« EVOLUÇÃO NO INSTITUTO FRANCO-PORTUGUÊS DE LISBOA ESTA QUINTA FEIRA | Entrada | Evolução Online »

fevereiro 19, 2009

DARWIN E AS ERVILHAS

peas[1].jpg


O grande problema que Darwin deixou por resolver foi o da hereditariedade. Ele sabia que a Selecção Natural actuava sobre as variações presentes entre os indivíduos de cada espécie, mas nunca conseguiu mostrar como estas variações eram transmitidas de geração para geração. Num dos grandes desencontros da história da ciência, o problema estava a ser resolvido por Gregor Mendel, no seu mosteiro na Morávia. Mendel publicou a conclusão dos seus estudos sobre o cruzamento de ervilhas poucos anos depois do próprio Darwin ter publicado a “Origem das Espécies”. Embutida nas Leis de Mendel estava a demonstração que faltava a Teoria de Darwin, isto é, que as características são transmitidas em unidades discretas que não se misturam, unidades que hoje conhecemos como genes.

Em carta de Fevereiro de 1866, enviada ao co-descobridor da Selecção Natural, Alfred Russel Wallace, Darwin mostra que se aproximou desta conclusão crucial no seu trabalho experimental com plantas- e ainda por cima usando ervilhas:

"Meu caro Wallace

Depois de haver enviado a última mensagem, a explicação simples que deu tinha-me ocorrido, e parece-me satisfatória.

Eu não creio que perceba o que eu quero dizer com a não-mistura de certas variedades. Não estou a referir-me a fertilidade; um exemplo vai tornar isto claro; eu cruzei as ervilhas Dama Pintada e Púrpura, que são duas variedades com cores muito diferentes, e obtive, mesmo a partir da mesma vagem, as duas variedades perfeitas, mas nenhuma intermediária. Penso que algo deve ocorrer com as suas borboletas e três formas de Lythrum*, embora estes casos sejam em aparência tão maravilhosos, eu não sei se são verdadeiramente mais espantosos do que cada fêmea do mundo produzir crias masculinas e femininas distintas.

(…)

Creia-me sinceramente seu, Ch. Darwin"

* Nota do blog: Lythrum é genero de planta do qual se alimentam as larvas de algumas borboletas (nome vulgar: Erva-sapa; Salgueirinha; Salicária-dos-juncos).

- Thiago Carvalho

Publicado por tentilhão às fevereiro 19, 2009 11:54 AM

Comentários

Comente




Recordar-me?