« ISTO VAI SER UM ELEFANTE | Entrada | A EXPOSIÇÃO VISTA PELO PÚBLICO »

março 21, 2009

AS ESTRELAS DA EXPOSIÇÃO

surismall.jpg
Foto: Bruno Buys

Momento de reflexão de duas suricatas. A colónia de onze suricatas que o Jardim Zoológico de Lisboa trouxe à exposição “A Evolução de Darwin” é uma das suas maiores atrações. Estes pequenos carnívoros são diurnos, e a melhor hora para observa-las em frenética actividade é pela manhã. Enquanto a maior parte cava sem parar, uma ou duas ficam sempre de serviço de sentinela, usando sua cauda como ponto de apoio para ficar de pé nas duas patas de trás. Naturais do Deserto do Kalahari na África do Sul, as Suricatas estão sempre alertas e olhando para o alto, não por aspiração religiosa, mas porque o maior perigo no seu ambiente nativo são as aves de rapina. Por isso frequentemente ignoram os grandes mamíferos que tentam chamar a sua atenção (também conhecidos como os visitantes da exposição) e olham fixamente para fora, na direcção dos jardins da Gulbenkian.

As suricatas gostam de comer pequenos insectos, pequenos vertebrados, ovos, e também gostam muito de fazer mais suricatas. Dado o seu fervor por esta última actividade, há uma grande chance de que a exposição seja o palco de um ou mais partos no seu habitat…

Publicado por tentilhão às março 21, 2009 10:04 AM

Comentários

Comente




Recordar-me?