" /> abnoxio: agosto 2007 Archives

« julho 2007 | Main | setembro 2007 »

agosto 31, 2007

O quinto fedorento...

oquinto.jpg
Sábado, 30.08.2007

Este mocinho, para impressionar a juventude, ainda vai acabar a pendurar preservativos no Terreiro do Paço...

Puta!, diz Graça, desgraçando-a...

vascogm.jpg
Visão, 30.08.2007

Vasco Graça Moura no seu melhor... O excerto promete...

Ainda não mostrou o arquivo todo?!...

zitas.jpg
Visão, 30.08.2007

Jornal a jornal, revista a revista, Zita Seabra, a fulgurosa arrependida, vai-se mostrando ao mundo como veio a ele. Ei-la aqui, menina e moça, debotando. Já só falta a fotografia da comunhão solene e a do primeiro beijo. Ainda vai acabar nas passerelles, saracoteando o traseiro que já foi comunista...

Tantos mamilos na porta de uma igreja...

mao3.jpg

Em Ubeda...

Que o circo não falte jamais ao povo!...

Barrancos.jpg

Os touros de morte, em Barrancos, e os aviões trapezistas sobre o Douro, na Ribeira do Porto (e de Gaia). Que não falte nunca o circo ao bom povo português!...

Gay, bi...

gaybi.jpg
A Bola, 31.08.2007

Tyson Gay já ganhou, em Osaka, os 100 e os 200 metros. Talvez um dia se prove que estava dopado, mas até lá... será grande...

Há muito que deixou de sonhar e nós, com ele...

torres.jpg
Tal e Qual, 31.08.2007

Já foi uma espécie de herói nacional. O destino pregou-lhe, entretanto, uma partida e agora vegeta, abandonado por quase todos. Portugal, no seu melhor, é assim: heróis num dia, párias no dia seguinte. Um povo canalha (por mais que tente passar por cristão) só podia de facto alimentar e manter um Estado canalha. José Torres vale muito menos do que um campo de milho transgénico...

Lentamente, a civilização avança...

casalgay.jpg
Tal e Qual, 31.08.2007

E eu que julgava que os bancos não sofriam de homofobia...

Lorca, para o Henrique...

Escreve, em comentário, o Henrique, o meu querido Amigo Henrique Barreto Nunes:

... agora já não podes cantar a " balada del que nunca fue a Granada". Eu quando lá estive levava a cabeça cheia das vozes dos poetas andaluces, dos Aguaviva, do Paco Ibañez e, naturalmente do Lorca. Regressei com os olhos deslumbrados e voltei a ler o Federico, em espanhol, especialmente a poesia mais andaluza, que passei a sentir muito melhor.

Sim, Henrique: também eu vim de Granada ainda mais cativo da poesia andaluza de Federico: verde que te quiero verde...

lorca1.jpg

Quem trai o Opus Dei, paga com juros!...

ptp.jpg
24horas, 31.08.2007

Desde que saiu do Opus Dei que tudo acontece a Paulo Teixeira Pinto. Até começo a simpatizar com o rapaz...

Quem saltou uma vez, saltará sempre...

salto.jpg
Notícias Sábado, 25.08.2007

Foi enfermeira pára-quedista, tem actualmente 67 anos, mas continua a ter vontade de saltar. Para algumas mulheres, as nuvens são muito mais seguras do que o chão...

agosto 30, 2007

Hoje voltei a ouvir All I Know, de Art Garfunkel...

art.jpg

Improviso sobre a covardia...

Os filmes arrumados e alinhados sobre a mesa
e o gestor sempre ausente
o arroz de tomate e a pescada
e o vinho por beber
o ananás que agora apodrece
e a toalha que ainda escorre
de uma porta sempre fechada
as manchas no corpo por cartear
e todos os silêncios originais
é indiferente
a cobardia hesita sempre na segunda consoante.

Ademar
30.08.2007

Elogio de Séneca...

cronica.jpg
JN, 30.08.2007

Não sei quem é o "cronista", para além de se apresentar ou ser apresentado (os portugueses não têm a noção do ridículo) como "doutorado em filosofia" (como se a autoridade dos argumentos reclamasse a estridência da exibição de um título qualquer). Mas concordo, no essencial, com o que ele escreve. O tesão insuspeitado do báculo de Peculiar não pertence à realidade do bronze, mas à ficção dos malandrecos que fixaram nele o olhar e a objectiva...e a ironia. Como diria o filósofo Mesquita Machado, "cada um é livre de imaginar o que quiser quando olha para aquela estátua ou para as nuvens". Séneca não diria mais acutilantemente...

O coração tem razões que a razão desconhece...

coraç.jpg
JN, 30.08.2007

Quem paga, quem paga?!...

meco.jpg
24horas, 30.08.2007

Quem quererá fazer mal a Pedro Santana Lopes? Algum credor? Alguma ex-namorada? Portugal está mesmo inseguro...

Joni Mitchell, para simplesmente desenganar...

jm1.jpg

jm.jpg

Todos os gestos têm um significado. Pergunto-me por este...

Não foi sorte, foi Fátima...

sorte.jpg
A Bola, 30.08.2007

Como sou masoquista, vi o jogo. E não vi sorte, mas a intervenção, simplesmente, dos três pastorinhos. A Bola precisa de se aconselhar com o cardeal hissopista...

Sim, os tempos mudam!...

teatrum.jpg

unida.jpg
Diário do Minho, 30.08.2007

Há trinta anos atrás, Mesquita Machado não daria um passo para preservar uma pedra que fosse de Bracara Augusta. De resto, aliás, fez o que pôde para não deixar pedra sobre pedra. Agora, já aparece ao lado de Manuela Martins (olá, Manuela!) como putativo salvador de Bracara Augusta. Já só me apetece rir, rir, rir e dizer, na intimidade, uns impropérios. A lata desta gente não conhece limites. Acabamos sempre por morrer envergonhados deste país...
Não é, Henrique?...

Disciplina de castrados, perdão, castrense...

castro.jpg
Público, 30.08.2007

Com a idade, sinto-me cada vez mais anarquista. Igrejas, tropas, indústrias de guerra e afins, sociedades secretas... se pudesse e fosse deus, abolia tudo. No dia em que as igrejas e as tropas tivessem de fechar as respectivas lojas por falta de caixeiros e de clientes... eu seria um pouco mais feliz. Eu? Não seríamos todos?...

Confesso que estou imensamente preocupado!...

gnrveto.jpg
Público, 30.08.2007

Eu... e vinte milhões de portugueses espalhados pelas quatro partidas...
Desculpai a minha ignorância: o que é a... GNR?
Os políticos portugueses já só inspiram a comiseração universal. Coloco-me no lugar do cidadão comum e percebo melhor por que ninguém quer saber...

agosto 29, 2007

Improviso escrito numa parede de Cuenca...

Agora
já nem precisas de me enganar
regressarás triunfante ao engano de que nasceste.

Ademar
29.08.2007

Improviso em forma quase de agenda...

As palavras não dizem as mãos
nem os olhares
nem os gestos
no cofre das palavras
cabe apenas a mentirosa ilusão da consciência
essa imponderável espuma
que nenhuma noite retém
enforcamo-nos nas palavras
asfixiamos nelas
sim
a morte é um débito de palavras erradas
um tumulto interior
uma desordem
uma imprudência.

Ademar
29.08.2007

Espectros de Alhambra (58)...

alhambra58.jpg

Espectros de Alhambra (57)...

alhambra57.jpg

Espectros de Alhambra (56)...

alhambra56.jpg

Espectros de Alhambra (55)...

alhambra55.jpg

Espectros de Alhambra (54)...

alhambra54.jpg

Espectros de Alhambra (53)...

alhambra53.jpg

Espectros de Alhambra (52)...

alhambra52.jpg

Espectros de Alhambra (51)...

alhambra51.jpg

Espectros de Alhambra (50)...

alhambra50.jpg

Espectros de Alhambra (49)...

alhambra49.jpg

Espectros de Alhambra (48)...

alhambra48.jpg

Espectros de Alhambra (47)...

alhambra47.jpg

Espectros de Alhambra (46)...

alhambra46.jpg

Espectros de Alhambra (45)...

alhambra45.jpg

Espectros de Alhambra (44)...

alhambra44.jpg

Espectros de Alhambra (43)...

alhambra43.jpg

Espectros de Alhambra (42)...

alhambra42.jpg

Espectros de Alhambra (41)...

alhambra41.jpg

Espectros de Alhambra (40)...

alhambra40.jpg

Espectros de Alhambra (39)...

alhambra39.jpg

Espectros de Alhambra (38)...

alhambra38.jpg

Espectros de Alhambra (37)...

alhambra37.jpg

Espectros de Alhambra (36)...

alhambra36.jpg

Espectros de Alhambra (35)...

alhambra35.jpg

Espectros de Alhambra (34)...

alhambra34.jpg

Espectros de Alhambra (33)...

alhambra33.jpg

Espectros de Alhambra (32)...

alhambra32.jpg

Espectros de Alhambra (31)...

alhambra31.jpg

Espectros de Alhambra (30)...

alhambra30.jpg

Espectros de Alhambra (29)...

alhambra29.jpg

Espectros de Alhambra (28)...

alhambra28.jpg

Espectros de Alhambra (27)...

alhambra27.jpg

Espectros de Alhambra (26)...

alhambra26.jpg

Espectros de Alhambra (25)...

alhambra25.jpg

Espectros de Alhambra (24)...

alhambra24.jpg

Espectros de Alhambra (23)...

alhambra23.jpg

Espectros de Alhambra (22)...

alhambra22.jpg

Espectros de Alhambra (21)...

alhambra21.jpg

Espectros de Alhambra (20)...

alhambra20.jpg

Espectros de Alhambra (19)...

alhambra19.jpg

Espectros de Alhambra (18)...

alhambra18.jpg

Espectros de Alhambra (17)...

alhambra17.jpg

Espectros de Alhambra (16)...

alhambra16.jpg

Espectros de Alhambra (15)...

alhambra15.jpg

Espectros de Alhambra (14)...

alhambra14.jpg

Espectros de Alhambra (13)...

alhambra13.jpg

Espectros de Alhambra (12)...

alhambra12.jpg

Espectros de Alhambra (11)...

alhambra11.jpg

Espectros de Alhambra (10)...

alhambra10.jpg

Espectros de Alhambra (9)...

alhambra9.jpg

Espectros de Alhambra (8)...

alhambra8.jpg

Espectros de Alhambra (7)...

alhambra7.jpg

Espectros de Alhambra (6)...

alhambra6.jpg

Espectros de Alhambra (5)...

alhambra5.jpg

Espectros de Alhambra (4)...

alhambra4.jpg

Espectros de Alhambra (3)...

alhambra3.jpg

Espectros de Alhambra (2)...

alhambra2.jpg

Espectros de Alhambra (1)...

alhambra01.jpg

Enganos...

Confiar nas pessoas não é ingenuidade, é carácter. A desconfiança diz sempre muito mais de nós do que dos outros. Quem não é capaz de acreditar não merece ser acreditado. Mas há momentos, infelizmente, em que não é mais possível ignorar o mal que nos fazem. São momentos terríveis, esses. Em que o próprio espelho parece chorar connosco...
É verdade: há enganos que quase nos matam...

Fátima como alternativa regional a Alcochete...

fati.jpg
DN, 29.08.2007

Sempre me pareceu que a solução OTA, defendida acerrimamente por alguns amigos meus que muito estimo, era a que mais convinha ao Santuário de Fátima. Ao ler a manchete de hoje do DN, sou levado a concluir que tinha razão. Já se prepara, em Fátima, uma alternativa regional para Alcochete...

Magno...

magn.jpg
JN, 29.08.2007

Se o Carlos Magno escrever um dia o meu obituário, sei o que ele dirá - que sempre invejou a minha gargalhada. Na posição inversa, eu diria que o Carlos nunca chegou a crescer, que se manteve criança até ao fim. Há quase 30 anos que o vejo brincar com as palavras e com a vida, que foi, de resto, tão impiedosa com ele. Admiro-o por isso...

Metáfora ou alegoria...

capa.jpg
24horas, 29.08.2007

Impressionante, a primeira página da edição de hoje do 24horas! Uma tia que vem de Inglaterra para ajudar os sobrinhos a fazerem as malas (este casalinho ainda deve chupar no dedo), mais um actor adolescente dos Morangos metido em trapalhadas (criminais) e uma ex-alternadeira que faz fotografias... atrevidotas. Não sei se pense em metáfora, se em alegoria...

agosto 28, 2007

Caprichos de Córdova (27)...

cordoba27.jpg

Caprichos de Córdova (26)...

cordoba26.jpg

Caprichos de Córdova (25)...

cordoba25.jpg

Caprichos de Córdova (24)...

cordoba24.jpg

Caprichos de Córdova (23)...

cordoba23.jpg

Caprichos de Córdova (22)...

cordoba22.jpg

Caprichos de Córdova (21)...

cordoba21.jpg

Caprichos de Córdova (20)...

cordoba20.jpg

Caprichos de Córdova (19)...

cordoba19.jpg

Caprichos de Córdova (18)...

cordoba18.jpg

Caprichos de Córdova (17)...

cordoba17.jpg

Caprichos de Córdova (16)...

cordoba16.jpg

Caprichos de Córdova (15)...

cordoba15.jpg

Caprichos de Córdova (14)...

cordoba14.jpg

Caprichos de Córdova (13)...

cordoba13.jpg

Caprichos de Córdova (12)...

cordoba12.jpg

Caprichos de Córdova (11)...

cordoba28.jpg

Caprichos de Córdova (10)...

cordoba10.jpg

Caprichos de Córdova (9)...

cordoba9.jpg

Caprichos de Córdova (8)...

cordoba8.jpg

Caprichos de Córdova (7)...

cordoba7.jpg

Caprichos de Córdova (6)...

cordoba6.jpg

Caprichos de Córdova (5)...

cordoba5.jpg

Caprichos de Córdova (4)...

cordoba4.jpg

Caprichos de Córdova (3)...

cordoba3.jpg

Caprichos de Córdova (2)...

cordoba2.jpg

Caprichos de Córdova (1)...

cordoba1.jpg

Improviso para desresponsabilizar o Tejo...

Todos os dias sinto que partes
ou que já não estás onde te espero
não importa se subiremos ou desceremos de novo
o Realejo
há mais longe do que isso
muitos séculos antes de nós
ainda as madrugadas não soluçavam silêncios
esse autocarro para Madrid que adormeceu no cais
e a porta que se abriu menos depressa do que o olhar
ajudar-me-ás sempre a decifrar o endereço
de luis de ruz
galego de tantas andaluzias
muito depois do dia em que morreu Antonio Puerta
sevilhano do clube da vida
a história pode sempre começar pelo fim
o postre
o coração que desiste de teimar
o precipício sobre que saltas intermitentemente
a atenção sempre dispersa
as mil vozes que te chamam
e a que respondes
tantas margens podem ter o teu rio
e finalmente nenhuma
lembra-te
tudo em Aranjuez é a fingir
menos o Tejo.

Ademar
28.08.2007

Gabriel Fauré: dois fragmentos do mais belo Requiem e um poema que o celebra...

pie.jpg
Ademar Ferreira dos Santos, Descansando do Futuro - Reserva de Intimidade, Asa, 2003.

Requiem para dizer dos vivos...

epc1.jpg
Público, 26.08.2007

Para Eduardo Prado Coelho
Não fui amiga pessoal de EPC, embora tenha partilhado com ele a tertúlia que esteve na origem do Causa Nossa. Mas fui sua leitora habitual, durante anos. Faz-me falta pela sua alegria de viver (que lhe devia dar direito a não morrer tão cedo). Pela sua maneira de escrever, alternando a crítica dura com o reconhecimento generoso. Muito atento a muita coisa. Sem o vício de dizer mal por princípio. Como um entre nós, os portugueses, e não como quem julga sempre de cima.
A sua última crónica, publicada postumamente, foi sobre o Simplex e o percurso kafkiano da sua empregada brasileira para renovar a autorização de residência. Meu Caro Eduardo Prado Coelho, queria dizer-lhe que hoje de manhã mesmo meti as mãos à obra sobre o assunto. Gostaria de lho dizer pessoalmente. Infelizmente terá de ser a minha última homenagem. Prefiro-a a um ramo de flores. Com a certeza que teria o seu acordo.
Maria Manuel Leitão Marques

Sim, Maria Manuel: ele teria preferido o teu gesto a um ramo de flores...

Em nome do pai, do filho e (quem sabe?) do espírito santo...

emnome.jpg
Público, 29.08.2007

Porto seguro...

porto2.jpg
Público, 28.08.2007

A noite alimenta rivalidades e inseguranças? E os dias, não?...
O Porto está cada vez mais seguro. As contas ajustam-se de madrugada...

Uma causa que eu apoiaria: a abolição dos manuais escolares...

manuais.jpg
Público, 28.08.2007

Os manuais escolares, como as sebentas universitárias, são a bengala da preguiça intelectual de alunos e professores. E um excelente negócio para as editoras. Há muito que reclamo a abolição da espécie. Os manuais congelam o conhecimento e convidam à mnemónica, dispensando a pesquisa e a reflexão. São para usar e deitar fora, digo, decorar e esquecer, como o lixo que diariamente depositamos nos contentores. Tudo o que eu aprendi de útil para a vida... não aprendi em manuais escolares. Alguém aprendeu?...

A pressão é tanta que eles ainda matam alguém...

cann1.jpg
24horas, 28.08.2007

A bebedeira mediática não favorece os comportamentos mais equilibrados. Este casalinho está a precisar de alguma sombra...

agosto 27, 2007

Avenças bastonárias...

baston.bmp

Ausente do país durante quase três semanas, supunha que o BCP já tinha resolvido os seus problemas passionais. Fiquei hoje a perceber que não. A guerra interna continua e as várias facções não se dão tréguas. Não é assunto que me preocupe excessivamente: não sou accionista, nem cliente do BCP e tenho por certo que jamais serei (como jamais pertencerei ao Opus Dei). O Portugal que se acoita no BCP é um Portugal que eu profundamente desprezo e do qual nada espero...
Hoje, realizou-se mais uma assembleia de accionistas da coisa. Inconclusiva, como as demais. Os repórteres televisivos bem tentaram ouvir Jardim Gonçalves (sempre rodeado de contra-tenores armados) e Teixeira Pinto. Em vão. Tiveram que se contentar com o inevitável Joe Berardo e... Rogério Alves, bastonário da Desordem dos Advogados. O rapaz perorou, perorou, perorou, com aquele discurso redondo que o distingue como orador encartado para todas as ocasiões. Fiquei intrigado: que faria ali o bastonário? Representaria a própria Desordem, entretanto convertida em accionista do BCP? Não, percebi depois. Ele perorava em representação da Teixeira Duarte, uma avençazinha. É para isto, pelos vistos, que serve ser bastonário da Desordem dos Advogados. É um negócio como outro qualquer...

Campeões do mundo...

nevora.bmp

Ocasionalmente, vi o salto e reparei que o atleta era... português. Nome: Nelson Évora. Distraidamente, ouvi dizer que era o novo campeão do mundo de triplo salto, com 17,74 metros. Fiquei, desconfiadamente, à espera da entrega das medalhas e confirmei a glória pátria. Vi subir a bandeira no mastro e ouvi A Portuguesa. Eu não imaginava que, numa modalidade tão técnica, pudéssemos ter, em Osaka, um campeão do mundo (ainda que nascido na Costa do Marfim). São estes, perdoai o cinismo, os imigrantes que nos convêm...

agosto 26, 2007

Caricaturas...

bacul.jpg
Público, 26.08.2007

Há quase quatro anos que estava posta em sossego, no Largo de S.Paulo. É um dos muitos bronzes que a Câmara Municipal de Braga, geralmente a instâncias da igreja dita católica, tem deixado cair, sem medida nem critério, sobre a cidade. Uma objectiva freudiana arrematou a cabeça do báculo e fê-la, malandramente, parecer um pénis. Milagre, milagre!... gritaram as viuvinhas que acorrem, por Maio, à novena das Marias, na Igreja fronteira do Seminário. Não se sabe se ficaram com tesão, mas o escândalo subiu ou desceu por elas e chegou ao conhecimento do presidente da Junta de Freguesia. Escândalo! Aquela piça, tão flácida, não honra os pergaminhos seculares de Bracara Augusta. Era urgente limpar a nódoa fálica e transferir o bronze, talvez, para um bordel!...
Há décadas passou-se o mesmo com a estátua de Diana, no saudoso Nosso Café. Estava nua e a padralhada não sossegou enquanto não conseguiu que a guardassem numa arrecadação, da qual só voltaria a sair depois do 25 de Abril. A farsa repete-se, agora com a cabeça de um báculo em forma de piça. Esta Braga conciliar, inquisitorial e tacanha mete dó. E eles, os castrados da vida, nem sabem como se prestam à caricatura...

Novelos...

morang.jpg
24horas, 26.08.2007

Deviam estar na escola e não... na televisão... Quem responde agora por eles? Os pais? José Eduardo Moniz? A autoria moral, neste caso, tem as pernas longas...

Uma questão de... oportunidade...

macar.jpg
DN, 24.08.2007

A notícia é um chorrilho de incongruências, o que não impediu o DN de fazer manchete com ela e dedicar-lhe uma página inteira. O suposto "apalpão" terá acontecido há mais de um ano (é a palavra da senhora contra Macário), a queixa terá sido apresentada em Março de 2007 e chega agora à primeira página do DN, numa altura em que Macário está envolvido, como porta-voz de Marques Mendes, na guerra das directas do PSD. Tudo isto cheira mal, muito mal...

agosto 25, 2007

Eurocentrismo...

menina.jpg

Jamais te direi, menina de Córdova, que te trouxeram para o continente certo. Espero que o saibas aproveitar...

Enfin, Eduardo!...

exp.jpg
Expresso, 16.07.1983

Conheci Eduardo Prado Coelho nas voltas do Festival de Cinema da Figueira da Foz, há trinta e muitos anos. Sempre rodeado de meninas e bonacheirão, assim o recordo, Eduardo (Eduardinho) já era, na altura, um acontecimento. Quando ele aterrava na Figueira, a notícia corria depressa. E quando, nas imediações do Festival, se via um corropio de meninas, digo, de "galinhas", em torno de alguém, já se sabia que lá no meio vinha Eduardo Prado Coelho. Aqueles que liam o República associavam-no imediatamente à Funda de Artur Portela Filho e sorriam. Enfin, Eduardo vint!
Dez anos depois, fui-me cruzando com ele nas páginas do Expresso (com ele e com João Carlos Espada, Augusto M.Seabra, Miguel Esteves Cardoso, José Luís Porfírio, Vicente Jorge Silva, José Manuel Fernandes, Nuno Pacheco e tutti quanti). Estamos todos condenados a morrer, mais ano, menos ano. É o PDI, de que me falava há dias o Alexandre, o meu filho mais velho: a Puta da Idade. Parece que não passa, mas mói e mata que se farta.
Devo ter lido centenas de textos, sobretudo crónicas, de Eduardo Prado Coelho, o nosso Umberto Eco. Nos últimos anos, nem tanto. A gente cansa-se e Eduardo repetia-se. Devia ter parado, para nos deixar respirar. Mas ele adorava ser lido e comentado e teimou. teimou, teimou. Morreu, provavelmente, a escrever para o Público. A vida tem destes vícios. Mas era, com as suas peculiaridades, um tipo decente e já fazia parte da nossa vida, da minha vida. Morri também hoje um pouco com ele... Vamos morrendo assim...

agosto 23, 2007

Uma ementa... peculiar...

broche.jpg

Algures, em Córdova.

agosto 22, 2007

Tirai-me este puto de ministro!...

jaiminho.jpg
24horas, 21.08.2007

Já várias vezes comentei aqui as "gaffes" linguísticas do mocinho que passa por Ministro da Agricultura, um tal Jaime Silva. Hoje fiquei a saber que o problema do rapaz é muito mais grave - é um problema de carácter. O mocinho é mentiroso e troca-tintas. Há dias, com os jornalistas à cola, garantiu ao país que o Ministério da Agricultura iria fornecer "apoio jurídico" ao proprietário do campo de milho transgénico que uns patetas destruíram no Algarve. Hoje, apertado pela Ordem dos Advogados (e talvez pelo próprio Sócrates), veio dizer que não tinha dito o que disse, ou seja, o que toda a gente ouviu (eu, incluído) e todos os jornais reproduziram. É de puto, para não dizer outra coisa. Este rapazinho não tem carácter suficiente para ser ministro. Rua com ele!

Uma polícia mediaticamente masoquista...

masoq.jpg
24horas, 22.08.2007

Até que a morte os separe...

nacamacom.jpg
JN, 22.08.2007

Um pénis peculiar...

peculiar.jpg
Correio do Minho, 22.08.2007

peculiar3.jpg

peculiar2.jpg

peculiar1.jpg

João Peculiar foi arcebispo de Braga entre 1138 e 1175 (socorro-me para esta nota da preciosa bengala do primeiro volume dos "Fastos Episcopais da Igreja Primacial de Braga", de José Augusto Ferreira). Como se constata, foi arcebispo de Braga antes de Afonso Henriques ser rei de Portugal. Ele próprio se disse Peculiar: não se sabe por se considerar a si próprio, modestamente, "pecúlio do Senhor" (como consta), se pelo dote que o recomendava ao entusiasmo dos discretos lupanares da Rua das Cónegas (os bracarenses mais antigos entendem a referência). A verdade é que a estátua que, desde 2003, evoca Peculiar no Largo de S.Paulo, em Braga, ostenta um báculo de ressonâncias fálicas (como as fotos que reproduzo, da autoria do meu amigo A.R., testemunham). Nunca ninguém em Braga, todavia, deu muita importância à coisa, até porque, em matéria de utilização do pénis, o arcebispo, os ilustres membros do Cabido e a padralhada avulsa, digo, a parocada, não precisam de explicações. Mas o caldo promete entornar com a entrada em cena do presidente (social-democrata) da Junta da Freguesia da Cividade, que quer expulsar a estátua dos seus domínios terrenos e remetê-la não se sabe muito bem para onde, talvez (digo eu) para os jardins suspensos do Cónego Melo, na Rua do Alcaide. Tudo isto seria simplesmente risível, se os protagonistas do entremez não se levassem tanto a sério. Conheço esta Braga há 54 anos e já só consigo rir, rir, rir. O problema, definitivamente, é que esta gente já não sabe o que há-de fazer à piça...

Um comentário a propósito de Granada...

"hummm... não vou discutir fronteiras mas olha que as cuevas e suas placas serão 'fragmentos do sacromonte', bairro adjacente ao albaicin. anyway, sou visita regular a granada. hasta luego."

Não costumo destacar comentários, para replicar aos seus autores, mas desta vez devo abrir uma excepção, porque o leitor (a leitora?) tem razão. Albaicin e Sacromonte, até pela história de ocupação que transportam, são bairros distintos. Mas tão contíguos e isomorfos que é difícil a um visitante ocasional distinguir as suas fronteiras. Daí a confusão detectada pelo leitor (pela leitora?). Com Realejo e Alhambra (a que voltarei), Albaicin e Sacromonte encerram e projectam a alma de Granada, sem dúvida, uma das cidades mais extraordinárias da Europa.
Fica registado o reparo.

agosto 21, 2007

Improviso sem palavras sobre um postre...

postre1.jpg

Fragmentos de Albaicin (27)...

albaicin27.jpg

Fragmentos de Albaicin (26)...

albaicin26.jpg

Fragmentos de Albaicin (25)...

albaicin25.jpg

Fragmentos de Albaicin (24)...

albaicin24.jpg

Fragmentos de Albaicin (23)...

albaicin23.jpg

Fragmentos de Albaicin (22)...

albaicin22.jpg

Fragmentos de Albaicin (21)...

albaicin21.jpg

Fragmentos de Albaicin (20)...

albaicin20.jpg

Fragmentos de Albaicin (19)...

albaicin19.jpg

Fragmentos de Albaicin (18)...

albaicin18.jpg

Fragmentos de Albaicin (17)...

albaicin17.jpg

Fragmentos de Albaicin (16)...

albaicin16.jpg

Fragmentos de Albaicin (15)...

albaicin15.jpg

Fragmentos de Albaicin (14)...

albaicin14.jpg

Fragmentos de Albaicin (13)...

albaicin13.jpg

Fragmentos de Albaicin (12)...

albaicin12.jpg

Fragmentos de Albaicin (11)...

albaicin11.jpg

Fragmentos de Albaicin (10)...

albaicin10.jpg

Fragmentos de Albaicin (9)...

albaicin9.jpg

Fragmentos de Albaicin (8)...

albaicin8.jpg

Fragmentos de Albaicin (7)...

albaicin7.jpg

Fragmentos de Albaicin (6)...

albaicin6.jpg

Fragmentos de Albaicin (5)...

albaicin5.jpg

Fragmentos de Albaicin (4)...

albaicin4.jpg

Fragmentos de Albaicin (3)...

albaicin3.jpg

Fragmentos de Albaicin (2)...

albaicin2.jpg

Fragmentos de Albaicin (1)...

elagua.jpg

Ausências...

ausencia.jpg

Quem grita assim, tão descaradamente, a sua ausência, quase merece ser assaltado...

O senhor quase...

bera2.jpg
JN, 21.08.2007

A gente já não pode viver sem as palpitações, quase diárias, do senhor comendador Berardo (o respeitinho é muito bonito). O senhor comendador adora aparecer. O senhor comendador adora arrotar importância e influência. O senhor comendador adora ser cortejado (de preferência, em inglês técnico, o único dialecto que ele entende). Berardo está hoje transformado numa espécie de bobo das patacas. Digo: quase bobo...

Patetices talvez transgénicas, simplesmente...

transg.jpg
JN, 21.08.2007

Um campo de milho (transgénico ou não, pouco importa) é um campo de milho. Um grupo de patetas disfarçados de ecologistas resolve invadir e destruir o campo de milho. É um caso de polícia, ponto final. É?...
Em Portugal, não.
O Ministro da Agricultura apressa-se a visitar o campo de milho, com os jornalistas atrás, prometendo "apoio jurídico" à vítima (espero que seja ele pagar, do seu próprio bolso, o aconselhamento jurídico) e o Presidente da República, puxando dos galões de supremo magistrado da nação, exige soberamente a responsabilização dos vândalos.
Quando me assaltarem a casa ou me danificarem o automóvel (não serão também "propriedade privada"?), vou exigir:
1- Que o Governo me disponibilize "apoio jurídico";
2- Que o Presidente da República exija, publicamente, a punição dos criminosos.
Perdoai a pergunta: este país é mesmo para ser levado a sério?!...

Abortado com mais de 10 semanas!...

camacho2.jpg
24horas, 21.08.2007

O catolicíssimo Fernando Santos, contumaz opositor da despenalização da IVG, foi (ele próprio!) vítima indefesa de um aborto. Será crime? O Presidente da República dirá.
Acrescente-se ao cenário uma agravante (a fazer fé no 24horas de hoje): há meses que o aborto vinha sendo planeado, em segredo, entre Vieira e Camacho.
Valha-nos o Apito Dourado!...

Como Vieira fez a cama a Camacho...

camacho.jpg
A Bola, 21.08.2007

Para uma equipa em saldo, perdão, para a melhor equipa da década, um treinador militantemente desempregado, perdão, um treinador ambicioso. O casamento, como se esperaria, foi difícil (há meses que estava apalavrado) e só o engenho negocial e o poder de sedução de Vieira venceram as reservas e as hesitações de Camacho. Está assim ultrapassada, fulminantemente, a crise de banco no Benfica. Ainda não é desta que Berardo chega a treinador do Glorioso...

agosto 20, 2007

Já não há pachorra!...

falencia.jpg
24horas, 20.08.2007

Diante de tanta desgraça, sempre mediaticamente tão trombeteada, o coração quase chega a petrificar e a crudelizar. Há dois meses atrás, nadavam nos milhões da generosidade universal e agora, diz-se, estão à porta da falência. Que regressem, que regressem, depressa, à velha Albion e tão cedo não voltem a este país de labregos e de polícias incompetentes! Espera-os, de resto, uma carreira de sucesso... em Hollywood...

Improviso sobre uma porta...

batente1.jpg

Sangue ou água
que importa o que calquem os pés?
alguém que bata à porta
das duas aldrabas
ou as mãos que finalmente conspirem
estas casas não têm rua nem cidade
abrem directamente para o universo
sob os nossos olhos geminados.

Ademar
20.08.2007

Eu também quero, eu também quero!...

virgemsempre.jpg
24horas, 20.08.2007

Reconstruir o hímen para apagar o passado. Chama-se a isto... jogo de cintura...

Berardo ao banco!...

engpenta.jpg
A Bola, 20.08.2007

Sai Santos, entra Camacho. Má aposta de Vieira. Eu arriscaria o próprio Joe Berardo...

O autor numa pose politicamente suspeita...

slevi.jpg

Pronto, aqui fica desfeito, três anos depois, o mistério em relação ao autor deste blogue... Ei-lo, suspeitamente abraçado, em Toledo, ao nativo Shmuel Ha-Levi Abuláfia (1225-1285?), cientista, tradutor, inventor e médico. E, naturalmente, judeu...


Um filme de culto: El Topo...

Vi esta noite finalmente El Topo (1970), do chileno Alejandro Jodorowsky. Não sei se o dvd, editado em 2007, já se encontra à venda em Portugal, mas é absolutamente imperdível. Como imperdível é a versão integral do filme comentada pelo próprio realizador, um precioso extra que acompanha a edição. Para ver e rever...

agosto 19, 2007

Metáforas...

hotel.jpg

Há vícios que nenhuma racionalidade explica. Este, por exemplo. Uma oferta, de resto, inesperada. Uma ponte sobre a água. Digo: sobre o silêncio. Ouço nele todas as palavras que nunca ousaste dizer-me...

Improviso sobre a água...

cuenca.jpg

Pertence-te a metáfora do dilúvio
eu apenas contei do desespero da água
mendigando talvez aconchego
hoje passou cedo a ronda do lixo
oferecer-me-ei à madrugada para a reciclagem.

Ademar
19.08.2007

Sexo, sexo, sexo, sexo, sexo...

sexo3.jpg
Tabu, 18.08.2007

sexo4.jpg
Notícias Magazine, 19.08.2007

O sexo continua a ser, para os portugueses e as portuguesas (é politicamente correcto distinguir os géneros), uma espécie de revelação. Cada um e cada uma faz o que pode, dialogando com o espelho incerto, para desvendar o mistério...
O erotismo, definitivamente, não vende neste mercado de silly season...

O encantamento da erosão...

encantada.jpg

Quem é suficientemente prosaico para resistir ao apelo de uma "cidade encantada"? Importa pouco que só os turistas a habitem. Em Cuenca, as pedras brincam com os olhares espantados dos humanos que, em geral, contam apenas em décadas a erosão do tempo. Se não conheceis a "ciudad encantada", deixo-vos em baixo algumas imagens deste cenário fabuloso, que seguramente nenhum deus projectou. Os nomes das pedras, esses, convidam apenas a um sorriso misericordioso...

O encantamento da erosão (44)...

erosao44.jpg

O encantamento da erosão (43)...

erosao43.jpg

O encantamento da erosão (42)...

erosao42.jpg

O encantamento da erosão (41)...

erosao41.jpg

O encantamento da erosão (40)...

erosao40.jpg

O encantamento da erosão (39)...

erosao39.jpg

O encantamento da erosão (38)...

erosao38.jpg

O encantamento da erosão (36)...

erosao36.jpg

O encantamento da erosão (35)...

erosao35.jpg

O encantamento da erosão (34)...

erosao34.jpg

O encantamento da erosão (33)...

erosao33.jpg

O encantamento da erosão (32)...

erosao32.jpg

O encantamento da erosão (31)...

erosao31.jpg

O encantamento da erosão (30)...

erosao30.jpg

O encantamento da erosão (29)...

erosao29.jpg

O encantamento da erosão (28)...

erosao28.jpg

O encantamento da erosão (27)...

erosao27.jpg

O encantamento da erosão (26)...

erosao26.jpg

O encantamento da erosão (25)...

erosao25.jpg

O encantamento da erosão (24)...

erosao24.jpg

O encantamento da erosão (23)...

erosao23.jpg

O encantamento da erosão (22)...

erosao22.jpg

O encantamento da erosão (21)...

erosao21.jpg

O encantamento da erosão (20)...

erosao20.jpg

O encantamento da erosão (19)...

erosao19.jpg

O encantamento da erosão (18)...

erosao18.jpg

O encantamento da erosão (17)...

erosao17.jpg

O encantamento da erosão (16)...

erosao16.jpg

O encantamento da erosão (15)...

erosao15.jpg

O encantamento da erosão (14)...

erosao14.jpg

O encantamento da erosão (13)...

erosao13.jpg

O encantamento da erosão (12)...

erosao12.jpg

O encantamento da erosão (11)...

erosao11.jpg

O encantamento da erosão (10)...

erosao10.jpg

O encantamento da erosão (9)...

erosao9.jpg

O encantamento da erosão (8)...

erosao8.jpg

O encantamento da erosão (7)...

erosao7.jpg

O encantamento da erosão (6)...

erosao6.jpg

O encantamento da erosão (5)...

erosao5.jpg

O encantamento da erosão (4)...

erosao4.jpg

O encantamento da erosão (3)...

erosao3.jpg

O encantamento da erosão (2)...

erosao2.jpg

O encantamento da erosão (1)...

erosao1.jpg

O elogio masoquista do insulto, à moda do Benfica...

bola3.jpg
A Bola, 19.08.2007

Ricardo Araújo Pereira, benfiquista com sentido de humor, escreve agora em A Bola. Hoje, até consegue ter piada. Nos tempos mais próximos, porém, ele que não se cruze com Berardo, se não quer também, como Materazzi, levar uma cabeçada...

"Prefiro antes a puta da tua irmã"...

bola2.jpg
A Bola, 19.08.2007

Materazzi, sem dúvida, deixou-se conduzir por um impulso patriótico, mas eu, que não ligo a pátrias e detesto cabeçadas, teria ficado com a camisola de Zidane...

Por favor, ajudai o Benfica!...

bola1.jpg
A Bola, 19.08.2007

A paixão de A Bola pelo Benfica é absolutamente comovedora. Triste... Impensável... A Bola sofre. A Bola chora. A Bola grita ao mundo a sua dor. A Bola não é um jornal: é uma expiação amorosa. Devia publicar-se em verso...

Improviso sobre uma imagem de Baeza...

cenariobaeza.jpg

Há crepúsculos em que ainda me crescem
olhos nas mãos
as ruas estreitas circundando a catedral
e o cenário que parece não ter princípio nem fim
da janela do quarto via-se a praça dos mapas
ou seria apenas uma fonte de universos
o hábito que faz os monges
ou a saudade tão próxima
lentamente tecida no tear da lua.

Ademar
18.08.2007

agosto 18, 2007

A trapalhada do futebol indígena...

bilhetes.jpg

Eis um bilhete para o Braga-Porto de hoje, suponho que emitido pela Liga de Futebol dito Profissional. Repare-se na indicação aposta à direita: Época 2006-2007. Em Portugal, o campeonato de futebol começa sempre com um ano de atraso...
Mas este não é o único erro detectável no bilhete. O jogo começará às 19:15 e não às 19:00, como reza o ingresso. Não há nada a fazer: o futebol profissional, em Portugal, é uma interminável e amadorística sucessão de trapalhadas...

Murais de Granada (51)...

granada51.jpg

Murais de Granada (50)...

granada50.jpg

Murais de Granada (49)...

granada49.jpg

Murais de Granada (48)...

granada48.jpg

Murais de Granada (47)...

granada47.jpg

Murais de Granada (46)...

granada46.jpg

Murais de Granada (45)...

granada45.jpg

Murais de Granada (44)...

granada44.jpg

Murais de Granada (43)...

granada43.jpg

Murais de Granada (42)...

granada42.jpg

Murais de Granada (41)...

granada41.jpg

Bairro das lamentações...

cruzdepedra.jpg

Nasci numa Rua Cruz de Pedra, mas não em Granada, em Albaicin. Retroactivamente, lamento...

Se discordas do chefe, por que não te demites, Alípio?...

pj.jpg
Sol, 18.08.2007

Já tinha saudades destas patetices. Portugal não tem emenda, senão na rua da dita...

Murais de Granada (40)...

granada40.jpg

Murais de Granada (39)...

granada39.jpg

Murais de Granada (38)...

granada38.jpg

Murais de Granada (37)...

granada37.jpg

Murais de Granada (36)...

granada36.jpg

Murais de Granada (35)...

granada35.jpg

Murais de Granada (34)...

granada34.jpg

Murais de Granada (33)...

granada33.jpg

Murais de Granada (32)...

granada32.jpg

Murais de Granada (31)...

granada31.jpg

Murais de Granada (30)...

granada30.jpg

Murais de Granada (29)...

granada29.jpg

Murais de Granada (28)...

granada28.jpg

Murais de Granada (27)...

granada27.jpg

Murais de Granada (26)...

granada26.jpg

Murais de Granada (25)...

granada25.jpg

Murais de Granada (24)...

granada24.jpg

Murais de Granada (23)...

granada23.jpg

Murais de Granada (22)...

granada22.jpg

Murais de Granada (21)...

granada21.jpg

Murais de Granada (20)...

granada20.jpg

Murais de Granada (19)...

granada19.jpg

Murais de Granada (18)...

granada18.jpg

Murais de Granada (17)...

granada17.jpg

Murais de Granada (16)...

granada16.jpg

Murais de Granada (15)...

granada15.jpg

Murais de Granada (14)...

granada14.jpg

Murais de Granada (13)...

granada13.jpg

Murais de Granada (12)...

granada12.jpg

Murais de Granada (11)...

granada11.jpg

Murais de Granada (10)...

granada10.jpg

Murais de Granada (9)...

granada9.jpg

Murais de Granada (8)...

granada8.jpg

Murais de Granada (7)...

granada7.jpg

Murais de Granada (6)...

granada6.jpg

Murais de Granada (5)...

granada5.jpg

Murais de Granada (4)...

granada4.jpg

Murais de Granada (3)...

granada3.jpg

Murais de Granada (2)...

granada2.jpg

Murais de Granada (1)...

granada1.jpg

Ecos do melhor de Espanha...

diaz1.jpg

diaz2.jpg

Dois vinis antigos de Joaquin Diaz, comprados no bairro judeu de Córdoba e na antiga sinagoga de Toledo. Que saudades do mestre!...

Portugal na primeira página (por conta de uma criança inglesa desaparecida no Allgarve)...

mad3.jpg
El Mundo, 16. 08.2007

Alípio já vai poder contar aos netos que, um dia, aliviando irrelevâncias, foi capa do El Mundo. Confesso que ainda não parei de rir...

Chora, Portugal!...

mad1.jpg
24horas, 17.08.2007

São médicos e muito caucasianos, na modalidade british, mas não brilham pelo fulgor da inteligência. Precisam de muito tempo para entender o óbvio...

agosto 17, 2007

As sombras também honram os corpos...

cardenal.jpg
El Cardenal, em Córdova. O flamenco possível, que os anos não cansam. Prémios sobre prémios. O regresso que apetece sempre, independentemente do espaço...

Uma fotografia, simplesmente...

pes.jpg
Muitas sandálias calcam o universo.

Alhambra...

alhambra1.jpg
Um dia comprarei Alhambra simplesmente com o olhar e expulsarei dela os turistas...

Improviso para flamencar...

cueva.jpg

Hoje não sei se os olhos dancem
ou chorem
ou sangrem
sei apenas que chegámos tarde
e os pés já não dormiram.

Ademar
17.08.2007

Grutas...

a esta preferência exagerada
chamo-lhe resignação
e o coração
braviamente
debate-se e ensurdece-me
não tarda
chamo-lhe amor

Ana Saraiva

Marlene passou por aqui...

marlene1.jpg

marlene.jpg
Uma placa evocativa de Marlene Schmidt (quem?) no Parque de S.João da Ponte, em Braga. O universo passa sempre muito próximo de nós, principalmente, quando estamos distraídos...

Trova brevíssima para desespantar...

faleceu hoje pela primeira vez
o homem que só tinha uma vida
e é para mim que olham?

Ana Saraiva

Mortalidades...

onde está a memória do teu rosto
que lhe quero tocar
os olhos atrás das mãos
e as mãos atrás dos dias
serás outro já
fiz-te outro
quando?
sei de ti como se fosses ar
espero-te com mãos de oleiro
certo é que chegas
em mãos ou em sonhos
proeza semi-mortal

Ana Saraiva

Regresso vagaroso...

observmam.jpg
Algures, no Parque Natural de Doñana (Andaluzia)...