" /> abnoxio: março 2007 Archives

« fevereiro 2007 | Main | abril 2007 »

março 31, 2007

O despautério nas primeiras páginas...

titso.jpg

Em alturas de vacas magras e de aperto financeiro, o mínimo que se pode exigir a quem governa é... coerência entre o discurso e a acção. Sabe-se, porém, que num país minado pelo catolicismo (que, em geral, não passa de uma fachada), a hipocrisia é lei. Os mesmos governantes que todos os dias nos falam do défice... nunca se coíbem, por exemplo, de renovar periodicamente a frota automóvel dos ministérios com carros topo de gama. Na administração dos mandarins, vale tudo. Há sempre um lugarzinho de assessor ou de conselheiro para os amigalhaços de ocasião, "cunhados" ou não. Eu nem preciso de estatísticas ou de relatórios: sei que é assim, porque conheço muito bem o país e a administração pública e sei de que carne é feita a espécie que nos governa. Por isso, estes títulos do Sol e do Público só podem surpreender e indignar os incautos. Portugal, não me cansarei jamais de o dizer, não se recomenda à decência, nem tem conserto...
Há sempre alguém que, de uma forma ou doutra, paga a factura...

A via-sacra de um "engenheiro"...

certso.jpg
Expresso, 31.03.2007

O Expresso consegue hoje um feito assinalável: dedicar a "manchete" e quase duas páginas a uma não-notícia. O "dossier" das habilitações do primeiro-ministro fora aberto e esgotado pelo Público. O Expresso, em bom rigor, só consegue acrescentar-lhe um dado novo, mas irrelevante: que o certificado de licenciatura de Sócrates foi assinado num domingo pelo reitor da Independente, Luís Arouca, e pela sua filha, chefe dos serviços administrativos...O mais... já o Público divulgara.
Chama-se a isto, em bom português, vender gato por lebre...

Curtições...

catal.jpg
JN, 31.03.2007

Quando alunos do secundário me dizem que vão, em grupo, passar uns dias a Lloret del Mar ou a Palma de Maiorca, eu já sei o que isso significa: desbunda. Muito álcool, muito sexo, e drogas à discrição.... As direcções das escolas sabem perfeitamente que é assim e só os idiotas ou os ingénuos se surpreendem com os resultados destas viagens... Convém aliás dizer que, em alguns casos, são os próprios professores acompanhantes (sobretudo, quando jovens) que estimulam e favorecem o arraial, ajudando à missa. De vez em quando, os rebanhos excedem-se, como é de sua vocação, e lá aparecem os testemunhos compungidos dos moralistas de serviço...
Não há solução para isto. E se há... ela não está na escola, mas em casa. Escola secundária que eu dirigisse não patrocinaria viagens de finalistas. Se os meninos e as meninas quisessem ir desbundar em rebanho para Lloret del Mar ou Palma de Maiorca... que fossem com os paizinhos e as mãezinhas e estes que se responsabilizassem pelos desmandos. Transumâncias requerem o enquadramento de pastores especializados...

março 30, 2007

Um escarro em forma de... ministro...

giertych_roman.jpg

Digo-vos que este rapazola dá pelo nome artístico de Roman Giertych. Digo-vos também que é, desde criança, criacionista (não consegui apurar se sabe de cor o Génesis). Odeia de morte os "paneleiros", perdão, os homossexuais, que considera uma aberração da natureza. Se pudesse, lapidaria as mulheres que abortam e correria da Europa a pontapé judeus, muçulmanos e afins. Sexo... só na constância do matrimónio consagrado e para produzir criancinhas. Preservativos... nem vê-los, que o papa não autoriza. Imaginai o resto...
Não quero chocar-vos, leitores, mas este rapazola é, actualmente... o ministro da educação da Polónia....

Este é o meu corpo em chocolate. Pai: porque não deixais que me lambem e que me comam?...

cristochocolate.jpg

O projecto do escultor Cosimo Cavallaro para a galería de arte do Hotel Roger Smith era... apetitoso, mas os católicos de Nova Iorque sentiram-se ofendidos na sua sensibilidade, manifestaram-se, protestaram e conseguiram, finalmente, impedir que Cristo, em chocolate, fosse lambido e comido na "semana santa". Em vez disso, o ilustre crucificado (de costas, na foto) derretará naturalmente na oficina do escultor. Metáforas...

Suave e nocturno milagre...

soeur-miraculee1.jpg

Eis Marie-Simon-Pierre, a freirinha francesa que se diz miraculosamente curada da doença de Parkinson, por intercessão nocturna de João Paulo, o Segundo. O jornal Le Figaro vem acumulando, sobre o evento, notícias também elas miraculosas. Não há-de tardar muito que se saiba que Marie-Simon-Pierre é também devota, diurna, de Le Pen e que tem visões sobre o futuro de França. A igreja dita católica é um circo....
E eu que julgava que a freirinha queria morrer na cruz como Cristo e sofrer abnegadamente o seu cruel destino, como mandam as autoridades eclesiais. Nada disso: conspirou secretamente para se curar, adiando o sofrimento e o céu, onde certamente encontraria os homens da sua vida. Ninguém entende estas almas castas. Querem o sol na eira e a chuva no nabal...

Pedagogia em quatro rodas...

rali.jpg
Público, 30.03.2007

Eis por que as funerárias adoram patrocinar provas destas...

A fotografia mais patriótica de 2007...

fotomais.jpg
Público, 30.03.2007

...E o prémio vai para... Adriano Miranda, o autor desta extraordinária fotografia estampada na edição de hoje do Público. Mais simplex, menos simplex, o Estado português continua a ser isto.

Tão crescidinhos e com tanta vergonha...

vergind.jpg
DN, 30.03.2007

Não sei se a minha percepção é partilhada por outros, mas sempre que vejo nas televisões reportagens sobre a Independente estranho a idade da maior parte dos alunos que aparecem a depor. Parecem todos demasiado crescidinhos. Serão assessores da Caixa Geral de Depósitos?...

Este também é licenciado pela Independente!...

armvara.bmp

Armando Vara, lembra hoje o DN, terminou esforçadamente o Curso de Relações Internacionais na Universidade Independente três dias antes de ter sido nomeado administrador da Caixa Geral de Depósitos. Coincidências, claro...

Nuno Melo, o grande académico!...

nunic.jpg
24horas, 30.03.2007

Começo a desconfiar que os cães de Pinto da Costa também foram convidados para dar aulas na Independente...

Diz-me, espelho meu, terá alguém mais share do que eu?...

concu.jpg
24horas, 30.03.2007

43,4% contra 42,5%. Miguel (TVI) bate Marcelo (RTP) por nove décimas. Almerindo está a precisar de encomendar mais uma benzedela ao cardeal hissopista...

Indemnizai-vos todos uns aos outros, uns nos outros, enquanto podeis!...

indemniz.jpg
DN, 30.03.2007

Passam do governo para as empresas públicas e para a banca, das empresas públicas e da banca para o governo e, nestas viagens circulares, vão acumulando... indemnizações. De vez em quando, falam-nos do défice e da pátria, que tanto amam e, abnegadamente, servem. Em Portugal, de uma forma ou doutra, sempre foi assim. É por esta e por todas as outras que o povo, em geral, associa a política à mentira, à trafulhice e ao crime organizado e tenta eximir-se ao cumprimento de todos os deveres cívicos. Eu já não consigo ver e ouvir esta gente sem soltar um impropério ou uma gargalhada...
Recuperando e glosando Sophia, há um país neste país que sempre lentamente nos mata...

Sopranos à portuguesa...

sopran.jpg
A Bola, 30.03.2007

Universidades privadas, futebol, construção, tráfico de armas e de diamantes, branqueamento de capitais, evasão fiscal e gel, muito gel... Portugal é isto e Angola é nossa...
Falo em geral, claro, que Amadeu Lima de Carvalho, neste entremez, não passa de um actor secundário, em fim de carreira. Basta ver a pose da criatura ao espelho...
Mas, como diria Jorge Perestrelo, aos microfones da TSF... é disto que o meu povo gosta!...

Uma capa politicamente incorrecta...

vman8cover.jpg

O "bumbum" de Gisele e os pobres brasileiros que se excitam sempre com tão pouco...

gisele1.jpg

Os brasileiros andam excitadíssimos desde que a V MAN publicou esta sequência fotográfica...

Gisele como veio ao mundo na “V Man Magazine”

Gisele Bündchen mostra o bumbum em revista masculina - Modelo aparece nos braços do amigo e fotógrafo Mario Testino na V Man

Gisele Bündchen mostra bumbum em ensaio - Ensaio de famoso fotógrafo peruano traz Gisele quase nua; modelo mostra bumbum em fotos para revista

Gisele Bündchen expõe nudez em ensaio para revista

Gisele Bündchen mostra o bumbum em editorial de revista masculina

Os brasileiros, em geral, são assim: excitam-se com muito pouco. E em qualquer pocilga instalam mais um altar à santinha de turno...

março 29, 2007

Improviso quase eucarístico...

Se as portas gritassem
seriam janelas
no princípio do verbo imperativo
todos os corpos mendigam altares.

Ademar
29.03.2007

O luto de Eurídice...

o pouco que falta para morrer
é o passo entre saber que hoje me contas
em quem me tornarei
e o dia que afinal já não vem
anunciar-me como tudo é novo
eu não sabia
pensava que era apenas ter medo
pintar, concentradamente,
todos os calendários de luto
enchê-los de branco
e não ver lírios
só silêncio
falta tão pouco que não sei como dizer-te
talvez me cale
e envenene apenas a minha água
e procure a tua fonte
e volte
como se Eurídice fosse capaz
de olhar para trás

Ana Saraiva

Simplesmente...Miguel...

migue.jpg
Única, 24.03.2007

Miguel...Miguel... conhecerei algum escritor que responda pelo nome próprio de... Miguel?...

Um "engenheiro" entre o antibiótico e o "doping"...

antib.jpg
Visão, 29.03.2007

A Visão descobriu o óbvio: que haverá, entre 2008/2009, uma baixa pré-eleitoral de impostos. Não foi sempre assim? Não será sempre assim? Em Portugal, tudo o que desce, sobe... e tudo o que sobe, desce. Ciclicamente, é claro. Conforme a maré... do voto.

O quarto pastorinho de Fátima...

marc.jpg
Sábado, 152, 29.03.2007

O index dos Açores...

jud.jpg

Contava ontem o Público que "O Evangelho Segundo Judas", de Benjamim Iscariotes (apelido providencial), não será, muito provavelmente, posto à venda nos Açores. De acordo com a notícia a que me reporto, quase duas dezenas de livrarias da região autónoma, entre as quais três lojas da Post, a livraria católica, terão recusado a encomenda da obra, algumas por temerem a reacção dos clientes.
Esta é a liberdade que a Igreja dita Católica sempre consentiu ao rebanho que muito diligentemente pastoreia...

março 28, 2007

O serviço público de televisão, à moda de Almerindo...

A RTP prestou hoje mais um serviço à igreja dita católica: dedicou 3 horas de emissão, com missa de permeio, a uma pastorinha analfabeta que, na infância, teve visões histéricas e que, se fosse viva, teria completado hoje 100 anos. Presumo que isto faz parte da agenda de serviço público de Almerindo, o grande devoto. Não sei se o cardeal hissopista participou uma vez mais na farra, mas entrevi no entremez a sombra de Salazar. Esta RTP, a caminho da beatificação, cheira mal, muito mal. É um caso de polícia. De costumes. Avance a demolição...

Sabores que se vão perdendo...

panna.jpg

Tenho 54 anos. Não me pesam. Muito pelo contrário: sinto-me hoje muito mais leve e muito mais livre do que há vinte ou trinta anos atrás. Carrego menos preconceitos, menos ilusões, menos cobardias. Só lamento uma coisa: que os sabores da vida se tenham vindo a degradar. Atenção: não se trata de uma metáfora. Falo de sabores em sentido literal. Não há fruto, por exemplo, que me saiba hoje como na infância. Não, não foi o meu sabor que se degradou: tenho a consciência degustativa do lento empobrecimento de quase todos os sabores. Hoje, sabe tudo a pouco mais do que nada. As laranjas, as tangerinas, os dióspiros, as ameixas, as nêsperas, os pêssegos que comia e saboreava na infância... hoje, já raramente os encontro. Os frutos ainda existem... mas os sabores intensos e distintos que eu lhes associava... perderam-se.
Soube hoje que a Häagen-Dazs vai deixar de produzir e comercializar o "sabor" Panna Cotta&Raspberry. Era o meu preferido. Como sobreviverei?...

Os "portugueses" almerindados são masoquistas...

eufe.jpg
24horas, 28.03.2007

Universidade?...

unind.jpg

E já são três os arguidos... Por este caminho, não há-de tardar muito que a Universidade Independente tenha uma extensão na... Polícia Judiciária. De que estará à espera Mariano Gago?...

março 27, 2007

Improviso para acender a lua...

As palavras dançam
entre as mãos
escorrem quase pelo corpo
como um fio de azeite
tento apoiar-me nelas
e tropeço em mim
soletrando os pés
corro atrás de sombras
ou de luzes peregrinas
acendo um fósforo para ver ao perto
e a chama distrai o olhar
perdendo-me em todas as esquinas
agora ouço a ausência dos teus gestos
e atravesso descalço a memória das cordas
que ainda tocam e amarram
caminhando na tua direcção
o chão arrefece nestas palavras
que transpiram o tempo.

Ademar
27.03.2007

A língua portuguesa na extraordinária e recorrente versão de Miguel Sousa Tavares...

Miguel Sousa Tavares, há pouco, na TVI, referindo-se a José Sócrates e à Universidade Independente: "uma pessoa licenceia-se..."
Pois, Miguel... uma pessoa "licenceia-se"...para isto...

Clara Ferreira Alves sem mestre...

meiai.jpg
Expresso-Revista, 26.Setembro.1998

E as mulheres "na meia idade", Clarinha, que fazem elas? Pintam o cabelo, acumulam telemóveis e, nas noites de ócio, soletram Balzac?...

Um preservativo para exorcizar consciências castradas...

pres.jpg

Este é um dos mais polémicos e inspirados "cartoons" de António. Uma igreja de castrados canónicos só pode ser, como se sabe e se tem visto, uma igreja de fariseus, de inquisidores e de devassos. O recalcamento forçado de uma parte essencial da vida só pode produzir, é inevitável, frustrados ou criminosos. Dispenso o convívio de uns e outros. E rejeito liminarmente tudo o que eles aspiram a representar.

Onde estavam? Onde estão?...

banc.jpg
Valor, 14.Junho.1995

Notícias, em Portugal, são apenas notícias. Ninguém leva a mal se não passarem de... ficção...

Improviso para câmara mortuária...

A vida em pó
de arroz
para maquilhar a morte
e o que resta dela.

Ademar
27.03.2007

Pânicos existenciais...

Todos os dias há sempre alguém que me diz: até amanhã se deus quiser!
Fico sempre em pânico: não sei se está no governo...

O milagre da multiplicação dos car...taxos...

ren.jpg
Público, 27.03.2007

O Estado português, a reboque da pastorinha, também merece ser beatificado. Não há milagre que não lhe possa ser creditado.

A maior portuguesa de todos os templos...

luccia.jpg
24horas, 27.03.2007

Para esta, Almerindo, nem é preciso concurso: está "eleita" por natureza. Virgem, analfabeta e milagreira: quem lhe poderia fazer concorrência?...
Passemos a outro concurso, que este já está resolvido...

Além pés...

quando sentires que há chão
debaixo dos teus pés nus
quando souberes
da solidez da terra
e suspeitares raízes
quando todo o teu corpo repousar
dentro desse equilíbrio perfeito
a terra
um homem
uma metade
vem um pouco de vento
que o mundo não sente
as folhas parecem dormir
dentro de um tempo parado
só os meus olhos o ouvem
estremecidos
encantados
far-me-ei sempre pássaro
ou vontade de voar

Ana Saraiva

março 26, 2007

Quaresma na... quaresma...

A minha antiquíssima costela católica impele-me a convidar-vos a ver esta... trivela quaresmal.

Improviso em forma de ampulheta...

Silenciosamente
esse gesto que te amarra a uma sombra
de palavras
não há olhos no teu sorriso
não há mãos que te distraiam
a areia corre por dentro do teu corpo
despido de tempo
direi talvez indevidamente o verbo
nada corre por ti
tudo se acomoda à lentidão dos passos que tremem
monossilabas-te.

Ademar
26.03.2007

Os autómatos de Berlim, segundo Teresa de Sousa...

berlim2.jpg

Escreve hoje no Público a sempre magnífica Teresa de Sousa (que, pelos vistos, também não tem nada que fazer em casa):

"Quando soaram os acordes da Ode à Alegria, os 27 chefes de Estado e de governo ergueram-se sem um gesto ou um suspiro."

50 anos depois, os líderes da União Europeia já conseguem levantar-se... sem um gesto. Assim fica provada a superioridade antropológica, política e cultural dos europeus...

Salazar em Berlim, comemorando os 50 anos da... Europa...

berlim1.jpg

Reparai na foto, soleníssima, e contai... as mulheres.

Em Março de 1933, Salazar, o melhor português de sempre, dizia:

"Defendemos que o trabalho da mulher casada e geralmente até o da mulher solteira, integrada na família e sem a responsabilidade da mesma, não deve ser fomentado: nunca houve nenhuma boa dona de casa que não tivesse imenso que fazer."

Definitivamente, Angela Merkel não tem que fazer em casa...

Deus, Pátria e Almerindo...

almerinda.bmp

Depois de ter oferecido a RTP, empresa pública, à benzedela cardinalícia, envergonhando o Estado, Almerindo conseguiu que os telespectadores "elegessem" Salazar como o melhor português de todos os tempos, envergonhando o regime democrático. Teremos ainda de lhe pagar para que nos insulte... durante quanto mais tempo?...

"O que parece, é"...

deusp.jpg

"A verdade é que politicamente tudo o que parece é, quer dizer, as mentiras, as ficções, os receios, mesmo injustificados, criam estados de espírito que são realidades políticas: sobre elas, com elas e contra elas se tem de governar."

António de Oliveira Salazar, 22 de Março de 1938

março 25, 2007

A sagração do bordel...

Palavra catequética de Policarpo, cardeal hissopista, no 5º Domingo da Quaresma dele:

"Os cristãos, para serem fiéis ao Evangelho, tiveram de reagir contra realidades culturalmente aceites como, por exemplo, o politeísmo, a escravatura, o desrespeito pela vida, a prostituição sagrada, a poligamia, etc."

Este descendente político de Cerejeira nunca cessa de me surpreender: "prostituição sagrada", entre "o desrespeito pela vida" e "a poligamia"?... Peço perdão, mas cheira-me a deboche...

Disciplina por catálogo...

indisc.jpg
JN, 25.03.2007

O JN publica hoje mais um dossier (de 4 páginas) dedicado ao tema da "indisciplina" nas escolas. Já se vê que a indisciplina, como o sexo, vende...
Uma das partes do dossier reflecte a visão muito peculiar do presidente da Federação Concelhia das Associações de Pais de Vila Nova de Gaia, Albino Almeida, ex-presidente da CONFAP. Entre outras coisas, Albino Almeida considera que "é fundamental que o Ministério da Educação tipifique as ocorrências (de indisciplina) dentro da sala de aula e a cada uma faça corresponder uma sanção". Seria (digo eu) uma espécie de Código de Hamurábi, que se aplicaria por igual em todas as escolas do país. O aluno espirra para cima do professor? O professor rapa do Código, vai ao índice, vê que pena corresponde ao delito e aplica-a imediatamente, sem mais delongas processuais. Albino Almeida, fazendo fé no JN, entende que "esta é a melhor forma de fazer saber que um determinado comportamento do aluno dá direito a um castigo específico, independentemente da escola onde isso se verifique". A proposta, para além de hilariante, é absolutamente irresistível e estou seguro de que Valter Lemos não a deixará cair em saco roto. Eu, pela parte que me toca, ofereço-me desde já para elaborar o anteprojecto desse novo Código de Hamurábi para as escolas portuguesas. Assim a Ministra o queira e Albino Almeida, naturalmente, autorize...

A Europa que nos diverte...

carlcu.jpg
Única, 24.03.2007

Poderá parecer um "paralítico" de John Malkovich, fazendo de Mr. Rippley, mas não é. Fotografado entre caixotes para o Expresso, por Ezequiel Scagnetti, vemos Carlos Coelho, deputado europeu do PSD e político profissional desde os tempos da adolescência. Para que ninguém suspeite que morreram, estes rapazes prestam-se a todas as poses para aparecerem nos jornais, nas revistas e nas televisões. Se necessário, até se fazem passar, como aqui, por "capos" ou gatos-pingados. Ainda havemos de os ver todos em cuecas, à porta do Berlaymont...
Esta Europa que tanto nos diverte faz hoje 50 anos...

Escrito num guardanapo de papel em forma de mapa...

Há os que vivem da Europa, os que vivem para a Europa e os que, simplesmente, se limitam a viver na Europa (dos outros). Falava de quê?...

Erotismo para cinquentões castrados e adolescentes que engravidam pela boca...

bdtabu.jpg
Tabu, 24.03.2007

A coisinha em forma de BD chama-se "NA TERRA COMO NO CÉU" e aparece assinada por Nuno Saraiva (registo o apelido familiar). O capítulo da edição de ontem (de que reproduzo, com a devida vénia, quatro quadrinhos) intitula-se "O EQUINÓCIO DA PRIMA VERA". Os adolescentes adoram estes trocadilhos: a prima Vera dá uma queca com o primo Basílico, na quinta dos velhotes, lá na "terrinha". Ela só lhe pede que não a beije na boca, porque não quer engravidar. Por favor, não riam. Respeitai o tesão (corrijo: a concentração erótica) de José António Saraiva, o director. Malandrote!...

março 24, 2007

Quem fala verdade: a mulher ou o beirão?...

mjnpin.jpg
JN, 24.03.2007

Em entrevista à Antena 1 (transcrita na edição de hoje do JN), Maria José Nogueira Pinto confirma que foi agredida em Óbidos pelo deputado beirão Hélder Amaral e diz que tem provas da agressão. Definitivamente, alguém está a mentir. Quem será?...

Pregador de vagabundagem...

Quando eu era pastor era frequente que meus sermões provocassem reações negativas nos conservadores, porque eles esperavam que eu falasse sobre a certeza da salvação de suas almas. Ah! Os conservadores... Como eles amam as certezas! Como gostam de falar “Estou certo de que...” E eu, que já naquele tempo nada sabia e ainda nada sei sobre a vida após a morte, falava sobre as coisas da vida. Recebi então um convite para pregar na Igreja Presbiteriana da Lapa, São Paulo. Disse para mim mesmo: “Estou cansado de confusões. Vou pregar um sermão pra ninguém botar defeito. Todos sorrirão. Falarei sobre as crianças...” Li as palavras de Jesus: “E se vocês não mudarem suas maneiras de sentir e pensar e não se transformarem em crianças, jamais entrarão no Reino dos Céus...” Disse que as crianças, diferentes dos adultos que vivem para trabalhar, vivem para brincar. Brincar é o sentido da vida... Esse sermão provocou uma confusão que excedeu todas as outras. Acusaram-me de corruptor da juventude, pregando a vagabundagem. Daí para frente, em qualquer igreja onde eu fosse pregar, lá estavam os inquisidores com gravadores para capturar as minhas heresias. Que Deus os tenha. Conselho aos jovens pregadores: se vocês querem ser bem sucedidos, digam aos membros de suas igrejas o que eles desejam ouvir. Eles querem ouvir suas próprias idéias na boca de um outro. Eles amam as repetições e odeiam tudo o que perturbe a sua paz. Existe um livrinho muito divertido que poderá ajudá-los na difícil tarefa de agradar a sua congregação. Infelizmente, não foi traduzido para o português: "How to be a bishop without being religious", como ser um bispo sem ser religioso. Ali você encontrará os conselhos que o ajudarão a chegar a bispo. É um velho bispo metodista que dá conselhos ao seu jovem sobrinho que acaba de ser ordenado pastor. Como é bem sabido, os bispos protestantes se casam. Um dos conselho mais importantes refere-se à escolha da sua mulher: escolha uma mulher feia. Se for uma mulher bonita, a congregação começará a fazer fantasias sobre o pastor e sua mulher na cama, e isso provocará raiva nas mulheres e inveja nos homens. Isso não é bom para a vida espiritual da congregação. E é importante que vocês não sejam felizes. Porque um pastor feliz quererá gastar muito tempo com sua amada em atividades não religiosas, o que roubará o precioso tempo que ele deve gastar no preparo do seu sermão. E os sermões devem sempre provocar lágrimas no meio e sorrisos no fim. É importante não inverter a ordem. Os seminários não ensinam essas pitadas de sabedoria...

Rubem Alves, Badulaques CXVI (excerto)

Improviso ao jeito de Alexandre O'Neill...

Morremos assim antónio de oliveira
assalazarados
contando cerejeiras e policarpos
entre hóstias benzedelas e muito sexo a martelo
aos domingos e dias santos de guarda
e o senhor engenheiro que deixou de sê-lo
e o major das batatas corruptas que fala grosso e fala só
e o beirão quase branco que não bate em mulheres
e o serviçal do papa que passeia em vida a castidade e as filhas pela tela
chulos da pátria de fato às riscas e laçarote no antigo lugar da honra
cobradores profissionais de senhas de presença e pensões de reforma
empreiteiros e autarcas
autarcas e empreiteiros
e ministros quase analfabetos
togas e becas à discrição
e putas muitas putas digo
empresárias sociais e socialites
que o povo adora as boas maneiras
de ser esfolado pelo próximo
e o rebanho na primeira página dos telejornais
a três euros o figurante
que o foguetório é sempre de borla
paga a comissão fabriqueira
com os juros das esmolas.

Ademar
24.03.2007

Também era pedófilo?...

modas.jpg
Tabu, 24.03.2007

Querem por força convertê-lo numa... moda. Aqui, com uma criancinha ao colo, uma menina. Seria afilhada ou sobrinha de Cerejeira?...

O pregador pontifício dos mansos...

O blogue intitula-se assim, despudoradamente: "Razão Crítica - Compilação de notícias, artigos e documentos sobre a Igreja Católica." O título, obviamente, é uma mentira, mas os católicos adoram enganar-se todos uns aos outros, uns nos outros. O último "post" reproduz o texto da "segunda pregação da Quaresma à Casa Pontifícia", do Pe. Raniero Cantalamessa (apelido certamente divino): “BEM-AVENTURADOS OS MANSOS, PORQUE POSSUIRÃO A TERRA”.
Os "mansos", naturalmente, agradecem o estímulo e a... ironia...
Esta gente tão católica e "papabile" não tem mesmo vergonha... nem o mínimo sentido do ridículo...


Jornalismo "desportivo"...

Brasil-Chile, jogo de futebol particular. Gotemburgo. Transmissão na Sportv1. Equipas alinhadas para o ritual da audição dos hinos. Começa a tocar o hino do Chile. O realizador foca a equipa do Brasil. O comentador da Sportv não percebe e reforça o disparate. Toca depois o hino do Brasil. O realizador sueco, que entretanto se deve ter apercebido do equívoco, foca naturalmente os jogadores do Brasil. O comentador da Sportv, muito divertido, chama a atenção para o facto, gozando com o realizador, que estaria a focar os jogadores do Brasil durante a audição do hino do... Chile. Isto parece uma anedota, mas é o habitual. Os chamados jornalistas "desportivos" são, em geral, a ignorância e o atrevimento com pernas. Hoje, qualquer analfabeto é... jornalista. Basta que tenha recorrido à cunha certa... no momento apropriado...

Por esta e por muitas outras é que o défice, em Portugal, sobra sempre para o mexilhão...

deficem.jpg
JN, 24.03.2007

Todos os anos, a mesma notícia. Década após década. Portugal é isto, um imenso faz-de-conta. Mas não há problema: o mexilhão paga sempre a... conta.

Os anónimos comentadores...

A blogosfera é um excelente espelho do país. Há os que dão a cara e o nome e assumem, verticalmente, o que escrevem e há os eternos aspirantes a censores, geralmente refugiados no anonimato, que, se pudessem, colocariam a liberdade de expressão e o espírito crítico atrás de grades. É o Portugal tridentino e salazarento e sempre canalha que eu, na esteira, felizmente, de tantos mais, jamais me cansarei de denunciar. Bem podem eles estrebuchar... estrebucharão em vão.

Verdes que vos quero verdes...

verdeque.jpg
Expresso, 24.03.2007

Investiguem-se todos uns aos outros. E coloquem-se todos em prisão preventiva. O país, como o inferno, pode esperar...

março 23, 2007

Improviso em forma de travesseiro...

Atravessas-te no travesseiro
imaginário
atravessas-me
acolchoas-te
talvez seja inútil escrever
o feminino de morfeu
quando a noite sofre das luas
que não dormem
há uma luz a que me abraço
para não cair da cama
uma luz que não respira
que não ressona
que adormece a própria ausência.

Ademar
23.03.2007

Era branco, minhoto e não batia em mulheres... hissopava-as para o sacrifício conjugal...

cerej.jpg

Sempre que penso num "cardeal patriarca"... penso em Cerejeira, o primeiro que me habituei a ouvir e a ver. Era uma figura pateta e patética, como sempre foram, são e serão (enquanto houver) todos os "cardeais patriarcas"... Patriarcas de nada, senão da sua imensa vaidade e dos rebanhos que se oferecem ao apascentamento eclesial. Cerejeira, ademais, era um travesti de Salazar, uma espécie de espantalho da ditadura que, durante quase 50 anos, asfixiou Portugal. Explicai-me: como é possível ter respeito por estas criaturas e pelos seus descendentes, Policarpos incluídos, que nunca renunciaram ao poder simbólico do hissope, nunca pediram perdão pelos crimes que cometeram em nome do deus que negoceiam e sempre aspiraram a crucificar o país?...
Eu não tenho e jamais terei...

Era branco, beirão e não batia em mulheres... mandava bater...

salvad.jpg

Patrocínios...

funerar.jpg
24horas, 23.03.2007

Não percebo o espanto...As funerárias têm uma larguíssima experiência de patrocínio de todas as indústrias da morte, incluindo... a igreja católica. Será que as motas conduzem directamente ao paraíso?...

Uma notícia de mamocas para agitar as audiências e fazer subir o "share"...

mamoc.jpg
24horas, 23.03.2007

Confesso que não sei quem são as gémeas, nem o que fazem na vida. Mas, a partir de agora, graças ao 24horas, sei pelo menos que se distinguem pelas... mamocas. Ficarei atento...

março 22, 2007

Improviso sem pára-quedas...

Sofres de evidências cíclicas
um certo jeito de quereres a sala
à tua medida
o quarto e a cama
sem janelas para o interior
sem grades
sem amarras de alpinista
abre-se a porta e tu atiras-te
numa quinta-feira assim
a morte é uma indiferença dos sentidos
um certo olhar oblíquo sobre a terra
lá em baixo
um olhar sem escadas
sem patamares
sem linhas de fuga
directo ao que sobra dos abismos de ti
uma superfície quase inquieta
um dorso sem embalos
ficas suspensa sobre um grito
quase uma oração
espero-te do outro lado da rua
do outro lado da lua
enquanto desces.

Ademar
22.03.2007

A cada um o seu destino...

ruiverde_1172549270.jpg

Este ilustre académico (não sei de quê) vai passar os próximos tempos em prisão preventiva. Não há dúvida de que José Sócrates escolheu a universidade errada para terminar o curso de engenharia. E o Público, malandramente, escolheu a altura mais propícia para o confrontar com isso. É tudo tão óbvio e tão tacanho que até mete dó....

E há mesmo jaulas no Caldas?...

obamac.jpg
Visáo, 22.03.2007

Eles, brancos ou pretos, contam tudo...

telmoc.jpg
24horas, 22.03.2007

O próximo Conselho Nacional do CDS-PP promete. Telmo Correia, à cautela, já trocou os óculos pelas lentes de contacto. E resolveu contar tudo ao 24horas. Só não contou se, quando dialoga intimamente com a esposa, prefere a posição de missionário ou outra...

Cantabile...

vem pó dos quatro cantos do mundo
é o meio do dia em chatelêt
é o meio do caminho
o meio do mundo
o ar respira transparente
em nós
como nunca
como sempre
além dele, parece haver mundo
parece haver gente
poderíamos ser a pedra
que o poeta deixou para contarmos
tudo o que não é pedra e caminho
ou aquela que alguém olhou devagar
e não quis dizer amorosamente
poderíamos ser o fim do tempo
que ninguém ousa tocar
uma linha escondida
nas ervas altas
e a cancela definitiva:
daqui não passar!
mas, não
há tempo a começar

Ana Saraiva

A morte, às mãos do Público, de um Primeiro-Ministro "Engenheiro" que nunca o foi...

jose_socrates_ls_1.jpg

O dossier que o Público hoje dedica às habilitações de José Sócrates não honra especialmente o visado. Percebe-se, facilmente, que o primeiro-ministro foi, colateralmente, vítima das trapalhadas na Universidade Independente (e talvez, mesmo, de um ajuste de contas) e, através do dossier do Público, também se percebe por que o ensino superior privado, em Portugal, continua a beneficiar da complacência do Estado. Há muito político na praça que, de uma forma ou doutra, resolveu expeditamente a sua vidinha académica... à maneira de Sócrates.

Francamente, não me interessa muito saber como Sócrates terminou o seu curso de engenharia, desde que, efectivamente, o tenha terminado. Neste particular, o dossier do Público não revela nenhum dado que, aparentemente, atinja a honorabilidade do primeiro-ministro. Já a utilização abusiva do título de Engenheiro (que só agora Sócrates se apressou a clarificar e a corrigir, designadamente, na sua "biografia oficial") não favorece em nada a imagem de rigor com que gosta de se apresentar ao país. Tratado mil vezes por Engenheiro, mil vezes teve a oportunidade de esclarecer que, efectivamente, não era como tal reconhecido pela Ordem dos Engenheiros. Seria talvez uma questão de somenos, mas ele tinha a obrigação de saber que, mais tarde ou mais cedo, alguém o denunciaria por usar, indevidamente, o título de Engenheiro. Foi imprudente e colocou-se a jeito. Agora vai passar pela vergonha de ser publicamente despromovido a "licenciado em engenharia civil" e, durante uns tempos, os portugueses vão-se rir quando alguém o tratar por "Senhor Engenheiro". A chacota precede sempre o descrédito e a ruína...

Sinceramente, eu não queria estar na pele do "Senhor Engenheiro" José Sócrates...

O cardeal hissopista explica-se...

Excerto da catequese do cardeal hissopista no 4º domingo da quaresma dele:

(...) é quando Deus entra na nossa vida como uma pessoa e com uma proposta de relação, que se pode iniciar ou rejeitar a fé como caminho de vida e de verdade.

A conclusão para que remete o postulado cardinalício é muito simples: queiras ou não queiras, a bem ou a mal, levarás com o meu deus nas trombas. Se a "proposta de relação" não te agradar, poderás até rejeitá-la. Mas eu tenho o direito, por todos os meios e por todas as formas, de te impor o meu deus e de tentar convencer-te. Nem que seja através da RTP, empresa pública...

Marilyn ou... a eterna nostalgia do Rato Zinger...

-a-marylin.jpg

Morfeu consente sempre uma última heresia...

março 21, 2007

Talvez o problema da Independente seja... excesso de brancos...

indeo.jpg
24horas, 21.03.2007

O CDS-PP e a Universidade Independente têm muito em comum. É tudo gente de bem. Bons rapazes, como diria Scorcese...

O eclipse de uma "estrela" merdiática...

bigm.jpg
24horas, 21.03.2007

Confesso que não sabia quem era a "big" criatura. Não vejo concursos. E nem sequer tinha consciência de que os concursos produziam "estrelas". Suponho que... merdiáticas. Pelos vistos, preciso de ler mais o 24horas. Ou ver a TVI, para me reconciliar com o patriarcado e antecipar a delinquência...

De benzedela em benzedela, com muito SAL e pouco AZAR...

salecinh.jpg
DN, 21.03.2007

O "novo" DN dedica hoje duas páginas (duas!) a uma ridicularia merdiática, fabricada pelo canal que tanto excita o hissope de um cardeal, outro grande português para memória futura. E ainda há gente neste país preocupada com a OTA e o TGV, com o desemprego e com o défice...
Almerindai, senhores, almerindai!...

Endogamias que a pátria tece...

marid.jpg
DN, 21.03.2007

Vão sair duas mulheres e entrar... os respectivos maridos. Garante o DN. Fica já o lugar reservado para os flhos e os netos. A jurisprudência constitucional quer-se... familiar.

Poetas, fujamos!...

Hoje, por ser o Dia Mundial da Poesia, recuso-me a escrever e a publicar... poesia. Estes dias comercialmente consagrados a uma agenda qualquer... deprimem-me... É da minha natureza mais íntima caminhar sempre no sentido contrário dos rebanhos......

Bentos pornográficos...

popem.jpg
Tabu, 17.03.2007

Um blogue brasileiro foi ameaçado com um processo judicial se não abdicasse de reproduzir esta foto. O Sol, na edição de sábado passado, fê-lo, explicando a estória.
Confesso que a foto não me... excita, como, aliás, já não me excitava a de Marilyn, que a inspirou. É pornografia da mais rasca. De resto, Bento XVI não usa peúgas pretas e é quase certo que se depila. O nosso cardeal hissopista poderá, seguramente, confirmá-lo.

março 20, 2007

Efeitos colaterais de uma benzedela cardinalícia...

Tudo começou nos 50 anos da RTP, com uma inesperada e republicaníssima benzedela cardinalícia. Depois, Valentim foi acusado de 26 crimes de corrupção e pediu um tribunal especial. Almerindo correu logo a encomendar uma missa de acção de graças (uma graçola). Portas ouviu a chamada do anjo gabriel e avançou destemido para o fato azul às riscas, convocando para o assalto todos os reservistas, brancos, pretos e malhados. Santana sentiu o cheiro a pólvora e avançou também para a guerra, oferecendo-se solitariamente ao sacrifício. Acabou tudo em Óbidos, do jeito que foi público. O cardeal, com esta direita, já não sabe onde meter o hissope. Eu dizia-lhe...

Improviso para Maria José Nogueira Pinto...

Se eu fosse branco senhora
seria de chicote beirão
um pouco abaixo da
santa casa da misericórdia
ou talvez mesmo no pelouro.

Ademar
20.03.2007

Era branco e não batia em meninas...

ribeme.jpg
Grande Reportagem, 21.05.2005

José Ribeiro e Castro, menino e moço, viajando para Angola, em 1973, ao encontro do então governador, seu pai. Já tinha todo o aspecto de quem não batia em meninas. Era branco, claro...

Em nome do pai, o filho...

azevedop.jpg

Soube-se hoje que Paulo (o grande vencedor da OPA sobre a PT) sucederá a Belmiro. Agora, já ninguém deve ter dúvidas: a SONAE é mesmo portuguesa, com certeza...

Como António Lobo Xavier se deve ter divertido com o espectáculo de Óbidos...

loboxav.jpg
ÀNOSSA, 3 de Maio de 1995

Este rapaz é branco, nada popular, e não consta que tenha batido em Maria José Nogueira Pinto...

brancoo.jpg

A insupeita modernidade do Licor Beirão...

licor.jpg

Indecências...

Trancrevo do Público de hoje (p.7):

Afirmou Fátima Felgueiras que o empresário (Joaquim Freitas) terá sido "pressionadíssimo para omitir a verdade", desmentindo que alguém das suas relações o tenha aliciado a alterar o depoimento. Freitas, que não conseguia disfarçar o seu desagrado durante o depoimento de Fátima, declarou aos jornalistas que tinha sido ela a convidá-lo para um encontro num hotel do Porto para o induzir a retratar-se e negou que tenha ido à casa da presidente, por sua iniciativa, para lhe dizer que estava a ser alvo de ameaças de morte, como afirmou a principal arguida.

Fátima Felgueiras, na versão do Público (assinada por António Arnaldo Mesquita), é uma descaradona. Atraiu Joaquim Freitas a um hotel e tentou induzi-lo a... retratar-se. Nu? Em cuecas? De fato azul às riscas (como Paulo Portas ou Almerindo Marques)?...

Ou será que o jornalista do Público queria apenas escrever... retractar-se?!...

Desilusão! Afinal, o suposto agressor de Maria José Nogueira Pinto não é branco!...

Está tudo explicado... pelo próprio (ou deveria antes escrever: impróprio?). Se ele fosse branco, Maria José Nogueira Pinto jamais o teria acusado de agressão. Hélder Amaral, cuja raça desconheço e quero continuar a desconhecer, é autoproclamadamente mais uma vítima do racismo, em Portugal.
Julgais, leitores, que estou a brincar com coisas sérias? Ouvi ou lede o deputado, perdão, a criatura, como eu acabei de ouvir e ler...

Mukhtaran Bibi ...

bibipak.jpg

A paquistanesa Mukhtaran Bibi recebeu ontem o Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa. Quem quiser saber porquê, leia aqui.

Andamos sempre à procura da agulha no palheiro, como se a agulha não fôssemos nós......

viol.jpg
Pública, 18.03.2007

Há muitos anos que Daniel Sampaio diz e escreve coisas muito sensatas sobre a escola e a sociedade. O artigo que assina na última edição da Pública é mais uma prova disso. Um excerto: "Há escolas violentas porque reproduzem as comunidades onde se inserem. As razões da violência são múltiplas: económicas, sociais, culturais, não é legítimo pedir a uma escola que as resolva no seu interior, quando tudo à sua volta anda em sentido contrário".

De resto, o mesmo, em muito menos palavras, dizia Brecht há muitas décadas atrás:

Do rio que tudo arrasta se
diz que é violento
Mas ninguém diz violentas as
margens que o comprimem.

Quando aprenderemos?...
Andamos sempre à procura da agulha no palheiro, como se a agulha não fôssemos nós...

«Os beirões não batem em mulheres»...

Afinal, o deputado Helder Amaral não agrediu fisicamente Maria José Nogueira Pinto: tentava apenas protegê-la da ira dos sicários de Portas, o grande assaltador. Amaral, como Ruas, o pacífico "condottiere" de Viseu, não "bate em mulheres", nem mesmo em fiscais do ambiente...

março 19, 2007

O capacho que preside, por esmola do bloco central, à RTP...

Que estava a fazer Almerindo no Prós e Contras? O rapaz adora servir de capacho e, para isso, tem jeito. Quem não gosta de limpar os sapatos num capacho assim?...
Ainda por cima, católico... e sempre atento, venerador e obrigado. Um nojo...

Improviso para dizer a novidade da lua...

Hoje marquei falta à lua
porque só tu a vias.

Ademar
19.03.2007

Continuo (e continuarei, pacientemente) à espera, Almerindo, que te retractes...

almerindico.jpg

É hoje, Almerindo, perante o Ministro da tutela, que tanto gostas de sabujar, que vais pedir desculpa, finalmente, pela benzedela cardinalícia e pela missa de acção de graças? Eu sei, eu sei: falta-te dignidade para tanto...

O deputado agressor...

helder.jpg

Ei-lo, o bravo Hélder Amaral, que ontem, no final da reunião do Conselho Nacional do CDS-PP, terá agredido Maria José Nogueira Pinto. Fisicamente, disse ela...
Não há duvida de que a rapaziada do PP tem muito mau feitio... É o que dá o excesso de touradas...

Sempre disponível...

280px-Pedro_Santana_Lopes.jpg

Entre lágrimas e suspiros, Pedro disse à SIC que sim, que se o partido o chamasse e lhe pedisse com jeitinho o sacrifício... voltaria. O verdadeiro artista está sempre disponível.

Profissão: garganta quase funda...

carolmou.jpg
Nova Gente, 19 a 25 de Março de 2007

E sobre o papa, ele mesmo, que saberá a rapariga? E sobre o cardeal das benzedelas? E sobre Almerindo, esse impenitente devoto? E até sobre Paulo Portas: será que Carolina não sabe mesmo nada, nada, nada?...
Tremei, ó pecadores!...

março 18, 2007

O regresso do "bom povo português" à primeira página do JN ou... vamos à romaria, Maria!...

romari.jpg
JN, 18.03.2007

Sob a antiga protecção e a bênção da igreja católica, vivem na miséria e na ignorância. Tratam as crianças como tratam as vacas ou os porcos, mas não resistem à excitação de uma televisão por perto e transformam qualquer canalhice em romaria, com muito vinho a martelo e muito foguetório. É o bom povo português que Camilo imortalizou e que hoje regressou à primeira página do JN. Este é o verdadeiro Portugal dos pequeninos, analfabeto e tribal, que continua e continuará, por muito tempo, a venerar a memória de Salazar e de todos os Cerejeiras, cardeais ou aspirantes. O Portugal eterno dos figurantes...

De vez em quando, convém explicar o óbvio...

Todas as igrejas, sem excepção, praticam e cultivam a reverência. É dela que se alimentam e é ela que lhes garante a autoridade e o poder sobre os rebanhos. A crítica, o humor, a ironia, a gargalhada, o sarcasmo... foram sempre perseguidos e ferozmente reprimidos pelas igrejas. Apenas os néscios ignoram ou fingem ignorar que assim foi, assim é e assim continuará a ser. ..
Por vezes, alguns leitores censuram-me a falta de respeito que costumo denotar aqui pelas igrejas, muito especialmente, pela católica, que conheço melhor. E dizem ou insinuam a frase que sempre ouvi, desde criança, à padralhada: "o respeitinho é muito bonito". Claro: a reverência dos rebanhos pressupõe o respeitinho. Mesmo quando se discorda, deve discordar-se... com a reverência possível...
Já nao tenho, porém, paciência (a idade não perdoa) para a soberba e a pesporrência com que os dignitários da igreja dita católica, permanentemente, se acham e proclamam proprietários da consciência, da ética e da moral dos outros. E quanto mais sobem o tom da exigência do "respeitinho", mais me apetece desrespeitá-los... pela crítica, pelo humor, pela ironia, pela gargalhada, pelo sarcasmo. Recuso-me simplesmente a ajoelhar perante todos aqueles que, se pudessem, continuariam a obrigar-nos a viver de joelhos...
Felizmente, já nao têm poder para tal...

A eterna negação da quaresma...

sanctorum-03.jpg

J.A.M. Montoya, "Sanctorum" (2003).

março 17, 2007

Porto 0 - Sporting 1

Foi um jogo chato, com um resultado mais ou menos previsível. Amanhã, o Record dedicará ao evento... 30 páginas. Por muito menos, Camões quase se afogava...

Pietá...

pietá.jpg

J.A.M. Montoya, "Sanctorum" (2003).

Santa Teresa de Ávila, numa versão BDSM...

santatresa.jpg

J.A.M. Montoya, "Sanctorum" (2003).

Eros crucificado (adenda)...

cristoeros.jpg

J.A.M. Montoya, "Sanctorum" (2003).

Em nome do pai, do filho e das mulheres que o desejam...

montoya.jpg

Descobri hoje as imagens de "Sanctorum", do fotógrafo espanhol José Antonio M.Montoya. Devo a descoberta à indignação tardia e eleitoralmente oportunista do PP (o catálogo "Sanctorum" foi editado em livro em 2003). Que deus os abençoe!...

Nem é preciso estudar... já se sabe que é pior...

esperme.jpg
Expresso, 17.03.2007

O título e o subtítulo são verdadeiramente intrigantes. Os machos europeus já não conseguem, simplesmente, produzir espermatozóides, independentemente da sua qualidade reprodutiva? E por que é que se sabe, a priori, que o sémen português não presta? Será um postulado cardinalício? E João César das Neves... concordará?
A notícia do Expresso não esclarece nenhuma destas dúvidas lancinantes. Apesar dos meritórios esforços do cardeal Ratzinger, a Europa definha. Tarda uma encíclica. Proíba-se, canonicamente, a masturbação!...

Lixo em forma de jornal...

natas.jpg
JN, 17.03.2007

O Jornal de Notícias, na sua infinita sabedoria, converte hoje uma hipótese quase ficcional numa certeza acusatória. Tabloidismo à moda do Porto...

A ameaça do triunfo dos porcos...

porcosa.jpg
Público, 17.03.2007

Se fosse assessor do cardeal hissopista, Gabriel não seria despedido, pois não, Almerindo?!...

gabrielac.jpg
24horas, 16.03.2007

30 páginas!...

special.jpg
Record, 17.03.2007

30 páginas! O Record não arremata por menos. Amanhã, dedicará 30 páginas ao Porto-Sporting, prometendo a análise técnica de José Mourinho e o habitual ensaio filosófico de Joaquim Rita, o Gabriel Alves dos pequeninos. Será, dizem, uma "edição histórica". Não duvido. Só para ler as habituais indigências de Rita... valerá a pena comprar...

100 anos...

brasil.jpg
JN, 17.03.2007

A Brasileira, do Porto, é de 1903. A Brasileira do Chiado, de 1905. A Brasileira, de Braga, de 1907. Faz hoje 100 anos, exactamente no mesmo dia em que o meu filho Henrique faz nove...
Habituei-me desde criança a frequentar a Brasileira: primeiro, acompanhando o meu avô materno; depois, o meu tio António. Foi na Brasileira que eu, verdadeiramente, comecei a conhecer Braga e as suas "elites". À mesa do meu avô, quase sempre a mesma, sentavam-se outros comerciantes, advogados, juízes, médicos, padres. Em geral, gente cuja conversa eu, silenciosamente, vomitava. Era o Portugal salazarista, católico e tacanho dos anos cinquenta e sessenta, o coração do "reino cadaveroso"...
Mais tarde, chegado a Coimbra, afeiçoei-me a outra Brasileira (lamentavelmente, já desaparecida) e fui descobrindo outro país. Ressuscitei...

março 16, 2007

Improviso anoitecido...

Para desarmar a lua
nos teus olhos
talvez só mesmo a indiferença do arco-íris
num desleixo diurno.

Ademar
16.03.2007

Não ajoelharemos diante da morte, nem da cruz...

france.jpg

A médica Laurence Tramois (à direita) e a enfermeira Chantal Chanel (à esquerda) sobreviveram ao veredicto de Périgueux e viram a sua humanidade profissional (o seu gesto de amor por uma doente) reconhecida por aqueles que as julgaram. Uma vez mais, os adversários da eutanásia (putativos proprietários da consciência dos outros) perderam. Quem quiser morrer na cruz, que morra. Eu aspiro a morrer de pé e espero que a "sociedade" não me negue esse direito*.

* Declaração de interesses: a minha mãe, como Paulette Druais, também morreu, miseravelmente, de um cancro no pâncreas.

A praga, segundo Bento XVI...

É bom atentar para o que o Papa diz. Porta-voz de Deus na Terra, ele só pensa pensamentos divinos. Nós, homens tolos, gastamos o tempo pensando sobre coisas sem importância tais como o efeito estufa e a possibilidade do fim do mundo. O Papa vai direto ao que é essencial: “O segundo casamento é uma praga!”
Está certo. O casamento não pertence à ordem abençoada do Paraiso. No Paraiso não havia casamento. Na Bíblia não há indicação alguma de que as relações amorosas entre Adão e Eva tenham sido precedidas pelo cerimonial a que hoje se dá o nome de casamento: o Criador, celebrante, Adão e Eva nus, de pé, diante de uma assembléia de animais, tudo terminando com as palavras sacramentais: “E eu, Jeová, vos declaro marido e mulher. Aquilo que eu ajuntei os homens não podem separar...”
Os casamentos, o primeiro, o segundo, o terceiro, pertencem à ordem maldita, caída, praguejada, pós-Paraíso. Nessa ordem não se pode confiar no amor. Por isso se inventou o casamento, esse contrato de prestação de serviços entre marido e mulher, testemunhado por padrinhos, cuja função é, no caso de algum dos cônjuges não cumprir o contrato, obrigá-lo a cumpri-lo.
Foi um padre que me ensinou isso. Ele celebrava o casamento. E foi isso que ele disse aos noivos: “ O que vos une não é o amor. O que vos une é o contrato.” Aprendi então que o casamento não é uma celebração do amor. É o estabelecimento de direitos e deveres. Até as relações sexuais são obrigações que devem ser cumpridas.
Agora imaginem um homem e uma mulher que muito se amam: são ternos, amigos, fazem amor, geram filhos. Mas, segundo a Igreja, estão em estado de pecado: falta ao seu relacionamento o selo eclesiástico legitimador. Ele, divorciado da antiga esposa, não pode se casar de novo porque a Igreja proíbe a praga do segundo casamento. Aí os dois, já no fim da vida, são obrigados a se separar para participar da eucaristia: cada um para um lado, adeus aos gestos de ternura... Agora está tudo nos conformes. Porque Deus não enxerga o amor. Ele só vê o selo eclesial.
O Papa está certo. O segundo casamento é uma praga. Eu, como já disse, acho que todos são uma praga, por não ser da ordem paradisíaca mas da ordem da maldição. O símbolo dessa maldição está na palavra “conjugal”: do Latim, “com”= junto e “jugus”= canga. Canga, aquela peça pesada de madeira que une dois bois. Eles não querem estar juntos. Mas a canga os obriga, sob pena do ferrão...
Por que o segundo casamento é uma praga? Porque, para havê-lo, é preciso que o primeiro seja anulado pelo divórcio. Mas, se a Igreja admitir a anulação do primeiro casamento ela terá de admitir também que o sacramento que o realizou não é aquilo que ela afirma ser: um ato realizado pelo próprio Deus. Permitir o divórcio equivale a dizer: o sacramento é uma balela. Donde, a Igreja é uma balela... Com o divórcio ela seria rebaixada do seu lugar infalível e passaria a ser apenas uma instituição falível entre outras. A Igreja não admite o divórcio não é por amor à família. É para manter-se divina...
A Igreja, sábia, tratou de livrar seus funcionários da maldição do amor. Proibiu-os de se casarem. Livres da maldição do casamento, os sacerdotes têm a suprema felicidade de noites de solidão, sem conversas, sem abraços e nem beijos. Estão livres da praga.

Rubem Alves

Eles querem ajudar-nos a descobrir "o sentido da dor e do sofrimento"...

canizarescardenal.jpg

Ratzinger e Antonio Cañizares, cardeal arcebispo de Toledo. Mancomunados, negarem-se a satisfazer a última vontade de Inmaculada Echevarría. São feitos da mesma massa e argamassa dos antigos inquisidores e voltariam a crucificar Cristo, se ele ousasse descer da cruz. Sadicamente, explicar-lhe-iam entre duas marteladas "o sentido da dor e do sofrimento"...

inmacul.jpg
Público, 16.03.2007

A banda dos quatro...

CimeiraAcores.jpg

Há quatro anos, foi assim. Estavam todos equivocados, coitados...

Eros crucificado...

cruz.jpg

Queridos irmãos e irmãs, olhemos para Cristo trespassado na Cruz! É Ele a revelação mais perturbadora do amor de Deus, um amor em que eros e agape, longe de se contraporem, se iluminam reciprocamente. Na Cruz é o próprio Deus que mendiga o amor da sua criatura: Ele tem sede do amor de cada um de nós. O Apóstolo Tomé reconheceu Jesus como “Senhor e Deus” quando colocou o dedo na ferida do seu lado. Não surpreende que, entre os Santos, muitos tenham encontrado no Coração de Jesus a expressão mais comovedora deste mistério de amor. Poder-se-ia até dizer que a revelação do eros de Deus ao homem é, na realidade, a expressão suprema do seu agape. Na verdade, só o amor no qual se unem o dom gratuito de si e o desejo apaixonado de reciprocidade infunde um enlevo que torna leves os sacrifícios mais pesados. Jesus disse: “E Eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a Mim” (Jo. 12,32). A resposta que o Senhor deseja ardentemente de nós é antes de tudo que acolhamos o seu amor e nos deixemos atrair por Ele. Mas aceitar o seu amor não é suficiente. É preciso corresponder a este amor e comprometer-se depois a transmiti-lo aos outros. Cristo “atrai-me para si” para se unir comigo, para que eu aprenda a amar os irmãos com o seu mesmo amor. *

Vaticano, 21 de Novembro de 2006
Benedictus PP. XVI

* Excerto da mensagem de Bento XVI para a quaresma de 2007

Agenda cardinalícia...

Agenda do Cardeal dito Patriarca de Lisboa, disponível aqui:

7 de Março, 17:40, 50 anos da RTP, Av. Marechal Gomes da Costa – Cardeal Patriarca
11 de Março, 11:00, 50 anos da RTP: Missa na Sé Patriarcal – preside Cardeal Patriarca

Para além da benzedela cardinalícia, será que também paguei a missa de acção de graças? Espero, sobraçando o texto constitucional, o indispensável esclarecimento.

O rapaz já pediu desculpa?...

almer.jpg

Continuo à espera que Almerindo peça, publicamente, desculpa aos cidadãos deste país que insultou aquando da inauguração do novo centro de produção da RTP. Ou, em alternativa, que o Ministro da tutela nos explique a que título é que o presidente do conselho de administração de uma empresa pública pode converter as suas convicções religiosas, sejas elas quais forem, em opção de Estado.
Se nada acontecer, serei forçado a concluir que a cobardia continua a fazer lei em Portugal.

Uma decisão...veloz...

Constantino García foi apanhado a conduzir a 260 kms/h. Condução perigosa? Nem por isso. Leia aqui.

março 15, 2007

Crucificadores profissionais...

O Vaticano terá imposto que Inmaculada Echevarría "morresse" num hospital público, forçando in extremis uma transferência absolutamente canalha. A desumanidade de papa, cardeais, bispos e afins é algo que sempre, profundamente, me chocou e indignou. Gente que vive, poderosamente, à sombra da imagem de um crucificado... só pode, de facto, desejar a crucificação de toda a espécie humana. Miseráveis!...

Jamais esquecerei a tua coragem, Ana Costa!...

Em Outubro, vi-a numa entrevista à SIC pedindo que a ajudassem a morrer com dignidade. Sofria de um cancro no intestino em estado terminal e, ao que julgo ter ouvido então, estava internada no IPO, de Lisboa. Hoje, no Jornal da Noite da SIC, secamente, sem mais pormenores, fiquei a saber que Ana Costa terá morrido 15 dias depois de ter dado a entrevista. Espero que a tenham ajudado a morrer com a decência que ela, tão lucidamente, quase mendigava. Jamais a esquecerei!

Todas as mulheres que desejarem, voluntariamente, interromper a gravidez terão, obrigatoriamente, de se aconselhar com Mário Pinto...

pintom.jpg
Público, 15.03.2007

Mário Pinto não desiste: lutará até ao fim. É um católico (apostólico, romano) dos cinco costados. Hoje, no Público (e, pelos vistos, "a convite" do próprio jornal), questiona atrevidamente a constitucionalidade da "futura lei do aborto livre". O arrazoado, como sempre, só convence os incautos e os crentes, mas o homem é assim: nunca larga o osso. E o resultado do referendo está-lhe atravessado na garganta da consciência (a tal que ele gostaria de impor, por decreto, a toda a gente). Eis mais uma criatura que merece bem uma benzedela cardinalícia...

Quando o "esforço terapêutico" cede à vontade soberana de quem não quer viver mais nos braços da morte...

imaculada1.jpg

Inmaculada Echevarría morreu ontem, quando quis, serenamente. Mais um testemunho de coragem e de dignidade que enriquecerá para sempre a causa do direito à eutanásia.Obrigado, Inmaculada!...

Dia do Consumidor...

Eu consumo-te
tu consomes-me
eles consomem-nos.

E o cardeal hissopista... benzerá o programa em directo?

prós.jpg

19 DE MARÇO DE 2007

A TELEVISÃO EM PORTUGAL

Francisco Pinto Balsemão, Almerindo Marques, Nuno Morais Sarmento e Augusto Santos Silva

Olhares diferentes sobre o mesmo objectivo! A televisão em Portugal! A relação entre o regime democrático, a sociedade e a televisão. A vida que passa pelo pequeno ecrã. 50 Anos depois dos primeiros passos o GRANDE debate sobre o presente e o futuro da televisão.

Será na próxima segunda-feira, na RTP1. Almerindo e Augusto Santos Silva, lado a lado e em directo. Espero que os separe um hissope. E que Almerindo, diante do Ministro da tutela, se retracte e peça finalmente desculpa. Ou se demita.

março 14, 2007

E se não puderdes ser castos, abusai discretamente...

celib.jpg
Público, 14.03.2007

E na intimidade da alcova... os padres e os bispos católicos deverão exprimir os seus instintos sexuais em que língua? Também em latim?...

Há padres e bispos católicos que não se bastam com o uso do hissope...

abusoc.jpg
Correio da Manhã, 14.03.2007

A estória de Thomas Roberts, disponível aqui, é apenas mais uma. Toda a gente sabe, até o "nosso" cardeal das benzedelas televisivas, que o incenso católico é um afrodisíaco e que nem todos os "castrados" seguem a carreira de contratenor. Eu nasci e cresci no meio deles, mas tive a sorte de nunca ter sido abusado sexualmente. Mas conheço bem a espécie, muito bem. E, por isso, jamais lhes darei tréguas...

Este homem, com benzedela cardinalícia, merecia entrar para o Guinness...

incriv.jpg
24horas, 14.03.2007

O coitado não deu conta (nem coito) de nada. Engravidou a companheira sem saber. E, sem saber, durante nove meses, foi acompanhando a gravidez da mulher que tão espiritualmente engravidara. E, ao fim de nove meses, sem saber, ficou a saber que era pai de uma menina. Um ano depois, rebentou-lhe a consciência e, ainda sem saber, começou a desconfiar de que fora... enganado. Agora, é manchete do 24horas e declara, soleníssimo e triste, que jamais perdoará o embuste à mulher que engravidou, amaldiçoando-a.
Eis uma criatura que está mesmo a precisar de uma benzedela cardinalícia. Casto mais casto... não há. E mais imbecil... também não.

Talvez Pinto da Costa não esteja interessado em ser julgado e sumariamente condenado na primeira página do Correio da Manhã...

mandant.jpg
Correio da Manhã, 14.03.2007

O Correio da Manhã não tem quaisquer dúvidas: Pinto da Costa foi o "mandante das agressões a Bexiga" (embora, em letra mais pequenina, admita que ainda é apenas "suspeito").
Mais: o Correio da Manhã também já sabe (espírito santo de orelha) que o presidente do FCP foi constituído arguido.
Para este tipo de lixo jornalístico (conveniente adubado pelo "segredo de justiça")... não há reciclagem possível.

Passe-partout...

tribco.jpg
Única, 10.03.2007

Os 13 juízes do Tribunal Constitucional, fotografados em pose informal (e laica indumentária) por Rui Ochôa. Seis deles deixarão brevemente de ser...
Nenhum deles, por acaso, foi meu colega de curso. Alguns já andavam na Faculdade quando eu cheguei a Coimbra; outros, só entraram depois. Mais ano, menos ano... somos todos, porém, da mesma geração e aprendemos e desaprendemos pelas mesmas cartilhas (digo: sebentas).
Confesso que o que aprecio mais na foto (para além do cadeirão esquecido à "direita baixa") é o... traje. Folgo que os senhores juízes e as senhoras juízas, por uma vez, tenham posado assim, usando a indumentária do dia-a-dia. Fardados todos de beca... ficariam ridículos.
Usei poucas vezes a toga e sempre me senti um palhaço dentro dela. Por isso, defendo a plena secularização dos tribunais: no século XXI, as vestimentas talares de magistrados e advogados são um arcaísmo cultual, que há muito já devia ter sido abandonado. Hoje, a justiça é administrada em nome do povo soberano e não em nome de um deus ou de um rei qualquer. Não faz, por isso, nenhum sentido que juízes e advogados persistam em querer distinguir-se e distanciar-se do povo... pelo traje. É quase um... ultraje...

Cagaleiro, sempre...

cagaleiro.jpg
Notícias Magazine, 11.03.2007

Quem não conhece Cagaleiro (eu tive esse desprazer), não conhece a verdadeira estirpe do pavão lusitano. A esperteza saloia, em Portugal, tem muitos apelidos: Cagaleiro é um deles. Perdão: Cargaleiro...

março 13, 2007

Improviso circunstante...

Há quem se deite na fotografia
para parecer menos vertical
e quem tenha livros para folhear
e não lhe apeteça
recomendo sempre a mesma terapêutica
levanta-te e deixa-te ler
terapêutica rima sempre com hermenêutica
só os livros que nos lêem
são mesmo inadiáveis.

Ademar
13.03.2007

Nietzschianamente...

Há quem pense com todos os livros que leu e quem pense, simplesmente, com o corpo, enquanto sangra.
Eu já não tenho espaço para arrumar em mim todos os livros que li. Sobra-me agora, apenas, o corpo, digo, o sangue que ainda me alimenta...
.

Sócrates na pista de Forrest Gump?...

gump2.jpg

forrest.jpg
Tabu, 10.03.2007

É simplesmente genial. Sócrates, o português comum, sentado no banco de um passeio qualquer, talvez à espera do autocarro (ou de quem lhe traga o casaco esquecido). Tom Hanks poderá ser mais convincente como actor, mas Sócrates sabe atrair sobre si a auréola do predestinado para o exercício do poder.
Repare-se nesse pormenor simplesmente fabuloso: ele está, no banco, sentado à direita, mas nós (quase uma ilusão de óptica) vêmo-lo à esquerda...

Ainda a benzedela cardinalícia: a indignação de Vital Moreira...

Por lapso, não registei aqui a tomada de posição de Vital Moreira sobre a famigerada benzedela cardinalícia. Corrijo agora o lapso...

Razão tem Valentim para querer ser julgado num estúdio de televisão...

Todo o país já sabe que a suspeita, ouvida hoje pelo juiz de instrução criminal, confessou (!!!) a autoria do crime de sequestro, "justificando-o com a necessidade de manter a relação com o companheiro com quem vivia".

Impõe-se perguntar uma vez mais: confessou a quem?... Aos repórteres das televisões?...

"Universidades dependentes"...

É o titulo do artigo de hoje de Vital Moreira, no Público. Leitura recomendadíssima...

Na impossibilidade de "linkar" o artigo, transcrevo com a devida vénia o seguinte excerto:

"Não por acaso, uma breve observação do elenco dos responsáveis e docentes de várias universidades privadas revela uma estranha concentração de pessoal político (deputados, ex-governantes, dirigentes partidários, etc), para além da curiosa presença de directores e de jornalistas de nomeada, mesmo em cursos sem nenhuma ligação à profissão. Além disso, a partir de certo momento, muitas câmaras municipais apareceram a patrocinar a criação e a proporcionar apoio material e financeiro a instituições de ensino superior privadas - sem qualquer oposição da tutela ou do Tribunal de Contas, mesmo se nenhuma lei confere aos municípios atribuições na área do ensino superior -, desenvolvimento que culminou com a "municipalização" da Universidade Atlântida, em Oeiras."

Um governo absolutamente inepto no uso da língua portuguesa...

Manuel Pinho, em directo na RTP1, respondendo à pergunta "há empresas portuguesas interessadas em investir na Tunísia?":

"Há e podem haver muitas mais."

Por favor (ou piedade), poupai o microfone a estes ministros! Tanta ignorância das regras básicas da língua... já começa a deprimir-me...
Como hei-de explicar aos meus alunos que o "nosso" Ministro da Economia só diz calinadas?!...

A pergunta que o DN não fez a Augusto Santos Silva...

O DN entrevistava ontem Augusto Santos Silva. Infelizmente, não encontrei a pergunta (nem a resposta) que esperava.

Senhor Ministro, o gabinete que ocupa no Palácio de S.Bento também já foi benzido pelo Cardeal Patriarca de Lisboa?...

Depois da ressaca, o logro do ensino (dito) superior privado...

logro.jpg
Público, 11.03.2007

Seria interessante e muito instrutivo apurar quantos ex-dirigentes partidários, quantos ex-parlamentares (ou deputados ainda no activo) e quantos ex-governantes foram convertidos em "professores" ou "gestores" do ensino dito superior privado. Talvez assim, finalmente, se entendesse toda a dimensão do... logro.
Este país, nunca me cansarei de o repetir, não se recomenda à decência. Somos, colectivamente, uma fraude....

março 12, 2007

Intolerável...

bebe.jpg
24horas, 12.03.2007

O direito à justiça, neste país, vale tão pouco?...
O parto de uma juíza pode provocar e acarretar o deferimento da própria justiça, já de si tão lenta?...
Perante situações como esta, o país parece reduzido à sua condição mais ínfima de república das bananas.
Isto não é um Estado de Direito: é uma brincadeira de catraios.


Improviso testamental...

Não te reconheço o direito de decidir sobre a minha morte
a minha morte pertence-me
peço-te apenas
se um dia a natureza me negar o direito
que me ajudes a morrer serenamente
quando eu quiser.

Ademar
12.03.2007

Diz-lhes, espelho meu: quem é mesmo de direita, ele ou eu?...

manuelmonteiro5.jpg

"Eu avisei o dr. Ribeiro e Castro. Agora, faço votos para que o dr. Paulo Portas ganhe, seja em directas ou em congresso. Acho que isso vai contribuir para uma clarificação à direita, e os portugueses poderão distinguir afinal quem é da direita, ele ou eu".
Manuel Monteiro ao Público (01.03.2007)

Haverá ainda alguém, em Portugal, que consiga ler ou ouvir este rapaz sem se rir?

Comunicar... a direito...

Comunicar a direito é um dos blogues mais lidos da plataforma weblog. O coordenador do blogue (ex-dirigente do CDS-PP) assina hoje um post muito curioso:

URGENTE: AVISO AOS ALUNOS

Por motivos imprevistos, informo que amanhã não darei aulas. Os trabalhos programados para amanhã no âmbito da avaliação contínua prolongam-se para a próxima semana, abrangendo os exercícios duas semanas de trabalho.

Jorge Ferreira

Aulas? Não sabia que Jorge Ferreira também era (como Manuel Monteiro, seu mentor e guia)... professor. Mas, rapidamente, encontrei (no blogue) a resposta "à direita":

A NOSSA ESCOLA
instituto politécnico de tomar
escola superior de tecnologia de abrantes

Eu nem sabia da existência destas... escolas. Sabia, apenas, que os ex-políticos deste país, muito especialmente, à direita, arranjam sempre, algures, um lugarzinho para dar aulas, nos períodos de sabática do parlamento e da governação...
É um velho tique patriótico...
Este Jorge Ferreira também merece uma benzedela cardinalícia...

Sugestão...

Hoje, no Sociedade Civil, da 2, a partir das 14:00 horas, discutir-se-á a eutanásia. Lá estará a minha irmã. Quem puder assistir, que assista.

Estes é que estão mesmo a precisar de uma benzedela cardinalícia e das graças (ou graçolas) de Almerindo...

estados.bmp

Vi a reportagem já não sei em que canal e a fotografia que reproduzo no DN. Da esquerda para a direita: Francisco Sarsfied Cabral (director da Rádio Renascença), Pedro Santana Lopes e Manuel Monteiro (improvisando de técnico de som). Estavam os três na mesa, pontificando a um entremez a que, pomposamente, deram o nome de... Estados Gerais da Direita. No auditório, meia dúzia de gatos pingados, mais os repórteres. Ouvi um pequeno excerto da comunicação de Santana: o moço falava da Rússia, de Putin, e tentava ter piada. Monteiro, que não ouvi, deve ter dito as alarvidades do costume, naquele português atamancado que distingue o verdadeiro académico. Sarsfied, em nome da Rádio Renascença, deve ter prometido o céu (ou, pelo menos, o purgatório)... à direita baixa.
Esta gente, com Almerindo a tiracolo, está mesmo a precisar de uma benzedela cardinalícia...

março 11, 2007

Improviso para fechar o dia...

Tropeço agora na partitura da noite
nas amarras de um violino
e nos arcos esquecidos pelo chão
há um piano que pede distraído
a ordem dos sons
e imagens que galopam entre portas entreabertas
como planícies
os olhos agora descansam
nas mãos que flutuam ausências
e a lua finalmente adormece.

Ademar
11.03.2007

março 10, 2007

Improviso desconcertante...

Nem violino nem violoncelo
era apenas uma viola de arco
entre os géneros
há espécies assim
que devassam fronteiras
mais talvez do que duas mãos distraídas
o pano de cena fechava-se
sobre os ecos do teu silêncio
e havia lugares interditos
no teu corpo
lugares dizias
que não iam a jogo
só faltava mesmo que eu arrumasse as cartas
e não apostasse mais sobre a mesa o teu destino
sobre a mesa ou sobre a cama
entre fólios tão antigos
palavras quase indecifráveis.

Ademar
10.03.2007

Diálogo infantil, pré-freudiano... *

- Hoje aprendi na escola que pila se diz pénis...
- Já estás a aprender inglês?!...

* Obrigado, Aurora, pela dica!...

Um país... pitoresco...

Para os alfacinhas de gema (ou aparentados), a igreja dita católica é uma espécie de abstracção, quase não tem existência real. Tivessem eles nascido e vivessem, por exemplo, em Braga (como é o meu caso)... e tudo seria muito diferente. Não achariam, de certeza, tanta graça (etnográfica ou cenográfica) à benzedela cardinalícia da passada quarta-feira. Provavelmente, ter-se-iam sentido ofendidos pelo Estado (e pelo senhor Almerindo)... como eu me senti.
Mas visto de Liaboa, de facto, o país católico deve parecer muito pitoresco...

Convoque-se um concílio para dirimir a polémica...

painele.jpg
JN, 10.03.2007

Prestando justiça...

A minha "velha" amiga Fátima Rosado (que saudades!) chamou-me a atenção e, humildemente, apresso-me a corrigir uma injustiça que cometi ontem. Afinal, a benzedela cardinalícia mereceu também o reparo de Fernanda Câncio, aqui. E de Ricardo Alves, aqui. Sinto-me agora um pouco menos... excêntrico...

Ei-la, finalmente, a cadeira do poder!...

cadeir.jpg
Tabu, 10.03.2007

Confesso que nunca tinha visto... a verdadeira cadeira do poder. E confesso também que fiquei desiludido. Agora compreendo melhor por que o poder político, em Portugal, rasteja sempre perante o poder religioso. Uma cadeira destas, ainda que benzida pelo cardeal de ocasião, não tem dignidade. Policarpo, de resto, nem caberia nela...

Outro espertalhão que precisa também de uma benzedela cardinalícia...

valete.jpg
Expresso, 10.03.2007

É a grande "manchete" da edição de hoje do Expresso: Valentim Loureiro "quer provar a sua inocência num estúdio televisivo, perante advogados e juízes, porque, nos tribunais, (diz ele) ninguém o leva a sério". E desafia a RTP a organizar a paródia. Eu, no lugar de Almerindo, aquiesceria. E convidaria, uma vez mais, o cardeal hissopista para abrilhantar a festa. Estão todos, muito bem, uns para os outros...

março 09, 2007

Improviso para crucificar a humanidade...

Crucifique-se alguém
para que possamos continuar a benzer a humanidade
não importa quem morra
se morrer eternamente pela nossa causa.

Ademar
09.03.2007

Ainda a palhaçada da benzedela do cardeal...

Fiz uma ronda por alguns dos blogues mais lidos na praça e não encontrei ainda uma única referência à benzedela cardinalícia. O "respeitinho" é muito bonito. E a cobardia... ilimitada. Foi com estes ingredientes que, durante séculos, a igreja dita católica cozinhou a subserviência do bom povo português, com a cumplicidade interesseira das suas... elites. Mais de trinta anos passados sobre o 25 de Abril, continuamos, como povo, a ser o rebanho de sempre. Miserere...

A palhaçada da benzedela do cardeal - mais um comentário

Uma leitora distraída deixou o seguinte comentário:

Poderei estar de acordo com a separação Estado/Religiões, mas não estou de acordo com o empolamento que faz de um assunto cuja importância é relativa. Não concordo, sobretudo, com os termos inadequados (para não lhes chamar outra coisa) com que o faz, denegrindo entidades que, regra geral, merecem do povo português respeito e consideração.
Atacar, a coberto do anonimato, pode ser cómodo, mas não é (bom) exemplo para ninguém.

Primeiro: há quase 3 anos que, diariamente, dou a cara (e o nome) neste blogue e assumo inteiramente tudo o que nele escrevo. Ao sugerir "anonimato", a leitora só revela ignorância ou má-fé. Este blogue nunca foi feito a "coberto do anonimato".
Segundo: não sei a que "entidades" se refere a leitora, que seriam credoras do "respeito" e da "consideração" do "povo português". Se se refere à igreja dita católica, lamento desiludi-la: como "entidade", considero-a muito pouco credora de "respeito" e "consideração". Felizmente, posso hoje escrever isto... sem correr o risco de ser importunado pela pide, agindo a mando de um Cerejeira ou Policarpo qualquer...

Então, o rapazote... já pediu desculpa pela hissopada?...

Continuo e continuarei à espera que o rapazote que dirige a RTP se retracte da hissopada ou se demita.
Ou, em alternativa, que o Ministro da Tutela, Augusto Santos Silva, arranje forma de correr com ele.
Este Almerindo hissopador é uma ameaça à decência.
E Policarpo deve estar a precisar de alguém que lhe carregue com o hissope...

Este também não merece uma benzedela cardinalícia?!...

AJJardim.jpg

Há quem espete o dedo (João) e quem espete o hissope (José). Já se percebeu que eles gostam muito de espetar (e almerindar). São uns pândegos..

março 08, 2007

Rubem Alves...

Ouvi o meu querido amigo Rubem Alves falar de escolas e professores. E aqui, também.

O cardeal hissopista que tanto gosta de almerindar...

hissope.jpg

Ei-lo, em toda a sua pujança e castidade, agitando o hissope para a benzedela. Foi assim ontem e será sempre, enquanto não sentir vergonha de usar, publicamente, o instrumento, em mundanices. Se os portugueses não andassem de espinha curvada, o homem, de tão gozado ("ridendo castigat mores"), não se atreveria tão cedo a almerindar. O problema é que continuamos a viver num reino cadaveroso, pautado pela cobardia, pelo medo e pela hipocrisia. Foi assim que a igreja católica nos fez durante nove séculos... e receio que já não tenhamos cura.
Não é, Policarpo?!...

E para este, Cardeal, não há também uma benzedela?!...

madureira.jpg

O líder dos Superdragões, Fernando Madureira, hoje constituído arguido, também está a precisar de uma benzedela cardinalícia. Por isso, faço daqui um apelo a Policarpo: ó eminência, já que está com a mão no hissope, dê lá uma ajuda ao rapazote do FCP!...

A cruzada de um patusco...

severi.jpg
Público, 08.03.2007

Alípio (severíssimo) Guedes, a expensas próprias, prossegue quixotescamente nas páginas do Público a sua cruzada contra o... aborto. É desta massa que se fazem os engenheiros da consciência dos outros...
Alípio merece bem uma benzedela cardinalícia...

Quem disse que as escolas não são um bom negócio?...

textoed.jpg
Visão, 08.03.2007

A notícia vem na Visão de hoje: Pais do Amaral, com a espanhola Prisa a tiracolo, comprou a Texto Editores e estaria a preparar-se para abocanhar a Asa e a Plátano, tentando assumir, no mercado dos livros escolares, uma posição fortemente concorrencial da Porto Editora. E ainda há quem fale, em Portugal, de insucesso educativo...

A palhaçada da benzedela do cardeal - um comentário...

Cordatamente, uma leitora (identificada) presenteou-me com a seguinte observação, que destaco:

Permite-me que discorde? Garanto-lhe que fico muito mais descansada por saber que os aviões da TAP, quando chegam de novo, são sempre benzidos. É uma questão de fé... e quem a tem chama-lhe sua. Quem a não tem pode sempre ignorar o facto. Ou não?

Também cordatamente, replico à leitora.

Eu não discuto a fé, nem as superstições de ninguém. Uma empresa privada (que, de resto, a TAP não é) pode encomendar, livremente, à igreja católica (ou a qualquer outra) as benzeduras que quiser. O problema é que a RTP é uma empresa... pública, sustentada pelos impostos de todos, independentemente da religião que professam ou não. E o Estado é laico: não se intromete no mercado das fés (por mais respeitáveis que elas possam ser). O 25 de Abril também se fez para isto, para separar o Estado das igrejas. Hoje, já não há , em Portugal, uma religião "oficial", mantida e protegida pelo Estado. Por isso, o que se passou ontem... é um abuso e um despautério, de uma parte do país contra a outra. E quem, manhosamente, arquitectou este abuso terá (teria, num país decente) de responder por ele. Mas esteja descansada a leitora: a cobardia, em Portugal, tem nove séculos de história. E nada se passará. Almerindo continuará, impunemente, a almerindar...

Em nome do pai, do filho e do espírito santo...

rtpeu.jpg
Jornal de Negócios, 08.03.2007

Esta manhã, procurei na imprensa portuguesa ecos fotográficos da benzedela cardinalícia de ontem. Nada. Apenas no Jornal de Negócios encontrei uma foto conjunta dos dois mais altos dignitários do Estado português (na versão RTP): o Presidente da República e o Cardeal Patriarca dos católicos alfacinhas. Será que Almerindo Marques, na alocução que proferiu, também agradeceu penhoradamente ao Cardeal o apoio concedido pela igreja católica à "recuperação da identidade" da RTP?...

Ao cuidado e à atenção de Augusto Santos Silva...

augusto_santos_silva.jpg

Augusto Santos Silva é o membro do governo que tem a tutela da RTP e esteve ontem ao lado do Presidente da República na cerimónia de inauguração do novo centro de produção. Desconheço se também foi benzido pelo cardeal, mas exijo-lhe uma tomada de posição clara sobre a palhaçada. Eu tenho a certeza de que ele ficou tão incomodado quanto eu. Mas ele é o Ministro da tutela e, para não ser acusado de cumplicidade, não poderá ficar indiferente, nem meter a cabeça na areia. Ficarei, por isso, muito atento às suas... explicações. Ou às suas... decisões.

O patrocinador da palhaçada...

almerindo.jpg

Este senhor (Almerindo Marques) é o presidente do conselho de administração da RTP, empresa pública. Foi ele, seguramente, quem teve a ideia de convidar o cardeal para benzer o novo centro de produção da RTP, ontem "solenemente" inaugurado. Continuo à espera, com a Constituição da República na mão, que ele me peça desculpa pelo despautério e pela afronta. Ou, em alternativa, que se demita ou seja demitido. Depois da missa de graças mandada dizer pelo director-geral dos impostos, só faltava mesmo que o presidente da RTP convidasse o cardeal para uma benzedela.
Estes católicos não têm vergonha na cara, nem respeito por ninguém. E usam o Estado como uma quinta ou um quintal. Basta!

Estás aí, Almerindo? Ouve lá, pá: o gajo (desculpa lá, o Policarpo) não benzeu o extintor, pá! E se ele não funciona, pá? Não será melhor chamar o homem outra vez, pá? Nem que ele mande o Melícias para acabar o serviço, pá!...

extintor1.jpg

Este extintor no novo centro de produção da RTP não foi ontem benzido pelo cardeal Policarpo. Alguém terá, rapidamente, de acabar o serviço, antes que o diabo faça das suas...

março 07, 2007

A palhaçada da benzedela do cardeal...

Com toda a pompa e circunstância (o ridículo, em Portugal, não tem limites), o Presidente da República inaugurou hoje um novo centro de produção da RTP, empresa pública. Vi, há pouco, no Telejornal, a reportagem. Vi... e fiquei indignado. Eu julgava que o Estado português era laico e que as empresas públicas não tinham... religião. Pelo vistos, estava enganado. O novo edifício foi solenemente "benzido" pelo cardeal patriarca de Lisboa, num ritual de ressonâncias salazaristas que eu julgava que, nos meus dias, não voltaria a ver. Senti-me, como cidadão, insultado e acho que alguém me deve, não uma explicação, mas um pedido de desculpa. Não é para isto que eu pago os meus impostos, para assistir a estas palhaçadas que envergonham o Estado.
Sei que brado no deserto e que o Estado continuará a pôr-se de cócoras perante a igreja dita católica. Mas eu, de cócoras, recuso-me a viver, seja perante quem for. Por isso, que se apresente o culpado desta mixórdia. Quero saber a quem pedir contas. E não me cansarei, jamais, de repetir: quem tolera tudo... é porque não se importa com nada. E eu... importo-me...

Cinema...

cinemarl.jpg

Rodrigo Leão criou uma "fórmula", uma "atmosfera sonora", e é muito competente na sua exploração. "Cinema", o seu último trabalho, é uma prova disso. Apetece ouvir, mesmo que tudo nos pareça (como me parece a mim) requentado e, serenamente, minimal repetitivo. Mas o embalo dos cenários... proporciona, de facto, algum aconchego. E eu gosto de ser, musicalmente, aconchegado...

Improviso sobre a improbabilidade do reencontro...

Talvez numa esquina inesperada
talvez num cais
sem nenhuma viagem dentro
talvez numa rua qualquer
de uma cidade que jamais visitaremos
talvez numa casa improvável
entre sombras de salas desabitadas
talvez num concerto a muitas vozes
talvez num filme que não chegou a ser destruído
talvez num ficheiro que não chegámos a abrir
talvez numa página em branco
esquecida de todas as narrativas que fomos
o reencontro improvável.

Ademar
07.03.2007

Improviso pós-kantiano...

Haverá algures um lugar
onde não caibam as grades desse dever
que te retarda para a vida
um lugar talvez no pensamento
uma última reserva de lucidez
antes da morte
há grilhões ouve
que não têm a forma dos teus pulsos
há ecos que desconhecem o timbre da tua voz
há mesmo fontes
que ficarão sempre a jusante da tua foz
e há rimas antigas e rimas insuspeitas
no pêndulo com que te ofereces à dúvida
antes de renasceres todas as manhãs.

Ademar
07.03.2007

Greve de fome às torradas ou ao brioche?!...

grevis.jpg
Notícias de Viana, 01.03.2007

Bem-aventurados os que não comem, não importa por quanto tempo...

Valentim, valentão...

ValentimLoureiro.jpg

É acusado da prática de 26 crimes de corrupção e um, de prevaricação e, por todos eles, vai ter que responder em tribunal. Acabará condenado por algum?...
A ver vamos...

ODIADA TELEVISÃO?

ODIADA.jpg

O DIA DA TELEVISÃO ou ODIADA TELEVISÃO? Confesso que quando os meus olhos, distraidamente, esbararram no anúncio... li ODIADA, em vez de O DIA DA. Terá sido intencional? Ele há "designers" capazes de tudo...

Blablablá...

cne.jpg
Público, 07.03.2007

O Conselho Nacional de Educação quer "mais autonomia" para as escolas "inferiores". Mais autonomia e mais avaliação externa. O problema, porém, é o Dr. Pavlov: o Ministério da Educação está habituado a mandar e as escolas, a obedecer. A autonomia das escolas significaria o desmantelamento das correias de transmissão... e, a prazo, do próprio Ministério. Os ex-professores, os ex-sindicalistas e os ex-académicos que hoje "mandam" à distância nas escolas a partir dos departamentos centrais, das direcções regionais e das suas múltiplas extensões... teriam que regressar à base e retomar, normalmente, o exercício de funções docentes. Seria uma maçada. Trata-se (pensam eles) de "legítima defesa": impedir por todos os meios o aprofundamento da autonomia das escolas, que eles, reactivamente, associam ao caos. Eu também... mas não estou a ver que haja outro caminho...
Assim como assim, o Ministério da Educação já demonstrou sobejamente a sua incompetência para mudar o que quer que seja...

março 06, 2007

Improviso para descer de pára-quedas...

Há quem se atire
e quem se deixe simplesmente cair
há quem abra ainda mais os olhos
e quem os feche
na confiança das amarras
endurecem as asas de quem salta
sim
os pés nunca se reconhecem à superfície
há sempre terra
para além de todas as raízes que cabem nela
o pensamento até perfura
os limites interiores do medo
e não há cálculo que o confunda
a descida é uma vertigem
quando apenas sabes que te esperas.

Ademar
06.03.2007

Chelsea 2 - Helton 1

helton2qu7.png

Volta, Baía, estás perdoado!

Por que não... 13 de Maio?

Se todos os partidos, incluindo o PSD e Alberto João Jardim, esperam um milagre das eleições regionais antecipadas na Madeira, não teria sido simbolicamente mais apropriado que o Presidente da República tivesse convocado o "plebiscito" para o dia 13 de Maio?...

"Viver é um direito, não uma obrigação"...

ImmaculadaEchevarria.jpg

No momento em que escrevo esta nota não sei se Immaculada Echevarría ainda está viva ou se já viu, discretamente, satisfeita a sua (última) vontade de morrer em paz e com dignidade. Se não estou enganado, é a primeira vez, em Espanha, que as "autoridades" (neste caso, o Comité de Ética andaluz e o Conselho Consultivo do Governo Autónomo da Andaluzia) reconhecem formalmente, ainda que de uma forma indirecta (ao abrigo da Lei de Autonomia do Paciente, de 2002), o direito à eutanásia. Mais surpreendente ainda: apesar da combativa oposição da hierarquia da Igreja Católica, será num hospital católico (da ordem religiosa de S.João de Deus) que Immaculada Echevarría verá concretizada a sua pretensão. O mesmo Hospital (de S.Rafael) que, há mais de dez anos, a mantém viva, ligada a um ventilador...

Em 1998, Ramón Sampedro foi compelido ao suicídio (ainda que assistido), porque as autoridades lhe recusaram então o direito à eutanásia. Recordo as palavras amarguradas que abrem o testamento que nos deixou:

Srs. Jueces, Autoridades Políticas y Religiosas:

Después de las imágenes que acaban de ver; a una persona cuidando de un cuerpo atrofiado y deformado - el mío - yo les pregunto: qué significa para Vds. la dignidad?
Sea cual sea la respuesta de vuestras conciencias, para mí la dignidad no es esto. Esto no es vivir dignamente!
Yo, igual que algunos jueces, y la mayoría de las personas que aman la vida y la libertad, pienso que vivir es un derecho, no una obligación. Sin embargo he sido obligado a soportar esta penosa situación durante 29 años, cuatro meses y algunos días.
Me niego a continuar haciéndolo por más tiempo!

A coragem de Ramón Sampedro não foi, porém, em vão: a sua exigência de dignidade na morte ecoou profundamente na consciência dos espanhóis e tornou possível, nove anos depois, a decisão histórica que beneficiou agora Immaculada Echevarría.

O regresso de Alípio Severo Abranhos...

alipio.jpg
Público, 4.3.2007

Quem não se recorda do Conde de Abranhos, Alípio Severo, ele mesmo?...
Pois Alípio, agora Guedes, está de volta. Domingo passado, na página 14 do Público, ele esgrimia argumentos a favor de uma "nova lei do aborto" que impedisse as mulheres de interromper a gravidez nos "hospitais públicos". Alípio Severo diz-se agora "engenheiro civil", cita Hemingway e paga, como publicidade, a opinião que não resiste a derramar sobre os seus compatriotas.
Como Eça, na tumba, se vai divertindo...

março 05, 2007

Improviso para desmanchar...

Procuras uma catedral
com a sonoridade íntima do teu corpo
vozes que conjuguem com a tua
em silêncios assim imprecisos
altares talvez manchados
de muita história por contar
conto as manchas e não tens fim
nem princípio.

Ademar
05.03.2007

Ainda e sempre o Portugal dos Pequeninos...

Afonso H.jpg

Guimarães? Coimbra? Viseu? Que importa? Decrete-se que a criatura nasceu, improvavelmente, em Lisboa (no meio dos "mouros") ou num lugarejo qualquer que ninguém saiba onde fica e resolva-se de vez o problema. Esta disputa tacanha pelo berço do primeiro rei desta pátria atrapalhada já começa a cansar, pelo ridículo. Se for preciso, eu assino e atesto por baixo o auto de nascimento (nem que seja em Santa Comba Dão). Ou então... faça-se um concurso.

Uma "manchete" que aldraba o próprio conteúdo da notícia. Mas... que importa?!...

gatofed.jpg
24horas, 05.03.2007

Compare-se a "manchete" tonitruante da primeira página com o conteúdo da notícia que, nas interiores, a desenvolve. Um excelente exercício para jornalistas estagiários...

Um poema de Álvaro de Campos que a imprensa portuguesa desconhece...

Ora porra!
Então a imprensa portuguesa é
que é a imprensa portuguesa?
Então é esta merda que temos
que beber com os olhos?
Filhos da puta! Não, que nem
há puta que os parisse.

Álvaro de Campos

Por que é que a editora da Pública adora intitular assim?...

magr.jpg
Pública, 04.03.2007

As mulheres adoram as magras? E os homens... adoram os gordos? As mulheres, as mulheres, as mulheres: umas são "mamãs", outras... manequins...

março 04, 2007

Improviso cinematográfico...

Um fio quase de azeite
duas pernas descendo das amarras incertas
rebobino o filme e regresso ao guião
como se no princípio de tudo
ainda fosse o verbo no imperativo
pára
chega
deixa
nessa esquina onde as vontades se cruzam
acende-se uma luz e outra luz e outra luz
e a noite já não chove
ali terminavam as muralhas da cidade
que agora adormece
e nós com ela
sim
são horas de regressar ao cais
e partirmos
o fio quase de azeite
ainda não secou
e as pernas continuarão a descer das amarras incertas.

Ademar
04.03.2007

Salò, ciclicamente...

dá-me a tua mão
há um ciclo perene de Pasolini
à espera nas salas escuras do Accattone
tem de ser no fim da tarde, os tormentos são maiores
quando a luz ameaça desaparecer
fingiremos como eles
e no fim da cena retiramo-nos para qualquer lado
como eu gostava de me importar para onde!
a tua mão sempre na minha
também assim fingiremos
que há retorno
que lá fora está frio
e um pouco de lua

Ana Sariava

Desconcerto de rosas...

escondo-te pelos cantos da casa
entre as pregas grossas de um tecido
certamente de muitas danças
ninguém te vê, nem mesmo
quem me olha para a boca
rosa amarga na noite do baile
e pensa: desoladora
e pensa: encantadora
já é outra canção e outra mão se estende
inquieta-me saber que ninguém crê
que só me visitas quando durmo
os braços nus e eu fechada neles
inquieta-me trazer tantos segredos
ainda que tenham um só nome
que me vem ao corpo
se as rosas escuras de sombras
entram no baile para me beijar

Ana Saraiva

Cada página, um patrocinador: onde começa e acaba a publicidade?

public.jpg
Única-Expresso, 03.03.2007

Não há-de tardar muito que cada página da revista do Expresso tenha o seu patrocinador. Na selva, não há lei...

março 03, 2007

Improviso para piano e todas as mãos...

O pensamento tem todos os filmes dentro
e é assim que antecipo a tela em que te projecto
no embalo talvez de um poema musical de Ravel
à viagem do corpo ainda lhe falta a luz
mesmo que o piano te anuncie
os pulsos amarrados à consciência da lua
a devassa dos dedos
e o rito da espera
o sofrimento e o prazer da espera
quando os segundos parecem eternos
e a cegueira desvenda o segredo de todos os sons
ainda sentes as mãos
antes de te despirem.

Ademar
03.03.2007

O mais patético e insuspeito camareiro da Rainha de Inglaterra...

camarei.jpg
Expresso, 03.03.2007

Confesso a perversão higiénica: abro todos os sábados o Expresso nas páginas de opinião, para ler as croniquetas de João Carlos Espada, o mais anglicano dos católicos portugueses. Devo-lhe milhares de gargalhadas, mais ainda do que a José António Saraiva. Os dois juntos, escrevendo a quatro mãos... seriam absolutamente imparáveis...

Um Secretário de Estado que foi sempre muito... despachado...

boasnot.jpg
Expresso, 03.03.2007

Por distintas e infelizes razões, Valter Lemos ocupa hoje uma página do Sol e uma página do Expresso. Há sábados assim...

Fracturai-vos uns aos outros!...

fract.jpg
Sol, 03.03.2007

Lê-se na edição de hoje do Sol (p.17):

"O Secretário de Estado berrou, amachucou os papéis e atirou-os ao ar numa atitude inimaginável e indigna para um governante" contou ao Sol fonte do PS. E reforçou: " Não foi um berro isolado. Gritou de forma continuada. Estava totalmente descontrolado. Os deputados ficaram estupefactos e preferiram continuar a falar como se estivessem perante uma pessoa no seu estado normal."

Valter Lemos, ele próprio, é uma... fractura. Os deputados do PS, pelos vistos, ainda não tinham percebido...


Religiosidade popular...

morteop.jpg
JN, 03.03.2007

Espero apenas que as televisões não transmitam em directo a missa do sétimo dia...
Já ninguém aguenta
...

março 02, 2007

Improviso para harpa e silêncio...

Nenhuma nascente te pertence
na intimidade dos sonhos há muito desabitados
tens em Março cavalos nos olhos
digo planícies em carris
comboios que partem por ti a todas as horas
e um cais que te espera incertamente
entre memórias que viajam
Álvaro de Campos sobrando prematuramente de uma ode
e uma voz repetindo com ele
folhas que voam.

Ademar
02.03.2007

Estremeções...

esgotei todas as vidas apenas por te ter pressentido
bem vês a inutilidade de me dizeres
que tudo é um bocado impossível
terias de morrer primeiro
ou nascer depois
eu sou possível
e irreal

Ana Saraiva

Calendiários...

deixei passar a data improvável
ao largo dos meus olhos
no fundo dos teus
água ou chão
de tanto passar
parece que ainda lhe posso tocar

Ana Saraiva

OPA, OPA...UPA, UPA...

Não percebo nada...
Ribeiro e Castro blindou-se a Paulo Portas?...
E Manuel Monteiro, que diz?...Já terá aprendido as regras fundamentais da gramática?
E há, no mercado, preservativos para todos?
E Alberto João Jardim... participou mesmo, ao lado dos cubanos, na reunião do Conselho de Estado?
Estou confuso, muito confuso. Apetece-me ir abortar à sede do PSD (com aconselhamento prévio, claro!). E fumar um cigarrito, antes de me interromper...

Desblinda-te, darling!...

Elas que se entendam ou que se comam uma à outra, uma na outra...

março 01, 2007

Improviso para brincar metáforas...

Tudo se pode dizer por palavras
até que os teus olhos abrigam
chamas de fogo
ou
que ardem desertos dentro deles
nada que antes não tivesse sido pensado
por quem te viajou
faltava apenas decifrar o mapa das palavras
esse código quase das tuas mãos.

Ademar
01.03.2007

Nunca mais se publicou em Portugal um cd como este...

vaideroda.jpg

Tem dez anos e muito mais de história dentro dele. É uma obra-prima da música tradicional portuguesa. Eu, se pudesse, pagaria do meu bolso a sua reedição e ofereceria um exemplar a cada português. Terei algum mecenas entre os meus leitores?...

Sonaecome...

sonanu.jpg

São três anúncios de página inteira, na edição de hoje do Público, dirigidos aos accionistas da PT. Uma quase súplica. Patética e, sobretudo, muito mal redigida, com erros crassos de gramática: "porque" em vez de "por que", o verbo separado por vírgula do complemento directo ("aceitar ou não, a oferta lançada"), etc. Eu, se fosse accionista da PT, chumbava a Sonaecom pelo uso canhestro da língua portuguesa.

O brinquedo é meu! Não, é meu!...É meu, é meu, é meu...

Por favor, devolvam o brinquedo (do CDS/PP) a Paulo Portas! O rapaz está mesmo muito carente...

Casto, mas não tolo...

bispob.jpg
Visão, 01.03.2007

Recomendo aos católicos a entrevista de José Policarpo, na edição de hoje da Visão. Ao lê-la, regressei a Álvaro de Campos e à parte final do célebre poema...

Que bom poder-me revoltar num comício dentro da minha alma!
Mas até nem parvo sou!
Nem tenho a defesa de poder ter opiniões sociais.
Não tenho, mesmo, defesa nenhuma: sou lúcido.

Não me queiram converter a convicção: sou lúcido.
Já disse: sou lúcido.
Nada de estéticas com coração: sou lúcido.
Merda! Sou lúcido.

COMUNICAÇÃO AO PAÍS....

Num dos próximos dias, farei às 20:00 horas uma comunicação ao país. Não sei ainda o que vou dizer, mas espero que o país (seja lá isso o que for) veja e ouça em directo e fique muito excitado.
Até lá, garantia solene, não farei quaisquer declarações.