosos Peter, Paul & Mary, que interpretaram tantos temas de John Denver, como estes dois...

E o Brasil aqui tão longe...

felggg.jpg
Correio da Manhã, 09.04.2008

Estiveram lá todos, a apoiar Felgueiras: Armando Vara, Narciso Miranda, Mesquita Machado, Mário de Almeida...
Eu, no lugar do colectivo, não ouviria mais ninguém, nem responderia sequer aos quesitos. Quem é defendido, em tribunal, por gente tão ilustre e impoluta, só pode mesmo estar inocente...

E a Sicília aqui tão perto...

trestemunha.jpg
Correio da Manhã, 09.04.2008

Corre que fugiu. Corre que está no Brasil. Corre que está incontactável. Corre que não teria dinheiro para voltar. Mas ninguém o ouve, ninguém o vê. Temos novela, por certo, para os próximos tempos...

Um disparate que importa corrigir...

Uma leitora (e colega) escreveu, em comentário, o seguinte:

"Riscar ou furar os pneus do carro de um professor ou usar de violência física, por exemplo, são situações que devem ser encaminhadas para os tribunais. Sendo os filhos menores, são os pais que devem ser responsabilizados. E DEVE SER A ESCOLA A FAZÊ-LO E NÂO O PROFESSOR. ESTE NÂO DEVE SER "OBRIGADO" A PARTICIPAR À POLÍCIA. É crime público. Indisciplina é outra história. Não misturem as coisas."

O disparate, neste país, rapidamente, ganha foros de verdade.
Convém, por isso, corrigi-lo.
O crime de ofensa à integridade física não é público, "salvo quando a ofensa seja cometida contra agentes das forças e serviços de segurança, no exercício das suas funções ou por causa delas" (artigo 143º, nº2, do Código Penal).
O crime de dano também não é público (artigo 212º, nº3, do CP).
Num caso e noutro, o procedimento criminal depende de queixa, que deverá ser apresentada pelo ofendido (artigo 113º. nº1, do CP).
Concorde-se ou não, isto é o que dispõe, actualmente, a lei penal que nos rege. Não se invoque, para efeitos retóricos, uma lei que não existe...

Valter Lemos já foi demitido?... (37)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 08, 2008

Improviso em forma quase de acta...

Reúnes agora e reúnes depois
reúnes hoje e reúnes amanhã
este país é um permanente concílio
não de Trento nem dos deuses de Olimpo
mas de treta
um concílio de treta
treta barata e quase sempre indolente
ninguém ouve mas todos falam
ninguém diz o necessário
ninguém faz o suficiente
reunimo-nos apenas
a agenda está inscrita nos astros
ou nos genes
quase dispensávamos convocatória
é da nossa natureza reunir reunir reunir
reunimos tanto que não nos sobra tempo
para mais nada
pensamos enquanto dormimos
e acordamos apenas quando nos esquecemos
de desligar o despertador.

Ademar
08.04.2008

Ele há tantos Dantas, hoje!...

A culpa do estado em que se encontram as nossas escolas não é apenas do "eduquês". Vede, por favor, este vídeo!...

Como todos sabemos, depois de S.Francisco, foi a desgraça!...

Não há duas sem três...

lnecc.jpg

Em duas penadas, o LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) resolveu os problemas da localização do novo aeroporto internacional de Lisboa e da terceira travessia sobre o Tejo. Eu, no lugar de Sócrates, não hesitaria nem mais um segundo: encomendaria ao LNEC um estudo para resolver, de vez, o problema da avaliação dos professores (inferiores). Os engenheiros, neste país, sempre tiveram solução para tudo. Muito especialmente, para os problemas da educação e do ensino. Lembrai-vos de Veiga Simão, de Roberto Carneiro, de João de Deus Pinheiro, de Marçal Grilo...

Por favor, mandai esta gente toda, de volta, para o jardim de infância!...

fernandaccc.jpg
DN, 08.04.2008

Há dias, um deputado do PSD fez uma pergunta pateta sobre Fernanda Câncio. Hoje, no DN (o jornal da visada), um colega de Fernanda Câncio responde, patetamente, ao deputado do PSD. Pior... seria impossível. Repare-se como o infeliz editorialista remata a sua prosa, não menos abjecta...

fernccac.jpg

A mais antiga e eficaz das pedagogias...

A do exemplo, naturalmente...


Old man!...

Neil Young já tem 62 anos: ele é agora o velho da história... E eu ainda continuo a ouvi-lo...

É óbvio!...

margaar.jpg
DN, 08.04.2008

A indisciplina resolve-se (ou não) nas escolas e não nos tribunais. O problema é que há muita gente, hoje, dentro e fora das escolas, a querer criminalizar a indisciplina...


Isto é... CRIME!...

crimeee.jpg
DN, 08.04.2008

Sejamos, por uma vez, claros: esta agressão é... crime (pelo que se pode inferir da notícia, crime de ofensa à integridade física qualificada, punível com pena de prisão até 4 anos). Os crimes, obviamente, não se dirimem nas escolas, mas nos tribunais...

Contra a indiferença, pelos Jogos Olímpicos de Pequim e pelo fado, cunhar, cunhar......

A Casa da Moeda está, a partir de hoje, autorizada pelo Governo a cunhar e a comercializar as seguintes moedas de colecção:

moedas1.jpg

Nesta mesma Resolução, o Governo aprova as características visuais das moedas a cunhar. Reproduzo as características relativas às moedas "Contra a Indiferença", "Jogos Olímpicos de Pequim" e "Fado". Repare-se no primor e na minúcia da redacção...

moedas2.jpg

Depois de ler isto, não resisto a colocar ao Governo três questões (1), que julgo pertinentes:
Primeira Questão
Não seria, politicamente, mais correcto cunhar os "Jogos Olímpicos de Pequim" no anverso ou reverso da moeda "Contra a Indiferença"?
Segunda Questão
Em que posição, de frente ou de costas, deverá o artista colocar-se perante o globo e em que posição deverá colocar o próprio globo, para distinguir os seus lados "ocidental" e "oriental"?
Terceira Questão
Quem roubou a mão que falta à "cadeirinha das quatro mãos"? Ou tratou-se apenas de um acidente?...
Quarta Questão
No reverso da moeda "O Fado", quantas cordas deverá ter a guitarra?

(1) Eu sei que coloquei quatro questões, em vez de três. Trata-se de uma homenagem, modesta, ao Contra-Almirante Américo de Deus Rodrigues Tomás, que adoraria, certamente, coleccionar estas moedas e encaixilhar esta extraordinária e tão patriótica Resolução do Conselho de Ministros ...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

vascogmoura.jpg
Vasco Graça Moura, Poesia 1997/2000

Ofereço-me como causa humanitária...

herdeiras.jpg
Público, 07.04.2008

... a uma herdeira rica, de preferência, idealista...

Valter Lemos já foi demitido?... (36)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Improviso para trompa e umbigo...

Nunca jogues em público
com Maomé
(ainda que o confundas com Cristo
ou outra tela qualquer)
nenhum profeta
resiste a fazer batota
quando vai a jogo
para perder a face
nunca transportes a tocha olímpica
com as mãos ensanguentadas
nem te laves no fogo
nenhuma medalha vale a incerteza
da civilização
nunca peças a recontagem dos votos
porque há urnas em que só cabem os mortos
e principalmente
nunca arrisques a vida pela pátria
que as pátrias esquecem depressa
como os amantes que erraram as mãos
no umbiguismo dos gestos.

Ademar
07.04.2008

abril 07, 2008

Escolas e tribunais...

escjusticapa.tiff
escjus.jpg
JN, 07.04.2008

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e o Procurador-Geral da República andam a precisar de conversar em privado. Ou de regressar à escola...

Ninguém vive assim, António-Pedro!...

sten.jpg
Perspectiva, Abril.2008

Há lemas que só valem... literariamente. Ninguém vive assim, como o próprio Stendhal (o autor da frase) reconheceria...

Trenguice!...

Como podereis confirmar em baixo, trenguice não vem no dicionário. Mas este vídeo já foi visto por milhões de crianças (de todas as idades). É a minha maneira de dizer hoje BOM DIA!...

trenguu.jpg
Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, XVII

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

gonçalom.jpg
Gonçalo M.Tavares, 1

Valter Lemos já foi demitido?... (35)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 06, 2008

Improviso sobre um tema de Didier Squiban...

Não arrumarei as vozes
com os pratos
esta mesa
despida das tuas mãos
servirá hoje
de piano
sobre um silêncio
ou a tua ausência
de partituras.

Ademar
06.04.2008

O último degrau do descaramento...

quadrat.jpg

Acabei de tomar conhecimento de que António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, irá ocupar o lugar de Jorge Coelho, no painel de comentadores do Quadratura do Círculo. Devo confessar que fiquei aliviado: cheguei a temer que a SIC (ou deveria antes escrever Ricardo Costa?) oferecesse a cadeira de Jorge Coelho ao próprio José Sócrates (ou a Fernanda Câncio)...
Portugal é uma extraordinária caricatura de si próprio...

Entradas selectas do Elucidário, de Viterbo... (1)

elucidario1.jpg
elucidario2.jpg
Elucidário de Viterbo, Edição Crítica, Segundo Volume, 1966

Entradas selectas do Houaiss... (1)

houaiss1.jpg
Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, Tomo XVIII

Vocação ou expiação?...

vocatio.jpg
Público, 06.04.2008

Rubem Alves, na mesma linha de pensamento de Jorge Ortiga, costuma dizer que o professor não se faz: nasce. A tal dimensão da... vocação. Não discuto ilusões vocacionais. Sei apenas que, hoje, em Portugal, mais do que vocação, ser professor é uma... expiação. Todos esperam e exigem tudo dos professores... a troco de uma percepção geral, fortemente instigada pelo Ministério dito da Educação, que os desacredita e desautoriza.
Quem não entende isto, nunca entenderá nada...

Anúncios de interesse público para cavalheiros sem vícios...

anunJNm.jpg
JN, 06.04.2008

Anúncios de interesse público para senhoras honestas...

anunJNh1.jpg
anunJNh2.jpg
anunJNh3.jpg
JN, 06.04.2008

Com tanta primeira página, este romance ainda vai terminar na contracapa...

24h2.jpg
24horas, 24.02.2008
24h1.jpg
24horas, 02.03.2008
24h3.jpg
24horas, 06.04.2008

O problema desta gente é que vive de aparecer. Se não aparece, esquece. E o esquecimento significa, quase sempre, despromoção ou desemprego...
Não queria estar na pele desta pobre gente...


Portugal dos pequeninos...

canciooo.jpg
24horas, 06.04.2008

Comentários, para quê? São actores a mais para um palco tão estreito...

Vantagens de um acordo ortográfico...

acordoort.jpg
24horas, 06.04.2008

Que a língua não separe o que a história aproximou..

A prudência que se exige sempre na avaliação dos sinais do "insucesso" escolar......

almeidaj.jpg
Tabu, 05.04.2008

Há vários tipos de conversa recorrentes nas salas de professores das nossas escolas. A mais recorrente de todas e a que me incomoda mais é a conversa sobre a ignorância e as atitudes e os comportamentos desajustados dos alunos. Costumo dizer que é o desporto preferido da maior parte dos docentes... dizer mal do "inimigo". Já raramente reajo. Quando o faço, costumo socorrer-me da ironia: sim, é pena que nas escolas ainda haja alunos...
Há vinte e tal anos atrás, quando optei por ser professor, ainda tentava argumentar. Muitas vezes lembrava aos meus colegas que alguns dos maiores génios da humanidade (Darwin, Edison, Einstein, Ford, Newton, Picasso, Watt, Puccini, Ravel e muitos, muitos outros) foram alunos terríveis ou falhados. E que se eles tivessem acertado na escola, provavelmente, teriam errado na vida - e o que nós todos teríamos perdido com isso!...
Pelo que contava ontem à revista do Sol, o actor Joaquim de Almeida foi apenas mais um falhado da escola que, pelos vistos, acertou na vida...

Valter Lemos já foi demitido?... (34)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

abril 05, 2008

Um cavalo branco, apenas, para adormecer o dia...

Improviso para começar a descatalogar-me...

Não cabem mais objectos no
museu da minha alma
já nem chego à boca de cena
para abrir as portas e as janelas
estou fechado por dentro
e através das fissuras só passa
quem for mais estreito do que o futuro
e mais leve do que o silêncio
desisti
de me acrescentar prateleiras.

Ademar
05.04.2008

Este post é apenas para os meus filhos...

FCP.jpg

Fostes vós, Alexandre, Francisco e Henrique, que me obrigastes a ser adepto do FCP. Hoje, fui campeão convosco. Tricampeão. Parabéns!...

Felizmente, nem todos dão para o peditório da selva!...

romer1.jpg
romer2.jpg
JN, 05.04.2008

Contracorrente, Romero de Magalhães diz o que tem de ser dito: a disciplina, nas escolas, não se mantém à bordoada. Desgraçadamente, muitos professores, confundindo apressadamente castigo com sanção, vão sorrir e escarnear, pensando que não é possível manter a disciplina de outra forma...

O fumo da estatística...

crimesA1.jpg
JN, 05.04.2008

crimesA2.jpg
Público, 05.04.2008

Não importa como se ateia o fogo. O fogo não existe: só existe o fumo...

O problema agora já não são os telemóveis, mas as armas de fogo...

madrinha11.jpg
Expresso, 05.04.2008

Texto de Fernando Madrinha. Convém alimentar o medo, para que o medo cumpra, civicamente, a sua função...

A coerência de um fracturante...

cadastromst.jpg
Expresso, 05.04.2008

Despenalização do aborto? Sim.
Equiparação de direitos entre os casamentos e as uniões de facto? Evidentemente.
Casamento entre homossexuais? Com certeza.
Adopção por casais homossexuais? Não.
Fim do divórcio litigioso? Nem pensar.

Miguel Sousa Tavares entende que há alguma coerência neste ziguezague ideológico. Condesso que não alcanço a coerência, mas o problema deve ser meu...
Designadamente, não percebo como se pode ser contra a adopção por casais homossexuais, por respeito a um hipotético interesse do menor (cuja vontade, infere-se do que escreve o articulista, deveria ser ouvida) e, ao mesmo tempo, a favor da despenalização do aborto, que resulta na eliminação de um feto, cujo eventual interesse em sobreviver não é respeitado.
Também não percebo como se pode ser a favor da despenalização do aborto, por se entender que a maternidade não pode ser imposta a nenhuma mulher, e, ao mesmo tempo, contra o fim do divórcio litigioso, defendendo-se assim que o casamento possa ser imposto a um dos cônjuges, contra a sua vontade.
Há. nesta lógica obtusa, qualquer coisa que me escapa...

Deixai-o em paz: ele só quer ganhar dinheiro!...

coelhomota.jpg
Expresso, 05.04.2008

Eu, nestas metamorfoses, preferirei sempre a claridade à penumbra. Hoje, todos parecem esquecer que, durante muitos anos, Jorge Coelho foi o homem da máquina e o padrinho dos autarcas socialistas. A Mota-Engil não é a Santa Casa da Misericórdia...

A insustentável leveza de uma revolução que antecipou outras primaveras...

Ontem foi assassinado Martin Luther King. Hoje, começa a primavera de Praga e já se anuncia um Maio diferente, em Paris. Escrevo em 1968, quarenta anos depois de ter tido 15 anos. Esta noite, irei rever A Insustentável Leveza do Ser...



Que fazer quando os números contrariam o... senso comum?...

Os dados revelados aqui não me surpreendem. O que me surpreende sempre é o preconceito (para não dizer: ignorância atrevida) em que se funda uma certa demagogia...
Por favor, colegas, desçamos à terra e não continuemos a dar, suicidiariamente, para o pedítório da histeria!...

Hoje, em Lisboa...

Repito a informação e o convite. O segundo volume do Diário de uma Mulher Católica a Caminho da Descrença é hoje apresentado em Lisboa pelo teólogo Frei Bento Domingues, O.P., às 18:00h, no Terraço Graal (Rua Luciano Cordeiro, 24, 6.º-A).
diario2.jpg

diarocc.jpg

Os homes quere-se assim: "perfumados, delicados, compreensivos e até certo ponto femininos"...

sensibmas1.jpg
sensimas1.jpg
24horas - 24 EM CASA, 04.04.2008

A minha dúvida, metafísica, reside apenas no... ponto. Até que ponto é que os machos se querem... femininos? Até ao ponto G ou até ao ponto P?...

Para um amigo que não conheço, nem nomeio (mas ele reconhecerá a dedicatória)...

Valter Lemos já foi demitido?... (33)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

O descrédito da escola pública...

valttt.jpg

Valter Lemos descortinou nos astros uma "campanha contra a escola pública". Se se visse ao espelho, Valter descobriria uma coisa terrível: poucos neste país, nos últimos anos, fizeram tanto para desacreditar a escola pública como ele próprio...
Ele é que ainda não percebeu...

abril 04, 2008

Improviso sobre o medo...

O medo
é o silêncio do escravo
e do prisioneiro
o abuso do poder
alimenta-se do medo
serve-se do medo
nenhuma dignidade se autoriza
a quem ajoelha no medo
diante de quem manda.

Ademar
04.04.2008

Quereis saber o que verdadeiramente me envergonha como cidadão português?...

mosteirodet.jpg
Público, 04.04.2008

Perante notícias como esta, eu só posso concluir que o Ministério da Cultura, em Portugal, não existe. Não seria mais digno extinguir o país?...

Uma prova mais do ateísmo militante do governo...

ateismodog.jpg
Correio da Manhã, 04.04.2008

Perguntas de um professor iletrado (na exegese do Código Penal e legislação conexa)...

armasss.jpg
JN, 04.04.2008

O menino Monteiro agride na aula, violentamente, a língua portuguesa. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro agride verbalmente no recreio um colega, difamando a sua mãe. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro apalpa discretamente, no corredor da escola, o rabinho da professora de Inglês. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro, agravando a sua prestação cívica, passa uma rasteira ao menino Aníbal, atirando-o ao chão. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro, delinquente primário, leva para a escola uma pistola de plástico de calibre não catalogado. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro rouba o telemóvel, descaradamente, ao colega Albino. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
O menino Monteiro faz tudo o que pode para infernizar a vida dos professores e dos auxiliares de acção educativa. Deverei participar o ilícito (será ilícito?) ao Senhor Procurador-General?...
A lista de perguntas seria infindável. Quem me iluminará?!...

Deus, finalmente, em Portugal!...

A ideia de deus não é imanente, mas quase sempre excedente. Cada um(a) vê no espelho a imagem de deus que se atribui a si próprio(a): por isso é que sobra sempre, como na retórica da guerra em relação ao soldado que morreu indocumentado, uma imagem desconhecida de deus.
Mas desta vez é a sério: deus estará em Paredes de Coura no dia 2 de Agosto.

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

daame.jpg
Carlos Edmundo de Ory (mudado para português por Herberto Helder)

abril 03, 2008

Valter Lemos já foi demitido?... (32)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Audrey Hepburn e Moon River...

Não sei se foi a primeira colecção de cromos que fiz em criança ou adolescente. Sei que ainda tenho, na memória, as imagens de muitos dos cromos que coleccionei. Actores e actrizes de cinema. Audrey Hepburn era um dos cromos. Hoje, ao espreitar um blogue que respeito, encontrei este vídeo. Não resisti a trazê-lo para aqui, tanto mais que Moon River... é uma das canções da minha vida...

Improviso retirado de Debussy...

Deduzo que o mar
deste lugar que apenas os olhos habitam
é uma virtude que nem os ouvidos alcançam
um novelo de sentidos entrelaçados
nas marcas do peito que te ofereço
para que faças de mim
o mais próximo e o mais distante
de todos os horizontes líquidos
que confundes com o cais.

Ademar
03.04.2008

O quinhão de felicidade a que todos têm direito...

Um amigo chamou-me a atenção para duas canalhices, obviamente anónimas, que me atingem ou tentam atingir-me noutros lugares da blogosfera à portuguesa, achando talvez que eu deveria reagir. Obviamente, não reajo. Quero lá saber! Os crápulas que habitam as sombras também têm direito ao seu quinhão de felicidade...

Cuba ao alcance de todos os olhos que saibam ouvir...

alvesf.jpg

Ninguém, como ele, em Portugal, domina tão bem os cordelinhos da rádio. Na voz de Fernando Alves, a língua portuguesa respira de alívio e descontrai. Nos últimos dias, ele tem-nos viajado por Cuba, em crónicas que até parecem cheirar como num herbário de flores raras e delicadas. Se vos puserdes à escuta, entendereis certamente a metáfora...
Obrigado, Fernando!...

Eu quero ser sepultado ou semeado na Lua...

luuuuaaa.jpg
Sábado, 03.04.2008

Não há orçamentos que proíbam um sonho como derradeira vontade...

Para os amigos de Lisboa e arredores...

cartazll.jpg

Deverei queixar-me do Procurador-Geral ou mudar de país?...

doisala.jpg

Pinto Monteiro esteve hoje reunido com o Presidente da República, como o confirma esta foto da Lusa, que reproduzo com a devida vénia.
À saída da audiência, o Procurador-Geral disse coisas que não devia ter dito.
Falou de alunos que vão armados de pistola para as escolas (até chegou ao ponto de nomear os calibres das pistolas) e apelou a todos os Conselhos Executivos e a todos os professores para que denunciem, sem hesitação, todos os casos de agressão praticados dentro dos estabelecimentos de ensino, lembrando uma vez mais que os «pequenos ilícitos geram os grandes ilícitos».
Nem quero imaginar o alarmismo social e a histeria securitária que uma declaração deste tipo pode desencadear...
Alunos armados de pistola nas escolas?!...
E todos os casos de agressão praticados dentro dos estabelecimentos de ensino deverão ser prontamente denunciados no posto policial mais próximo ou ao próprio Ministério Público?! Todos, todos, todos, sem excepção de espécie alguma?!...
Será que o Senhor Procurado-Geral nunca praticou, nem na adolescência, "um pequeno ilícito"? Deveremos esperar, por isso, que cometa agora um... grande?!...
Enquanto o Ministério Público não repõe a ordem nas escolas, deverei, como pai responsável, manter os meus filhos mais novos em casa, por forma a que não sejam vítimas dos agressores ou dos pistoleiros que, pelos vistos, enxameiam as escolas?...
O senhor Procurador-Geral, com o ar descontraído que se lhe conhece, tentou apagar um fogo, lançando sobre ele combustível. Vou pensar se me queixo dele ou se mudo mesmo de país...

Uma oportunidade desperdiçada...

mincapa.jpg
min1111.jpg
min22222.jpg
Sábado, 03.04.2008

Na linguagem dos frequentadores da batalha naval, chama-se a isto... um tiro na água. A Sábado desperdiçou uma excelente oportunidade para se fazer vender. A adolescência estudantil de Maria de Lurdes Rodrigues tem muito pouco interesse. A vida como professora (a fazer fé em alguns testemunhos de antigos alunos que me têm chegado)... seria, talvez, um furo jornalístico...
É nas opções editoriais que se revela a esperteza ou a burrice de uma revista...

O pior jornal da piolheira...

piores.jpg
DN, 03.04.2008

A partir de hoje, passarei a considerar o DN o "pior jornal da piolheira".
Não me pergunteis com base em que critérios (são pessoais e intransmissíveis). Mas eu também tenho os meus rankings...


Uma mulher que tem um trompete alojado no peito...

Se os professores de instrução primária são, entre nós, ignorantes e brutais, a que atribuir isso senão à tristíssima retribuição do seu trabalho?...


Calma, calma! Estou apenas a respigar daqui...

instru1.jpg
Rodrigo Veloso, Ensaio Crítico sobre O Ultramontanismo na Instrução Pública em Portugal, de José Leite Monteiro

veloso11.jpg

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...


casals.jpg
Manuel de Freitas, Büchlein Für Johann Sebastian Bach


Valter Lemos já foi demitido?... (31)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

Bad education!...

abril 02, 2008

Por uma vez, regressemos à ordem dos gorilas!...

Com... Georges Brassens.

O metro à moda do Porto (para maiores de 70 anos)...

Improviso para iludir a perfeição...

Pergunto-me muitas vezes
como seria o poema perfeito
em que nenhuma palavra falhasse
nenhuma pausa ou silêncio
um poema feitiço ou bruxedo
luz apenas sem feixe de sombras
tão perfeito
que se garantisse a eternidade
na evidência elementar
do mais poderoso espanto.

Ademar
02.04.2008

Uma fotografia enigmática...

quardo1.jpg
quadron.jpg
Público, 02.04.2008

Estas associações pedirão, talvez, uma leitura psicanalítica. O quadro que aparece na fotografia não tem, obviamente, qualquer relação com o objecto da notícia. O que não impediu o jornal de lhe sobrepor uma legenda narrativa: "os alunos foram sentados de frente para uma parede e de boca tapada". Repare-se no que está escrito na parede, digo, no quadro....

Lombadas poéticas...

poes8.jpg
poes6.jpg
poes5.jpg
poes4.jpg
poes3.jpg
poes2.jpg
poes1.jpg

É a parte da minha biblioteca que mais utilizo, por razões profissionais. Mais do que o direito... a poesia. Hoje, decidi arrumá-la. Ainda não completamente (há livros de poesia que jazem esquecidos noutras prateleiras, noutras estantes, noutra salas), mas... já perderei, todos os dias, menos tempo a procurar a poesia que preciso de partilhar com os meus alunos e convosco...
Sim, preciso! Partilhar poesia é uma necessidade quase fisiológica...

Não sofrerá hoje a escola de uma espécie de inflamação, que a ciência deste tratado poderia curar?...

inflama.jpg

Duas espécies de poetas...

fpesso.jpg
Fernando Pessoa, Textos de Crítica e de Intervenção

Se casares com uma mulher como esta, nunca fales com ela ou diante dela!...

escutassss.jpg
A Bola, 02.04.2008

Confesso que ontem, quando vi as notícias, cheguei a supor que se tratasse de uma peta do 1º de Abril. Em Portugal, é cada vez mais difícil distinguir uma notícia (minimamente fundamentada) de uma mentira...
Hoje, começo a acreditar que as pragas de Pinto da Costa ainda não começaram a surtir efeito...

Afinal o mocinho, apesar de professor universitário, não parece ser tão bronco como eu receava...

eutanaaa.jpg
Correio da Manhã, 02.04.2008

Se bem entendi o jornalês do mocinho, parece que ele abriria a porta do amor a Chantal Cébire. Nem tudo então estará perdido...

Alegrai-vos, colegas: no tempo de Cesariny... também era assim!...

cesar.jpg
Mário Cesariny, Primavera Autónoma das Estradas

A razão por que sorrio, quando, ainda hoje, ouço este tipo de discurso...

antttnn.jpg
António Nóvoa, E vid ente mente

Não há volta a dar à ignorância e à demagogia.
No passado será sempre melhor do que hoje foi...

Sejamos coerentes: ressuscitemos Salazar e Cerejeira, de preferência, ainda mais estreitamente mancomunados!...

000aaau.jpg
Ministério da Educação Nacional, O Livro da Primeira Classe

Foi por este manual que eu aprendi, quando entrei para a escola primária (em 1959). Era tudo simples, não era?

1- O pai (não a mãe) era a autoridade na família.
2- Os filhos, naturalmente, eram obrigados a ter-lhes... amor, respeito e obediência.
3- O professor (repare-se no género) era a autoridade na escola.
4- Todos os alunos deveriam obedecer às suas ordens e estar atentos às suas lições.

E tudo porquê? Retenho a síntese:

Porque Deus, naturalmente, mandava respeitar os superiores e obedecer às autoridades.

Como seria bom e tranquilizador que tudo continuasse assim!...
Volta Salazar! Volta Cerejeira!

Ele levanta a mão: será para, pecador, me bater?!...

ortigoooo1.jpg
ortigooo.jpg
Correio da Manhã, 02.04.2008

A igreja dita católica promete engrossar a voz (espero apenas que a voz) contra aquilo que considera o "divórcio fácil". E, pela voz do seu porta da dita, exige do Estadp que "crie condições para que os cidadãos possam viver a sua religião". Eu também, como ateu, exijo do Estado que "crie condições" para que eu possa viver em paz o meu ateísmo, sem ser, permanentemente, agredido ou importunado pela igreja dita católica, como quando entro numa escola pública e esbarro com um crucifixo ou quando ligo a RTP e apanho, em directo, com uma missa. Ou entenderá Jorge Ortiga (que a imprensa continua, pateticamente, a tratar por Dom) que os cidadãos católicos, por o serem, têm mais direitos neste país do que os cidadãos ateus?...

Um excerto de A Cena do Ódio, de José de Almada-Negreiros...

cenaod.jpg

José de Almada Negreiros, Poemas

"No Porto, todos conhecem e respeitam o Dr. Abreu Amorim"...

Reagindo a uma pequena nota, despretensiosa, que publiquei aqui ontem enquanto acompanhava o Prós e Contras, um leitor anónimo (que se identifica como Fernando, do Porto) fez-me chegar um apaixonado e simpático esclarecimento, que desde já agradeço e reproduzo:

Interessam aqui as ideias do homem, que são do mais sóbrio que se tem visto ultimamente nos media. Quanto a considerações estéticas, deixo-as à consideração da paneleirada da capital do império. Aqui no Porto toda a gente conhece e respeita o Dr.Abreu Amorim. Portanto, vai-te foder, ó anormal!

caamo.jpg

Pedindo, humildemente, desculpa pela ousadia, traduzo o comentário do Fernando (Madureira?) para português usável nas salas de aula, incluindo das universidades:

1- Há ideias sóbrias e ideias com álcool a mais nas palavras: o Dr. Abreu Amorim, em geral, pratica a sobriedade;
2- Em Portugal, são os homossexuais de Lisboa que estão em melhores condições para avaliar esteticamente o Dr. Abreu Amorim;
3- No Porto, toda a gente, sem excepção de inteligência, carácter, linguagem, profissão, raça, género, religião, habilitação ou orientação sexual, conhece e respeita o Dr. Abreu Amorim;
4- Quem escreve ou dá a entender coisas distintas do que fica dito, é um "anormal" e merece, por isso, na alcova, ser tratado como tal.

Valter Lemos já foi demitido?... (30)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

O Brasil que está sempre a surpreender-nos...

pqp1.jpg

pqp.jpg

Acredite quem quiser...

xis-xis-xis...

Um amigo convidou-me a ver este vídeo. Partilho-o convosco. Sem comentários.

abril 01, 2008

Improviso para comentar uma notícia... *

E as crianças
finalmente amordaçadas
falam com a parede
como nunca falaram com ninguém
a surdez de muitas escolas
não tem frechas
nem janelas.

Ademar
01.04.2008

* A notícia é esta.

"A maravilhosa Escola da Ponte" ou... o Portugal dos Pequeninos em todo o seu esplendor...

As escolas públicas portuguesas têm de ser todas... horríveis.
As escolas públicas portuguesas têm de dizer todas... muito mal de si próprias.
As escolas públicas portuguesas são todas, obviamente, uma merda.
Ai de uma escola pública portuguesa que se atreva a não alinhar no choradinho dos alunos que não querem aprender, dos pais que não querem saber da escola dos seus filhos, dos professores, coitados, que amarguram diariamente o seu destino profissional!...
Sempre que se fala na Escola da Ponte, a inveja e a canalhice nacionais espumam de raiva.
Parece que, neste país, é proibido fazer diferente e gostar do que se faz.
Parece que, neste país, é proibido os alunos, os pais e os professores gostarem e dizerem bem da sua escola (pública).
Em diversas ocasiões, nas últimas três décadas, a direita mais estúpida deste país quis fechar a Escola da Ponte.
Um governo do PSD chegou mesmo a encomendar uma avaliação externa para acabar de vez com a praga. Os avaliadores (da Universidade de Coimbra) a quem a tarefa foi, cirurgicamente, encomendada sabiam que do seu relatório dependeria o futuro da Escola da Ponte e que o Governo só estava à procura de um pretexto para pôr fim a um projecto educativo que considerava utópico e subversivo.
Nunca nenhuma escola pública portuguesa foi submetida a uma avaliação assim.
Mas a Escola da Ponte resistiu e sobreviveu à minuciosa avaliação dos avaliadores. E o relatório final da avaliação, extremamente favorável à avaliada, acabaria por obrigar o Governo a mudar de planos e a celebrar com a Escola um contrato de autonomia, o primeiro que se fez em Portugal.
Na altura, coube-me a mim, institucionalmente, dar a cara pela Escola da Ponte e defendê-la de todos, incluindo do Governo, que a queriam matar. Quando outros, internamente, torciam o nariz à avaliação, eu bati-me para que ela se realizasse. Eu sabia que sem essa avaliação a Escola da Ponte seria fechada. Mas também sabia que essa avaliação, se fosse feita por gente honesta e rigorosa (como foi), prestaria justiça à Escola da Ponte e defendê-la-ia, por muitos anos, dos abutres. E o contrato de autonomia de que a Escola da Ponte hoje beneficia foi negociado por mim, duramente, cláusula a cláusula, com duas equipas ministeriais.
Cumprida a minha missão, abandonei a Escola da Ponte há quase dois anos e nunca mais lá voltei.
Mas continuarei, à distância, a defendê-la sempre dos ataques da canalha.

Os "boys" já formam capelinhas?...

amadooo.jpg
24horas, 01.04.2008

Como dizem os italianos, se non è vero... è ben trovato...

Façamos, por uma vez, a vontade aos miúdos!...

carolinam.jpg
JN, 01.04.2008

Ouvida a versão dos miúdos, deixemo-los em paz!...

Ventos, tempestades e colheitas......

carolm.jpg
Público, 01.04.2008

Já tenho suficiente experiência da vida e profissional para não acreditar em contos de fadas ou histórias da carochinha. Há mais cores para além do preto e do branco (façamos de conta, para estes efeitos retóricos, que o branco é uma cor).
O Público resolveu ouvir e dar a palavra aos alunos sobreviventes do 9ºC do Carolina Michaelis. O que eles contam (e relevando embora que se trata da versão ou da percepção de uma das partes)... já eu adivinhara. Aquela cena patética que vimos no vídeo tem um... antes. E um contexto. E é tudo uma imensa insensatez. A principiar, lamento muito dizê-lo, pela insensatez da própria professora. Digo insensatez, para não ser ou parecer ainda mais cruel...
Em quase tudo na vida, quem semeia ventos... mais tarde ou mais cedo, colhe tempestades. Recomenda-se, por isso, aos semeadores que estejam sempre preparados para a colheita...

O poema que partilharei hoje com os meus alunos...

oneill.jpg
Alexandre O'Neill, De Ombro na Ombreira

Valter Lemos já foi demitido?... (30)

seccccc.jpg
Público, 01.03.2008

Quando um secretário de estado censura, publicamente, a actuação política (ainda que no passado próximo) de um colega ministro... que deverá fazer um primeiro-ministro (mais a mais, quando ele próprio fazia parte também do governo censurado)?

Duas hipóteses.

Hipótese 1
Cruza os braços e assobia para o ar, fingindo que não é nada com ele ou que ninguém percebeu.

Hipótese 2
Dispensa liminarmente os serviços do secretário de estado, ainda que ele possa ser seu amigo.

Um primeiro-ministro que assobie, covardemente, para o ar e faça de conta... só poderá merecer o desprezo do país...

Um primeiro-ministro que afirme a sua autoridade... merecerá, pelo menos, o respeito dos seus ministros.

Chegou a hora de José Sócrates mostrar o que vale como primeiro-ministro.

A espuma da raiva...

carlos_abreu_amorim-foto.jpg

No Prós e Contras desta noite (creio que) vi e ouvi pela primeira vez esta criatura vagamente universitária, que dá pelo nome de Carlos Abreu Amorim. O homem, que costuma blasfemar não sei se em dó, não sei se em lá, deve conviver desde a infância com algum problema metafísico ou antropológico, tamanha a raiva que dedica à humanidade (pelo menos, à parte da humanidade que ainda usa o cérebro). Se a selecção natural resulta nisto, Darwin estava enganado!...

Um embuste em forma de... debate...

Já fui convidado e recusei. O Prós e Contras não é um debate, é uma feira, onde cada convidado levanta a sua tenda e tem direito, no total, (quando tem) a cinco minutos de megafone.
Não há debate sem... debate.
O Prós e Contras não passa de um embuste (longo e penoso) de monólogos cruzados...
Passo!...

Luz e sombra...

Fala-se muito e sempre da Finlândia... com a Escola da Ponte tão perto. O problema é que não pode generalizar-se por decreto a experiência da Escola da Ponte, convertendo-a em modelo de avocação obrigatória. Se fosse possível, tínhamos os problemas da educação escolar resolvidos em Portugal...
O projecto da Ponte é uma luz: não queiram convertê-lo numa sombra...